Categories
Austrália Estude e trabalhe no exterior Estude um idioma fora do Brasil Graduação e Pós no Exterior Tudo sobre intercâmbio Vistos e documentações

Visto australiano: tudo que você precisa saber antes de aplicar

Fala, galera! O visto faz parte das documentações essenciais de um intercambista e, por isso, preparamos esse guia completo sobre como tirar o visto australiano, com foco no de turismo e estudante.

Aqui você poderá conferir os valores envolvidos na aplicação, tempo de duração e dicas pra que suas chances de aceitação sejam ainda maiores.

Você verá nesta postagem:

  1. O que precisa para tirar visto australiano?
  2. Quanto custa para tirar o visto australiano?
  3. Quanto tempo demora para tirar o visto australiano?
  4. Quais os tipos de vistos para Austrália?
  5. Como funciona o visto de estudante na Austrália?
  6. Quanto tempo dura o visto australiano e quanto tempo posso ficar na Austrália?‍
  7. Como aumentar suas chances de ter o visto aprovado?

O que precisa para tirar visto australiano?

Desde dezembro de 2021 as fronteiras da Austrália estão abertas para estudantes e profissionais qualificados que possuem ao menos 2 doses da vacina de COVID-19.

Isso, somada a outras medidas que vem sendo tomadas, significa que o país está investindo em migrantes que podem trazer benefícios para a Austrália.

Enquanto estudante de graduação ou pós, um imigrante na Austrália contribui para o sistema educacional e desenvolvimento de pesquisas, crescendo profissionalmente em conjunto com sua área de estudo.

Já os profissionais qualificados que desejam entrar na Austrália e ocupar vagas que estão com alta demanda, contribuem diretamente para o crescimento e manutenção da economia.

Visto Australiano: lista de requisitos básicos

A aplicação do visto australiano para brasileiros é feita inteiramente online através do site da imigração, que você pode conferir clicando aqui.

Antes de iniciar o processo de aplicação do seu visto australiano, organize as documentações e possíveis requerimentos, bem como:

  1. Foto: uma foto 5×7 tirada nos últimos 6 meses;
  2. Passaporte: cópia colorida do passaporte, válido durante todo o período que você deseja ficar no país;
  3. Cartão de vacina: com a vacina de febre amarela e COVID-19 em dia;
  4. Carteira de trabalho: no caso de aplicação para trabalhar no país;
  5. Seguro de viagem: é obrigatório que você tenha a cobertura de um seguro durante todo o período que pretende ficar no país;
  6. Comprovação de renda (falamos um pouco mais no próximo tópico da postagem);
  7. Certificado de cursos subsequentes: técnicos, graduação ou pós (no caso de visto de estudante)
  8. COE e LOA: confirmação de matrícula no curso e carta de aceitação (necessário apenas para visto de estudante – em cursos com mais de 14 semanas de duração)
  9. Carta de intenção: carta onde você explica as intenções por trás da sua entrada no país
  10. Comprovante escolar ou/e carta de licença do trabalho: comprovando seu vínculo com o Brasil.

Estudar na Austrália: conheça as 3 melhores escolas de inglês pra você

Quanto custa para tirar o visto australiano?

Os custos básicos do visto australiano são referentes as taxas, que podem variar de acordo com o tipo de visto.

Lembrete: Caso você precise fazer ou renovar seu passaporte ou prefira ter o suporte de uma assessoria especializada em vistos australianos durante a aplicação, esse custos extras devem entrar na sua planilha de gastos.

As taxas consulares para a aplicação do visto de turismo e estudante na Austrália são, respectivamente, AUD$ 140 e AUD$ 638. No caso da aplicação para visto de estudante, também é necessário pagar uma consulta médica (com um médico indicado pelo consulado), que fica entre R$700 e R$900 reais.

No próprio site da imigração australiana existe um simulador dos custos envolvidos no visto, que você pode conferir aqui.

Comprovação de renda para visto

Além das taxas consulares, também é necessário comprovar a sua renda – e de quem mais for com você. Mas, calma! A comprovação de renda é apenas uma maneira do governo de garantir que você tem condições de permanecer no país durante o intercâmbio.

A famosa “proof of funds” é pedida por diversos países, como o Canadá, outro queridinho de intercambistas. Para o visto de estudante é necessário que o estudante tenha AUS$ 17753.42 para cada mês que for ficar no país – se você pretende fazer uma graduação, por exemplo, só precisará comprovar para o primeiro ano.

Além do valor mensal, o aluno precisa ter o valor de seu curso em mãos e das passagens aéreas. E caso você esteja planejando levar acompanhantes com você, como filhos ou cônjuge – saiba que é super possível! O valor da comprovação sobe um pouco, de forma a sustentar todas as pessoas envolvidas.

Documentos para Proof of Funds na Austrália

A melhor documentação para comprovação de renda é o imposto de renda. Porém, outras documentações podem ser utilizadas, como:
1. Extratos bancários dos últimos 3 meses, incluindo investimentos;
2. Contracheques dos últimos 3 meses;
3. Extrato do cartão de crédito dos últimos 3 meses.

Caso seu intercâmbio esteja sendo custeado por outra pessoa, como seus pais, esposa ou outro familiar, esses documentos deverão comprovar a renda do seu Sponsor. Além disso, você precisará de uma Carta de Custeio.

Apesar dos valores envolvidos serem altos, é importante lembrar que em pouco tempo trabalhando no país esse valor será ressarcido. No link abaixo falamos um pouco mais sobre o salário mínimo na Austrália, que é atualmente o maior do mundo, vale a pena conferir!

Custo de vida na Austrália em 2022: economize no seu intercâmbio

Quanto tempo demora para tirar o visto australiano?

O tempo de resposta do visto australiano pode variar bastante. O ideal é que o estudante comece a contar após a realização da consulta com o médico indicado pelo consulado – você recebe as instruções após a aplicação. Atualmente o tempo médio de resposta do consulado australiano tem sido de 6 a 8 semanas.

5 Melhores cidades da Austrália para seu intercâmbio

Quais os tipos de vistos para Austrália?

Antes de aplicar para seu visto australiano, você precisa saber qual o melhor visto para você.

No site oficial do Governo Australiano estão disponíveis todos os vistos e requisitos, por isso, abordaremos aqui apenas os vistos mais comuns e procurados por brasileiros.

NomeCategoriaPerfilTaxas Consulares
Student Visaestudo+6 anos de idade,
cursos de +14 semanas e menos de 5 anos
AUD$ 630
Student Guardianestudoresponsável por menor de 18 anos (depende do visto do estudante)AUD$ 630
Training Visaestudopessoas com objetivo de fazer treinamento corporativo/profissionalAUD$315
eTAturismopara quem tem passaporte canadense, europeu ou americano
Visitor Visaturismoquem pretende ficar até 12 meses no país, sem trabalhar ou fazer curso subsequenteAUD$145

Como estudar na Austrália em 2022: entenda o Sistema Educacional do país

Como aumentar suas chances de ter o visto aprovado?

Ufa! É muita informação, né? A verdade é que todo o processo burocrático pode ser meio confuso, mas com este guia temos certeza de que você conseguirá ter uma boa noção do que você precisa para aplicar pro seu visto australiano.

Pra evitar receber uma recusa do consulado, você precisa estar com todos os documentos em dia, além de ter uma boa carta de intenção. Por isso, procure conhecer bem todo o processo e o que o consulado tem visto nas última aplicações como algo positivo ou negativo.

Além disso, evitar atrasos na entrevista, faltar com respeito com algum dos envolvidos ou solicitar um visto que no qual você não se encaixa não irá te ajudar em nada – claro, né?

Uma boa maneira de evitar dores de cabeça durante o processo é buscar suporte de especialistas que estão preocupados com seu futuro e sucesso.

Aqui na Dreams Intercâmbios, contamos com um time especialista em vistos que atua em todo o processo, desde a estratégia de aplicação do visto, até o momento da sua viagem. Entra em contato com a gente e tira suas dúvidas! Esperamos por você!

Você também pode gostar de conferir:
Anzac Day: conheça o feriado histórico da Oceania

Países que não precisam de visto para brasileiros

9 melhores países para imigrar em 2022

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Austrália Estude e trabalhe no exterior Tudo sobre intercâmbio

Como estudar na Austrália em 2022: Guia Completo

Fala, galera! Nesta postagem te contaremos tudo que você precisa saber sobre estudar na Austrália, desde o sistema educacional do país até como você, enquanto imigrante, pode aproveitar ao máximo essa experiência única que é a Austrália!

