Categories
Dicas de viagem Europa Inglaterra

3 destinos para visitar de trem saindo de Londres

Fala Dreamer! Você sonha em viajar pela Europa? Sabia que é super fácil passear pelo continente de trem? Pois é, então vem descobrir quais destinos sensacionais você pode visitar saindo de trem de Londres.

O post é pensado para você que vai fazer intercâmbio em Londres e quer aproveitar para uma Eurotrip nas férias!

Vamos te contar um pouco sobre os destinos, e te falar o preço e a melhor rota para seu destino!

O que você verá:

  1. Escócia
  2. País de Gales
  3. França

Escócia

A Escócia é um dos melhores destinos para visitar saindo de trem de Londres!

Se você quer conhecer belezas naturais incríveis, cenários medievais e monumentos históricos então a Escócia é o país que você deve visitar saindo de trem de Londres!

Edinburgo, capital do país, é dividida entre Cidade Velha Medieval e Cidade Nova Moderna trazendo atmosferas diferentes em uma só. De um lado, ruas pedradas e castelos, de outro construções modernas e elegantes.

O país, também conta com uma cultura local bem efervescente, influenciada é claro pelos povos gaélicos e nórdicos. E o seu povo é super gentil e receptivo, adoram se divertir e beber.

A Escócia fica localizada no norte da mesma ilha em que está a inglaterra e o País de Gales. Por isso, é um ótimo destino para visitar de trem saindo de Londres.

Ademais, existe muito o que se fazer na Escócia, como:

  • Visistar os Museus Nacionais como: Museu Nacional da Escócia, Galeria Nacional Escocesa, Galeria Nacional Escocesa de Arte Moderna e mais! (Ps.: Eles são grátis)
  • Conhecer o Cemitério Greyfriars que é dizem ser o cemitério mais assombrado do mundo!
  • Ir até a Princess Street e os Jardins que é a rua que dividi a Cidade Velha e a Cidade Nova.
  • Passear de Jacobite Express, que é o trem a vapor usado nos filmes de Harry Potter e dentro do trem você desfrutará de conforto e serviços ótimos!
  • Conhecer o famoso Lago Ness!

Dica dreamer: Para ter a melhor experiência de bruxo possível no seu passeio de Jacobite Express, reserve seu ingresso com várias semanas de antecedência!

Para saber preços, horários e informações oficiais basta entrar no site oficial!

Como ir de Trem de Londres?

O trajeto mais fácil e comum é pegando um trem na estação King’s Cross, em Londres. De lá o trem para na capital da Escócia, Edimburgo.

Esse trem sai todos os dia, a cada hora, das 4:45am até as 9:30pm. A viagem normalmente dura entre 4 horas a 5 horas e meia. O preço da viagem custa a partir £ 26,90 e são cerca de 78 trens por dia

Para achar os melhores preços você pode usar esse pesquisador de trens da Europa que fornece as melhores opções para você!

País de Gales

O país de Gales possui cenários exuberantes e é uma ótima opção de destino saindo de trem de londres.

Pertinho da Escócia, Irlanda e é claro da Inglaterra, o País de Gales é um destino com cenários encantadores e paisagens exuberantes, um ótimo destino saindo de trem de Londres.

Além disso o país também traz consigo características medievais sensacionais com castelos e pontes listados como Patrimônio Mundial pela Unesco.

Gales (ou Wales) é um país bem pequeno, por isso muitas vezes ofuscado e ignorado nos principais roteiros de viagem à Europa.

Apesar da exclusão, o país oferece uma boa gastronomia além das belezas já mencionadas.

E caso você esteja se perguntando o que fazer em Gales:

  • Conhecer o Castelo de Cardiff, um castelo que guarda anos e anos de história.
  • Visistar o Museu Nacional de História St Fagans que é um dos principais museus ao ar livre do mundo.
  • Admirar o Castelo Oystermouth que impressiona pelo seu estado de preservação.
  • Ver o Palácio The Breakers que é uma mansão super famosa de Newport e recebe muitos visitandos desde a decada de 70.

Como ir de Trem de Londres?

O trajeto de Londres à capital de Gales, Cardiff, é relativamente curto. São menos de 300 km de distância de uma capital para a outra.

Os trens partem da estação Paddington e param direto na EStação Cardiff Central. São 2 horas de viagem e as saídas acontecem todos os dias, uma vez a cada hora. O preço é apartir de  £27.60 podendo variar um pouco.

França

O sonho de muitos é conhecer a encantadora França, e não é só de Paris que vive a França! Marseille, Nice e Bordeaux são algumas das cidades que também merece seu tempo.

Além de suas belas cidades e adorados pontos turísticos como a Torre Eiffel ou o Museu do Louvre, a França conta uma gastronomia e cultura fashion reconhecida no mundo todo. Por essas e outras a França é o país mais visitado do mundo.

Por esses e outros motivos a França definitivamente deve estar no seu roteiro saindo de trem de Londres.

E o que visitar na França? Bom as opções são muito variadas:

  • Para quem sonha em visitar o lugar mais feliz do mundo, saiba que é possivel visitar a Disneyland Paris! São dois parques temáticos com mais de 50 atrações.
  • Conhcer o Museu do Louvre que é imcomparável e possui uma das melhores coleções europeias de arte.
  • Visitar o Palácio de Versalhes que foi projetado para mostrar a glória da monarquia francesa.
  • Torre Eiffel é a construção mais reconhecida no mundo e claro um ponto turistico que encanta milhares de pessoas ao redor do planeta.

