Categories
Austrália Estude e trabalhe no exterior Tudo sobre intercâmbio

Como estudar na Austrália em 2022: Guia Completo

Fala, galera! Nesta postagem te contaremos tudo que você precisa saber sobre estudar na Austrália, desde o sistema educacional do país até como você, enquanto imigrante, pode aproveitar ao máximo essa experiência única que é a Austrália!

Você verá nesta postagem:

  • Como estudar na Austrália em 2022
  • Como funciona o sistema educacional da Austrália

Como estudar na Austrália em 2022

A Austrália tem sido cada vez mais buscada por estudantes brasileiros que desejam mudar de vida.

Seja por conta das instituições australianas, a qualidade de vida na Austrália ou o fato de que o salário mínimo australiano é o maior do mundo, morar nessa país do futuro é um grande divisor de águas na vida dos estudantes – e você pode realizar esse sonho também!

Vale a pena saber: Segundo o QS Best Students Cities 2022, as cidades de Sydney e Melbourne ocupam o 6º e 8º lugar no ranking mundial – superando Boston e Montreal.

Outro ponto que destaca a Austrália atualmente é a alta taxa de aceitação de estudantes internacionais em suas instituições.

A Universidade Nacional da Austrália, por exemplo, tem uma taxa de 35% de aceitação de candidatos, enquanto Oxford, no Reino Unido, aceita apenas de 20 a 25% dos candidatos.

Por isso, investir em estudar na Austrália é dar um tiro certeiro em direção à sua realização profissional e pessoal.

Requisitos pra estudar na Austrália

Em qualquer instituição de ensino superior existem requisitos para o ingresso de estudantes.

Enquanto estudante internacional na Austrália, alguns dos requisitos básicos pra aplicar nas instituições australianas são:

  1. Inglês: você precisa ter um nível de inglês que te permita assistir as aulas e se comunicar bem com colegas, normalmente comprovado por um exame de proficiência;
  2. Visto: além do visto de estudante, é importante que você cumpra todas as exigências, como comprovação de renda suficiente pra se manter no país;
  3. Exames de admissão: alguns cursos podem pedir exames de admissão ou que você tenha cursado matérias específicas na escola/faculdade – com a finalidade de conseguir acompanhar o curso;
  4. Cobertura de Saúde para Estudantes Estrangeiros: a Austrália possui um sistema especial de saúde para estudantes internacionais, e por isso, pra que você entre no país, será necessário adquirir essa cobertura pra você e qualquer familiar que esteja te acompanhando. Isso você pode conferir aqui.
Não falo inglês fluentemente, posso estudar na Austrália?

Sim! Se você busca fazer um curso subsequente no país, você pode optar por um preparatório de inglês como o Pathway – que prepara estudantes internacionais pra instituições de ensino superior.

Ensino superior na Austrália

Nesse período pós-pandemia a Austrália, bem como outros países ao redor do globo, vem abrindo suas fronteiras para profissionais estrangeiros qualificados e estudantes que desejam contribuir com o crescimento do país.

Inclusive, fica a dica: o Governo Australiano criou uma plataforma cheia de informações para que estudantes internacionais saibam mais sobre os benefícios de estudar no país do futuro. Você pode conferir o site aqui.

[YouTube] 10 motivos pra estudar na Austrália

Como é o sistema educacional da Austrália

Estudar na Austrália é algo de primeiro mundo

Agora que você está dentro da Austrália, vamos entender melhor sobre o sistema educacional de lá.

Mas antes de partirmos direto para o ensino superior, vamos estabelecer a base de que o sistema educacional da Austrália é dividido em primário, secundário e superior. Confira o caminho que um estudante nativo percorre até chegar até o ensino superior:

Formação escolar (primária e secundária)

NívelDuração
Escola primária sete ou oito anos, começando no Jardim da Infância/Preparatório até os Anos 6 ou 7.
Escola secundária três ou quatro anos, dos Anos 7 a 10 ou 8 a 10.
Escola secundária sênior dois anos, Anos 11 e 12.

Formação superior

A formação superior inclui o ensino superior com todas as suas universidade e também o VET (Ensino e Treinamento Vocacional).

VET: O que é e como funciona?

O Ensino e Treinamento Vocacional é basicamente um ensino técnico aqui no Brasil, nele o estudante aprende na prática todas as vertentes do seu curso, sendo muito escolhido pelos Australianos e também por estrangeiros que procuram socializar com os nativos.

O VET permite que o estudante trabalhe 40 horas quinzenais ou 20 horas semanais.

Instituições de ensino superior

Estudante usando computador

As instituições de ensino superior e também as de ensino técnico da Austrália têm um nível acima da média mundial por atenderem a um sistema criado dentro da própria Austrália em 1995, o AQF.

Australian Qualifications Framework ou AQF, é o sistema que determina padrões de qualidade educacional na Austrália. Neste sistema temos 10 níveis que vão interferir nas suas qualificações para o mercado. 

