Categories
Dicas de viagem

Como é morar em Barcelona: Descubra a Espanha | Brasileiros na Europa

Morar em Barcelona tem alguns mistérios que você provavelmente não sabe, principalmente se você ainda não visitou a cidade. Mas isso não é um problema, pois você veio ao lugar certo. Neste post, nós falamos de forma direta e completa sobre tudo o que Barcelona tem a oferecer para quem deseja passar um bom tempo por lá, com o objetivo de informar você, que pode não saber tanto sobre essa cidade incrível.

Leia até o final para saber tudo sobre Morar em Barcelona:

Como é morar em Barcelona?

Morar na Espanha é uma verdadeira aventura dentro da Europa, principalmente se você ama passeios culturais e paisagens incríveis. Em Barcelona, você consegue desfrutar de tudo isso, podendo ter uma experiência única na segunda maior cidade da Espanha, ficando apenas atrás da capital do país, Madrid.

Por isso, é importante que você saiba tudo que a cidade pode oferecer a você em diferentes setores, para que você não tenha nenhuma dúvida sobre como é morar em Barcelona, confira abaixo:

A vida social em Barcelona

Barcelona é uma cidade que chama atenção desde os tempos mais remotos, principalmente dos turistas, que no momento de escolherem uma cidade da Europa para se divertirem, escolhem a cidade de Barcelona na maioria das vezes. Então, não se espante se você encontrar muitas pessoas de outro países, até mesmo em maior número do que os nativos em certos locais.

Além disso, os nativos da região não costumam ficar tanto tempo em casa, por conta do costume de estarem sempre na rua, consumindo bebidas em bares, cafés ou em pubs locais, então não espere um convite para uma festinha caseira, mas sim para uma boa conversa em torno de uma mesa de bar.

Como é a noite em Barcelona

E por falar em bar…à noite, você pode visitar boates e bares variados, dos mais chiques até aos mais simples, mas que com certeza não ficam atrás quando o assunto é diversão. Quer visitar uma boate famosa e movimentada? Visite a Amnésia Ibiza, uma boate fundada nos anos 70, mas que até hoje chama atenção pelo seu movimento e luxo.

Porém, se você não é um grande fan de música alta e dança com aglomerações, você pode visitar o Champions Bar, um estabelecimento perfeito para levar a família, conversar com ótima iluminação e partidas dos mais variados esportes sendo transmitidas ao vivo, fazendo com que o lugar seja uma caixinha de surpresas diariamente.

A culinária

A culinária da região da Catalunha tem os seguintes ingredientes principais:

  • Tomate
  • Alho
  • Ervas frescas
  • Azeite
  • Cebola
  • Bacalhau e mais alguns outros ingredientes.

O povo catalão, popularmente, costuma dizer que a sua culinária é diversificada ao longo de várias áreas importantes, podendo variar entre a culinária do mar na Costa Brava, cozinha da montanha dos Pirinéus de Lérida, a culinária do vale de Arán e Cerdanya nos Pirenéus de Girona e algumas outras que podem ser especificadas de acordo com o nativo que responder a sua pergunta. 

Logo, a culinária de Barcelona também é afetada pela região. Porém, você comumente irá encontrar Botifarras amb Mongetes, Calçots, Arrós Negre e Esqueixada especificamente em Barcelona, então não se acanhe de ficar se alimentando apenas com fast food ou restaurantes que ofereçam o que você já conhece. Prove de tudo e conheça a Barcelona como ninguém.

A cultura da cidade

Como já dissemos acima, Barcelona é uma cidade enorme, uma verdadeira metrópole, então costuma ter uma vida cotidiana bem agitada, mas que não esquece da sua cultura no dia a dia. Na cidade, você pode assistir a shows de flamenco ou até mesmo fazer uma aula para aprender a dança típica.

Você também pode visitar os museus de Salvador Dali e Pablo Picasso. O Templo Expiatório da Sagrada Família também é uma atração histórica que você precisa ver pessoalmente, com os seus ladrilhos únicos.

O futebol também é um dos maiores pilares da cultura catalã, já que o gigante time histórico Barcelona tem jogos frequentemente transmitidos ou até mesmo visitados por milhares de torcedores semanalmente. Logo, a cidade de Barcelona tem cultura de sobra para que você visite e até mesmo se divirta enquanto estiver morando por lá. 

O transporte público em Barcelona

Quando começar a morar em Barcelona você pode até andar a pé em certas ocasiões, mas os seus pés precisarão de um descanso, pois a cidade é bem grande e precisa de um transporte público eficiente. Pensando nisso, o governo da cidade evoluiu o transporte ao longo dos anos, fazendo dele uma ótima opção para quem deseja se locomover com rapidez e eficiência. Confira abaixo:

Metrô

Sendo eficiente, rápido e regido pelo sistema da TMB, o metrô de Barcelona é sem dúvidas a melhor escolha se você deseja visitar cada canto da cidade, pois quase não há locais em que ele não alcance. Sendo um viajante curioso, você pode visitar todos os pontos turísticos da cidade facilmente, com um bilhete de ida que custa apenas € 2,20.

Ônibus

Os ônibus de Barcelona são muito fáceis de se utilizar, principalmente pela grande variedade de pontos de ônibus espalhados ao longo da cidade. Caso você deseje se locomover de forma eficiente dentro do centro da cidade, o ônibus é a resposta certa para a sua vontade, pois além de ser rápido e se manter funcionando constantemente dentro do centro, os ônibus também são baratos, tendo o mesmo valor do bilhete de ida de um metrô, € 2,20.