Você verá nesta postagem:

  • Como estudar na Austrália em 2022
  • Como funciona o sistema educacional da Austrália

Como estudar na Austrália em 2022

A Austrália tem sido cada vez mais buscada por estudantes brasileiros que desejam mudar de vida.

Seja por conta das instituições australianas, a qualidade de vida na Austrália ou o fato de que o salário mínimo australiano é o maior do mundo, morar nessa país do futuro é um grande divisor de águas na vida dos estudantes – e você pode realizar esse sonho também!

Vale a pena saber: Segundo o QS Best Students Cities 2022, as cidades de Sydney e Melbourne ocupam o 6º e 8º lugar no ranking mundial – superando Boston e Montreal.

Outro ponto que destaca a Austrália atualmente é a alta taxa de aceitação de estudantes internacionais em suas instituições.

A Universidade Nacional da Austrália, por exemplo, tem uma taxa de 35% de aceitação de candidatos, enquanto Oxford, no Reino Unido, aceita apenas de 20 a 25% dos candidatos.

Por isso, investir em estudar na Austrália é dar um tiro certeiro em direção à sua realização profissional e pessoal.

Requisitos pra estudar na Austrália

Em qualquer instituição de ensino superior existem requisitos para o ingresso de estudantes.

Enquanto estudante internacional na Austrália, alguns dos requisitos básicos pra aplicar nas instituições australianas são:

  1. Inglês: você precisa ter um nível de inglês que te permita assistir as aulas e se comunicar bem com colegas, normalmente comprovado por um exame de proficiência;
  2. Visto: além do visto de estudante, é importante que você cumpra todas as exigências, como comprovação de renda suficiente pra se manter no país;
  3. Exames de admissão: alguns cursos podem pedir exames de admissão ou que você tenha cursado matérias específicas na escola/faculdade – com a finalidade de conseguir acompanhar o curso;
  4. Cobertura de Saúde para Estudantes Estrangeiros: a Austrália possui um sistema especial de saúde para estudantes internacionais, e por isso, pra que você entre no país, será necessário adquirir essa cobertura pra você e qualquer familiar que esteja te acompanhando. Isso você pode conferir aqui.
Não falo inglês fluentemente, posso estudar na Austrália?

Sim! Se você busca fazer um curso subsequente no país, você pode optar por um preparatório de inglês como o Pathway – que prepara estudantes internacionais pra instituições de ensino superior.

Ensino superior na Austrália

Nesse período pós-pandemia a Austrália, bem como outros países ao redor do globo, vem abrindo suas fronteiras para profissionais estrangeiros qualificados e estudantes que desejam contribuir com o crescimento do país.

Inclusive, fica a dica: o Governo Australiano criou uma plataforma cheia de informações para que estudantes internacionais saibam mais sobre os benefícios de estudar no país do futuro. Você pode conferir o site aqui.

[YouTube] 10 motivos pra estudar na Austrália

Como é o sistema educacional da Austrália

Estudar na Austrália é algo de primeiro mundo

Agora que você está dentro da Austrália, vamos entender melhor sobre o sistema educacional de lá.

Mas antes de partirmos direto para o ensino superior, vamos estabelecer a base de que o sistema educacional da Austrália é dividido em primário, secundário e superior. Confira o caminho que um estudante nativo percorre até chegar até o ensino superior:

Formação escolar (primária e secundária)

NívelDuração
Escola primária sete ou oito anos, começando no Jardim da Infância/Preparatório até os Anos 6 ou 7.
Escola secundária três ou quatro anos, dos Anos 7 a 10 ou 8 a 10.
Escola secundária sênior dois anos, Anos 11 e 12.

Formação superior

A formação superior inclui o ensino superior com todas as suas universidade e também o VET (Ensino e Treinamento Vocacional).

VET: O que é e como funciona?

O Ensino e Treinamento Vocacional é basicamente um ensino técnico aqui no Brasil, nele o estudante aprende na prática todas as vertentes do seu curso, sendo muito escolhido pelos Australianos e também por estrangeiros que procuram socializar com os nativos.

O VET permite que o estudante trabalhe 40 horas quinzenais ou 20 horas semanais.

Instituições de ensino superior

Estudante usando computador

As instituições de ensino superior e também as de ensino técnico da Austrália têm um nível acima da média mundial por atenderem a um sistema criado dentro da própria Austrália em 1995, o AQF.

Australian Qualifications Framework ou AQF, é o sistema que determina padrões de qualidade educacional na Austrália. Neste sistema temos 10 níveis que vão interferir nas suas qualificações para o mercado. 

[Post] Como estudar na Austrália: Você sabe o que é AQF?

Esses diferentes níveis realmente interferem em como o mercado e as instituições observam o nível profissional dos seus alunos, sendo necessário que o estudante esteja em constante evolução dentro do sistema.

O ensino superior na Austrália ganha destaque pelo simples e incrível fato de que as instituições de ensino trabalham diretamente com a indústria, o que promove um mercado de trabalho mais aquecido para os alunos.

O próprio AQF é administrado diretamente pelo Departamento de Indústria do Governo Australiano, o que indica a forte atenção que os órgãos federais têm com o nível educacional do país.

Estudar na Austrália: próximos passos

Como mostramos acima, a Austrália é um país com diversos caminhos para crescimento profissional.

E por acreditar na Educação Superior Internacional como um caminho pra melhores e novos futuros, nós aqui na Dreams trabalhamos com todo o processo de intercâmbio: como vistos, escolha das escolas, assessorias, acomodações e mais!

Se você quiser saber mais sobre como você pode estudar na Austrália, continue no nosso blog ou clique no link abaixo para falar com nossos especialistas.

Postagens que podem te interessar:
Como morar na Austrália em 2022: estude e trabalhe no país
Estudar na Austrália: conheça as 3 melhores escolas de inglês pra você

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Estude e trabalhe no exterior Estude um idioma fora do Brasil Graduação e Pós no Exterior Tudo sobre intercâmbio

Melhores países da Europa pra fazer intercâmbio em 2022

Fala, galera! Fizemos uma lista dos melhores países da europa para fazer um intercâmbio em 2022, com base em cultura, custo de vida e instituições de ensino de alta qualidade para brasileiros.

Você verá neste post:

  1. Melhores países da Europa
  2. Custo de vida na Europa
  3. Estudar e trabalhar na Europa

Melhores países da Europa

Viajar pela Europa é um sonho comum entre brasileiros. A história, cultura, cozinha e beleza natural do continente atrai pessoas do mundo todo, mas não só isso.

Para muitos brasileiros, conhecer a Europa é reviver a história de sua família – até porque o Brasil foi colonizado e até hoje é povoado por diferentes nacionalidades europeias.

Curiosidade: Cerca de 68.1% da população possui ascendência europeia, segundo pesquisa.

Pensando nisso, separamos os países da Europa que se destacam em valor histórico, cultura, receptividade com estrangeiros, poder de compra e, claro, melhores instituições de ensino para quem busca crescer profissionalmente.

Países que não precisam de visto para brasileiros

Intercâmbio na Espanha

A Espanha é um país belíssimo, com uma arquitetura e história muito ricas. Os idiomas mais falados no país são Espanhol, castelhano (uma variação local do espanhol europeu), catalão e galego.

Um intercâmbio para a Espanha é o momento ideal para aprender espanhol, a quarta língua mais falada do mundo atualmente.

Como já citado antes, a história e cultura espanhola é encantadora, porém, as cidades não se resumem a museus e restaurantes! Se você busca curtição, a vida noturna nas grandes cidades não deixa a desejar, principalmente nos períodos de férias das universidades.

Além disso, as universidades espanholas possuem boas avaliações de seus alunos e reconhecimento internacional.

Custo de vida na Espanha em 2022: economize enquanto estuda no país

Inglaterra: intercâmbio no país da rainha

Um grande número de estudantes internacionais escolhe a Inglaterra como destino, isso porque as universidades inglesas estão entre as melhores do mundo – sem falar no inglês britânico, que é considerado por muitos o mais charmoso e mais fácil de estudar.

Outro razão para a Inglaterra ser tão buscada por estudantes estrangeiros é por conta dos cursos de graduação (undergraduate courses) terem uma duração mais curta do que nos Estados Unidos.

A grande maioria dura em média 3 anos, havendo a possibilidade de acelerar esse processo para dois anos de duração. Além disso, a “tuition” no Reino Unido é consideravelmente mais barata.

Estudar na Europa: conheça as 5 melhores universidades da Inglaterra

O mercado de trabalho na Inglaterra também tem estado com demanda para estrangeiros.

Profissionais da área de saúde e gestores com experiência possuem facilidade maior em encontrar emprego no país.

Porém a maior demanda é por profissões mais operacionais e com baixo nível de especialização, como garçons e esteticistas.

