Categories
Estude e trabalhe no exterior Morar fora Tudo sobre intercâmbio

Custo de vida no Canadá em 2022: saiba como será a sua vida no país

Confira o custo de vida no Canadá em 2022 e compare o estilo de vida em cidades como Vancouver e Toronto.

Você verá nesta postagem:

  1. O custo de vida no Canadá em 2022
  2. Canadá x Brasil: entenda suas necessidades
  3. Canadá x Brasil: qualidade de vida
  4. As cidades do Canadá e a economia

O custo de vida no Canadá em 2022

Visão panorâmica de Toronto no Canadá
Cidade de Toronto

O custo de vida no Canadá pode variar de acordo com a sua localização no país, pois existem cidades com um custo de vida mais caro, enquanto outras têm um nível de consumo equilibrado em relação às necessidades básicas dos habitantes.

Abaixo, reunimos dados disponibilizados pela plataforma Numbeo, que reúne informações econômicas sobre diversas cidades, estados e países. Confira os valores médios de aluguel e gastos gerais, baseado em dados de Janeiro de 2022:

Gastos mensais totais (sem aluguel):

TorontoVancouver
Família de 4 pessoasCAN$ 4.441,02CAN$ 4.455,14
1 pessoa CAN$ 1.218,92CAN$ 1.210,45

Aluguel Mensal

Toronto Vancouver
Apt no centro (1 quarto)CAN$ 2.020,61 CAN$ 2.103,25
Apt no centro (3 quartos)CAN$ 3.511,76 CAN$ 4.122,75
Apt distante do centro (1 quarto)CAN$ 1.708,33 CAN$ 1.699,94
Apt distante do centro (3 quartos)CAN$ 2.752,68 CAN$ 2.971,43

Valores médios (1 pessoa)

TorontoVancouver
RestauranteCAN$ 20,00CAN$ 20,00
CinemaCAN$ 15,00CAN$ 15,00
Passe mensal (transporte)CAN$ 156,00CAN$ 120,00
Gasolina (1L)CAN$ 1,39CAN$ 1,62
Mercado (19 itens)CAN$ 118,52CAN$ 137,47

Calculando as suas necessidades

Utilizando o salário mínimo de Ontario como base (C$ 15 por hora), podemos calcular que uma pessoa que trabalha 20 horas por semana terá em média C$ 300,00 ao final desse período de trabalho, o que significa que em um mês ela terá em média C$ 1.200,00.

É comum estudantes internacionais dividirem apartamentos ou morarem com Host Families, dessa forma os gastos mensais são divididos.

Nota: No Canadá, intercambistas com visto de estudante podem trabalhar até 20h/semanais.

Tendo a informação sobre os preços em diferentes setores e também o cálculo do salário mínimo, podemos concluir que o custo de vida no Canadá se mantém moderado, podendo até mesmo diminuir caso você estabeleça a sua moradia em uma cidade de baixo custo como Winnipeg em vez de Toronto, por exemplo, que além de ser a maior região metropolitana do Canadá, também é uma das cidades mais caras do mundo.

Falando em salário mínimo, você conhece as profissões em alta no Canadá em 2021?

O custo de vida é apenas um dos componentes do índice da Qualidade de Vida, que reúne outros fatores importantes para uma sociedade moderna e estima o quanto aquele determinado país, estado ou cidade é bem ranqueado.

Canadá x Brasil: qualidade de vida

O custo de vida no Canadá pode variar com as cidades
Torre CN, em Toronto

Quando falamos sobre qualidade de vida, precisamos entender que existem alguns fatores que fazem com que ela tenha um índice bom ou ruim, como por exemplo: Poder de compra, Segurança, Saúde, Clima e o próprio Custo de Vida.

Utilizando um pouco mais a Numbeo, criamos um comparativo entre Ottawa e Brasília, confira:

BrasíliaOttawa
Índice do poder de compraBaixo49.98Moderado85.32
Índice de segurançaBaixo38.42Alto74.21
Índice de saúdeModerado50.20Alto74.97
Índice do custo de vidaMuito Alto33.01Moderado71.85

Como podemos observar, a capital do Brasil não corresponde aos requisitos mínimos para uma qualidade de vida acima da média. O índice do custo de vida pode parecer alto, mas porque a plataforma compara os preços de São Paulo como uma média geral, fazendo com que Brasília pareça ter um custo de vida muito mais em conta.

Ottawa é a capital do maior país das Américas, e mesmo assim, mantém um custo de vida moderado, com um poder de compra totalmente acessível e com índices de saúde e segurança em altos níveis, o que significa ter uma qualidade de vida elevada enquanto se consegue prosperar economicamente.

As cidades do Canadá e a economia

Lago e montanha em Alberta no Canadá
Alberta, Canadá

Após concluir os seus estudos e já estando no Canadá por um bom tempo, é importante que você já esteja economicamente integrado com o país e sabendo todas as implicações que cada estado e cidade podem ter em relação à economia. Algumas cidades podem ser mais caras do que outras, o que pode impactar na sua estadia no país.

Assim como o custo de vida do Canadá, o salário mínimo também sofre alterações de acordo com a cidade em que você estiver inserido, o que significa que caso você deseje morar em Quebec por exemplo, o seu salário mínimo será de C$ 13,50 por hora, diferente da região de Alberta, que fica em torno de C$ 15.

O Canadá é um país com altos níveis de educação e com uma ótima qualidade de vida, basta fazer uma análise sobre onde você poderá se encaixar melhor e traçar um bom planejamento financeiro, assim, o seu futuro será muito mais tranquilo no país da Maple Leaf.

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.
Categories
Estude e trabalhe no exterior Graduação e Pós no Exterior

Carta de intenção: passo a passo pra uma essay de sucesso

Fala galera! Tudo certinho com vocês? Se você está aqui é porque sabe o quanto estudar no exterior é possível – e uma das melhores decisões que você poderia tomar! Hoje nós vamos te contar tudo sobre a carta de intenção e como preparar a carta perfeita, bora lá?

O que você verá nessa postagem:

  • O que é uma carta de intenção
  • Passo a passo para escrever sua carta de intenção
    • Como escrever a introdução ideal para qualquer carta de intenção
    • Como escrever a conclusão perfeita para sua carta de intenção
    • Checklist do que você precisa abordar na carta de intenção
  • 3 coisas para você evitar na sua essay
  • Pratique até a excelência: recursos para você praticar seu Personal Statement

O que é uma carta de intenção?

A carta de intenção – também conhecida como personal statement, motivational letter ou college essay – é um documento essencial para realizar sua application em muitas universidades no exterior. As instituições de ensino pedem a carta como uma forma de conhecer melhor o aluno, entendendo suas motivações, valores e o que o torna único.

Passo a passo para escrever sua carta de intenção

Seu Personal Statement não deve ser visto como um inimigo e sim como sua porta de entrada para a instituição onde você quer estudar. Dessa forma, aproveite a oportunidade para emocionar e persuadir o leitor de que você é a peça que falta.

Estudar em uma instituição no exterior é uma grande conquista, mas não deixa de ser o caminho que vai te levar além: e é sobre esse “além” que você deve falar na carta. Quem ler sua essay já sabe que você quer estudar ali, então é sua função mostrá-los porque você merece.

Para isso, não fale, mostre exemplos. Na prática você deve contar a história por trás de suas escolhas, deixando claro como fazem sentido, e não apenas as escolhas.

Antes de escrever, se prepare:

Antes de sentar para escrever a carta, é interessante pensar em como você se definiria em poucas palavras, o que te representa e o que/quem te inspira a perseguir seus sonhos.

Se prepare para ser especifico e dizer porquê aquele curso – naquela faculdade especifica, e com certo professor vai te ajudar a alcançar o futuro que tanto sonha.

Seja preciso ao falar o que te motivou a escolher o curso e a instituição – faça seu dever de casa, pesquise sobre a história do curso e da instituição, e se possível sobre os professores que irão te acompanhar. Assim, você mostrará curiosidade e força de vontade.

Dica de ouro: Se quiser arrasar em sua essay, tire um tempinho para estudar a técnica de escrita conhecida como Storytelling. Pode confiar!

E quando for se preparar, não esqueça de pontuar os temas que deseja abordar. Todo o processo de escrita também pode ficar muito mais fácil se você escrever em uma plataforma online como o Google Docs, que deixa tudo bem salvo e seguro, além de corrigir possíveis erros gramaticais e typos.

Como escrever a introdução ideal para qualquer carta de intenção

A introdução de um texto deve servir como uma isca, capturando a atenção do leitor, e por isso é fundamental que tenha uma introdução de sucesso.

Em sua carta de intenção é interessante começar logo na primeira linha dizendo o porquê – Por que você quer fazer o curso? De forma clara, diga diretamente porque fazer o curso é importante para você. Utilize as próximas linhas para detalhar o motivo de você querer seguir por esse caminho, mostrando seu entusiasmo pelo curso e pela instituição.