[Post] Como estudar na Austrália: Você sabe o que é AQF?

Esses diferentes níveis realmente interferem em como o mercado e as instituições observam o nível profissional dos seus alunos, sendo necessário que o estudante esteja em constante evolução dentro do sistema.

O ensino superior na Austrália ganha destaque pelo simples e incrível fato de que as instituições de ensino trabalham diretamente com a indústria, o que promove um mercado de trabalho mais aquecido para os alunos.

O próprio AQF é administrado diretamente pelo Departamento de Indústria do Governo Australiano, o que indica a forte atenção que os órgãos federais têm com o nível educacional do país.

Estudar na Austrália: próximos passos

Como mostramos acima, a Austrália é um país com diversos caminhos para crescimento profissional.

E por acreditar na Educação Superior Internacional como um caminho pra melhores e novos futuros, nós aqui na Dreams trabalhamos com todo o processo de intercâmbio: como vistos, escolha das escolas, assessorias, acomodações e mais!

Se você quiser saber mais sobre como você pode estudar na Austrália, continue no nosso blog ou clique no link abaixo para falar com nossos especialistas.

Postagens que podem te interessar:
Como morar na Austrália em 2022: estude e trabalhe no país
Estudar na Austrália: conheça as 3 melhores escolas de inglês pra você

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Austrália Dicas de viagem Tudo sobre intercâmbio

O que fazer na Austrália: 7 lugares inesquecíveis

Fala, galera! Ainda não sabe o que fazer na Austrália durante seu intercâmbio? Separamos 7 lugares incríveis pra conhecer no país que vão te fazer se apaixonar, confira:

O que você verá nesta postagem:

  1. O que fazer na Austrália durante o intercâmbio
  2. Qual a melhor forma de conhecer a Austrália?
Leia a matéria e veja o que fazer na Austrália durante sua estadia.

O que fazer na Austrália durante o intercâmbio

Existem muitos lugares incríveis por lá que tem muito para te oferecer com sua cultura e história local. O país além de ser o maior do seu continente e ter um ótimo IDH, tem uma grande diversidade de paisagens e pessoas, a sua pluralidade e o seu multiculturalismo é o que faz milhares de turistas visitarem o lindo país ao longo do ano. E aí, vamos logo conhecer esses 7 lugares para saber o que fazer na Austrália?

Imigrar para a Austrália em 2022: novas regras de entrada no país

Austrália: Pontos turísticos

Sydney Opera House

A Sydney Opera House é uma casa de ópera muito prestigiada na Austrália. Você já deve ter visto ela em livros, filmes e etc. Ela é muito popular e conhecida por suas apresentações de grupos nacionais de ballet, orquestra sinfônica, companhias de teatro e também pelos seus eventos e pessoas incríveis que já passaram por lá, como o local é enorme existem várias salas e teatros diferentes.

 A Sydney Opera House é um ótimo exemplo de o que fazer na Austrália durante o intercâmbio
Sydney Opera House

A programação está sempre disponível no site oficial e o local é ótimo para visitar a qualquer hora do dia. Muitos turistas se contentam em visitar o local apenas por fora, mas é possível fazer uma tour por dentro do lugar, e conhecer um pouco de sua história. De longe ou de perto, a Opera House é linda e é de visita imprescindível para qualquer turista que quer saber o que fazer na Austrália. 

Great Barrier Reef

Um dos lugares naturais mais absolutamente lindos da Austrália (e do mundo) é a Grande Barreira de Coral, a barreira é a maior estrutura natural do mundo, é lar de diversos sistemas de recifes e corais, não só carregando consigo uma grandiosa beleza mas também um ecossistema importante para o meio ambiente, ela é um dos motivos pelo qual Queensland, seu estado, é tão popular.

Fazer Scuba Diving na Grande Barreira de Coral é um ótimo exemplo do que fazer na Austrália
Great Barrier Reef

A barreira é tão grande, que consegue ser vista do espaço e sua grande diversidade de ecossistemas é tão encantadora, que fazer um mergulho na barreira é algo que você deve fazer se puder! Os preços para visitação, mergulhos e atividades no geral variam dependendo de quais atividades você quer realizar e com que companhias, mas a faixa de preço é entre 100 a 500 dólares australianos. 

5 Melhores cidades da Austrália para seu intercâmbio

Uluru/Ayers Rock

A pedra Ayers ou pedra Uluru (nome dado pelos aborígenes australianos) é uma pedra de cerca de 348 metros de altura e de 9.4 quilometros de circunferência (acima da superfície), abaixo são cerca de 863 metros e ela nem é a maior do mundo, mas é de beleza monumental. O lugar que também é patrimônio cultural e natural da UNESCO fica localizado no Parque Nacional Uluru–Kata Tjuta, além de ser enorme é também sagrada, dentro existem pinturas históricas e até hoje a região é usada pelo seu povo de origem para seus rituais.