Intercâmbio na Alemanha

A Alemanha é um país seguro e estável, com custo de vida mais acessível que grande parte dos países europeus.

Com universidades famosas pela excelência na formação de profissionais, muitas oferecem cursos por um valor mais baixo de “tuition”, buscando incluir mais alunos no ensino superior.

Além disso, o país possibilitada que estudantes cursem suas graduações ou pós em inglês, com a opção de aprender a língua alemã (para estudantes internacionais).

Também é possível trabalhar até 20h/semanais durante seu intercâmbio no país. E pesquisas indicam que cerca de 60% dos estudantes internacionais trabalham meio-período enquanto estudam.

Por que estudar na Alemanha: 5 motivos que fazem o país tão incrível

França: como é morar no país

A França possui mais de 3.000 instituições de ensino superior espalhadas por todo o país.

Com paisagens inesquecíveis e comidas deliciosas, a cultura francesa é conhecida e amada ao redor do mundo.

A língua oficial no país é o francês, tornando a experiência do intercâmbio ainda mais enriquecedora: você estará em contato com pessoas do mundo inteiro e terá a chance de desenvolver a fluência em um dos idiomas mais românticos!

Mas não se preocupe, se você ainda não fala francês, existe a opção de estudar o idioma enquanto se prepara para estudar nas instituições de ensino superior do país, o Programa Pathway.

Se quiser saber mais sobre o Pathway e como você pode tirar seu visto de estudante para a França, fale com nossos consultores aqui.

Como funciona o ensino superior na França

Intercâmbio em Malta: como é morar na ilha europeia

Apesar de não ser tão conhecido como os outros países da Europa citados aqui, Malta é o destino ideal pra quem busca conhecer o continente e estudar inglês sem gastar muito.

Com uma boa qualidade de vida e possibilidade de trabalhar em intercâmbios de média duração (a partir de 90 dias), Malta é um país inesquecível.

Saiba mais sobre Malta aqui

Custo de vida na Europa

O custo de vida na Europa pode ser um pouco elevado para quem recebe em reais.

Porém, a partir do momento que você está inserido no mercado de trabalho dos países da Europa citados abaixo, seu estilo de vida ficará bem mais confortável do que no Brasil, por exemplo.

Abaixo, trouxemos uma tabela com o custo de vida nos melhores países da Europa para seu intercâmbio, confira:

País da EuropaCusto de vida (sem aluguel)Salário mínimo mensal
Espanha619.89€1000€
Inglaterra658.01£1520£
Alemanha801.80€1621€
França849.47€1603€
Malta732.24€792.3€
Todas as moedas acima são o Euro, com exceção da Inglaterra, que utiliza a Libra.

Se a gente comparar a Malta com o estilo de vida em São Paulo, podemos ter uma noção melhor do poder de compra na Europa (sendo a Malta o país com custo de vida mais alto quando comparado com salário mínimo):

Europa (média dos países)São Paulo, Brasil
Salário Mínimo (40h/semanal)792.3€R$1212
Custo de vida (sem aluguel)732.24€R$2,929.37
valores retirados da plataforma Numbeo, em Maio de 2022

Como planejar seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel

Estudar e trabalhar na Europa

Como você deve ter percebido, a Europa é um continente cheio de possibilidades pra quem busca estudar fora do Brasil.

Além disso, o mercado de trabalho está cada vez com mais demanda por profissionais qualificados nas áreas de saúde, tecnologia, comunicação e engenharias.

Por isso, é importante estar preparado para as vagas ofertadas nos países: seja estudando um novo idioma (francês, inglês ou espanhol), seja fazendo cursos superiores ou profissionalizantes no país – colocando seu currículo nos padrões europeus.

Se você deseja morar na Europa, comece agora a planejar seu intercâmbio nos melhores países do continente. Entre em contato com nossos especialistas e descubra qual o melhor destino pra você.

Postagens que você também pode gostar de ver:

Intercâmbio e mochilão pela Europa: como conciliar?

Intercâmbio de 1 mês: dicas pra aproveitar as férias no exterior

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Estados Unidos Estude e trabalhe no exterior Estude um idioma fora do Brasil Graduação e Pós no Exterior Tudo sobre intercâmbio

Estudar nos Estados Unidos: 7 vantagens de fazer intercâmbio nos EUA

Fala, galera! Os EUA são o destino preferido de quem procura experiências incríveis envolvendo artes e educação. E se você ainda está na dúvida se vale a pena ou não conhecer o país, não se preocupe! Separamos 7 vantagens de estudar nos EUA – e você vai se apaixonar ainda mais, pode ter certeza.

Por que estudar nos Estados Unidos?

Não é de hoje que os Estados Unidos vem ocupando o topo dos rankings em educação superior de qualidade.

O país investe muito em tecnologia e pesquisa, abrindo espaço para pesquisadores ao redor do mundo que buscam fazer a diferença em suas áreas.

Se você tem o sonho de estudar nos Estados Unidos mas ainda não sabe como começar, entre em contato com nossos especialistas! Eles estarão preparados para tirar suas dúvidas sobre o país e vão te ajudar a se planejar pra realizar esse sonho. Só deixar seu contato aqui.

Melhores instituições de ensino do mundo

Existem mais de 4.000 universidades pelos Estados Unidos, que oferecem opções diversas de cursos de graduação e pós, bem como cursos profissionalizantes e técnicas em alguns casos.

De acordo com o ranking da Top Universites, os Estados Unidos possui 5 universidades entre as TOP10 globais, ocupando o primeiro lugar mundial com a MIT (Massachusetts Institute of Technology).

Mas se você procura um curso de curta duração, idiomas ou técnico, não se preocupe. Não são apenas as universidades americanas que se destacam! A EC English e OHC English, por exemplo, são duas instituições renomadas que ocupam o Top10 de melhores escolas de inglês dos Estados Unidos.

Ivy League: tudo sobre as 8 universidades dos EUA

Conheça algumas das melhores e mais renomadas universidades do mundo localizadas nos Estados Unidos.

Variedade de cursos para estudantes internacionais

Você com certeza deve conhecer alguém que precisou fazer uma graduação inteira em uma área para depois se especializar na área de atuação de seu interesse.

Isso acontece porque as instituições de ensino costumam ofertar apenas cursos mais “gerais”. Hoje em dia é fácil encontrar um curso de jornalismo, mas são poucas as instituições que ofertam o curso de Relações Internacionais, por exemplo.

Bom, nos Estados Unidos é bem difícil que alguém precise passar por algo parecido. Isso porque com tantas instituições de ensino e investimento em educação e pesquisa, as opções para os estudantes são infinitas.

Traduzindo: se você deseja fazer um curso “diferente”, como neurociência, você pode – e sem precisar cursar uma graduação inteira de psicologia ou medicina antes. A universidade vai te preparar pra o mercado de trabalho que te interessa.

O melhor inglês para estudar

Tema polêmico!! Não é que exista realmente uma variação da língua inglesa melhor do que a outra, tá? Mas o inglês americano é o que mais vemos em filmes, séries, músicas… Os Estados Unidos domina a internet e suas linguagens, bem como o mundo das artes.

Vendo por esse lado, faz sentido que o inglês americano seja o melhor para estudar, né? Você estará aprendendo com o que é mais ouvido e usado ao redor do mundo.

Além disso, estudando nos EUA você estará em contato com pessoas do mundo inteiro. Ou seja, estará praticando o idioma e colocando em prática suas habilidades com pessoas com diferentes sotaques e vocabulários. Dá pra ver que estudar nos Estados Unidos é uma experiência completa de aprendizado, né?

Ainda não fala inglês fluentemente? Não se preocupe! É possível fazer cursos de inglês intensivos (e preparatórios) para as instituições de ensino superior fora do Brasil – tudo isso fora do Brasil.

Estudar nos Estados Unidos: vantagens de fazer ensino superior no país

Além das instituições renomadas globalmente, um diploma americano tem a vantagem do reconhecimento internacional.

Um bom profissional formado nos EUA se destaca no mercado de trabalho de qualquer país que deseje morar, em especial nas áreas de tecnologia e saúde – que estão recebendo incentivo ainda mais significativo no país durante os últimos anos.

Como estudar no exterior: passo a passo para graduação fora do Brasil

Tecnologia: os Estados Unidos é 3º país mais inovador do mundo

Segundo o Global Innovation Index de 2021 os Estados Unidos ocupa o terceiro lugar em inovação, demonstrando a resiliência do país e preocupação com o tema mesmo durante a pandemia.

O index de 2021 comparou 132 economias e os EUA ultrapassou até mesmo países como Alemanha, Japão, China e Austrália. O Brasil ocupou o 57º lugar no mesmo ranking global e 4º na América Latina.