Você pode, também, citar pessoas da área em que deseja atuar que te inspiraram a ingressar naquela faculdade. Por exemplo, se você deseja fazer um mestrado em ciência da computação na Universidade de Wisconsin-Milwaukee você pode citar o atual CEO da Microsoft, ex-estudante da universidade, como uma motivação.

A introdução é um lugar interessante para citar o nome de professores e matérias que te instigaram a aplicar. Mostre que você conhece o curso de uma forma mais profunda. Assim, sua paixão ficará clara e manterá o leitor na sua carta de intenção.

Não enfeite sua “entrada”, foque em ser direto e responder a pergunta principal da introdução – why. Pode confiar que assim você vai decolar!

Ah, e mais importante: a ordem em que você escreve as “partes” da sua carta de intenção é o menos importante, mas muitos especialistas indicam deixar a introdução para escrever por último.

Desenvolva sua história

Desenvolver seu texto ao longo de sua carta de intenção é mais simples do que parece, pode acreditar! Contar uma história é algo que nós, brasileiros, somos craque – e eu tenho certeza que sua história vale a pena ser contada.

Primeiro, é importante relembrar os objetivos por trás do seu texto: você vai focar em uma experiência ou trazer várias?; liste todas que quiser abordar e como tiveram um impacto positivo na sua vida e escolhas. Caso você opte por falar de suas paixões, como esportes ou música, também deixe tudo anotado. Se possível, conecte as duas coisas – fale de experiências em que suas paixões estiveram presentes.

Atenção: você pode trazer experiências negativas para dar mais “profundidade” a sua narrativa, porém sempre mostre uma mudança positiva e significativa que esse momento trouxe para sua vida. Mostre como transformou os limões em limonada.


Perguntas que você deve responder em seu desenvolvimento:

  • O que você fez ou viveu que te faz adequado para o curso?
  • Como essas experiências te diferenciam dos outros candidatos?

Como escrever a conclusão perfeita para sua carta de intenção

Sua conclusão é o lugar para trazer um insight sobre o futuro. Mostre como sua história de vida te fez uma pessoa melhor, e um aluno melhor para a instituição. Diga porque você gosta do que faz, e como isso te faz único. Eles devem ver você como um aluno e lembrar do seu nome.

Checklist do que você precisa abordar na carta de intenção

Ao fim de sua primeira tentativa – faça ao menos 3 – confira se sua carta de intenção responde todas as perguntas abaixo:

  • Quem você era antes da experiência?
  • O que você aprendeu com a experiência?
  • O que você fez recentemente que é um resultado direto dessa experiência?
  • Como essa experiência/paixão se conecta com suas ambições futuras?

Se possível, peça para outras pessoas lerem sua redação e pergunte suas impressões. Anote o que precisa melhorar e aplique nas próximas tentativas. E não desanime: a cada tentativa você está mais perto da carta que vai abrir as portas do seu sonho!


Nota: Os tópicos acima foram extraídos de um artigo do Edmit que você pode conferir aqui.

3 coisas para evitar na sua essay

Aprender com nossos erros é bom, mas aprender com o dos outros é melhor ainda, né? Separamos alguns “erros em comum” para você evitar na sua carta de apresentação.

  1. Aberturas clichês

    Sim, a introdução deve ser uma isca! Mas não dá pra todo mundo usar a mesma abertura clichê sempre, né? Nesse site você encontra mais dicas de como iniciar seu texto (e do que não falar). Lembre de ser você, sempre.

  2. Repetição

    Não repita palavras e expressões se não forem realmente necessárias. Assim, sua carta de intenção fica mais fluida, com uma leitura mais intrigante. Sinônimos e idioms serão seus melhores amigos.

  3. Palavras e informações desnecessárias

    Sim, mais uma vez: fale apenas o que for importante para convencer o leitor de que você é a pessoa ideal para preencher a vaga. Evite ser repetitivo e contar detalhes desnecessários.

Permita que seu texto seja “short and sweet”. Simples, porém emocionante.

Pratique até a excelência: recursos para você praticar seu Personal Statement

Pratique, e tudo virá – é um conselho antigo que se encaixa perfeitamente aqui. Apenas com a prática você será capaz de escrever um Personal Statement que consiga descrever bem quem você é, o que acredita e quem quer vir a ser.

Normalmente as instituições de ensino costumam publicar cartas de intenção de sucesso. Porém, também é fácil de achar em outros sites pela internet. Aqui você encontra não apenas exemplos, mas também análises do porquê elas foram selecionadas. A leitura de outras essays pode ser a inspiração que faltava para você dar o primeiro passo!

Caso você queira praticar a escrita em inglês do zero, confira o Write & Improve with Cambridge que oferece exercícios diversos de escrita, organizados por nível e objetivos (de graça!).

E pelo site College Essay Guy você confere dicas, exemplos e exercícios que além de te preparar para escrever – entendendo seus valores e metas – também te ajudam a expandir o vocabulário. Bom demais, né não?

Curtiu o conteúdo? Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.


Categories
Dicas de viagem Estude e trabalhe no exterior Morar fora

Como viver viajando: 10 ideias para trabalhar enquanto viaja

Fala galera! Quantas vezes você já sonhou em viajar o mundo? Pois é, aqui na Dreams nós sabemos que viajar é muito mais do que um passeio, um luxo. Viajar é preciso e muita gente por aí vive na estrada. Nesse post vamos te dar algumas ideias de profissões perfeitas para quem quer viver viajando. Já consegue se ver mundo afora?

O que você verá nessa postagem:

  • Como trabalhar enquanto viaja?
    • Intercâmbio de trabalho
      • 5 profissões em alta pelo mundo
    • Trabalhe enquanto viaja: seja um nômade digital
      • Profissões para trabalhar de casa
  • Extra: trabalhe em cruzeiros

Como trabalhar enquanto viaja?

Sim, é possível viajar o mundo trabalhando. E graças a tecnologia essas possibilidades só vem crescendo. Na pandemia deu pra sentir um gostinho disso: o trabalho “home office” foi regra pra muita gente.

Agora, já pensou em viajar o mundo recebendo em diversas moedas? Pois é! Existem plataformas online que te ajudam nesse processo, muitas em dólar americano. Parece um sonho, né?!

Se liga nessas opções e já vai se organizando para esse novo passo.

Intercâmbio de trabalho

Um intercâmbio de trabalho é o primeiro passo para quem quer ter a experiência de viver viajando o mundo enquanto trabalha. Com uma agência de intercâmbios responsável, é possível fazer todo o processo de forma segura e prática, garantindo sua estadia e estudos. Além disso, um intercâmbio de trabalho permite que você aprenda sobre a nova cultura e idioma do seu país-destino enquanto ganha uma grana para se manter. Você mantém a estabilidade, mas nada te impede de viajar pelo país, ou até mesmo o continente – já imaginou você em uma Roadtrip pela Europa?

5 profissões em alta pelo mundo

Gostou da ideia de fazer um intercâmbio de trabalho enquanto estuda o idioma do país, ou até mesmo um curso profissionalizante? Dá uma olhada nas profissões que estão em alta ao redor do mundo de acordo com a WesternUnion:

O que você verá nessa postagem:

  • Como trabalhar enquanto viaja?
    • Intercâmbio de trabalho
      • 5 profissões em alta pelo mundo
    • Trabalhe enquanto viaja: seja um nômade digital
      • Profissões para trabalhar de casa
  • Extra: trabalhe em cruzeiros

Como trabalhar enquanto viaja?

Sim, é possível viajar o mundo trabalhando. E graças a tecnologia essas possibilidades só vem crescendo. Na pandemia deu pra sentir um gostinho disso: o trabalho “home office” foi regra pra muita gente.

Agora, já pensou em viajar o mundo recebendo em diversas moedas? Pois é! Existem plataformas online que te ajudam nesse processo, muitas em dólar americano. Parece um sonho, né?!

Se liga nessas opções e já vai se organizando para esse novo passo.

Intercâmbio de trabalho

Um intercâmbio de trabalho é o primeiro passo para quem quer ter a experiência de viver viajando o mundo enquanto trabalha. Com uma agência de intercâmbios responsável, é possível fazer todo o processo de forma segura e prática, garantindo sua estadia e estudos. Além disso, um intercâmbio de trabalho permite que você aprenda sobre a nova cultura e idioma do seu país-destino enquanto ganha uma grana para se manter. Você mantém a estabilidade, mas nada te impede de viajar pelo país, ou até mesmo o continente – já imaginou você em uma Roadtrip pela Europa?

5 profissões em alta pelo mundo

Gostou da ideia de fazer um intercâmbio de trabalho enquanto estuda o idioma do país, ou até mesmo um curso profissionalizante? Dá uma olhada nas profissões que estão em alta ao redor do mundo de acordo com a WesternUnion:

Categories
Estude e trabalhe no exterior Estude um idioma

Como estudar inglês sozinho: Fale inglês em 2022 | Roteiro de estudos

Fala galera! Ano novo é hora de colocar os planos em prática. Não é novidade que falar inglês é essencial para qualquer pessoa que queira subir na carreira ou conhecer o mundo. Aqui você vai conferir um guia bem simples de como estudar inglês sozinho pra te deixar a mil nos estudos. Bora lá?