Bonde

Ao contrário do metrô e do ônibus, o bonde não é o mais rápido ou até mesmo o que tem melhor alcance, mas sem dúvidas ele pode ser a melhor opção para o seu passeio de um dia inteiro. Com velocidade popularmente reduzida e com duas redes funcionais, o bonde é perfeito para quem deseja morar em Barcelona, principalmente para os passeios do final de semana para regiões mais periféricas.


Você já sabe como a cidade funciona, quais são as melhores atrações e como chegar até elas. Tá esperando o que para morar em Barcelona? Eu espero que nada!

Até a próxima!

Categories
Dicas de viagem Morar fora

Qual o custo de vida em Londres? | Dicas para economizar

qO custo de vida em Londres é uma das coisas mais importantes que você precisa saber se pretende visitar essa cidade incrível, ou até mesmo morar nela. Muitas pessoas não sabem sobre os preços médios na cidade de Londres, justamente por falta de conteúdos atualizados e que informem de forma completa o que elas precisam. 

Pensando nisso, elaboramos este post completo para você saber tudo sobre o custo de vida em Londres enquanto aprende com dicas para economizar na cidade. Confira abaixo:

O custo de vida em Londres

Estudar em Londres é uma escolha que vai mudar a sua vida, principalmente pelo fato de que você irá morar na cidade, então, é muito importante que você tenha um planejamento econômico para que possa ter uma vida cotidiana bem mais tranquila, sem se preocupar tanto com uma possível falta de dinheiro, principalmente se você é uma pessoa que adora se divertir aos finais de semana.

Dessa vez, assim como em outras vezes que utilizamos cidades famosas como exemplos para posts de custo de vida, vamos utilizar a plataforma Expatistan, que reúne vários dados sobre preços médios em diversos setores importantes da sociedade, como: alimentação, transporte, moradia e entretenimento. 

Os dados que utilizaremos são atualizados do dia 10 de novembro de 2021, fornecidos pelos próprios habitantes de Londres. O comparativo das moedas também será feito utilizando os dados mais atualizados possíveis, utilizando a conversão da Libra Esterlina para Real Brasileiro com o valor de R$7,5.

Agora, confira o custo de vida em Londres com preços atualizados:

Alimentação

Menu básico de almoço (incluindo uma bebida) no distrito comercial £ 13 (R $ 95)

Combo em restaurante de fast food £ 6    (R $ 45)

500 gramas de peito de frango desossado £ 3,76 (R $ 28)

1 litro de leite integral £ 0,96 (R $ 7)

12 ovos £ 2,85 (R $ 21)

1 kg de tomate £ 1,91 (R $ 14)

500 gr de queijo local £ 4,47 (R $ 34)

1 kg de maçãs £ 2,29 (R $ 17)

1 kg de batatas £ 0,88 (R $ 7)

500 ml de cerveja nacional no supermercado £ 2,09 (R $ 16)

1 garrafa de vinho tinto de boa qualidade £ 10 (R $ 74)

2 litros de coca-cola £ 2,00 (R $ 15)

Pão para 2 pessoas por 1 dia £ 0,97 (R $ 7)

Moradia

Aluguel para acomodação mobiliada de 85 m2 em área cara £ 2.346 (R $ 17.656)

Aluguel para acomodação mobiliada de 85 m2 em área normal £ 1.773 (R $ 13.343)

Utilidades 1 mês (aquecimento, eletricidade, gás) para 2 pessoas em apartamento de 85m2 £ 152 (R $ 1.147)

Aluguel para estúdio mobiliado de 45 m2 em área cara £ 1.789 (R $ 13.463)

Aluguel para estúdio mobiliado de 45 m2 em área normal £ 1.384 (R $ 10.414)

Utilidades 1 mês (aquecimento, eletricidade, gás) para 1 pessoa em estúdio de 45 m2 (480 sqft) £ 103 (R $ 774)

Internet 8 Mbps (1 mês) £ 23 (R $ 173)

Tv de tela plana de 40” £ 323 (R $ 2.428)

Microondas 800/900 watts £ 75 (R $ 564)

Detergente para roupas £ 5,98 (R $ 45)

Transporte

1 litro (1/4 galão) de gasolina £ 1,31 (R $ 10)

Bilhete mensal transporte público £ 151 (R $ 1.137)

Viagem de táxi em dia útil, tarifa básica 8 km. (5 milhas) £ 26 (R $ 193)

Entretenimento

Jantar básico para duas pessoas em pub do bairro £ 39 (R $ 295)

2 ingressos para cinema £ 25 (R $ 188)

2 ingressos para o teatro (melhores assentos disponíveis) £ 202 (R $ 1.522)

1 coquetel no clube do centro £ 11 (R $ 86)

Cappuccino em área de expatriados da cidade £ 3,37 (R $ 25)

1 cerveja no bar da vizinhança (500ml) £ 6 (R $ 46)

Ipad wi-fi 128gb £ 451 (R $ 3.393)

1 mês de mensalidade a uma academia no distrito comercial £ 53 (R $ 398)

1 maço de cigarros marlboro £ 12 (R $ 93)

Dicas para economizar em Londres

custo de vida em Londeres

O estudante precisa ter uma vida mais organizada, com um planejamento econômico que funcione a longo prazo, pois além de ser uma pessoa que está comprometida com os estudos, você terá que se locomover de forma eficiente, ao mesmo tempo que come de forma barata e saudável, para que você tenha o melhor aproveitamento com o seu lazer.