E os resultados não poderiam ser diferente: EUA é berço de grandes empresas de tecnologia (fintechs), startups e centros comerciais.

Além da universidade: atividades extracurriculares

O sistema de ensino americano valoriza não apenas as habilidades em sala, mas também a vida dentro e fora do campus. Atividades como teatro, esportes e música são apenas algumas das opções que os estudantes possuem pra expandir seus horizontes.

E não se engane: as atividades extracurriculares são essenciais pra sua experiência de intercâmbio.

Tanto por facilitar a integração entre os estudantes e o networking, mas também pra fazer novos amigos e ter a oportunidade de conhecer o país através dos olhos de quem já está por lá há mais tempo.

Bolsas de estudo para estudantes internacionais nos EUA

O ensino superior nos Estados Unidos abre suas portas para estudantes qualificados do mundo inteiro.

Por conta dos valores elevados de suas instituições mais famosas, diversas bolsas de estudo são ofertadas todos os anos. E mais: qualquer um pode estar apto para ingressar através das bolsas de estudos, basta estar preparado pra realizar esse sonho.

Por isso, aqui na Dreams Intercâmbios oferecemos uma Assessoria Acadêmica de ponta, guiando estudantes brasileiros no processo de ingresso em grandes instituições internacionais, com ou sem bolsa de estudos.

Como planejar seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel

Multiculturalidade: conheça pessoas do mundo inteiro

Como já dissemos antes, os Estados Unidos é um país com grande número de estrangeiros. Vindos de todos os continentes, a população multicultural do país é aquecedora.

Grandes cidades como Nova York são compostas por diferentes aromas, cores e personalidades. A cada rua, a cada bairro, você será arrematado por uma nova experiência inesquecível.

Fazer intercâmbio em um país multicultural como os Estados Unidos é uma oportunidade de conhecer um pouquinho de cada parte do mundo. Cada pessoa nova abrirá novas portas cheias de experiências pra você!

Postagens que você também pode gostar de ver:

Melhores cidades dos EUA: 5 locais pra morar durante seu intercâmbio
Custo de vida nos Estados Unidos em 2022: economize durante a viagem
Estudar Fora: checklist com 10 itens pra estar em dia antes de estudar no exterior

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Austrália Dicas de viagem Estude e trabalhe no exterior Estude um idioma fora do Brasil Graduação e Pós no Exterior Tudo sobre intercâmbio

5 Melhores cidades da Austrália para seu intercâmbio

Fala, galera! Conheçam as melhores cidades da Austrália para seu intercâmbio e compare a qualidade de vida, custos nas cidades e cultura local.

Melhores cidades da Austrália para seu intercâmbio em 2022

A Austrália é um país de dimensões continentais, com uma democracia estável e população culturalmente diversa.

Morar na Austrália é habitar um país onde o presente importa tanto quanto o futuro.

Membro fundador da Organização das Nações Unidas (ONU), a preocupação com o crescimento econômico e preservação da fauna e flora presentes na região resultou em 2020 em 28 anos seguidos de crescimento, fazendo da Austrália a 14º maior economia do mundo.

Segundo o site oficial do governo australiano, o país é lar para cerca de 25 milhões de pessoas de outros 200 países, totalizando uma média de 30% da população. Não dá pra negar que a Austrália é um destino muito desejado, né?

O mais interessante é que por ter tantas pessoas de fora da Austrália, são faladas mais de 300 linguagens em solo australiano. Sendo inglês a língua oficial, seguido pelas 5 mais faladas: mandarim, árabe, cantonês, vietnamita e italiano.

Sabemos que a Austrália abre portas para um novo estilo de vida, e que um intercâmbio para o país é o primeiro passo pra quem busca crescer pessoal e profissionalmente.

Por isso, separamos as 5 melhores cidades para você do país pra você poder se preparar pra sua viagem:

Adelaide, South Australia: a cidade mais barata da Austrália

Adelaide é a melhor cidade da Austrália para quem busca uma boa gastronomia e baixo custo de vida.

Sede do Barossa Valley, uma das melhores regiões produtoras de vinhos da Austrália, Adelaide é um centro cultural e econômico australiano.

Qualidade de vida em Adelaide, Austrália

Adelaide é a 5º maior cidade da Austrália e está localizada na Austrália do Sul (ou Austrália Meridional), se destacando economicamente nos setores de administração, educação e saúde.

Em questão de qualidade de vida, Adelaide possui todos os índices em alta. Baixo nível de poluição, um trânsito bem estruturado, clima agradável, segurança para os moradores e poder de compra alto são apenas algumas das vantagens de morar em uma das melhores cidades da Austrália.

Adelaide: Custo de vida em uma das melhores cidades da Austrália

Adelaide é a melhor cidade da Austrália para economizar durante o intercâmbio. O custo de vida é em média 12% mais barato que em outras capitais do país.

Contas básicas como aluguel, transporte e alimentação se destacam enquanto as mais baratas, permitindo ao estudante aproveitar mais a cidade e suas opções de entretenimento. Além de guardar uma graninha pra viajar pela Oceania!

Confira abaixo o custo de vida médio na cidade australiana e compare com os custos em São Paulo.

AdelaideSão Paulo
Custo de vida total (sem aluguel)AUS$ 1323.45 R$ 2889.66
Combo no McDonaldsAUS$ 13.25R$ 35.00
Transporte público (mensal)AUS$ 105.00R$ 275.00
Salário mínimo (hora)AUD$ 19,84R$ 6,87
Dados extraídos da plataforma Numbeo

Como você pode ver acima, o custo de vida de Adelaide quando comparado ao de São Paulo acaba sendo ainda mais vantajoso.

Em São Paulo, o salário mínimo mensal para alguém que trabalha 40 horas/semanais equivale a R$ 1.100,00, menos que a metade do necessário para se manter na metrópole brasileira.

Enquanto isso, em Adelaide, um estudante internacional que trabalha 20 horas/semanais recebe em média AUS$ 1587.00 mensal, ainda sobrando uma quantia para pagar o aluguel de um espaço compartilhado na cidade.

A tabela acima se baseia em dados médios de moradores das capitais citadas. Claro que a realidade pode variar de acordo com as escolhas individuais, mas fica visível que o Estilo de Vida Australiano permite, até mesmo para estrangeiros, uma maior qualidade de vida.

[Post] Como trabalhar na Austrália em 2022: profissões em alta no país

Fica a dica: nossa equipe Dreams disponibiliza planilhas e materiais para você se planejar financeiramente antes e durante seu intercâmbio! Se quiser saber mais sobre seu intercâmbio na Austrália, deixe seu contato aqui que falaremos com você.

Melbourne, Victoria

De acordo o site australiano, Insider Guides, Melbourne é considerado tão bom de morar por conta de seu transporte público tão ágial e variado, baixa criminalidade, mercado de trabalho com espaço para brasileiros. universidades de alto nível e a cultura.

Capital cultural do país, Melbourne fica localizada no sudeste australiano, no estado de Victoria. Depos de Sydney, é a segunda cidade mais populosa do continente.

Como já citamos, em qualidade de vida, a terceira melhor cidade do mundo para estudantes de acordo com o ranking do Top Universities não decepciona!

Se você procura aventura em uma das cidades do futuro, Melbourne é uma forte candidata.

Profissões em alta demanada na Austrália: apesar de ter espaço pra todos, enfermeiras, professores de ensino fundamental, eletricistas, engenheiros e programadores podem encontrar ainda mais facilidade em ingressar no mercado de trabalho australiano.

[Post] Como estudar na Austrália em 2022: tire seu visto e entenda o sistema educacional

Custo de vida em Melbourne, cidade na Austrália

Como em todas as cidades australianas, o salário mínimo em Melbourne é o maior do mundo – garantindo a quem visa estudar e trabalhar no país uma vida mais confortável.

Comparamos o custo de vida nessa cidade da Austrália com o estado de São Paulo no ano de 2022. Veja:

MelbourneSão Paulo
Custo de vida total (sem aluguel)A$ 1350.89R$ 2889.66
Combo no McDonaldsA$ 13R$ 35
Transporte público (mensal)A$ 161R$ 275
Salário mínimo (hora)A$ 19,84R$ 6,87

De acordo com a pesquisa do Numbeo, o poder de compra em Melbourne é 286.5% maior que em São Paulo, cidade brasileira igualmente grandiosa.

Confira mais sobre o custo de vida na Austrália clicando aqui.

Brisbane, Queensland

Tão conhecida como Melbourne e Sydney, Brisbane é a cidade “mais central” da Austrália – e com essa excelente localização vantajosa você estará perto de atrações como a Daintree Rainforest, Great Barrier Reed e praias costeiras estonteantes.