O que você verá nessa postagem:

  • Como estudar inglês sozinho?
    • Defina seus objetivos e metas
    • Descubra seu nível de inglês
  • Como criar uma rotina de estudos?
    • Crie um cronograma semanal de estudos
  • Estudar inglês: materiais e técnicas de estudo
    • Melhores técnicas para estudar inglês sozinho
  • Bônus: Guia de estudos gratuito

Como estudar inglês sozinho?

Estudar inglês muitas vezes pode parecer um desafio impossível. Quem estudou na escola ou cursos de inglês tradicionais tem “trauma” do tal do verbo to be. Mas não precisa se preocupar que as dicas aqui vão te ajudar a perder esse medo e realmente avançar no seu inglês.

Na Dreams, nós acreditamos que aprender um novo idioma é libertador. E a língua inglesa, acima de qualquer outra, permite que você se comunique com qualquer pessoa no mundo todo. Para quem sonha com um intercâmbio, é importante saber o básico pra conseguir se virar, né?

Defina seus objetivos e metas

Antes de comprar um livro para estudar, você precisa saber o que te motiva, o que você pretende fazer com o idioma e em quanto tempo você pretende atingir um objetivo X. Complicou? Vamos na prática:

O que você quer? Falar inglês
O que você pretende fazer com o inglês? Assistir séries com legendas em inglês, cantar músicas, ouvir podcasts, um college no Canadá daqui a 1 ano
Em quanto tempo você quer estar assistindo séries com legendas? 3 meses
Como você pretende atingir isso: assistindo pequenos vídeos no YouTube para praticar minha escuta e leitura.

O importante é saber sua meta (falar inglês para fazer um college no Canadá), seu objetivos são partes da meta (ler 1 livro inteiro em inglês), os objetivos são como degraus que você sobre em direção a grande meta, e a partir desses objetivos definidos você vai precisar definir um prazo e uma atividade. Chamamos essa técnica de SMART, muito usada por grandes empresas e no mundo do marketing.

O “pulo do gato” é começar pequeno e ir avaliando seus avanços. De nada adianta querer fazer tudo ao mesmo tempo. Baby steps, my dear!

Descubra seu nível de inglês

Agora que você tem seus objetivos definidos, é importante saber o quanto você sabe. Na internet existem vários sites gratuitos que avaliam seu nível de inglês. Segue uma lista para te ajudar:
Cambridge Assessment
ABA English
British Council


Como criar uma rotina de estudos?

Estudar inglês sozinho, ou qualquer outro idioma, pede organização e prática constante. A fluência não vem da noite por dia (apenas com crianças… elas aprendem com mágica, tudo mundo sabe! haha) e ao mesmo tempo, pode ser atingida mais rápido do que muita gente imagina.

Nesse meio tempo, a rotina acaba sendo mais importante que motivação! Pois é… as vezes, a gente fica pra baixo e não quer fazer nada, né? Porém, não é sempre que podemos ficar de pernas para o ar, e são nesses dias de desmotivação que a rotina, o hábito, a disciplina, vão te manter na trilha dos seus sonhos.

Durante sua jornada de aprendizado, seja no Brasil ou durante um intercâmbio, é essencial praticar as 4 habilidades da língua: fala, escrita, escuta e leitura. Essas “skills” são toda a base da nossa comunicação e podem ser estudadas em conjunto.

Sabendo disso, seu cronograma de estudos deve envolver todas as habilidades. Enfim, vamos ao passo a passo para criar sua rotina de estudos.

Crie um cronograma semanal de estudos

O primeiro passo para criar seu cronograma é entender o que você já faz, o que você quer fazer e o que você quer mudar. Anote em um papel ou planilha (se preferir pode até fazer uma tabelinha com os horários e dias da semana) todas as suas atividades ao longo do dia: trabalhar, estudar e até mesmo o horário em que você costuma lavar os pratos!

Depois de anotar tudo certinho, veja os horários que “sobraram”. Você só precisa de 30 minutos por dia, e podem ser 15 minutinhos de manhã e 15 durante a noite, por exemplo. Longas horas de estudo não dão mais resultado, é a prática diária que muda tudo!

Quando que definir seus horários de estudo – isso vai te ajudar a manter o ritmo, confia! – é hora de pensar em quais materiais e atividades vão ser encaixadas no seu dia a dia.

Estudar inglês: materiais e técnicas de estudo

Deixe seu cronograma de estudos em um lugar bem visível para não esquecer e salva essa postagem para conferir todas as técnicas e materiais que vamos te mostrar.

A forma mais divertida de estudar inglês sozinho, e que funciona MUITO, é usando suas músicas favoritas. Ainda assim, a gente sabe que não dá pra fazer a mesma coisa todo dia e por isso fizemos uma lista com 5 estratégias super fáceis de incluir na sua rotina:

Melhores técnicas para estudar inglês sozinho

  1. Assistir vídeos no YouTube (escuta e leitura)

    O YouTube é um mar de conteúdos diversos e o lugar perfeito para aprender qualquer coisa: principalmente um idioma novo.

    Pesquise canais com assuntos do seu interesse (esportes, costura, dança, etc). Por exemplo, para quem curte aprender danças virais no TikTok esse canal é super legal. Só de assistir os vídeos atentamente seu ouvido já vai sendo treinado, e a diversão é garantida!

  2. Journaling (escrita + leitura)

    A técnica de journaling é uma das melhores para praticar o “pensar” em inglês. Você basicamente mantém um diário, em inglês, e todo dia se compromete a escrever algumas linhas sobre seu dia.

    No processo, você está praticando estruturas gramaticais e aprendendo novas palavras – pesquisar ajuda, viu? Além disso, com o passar do tempo fica mais fácil perceber seu avanço e pontos que precisam ser melhorados: é só consultar seu caderno!

  3. LyricsTraining (escuta + escrita + leitura)

    O site/aplicativo LyricsTraining é um dos queridinhos dos poliglotas pelo mundo! Através dele você consegue estudar com músicas, mas com um jogo.

    O grande objetivo é completar a letra das músicas a medida que vai ouvindo! A ferramenta ainda conta com diferentes níveis e formatos; se quiser saber mais sobre basta clicar aqui.

  4. Áudio-diário /Áudio-vídeo (fala + escuta)

    Sem pressão, sem julgamentos e no seu tempo: basta gravar você mesmo falando sobre algum tópico, seja uma notícia ou seu dia a dia. Dá até pra criar um grupo com no WhatsApp (só você e sua coragem, haha) e ir enviando seus vídeos por lá.

    E já que criatividade não é a meta aqui, existem sites com temas de conversação e perguntas em inglês. Você não vai ignorar essa dica, né?

  5. Sites e aplicativos (todas as habilidades + gramática)

    Uma grande mão na roda são sites e aplicativos para estudar idiomas. Com atividades curtas e intuitivas você consegue encaixar os estudos até mesmo enquanto está na rua, indo para o trabalho, por exemplo.

    Nossos preferidos são o Busuu, Ewa, Rosetta Stone, e o queridinho Duolingo, que emite um certificado para quem concluir todos os níveis.

Bônus: Guia de estudos gratuito

Agora que você já sabe como se organizar para estudar inglês sozinho, é só colocar em prática; e por isso preparamos um modelo de roteiro de estudos para você baixar e usar no seu dia a dia – e em 2 cores, ein? Abaixo você pode ver um exemplo de como usar esse planner semanal!

Planner com roteiro de estudos semanal de inglês – estude inglês sozinho (modelo de uso)

Gostou do modelo? Não deixa de compartilhar com seus amigos!

Você também pode se interessar:
O que é intercâmbio: como funciona, custos e quais os tipos de intercâmbio
Intercâmbio nos Estados Unidos: conquiste o sonho americano

Curtiu o conteúdo? Fica mais um pouco e não deixe de conferir nossas redes sociais para estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Meu intercâmbio com a Dreams Tudo sobre intercâmbio

O que é intercâmbio: como funciona, custos e quais os tipos de intercâmbio

Fala galera! A gente sabe que viajar e morar em outros países é o sonho da maioria dos brasileiros e hoje trouxemos todas as informações que você precisa antes de dar o primeiro passo para seu intercâmbio.

O que você verá nessa postagem:

  • O que é intercâmbio?
  • Como o intercâmbio funciona?
  • Como fazer um intercâmbio?
  • Quais os tipos de intercâmbio e quem pode fazer?
    • Intercâmbios de Idiomas
    • Intercâmbios Missionários e Voluntários
    • Intercâmbio High School / Ensino Médio
    • Intercâmbio em família
    • Intercâmbio de férias: inverno e verão
    • Intercâmbio Profissionalizante e vocacional
    • Intercâmbio de Graduação e Pós-graduação
  • Quanto custa fazer um intercâmbio?

O que é intercâmbio?