Por isso, você pode economizar praticando algumas dicas que vamos deixar abaixo, confira:

Economize com a alimentação externa

Comer fora não precisa ser um problema principalmente quando o assunto é economizar com qualidade, se alimentando da melhor forma possível. Em Londres, existem várias formas de economizar, principalmente se você visitar o bairro de Soho, uma região despretensiosa e totalmente aberta a quem deseja consumir de forma barata.

Em Soho, você encontrará restaurantes como o Bodean’s, que faz questão de encher o prato com carne, batatas, salada e até mesmo o acompanhamento de uma ceverja. E o melhor, tudo isso por apenas £ 10.

Poupe dinheiro com alimentação dentro de casa

Dentro de casa, é importante que você se alimente da melhor forma possível, para que se mantenha uma pessoa saudável e ativa dentro de Londres, sem perder um dia de aula ou até mesmo ficar doente e perder aquele espetáculo no teatro. Por isso, é sempre recomendável que você se alimente por meio da feira em mercados, que além de serem muito mais econômicos, promovem uma vida mais saudável.

Camden Market

Supermercados como o Tesco, por exemplo, oferecem preços muito mais baixos em relação aos seus concorrentes em grandes cadeias mundiais. Os mercados populares ou ao ar livre também são uma verdadeira jóia para quem deseja economizar e comprar itens de qualidade. No Borough Market, por exemplo, você poderá encontrar alimentos mais baratos enquanto visita uma instalação que já dura mais de 1.000 anos.

Tenha uma locomoção barata e eficiente

Pode ser que você não saiba, mas estudantes podem economizar muito mais em Londres quando o assunto é transporte. Se matriculado em um curso de duração mínima de 14 semanas, o aluno tem direito a 30% de desconto em seu cartão Oyster. Chegando em Londres é importante que você tenha em mãos o seu cartão Oyster, que facilita a sua locomoção dentro da cidade, em qualquer transporte público.

Underground Londres

Para economizar, basta contratar um plano que se adeque aos seus objetivos. Você pode variar entre o plano diário, semanal e até mesmo mensal, com valores que podem variar de acordo com as zonas que você visitar.

Uma dica importante: independente do cartão Oyster, utilize o transporte público fora do horário de pico, que atualmente é de segunda a sexta-feira, entre 06:30 e 09:30 entre 16:00 e 19:00.

Diversão boa e barata

Morar, estudar ou até mesmo trabalhar em outro país, é uma experiência fora do normal para qualquer pessoa, mas se divertir no tempo livre também faz parte da experiência, principalmente se você conseguir economizar enquanto curte tudo o que a cidade de Londres tem a oferecer.

O Camden Market, em Camden Town, por exemplo, é um simples mercado, mas que atrai pouco mais de 100 mil visitantes todos os finais de semana, sendo uma das maiores atrações para quem deseja diminuir o custo de vida em Londres. No mercado, existem lojas de roupas alternativas e também voltadas ao ramo musical, tendo até mesmo diversas barracas de comida espalhadas por todo o local.

custo de vida em Londres: Globe Theatre

Caso você não seja fã da diversão ao ar livre, você pode visitar os museus de Londres, que ao contrário do resto da Europa, são totalmente gratuitos. Em caso de não curtir museus, você pode visitar o Globe Theatre, por exemplo, um museu histórico, onde o próprio Shakespeare apresentava suas peças e tem o valor de entrada a £ 5.


Agora que você já sabe o preço do que vai comprar e como economizar, eu espero que você tenha a melhor experiência possível!

Até a próxima!

Categories
Estude e trabalhe no exterior Morar fora Tudo sobre intercâmbio

Morar na Austrália: Guia Prático para quem quer imigrar

Quer imigrar para a Austrália mas não sabe por onde começar? Então você veio ao lugar certo, pois neste você vai saber tudo sobre como imigrar para a Austrália da melhor forma, sem aquela burocracia gigante, que faz você ter sono e ainda não saber completamente sobre como funciona o processo e qual é o melhor caminho.

Agora, chega de papo, e confira tudo sobre como imigrar para a Austrália

O ensino superior na Austrália

Pode ser que você esteja se perguntando: “Ué, o que o ensino superior da Austrália tem a ver com a imigração?”. Bom, a primeira coisa que posso lhe responder é: essa será a sua porta de entrada de imigração para a Austrália.

O ensino superior é a última fase educacional da Austrália, onde estudantes nativos e estrangeiros, concluem o seu ciclo educacional dentro do AQF.

O ensino superior na Austrália se divide entre:

  • Bacharelado
  • Mestrado
  • Doutorado

Após a conclusão desse ciclo, é importante que o aluno tenha uma experiência dentro do mercado de trabalho australiano. Pensando nisso, o governo australiano permite que o estudante estrangeiro graduado tenha um período de experiência após a conclusão do seu ensino superior.

imigrar para a Austrália

Como ficar por mais tempo na Austrália

Agora sim, chegamos ao ponto central deste post: O começo da sua imigração para a Austrália.

Na Austrália, após a graduação do aluno em qualquer modalidade do ensino superior, existe a possibilidade da emissão de um visto específico, que permite a estadia do aluno por mais tempo na Austrália, sendo esse visto o PSW, ou Post-Study Work Stream.

Como funciona o Post-Study Work Stream

Após a conclusão do curso, o aluno pode solicitar a emissão deste visto, que permite:

  • Ficar na Austrália por pelo menos 2 anos, indo até 4 anos como limite.
  • Viajar, trabalhar ou estudar na Austrália durante a validade do visto.