Uma população amigável e com mais dias ensolarados do que em qualquer outra cidade australiana, este também é um destino econômico e seguro para estudantes internacionais.

Fica a dica: a Austrália é um país ensolarado, porém com temperaturas mais baixas do que no Brasil, permitindo um verão super agradável. A melhor época do ano para conhecer os países da Oceania é na primavera e inicio do verão – de outubro à março.

Brisbane, Austrália: Como é o custo de vida na cidade

Carreiras nas áreas de saúde, turismo, construção e tecnologia são as que se destacam atualmente em Brisbane. A demanda por profissionais dessas áreas tem estado cada vez maior.

Separamos alguns dados pra você comparar o custo de vida em Brisbane com o que temos em São Paulo:

BrisbaneSão Paulo
Custo de vida total (sem aluguel)A$ 1382.39R$ 2889.66
Combo no McDonaldsA$ 13.5R$ 35
Transporte público (mensal)A$ 198$275
Salário mínimo (hora)A$ 19,84R$ 6,87

Nesta postagem falamos um pouco mais sobre a história da cidade e estilo de vida. Leia aqui.

[Post] Estudar na Austrália: conheça as 3 melhores escolas de inglês pra você

Gold Coast, Queensland

Mais uma cidade da “terra da rainha” – Queensland em inglês – que rouba o coração de estudantes.

Sonho de consumo de surfistas e apaixonados por praia, a costa dourada australiana ainda é espaço para escolas de inglês premiadas.

O estilo de vida na cidade é calmo cheio de diversões. Durante seu intercâmbio em Gold Coast, você estará em contato com estudantes do mundo inteiro e imerso em novas culturas.

Como é o custo de vida em Gold Coast para estudantes

Com um custo de vida mais baixo do que em Brisbane e Melbourne, a Gold Coast mantém um padrão de vida similar às outras cidades australianas.

Gold CoastSão Paulo
Custo de vida total (sem aluguel)A$ 1341.47R$ 2889.66
Combo no McDonaldsA$ 12.5R$ 35
Transporte público (mensal)A$ 160R$275
Salário mínimo (hora)A$ 19,84R$ 6,87

Sydney, New South Wales

Por ser mundialmente famosa e uma grande metrópole australiana, Sydney costuma ser confundida enquanto capital da Austrália, entretanto, a capital australiana é a cidade de Camberra.

Ainda assim, Sydney é o destino mais buscado por estrangeiros que visitam o país.

A cidade da Austrália é uma das melhores do mundo em qualidade de vida e educação. É o destino perfeito pra estudar inglês, fazer um curso superior, profissionalizante ou apenas curtir!

Custo de vida na cidade mais famosa da Austrália

O custo de vida em Sydney é bem mais alto do que as outras cidades que apresentamos. Veja abaixo:

Valor
Custo de vida total (sem aluguel)A$ 1442.55
Combo no McDonaldsA$ 112.8
Transporte público (mensal)A$ 217.39
Salário mínimo (hora)A$ 19.84

[Post] Como planejar seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel

Como você pode perceber, aqui na Dreams Intercâmbios nós somos apaixonados pela Austrália – e a Oceania num geral!

Escolher entre tantas cidades espetaculares pode parecer uma missão impossível, mas temos certeza que independente disso sua experiência no país vai superar qualquer expectativa.

Se quiser começar a criar seu plano para estudar e trabalhar na Austrália, não deixe de entrar em contato com nossos especialistas.

Sem nenhum compromisso, iremos te ajudar a se preparar pra seu intercâmbio!

Postagens que você também pode gostar de ver:

Como morar na Austrália em 2022: conheça a melhor forma de imigrar
Morar na Austrália: 5 curiosidades que você precisa conhecer (Parte 1)
Como trabalhar na Austrália em 2022: profissões em alta no país

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Austrália Curiosidades Tudo sobre intercâmbio

Anzac Day: conheça o feriado histórico da Oceania

Fala, galera! O Anzac Day é um feriado tradicional da Austrália e Nova Zelândia, que homenageia os soldados que participaram da Primeira Guerra Mundial. Hoje, a comemoração conta com a celebração de diversas tradições, confira abaixo algumas.

Você verá nesta postagem:

  • Anzac Day: o que é e qual a história
  • Tradições e comemorações do Anzac Day
    • The Down Service
    • Anzac Parade
    • Anzac Cookie
    • Anzac Day: a flor de papoula

Anzac Day: o que é e qual a história

Desde 1916 é comemorado o Anzac Day na Nova Zelândia. Celebrado no dia 25 de Abril, a data homenageia a participação do Australian and New Zealand Army Corps (ANZAC), as forças armadas da Oceania.

Juntos, as forças armadas dos dois países enviaram suas tropas para uma expedição no mediterrâneo, na região que hoje é conhecida como a Turquia.

Na época, a Austrália e a Nova Zelândia eram nações recém independentes e ao participar da Batalha de Gallipoli, na Primeira Guerra Mundial, os países se firmaram enquanto autoridades políticas. Basicamente, uma demonstração de força.

A Batalha de Gallipoli durou em média 8 meses, e não acabou bem para o exército ANZAC. Com mais ou menos 10 mil soldados mortos, a bravura dos combatentes deixou um legado grandioso para os Aliados.

Tradições e comemorações do Anzac Day

Após a guerra, a população que ficou em casa, orgulhosa dos combatentes Anzac, saiu em marchas e cerimônias em homenagem aos soldados.

Vigílias ao amanhecer, marchas e memorias começaram a fazer parte das tradições. Porém, foi em 1942, no Australian War Memorial, que ocorreu a primeira celebração formal do Anzac Day na Austrália.

The Down Service

O Down Service ou Culto ao Amanhecer, é uma vigília que acontece durante a madrugada. Por conta da rotina militar adotada durante a guerra, os combatentes costumam se revezar em vigílias no período do amanhecer, por ser mais propício ao ataque dos inimigos.

Assim, durante o Anzac Day, a vigília foi adotada como parte da celebração. Cantorias, recitação de poemas, velas, hinos e textos em homenagem aos Anzacs fazem parte do momento. Por fim, ao amanhecer, os hinos da Austrália e Nova Zelândia são entoados.

Anzac Parade

Anzac Parade em Londres

Além da vigílias, diversas paradas marcam o dia. Na Austrália, a mais importante acontece na capital do país, Camberra – na rua chamada Anzac Parade!

Militares, veteranos e seus familiares desfilam ao longo da avenida, do Gallipoli Reach ao Australian War Memorial.

Se você não conseguir vivenciar o Anzac Day no seu intercâmbio, vale a pena conferir o Australian War Memorial.

Anzac Biscuit

Durante a Primeira Guerra Mundial, as famílias dos soldados Anzac enviavam alimentos para reforçar na dieta. Porém, com o tempo de viagem dos alimentos e falta de refrigeração dos alimentos, foi necessário desenvolver algo mais “resistente”.

Assim, surgiram os biscoitos Anzac. Com ingredientes nutritivos e simples como aveia, açúcar, farinha de trigo, côco ralado, manteiga, golden syrup (um tipo de xarope açucarado), bicarbonato e água; o biscoito dos soldados serviu como um mantimento essencial.

Anzac Biscuits

Hoje, durante as celebrações do Anzac Day na Austrália, é comum encontrar esses biscoitos. Remetendo à infância de muitos, os biscoitinhos crocantes são uma delícia!

Anzac Day: a flor de papoula

Talvez o símbolo mais conhecido do Anzac Day sejam as papoulas. Do inglês, poppies, ou flanders poppy, as flores são colocadas em memorias de guerra e no túmulo daqueles que voltaram vivos ao país após a Guerra.

Normalmente, as flores utilizadas para homenagear não são flores “naturais”, e sim representações feitas com papeis ou tecido. Sempre vermelha, representando o sangue derramado nos campos de batalha.

Seja no Anzac Day ou no Memorial Day em novembro, você poderá ver essas flores colorindo a Austrália e Nova Zelândia. E apesar de remeter um momento de tristeza, é um cenário belíssimo de presenciar!

Postagens que você também pode gostar de ver:

Como morar na Austrália em 2022: conheça a melhor forma de imigrar
Morar na Austrália: 5 curiosidades que você precisa conhecer (Parte 1)
Como trabalhar na Austrália em 2022: profissões em alta no país

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Curiosidades Dicas de viagem Estude um idioma fora do Brasil Tudo sobre intercâmbio Vistos e documentações

Países que não precisam de visto para brasileiros

Fala, galera! Existem muitos países ao redor do mundo com as portas abertas para brasileiros, mesmo que por tempo limitado, e hoje trouxemos diversos países que não precisam de vistos para brasileiros.