A pedra Uluru, um lindo e histórico ponto turistico que deve ser visitado por aqueles que querem saber o que fazer na Austrália
Uluru/Ayers Rock

O povo Anangu que é a tribo que é esse povo de origem, conseguiu os direitos da terra que os pertence e tomou algumas decisões sobre o ponto turístico que apesar de ser aberto a visitação não permite mais vídeos ou fotos do seu interior, já que carrega consigo um peso histórico e ancestral. Ainda sim é possível andar pelo parque ao redor da rocha, com suas cores vermelhas e animais exóticos, o passeio é imperdível para quem quer saber o que fazer no país e principalmente para quem gosta de fotografia e história.

Kakadu National Park

O Parque Nacional do Kakadu é um ótimo ponto turístico para diversas atividades diferentes como passeios, excursões, eventos esportivos e mais. A reserva natural é linda e a área Arnhem Land é a terra dos Yolngu. Um lugar com uma paisagem selvagem muito rica e uma cultura aborigene muito forte, para visitá-lo é preciso autorização e você terá um guia aborígine durante o passeio.

O Parque Nacional do Kakadu é uma ótima opção do que fazer na Austrália
Kakadu National Park

Tem também o cruzeiro de água amarela onde você passa até duas horas observando a vida selvagem local, e existem também várias excursões que duram dias com uma programação recheada como a excursão de 5 dias ao Parque Nacional Kakadu e Arnhem Land, os preços variam bastante mas os passeios normalmente incluem refeições e a taxa do parque. 

Viva a experiência australiana: lugares escondidos na Austrália

O que fazer na Austrália que nem todo turista está fazendo? Segue esses lugares:

Cape Pillar, Tasmania

Cape Pillar é uma localidade rural na área do governo local da Tasmânia, na região sudeste, a área é a joia da coroa do colossal litoral daquela Península e tem falésias que chegam a 300m de altura. Com uma vista sensacional e ambiente silencioso é um lugar sensaional para quem quer saber o que fazer na Austrália.

Existe uma trilha que pode ser feita por turistas, essa caminhada foi feita para uma ampla gama de pessoas de várias idades diferentes. A trilha de 48 quilômetros pode ser feita através da Three Capes Trackm (gerenciada pela Tasmania Parks and Wildlife Service em Tasmânia que inclui Cape Raoul, Cape Hauy e Cape Pillar) a experiência de 4 dias, 3 noites onde se dorme em cabanas da Tasmania Parks and Wildlife Service custa cerca de US $ 500 por pessoa.

Little Beach, Albany

Little Beach é um destino maravilhoso para quem que saber como aproveitar o melhor que a Austrália pode oferecer.
Little Beach, Albany

Localizada sob o Monte Gardner em Two People’s Bay Headland, cerca de 30 km a leste de Albany, uma das melhores praias da Austrália, a Little Beach é um pedaço de paraíso na terra. A praia é pequena mas suas águas são muito cristalinas e sua areia bem branquinha, é bem importante salientar que o uso de roupas e trajes de banho é opcional na praia, mas todas as reviews sobre o lugar, tanto de turistas quanto de locais é que a praia é um lugar incrível para relaxar, nadar, surfar e curtir no geral. 

Castlemaine, Victoria

Castlemaine é uma pequena cidade em Victoria, Austrália, na região de Goldfields, cerca de 120 quilômetros a noroeste por estrada de Melbourne. A cidade tem um turismo bem movimentado por sua pegada vintage, tem uma vista linda ao seu redor e também tem um comércio local muito interessante, desde padarias, cafeterias deliciosas até museus e jardins botânicos, a pequena Castlemaine encanta a todos que a visitam.

Anzac Day: conheça o feriado histórico da Oceania

Qual a melhor forma de conhecer a Austrália?

Já sabemos o que fazer na Austrália que é um país incrível com muito a oferecer, se você prefere um clima mais tropical, o norte do país no verão é maravilhoso já o sul as estações são mais distintas, a alta temporada apesar de mais cara é quando você vai encontrar o verão no país e poder aproveitar melhor o clima quentinho, mas a baixa temporada também é uma boa opção é mais econômica.

Estudar na Austrália: conheça as 3 melhores escolas de inglês pra você

De forma geral, o melhor jeito de conhecer o país e saber o que fazer na Austrália é explorando sua cultura local, existem muitas coisas legais nos pontos turísticos mais conhecidos, mas a Austrália oferece muito na sua cultura do dia-a-dia, com suas comidas típicas, sua natureza e lugares que não são tão populares entre turistas, também é muito comum explorar a Austrália de carro ou avião para viagens longas, então sempre fica ligado no melhor jeito de você se locomover pelo país, o país também tem 3 fusos horários diferentes então fique atento quando trocar de cidade, e por fim é bom lembrar que o país é conhecido por seus animais diferentes, mas a maioria dele não está nas cidades grandes e ambientes turísticos, e sim em áreas florestais. 