Essa variação de tempo limite acontece de acordo com o nível de graduação que você atingiu. Confira abaixo:

  • Bacharelado (com honras): 2 anos
  • Mestrado: 2 anos
  • Mestrado com pesquisa: 3 anos
  • Doutorado: 4 anos

Caso você queira ficar por mais tempo na Austrália, existe a possibilidade de conseguir um segundo Post Study-Work, mas para isso, é preciso que você more, trabalhe e/ou estude em uma área regional enquanto estiver desfrutando do seu primeiro visto de Post Study-Work.

imigrar para a Austrália

O segundo visto de Post Study-Work

Como já dissemos acima, para tirar este visto é necessário que você cumpra com o requisito principal, que se resume a morar e estudar em uma área regional da Austrália. Assim como no primeiro visto, o tempo de duração pode variar, confira:

  • Estudou e morou em uma área de categoria 2 – 1 ano
  • Estudou e morou em uma área de categoria 3 – 2 anos

Lembre-se: independente de qualquer um dos vistos citados acima, o governo australiano não fornece trabalho diretamente para quem aplica para estes vistos, fazendo com que o aluno tome as suas próprias decisões no mercado de trabalho do país.

Como imigrar para a Austrália

Agora que você já sabe como ficar por mais tempo na Austrália, é importante que você saiba o porquê disso ser tão importante, pois além de contribuir para a sua imigação, também serve como um item que facilitará o seu processo durante este último passo.

Existem vários meios de se conseguir a residência permanente na Austrália, sendo uma das mais famosas o SkillSelect.

O SkillSelect é um programa de imigração australiano que funciona como uma ponte entre os trabalhadores internacionais qualificados e os empregadores australianos, sendo um facilitador de ingresso no mercado de trabalho e também de imigração.

Como funciona o SkillSelect:

1 – Os candidatos preenchem campos importantes no SkillSelect, por meio do DHA – Department of Home Affairs, de forma inteiramente online.

2 – Execução de um teste de habilidade que avalia habilidades, conhecimento da língua e escolaridade.

3 – Após o teste, o candidato seleciona uma categoria de visto para que possa fazer uma Expression of Interest (EOI), que basicamente, é uma expressão de interesse sobre os seus objetivos.

4 – Estando registrado no sistema, o candidato estará disponível para a escolha de empregadores australianos, que podem convidá-los para que se tornem os seus patrocinadores de visto no país.

5  – Terminada esta fase, o candidato solicita o visto.

6 – Com a solicitação aceita, o candidato receberá o visto e poderá morar e trabalhar na Austrália.

Os vistos mais importantes que você pode adquirir com o SkillSelect

Visto independente qualificado (subclasse 189)

Este visto de residente permanente para trabalhadores qualificados. Não querer patrocínio do empregador ou da família. Mesmo assim, você pode se inscrever, contanto que atenda os seguintes requisitos:

  • Ser nomeado em uma ocupação que esteja na lista de ocupações qualificadas relevantes
  • Ter obtido uma avaliação de habilidades adequada para essa ocupação
  • Ainda não completou 50 anos.
  • Alcançou a pontuação especificada em sua carta-convite com base nos fatores do teste de pontuação
  • Seja pelo menos um inglês competente

Visto nomeado qualificado (subclasse 190)

Sendo um visto de residente permanente para trabalhadores qualificados, este visto exige nomeação de um governo estadual ou territorial, assim como os requisitos:

  • Ser nomeado em uma ocupação que esteja na lista de ocupações qualificadas relevantes
  • Ter obtido uma avaliação de habilidades adequada para essa ocupação
  • Ainda não completou 50 anos
  • Alcançou a pontuação especificada em sua carta-convite com base nos fatores do teste de pontuação
  • Seja pelo menos um inglês competente
  • Foram indicados por uma agência governamental de um estado ou território australiano

Esquema de nomeação de empregador (subclasse 186)

Visto de residência permanente para trabalhadores qualificados. Os requisitos são:

  • Foram indicados por um empregador australiano aprovado
  • Têm menos de 50 anos de idade, a menos que você esteja isento
  • Atenda aos requisitos de habilidades, qualificações e idioma inglês, a menos que você esteja isento
  • Inscreva-se no stream para o qual você foi indicado (o stream de Transição de Residência Temporária, o stream de Entrada Direta ou o stream de Contrato)

Visto de Esquema de Migração Patrocinada Regional (subclasse 187)

Sendo um visto de migração para trabalhadores qualificados, você deve trabalhar na região da Austrália, assim como os seguintes requisitos:

  • Foram indicados por um empregador australiano aprovado para um emprego na Austrália regional (a Austrália regional não inclui Gold Coast, Brisbane, Newcastle, Sydney, Wollongong ou Melbourne)
  • Têm menos de 50 anos de idade, a menos que você esteja isento
  • Atenda aos requisitos de habilidades, qualificações e idioma inglês, a menos que você esteja isento
  • Inscreva-se no stream para o qual você foi indicado (o stream de Transição de Residência Temporária, o stream de Entrada Direta ou o stream de Contrato)

Para que você se torne um candidato diferenciado no SkillSelect, é importante que você tenha um diploma australiano de ensino superior, o que prova que você já tem uma experiência educacional no país, assim como a sua vontade de evoluir e também o seu nível de inglês, itens essenciais para o seu convite de visto para residência permanente.

Categories
Graduação e Pós no Exterior

Como estudar na Austrália: Você sabe o que é AQF?

O AQF é uma dos sistemas de qualificação mais importantes do mundo, principalmente para quem deseja estudar na Austrália a longo prazo, sendo muito importante que você saiba tudo sobre o assunto antes de arrumar as suas malas. Por isso, elaboramos este post completo para que você saiba tudo sobre o AQF.

Agora, chega de papo e vamos ao que interessa, confira abaixo o AQF de forma completa:

O que é o AQF?