Você verá nesta postagem:

  • Países que brasileiros não precisam de visto para morar
  • América: países que não precisam de visto
  • Países que não precisam de visto para brasileiros na Europa
  • Ásia: países que você pode entrar sem visto
  • Países que precisam de visto para brasileiros

Países que brasileiros não precisam de visto para morar

Existem cerca de 195 países, de acordo com as regras da ONU, espalhados entre 6 continentes.

Cada país possui suas próprias regras de imigração, que muitas vezes pode variar por conta de acordos e tratados entre nações.

Graças ao tratado do Mercosul, brasileiros podem não apenas visitar, mas também morar em alguns países da América do Sul por até 2 anos. São eles:

  • Argentina
  • Paraguai
  • Uruguai
  • Chile (até 1 ano no país, com o objetivo de encontrar emprego)

América: países que não precisam de visto

Porém, se sua intenção é fazer um intercâmbio ou uma viagem de até 90 dias sem a burocracia de tirar um visto, esses são os países da América que liberam a entrada de brasileiros:

América do Sul

Países que não precisam de vistoTempo que você pode
ficar no país sem visto
Argentinaaté 90 dias
Peruaté 90 dias
Chileaté 90 dias
Paraguaiaté 90 dias
Uruguaiaté 90 dias
Venezuelaaté 90 dias
Colômbiaaté 180 dias
Equadoraté 90 dias
Guianaaté 90 dias
Surinameaté 90 dias
Bolíviaaté 30 dias

[Post] Viajar sozinha: 5 melhores destinos ao redor do mundo

Viaje pela América Central e do Norte sem visto

Países que não precisam de vistoTempo que você pode
ficar no país sem visto
Antígua e Barbudaaté 180 dias
Barbadosaté 180 dias
Costa Ricaaté 90 dias
Dominicaaté 90 dias
El Salvadoraté 90 dias
Granadaaté 90 dias
Guatemalaaté 90 dias
Belizeaté 90 dias
Haitiaté 90 dias
Hondurasaté 30 dias
Jamaicaaté 90 dias
Nicaráguaaté 90 dias
Panamáaté 90 dias
República Dominicanaaté 90 dias
Santa Lúciaaté 90 dias
São Cristóvão e Nevisaté 90 dias
São Vicente e Granadinasaté 90 dias
Trinidad e Tobagoaté 90 dias
Méxicoaté 90 dias
Bahamasaté 90 dias

Brasileiros na Europa

Na Europa, é possível visitar todos os países sem a necessidade de apresentar um visto. Seja uma viagem ou intercâmbio, brasileiros podem ficar até 90 dias em cada país do continente!

São mais de 40 países no continente europeu, entre eles os favoritos são: Irlanda, Alemanha, França e Itália.

[Post] Intercâmbio e mochilão pela Europa: como conciliar?

Ásia: países que você pode entrar sem visto

Apesar de não ser tão procurado quanto a Europa e América do Norte, o continente asiático possui belezas indescritíveis e cerca de 15 países permitem a entrada sem visto por até 30 ou 90 dias.

Dentre eles, os destinos mais buscados são:

  • Chipre – até 90 dias
  • Cingapura – até 30 dias
  • Filipinas – até 59 dias
  • Indonésia – até 30 dias
  • Maldivas – até 90 dias
  • Tailândia – até 90 dias

Países que precisam de visto para brasileiros

Outros países, porém, precisam de visto para a entrada de brasileiros. Um exemplo é os Estados Unidos, Canadá, Austrália e Nova Zelândia.

Por isso que aqui na Dreams trabalhamos com nossa assessoria de vistos, que dá o suporte para o estudante e turista durante todo o processo de aplicação.

Você pode entrar em contato pelo link abaixo ou conferir mais conteúdos sobre o assunto em nosso blog, Instagram ou YouTube!

Você também pode gostar de conferir:

Visto Americano: tudo que você precisa saber para entrar nos EUA (ATUALIZADO)
Estudar Fora: checklist com 10 itens pra estar em dia antes de estudar no exterior

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Estados Unidos Estude e trabalhe no exterior Graduação e Pós no Exterior Tudo sobre intercâmbio

Melhores cidades dos EUA: 5 locais pra morar durante seu intercâmbio

Fala, galera! O destino mais sonhado pelos brasileiros é os Estados Unidos. Pensando nisso, preparamos essa postagem com as 5 melhores cidades dos EUA para você morar durante seu intercâmbio. Vamos lá?!

Você verá nesta postagem:

  • 5 Melhores cidades dos EUA para morar durante o intercâmbio
    • Boston, Massachusetts
    • Seattle, Washington
    • São Francisco, Califórnia
    • Orlando, Flórida
    • Nova York
  • Como escolher a melhor cidade para seu intercâmbio nos EUA

5 Melhores cidades dos EUA para morar durante o intercâmbio

Os Estados Unidos da América (EUA) é um país de proporções continentais, composto por 50 estados e outros territórios, como a Samoa Americana, Porto Rico e as Ilhas Virgens Americanas.

Cenário para filmes clássicos e premiadíssimos, as cidades americanas se destacam entre os intercâmbistas. Isso porque as diversas culturas que povoam o país agregam à experiência algo “a mais”.

Para esta postagem separamos 5 cidades que se destacam entre os intercâmbistas, por conta das oportunidades no mercado de trabalho, cultura e custo de vida. Se liga!

Boston, Massachusetts

Boston é uma das cidades mais buscadas por ser destaque em inovação – berço do Facebook, por exemplo -, qualidade de vida e economia.

Massachusetts Institute of Technology – MIT

A cidade ainda é lar de duas das maiores universidades do mundo, Harvard e MIT. Dá pra acreditar? Não é atoa que trouxemos Boston entre as melhores cidades para morar nos Estados Unidos – se você busca ensino superior de alta qualidade e se conectar com as pessoas mais influentes da sua área, esse é seu destino.

Qualidade de vida em Boston

Boston já foi eleita algumas vezes uma das 10 melhores cidades americanas para se morar, por conta do alto poder de compra, baixo nível de poluição e uma boa segurança para seus moradores em comparação a outras Grandes cidades dos EUA. Confira abaixo:

Índice de qualidade de vidaNível
Poder de compramuito alto
Segurançaalto
Poluiçãobaixo
Informações retiradas do Numbeo

Uma das cidades mais antigas dos Estados Unidos, Boston é cheia de atrações históricas, incluindo a Freedom Trail – rota que passa por 16 pontos que contam um pouco da revolução americana.

Como é o custo de vida em Boston para estudantes

Como uma cidade tão procurada e tão próxima de Nova York – apenas 3 horas de carro! – é natural que o custo de vida em Boston seja um pouco mais alto que em outras cidades menos famosas. Confira abaixo:

Valor
Custo de vida total (sem aluguel)US$ 1,163.32
Combo no McDonaldsUS$ 10
Transporte público (mensal)US$ 90
Salário mínimo (hora)US$ 14.25

Um estudante internacional pode trabalhar até 20 horas semanais no país, resultando em uma renda média mensal de US$1140.

Buscando formas de economizar nos gastos e dividindo apartamento ou ficando em uma Homestay, é super possível se manter na cidade!

Fica a dica: nossa equipe Dreams disponibiliza planilhas e materiais para você se planejar financeiramente antes e durante seu intercâmbio! Se quiser saber mais sobre seu intercâmbio nos Estados Unidos, deixe seu contato aqui que falaremos com você.

Mas se você ainda está em dúvida sobre o intercâmbio por ainda não falar inglês fluentemente, não se preocupe.

Você pode estudar o idioma na cidade enquanto aprende mais sobre a cultura local. Nossas escolas parceiras estão preparadas para lidar com intercâmbistas que, como você, buscam aprender na prática!

Seattle, Washington

Estudar em Seattle é estar em uma cidade grande… com clima de interior! Mais acolhedora e menos populosa do que Boston e Nova York, a cidade é super bem desenvolvida e sede da Microsoft e Amazon.

Seattle, Washington

Qualidade de vida em Seattle

Limpa, arborizada e verde – essa é a descrição de Seattle. Educação de alto nível, um bom transporte público e uma taxa baixa de violência são apenas alguns dos diferencias para seu intercâmbio.

Índice de qualidade de vidaNível
Poder de compramuito alto
Segurançamoderado
Poluiçãobaixo

Seattle é autêntica e há apenas 3 horas de carro de Vancouver, no Canadá, já imaginou você conhecendo dois países diferentes no seu intercâmbio? Pois é!