O intercâmbio é uma prática que se iniciou no século XIX, na Europa, com o objetivo de ampliar a visão de mundo e tornar mais independentes os jovens da época. De lá pra cá, ele vem se moldando a diferentes realidades e sonhos.

Entendemos que o intercâmbio é uma chave que abre portas para novos mundos: empregos melhores dentro e fora do Brasil; aprendizados mil com pessoas do mundo inteiro; e habilidades que apenas um intercâmbista conseguiria desenvolver. Sabe aquele primo que fez um intercâmbio e voltou de viagem mais aberto, maduro, cheio de história pra contar? Não é à toa, viu!? Pode confiar e continuar lendo que hoje nós vamos tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto e te ajudar a se planejar.

Como o intercâmbio funciona?

Tudo vai depender dos seus objetivos. A ideia principal é que exija uma troca cultural. Seja um intercâmbio de trabalho, estudos ou férias, você voltará pra casa com a mala cheia de memórias e aprendizados únicos.

Mas, pra matar a curiosidade, um passo a passo bem padrão para um intercâmbio educacional seria:

Estudante se matricula em curso no exterior através de uma agência no Brasil.

Categories
Estude e trabalhe no exterior

Profissões em alta no Canadá em 2022

Fala, galera! Está pensando em morar no Canadá? Então se liga nas profissões que estão em alta demanda em 2022 – e já prepara seu currículo!

Você verá nesta postagem

  • Canadá procura profissionais qualificados
  • Meios para migrar para o Canadá
  • Profissões em alta no Canadá

Canadá procura profissionais qualificados

Na contramão do desemprego, o Canadá está em busca de profissionais qualificados para compensar o déficit de 2020. Por essa razão, o país se prepara para receber até 2023 cerca de 1,2 milhão de imigrantes, incluindo brasileiros. Uma oportunidade assim pode parecer difícil, mas com o intercâmbio certo dá pra ficar de olho nas profissões em alta no país.

Então, se você estava se preparando para um intercâmbio, o Canadá pode ser uma ótima chance de retorno a curto prazo. Isso porque, além de ser extremamente receptivo com estrangeiros, sua população idosa tem aumentado. A consequência é a escassez na força de trabalho, por isso a alta demanda por mão de obra.

Que tal se planejar a partir de agora para começar seus estudos e garantir um emprego no Canadá? Leia esse post e saiba como tornar o sonho realidade.

Pressa nas contratações

Pessoas em reunião de contratação

Anualmente, o país define uma quantidade média de imigrantes que deseja receber, geralmente em torno de 340 mil. Com a pandemia do novo coronavírus, essa expectativa foi por água abaixo, fazendo com que os planos fossem adiados para os anos seguintes. Porém, a recuperação econômica do país está diretamente ligada à força de trabalho estrangeira. Inclusive, um terço dos negócios canadenses têm donos estrangeiros.

Por essa razão, existe uma certa urgência para atrair novos imigrantes, mesmo em meio à pandemia. Há cerca de um mês, o governo divulgou um novo relatório de imigração com os números alcançados e os que desejam alcançar até 2023. Tempo de sobra para você organizar seus estudos e garantir um emprego em um dos países com melhor qualidade de vida do mundo.

Meios para migrar para o Canadá

Visto e passaporte para imigração

Estudo e trabalho são as duas formas de migrar para o Canadá, e a maior vantagem é que uma coisa leva a outra. O país geralmente facilita a permanência dos estudantes ao final do curso, principalmente se fizerem parte da lista de profissões em alta.

Caso você já tenha proficiência na língua e um diploma, há também a possibilidade de já chegar no país com um emprego. Seja por meio de uma oferta do empregador ou visto de trabalho. Isso porque cada província (ou estado) tem suas próprias regras de imigração que podem ser oferta de trabalho para profissões em alta, proficiência na língua, idade, experiência de trabalho e comprovação financeira.

Alguns programas de imigração podem te ajudar a facilitar essa busca. São eles: Provincial Nominee, Startup Visa Program, Self-Employed Program, Caregivers ou Rural and Northern Immigration. Você pode conferir mais sobre esses programas no site oficial de imigração do Canadá aqui.

Áreas com mais demandas no país

Setor de saúde é um dos mais valorizados

Antes de falarmos sobre as profissões em alta para quem imigrar para o Canadá, é interessante destacar também as áreas com mais demanda no país. Apenas nos setores de Saúde, Tecnologia e Serviço Social foram mais 30 mil novos empregos só no mês de setembro de 2019. E se você pensar na lógica do país, essas áreas são mais valorizadas, pois saúde e qualidade de vida são prioridades por lá. 

Mas o que é preciso para se candidatar a uma dessas vagas? Se você já tiver formação nessas áreas, vale a pena ficar de olho nas oportunidades e nas seguintes exigências:

  • Provar que possui condições financeiras para sustento individual e/ou familiar após a chegada no país
  • Ter um diploma de graduação na área de interesse
  • Possuir experiência profissional mínima de 1 ano em período integral no país de origem
  • Atender aos requisitos mínimos de proficiência em um dos idiomas oficiais do país (inglês ou francês)

As profissões que estão em alta no Canadá

Profissionais diversos no Canadá

Para o ano de 2022, a multinacional de Recursos Humanos, Randstad, listou as 15 profissões com alta demanda no país. Apesar do déficit deste ano, ainda há necessidade de mão de obra nas áreas e espera-se que nos próximos três anos haja uma alta no preenchimento de vagas.

Algumas delas são mais simples, para pessoas que buscam estudar a língua e receber um retorno financeiro ao mesmo tempo. Mas também demandas específicas que exigem diploma e formação superior. São elas:

CargosGrau de escolaridade/experiênciaSalário (média anual)
Gerente de contas estratégicas (KAM)pleno e sêniorCAN$ 80.000,00
Desenvolvedor (DEV)pleno e sêniorCAN$ 71.071,00
Gerente de marketingpleno e sêniorCAN$ 72.453,00
Enfermeiro(a)graduado (e autorizado a praticar no país)CAN$ 81.152,00
Motoristapreferível experiência de +4 anosCAN$ 45.373,00
Representante de SACpreferível experiência de +1,5 anosCAN$ 36.749,00
Soldador(a)Com experiência comprovada na áreaCAN$ 61.669,00
Engenheira(o)Com experiência comprovada na áreaCAN$ 54.368,00
Contador(a)CAN$ 57.000,00
Arquiteto de Nuvem (TI)Pleno e sêniorCAN$ 121.555,00
Gerente de RHCAN$ 84.011,00
EletricistaCom experiência comprovada na áreaCAN$ 54.368,00
Gerente de projetos de TISêniorCAN$ 91.300,00
Engenheiro MecânicoCAN$ 74.562,00
Responsável pela contabilidade (account clerk)Júnior e plenoCAN$ 45.128,00
Salário está de acordo com dados disponibilizados pelo Glassdoor

Fique ligado em plataformas como LinkedIn na hora de procurar vagas no exterior.

Intercâmbio para o Canadá

Globo com pin marcando o Canadá

Como o momento ainda requer cuidados, esta é a hora de se planejar para conquistar o tão sonhado emprego em um país de primeiro mundo. Portanto, se você ainda não tem fluência na língua ou não sabe quais as melhores universidades na área que deseja estudar, conte com a Dreams.

Se quiser saber um pouquinho mais sobre o destino ou entrar em contato com a gente, basta clicar aqui. Nosso time está sempre a postos para tirar todas as suas dúvidas. 

Você também pode gostar:
Custo de vida no Canadá em 2022: saiba como será a sua vida no país

O que é intercâmbio: como funciona, custos e quais os tipos de intercâmbio

Morar na Austrália: Guia Prático para quem quer imigrar

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.
Categories
Dicas de viagem

Como é morar em Barcelona: Descubra a Espanha | Brasileiros na Europa

Morar em Barcelona tem alguns mistérios que você provavelmente não sabe, principalmente se você ainda não visitou a cidade. Mas isso não é um problema, pois você veio ao lugar certo. Neste post, nós falamos de forma direta e completa sobre tudo o que Barcelona tem a oferecer para quem deseja passar um bom tempo por lá, com o objetivo de informar você, que pode não saber tanto sobre essa cidade incrível.

Leia até o final para saber tudo sobre Morar em Barcelona:

Como é morar em Barcelona?

Morar na Espanha é uma verdadeira aventura dentro da Europa, principalmente se você ama passeios culturais e paisagens incríveis. Em Barcelona, você consegue desfrutar de tudo isso, podendo ter uma experiência única na segunda maior cidade da Espanha, ficando apenas atrás da capital do país, Madrid.

Por isso, é importante que você saiba tudo que a cidade pode oferecer a você em diferentes setores, para que você não tenha nenhuma dúvida sobre como é morar em Barcelona, confira abaixo:

A vida social em Barcelona

Barcelona é uma cidade que chama atenção desde os tempos mais remotos, principalmente dos turistas, que no momento de escolherem uma cidade da Europa para se divertirem, escolhem a cidade de Barcelona na maioria das vezes. Então, não se espante se você encontrar muitas pessoas de outro países, até mesmo em maior número do que os nativos em certos locais.