Criado em 1995, o Australian Qualifications Framework é a política de qualificações regulamentadas no sistema de educação australiano, que tem vários objetivos específicos, influenciando diretamente na experiência do aluno dentro do sistema de ensino da Austrália. 

Dentre alguns dos objetivos do AQF, estão:

  • Acomodar a diversidade de propósitos da educação e treinamentos australianos
  • Contribuir para o desempenho econômico nacional
  • Sincronizar o funcionamento do AQF com outros quadros internacionais de qualificações, como o EQF.

Mesmo com objetivos claros e diretos, o AQF costuma levantar algumas dúvidas sobre como ele funciona e o que ele representa, por isso, é importante que você saiba que segundo o próprio governo, o AQF:

  • Não é um provedor de educação ou uma instituição educacional
  • Não é um fornecedor de avaliações ou reconhecimento das qualificações no exterior
  • Não é armazenamento de registro individual do estudante
  • Não é um regulador do setor educacional com poderes de fiscalização
  • Não tem conhecimento especializado de ocupações ou setores específicos
  • Não lidar com o licenciamento, registro ou acreditação para negócios ou profissões
  • Não pode fornecer conselhos sobre prêmios ou acordos de emprego e salários
  • Não é uma autoridade para questões de imigração ou vistos
  • Não pode fornecer orientação sobre carreira ou curso específico.

O AQF funciona basicamente como um sistema dividido entre 10 níveis, onde a cada nível, o aluno adquire um diferente tipo de certificado, diploma ou graduação. Assim, facilita o entendimento do aluno e também do mercado sobre em qual nível do ensino superior ele se encontra atualmente.

AQF: Australia Qualification Framework

Os níveis do AQF

Os níveis do AQF são o que fazem deste sistema tão importante e funcional, pois é a partir do entendimento deles que o aluno consegue avançar no sistema de ensino superior da Austrália, sendo o nível 1 mais baixo, e o 10, mais alto. Abaixo, entenda melhor sobre cada nível:

Nível 1 – Certificado 1

Este certificado introdutório gradua o aluno com conhecimentos de trabalho inicial e básico, não exigindo um conhecimento prévio daquela função.

Habilidades

Os alunos graduados neste nível terão habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação para:

  • Realizar atividades de rotina definidas
  • Identificar e relatar questões e problemas simples

Nível 2 – Certificate 2

Assim como o certificado de introdução, neste nível o aluno ainda irá exercer uma atividade inicial e básica, mas com utilização de ferramentas específicas.

Habilidades:

Neste nível, os graduados terão habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação para aplicação de métodos, ferramentas, materiais e informações para:

  • Realizar atividades definidas
  • Fornecer soluções para uma gama limitada de problemas previsíveis

Nível 3 – Certificate 3

Diferente dos certificados anteriores, os graduados deste nível terão conhecimentos teóricos, se diferenciando das atividades mais diretas e repetitivas.

Habilidades:

Neste nível, os graduados terão habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação para aplicação de métodos, ferramentas, materiais e informações, recebendo conhecimentos e habilidades para demonstrar autonomia e julgamento, junto com responsabilidade limitada para:

  • Atividades de rotinas completas
  • Fornecer e transmitir soluções para problemas previsíveis e eventualmente imprevisíveis

Nível 4 – Certificate 4 

Sendo uma evolução do certificado 3, nesta etapa o graduado também terá conhecimento teórico e prática, mas com aptidão para trabalho especializado.

Habilidades:

Neste nível, os graduados terão habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação para aplicação de métodos, ferramentas, materiais e informações, recebendo conhecimentos e habilidades para demonstrar autonomia e julgamento, junto com responsabilidade limitada em parâmetros estabelecidos para:

  • Completar atividades rotineiras e não rotineiras
  • Fornecer e transmitir soluções para uma variedade de problemas previsíveis e às vezes imprevisíveis

Nível 5 – Diploma

Neste nível, os graduados terão nível de conhecimento especializado e habilidades para trabalho qualificado praticado ou de instrução para outras pessoas.

Habilidades:

Contando com um conhecimento técnico e teórico em uma área específica ou ampla área de trabalho, estes graduados terão habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação para que possam exercer um julgamento dentro de parâmetros amplos, mas com limites, para que possam:

  • Analisar informações para completar uma série de atividades
  • Fornecer e transmitir soluções para problemas que podem ser eventualmente complexos
  • Transmitir informações e habilidades para outras pessoas

Nível 6 – Advanced Diploma, Associate Degree

Os graduados deste nível já contam com um grande conhecimento e habilidades para trabalho de instrução com alto nível de qualificação para outras pessoas.

Habilidades:

Os graduados neste nível terão um amplo leque de habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação para selecionar e aplicar métodos dentro da tecnologia para:

  • Analisar informações para completar uma série de atividades
  • Interpretar e transmitir soluções para problemas imprevisíveis e eventualmente complexos
  • Transmitir informações e habilidades para outras pessoas

Nível 7 – Bachelor Degree

Dentro de uma universidade, é onde começam as graduações, como o bacharelado. Neste nível o graduado terá um grande leque de conhecimentos, assim como a coerência para o trabalho profissional.

Habilidades:

Neste nível os graduados têm habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação bem desenvolvidas para selecionar e aplicar métodos para:

  • Analisar e avaliar as informações para concluir uma série de atividades
  • Analisar, gerar e transmitir soluções para problemas imprevisíveis e eventualmente complexos
  • Transmissão de conhecimentos, habilidades e idéias para outras pessoas

Nível 8 – Bachelor Honours Degree, Graduate Certificate e Graduate Diploma

Neste nível, o aluno graduado terá conhecimentos e habilidades avançadas para trabalho profissional de alta qualidade.