Você também pode querer conferir:

Brasileiros na Austrália: 3 motivos para você morar na Oceania

Intercâmbio na Austrália: como e por que você deveria estudar no país?

Custo de vida na Austrália em 2022: compare as principais cidades

Curtiu o conteúdo sobre o que fazer na Austrália?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais e outras matérias do blog pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Austrália Dicas de viagem Estude e trabalhe no exterior Estude um idioma fora do Brasil Graduação e Pós no Exterior Tudo sobre intercâmbio

5 Melhores cidades da Austrália para seu intercâmbio

Fala, galera! Conheçam as melhores cidades da Austrália para seu intercâmbio e compare a qualidade de vida, custos nas cidades e cultura local.

Melhores cidades da Austrália para seu intercâmbio em 2022

A Austrália é um país de dimensões continentais, com uma democracia estável e população culturalmente diversa.

Morar na Austrália é habitar um país onde o presente importa tanto quanto o futuro.

Membro fundador da Organização das Nações Unidas (ONU), a preocupação com o crescimento econômico e preservação da fauna e flora presentes na região resultou em 2020 em 28 anos seguidos de crescimento, fazendo da Austrália a 14º maior economia do mundo.

Segundo o site oficial do governo australiano, o país é lar para cerca de 25 milhões de pessoas de outros 200 países, totalizando uma média de 30% da população. Não dá pra negar que a Austrália é um destino muito desejado, né?

O mais interessante é que por ter tantas pessoas de fora da Austrália, são faladas mais de 300 linguagens em solo australiano. Sendo inglês a língua oficial, seguido pelas 5 mais faladas: mandarim, árabe, cantonês, vietnamita e italiano.

Sabemos que a Austrália abre portas para um novo estilo de vida, e que um intercâmbio para o país é o primeiro passo pra quem busca crescer pessoal e profissionalmente.

Por isso, separamos as 5 melhores cidades para você do país pra você poder se preparar pra sua viagem:

Adelaide, South Australia: a cidade mais barata da Austrália

Adelaide é a melhor cidade da Austrália para quem busca uma boa gastronomia e baixo custo de vida.

Sede do Barossa Valley, uma das melhores regiões produtoras de vinhos da Austrália, Adelaide é um centro cultural e econômico australiano.

Qualidade de vida em Adelaide, Austrália

Adelaide é a 5º maior cidade da Austrália e está localizada na Austrália do Sul (ou Austrália Meridional), se destacando economicamente nos setores de administração, educação e saúde.

Em questão de qualidade de vida, Adelaide possui todos os índices em alta. Baixo nível de poluição, um trânsito bem estruturado, clima agradável, segurança para os moradores e poder de compra alto são apenas algumas das vantagens de morar em uma das melhores cidades da Austrália.

Adelaide: Custo de vida em uma das melhores cidades da Austrália

Adelaide é a melhor cidade da Austrália para economizar durante o intercâmbio. O custo de vida é em média 12% mais barato que em outras capitais do país.

Contas básicas como aluguel, transporte e alimentação se destacam enquanto as mais baratas, permitindo ao estudante aproveitar mais a cidade e suas opções de entretenimento. Além de guardar uma graninha pra viajar pela Oceania!

Confira abaixo o custo de vida médio na cidade australiana e compare com os custos em São Paulo.

AdelaideSão Paulo
Custo de vida total (sem aluguel)AUS$ 1323.45 R$ 2889.66
Combo no McDonaldsAUS$ 13.25R$ 35.00
Transporte público (mensal)AUS$ 105.00R$ 275.00
Salário mínimo (hora)AUD$ 19,84R$ 6,87
Dados extraídos da plataforma Numbeo

Como você pode ver acima, o custo de vida de Adelaide quando comparado ao de São Paulo acaba sendo ainda mais vantajoso.

Em São Paulo, o salário mínimo mensal para alguém que trabalha 40 horas/semanais equivale a R$ 1.100,00, menos que a metade do necessário para se manter na metrópole brasileira.

Enquanto isso, em Adelaide, um estudante internacional que trabalha 20 horas/semanais recebe em média AUS$ 1587.00 mensal, ainda sobrando uma quantia para pagar o aluguel de um espaço compartilhado na cidade.

A tabela acima se baseia em dados médios de moradores das capitais citadas. Claro que a realidade pode variar de acordo com as escolhas individuais, mas fica visível que o Estilo de Vida Australiano permite, até mesmo para estrangeiros, uma maior qualidade de vida.

[Post] Como trabalhar na Austrália em 2022: profissões em alta no país

Fica a dica: nossa equipe Dreams disponibiliza planilhas e materiais para você se planejar financeiramente antes e durante seu intercâmbio! Se quiser saber mais sobre seu intercâmbio na Austrália, deixe seu contato aqui que falaremos com você.