Além disso, os nativos da região não costumam ficar tanto tempo em casa, por conta do costume de estarem sempre na rua, consumindo bebidas em bares, cafés ou em pubs locais, então não espere um convite para uma festinha caseira, mas sim para uma boa conversa em torno de uma mesa de bar.

Como é a noite em Barcelona

E por falar em bar…à noite, você pode visitar boates e bares variados, dos mais chiques até aos mais simples, mas que com certeza não ficam atrás quando o assunto é diversão. Quer visitar uma boate famosa e movimentada? Visite a Amnésia Ibiza, uma boate fundada nos anos 70, mas que até hoje chama atenção pelo seu movimento e luxo.

Porém, se você não é um grande fan de música alta e dança com aglomerações, você pode visitar o Champions Bar, um estabelecimento perfeito para levar a família, conversar com ótima iluminação e partidas dos mais variados esportes sendo transmitidas ao vivo, fazendo com que o lugar seja uma caixinha de surpresas diariamente.

A culinária

A culinária da região da Catalunha tem os seguintes ingredientes principais:

  • Tomate
  • Alho
  • Ervas frescas
  • Azeite
  • Cebola
  • Bacalhau e mais alguns outros ingredientes.

O povo catalão, popularmente, costuma dizer que a sua culinária é diversificada ao longo de várias áreas importantes, podendo variar entre a culinária do mar na Costa Brava, cozinha da montanha dos Pirinéus de Lérida, a culinária do vale de Arán e Cerdanya nos Pirenéus de Girona e algumas outras que podem ser especificadas de acordo com o nativo que responder a sua pergunta. 

Logo, a culinária de Barcelona também é afetada pela região. Porém, você comumente irá encontrar Botifarras amb Mongetes, Calçots, Arrós Negre e Esqueixada especificamente em Barcelona, então não se acanhe de ficar se alimentando apenas com fast food ou restaurantes que ofereçam o que você já conhece. Prove de tudo e conheça a Barcelona como ninguém.

A cultura da cidade

Como já dissemos acima, Barcelona é uma cidade enorme, uma verdadeira metrópole, então costuma ter uma vida cotidiana bem agitada, mas que não esquece da sua cultura no dia a dia. Na cidade, você pode assistir a shows de flamenco ou até mesmo fazer uma aula para aprender a dança típica.

Você também pode visitar os museus de Salvador Dali e Pablo Picasso. O Templo Expiatório da Sagrada Família também é uma atração histórica que você precisa ver pessoalmente, com os seus ladrilhos únicos.

O futebol também é um dos maiores pilares da cultura catalã, já que o gigante time histórico Barcelona tem jogos frequentemente transmitidos ou até mesmo visitados por milhares de torcedores semanalmente. Logo, a cidade de Barcelona tem cultura de sobra para que você visite e até mesmo se divirta enquanto estiver morando por lá. 

O transporte público em Barcelona

Quando começar a morar em Barcelona você pode até andar a pé em certas ocasiões, mas os seus pés precisarão de um descanso, pois a cidade é bem grande e precisa de um transporte público eficiente. Pensando nisso, o governo da cidade evoluiu o transporte ao longo dos anos, fazendo dele uma ótima opção para quem deseja se locomover com rapidez e eficiência. Confira abaixo:

Metrô

Sendo eficiente, rápido e regido pelo sistema da TMB, o metrô de Barcelona é sem dúvidas a melhor escolha se você deseja visitar cada canto da cidade, pois quase não há locais em que ele não alcance. Sendo um viajante curioso, você pode visitar todos os pontos turísticos da cidade facilmente, com um bilhete de ida que custa apenas € 2,20.

Ônibus

Os ônibus de Barcelona são muito fáceis de se utilizar, principalmente pela grande variedade de pontos de ônibus espalhados ao longo da cidade. Caso você deseje se locomover de forma eficiente dentro do centro da cidade, o ônibus é a resposta certa para a sua vontade, pois além de ser rápido e se manter funcionando constantemente dentro do centro, os ônibus também são baratos, tendo o mesmo valor do bilhete de ida de um metrô, € 2,20.

Bonde

Ao contrário do metrô e do ônibus, o bonde não é o mais rápido ou até mesmo o que tem melhor alcance, mas sem dúvidas ele pode ser a melhor opção para o seu passeio de um dia inteiro. Com velocidade popularmente reduzida e com duas redes funcionais, o bonde é perfeito para quem deseja morar em Barcelona, principalmente para os passeios do final de semana para regiões mais periféricas.


Você já sabe como a cidade funciona, quais são as melhores atrações e como chegar até elas. Tá esperando o que para morar em Barcelona? Eu espero que nada!

Até a próxima!

Categories
Dicas de viagem Morar fora

Qual o custo de vida em Londres? | Dicas para economizar

qO custo de vida em Londres é uma das coisas mais importantes que você precisa saber se pretende visitar essa cidade incrível, ou até mesmo morar nela. Muitas pessoas não sabem sobre os preços médios na cidade de Londres, justamente por falta de conteúdos atualizados e que informem de forma completa o que elas precisam. 

Pensando nisso, elaboramos este post completo para você saber tudo sobre o custo de vida em Londres enquanto aprende com dicas para economizar na cidade. Confira abaixo:

O custo de vida em Londres

Estudar em Londres é uma escolha que vai mudar a sua vida, principalmente pelo fato de que você irá morar na cidade, então, é muito importante que você tenha um planejamento econômico para que possa ter uma vida cotidiana bem mais tranquila, sem se preocupar tanto com uma possível falta de dinheiro, principalmente se você é uma pessoa que adora se divertir aos finais de semana.

Dessa vez, assim como em outras vezes que utilizamos cidades famosas como exemplos para posts de custo de vida, vamos utilizar a plataforma Expatistan, que reúne vários dados sobre preços médios em diversos setores importantes da sociedade, como: alimentação, transporte, moradia e entretenimento. 

Os dados que utilizaremos são atualizados do dia 10 de novembro de 2021, fornecidos pelos próprios habitantes de Londres. O comparativo das moedas também será feito utilizando os dados mais atualizados possíveis, utilizando a conversão da Libra Esterlina para Real Brasileiro com o valor de R$7,5.

Agora, confira o custo de vida em Londres com preços atualizados:

Alimentação

Menu básico de almoço (incluindo uma bebida) no distrito comercial £ 13 (R $ 95)

Combo em restaurante de fast food £ 6    (R $ 45)

500 gramas de peito de frango desossado £ 3,76 (R $ 28)

1 litro de leite integral £ 0,96 (R $ 7)

12 ovos £ 2,85 (R $ 21)

1 kg de tomate £ 1,91 (R $ 14)

500 gr de queijo local £ 4,47 (R $ 34)

1 kg de maçãs £ 2,29 (R $ 17)

1 kg de batatas £ 0,88 (R $ 7)

500 ml de cerveja nacional no supermercado £ 2,09 (R $ 16)

1 garrafa de vinho tinto de boa qualidade £ 10 (R $ 74)

2 litros de coca-cola £ 2,00 (R $ 15)

Pão para 2 pessoas por 1 dia £ 0,97 (R $ 7)

Moradia

Aluguel para acomodação mobiliada de 85 m2 em área cara £ 2.346 (R $ 17.656)

Aluguel para acomodação mobiliada de 85 m2 em área normal £ 1.773 (R $ 13.343)

Utilidades 1 mês (aquecimento, eletricidade, gás) para 2 pessoas em apartamento de 85m2 £ 152 (R $ 1.147)

Aluguel para estúdio mobiliado de 45 m2 em área cara £ 1.789 (R $ 13.463)

Aluguel para estúdio mobiliado de 45 m2 em área normal £ 1.384 (R $ 10.414)

Utilidades 1 mês (aquecimento, eletricidade, gás) para 1 pessoa em estúdio de 45 m2 (480 sqft) £ 103 (R $ 774)

Internet 8 Mbps (1 mês) £ 23 (R $ 173)

Tv de tela plana de 40” £ 323 (R $ 2.428)

Microondas 800/900 watts £ 75 (R $ 564)

Detergente para roupas £ 5,98 (R $ 45)

Transporte

1 litro (1/4 galão) de gasolina £ 1,31 (R $ 10)

Bilhete mensal transporte público £ 151 (R $ 1.137)

Viagem de táxi em dia útil, tarifa básica 8 km. (5 milhas) £ 26 (R $ 193)

Entretenimento

Jantar básico para duas pessoas em pub do bairro £ 39 (R $ 295)

2 ingressos para cinema £ 25 (R $ 188)

2 ingressos para o teatro (melhores assentos disponíveis) £ 202 (R $ 1.522)

1 coquetel no clube do centro £ 11 (R $ 86)

Cappuccino em área de expatriados da cidade £ 3,37 (R $ 25)

1 cerveja no bar da vizinhança (500ml) £ 6 (R $ 46)

Ipad wi-fi 128gb £ 451 (R $ 3.393)

1 mês de mensalidade a uma academia no distrito comercial £ 53 (R $ 398)

1 maço de cigarros marlboro £ 12 (R $ 93)

Dicas para economizar em Londres

custo de vida em Londeres

O estudante precisa ter uma vida mais organizada, com um planejamento econômico que funcione a longo prazo, pois além de ser uma pessoa que está comprometida com os estudos, você terá que se locomover de forma eficiente, ao mesmo tempo que come de forma barata e saudável, para que você tenha o melhor aproveitamento com o seu lazer.