E quando o assunto é ensino superior, o South Seattle College se destaca no ensino, sendo muito buscado por estrangeiros querendo morar na cidade. Cursos de diversas áreas, como saúde, artes, tecnologia e linguagens, multiculturalidade e excelência são apenas alguns dos pontos altos desse college.

[Post] Intercâmbio para os Estados Unidos: descubra como estudar no país

Como é o custo de vida em Seattle para estudantes

O custo de vida em Seattle varia muito dependendo da região em que você morar, porém o salário mínimo é um dos mais altos entre as melhores cidades dos EUA. Confira:

Valor
Custo de vida total (sem aluguel)US$ 1,222.34
Combo no McDonaldsUS$ 10.12
Transporte público (mensal)US$ 99
Salário mínimo (hora)US$ 17.27

São Francisco, Califórnia

São Francisco ou San Francisco é uma cidade localizada na costa oeste (West Coast), no estado da Califórnia.

Famosa por ser um paraíso para empreendedores, artistas, ativistas e a comunidade LGBTQIA+, San Francisco se destaca quando o assunto é qualidade de vida.

Outros grandes destaques da cidade são suas colinas íngremes, os famosos bondinhos elétricos (Cable Cars) e o bairro de Chinatown.

Bondinhos em São Francisco, Califórnia

Com o Vale do Silício localizado ao sul da cidade, ela fica próxima do maior centro de tecnologia do mundo, onde você encontra startups e grandes empresas como Google, Microsoft, Facebook e Apple; San Francisco também é um grande centro financeiro americano, estando entre as 10 cidades mais ricas do país.

Qualidade de vida em São Francisco

Separamos alguns dos principais índices de qualidade de vida para analisarmos sobre a cidade de San Francisco, com base nos dados disponibilizados pela plataforma Numbeo. Dá uma olhada:

Índice de qualidade de vidaNível
Poder de compramuito alto
Segurançamoderado
Poluiçãomoderado

O índice de qualidade de vida da cidade é alto, de acordo com as informações dispostas em Março de 2022.

A cidade ainda abriga grandes instituições de ensino como a University of San Francisco, destaque nas áreas de artes e ciências. Para quem busca estudar inglês no país e se aprimorar, existem grandes escolas como:

Apesar de ser um grande destaque entre as cidades americanas, San Francisco possui um dos custos de vida mais altos da Califórnia. Observe na tabela abaixo:

Como é o custo de vida em San Francisco para estudantes

Abaixo, confira o custo de vida para uma pessoa solteira/estudante na cidade de São Francisco, na Califórnia, em 2022:

Valor
Custo de vida total (sem aluguel)US$ 1,263.82
Combo no McDonaldsUS$ 10
Transporte público (mensal)US$ 81
Salário mínimo (hora)US$ 16.32

Como você pode ver, o custo de vida em San Francisco é bem elevado, sendo o preço dos aluguéis o mais “salgado” no orçamento. Ainda assim, é possível economizar dividindo apartamento ou morando em casa de família.

[Post] Visto Americano: tudo que você precisa saber para entrar nos EUA

Orlando, Flórida

Orlando é a cidade preferida de brasileiros nos Estados Unidos. Com excelentes escolas de idiomas, parques de diversão, clima, moradias, segurança e um bom custo de vida, Orlando se destaca facilmente entre as melhores cidades nos Estados Unidos para fazer seu intercâmbio.

A cidade de Orlando, Flórida

Além das escolas de idiomas, alguns colleges se destacam, como o Vallencia College – com mais de 100 programas disponíveis para estudantes internacionais.

Qualidade de vida em Orlando

Com suas belíssimas paisagens, Orlando é uma das cidades mais sustentáveis dos Estados Unidos.

Parque da Disney em Orlando

Segundo a plataforma Numbeo, todos os índices de qualidade de vida da cidade vão de moderado à altamente positivo. Bom demais, né? Trouxemos alguns desses pra você dar uma olhada:

Índice de qualidade de vidaNível
Poder de compramuito alto
Segurançamoderado
Poluiçãobaixo

Como você pode ver, o berço dos parques Disney é um local seguro e cheio de vantagens, e o custo de vida não fica atrás.

Como é o custo de vida em Orlando para estudantes

Apesar de ter um salário mínimo consideravelmente mais baixo que em outras cidades americanas, Orlando possui um custo de vida aproximadamente 41,79% menor do que em São Francisco, por exemplo. Confira:

Valor
Custo de vida total (sem aluguel)US$ 912.53
Combo no McDonaldsUS$ 8
Transporte público (mensal)US$ 50
Salário mínimo (hora)US$ 10

Segundo a Numbeo, o valor dos alugueis na cidade é cerca de 40,60% menor do que em Seattle.

Assim, o valor do salário mínimo é proporcional ao necessário para se viver na cidade, fazendo de Orlando um bom local para iniciar a vida no exterior. Principalmente se você busca trabalhar durante seu intercâmbio.

[Post] Como viver viajando: 10 ideias para trabalhar enquanto viaja

Nova York

Nova York é uma das cidades mais conhecidas do mundo. Com seus grandes letreiros brilhosos na Times Square, o enorme Central Park e centros artísticos como a Broadway, a cidade é única.

Times Square, em Nova York

Porém, o que realmente atrai estudantes para essa cidade dos Estados Unidos, são as universidades, como a NYU que ainda aceita a nota do ENEM.

Qualidade de vida em Nova York

Apesar da incrível cultura novaiorquina, lojas maravilhosas, universidades e colleges – Nova York não se destaca em qualidade de vida.

Por conta do número elevado de moradores, o nível de poluição e violência é bem alto. O trânsito também não fica atrás nas reclamações dos moradores, porém, quem conhece a cidade costuma deixar tudo isso de lado e vestir sua camisa “I Love New York”.

Índice de qualidade de vidaNível
Poder de compraalto
Segurançamoderado
Poluiçãomoderado

Como é o custo de vida em Nova York para estudantes

Nova York

O custo de vida em Nova York também é bem alto, por isso, se programar financeiramente é essencial para aproveitar seu intercâmbio.

Valor
Custo de vida total (sem aluguel)US$ 1,369.90
Combo no McDonaldsUS$ 10
Transporte público (mensal)US$ 129
Salário mínimo (hora)US$ 10.50 a 11

Como escolher a melhor cidade para seu intercâmbio nos EUA

Agora que te apresentamos algumas das melhores cidades dos EUA para morar, chegou a hora de fazer sua escolha.

A verdade é que o que é melhor pra você só você vai saber dizer, mas nós podemos te guiar nesse processo.

Normalmente, os ponto principais para pensar antes de escolher seu destino do intercâmbio são:

  1. Objetivo do intercâmbio

    Você está pensando em fazer um intercâmbio de idiomas ou um curso superior? Neste post aqui falamos um pouco mais sobre as possibilidades nos Estados Unidos.

  2. Duração e custo do intercâmbio

    Um mês, dois ou seis meses? Quanto você pode dispor para o intercâmbio? É possível economizar bastante dependendo dos custos na cidade e valor da escola, por exemplo.

  3. Como será sua vida na cidade

    Pesquise sobre a cultura, pontos turísticos, receptividade com brasileiros e clima do local. Agora, pode não parecer tão importante, mas esses são os pontos cruciais para que você tenha a melhor experiência possível.

Após ter em mente esses pontos, a escolha fica muito mais fácil, pode ter certeza! E seu intercâmbio será tudo que você sempre sonhou.

[Post] Como planejar seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel

Postagens que você também pode gostar de ver:

Brasileiro pode fazer faculdade nos Estados Unidos?
Intercâmbio de estudo e trabalho: quem pode fazer e quais os melhores países para brasileiros
Nova York: 11 lugares que você precisa conhecer no seu intercâmbio 

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Dicas de viagem Tudo sobre intercâmbio

Como planejar seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel

Fala, galera! Que nós somos apaixonados por intercâmbio não é segredo pra ninguém, não é verdade? Porém, como todo sonho, fazer uma viagem para outro país ou imigrar precisa de um planejamento prévio bem estruturado. Pensando nisso, preparamos um guia completinho pra vocês se organizarem – com um bônus: uma planilha de planejamento financeiro!

Você verá nesta postagem:
1. Defina o objetivo do seu intercâmbio
2. Antes de tudo: escolha seu destino
3. Entre em contato com uma agência
5. Planejando o intercâmbio: separe as documentações
6. Planejamento financeiro completo para seu intercâmbio

Defina o objetivo do seu intercâmbio

Existem diversos tipos de intercâmbio e cada um tem suas vantagens e público ideal. Ter em mente exatamente o que você procura vai facilitar demais a manter sua motivação ao longo de todo o processo pré-intercâmbio, e também a estar bem encaminhado nas pesquisas.