Melbourne, Victoria

De acordo o site australiano, Insider Guides, Melbourne é considerado tão bom de morar por conta de seu transporte público tão ágial e variado, baixa criminalidade, mercado de trabalho com espaço para brasileiros. universidades de alto nível e a cultura.

Capital cultural do país, Melbourne fica localizada no sudeste australiano, no estado de Victoria. Depos de Sydney, é a segunda cidade mais populosa do continente.

Como já citamos, em qualidade de vida, a terceira melhor cidade do mundo para estudantes de acordo com o ranking do Top Universities não decepciona!

Se você procura aventura em uma das cidades do futuro, Melbourne é uma forte candidata.

Profissões em alta demanada na Austrália: apesar de ter espaço pra todos, enfermeiras, professores de ensino fundamental, eletricistas, engenheiros e programadores podem encontrar ainda mais facilidade em ingressar no mercado de trabalho australiano.

[Post] Como estudar na Austrália em 2022: tire seu visto e entenda o sistema educacional

Custo de vida em Melbourne, cidade na Austrália

Como em todas as cidades australianas, o salário mínimo em Melbourne é o maior do mundo – garantindo a quem visa estudar e trabalhar no país uma vida mais confortável.

Comparamos o custo de vida nessa cidade da Austrália com o estado de São Paulo no ano de 2022. Veja:

MelbourneSão Paulo
Custo de vida total (sem aluguel)A$ 1350.89R$ 2889.66
Combo no McDonaldsA$ 13R$ 35
Transporte público (mensal)A$ 161R$ 275
Salário mínimo (hora)A$ 19,84R$ 6,87

De acordo com a pesquisa do Numbeo, o poder de compra em Melbourne é 286.5% maior que em São Paulo, cidade brasileira igualmente grandiosa.

Confira mais sobre o custo de vida na Austrália clicando aqui.

Brisbane, Queensland

Tão conhecida como Melbourne e Sydney, Brisbane é a cidade “mais central” da Austrália – e com essa excelente localização vantajosa você estará perto de atrações como a Daintree Rainforest, Great Barrier Reed e praias costeiras estonteantes.

Uma população amigável e com mais dias ensolarados do que em qualquer outra cidade australiana, este também é um destino econômico e seguro para estudantes internacionais.

Fica a dica: a Austrália é um país ensolarado, porém com temperaturas mais baixas do que no Brasil, permitindo um verão super agradável. A melhor época do ano para conhecer os países da Oceania é na primavera e inicio do verão – de outubro à março.

Brisbane, Austrália: Como é o custo de vida na cidade

Carreiras nas áreas de saúde, turismo, construção e tecnologia são as que se destacam atualmente em Brisbane. A demanda por profissionais dessas áreas tem estado cada vez maior.

Separamos alguns dados pra você comparar o custo de vida em Brisbane com o que temos em São Paulo:

BrisbaneSão Paulo
Custo de vida total (sem aluguel)A$ 1382.39R$ 2889.66
Combo no McDonaldsA$ 13.5R$ 35
Transporte público (mensal)A$ 198$275
Salário mínimo (hora)A$ 19,84R$ 6,87

Nesta postagem falamos um pouco mais sobre a história da cidade e estilo de vida. Leia aqui.

[Post] Estudar na Austrália: conheça as 3 melhores escolas de inglês pra você

Gold Coast, Queensland

Mais uma cidade da “terra da rainha” – Queensland em inglês – que rouba o coração de estudantes.

Sonho de consumo de surfistas e apaixonados por praia, a costa dourada australiana ainda é espaço para escolas de inglês premiadas.

O estilo de vida na cidade é calmo cheio de diversões. Durante seu intercâmbio em Gold Coast, você estará em contato com estudantes do mundo inteiro e imerso em novas culturas.

Como é o custo de vida em Gold Coast para estudantes

Com um custo de vida mais baixo do que em Brisbane e Melbourne, a Gold Coast mantém um padrão de vida similar às outras cidades australianas.

Gold CoastSão Paulo
Custo de vida total (sem aluguel)A$ 1341.47R$ 2889.66
Combo no McDonaldsA$ 12.5R$ 35
Transporte público (mensal)A$ 160R$275
Salário mínimo (hora)A$ 19,84R$ 6,87

Sydney, New South Wales

Por ser mundialmente famosa e uma grande metrópole australiana, Sydney costuma ser confundida enquanto capital da Austrália, entretanto, a capital australiana é a cidade de Camberra.

Ainda assim, Sydney é o destino mais buscado por estrangeiros que visitam o país.

A cidade da Austrália é uma das melhores do mundo em qualidade de vida e educação. É o destino perfeito pra estudar inglês, fazer um curso superior, profissionalizante ou apenas curtir!