Por isso, você pode economizar praticando algumas dicas que vamos deixar abaixo, confira:

Economize com a alimentação externa

Comer fora não precisa ser um problema principalmente quando o assunto é economizar com qualidade, se alimentando da melhor forma possível. Em Londres, existem várias formas de economizar, principalmente se você visitar o bairro de Soho, uma região despretensiosa e totalmente aberta a quem deseja consumir de forma barata.

Em Soho, você encontrará restaurantes como o Bodean’s, que faz questão de encher o prato com carne, batatas, salada e até mesmo o acompanhamento de uma ceverja. E o melhor, tudo isso por apenas £ 10.

Poupe dinheiro com alimentação dentro de casa

Dentro de casa, é importante que você se alimente da melhor forma possível, para que se mantenha uma pessoa saudável e ativa dentro de Londres, sem perder um dia de aula ou até mesmo ficar doente e perder aquele espetáculo no teatro. Por isso, é sempre recomendável que você se alimente por meio da feira em mercados, que além de serem muito mais econômicos, promovem uma vida mais saudável.

Camden Market

Supermercados como o Tesco, por exemplo, oferecem preços muito mais baixos em relação aos seus concorrentes em grandes cadeias mundiais. Os mercados populares ou ao ar livre também são uma verdadeira jóia para quem deseja economizar e comprar itens de qualidade. No Borough Market, por exemplo, você poderá encontrar alimentos mais baratos enquanto visita uma instalação que já dura mais de 1.000 anos.

Tenha uma locomoção barata e eficiente

Pode ser que você não saiba, mas estudantes podem economizar muito mais em Londres quando o assunto é transporte. Se matriculado em um curso de duração mínima de 14 semanas, o aluno tem direito a 30% de desconto em seu cartão Oyster. Chegando em Londres é importante que você tenha em mãos o seu cartão Oyster, que facilita a sua locomoção dentro da cidade, em qualquer transporte público.

Underground Londres

Para economizar, basta contratar um plano que se adeque aos seus objetivos. Você pode variar entre o plano diário, semanal e até mesmo mensal, com valores que podem variar de acordo com as zonas que você visitar.

Uma dica importante: independente do cartão Oyster, utilize o transporte público fora do horário de pico, que atualmente é de segunda a sexta-feira, entre 06:30 e 09:30 entre 16:00 e 19:00.

Diversão boa e barata

Morar, estudar ou até mesmo trabalhar em outro país, é uma experiência fora do normal para qualquer pessoa, mas se divertir no tempo livre também faz parte da experiência, principalmente se você conseguir economizar enquanto curte tudo o que a cidade de Londres tem a oferecer.

O Camden Market, em Camden Town, por exemplo, é um simples mercado, mas que atrai pouco mais de 100 mil visitantes todos os finais de semana, sendo uma das maiores atrações para quem deseja diminuir o custo de vida em Londres. No mercado, existem lojas de roupas alternativas e também voltadas ao ramo musical, tendo até mesmo diversas barracas de comida espalhadas por todo o local.

custo de vida em Londres: Globe Theatre

Caso você não seja fã da diversão ao ar livre, você pode visitar os museus de Londres, que ao contrário do resto da Europa, são totalmente gratuitos. Em caso de não curtir museus, você pode visitar o Globe Theatre, por exemplo, um museu histórico, onde o próprio Shakespeare apresentava suas peças e tem o valor de entrada a £ 5.


Agora que você já sabe o preço do que vai comprar e como economizar, eu espero que você tenha a melhor experiência possível!

Até a próxima!

Categories
Estude e trabalhe no exterior Morar fora Tudo sobre intercâmbio

Morar na Austrália: Guia Prático para quem quer imigrar

Quer imigrar para a Austrália mas não sabe por onde começar? Então você veio ao lugar certo, pois neste você vai saber tudo sobre como imigrar para a Austrália da melhor forma, sem aquela burocracia gigante, que faz você ter sono e ainda não saber completamente sobre como funciona o processo e qual é o melhor caminho.

Agora, chega de papo, e confira tudo sobre como imigrar para a Austrália

O ensino superior na Austrália

Pode ser que você esteja se perguntando: “Ué, o que o ensino superior da Austrália tem a ver com a imigração?”. Bom, a primeira coisa que posso lhe responder é: essa será a sua porta de entrada de imigração para a Austrália.

O ensino superior é a última fase educacional da Austrália, onde estudantes nativos e estrangeiros, concluem o seu ciclo educacional dentro do AQF.

O ensino superior na Austrália se divide entre:

  • Bacharelado
  • Mestrado
  • Doutorado

Após a conclusão desse ciclo, é importante que o aluno tenha uma experiência dentro do mercado de trabalho australiano. Pensando nisso, o governo australiano permite que o estudante estrangeiro graduado tenha um período de experiência após a conclusão do seu ensino superior.

imigrar para a Austrália

Como ficar por mais tempo na Austrália

Agora sim, chegamos ao ponto central deste post: O começo da sua imigração para a Austrália.

Na Austrália, após a graduação do aluno em qualquer modalidade do ensino superior, existe a possibilidade da emissão de um visto específico, que permite a estadia do aluno por mais tempo na Austrália, sendo esse visto o PSW, ou Post-Study Work Stream.

Como funciona o Post-Study Work Stream

Após a conclusão do curso, o aluno pode solicitar a emissão deste visto, que permite:

  • Ficar na Austrália por pelo menos 2 anos, indo até 4 anos como limite.
  • Viajar, trabalhar ou estudar na Austrália durante a validade do visto.

Essa variação de tempo limite acontece de acordo com o nível de graduação que você atingiu. Confira abaixo:

  • Bacharelado (com honras): 2 anos
  • Mestrado: 2 anos
  • Mestrado com pesquisa: 3 anos
  • Doutorado: 4 anos

Caso você queira ficar por mais tempo na Austrália, existe a possibilidade de conseguir um segundo Post Study-Work, mas para isso, é preciso que você more, trabalhe e/ou estude em uma área regional enquanto estiver desfrutando do seu primeiro visto de Post Study-Work.

imigrar para a Austrália

O segundo visto de Post Study-Work

Como já dissemos acima, para tirar este visto é necessário que você cumpra com o requisito principal, que se resume a morar e estudar em uma área regional da Austrália. Assim como no primeiro visto, o tempo de duração pode variar, confira:

  • Estudou e morou em uma área de categoria 2 – 1 ano
  • Estudou e morou em uma área de categoria 3 – 2 anos

Lembre-se: independente de qualquer um dos vistos citados acima, o governo australiano não fornece trabalho diretamente para quem aplica para estes vistos, fazendo com que o aluno tome as suas próprias decisões no mercado de trabalho do país.

Como imigrar para a Austrália

Agora que você já sabe como ficar por mais tempo na Austrália, é importante que você saiba o porquê disso ser tão importante, pois além de contribuir para a sua imigação, também serve como um item que facilitará o seu processo durante este último passo.

Existem vários meios de se conseguir a residência permanente na Austrália, sendo uma das mais famosas o SkillSelect.

O SkillSelect é um programa de imigração australiano que funciona como uma ponte entre os trabalhadores internacionais qualificados e os empregadores australianos, sendo um facilitador de ingresso no mercado de trabalho e também de imigração.

Como funciona o SkillSelect:

1 – Os candidatos preenchem campos importantes no SkillSelect, por meio do DHA – Department of Home Affairs, de forma inteiramente online.

2 – Execução de um teste de habilidade que avalia habilidades, conhecimento da língua e escolaridade.

3 – Após o teste, o candidato seleciona uma categoria de visto para que possa fazer uma Expression of Interest (EOI), que basicamente, é uma expressão de interesse sobre os seus objetivos.

4 – Estando registrado no sistema, o candidato estará disponível para a escolha de empregadores australianos, que podem convidá-los para que se tornem os seus patrocinadores de visto no país.

5  – Terminada esta fase, o candidato solicita o visto.

6 – Com a solicitação aceita, o candidato receberá o visto e poderá morar e trabalhar na Austrália.