Como ir de Trem de Londres?

Para ir da Inglaterra, até a França existe um único trem, que vai direto de Londres à Paris.

O trem Eurostar, que é muito rápido, em média a viagem demora duas horas e meia. São 13 trens partindo no inicio da manhã até o meio da noite e os horários são das 6 da manhã às 8 da noite.

E claro, assim como passagens de avião, o trem de Londres até Paris é mais caro. O preço da passagem varia de € 50 a mais de € 300, dependendo de quando você comprar, se você vai de econômico ou primeira classe e etc.

Dica Dreamer: Por fim, para conseguir passagens baratas é preciso comprar com bastante antecedência, meses de antecedência se possível. Os preços variam muito e podem ir facilemente de 37 euros à 112.

Eaí, curtiu as informações? Nós temos várias outras dicas no nosso site, além de mais conteúdos sobre Londres e o que fazer lá.

Achou interessante? Entra em contato com a gente para te ajudarmos com sua Eurotrip pós intercâmbio!

Curtiu o conteúdo de viagem pela Europa
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais e outros posts do blog para estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Estados Unidos Europa Graduação e Pós no Exterior Inglaterra

Conheça as melhores universidades para estudar música!

Eai galera! Você sonha em estudar música nas melhores instiuições de música que existem? Então esse post é para você! Vamos te falar as insituições mais renomadas e prestigiadas ao redor do mundo, vem com a gente!

Você verá:

  1. The Juilliard School
  2. Universidade de Música e Artes Cênicas de Vienna
  3. Royal College
  4. Curtis Institute of Music
  5. Royal Conservatoire of Scotland

Estudar música na Juilliard School

A Juilliard foi fundada em 1905. Ela é internacionalmente conhecida por formar músicos e interpretes excepcionais e reconhecidos, como Nina Simone e Aretha Franklin.

A universidade não é só musical mas sim artística, e além de estudar música você pode estudar atuação, dança e performance.

Os cursos mais populares da universidade são:

  • Musical Instruments
  • Dance
  • Acting
  • Voice and Opera
  • Music Theory and Composition
  • Stringed Instruments
  • Jazz/Jazz Studies
Juilliard School é considerada por muitos a melhor universidade para se estudar música no mundo!

Um motivo pelo qual Juilliard tem o prestígio que tem, é porque a instiuição foi fundada em uma época em que a ideia de um conservatório tinha acabado de se tornar algo positivo e sério.

Além disso a universidade foi capaz de fazer construções significativas nos anos 30, quando construir era barato.

Ademais, por ser uma escola de poucos estudantes e com turmas pequenas, os professores tem que oferecer um ensino muito mais intimista e aprofundado.

Essa seletividade contribui em rankings como QS World University Rankings by Subject que avalia a escola como a melhor em artes performativas desde 2016.

Por fim, a missão da Juilliard School é fornecer o mais alto calibre de educação artística para músicos, dançarinos e atores talentosos de todo o mundo.

Assim eles tem a possibilidade de alcançar seu potencial máximo como artistas, líderes e cidadãos globais.

Universidade de Música e Artes Cênicas de Vienna

Talvez a Áustria não tenha sido um país que você pensou ver nessa lista, mas quando o assunto é estudar música, a Universidade de Música e Artes Cênicas de Vienna é um paraíso.

Não só para estudar música mas também artes dramáticas, plásticas e aplicadas. A universidade proporciona um espaço perfeito para discussões de arte também.

Fundada em 1817, a instiuição é considerada uma das maiores universidades de artes do mundo. São muitos departamentos e uma infraestrutura impecável para seus estudantes.

A Instituição organiza cerca de 10 competições, incluindo uma competição internacional de piano de Beethoven. Ela também apresenta um aclamado festival de cinema dos alunos a cada dois anos.

A Universidade de Música e Artes Cênicas de Viena é uma das universidades de maior prestígio para quem sonha em estudar música.

Os cursos mais populares da universidade são:

  • Composition and Music Theory
  • Conducting 
  • Bowed Instruments and Other String Instruments 
  • Wind and Percussion Instruments 
  • Music Therapy 
  • Instrumental Music Education
  • Film & Television 

Ademais, a universidade que possui 3.000 alunos que vem de cerca de 70 países diferentes, tem 115 programas de estudo artístico.

E para finalizar, a universidade tem se mantido no top 3 melhores universidades de artes performaticas do mundo desde 2019 pela QS Top University.

Estudar música na Royal College of Music

Música não é só quem aprende, mas também quem ensina, e aqueles que desejam ensinar música para os outros tem um lugar especial na Royal College of Music.

Localizada na Inglaterra, a faculdade não só ensina música, mas também cursos para aqueles que desejam ser maestros, compositores ou intérpretes.

A Royal é um dos maiores conservatórios do mundo, com mais de 900 alunos de mais de 50 países. E além disso, faculdade possui professores incríveis com carreiras músicais inigualáveis.

A Royal College of Music está no top 5 do ranking a QS World Unisity Hankings no quesito Performing Arts desde 2019.