Custo de vida na cidade mais famosa da Austrália

O custo de vida em Sydney é bem mais alto do que as outras cidades que apresentamos. Veja abaixo:

Valor
Custo de vida total (sem aluguel)A$ 1442.55
Combo no McDonaldsA$ 112.8
Transporte público (mensal)A$ 217.39
Salário mínimo (hora)A$ 19.84

[Post] Como planejar seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel

Como você pode perceber, aqui na Dreams Intercâmbios nós somos apaixonados pela Austrália – e a Oceania num geral!

Escolher entre tantas cidades espetaculares pode parecer uma missão impossível, mas temos certeza que independente disso sua experiência no país vai superar qualquer expectativa.

Se quiser começar a criar seu plano para estudar e trabalhar na Austrália, não deixe de entrar em contato com nossos especialistas.

Sem nenhum compromisso, iremos te ajudar a se preparar pra seu intercâmbio!

Postagens que você também pode gostar de ver:

Como morar na Austrália em 2022: conheça a melhor forma de imigrar
Morar na Austrália: 5 curiosidades que você precisa conhecer (Parte 1)
Como trabalhar na Austrália em 2022: profissões em alta no país

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Austrália Curiosidades Tudo sobre intercâmbio

Anzac Day: conheça o feriado histórico da Oceania

Fala, galera! O Anzac Day é um feriado tradicional da Austrália e Nova Zelândia, que homenageia os soldados que participaram da Primeira Guerra Mundial. Hoje, a comemoração conta com a celebração de diversas tradições, confira abaixo algumas.

Você verá nesta postagem:

  • Anzac Day: o que é e qual a história
  • Tradições e comemorações do Anzac Day
    • The Down Service
    • Anzac Parade
    • Anzac Cookie
    • Anzac Day: a flor de papoula

Anzac Day: o que é e qual a história

Desde 1916 é comemorado o Anzac Day na Nova Zelândia. Celebrado no dia 25 de Abril, a data homenageia a participação do Australian and New Zealand Army Corps (ANZAC), as forças armadas da Oceania.

Juntos, as forças armadas dos dois países enviaram suas tropas para uma expedição no mediterrâneo, na região que hoje é conhecida como a Turquia.

Na época, a Austrália e a Nova Zelândia eram nações recém independentes e ao participar da Batalha de Gallipoli, na Primeira Guerra Mundial, os países se firmaram enquanto autoridades políticas. Basicamente, uma demonstração de força.

A Batalha de Gallipoli durou em média 8 meses, e não acabou bem para o exército ANZAC. Com mais ou menos 10 mil soldados mortos, a bravura dos combatentes deixou um legado grandioso para os Aliados.

Tradições e comemorações do Anzac Day

Após a guerra, a população que ficou em casa, orgulhosa dos combatentes Anzac, saiu em marchas e cerimônias em homenagem aos soldados.

Vigílias ao amanhecer, marchas e memorias começaram a fazer parte das tradições. Porém, foi em 1942, no Australian War Memorial, que ocorreu a primeira celebração formal do Anzac Day na Austrália.

The Down Service

O Down Service ou Culto ao Amanhecer, é uma vigília que acontece durante a madrugada. Por conta da rotina militar adotada durante a guerra, os combatentes costumam se revezar em vigílias no período do amanhecer, por ser mais propício ao ataque dos inimigos.

Assim, durante o Anzac Day, a vigília foi adotada como parte da celebração. Cantorias, recitação de poemas, velas, hinos e textos em homenagem aos Anzacs fazem parte do momento. Por fim, ao amanhecer, os hinos da Austrália e Nova Zelândia são entoados.

Anzac Parade

Anzac Parade em Londres

Além da vigílias, diversas paradas marcam o dia. Na Austrália, a mais importante acontece na capital do país, Camberra – na rua chamada Anzac Parade!

Militares, veteranos e seus familiares desfilam ao longo da avenida, do Gallipoli Reach ao Australian War Memorial.

Se você não conseguir vivenciar o Anzac Day no seu intercâmbio, vale a pena conferir o Australian War Memorial.

Anzac Biscuit

Durante a Primeira Guerra Mundial, as famílias dos soldados Anzac enviavam alimentos para reforçar na dieta. Porém, com o tempo de viagem dos alimentos e falta de refrigeração dos alimentos, foi necessário desenvolver algo mais “resistente”.

Assim, surgiram os biscoitos Anzac. Com ingredientes nutritivos e simples como aveia, açúcar, farinha de trigo, côco ralado, manteiga, golden syrup (um tipo de xarope açucarado), bicarbonato e água; o biscoito dos soldados serviu como um mantimento essencial.

Anzac Biscuits

Hoje, durante as celebrações do Anzac Day na Austrália, é comum encontrar esses biscoitos. Remetendo à infância de muitos, os biscoitinhos crocantes são uma delícia!