Os vistos mais importantes que você pode adquirir com o SkillSelect

Visto independente qualificado (subclasse 189)

Este visto de residente permanente para trabalhadores qualificados. Não querer patrocínio do empregador ou da família. Mesmo assim, você pode se inscrever, contanto que atenda os seguintes requisitos:

  • Ser nomeado em uma ocupação que esteja na lista de ocupações qualificadas relevantes
  • Ter obtido uma avaliação de habilidades adequada para essa ocupação
  • Ainda não completou 50 anos.
  • Alcançou a pontuação especificada em sua carta-convite com base nos fatores do teste de pontuação
  • Seja pelo menos um inglês competente

Visto nomeado qualificado (subclasse 190)

Sendo um visto de residente permanente para trabalhadores qualificados, este visto exige nomeação de um governo estadual ou territorial, assim como os requisitos:

  • Ser nomeado em uma ocupação que esteja na lista de ocupações qualificadas relevantes
  • Ter obtido uma avaliação de habilidades adequada para essa ocupação
  • Ainda não completou 50 anos
  • Alcançou a pontuação especificada em sua carta-convite com base nos fatores do teste de pontuação
  • Seja pelo menos um inglês competente
  • Foram indicados por uma agência governamental de um estado ou território australiano

Esquema de nomeação de empregador (subclasse 186)

Visto de residência permanente para trabalhadores qualificados. Os requisitos são:

  • Foram indicados por um empregador australiano aprovado
  • Têm menos de 50 anos de idade, a menos que você esteja isento
  • Atenda aos requisitos de habilidades, qualificações e idioma inglês, a menos que você esteja isento
  • Inscreva-se no stream para o qual você foi indicado (o stream de Transição de Residência Temporária, o stream de Entrada Direta ou o stream de Contrato)

Visto de Esquema de Migração Patrocinada Regional (subclasse 187)

Sendo um visto de migração para trabalhadores qualificados, você deve trabalhar na região da Austrália, assim como os seguintes requisitos:

  • Foram indicados por um empregador australiano aprovado para um emprego na Austrália regional (a Austrália regional não inclui Gold Coast, Brisbane, Newcastle, Sydney, Wollongong ou Melbourne)
  • Têm menos de 50 anos de idade, a menos que você esteja isento
  • Atenda aos requisitos de habilidades, qualificações e idioma inglês, a menos que você esteja isento
  • Inscreva-se no stream para o qual você foi indicado (o stream de Transição de Residência Temporária, o stream de Entrada Direta ou o stream de Contrato)

Para que você se torne um candidato diferenciado no SkillSelect, é importante que você tenha um diploma australiano de ensino superior, o que prova que você já tem uma experiência educacional no país, assim como a sua vontade de evoluir e também o seu nível de inglês, itens essenciais para o seu convite de visto para residência permanente.

Categories
Graduação e Pós no Exterior

Como estudar na Austrália: Você sabe o que é AQF?

O AQF é uma dos sistemas de qualificação mais importantes do mundo, principalmente para quem deseja estudar na Austrália a longo prazo, sendo muito importante que você saiba tudo sobre o assunto antes de arrumar as suas malas. Por isso, elaboramos este post completo para que você saiba tudo sobre o AQF.

Agora, chega de papo e vamos ao que interessa, confira abaixo o AQF de forma completa:

O que é o AQF?

Criado em 1995, o Australian Qualifications Framework é a política de qualificações regulamentadas no sistema de educação australiano, que tem vários objetivos específicos, influenciando diretamente na experiência do aluno dentro do sistema de ensino da Austrália. 

Dentre alguns dos objetivos do AQF, estão:

  • Acomodar a diversidade de propósitos da educação e treinamentos australianos
  • Contribuir para o desempenho econômico nacional
  • Sincronizar o funcionamento do AQF com outros quadros internacionais de qualificações, como o EQF.

Mesmo com objetivos claros e diretos, o AQF costuma levantar algumas dúvidas sobre como ele funciona e o que ele representa, por isso, é importante que você saiba que segundo o próprio governo, o AQF:

  • Não é um provedor de educação ou uma instituição educacional
  • Não é um fornecedor de avaliações ou reconhecimento das qualificações no exterior
  • Não é armazenamento de registro individual do estudante
  • Não é um regulador do setor educacional com poderes de fiscalização
  • Não tem conhecimento especializado de ocupações ou setores específicos
  • Não lidar com o licenciamento, registro ou acreditação para negócios ou profissões
  • Não pode fornecer conselhos sobre prêmios ou acordos de emprego e salários
  • Não é uma autoridade para questões de imigração ou vistos
  • Não pode fornecer orientação sobre carreira ou curso específico.

O AQF funciona basicamente como um sistema dividido entre 10 níveis, onde a cada nível, o aluno adquire um diferente tipo de certificado, diploma ou graduação. Assim, facilita o entendimento do aluno e também do mercado sobre em qual nível do ensino superior ele se encontra atualmente.

AQF: Australia Qualification Framework

Os níveis do AQF

Os níveis do AQF são o que fazem deste sistema tão importante e funcional, pois é a partir do entendimento deles que o aluno consegue avançar no sistema de ensino superior da Austrália, sendo o nível 1 mais baixo, e o 10, mais alto. Abaixo, entenda melhor sobre cada nível:

Nível 1 – Certificado 1

Este certificado introdutório gradua o aluno com conhecimentos de trabalho inicial e básico, não exigindo um conhecimento prévio daquela função.

Habilidades

Os alunos graduados neste nível terão habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação para:

  • Realizar atividades de rotina definidas
  • Identificar e relatar questões e problemas simples

Nível 2 – Certificate 2

Assim como o certificado de introdução, neste nível o aluno ainda irá exercer uma atividade inicial e básica, mas com utilização de ferramentas específicas.

Habilidades:

Neste nível, os graduados terão habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação para aplicação de métodos, ferramentas, materiais e informações para:

  • Realizar atividades definidas
  • Fornecer soluções para uma gama limitada de problemas previsíveis

Nível 3 – Certificate 3

Diferente dos certificados anteriores, os graduados deste nível terão conhecimentos teóricos, se diferenciando das atividades mais diretas e repetitivas.

Habilidades:

Neste nível, os graduados terão habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação para aplicação de métodos, ferramentas, materiais e informações, recebendo conhecimentos e habilidades para demonstrar autonomia e julgamento, junto com responsabilidade limitada para:

  • Atividades de rotinas completas
  • Fornecer e transmitir soluções para problemas previsíveis e eventualmente imprevisíveis

Nível 4 – Certificate 4 

Sendo uma evolução do certificado 3, nesta etapa o graduado também terá conhecimento teórico e prática, mas com aptidão para trabalho especializado.

Habilidades:

Neste nível, os graduados terão habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação para aplicação de métodos, ferramentas, materiais e informações, recebendo conhecimentos e habilidades para demonstrar autonomia e julgamento, junto com responsabilidade limitada em parâmetros estabelecidos para:

  • Completar atividades rotineiras e não rotineiras
  • Fornecer e transmitir soluções para uma variedade de problemas previsíveis e às vezes imprevisíveis

Nível 5 – Diploma

Neste nível, os graduados terão nível de conhecimento especializado e habilidades para trabalho qualificado praticado ou de instrução para outras pessoas.

Habilidades:

Contando com um conhecimento técnico e teórico em uma área específica ou ampla área de trabalho, estes graduados terão habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação para que possam exercer um julgamento dentro de parâmetros amplos, mas com limites, para que possam:

  • Analisar informações para completar uma série de atividades
  • Fornecer e transmitir soluções para problemas que podem ser eventualmente complexos
  • Transmitir informações e habilidades para outras pessoas

Nível 6 – Advanced Diploma, Associate Degree

Os graduados deste nível já contam com um grande conhecimento e habilidades para trabalho de instrução com alto nível de qualificação para outras pessoas.

Habilidades:

Os graduados neste nível terão um amplo leque de habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação para selecionar e aplicar métodos dentro da tecnologia para:

  • Analisar informações para completar uma série de atividades
  • Interpretar e transmitir soluções para problemas imprevisíveis e eventualmente complexos
  • Transmitir informações e habilidades para outras pessoas

Nível 7 – Bachelor Degree

Dentro de uma universidade, é onde começam as graduações, como o bacharelado. Neste nível o graduado terá um grande leque de conhecimentos, assim como a coerência para o trabalho profissional.

Habilidades:

Neste nível os graduados têm habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação bem desenvolvidas para selecionar e aplicar métodos para:

  • Analisar e avaliar as informações para concluir uma série de atividades
  • Analisar, gerar e transmitir soluções para problemas imprevisíveis e eventualmente complexos
  • Transmissão de conhecimentos, habilidades e idéias para outras pessoas

Nível 8 – Bachelor Honours Degree, Graduate Certificate e Graduate Diploma

Neste nível, o aluno graduado terá conhecimentos e habilidades avançadas para trabalho profissional de alta qualidade.

Habilidades:

Com habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação avançadas para aplicar métodos e até mesmo tecnologias, estes graduados conseguem:

  • Analisar criticamente, avaliar e transformar informações para completar uma série de atividades
  • Analisar, gerar e transmitir soluções para problemas complexos
  • Transmitir conhecimentos, habilidades e ideias para outras pessoas.

Nível 9 – Masters Degree

No mestrado, os alunos têm conhecimento especializado e habilidades para pesquisa e prática profissional.