Royal College of Music possui os programas mais ricos para se estudar música.

Os cursos mais populares da universidade são:

  • Composition & Contemporary Music
  • Music
  • Musical Theatre
  • Jazz
  • Timpani & Percussion
  • Piano Accompaniment
  • Vocal Studies
  • Harp
  • Opera

No mais, a faculdade é localizada em South Kensington que é um importante distrito cultural no centro de Londres.

E para finalizar, a faculdade possui um museu, muito legal né? Esse museu é um dos mais ricos e possui uma das mais relevantes coleções de artigos musicais na Europa.

Curtis Institute of Music

Com sua filosofia de “aprender fazendo’‘ a Curtis Instituite of Music em Philly, EUA, traz um jeito personalizado de se estudar música.

Sua missão é educar e treinar jovens músicos excepcionalmente talentosos. Assim eles podem envolver uma comunidade musical por meio do mais alto nível de arte.

Curtis é uma instituição de alta seletividade sendo considerada uma das mais seletivas dos Estados Unidos de acordo com US News & World Report.

Isso acontece porque com exceção de compositores, maestros, pianistas, organistas e violonistas, a admissão é concedida apenas ao número de alunos necessários para preencher uma única orquestra.

Curtis Institute of Music é inovador e tradicional, possui otimos programas de graduação e pós para aqueles que desejam estudar música.

Os cursos mais populares da universidade são:

  • Voice and Composition
  • Keyboard Instruments
  • String Instruments
  • Brass Instruments
  • Timpani and Percussion
  • Woodwind Instruments

Os alunos da Curtis tem acesso a uma incrível infraestrutura, com salas, palcos, estúdios e uma acustica de altíssimo nível.

Como resultado da sua estrutura os estudantes desfrutam de mais de 200 programas de orquestra, ópera e música solo e de câmara.

Por consequência disso, a instituição permite que artistas causem impacto profundo na música, no palco e em suas comunidades.

Estudar música no Royal Conservatoire of Scotland

Conservatório de música, teatro e escola de dança fundado em 1847. Tudo isso é o Royal Conservatoire of Scotland que é super interdisciplinar.

Muito colaborativa no mundo, a escola trabalha juntamente com a University of Glasgow, University of St Andrews, University of Edinburgh e outras.

Essas colaborações dão muitas oportunidades de aprendizado para seus alunos. Seus ex-alunos, em segundo lugar, não ficam para trás causando impacto dentro e fora do palco.

Royal Conservatoire of Scotland oferece incríveis cursos nas áreas mais variadas, principalmente para aqueles que sonham em estudar música.

Os cursos mais populares da universidade são:

  • Art & Design
  • Liberal Arts & Social Sciences
  • Music
  • Creative Writing
  • Performing Arts
  • Literature

A universidade é considerada uma das melhores da sua área pelo QS World University Rankings. Ademais ela também é lar de populares atores como James McAvoy, Tom Ellis e David Tennant.

Uma coisa curiosa sobre a universidade é que sua taxa de aceitação não é divulgada publicamente. Mas estima-se que esteja em 43% baseado na taxa de admissão de instituições de mesmo ranking e nível.

Publicamente, alunos já mencionaram como “Não há nada a reclamar sobre a instituição, é como viver um sonho”.

Os professores levaram méritos para além do seu currículo, e seus alunos se referem à eles como gentis e receptivos além de altamente qualificados.

Se você quer aplicar para essas universidades ou quem sabe descobrir outras intituições onde você também pode estudar música e outras formas de arte, então entra em contato com nosso time para realizar o seu sonho!

Veja também:

Graduação no Exterior: conheça 4 exames de proficiência em inglês

Confira 5 países que permitem estudar e trabalhar

Tipos de Vistos Pós-Estudo pelo mundo

Curtiu o conteúdo sobre as melhores universidades para se estudar música?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais e outros posts do blog para estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Curiosidades Estude e trabalhe no exterior Europa Graduação e Pós no Exterior Inglaterra

Russell Group: conheça as melhores universidades do Reino Unido

Fala, galera! Você sonha em estudar nas melhores universidades do mundo mas, ao mesmo tempo, quer estudar na Europa?

Conheça o Russell Group, a famosa Ivy League Britânica, que conta com as 24 melhores instituições de ensino da Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales.

O que é o Russell Group?

O Russell Group é um grupo de universidades focadas em pesquisa e excelência acadêmica, localizadas no Reino Unido.

Fundado em 1994, o grupo começou com encontros entre os 17 membros originais no Hotel Russell em Londres, de onde veio o nome.

Os encontros tinham como objetivo a troca de informações e assegurar que seus interesses estavam sendo bem representados pelo governo.

Apenas em 2007 o grupo de tornou uma organização privada oficial, acrescentando mais instituições ao seu corpo.

Russell Group: curiosidades

Dentro do Russell Group, composto de 24 universidades britânicas, estão as “Red Bricks Universities“, termo utilizado desde a Era Vitoriana para nomear aquelas instituições que possuiam um padrão estético similar, com tijolos vermelhos na estrutura.

Estas instituições eram universidades de grande peso, com independência, graças ao Royal Charter. As seis originais eram:

  • University of Birmingham 
  • University of Bristol 
  • University of Leeds
  • University of Liverpool
  • University of Manchester
  • University of Sheffield

Estas instituições possuem um peso e fama por sua excelência que precede a primeira guerra mundial, mas não são as únicas a carregar peso dentro do grupo.