Anzac Day: a flor de papoula

Talvez o símbolo mais conhecido do Anzac Day sejam as papoulas. Do inglês, poppies, ou flanders poppy, as flores são colocadas em memorias de guerra e no túmulo daqueles que voltaram vivos ao país após a Guerra.

Normalmente, as flores utilizadas para homenagear não são flores “naturais”, e sim representações feitas com papeis ou tecido. Sempre vermelha, representando o sangue derramado nos campos de batalha.

Seja no Anzac Day ou no Memorial Day em novembro, você poderá ver essas flores colorindo a Austrália e Nova Zelândia. E apesar de remeter um momento de tristeza, é um cenário belíssimo de presenciar!

Postagens que você também pode gostar de ver:

Como morar na Austrália em 2022: conheça a melhor forma de imigrar
Morar na Austrália: 5 curiosidades que você precisa conhecer (Parte 1)
Como trabalhar na Austrália em 2022: profissões em alta no país

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Austrália Notícias Tudo sobre intercâmbio Vistos e documentações

Imigrar para a Austrália em 2022: novas regras de entrada no país

Austrália abre fronteiras para Brasileiros

Em dezembro de 2021 o país iniciou o processo de abertura das fronteiras para estrangeiros, incluindo brasileiros. As novas regras para imigrar para a Austrália permitem que migrantes com (no mínimo!) as duas doses da vacina para COVID-19 adentrem a Austrália enquanto estudantes e profissionais qualificados.

Sidney, Austrália – Abertura das fronteiras para Brasileiros

Você verá nesta postagem:

  1. Austrália abre fronteiras para Brasileiros
  2. O que brasileiros precisam para entrar na Austrália em 2022
  3. Por que os brasileiros amam a Austrália?

O que você precisa pra imigrar para a Austrália em 2022

Para entrar na Austrália, brasileiros e os demais migrantes devem:

  • Estar totalmente vacinados com uma vacina aprovada pela Administração de Produtos Terapêuticos da Austrália;
  • Possuir um visto válido (de estudante internacional, profissional qualificado, refúgio, humanitário, temporário e vistos de família provisórios);
  • Fornecer comprovação de vacinação;
  • Apresentar teste de COVID-19 (PCR-TR) negativo realizado dentro de 3 dias antes de embarcar em direção a Austrália;
  • No caso de estudantes internacionais, será necessária a realização da quarentena ao chegar na Austrália.
Roadtrip na Austrália

Vacinas aprovadas pela TGA

A Administração de Produtos Terapêuticos na Austrália está responsável por regular as vacinas aceitas (ou não) para ingresso no país. Dá uma olhada na lista a seguir:

  • AusVaxSafety
  • Pfizer
  • Spikevax (Moderna)
  • AstraZeneca
  • Janssen
  • Coronavac (Sinovac)

Por que os brasileiros amam a Austrália?

Países da Oceania, como a Austrália e Nova Zelândia são queridinhos dos brasileiros na hora de migrar. E grande parte disso é devido as políticas de imigração, qualidade de vida e clima.

Hoje separamos 3 motivos que vão te fazer preparar as malas para desvendar as maravilhas da Austrália, se liga:

Clima tropical e paisagens estonteantes

Ao pensar na Austrália é comum que a imagem de um canguru ou da Opera House de Sidney venha a mente. Mas o país vai muito além disso. Com praias disputadas por surfistas e banhistas do mundo inteiro – e um clima tropical maravilhoso – a Austrália pode ser a pedida para quem busca uma melhor qualidade de vida sem perder uma boa praia.

No filme Um verão para toda a vida, podemos ver as belas paisagens da Austrália enquanto acompanhamos o drama de 4 adolescentes orfãos – contando com o Daniel Radcliffe, o ator de Harry Potter! Vale a pena conferir e descobrir mais sobre as belezas do local.

Trabalhe para viver bem – e não o contrário!

Além de uma política de imigração mais flexível – do que o Canadá, por exemplo – a Austrália facilita a tirada do visto de trabalho para estudantes em cursos de duração de mais de 14 semanas, permitindo que você trabalhe até 40 horas quinzenais durante do período letivo.

Outro visto de trabalho é o Working Holiday Visa que dá a intercâmbistas a oportunidade de fazer uma troca cultural e profissional no país. Esse visto tem a validade de 12 meses permite trabalhar em período integral – porém, com um adendo: apenas 6 meses por empregador.

Ah, e se ainda não se convenceu: o salário na Austrália é um dos maiores do mundo, chegando a AUS$ 18,29 a hora trabalhada. Em algumas áreas é possível receber ainda mais.

O estilo de vida australiano

A receptividade dos australianos e a qualidade de vida no país são grandes pontos a levar em consideração na hora de viajar. A Austrália é povoada por pessoas do mundo inteiro, cada uma com uma história diferente vivendo em harmonia.

O país ainda está entre os 10 países mais seguros do mundo segundo a U.S. News & World Report, ficando atrás de locais como a Nova Zelândia, Canadá e Suíça.