Nesta postagem aqui explicamos direitinho todos os tipos de intercâmbio. Não deixa de dar uma conferida!

Antes de tudo: escolha seu destino

Pense bem sobre quanto tempo poderá dispor para seu intercâmbio. Se estiver com pouca disponibilidade, um intercâmbio de um mês durante suas férias do trabalho e/ou faculdade sempre caem bem.

Com o tempo e uma ideia de data em mente, faça uma lista com seus destinos preferidos. Você pode levar em conta:

  • Clima e paisagens do local: você prefere frio ou calor? Cidade grande ou mais natureza?
  • Custo de vida na cidade
  • Idioma falado no local: um intercâmbio é o momento perfeito para se aprofundar em um novo idioma
  • Facilidade de entrar em outros países: indo pra um país na Europa, como Malta, fica mais fácil de viajar pelo continente
  • A cultura local: atividades culturais e alimentação podem ser atrativos bem legais para sua viagem

Clicando aqui você pode conhecer alguns dos países mais seguros do mundo para conhecer no seu intercâmbio!

Entre em contato com uma agência

Todo o processo que antecede o intercâmbio pode ser um pouco estressante, e uma agência de intercâmbios bem direcionada pode ser o diferencial.

Aqui na Dreams Intercâmbios, estamos com nossos intercâmbistas durante todo o processo e podemos dizer que nossos Dreamers são uma das comunidades mais diversas, animadas e viajadas do Brasil!

Desde passagens, visto, assessoria acadêmica, seguro, estadia até te dar as melhores dicas do que conhecer na cidade… nós vamos te guiar no que for possível!

Para entrar em contato com a gente e tirar suas dúvidas, é só chamar a gente no WhatsApp clicando aqui.

Veja também alguns relatos de nossos Dreamers em nosso canal do YouTube.

Planejando o intercâmbio: separe as documentações

Quando tiver em mente o destino e a data de viagem, comece a pesquisar sobre vistos e outras documentações que podem ser pedidas, como certificado e cartão de vacinação.

Também confira se seu passaporte está atualizado e pronto para uso na data da viagem.

E se estiver pensando em fazer uma graduação ou pós no exterior, esta checklist tem tudo que você precisa. Pode confiar!

Planejamento financeiro completo para seu intercâmbio

Comece a organizar suas finanças com antecedência. Pesquise sobre o custo de vida na cidade-destino, possíveis locais que você pretende visitar, preços de passagens.

Sites como Numbeo são uma mão na roda. Através do Numbeo você pode comparar o custo de vida em diversas cidades e países ao redor do mundo.

No Google Flights você pode estar sempre conferindo os preços de passagens, facilitando pegar “aquela promoção”.

A extensão Google Travel possui tudo que você precisa para planejar sua viagem. Você pode conferir desde bares, festas, parques e praias legais até hotéis e alugueis de temporada.

Assim que tiver esses dados em mente, você pode colocar tudo numa planilha como essa abaixo!

Na nossa planilha de planejamento financeiro temos um exemplo de orçamento para intercâmbio de 1 mês em Toronto, com estadia, cursos de inglês e seguro inclusos! Mas você pode editar e colocar seu destino e preços que condizem com o local!

Curtiu o conteúdo? Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.


Categories
Tudo sobre intercâmbio Vistos e documentações

Tudo sobre visto na Irlanda: quais os tipos, custos e como solicitar

Fala, galera! Pensando em fazer seu intercâmbio para Irlanda mas está na dúvida sobre como funciona o processo de visto? Nesta postagem falaremos se brasileiros precisam de visto para entrar no país, quais os tipos de visto e todas as documentações necessárias.

Você verá nesta postagem:
1. Brasileiros precisam de visto pra entrar na Irlanda?
2. Visto na Irlanda: quais os tipos de visto? (e requisitos)
3. Por que fazer intercâmbio na Irlanda?

Brasileiros precisam de visto pra entrar na Irlanda?

Em Julho de 2021 o governo irlandês autorizou a entrada de estudantes e turistas brasileiros sem visto. A medida é válida para aqueles que pretendem ficar até 3 meses (90 dias) no país.

Caso seu intercâmbio tenha uma duração mais longa que 3 meses, você deverá solicitar o visto adequado quando já estiver na Irlanda.

Porém, mesmo sem precisar de um visto para entrar no país, alguns documentos são importantes. Tenha em mãos ao pousar na Irlanda:

  1. Passagem de volta;
  2. Passaporte válido por seis meses (no mínimo);
  3. Seguro-viagem;
  4. Comprovação financeira* (com um extrato de conta bancária estrangeira, extrato de cartão pré-pago ou de instituição irlandesa);
  5. Reserva em hotel ou carta-convite da residência em que irá ficar;

Visto na Irlanda: quais os tipos de visto?

O Serviço Irlandês de Naturalização e Imigração (INIS) tem uma lista de vistos para estrangeiros como o de turista, trabalho, casamento, união familiar, e mais. Falaremos um pouco sobre os principais vistos e tudo que você precisa para tirar o seu.

Nota: se você estiver pensando em ir para a Irlanda do Norte, saiba que essa região faz parte do Reino Unido (UK). Por isso, as regras para ingresso seguem as de outros países como Inglaterra e Escócia.

Os vistos irlandeses são divididos em 3 grupos principais:
1. Visto de estudante (Stamp 2 e 2A)
2. Visto de trabalho
3. Visto de permanência

Abordaremos os vistos de estudo e trabalho a seguir.

Visto de estudante (Stamp 2)

Para estudantes brasileiros que desejam estudar na Irlanda mais de 90 dias, o visto aconselhado é o Stamp 2, com prazo de expiração de 8 meses. Ainda é possível renovar esse visto duas vezes, permanecendo um total de dois anos na Irlanda enquanto estudante de idiomas.

Com este visto irlandês você poderá frequentar aulas regularmente e trabalhar até 20h/semanais durante o período de aulas. Durante as férias do curso, a carga horária de trabalho poderá ser duplicada, chegando a 40h/semanais.

Requisitos para tirar visto de estudante na Irlanda

Só é possível tirar o visto de estudante na Irlanda se o aluno estiver matriculado em um curso de no mínimo 25 semanas de duração, com carga semanal de pelo menos 15h/semanais.

Os documentos necessários são:
1. Carta da escola em que estudante está matriculado;
2. Comprovante de pagamento do curso
3. Ter seguro governamental ou médico privado de uma empresa irlandesa;
4. Comprovação financeira de 3000 mil euros;
5. Comprovação de endereço;
6. Prova de que escola tem o Learner Protection;
7. Tenha em mãos 300 euros para seu registro do Irish Residence Permit (IRP)

Após sua chegada no país você terá até 3 meses para se organizar em relação as documentações e iniciar o processo de solicitação de seu visto.

Importante: É essencial que a instituição de ensino seja reconhecida pelo governo irlandês. Caso queira conhecer mais sobre as melhores escolas irlandesas, entre em contato com nossos consultores aqui.

Visto de trabalho (Stamp 1)

Se sua intenção é aplicar para um visto exclusivamente de trabalho na Irlanda vai precisar de uma oferta de emprego, a famosa “job offer”. Apenas com esse documento em mãos você poderá aplicar para dar entrada no processo de aplicação que começa com o preenchimento deste formulário online.

Fica a dica: fazer um intercâmbio de estudo de 25 semanas é um dos melhores caminhos para conseguir um emprego no país e, ao final, sua job offer!

Lembrete: Para solicitar o visto de estudante ou trabalho na Irlanda você deverá estar no país.

Clicando aqui você pode acessar uma plataforma que vai te direcionar para a unidade mais próxima de onde você estiver. Apenas assim você conseguirá ficar no país por mais de 3 meses.

Por que fazer intercâmbio na Irlanda?

Seja uma escola de idioma, um college ou uma universidade, você merece o melhor – e a gente sabe disso. E nesse assunto, a Irlanda é uma ótima escolha, pois são centenas de instituições credenciadas, recebendo milhares de alunos estrangeiros todos os anos, que desejam desenvolver as suas carreiras internacionalmente.

Por exemplo, fazendo o seu intercâmbio na Irlanda e sendo um estudante de tecnologia no país, você se torna a mão de obra qualificada que o país precisa, sendo um profissional que estará pronto para o mercado de trabalho das grandes empresas que estão no país. Trabalhe no Google, Facebook ou LinkedIn e faça do seu currículo um dos mais disputados do mundo!

Você também pode curtir:
5 vantagens de fazer intercâmbio na Irlanda
Intercâmbio ou curso de inglês: como atingir a fluência mais rápido 
Estudar Fora: checklist com 10 itens pra estar em dia antes de estudar no exterior

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.