Hoje, as 24 universidades do Russell Group possuem sua própria importância e história e não é atoa que são consideradas as melhores. Dá uma olhada nessas informações:

  • Cerca de 2/3 das pesquisas produzidas no Reino Unido vem do grupo, grande parte delas de importância global;
  • O Russell Group contribui com cerca de £87 bilhões pra economia nacional anualmente;
  • As instituições recebem mais de 500 mil estudantes todos os anos;
  • Dentre os estudantes, 32% são internacionais;
  • E os estudantes não são qualquer um não, 200 vencedores do prêmio Nobel estudaram nas melhores universidades do Reino Unido (Isaac Newton e Stephen Hawking são alguns dos nomes!);
  • As universidades estão entre as 250 melhores do mundo, de acordo com o QS World University Rankings.

Confira: Como planejar seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel

Quais instituições fazem parte do Russell Group

Chegou o momento de matar a curiosidade! Existem atualmente 24 universidades que fazem parte do Russel Group, sendo elas:

InsituiçõesQS Ranking 2022Localização
University of Birmingham90Birmingham,Inglaterra
University of Bristol62Bristol, Inglaterra
University of Cambridge3Cambridge, Inglaterra
Cardiff University=151Cardiff, País de Gales
Durham University82Durham. Inglaterra
University of Edinburgh16Edimburgo, Escócia
University of Exeter149Exeter, Inglaterra
University of Glasgow73Glasgow, Escócia
Imperial College London7Londres, Inglaterra
King’s College LondonLondres, Inglaterra
University of Leeds92Leeds, Inglaterra
University of Liverpool189Liverpool, Inglaterra
London School of Economics & Political Science49Londres, Inglaterra
University of Manchester27Manchester, Inglaterra
Newcastle University134Newcastle, Inglaterra
University of Nottingham103Nottingham, Inglaterra
University of Oxford2Oxford, Inglaterra
Queen Mary, University of London117Londres, Inglaterra
Queen’s University Belfast216Belfast, Irlanda do Norte
University of Sheffield95South Yorkshire, Inglaterra
University of Southampton77Southampton, Inglaterra
University College London8Londres, Inglaterra
University of Warwick61Coventry, Inglaterra
University of York=151York, Inglaterra

[Post] Estudar fora do Brasil: passo a passo pra graduação no exterior

Como estudar nas melhores universidades do Reino Unido

Os pré-requisitos de entrada são bem altos, por pedirem do aluno matérias e notas excelentes.

Ainda assim, os requisitos variam entre cada universidade e curso, e por isso, a melhor saída é conversar com um especialista para entender como se preparar para estudar nas melhores universidades do Reino Unido.

Além da aplicação, existe também a possibilidade de fazer um curso Foundation, que prepara estudantes estrangeiros para as instituições do Reino Unido.

Para saber mais detalhes, ente em contato com nossos consultores no link abaixo. A conversa não custa nada e estamos dispostos a te ajudar nesse caminho rumo aos seus sonhos!

Você também pode gostar de conferir:

Guia para intercâmbio na Inglaterra em 2022 – YouTube

Custo de vida na Inglaterra em 2022: descubra como economizar durante a viagem

Tudo sobre visto na Irlanda: quais os tipos, custos e como solicitar

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Estude e trabalhe no exterior Estude um idioma fora do Brasil Graduação e Pós no Exterior Inglaterra Tudo sobre intercâmbio

Como morar na Inglaterra em 2022: descubra o melhor caminho pra você

Fala, galera! A Inglaterra é um país em grande destaque entre estrangeiros que buscam uma melhor qualidade de vida. Isso se dá por muitos motivos, seja a educação de alta qualidade ou o sistema de saúde gratuito para residentes. Por isso, preparamos esse guia completo com tudo que você precisa saber sobre como morar na Inglaterra.

Nesse post você vai ver:

  1. Como um brasileiro pode morar na Inglaterra
  2. Estudar e Trabalhar
  3. Cidadania e Visto
  4. Custo de Vida e Salário

Quer descobrir como morar na Inglaterra? Nosso guia vai te mostrar tudo que você precisa saber para realizar esse sonho!

Como um brasileiro pode morar na Inglaterra?

Existem algumas jeitos de uma pessoa ir morar na Inglaterra, o país cada vez mais cresce com sua cultura, economia aquecida e belas paisagens, vamos te mostrar os jeitos de ir morar no país.

Estudar na Inglaterra

Estudar na Inglaterra é uma ótima oportunidade para estudantes brasileiros que querem aprimorar seu inglês, o país tem muitas instituições incríveis de ensino, e a educação é uma das melhores do mundo. Fazer intercâmbio é uma das melhores formas de estudar no país, existem alguns tipos de intercâmbio, cada um para uma finalidade diferente para seu nível de inglês.