Habilidades:

Com habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação avançadas para aplicar métodos e até mesmo tecnologias, estes graduados conseguem:

  • Analisar criticamente, avaliar e transformar informações para completar uma série de atividades
  • Analisar, gerar e transmitir soluções para problemas complexos
  • Transmitir conhecimentos, habilidades e ideias para outras pessoas.

Nível 9 – Masters Degree

No mestrado, os alunos têm conhecimento especializado e habilidades para pesquisa e prática profissional.

Habilidades:

Neste nível, os graduados terão habilidades técnicas e cognitivas especializadas em uma área de conhecimento ou prática, para que possa executar as seguintes atividades de forma independente:

  • Analisar criticamente, refletir e sintetizar informações, problemas, conceitos e teorias complexas
  • Pesquisar e aplicar teorias estabelecidas a um corpo de conhecimento ou prática
  • Interpretar e transmitir conhecimentos, habilidades e ideias para públicos especializados e também não especializados

Nível 10 – Doctoral Degree

O doutorado é o mais alto nível do AQF, onde os alunos terão compreensão sistemática e crítica de um campo complexo de aprendizagem e cultivo de habilidades de pesquisa especializadas para o avanço da aprendizagem e práticas profissionais de forma geral.

Habilidades:

Os graduados neste nível serão especialistas, com habilidades cognitivas especializadas, técnicas e de pesquisa em uma área disciplinar para que possa utilizar as seguintes atividades de forma independente e sistemática:

  • Envolver-se na reflexão crítica, síntese e avaliação
  • Desenvolver, adaptar e implementar metodologias de pesquisa para estender e redefinir o conhecimento existente ou até mesmo nas práticas profissionais.
  • Disseminar e promover novos insights para colegas de trabalho e também da comunidade em geral
  • Gerar conhecimento e compreensão para que possa contribuir para uma disciplina ou área de prática profissional.

A importância do AQF para o mercado de trabalho

Qualificar os estudantes é importante, mas ainda mais importante, é fazer com que esses estudantes qualificados sejam reconhecidos pelo mercado de trabalho australiano, sendo esse um dos objetivos do AQF.

Na Austrália, as qualificações são vistas como coisa séria. Em um estudo recente, feito pelo National Centre for Vocational Education Research, foi descoberto que cerca de metade dos 359 empregadores pesquisados usaram as qualificações como requisito para admissão, podendo classificar ou até mesmo desqualificar candidatos. 

AQF: Mercado de trabalho

Os resultados indicaram que as qualificações são incorporadas nas decisões de recrutamento dos empregadores, principalmente em relação as qualificações de educação e treinamento vocacional (VET), que pode ser evoluída e melhorada ao longo dos anos, facilitando o ingresso no mercado de trabalho de quem se qualifica dentro do AQF. Assim, claro, como o progresso do mercado de trabalho australiano.


Tá sabendo tudo sobre o AQF? Já sabe em qual instituição de ensino você irá estudar na Austrália? Bom, agora você já tem o caminho completo para frente e sabe tudo sobre ele!

Até a próxima!

Categories
Curiosidades Graduação e Pós no Exterior

Estudar na Europa: conheça as 5 melhores universidades da Inglaterra

Quer saber quais são as melhores universidades da Inglaterra? Então você veio ao lugar certo, pois além de saber quais são as melhores universidades da Inglaterra, você também saberá quais são as posições delas nos rankings mundiais e tudo que elas podem oferecer. Agora, chega de papo e vamos ao que interessa. Confira abaixo as melhores universidades da Inglaterra:

As melhores universidades da Inglaterra

Antes que você conheça as melhores universidades da Inglaterra, é importante que você saiba o porquê dessas universidades estarem nos mais altos níveis de ensino do Reino Unido. Aqui, nós utilizaremos o ranking da MasterPortal, que utiliza outros rankings especializados para criar uma média global. 

1 – University of Oxford

A primeira da lista e, claro, considerada pelos rankings mundiais como a melhor universidade da Inglaterra, a Universidade de Oxford foi fundada em 1096 e tem preservado a sua história em suas paredes, pisos e estruturas em geral. Mas, quando o assunto é educação, a Universidade de Oxford se destaca pelos seus avanços e olhar para o futuro, ficando bem longe de ser uma instituição presa ao passado.

University of Oxford

No ranking da MasterPortal, a universidade se encontra em primeiro lugar, se dividindo entre outras colocações nos seguintes rankings:

Times Higher Education Ranking (2021) – 1

Shanghai Jiao Tong University Ranking (2021) – 7

TopUniversities Ranking (2022) – 2 

U.S. News & World Report Ranking (2021) – 5

Dentro da universidade existem 29 instalações, divididas entre colleges e halls de estudo, que constituem a comunidade acadêmica da universidade. 

Na universidade central, os 100 departamentos acadêmicos estão sob gerência das quatro divisões acadêmicas da Universidade de Oxford:

  • Ciências Médicas
  • Ciências Matemáticas
  • Ciências Físicas e da Vida
  • Ciências Humanas e Sociais

2 – University of Cambridge

Fundada em 1209 e sendo a quarta universidade mais antiga do mundo, a Universidade de Cambridge é conhecida por ser uma das melhores da Europa e até mesmo do mundo, chamando a atenção de quem deseja adquirir um diploma de ensino superior em uma das melhores universidades da Inglaterra.

melhores universidades da inglaterra: University of Cambridge

A universidade conta com pouco mais de 20 mil alunos, dentre eles, alunos ingleses e estrangeiros, de todas as partes do mundo.