Habilidades:

Neste nível, os graduados terão habilidades técnicas e cognitivas especializadas em uma área de conhecimento ou prática, para que possa executar as seguintes atividades de forma independente:

  • Analisar criticamente, refletir e sintetizar informações, problemas, conceitos e teorias complexas
  • Pesquisar e aplicar teorias estabelecidas a um corpo de conhecimento ou prática
  • Interpretar e transmitir conhecimentos, habilidades e ideias para públicos especializados e também não especializados

Nível 10 – Doctoral Degree

O doutorado é o mais alto nível do AQF, onde os alunos terão compreensão sistemática e crítica de um campo complexo de aprendizagem e cultivo de habilidades de pesquisa especializadas para o avanço da aprendizagem e práticas profissionais de forma geral.

Habilidades:

Os graduados neste nível serão especialistas, com habilidades cognitivas especializadas, técnicas e de pesquisa em uma área disciplinar para que possa utilizar as seguintes atividades de forma independente e sistemática:

  • Envolver-se na reflexão crítica, síntese e avaliação
  • Desenvolver, adaptar e implementar metodologias de pesquisa para estender e redefinir o conhecimento existente ou até mesmo nas práticas profissionais.
  • Disseminar e promover novos insights para colegas de trabalho e também da comunidade em geral
  • Gerar conhecimento e compreensão para que possa contribuir para uma disciplina ou área de prática profissional.

A importância do AQF para o mercado de trabalho

Qualificar os estudantes é importante, mas ainda mais importante, é fazer com que esses estudantes qualificados sejam reconhecidos pelo mercado de trabalho australiano, sendo esse um dos objetivos do AQF.

Na Austrália, as qualificações são vistas como coisa séria. Em um estudo recente, feito pelo National Centre for Vocational Education Research, foi descoberto que cerca de metade dos 359 empregadores pesquisados usaram as qualificações como requisito para admissão, podendo classificar ou até mesmo desqualificar candidatos. 

AQF: Mercado de trabalho

Os resultados indicaram que as qualificações são incorporadas nas decisões de recrutamento dos empregadores, principalmente em relação as qualificações de educação e treinamento vocacional (VET), que pode ser evoluída e melhorada ao longo dos anos, facilitando o ingresso no mercado de trabalho de quem se qualifica dentro do AQF. Assim, claro, como o progresso do mercado de trabalho australiano.


Tá sabendo tudo sobre o AQF? Já sabe em qual instituição de ensino você irá estudar na Austrália? Bom, agora você já tem o caminho completo para frente e sabe tudo sobre ele!

Até a próxima!

Categories
Curiosidades Graduação e Pós no Exterior

Estudar na Europa: conheça as 5 melhores universidades da Inglaterra

Quer saber quais são as melhores universidades da Inglaterra? Então você veio ao lugar certo, pois além de saber quais são as melhores universidades da Inglaterra, você também saberá quais são as posições delas nos rankings mundiais e tudo que elas podem oferecer. Agora, chega de papo e vamos ao que interessa. Confira abaixo as melhores universidades da Inglaterra:

As melhores universidades da Inglaterra

Antes que você conheça as melhores universidades da Inglaterra, é importante que você saiba o porquê dessas universidades estarem nos mais altos níveis de ensino do Reino Unido. Aqui, nós utilizaremos o ranking da MasterPortal, que utiliza outros rankings especializados para criar uma média global. 

1 – University of Oxford

A primeira da lista e, claro, considerada pelos rankings mundiais como a melhor universidade da Inglaterra, a Universidade de Oxford foi fundada em 1096 e tem preservado a sua história em suas paredes, pisos e estruturas em geral. Mas, quando o assunto é educação, a Universidade de Oxford se destaca pelos seus avanços e olhar para o futuro, ficando bem longe de ser uma instituição presa ao passado.

University of Oxford

No ranking da MasterPortal, a universidade se encontra em primeiro lugar, se dividindo entre outras colocações nos seguintes rankings:

Times Higher Education Ranking (2021) – 1

Shanghai Jiao Tong University Ranking (2021) – 7

TopUniversities Ranking (2022) – 2 

U.S. News & World Report Ranking (2021) – 5

Dentro da universidade existem 29 instalações, divididas entre colleges e halls de estudo, que constituem a comunidade acadêmica da universidade. 

Na universidade central, os 100 departamentos acadêmicos estão sob gerência das quatro divisões acadêmicas da Universidade de Oxford:

  • Ciências Médicas
  • Ciências Matemáticas
  • Ciências Físicas e da Vida
  • Ciências Humanas e Sociais

2 – University of Cambridge

Fundada em 1209 e sendo a quarta universidade mais antiga do mundo, a Universidade de Cambridge é conhecida por ser uma das melhores da Europa e até mesmo do mundo, chamando a atenção de quem deseja adquirir um diploma de ensino superior em uma das melhores universidades da Inglaterra.

melhores universidades da inglaterra: University of Cambridge

A universidade conta com pouco mais de 20 mil alunos, dentre eles, alunos ingleses e estrangeiros, de todas as partes do mundo.

Dentro da universidade existem 31colleges regidos pelos seus próprios estatutos e regulamentos, mas que constituem a Universidade de Cambridge como um todo.

Utilizando o ranking da MasterPortal, temos as seguintes colocações para esta instituição:

Times Higher Education Ranking (2021) – 6

Shanghai Jiao Tong University Ranking (2021) – 3

TopUniversities Ranking (2022) – 3

U.S. News & World Report Ranking (2021) – 9

3 – Imperial College London

Sendo o primeiro College inglês da lista, o Imperial College London se orgulha pela sua comunidade e constância, sendo uma figura carimbada há muito tempo nos rankings educacionais mundiais.

O Imperial College London não é uma das melhores universidades da Inglaterra só pelo seu nome, mas sim pelas suas práticas acadêmicas e foco na pesquisa em geral, promovendo a resolução de resultados e também a evolução de futuros pesquisadores e cientistas.

Imperial College London

Na grade de cursos do College, você pode encontrar as faculdades de Engenharia, Medicina, Ciências Naturais e a Escola de Negócios.

Dentro destas faculdades, existem os cursos de aeronáutica, bioengenharia, engenharia química, computação, ciências do cérebro, doenças infecciosas, matemática, física, ciências da vida, marketing, finanças e políticas públicas e econômicas.

Nos rankings, o Imperial College London aparece nas seguintes colocações:

Times Higher Education Ranking (2021) – 11

Shanghai Jiao Tong University Ranking (2021) – 25

TopUniversities Ranking (2022) – 7

U.S. News & World Report Ranking (2021) – 20

4 – University College London (UCL)

University College London

A University College London, ou UCL, se orgulha dos seus resultados ao longo de todos esses anos de ensino, que se iniciaram em 1826. Segundo a universidade, ela já obteve os seguintes resultados:

  • Classificada como a melhor universidade do Reino Unido em força de pesquisa no mais recente Research Excellence Framework
  • Está classificada na 8ª posição no ranking de 2022 do TopUniversities Ranking.
  • 30 prémios nobel laureados, entre alunos e funcionários atuais e ex-alunos da instituição.
  • A primeira universidade na Inglaterra a receber estudantes de qualquer religião.
  • A primeira universidade da Inglaterra a receber mulheres na educação universitária

A universidade se orgulha do seu pensamento progressista de ensino, onde a liberdade de expressão e de pensamento são promovidas de forma aberta, com o objetivo de evoluir o seu corpo docente e também de produzir grandes pesquisadores e cidadãos úteis para a sociedade.

Nos rankings gerais, a University College London aparece nas seguintes colocações:

Times Higher Education Ranking (2021) – 16

Shanghai Jiao Tong University Ranking (2021) – 17

TopUniversities Ranking (2022) – 8

U.S. News & World Report Ranking (2021) – 19

5 – London School of Economics and Political Science

melhores universidades da Inglaterra: London School of Economics and Political Science

Fundada em 1895 e sendo aberta a estudantes de qualquer gênero ou nacionalidade desde a sua criação, a LSE é uma das maiores referências da Europa e até mesmo do mundo, quando o assunto é Ciências Sociais. 

Sendo uma universidade especializada em ciências sociais, a LSE fica apenas atrás de Harvard nessa área de estudo, sendo considerada melhor universidade da Europa em Ciências Sociais. A universidade também se orgulha de ter parcerias com universidades renomadas na Europa, África, América e Ásia. 

A LSE é considerada uma das melhores universidades da Inglaterra por uma série de fatores, como a sua missão central, de reconhecer as causas sociais e preparação dos alunos para um futuro onde eles possam mudar o mundo por meio das Ciências Sociais.

Nos rankings mundiais, a London School of Economics and Political Science se encontra nas posições:

Times Higher Education Ranking (2021) – 27

Shanghai Jiao Tong University Ranking (2021) – 151

TopUniversities Ranking (2022) – 49

U.S. News & World Report Ranking (2021) – 244


Agora que você já sabe quais são as melhores, já escolheu alguma delas para o seu diploma de graduação?

Até a próxima!