Estudar na Europa: conheça as 5 melhores universidades da Inglaterra

  • Intercâmbios de Idiomas – Onde qualquer pessoa a partir dos 16 anos pode fazer.
  • Intercâmbios Missionários e Voluntários – Normalmente são gratuitos ou com custos mínimos, e as acomodações ficam por conta da organização.
  • Intercâmbio High School / Ensino Médio – Esse é restrito à adolescentes para terem a experiência de estudar numa escola inglesa.
  • Intercâmbio em família – É bem autoexplicativo, você e sua família viajam juntos para estudar, é uma boa opção para futuros intercâmbios como profissionalizante ou high school.
  • Winter e Summer Camps – São feitos para adolescentes curtirem as férias de verão ou  inverno e estudarem! É bem divertido.
  • Intercâmbio Profissionalizante e vocacional – Você mora em outro país enquanto aprende uma nova profissão.
  • Graduação e Pós-graduação no exterior – Vários colleges, públicos e particulares, abrem suas vagas todos os anos para estudantes do mundo inteiro, e você pode ser parte disso.

Visto de trabalho na Inglaterra

Vamos falar sobre vistos? Se sua estadia na Inglaterra tiver menos de seis meses, você não precisa solicitar o visto antes de ir ao país, se tiver mais você tem que solicitar antes, caso seus estudos durem mais de 11 meses (tempo válido do visto de estudante) então você vai precisar do General Student Visa (GSV). 

O Tier 1 e Tier 4 são os vistos para estudo da Inglaterra, Tier 1 é para estudantes de pós-graduação formados no Reino Unido, profissionais de alta qualificação e pessoas que querem investir no país. Já o Tier 4 é para que você possa estudar na Inglaterra.

Tier 2 é para quem recebeu proposta de emprego de um empregador que mora na Inglaterra, o Tier 5 é para voluntários, trabalhadores temporários, pesquisa, treinamentos e etc. Já o Tier 3 foi suspenso, mas ele era direcionado para trabalhadores de baixa qualificação.

Leeds é uma das ótimas opções de moradia para quem está querendo saber como morar na Inglaterra de um jeito mais barato

Tier 2

Como já mencionado acima, o visto para trabalho na Inglaterra é chamado de Tier 2, ele é importante para aqueles que querem saber como morar na Inglaterra e é direcionado para profissionais altamente qualificados, as taxas desse visto variam de preço sendo em torno de £610 a £1.220. Esse visto é dividido em 5 qualificações diferentes, sendo elas:

  • Visto de trabalhador qualificado;
  • Visto de trabalhador de saúde e cuidados;
  • Vistos para transferência interna na empresa;
  • Visto de Ministros Religiosos;
  • Visto para esportistas.

Londres, Inglaterra: conheça e aprenda rápido sobre a capital do Reino Unido

Cidadania Britânica: como funciona

Ter a cidadania europeia é um dos jeitos mais fáceis de conseguir morar na Inglaterra (e nos outros países do reino unido), existem formas de conseguir essa cidadania mas vai depender da sua situação e o que funciona melhor para você! Mas afinal, quem pode conseguir a cidadania, como e quais são as opções? Pode ser por união estável, trabalho e outros, vamos te explicar um por um primeiro:

Cidadania por descendência:

Se você é filho de um cidadão inglês então você tem direito à cidadania, isso passa de uma geração para outra apenas, se seu filho não nasceu em solo britânico então ele não vai ter a cidadania imediatamente, ele terá de solicitar. Para isso é cobrado uma taxa, essa taxa varia dependendo de quando você nasceu. Nascidos antes de junho de 2006 pagam 80 euros e para quem nasceu depois de julho de 2006 paga 1.012 euros para essa solicitação.

Cidadania por união estável: 

Essa é uma outra forma de conseguir a cidadania no país, se você está numa união estável com uma pessoa britânica, ou casado com ela isso pode facilitar sua entrada para o país, mas existem exigências, sendo elas: Você tem que estar a pelo menos 3 anos morando no país, é preciso também ter 18 anos, ter licença indefinida para ficar no país, conseguir a pontuação exigida no teste ‘Life in the UK’, comprovar sua fluência na língua inglesa pelo teste de proficiência, apresentar documento de residência permanente e ter sua situação liquidada no Esquema de Liquidação da União Europeia (UE).

Cidadania por residência 

A cidadania por residência também é um jeito menos complicado de conseguir sua cidadania, para brasileiros existe uma série de exigências:

  • Ter 18 anos ou mais;
  • Comprovar que morou no Reino Unido nos últimos cinco anos;
  • Ter bom caráter e não ter ficado ilegal no Reino Unido nos últimos 10 anos;
  • Passar no teste de inglês B1 e comprovar conhecimentos suficientes da língua;
  • Provar que tem intenção de continuar morando na Inglaterra;
  • Não ter passado mais do que 450 dias fora do país nos últimos cinco anos;
  • Não ter passado mais de 90 dias fora da Inglaterra no último ano;
  • Ser aprovado no teste “Life in the UK”.

Melhores países da Europa pra fazer intercâmbio em 2022

Salário mínimo na Inglaterra e custo de vida

Para saber como morar na Inglaterra, vamos te falar um pouco sobre o salário do país. A moeda da Inglaterra é a libra, ela é mais valorizada em reais do que o euro se formos comparar. Os salários lá são diferentes, existe um salário mínimo nacional ou National Minimum Wage (NMW) aplicado para  jovens de 16 aos 22 anos de idade e o salário de vida nacional ou National Living Wage (NLW) que é para profissionais acima dos 23 anos.  Adultos com mais de 22 anos ganham £9,50, menos ganham £9,18 e jovens aprendizes ganham £4,81 por hora.