Dentro da universidade existem 31colleges regidos pelos seus próprios estatutos e regulamentos, mas que constituem a Universidade de Cambridge como um todo.

Utilizando o ranking da MasterPortal, temos as seguintes colocações para esta instituição:

Times Higher Education Ranking (2021) – 6

Shanghai Jiao Tong University Ranking (2021) – 3

TopUniversities Ranking (2022) – 3

U.S. News & World Report Ranking (2021) – 9

3 – Imperial College London

Sendo o primeiro College inglês da lista, o Imperial College London se orgulha pela sua comunidade e constância, sendo uma figura carimbada há muito tempo nos rankings educacionais mundiais.

O Imperial College London não é uma das melhores universidades da Inglaterra só pelo seu nome, mas sim pelas suas práticas acadêmicas e foco na pesquisa em geral, promovendo a resolução de resultados e também a evolução de futuros pesquisadores e cientistas.

Imperial College London

Na grade de cursos do College, você pode encontrar as faculdades de Engenharia, Medicina, Ciências Naturais e a Escola de Negócios.

Dentro destas faculdades, existem os cursos de aeronáutica, bioengenharia, engenharia química, computação, ciências do cérebro, doenças infecciosas, matemática, física, ciências da vida, marketing, finanças e políticas públicas e econômicas.

Nos rankings, o Imperial College London aparece nas seguintes colocações:

Times Higher Education Ranking (2021) – 11

Shanghai Jiao Tong University Ranking (2021) – 25

TopUniversities Ranking (2022) – 7

U.S. News & World Report Ranking (2021) – 20

4 – University College London (UCL)

University College London

A University College London, ou UCL, se orgulha dos seus resultados ao longo de todos esses anos de ensino, que se iniciaram em 1826. Segundo a universidade, ela já obteve os seguintes resultados:

  • Classificada como a melhor universidade do Reino Unido em força de pesquisa no mais recente Research Excellence Framework
  • Está classificada na 8ª posição no ranking de 2022 do TopUniversities Ranking.
  • 30 prémios nobel laureados, entre alunos e funcionários atuais e ex-alunos da instituição.
  • A primeira universidade na Inglaterra a receber estudantes de qualquer religião.
  • A primeira universidade da Inglaterra a receber mulheres na educação universitária

A universidade se orgulha do seu pensamento progressista de ensino, onde a liberdade de expressão e de pensamento são promovidas de forma aberta, com o objetivo de evoluir o seu corpo docente e também de produzir grandes pesquisadores e cidadãos úteis para a sociedade.

Nos rankings gerais, a University College London aparece nas seguintes colocações:

Times Higher Education Ranking (2021) – 16

Shanghai Jiao Tong University Ranking (2021) – 17

TopUniversities Ranking (2022) – 8

U.S. News & World Report Ranking (2021) – 19

5 – London School of Economics and Political Science

melhores universidades da Inglaterra: London School of Economics and Political Science

Fundada em 1895 e sendo aberta a estudantes de qualquer gênero ou nacionalidade desde a sua criação, a LSE é uma das maiores referências da Europa e até mesmo do mundo, quando o assunto é Ciências Sociais. 

Sendo uma universidade especializada em ciências sociais, a LSE fica apenas atrás de Harvard nessa área de estudo, sendo considerada melhor universidade da Europa em Ciências Sociais. A universidade também se orgulha de ter parcerias com universidades renomadas na Europa, África, América e Ásia. 

A LSE é considerada uma das melhores universidades da Inglaterra por uma série de fatores, como a sua missão central, de reconhecer as causas sociais e preparação dos alunos para um futuro onde eles possam mudar o mundo por meio das Ciências Sociais.

Nos rankings mundiais, a London School of Economics and Political Science se encontra nas posições:

Times Higher Education Ranking (2021) – 27

Shanghai Jiao Tong University Ranking (2021) – 151

TopUniversities Ranking (2022) – 49

U.S. News & World Report Ranking (2021) – 244


Agora que você já sabe quais são as melhores, já escolheu alguma delas para o seu diploma de graduação?

Até a próxima!

Categories
Estude e trabalhe no exterior Morar fora

Morar em Boston: por que eu deveria estar lá?

Quer morar em Boston mas não sabe como funciona a vida na cidade, ou se ela não vale a pena para você? Bom, você veio ao post certo, pois pensando nessas dúvidas, elaboramos um post completo sobre como é morar em Boston e quais são as características mais importantes da cidade. Assim, você sairá daqui sabendo tudo sobre como é morar em Boston, certo?

Então, chega de papo e saiba agora como é morar em Boston:

Como é morar em Boston?

Sendo a capital do estado de Massachussetts e também a sua maior cidade, a cidade de Boston é uma das mais requisitadas quando o assunto é morar nos Estados Unidos, principalmente por quem deseja ter uma ótima qualidade de vida. Abaixo, entenda em poucos pontos o porquê de Boston ser uma ótima cidade para você:

Inovação

morar em Boston

Foi na cidade de Boston onde nasceu o gigante Facebook, mas ela não se limitou a isso antes ou agora. Para Morar em Boston, você precisa saber que a cidade está sempre inovando e procurando melhorar em diversos fatores, como os centros de educação, transporte ou acessibilidade de pessoas de qualquer tipo, principalmente por influência do próprio MIT.

O verde é uma cor frequente

morar em Boston: parque

E não, não estamos falando de roupa. Em Boston, a natureza conversa com os prédios e casas, sem que seja ameaçada. Por isso, é bem comum que você encontre vários subúrbios com uma paisagem onde a cor verde é predominante, com parques ao ar livre sendo uma atração comum e também frequente nos planos de quem sai no final de semana pela cidade.