Uma das vistas mais bonitas de Liverpool, saiba como morar numa das cidades mais adoradas da Inglaterra.

Custo de vida

O custo de vida na Inglaterra é alto, contudo, existem formas de morar no país de forma mais barata. Em média não vai custar menos do que 900 libras por mês para viver na capital, mas viver um pouco mais longe por um preço mais barato vale mais a pena. Morar em Leeds por exemplo, pode ser até 300 libras mais barato do que morar em Londres, em Liverpool pode ser ainda mais barato.  Um casal gasta cerca de 3.000 libras por mês morando em Londres, o país paga um bom salário, a educação e saúde inglesa são gratuitas mas os custos de transporte, moradia e alimentação são mais altos, principalmente se você opta por morar na capital. 

Existem muitas vantagens em morar na Inglaterra, o acesso à educação de qualidade, a um bom sistema de saúde e incrível cultura, mas não há como negar que o custo de vida no país é um dos mais altos da Europa, por isso é importante apresentar os fatos e deixar com que você tire as próprias conclusões sobre o país. É inegável que a Inglaterra é um país lindo, e que super vale a pena visitá-lo e descobrir tudo que isso pode te oferecer. 

Custo de vida na Inglaterra em 2022: descubra como economizar durante a viagem

Você também pode gostar:

Como estudar no exterior: passo a passo para graduação fora do Brasil
Graduação no Exterior: conheça 4 exames de proficiência em inglês
Como viver viajando: 10 ideias para trabalhar enquanto viaja

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Alemanha Austrália Canadá Dicas de viagem Estados Unidos Estude um idioma fora do Brasil Inglaterra Itália Malta

Intercâmbio de 1 mês: dicas pra aproveitar as férias no exterior

Fala, galera! Estão chegando suas férias e você está pensando em fazer um intercâmbio de 1 mês, né? Não se preocupe! A gente te conta tudo que você precisa saber: custos, prós e contras e o mais importante: quais os melhores destinos pra um intercâmbio de curta duração. Continua lendo!

Você verá nesta postagem:

  • Melhores destinos para um intercâmbio de 1 mês
  • Intercâmbio de 1 mês vale a pena: vantagens e desvantagens

Melhores destinos para um intercâmbio de 1 mês

Fazer um intercâmbio de 1 mês é a saída pra quem não tem muito tempo e quer aproveitar as férias em outro país, conhecendo uma nova cultura e colocando um novo idioma em prática.

Você sabia? Durante seu intercâmbio de curta duração você também pode aproveitar para se especializar em sua área de atuação, com cursos profissionalizantes e qualificantes em instituições renomadas ao redor do mundo.

Por isso, escolher o destino ideal pra você é tão importante! Separamos os 10 melhores destinos para brasileiros ao redor do mundo que vão te permitir aproveitar essas 4 semanas ao máximo.

Na lista abaixo, você pode conferir os idiomas falados no local e a melhor época do ano para visitar.

Melhores DestinosIdiomasMelhor época para conhecer
Vancouver, CanadáinglêsMarço à Maio
San Francisco, EUAinglêsMarço à Junho / Setembro à Dezembro
Montreal, Canadáfrancês e inglêsMaio, Junho e Setembro
Munique, Alemanhainglês e alemãoAbril e Outubro
Liverpool, InglaterrainglêsJunho à Agosto
Valência, EspanhaespanholMaio e Junho / Setembro à Novembro
Valletta, Maltainglês e italianoAbril à Julho
Gold Coast, AustráliainglêsSetembro à Fevereiro
Auckland, Nova ZelândiainglêsOutubro à Abril
Capetown, África do SulinglêsDezembro à Março

[Post] Países que não precisam de visto para brasileiro

Intercâmbio de 1 mês vale a pena: vantagens e desvantagens

O número de brasileiros buscando intercâmbios de curta duração aumenta a cada ano.

Por conta da vida corrida no trabalho e a necessidade de aprender e praticar outros idiomas, como o inglês, muitos profissionais e estudantes se aventuram por outros países nos meses de férias.

[Post] Intercâmbio ou curso de inglês: como atingir a fluência mais rápido

Se seu plano é morar de vez fora do país, um intercâmbio de curta duração é interessante por te permitir conhecer seu destino dos sonhos e a cultura local.

Outra grande vantagem é pra quem quer melhorar o currículo e se destacar no mercado internacional: como dissemos antes, é possível estudar o idioma enquanto faz um curso de especialização na sua área. Além das experiências inesquecíveis no país, você ainda cresce profissionalmente!

Para famílias, Winter e Summer Camps são grandes divisores de águas: é um momento para se reconectar e criar memórias com quem você mais ama, em destinos inesquecíveis.

A grande desvantagem do intercâmbio de 1 mês é que ele passa rápido… e você vai se apaixonar pelo seu destino, pode ter certeza!

Intercâmbio de curta duração: dicas pra aproveitar ao máximo

Por ser um tempo relativamente curto, é interessante se organizar para sua viagem.

Se você for para Malta ou Espanha, por exemplo, uma Eurotrip é quase que obrigatória!

Na Europa os preços das passagens de avião entre os países do continente são muito baratas – chegando a custar 60 ou 70 reais! dá pra imaginar!? – por isso, é interessante aproveitar a oportunidade e viajar mesmo!

Procurar locais para alugar em Airbnbs e hostels também pode te ajudar a economizar e fazer amigos. Conhecer outros intercambistas e nativos vai multiplicar suas chances de diversão – então não tenha medo de fazer amizades!

[Vídeo] Como fazer uma Eurotrip | Principais dicas e dúvidas!

Já está pensando em fazer sua viagem? Não perde tempo e comece a planejar suas próximas férias com a gente. No link abaixo você pode deixar seu contato para que nossos consultores entrem em contato com você pelo WhatsApp ou Email.

Tudo de graça e sem cobranças, nossos consultores especialistas vão te ajudar com suas dúvidas e a realizar esse sonho.

Você também pode gostar de ver:

Viajar sozinha: 5 melhores destinos ao redor do mundo

7 lugares para conhecer no Canadá em 2022: como viajar para o país da Maple Leaf

Como planejar seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Dicas de viagem Inglaterra Tudo sobre intercâmbio

Custo de vida na Inglaterra em 2022: descubra como economizar durante a viagem

Confira o custo de vida na Inglaterra em 2022 e compare o estilo de vida em cidades como Londres, Brighton e Liverpool.

Você verá nesta postagem:

  1. O custo de vida na Inglaterra em 2022
  2. Como economizar durante o intercâmbio na Inglaterra
  3. Como fazer intercâmbio para a Inglaterra

O custo de vida na Inglaterra em 2022

O custo de vida em Londress em 2021
O custo de vida em Londres pode ser baixo se você souber como economizar

O custo de vida na Inglaterra pode variar de acordo com a sua localização no país. Como em todo lugar, existem cidades com um custo de vida mais caro, enquanto outras têm um nível de consumo equilibrado em relação às necessidades básicas dos habitantes.

Abaixo, reunimos dados disponibilizados pela plataforma Numbeo, que reúne informações econômicas sobre diversas cidades, estados e países. Confira os valores médios de aluguel e gastos gerais, baseado em dados de Março de 2022:

Gastos mensais totais (sem aluguel):

LondresLiverpoolBrighton
Família de 4 pessoas3,034.56 £2,346.03 £2,609.65 £
1 pessoa 863.57 £668.88 £753.46 £

Aluguel Mensal

LondresLiverpoolBrighton
Apt no centro (1 quarto)1,754.23£665.29£1,076.47£
Apt no centro (3 quartos)3,376.83£1,063.64£2,083.33£
Apt distante do centro (1 quarto)1,304.18£525.44£928.85£
Apt distante do centro (3 quartos)2,138.43£724.79£1,620.64£

Valores médios (1 pessoa)

LondresLiverpoolBrighton
Restaurante15.00£13.50£14.00£
Cinema14.00£10.00£12.40£
Passe mensal (transporte público)154.00£69.57£79.50£
Gasolina (1L)1.45£1.43£1.41£
Mercado (19 itens)65.61£55.69£62.54£

Calculando seus gastos enquanto mora na Inglaterra

O salário mínimo médio na Inglaterra para maiores de 25 anos é £ 8.91 por hora trabalhada. No país da rainha o salário mínimo é alterado de acordo com a idade e a previsão é que a partir de Abril de 2022 o valor suba para £ 9.50 para pessoas com 25 anos ou mais, enquanto a faixa de 21 a 24 anos deverá receber em média £ 9.18 por hora. Para aprendizes, o valor que deverá ser aderido é de £ 4.81.

Se você pretende fazer um intercâmbio de estudo e trabalho na Inglaterra, saiba que poderá receber até £ 760.00 por mês, trabalhando as 20 horas semanais permitidas durante o período letivo. Com essa renda é possível se viver bem em Liverpool, por exemplo.

E mais: no período de férias o estudante internacional pode trabalhar até 40 horas/semanais. Já dá pra fazer aquela graninha extra, ein?

Como economizar durante o intercâmbio na Inglaterra

O que mais pesa no bolso do intercâmbista é a estadia. Isso porque os aluguéis de casas inteiras costumam ser muito “salgados”. Mas, calma! Existem formas mais baratas de ficar pelo país.

Morar em casas de família é uma boa forma de economizar tanto com alimentação quanto estadia, além de facilitar na hora de conhecer gente nova no país!

Você também pode economizar com aluguel procurando por quartos e casas compartilhadas em sites como:

Outras maneiras de reduzir gastos é buscar comer em casa ou preparar seus lanches e almoços antes de sair. Optar pelo transporte público ou bicicleta também são uma boa maneira de manter o orçamento em dia.

Ainda assim, um estudante que recebe um salário mínimo na Inglaterra possui uma qualidade de vida bem mais elevada do que morando em grande parte das cidades brasileiras.

Como fazer intercâmbio para a Inglaterra

Existem diversas maneiras de fazer intercâmbio para a Inglaterra, mas para quem busca uma experiência mais completa e uma renda extra o intercâmbio de estudo e trabalho pode ser a melhor escolha.

Seja estudando inglês ou fazendo um curso superior, qualquer estudante matriculado por mais de 6 meses pode trabalhar no país da rainha.