Qualidade de vida

morar em Boston cidade

Boston já foi eleita a 8ª melhor cidade do mundo em um ranking sobre qualidade de vida, além de ser uma das cidades mais saudáveis dos Estados Unidos. Além disso, sites especializados costumam indicar que a cidade é o melhor lugar para se viver no Nordeste dos EUA, principalmente pela sua economia aquecida.

Cultura é coisa séria

Pilares

Para Boston, a arte é algo que faz parte da própria alma da cidade. Então, aos finais de semana, você provavelmente vai gastar um bom tempo consumindo a cultura local, com tudo que a cidade tem a oferecer. Assista uma apresentação da ORquestra Sinfônica de Boston, visite a Escola de Música de Berklee ou o Museu de Belas Artes de Boston, mas não esqueça que tem muito mais. 

Quer morar em Boston? Conheça os bairros e Subúrbios

Para morar em Boston você já sabe até demais, mas é importante saber uma coisa importante: onde você vai morar em Boston. A escolha do seu bairro ou subúrbio diz muito sobre como será a sua experiência na cidade, por isso, é importante escolher com clareza.

Bairros e subúrbios nem sempre são a mesma coisa, pois as suas localizações podem fazer com que um bairro se torne em um subúrbio, seja ele bom ou ruim. Por isso, é importante saber se você prefere uma vida mais pacata ou uma plena agitação, para que você consiga traçar qual é o melhor bairro para os seus objetivos. Confira abaixo qual é o bairro ou subúrbio mais interessante para você:

Alguns bairros de Boston

Existem bairros na cidade de Boston que podem não ser muito baratos, mas que têm a fama de serem alguns dos melhores que a cidade tem a oferecer, principalmente pela sua qualidade de vida, vida noturna, entretenimento matinal e até mesmo pela vizinhança, que sem dúvidas conta muitos pontos quando o assunto é morar em Boston. 

Abaixo, conheça alguns desses bairros:

Beacon Hill

Beacon Hill

Sendo um bairro fundado em 1795, Beacon Hill incomodava a população de Boston por ser um morro que diminuía o tamanho da cidade, fazendo com que um aterramento se tornasse a solução mais certeira. Porém, hoje em dia o bairro não tem nada de incômodo, pois além de ser um dos bairros mais bonitos de Boston, Beacon Hill conta com um aluguel de apartamentos para dois quartos na faixa de $ 3000 ao mês

South Boston

South Boston

Sendo um bairro popularmente irlandês, South Boston está localizado a beira-mar e costuma atrair a atenção de jovens recém-formados. Além disso, o bairro tem recebido cada vez mais investimentos, resultando em novos empreendimentos na região. No bairro, o aluguel de um apartamento

Back Bay

Back Bay

Se Beacon Hill e South Boston têm em comum um aluguel um pouco mais salgado, experimente morar em Back Bay. Sendo um bairro de vizinhança “premium”, os preços não costumam ser nada amigáveis com quem não recebe um salário acima da média. O alguém de um apartamento com dois quartos fica por volta de $ 3.500 ao mês.

O subúrbio de Boston

E, claro, os bairros de subúrbio, onde existe o cotidiano mais agitado e cheio de vida, onde por mais que você se encontre um pouco perdido, sempre terá algo para fazer. Além, de claro ter ótimas instituições de ensino para você visitar e entender como funciona o dia a dia em universidades de alto nível mundial. Confira alguns subúrbios que você precisa conhecer:

Cambridge

Cambridge

Cambridge é perfeita para você que deseja aprender mais sobre ensino superior nos Estados Unidos em geral, já que na cidade, se encontram duas das maiores universidades do mundo, Harvard e o MIT. A região é geralmente ocupada por estudantes, seja das grandes universidades ou das não tão conhecidas da região.

Quincy

Quincy

Sendo uma verdadeira irmã de Chinatown, Quincy está ao sul de Boston e tem uma grande população asiática que chama atenção pelo seu grande número de habitantes no subúrbio. Em Quincy, você definitivamente não ficará com fome, pois a região conta com ótimas lanchonetes e restaurantes.

Worcester

Worcester

O subúrbio de Worcester abriga milhares de estudantes universitários, ao mesmo tempo que consegue se manter como um bairro pequeno, pacato, mas longe de ser parado ou até mesmo atrasado no tempo. Se em Back Bay você pagaria caro em qualquer item, em Worcester você pode economizar uns bons trocados, além de se sentir em casa por conta das lojas familiares.

Brookline

Brookline

Brookline é um subúrbio que já teve os seus tempos de riqueza, onde a população judia costumava investir todos os seus recursos. Hoje, ela não precisa de tanta riqueza assim, pois a sua beleza já serve como um ótimo cartão postal. Além disso, Brookline já foi eleito como um dos melhores subúrbios de Boston. Na região, os parques, clubes de campo e até mesmo museus, são as características que fazem deste subúrbio um dos melhores para uma vida de qualidade.

Wayland

Casa em Wayland

Wayland é um subúrbio que precisa estar no seus planos se você deseja morar em Boston, principalmente se você for uma pessoa que ama se sentir em paz e conectada com a natureza. Assim como Brookline, a região chama atenção pelos seus campos abertos e casas características.


Agora que você já sabe de tudo um pouco sobre Boston, inclusive sobre os cantinhos mais afastados da cidade, eu espero que você vá morar em Boston sabendo tudo sobre a cidade. Se divirta!

Até a próxima!