Aqui na Dreams Intercâmbios auxiliamos nossos estudantes durante todo o processo, desde o planejamento até assessorias acadêmicas e para vistos. Se quiser começar a tirar seu plano do papel, fala com a gente!

Você também pode gostar de ver:
Como viver viajando: 10 ideias para trabalhar enquanto viaja
Como estudar no exterior: passo a passo para graduação fora do Brasil
SISU 2022: use sua nota do ENEM para estudar fora do Brasil

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.
Categories
Canadá Estude e trabalhe no exterior Inglaterra Irlanda

Confira 5 países que permitem estudar e trabalhar

Fala, galera! Estudar e trabalhar fora do Brasil é o sonho de muitos brasileiros. Por isso, hoje vamos te apresentar os 5 melhores destinos para quem deseja realizar esse sonho – e tudo que você precisa saber para tomar sua decisão.

Alemanha

Além de contar com universidades renomadas gratuitas ou que cobram pequenas taxas para graduação ou mestrados integrados, a Alemanha é um país que autoriza os universitários a exercerem um ofício. 

[Post] Estudar na Alemanha: Por que você deveria morar em Berlim?

Lá, é possível trabalhar 120 dias por ano em tempo integral ou 240 dias por meio período.  Os setores mais aquecidos da economia industrial são o automotivo, o farmacêutico e a mecânica. Ou seja, dá para aproveitar o que o país tem de melhor, como museus, monumentos históricos e arquitetura, e ir em busca de um emprego.

Mas, calma! Antes de pensar em se mudar pra Alemanha, é importante aprender o básico do idioma. Nem todos os alemães falam inglês, fica a dica!

Estudar Fora: checklist com 10 itens pra estar em dia antes de estudar no exterior

Canadá

A segurança, a modernidade e a atmosfera multicultural fazem do Canadá uma ótima pedida para estudar e trabalhar. No país, o inglês e o francês são as línguas oficiais. Ou seja, a depender da cidade onde for morar, é preciso dominá-las bem.

O Canadá concede visto de estudo e trabalho para quem está matriculado em um curso de carreiras, ou seja, curso técnico, graduação ou pós. É possível realizar estágio remunerado na área ou trabalhar numa empresa parceira da instituição de ensino. 

Trabalhar no Canadá em 2021: saiba como imigrar da maneira adequada

Quando o assunto é ensino superior, o Canadá tem cinco de suas universidades entre as 100 melhores do mundo, de acordo com a prestigiada lista de 2019 da consultoria britânica Times High Education (THE). Universidade de Toronto, British Columbia, McGill, McMaster e Universidade de Montreal são as que aparece na relação. 

E por falar em college, neste artigo você entende a diferença entre college público e college privado. 

Espanha

Gaudí, Museu del Prado, Puerta del Sol, música flamenca… Imagina conhecer tantos aspectos de uma cultura rica, podendo aprender uma das línguas mais faladas nos mundo e ainda trabalhar na Espanha? Sem falar no clima, as paisagens, a história. Demais, não é mesmo?

Uma pesquisa realizada pelo site Educations com cerca de 20 mil jovens apontou a Espanha como o melhor país na Europa para estudar e trabalhar.

Não faz muito tempo, no entanto, a Espanha liberou um visto de estudante de idioma que dá direito a trabalho de até 20 horas semanais. Para conseguir o visto é necessário comprovar financeiramente que o estudante, que deve ter no mínimo 18 anos, pode ser manter no país mesmo que não consiga emprego.

[Post] Custo de vida na Espanha em 2022: economize enquanto estuda no país

Inglaterra

Na terra da Queen Elizabeth, só é possível estudar e trabalhar legalmente com o visto Tier 4 (General). Esta modalidade é apenas concedida a estudantes que permanecerão no país por no mínimo seis meses. E vale para a condição de estudante de graduação, pós ou de idiomas.

O país ainda conta com grandes universidades, referência no mundo inteiro. Nesta postagem você pode conferir mais detalhes sobre as melhores instituições da Inglaterra.

O trabalho deve durar entre 10 e 20 horas semanais e só pode ser executado no período das aulas e nos feriados. E, diferente do Canadá, o Reino Unido permite estudo e trabalho para pessoas com idade a partir dos 16 anos. 

Para garantir o visto, dominar o inglês é essencial afinal, muitas vagas disponíveis são em restaurantes e na hotelaria! Portanto, foca na aprendizagem da língua se este for o destino escolhido, combinado?

Como fazer cursos profissionalizantes no exterior?

Irlanda

A Irlanda é dos destinos mais procurados para quem quer estudar e trabalhar. O país facilita o visto de intercâmbio de inglês e libera trabalho de até 20 horas semanais durante o curso e de até 40 horas semanais durante as férias. Para tanto, é necessário ficar no mínimo 25 semanas no país.

As principais vagas de trabalho estão relacionadas a ciência e tecnologia, TI e área financeira. Mas é possível também encontrar ofertas nos segmentos de serviços, para trabalhar em restaurantes, supermercados e lojas de conveniência. 

Com um custo de vida mais baixo se comparado a outros países da Europa, a Irlanda é um ótima escolha para quem busca um novo destino para estudar e trabalhar!

Você também pode gostar de conferir:

Intercâmbio de estudo e trabalho em 2022

Como planejar seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel

Curtiu o conteúdo? Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.