Curtiu o conteúdo? Fica mais um pouco e não deixe de conferir nossas redes sociais para estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Canadá Dicas de viagem Irlanda Tudo sobre intercâmbio

9 melhores países para imigrar em 2022

Fala, galera! Tudo certinho? Aqui vai mais um post pra te ajudar a escolher seu próximo destino. Separamos os 9 melhores países para imigrar – e no final vamos te contar qual a melhor forma de entrar nestes destinos! Bora lá?

Você verá neste post:

  • Melhores países para imigrar em 2022
  • Qual o caminho mais fácil para imigrar

Melhores países para imigrar em 2022

Cada vez mais brasileiros tem saído do Brasil em busca de uma melhor qualidade de vida.

Segundo um artigo da CNN o número de brasileiros no exterior ultrapassou 4 milhões – ou seja, temos mais pessoas no exterior do que no Espírito Santo, dá pra acreditar?

Pensando nisso, hoje trouxemos os melhores países imigrar – principalmente para quem deseja estudar e trabalhar – assim você já pode ir se preparando para o intercâmbio!

Usamos como parâmetro de comparação os seguintes critérios:

  • Empregabilidade
  • Qualidade de vida
  • Salário mínimo (em relação ao custo de vida)
  • Facilidade de entrada no país

Preparado para conhecer o país dos seus sonhos?

1. Canadá

O Canadá é um país acima da média quando o assunto é bem-estar e segurança da população.

Com paisagens naturais bem preservadas, educação inovadora e de alta qualidade, – principalmente nas áreas de tecnologia – o Canadá conta com cinco universidades entre as 100 melhores do mundo de acordo com a Times Higher Education de 2019. Não é atoa que o Canadá é um dos destinos favoritos de pessoas do mundo inteiro, né?

Desde dezembro de 2021 foi estabelecido um novo salário mínimo no Canadá de CAD$15,00 por hora. Para um estudante que trabalha meio período, o valor acima resulta numa receita média de 300,00 dólares canadenses por semana – que bate perfeitamente com o custo de vida atual no país.

2. Nova Zelândia

Para quem busca qualidade de vida e paisagens deslumbrantes, a Nova Zelândia é um paraíso em terra firme.

As duas ilhas no oceano Pacífico abrigam belíssimas praias e montanhas, cenários ideias para quem curte esportes radicais, trilhas e trabalhos de campo!

Morar na Nova Zelândia é como viajar o mundo.

A Nova Zelândia tem uma das taxas de criminalidade mais baixas do mundo, universidades de alto nível e uma população amigável e receptiva, servindo de destino principal para estrangeiros do mundo inteiro, em especial da Ásia.

Se você fala inglês ou quer aprimorar seus conhecimentos na língua inglesa sem abrir mão de uma prainha, a Nova Zelândia é o seu destino!

Veja também:

Montreal Canadá: conheça a maior cidade de Quebec

Morar na Austrália é viver em um dos melhores países do mundo

3. Austrália

Com vinte Patrimônios Mundiais da UNESCO, a Austrália tem muito a ser explorado.

O país de dimensões continentais ocupa o quinto lugar no ranking da Numbeo, competindo pelo primeiro lugar em qualidade de vida, poder de compra, segurança, saúde e custo de vida com países como Dinamarca e Finlândia.

É referência nas áreas de Meio Ambiente e Conservação, e frequentemente a Austrália abre vagas para a entrada de mão de obra qualificada em cidades que estão com grande demanda. E pode ir sem medo, viu? Apesar de a Austrália ser conhecida pelos seus animais exóticos, quem vai morar lá não se arrepende.

4. Alemanha

A Alemanha oferece estabilidade e estrutura para seus moradores, pontos importantíssimos na hora de escolher entre tantos países para imigrar!

Com oito universidades entre as 150 melhores do mundo, a Alemanha é um paraíso para estudantes do mundo inteiro.

A Alemanha oferta cursos de graduação e pós-graduação em suas instituições públicas.

5. Irlanda

A Irlanda é de longe um dos países para imigrar mais buscados por brasileiros que buscam mudar de vida.

Com um mercado de trabalho com grande demanda, a Irlanda está de portas abertas para estrangeiros.

Para estudar e trabalhar no país basta se organizar direitinho. E se você ainda não domina o inglês, nem precisa se estressar! Dá pra estudar o idioma e ainda trabalhar meio período no país.

Gostou da ideia? Comece a planejar seu intercâmbio com a gente clicando aqui. Já consegue se imaginar recebendo em euro e viajando pela Europa, né?

More em Berlim: tudo sobre uma das cidades mais divertidas do mundo

Vantagens e desvantagens de fazer o intercâmbio em Dublin

6. Holanda

Morar na Holanda é uma experiência única. De todos os países para imigrar que foram citados aqui a Holanda é encantadora pela belíssima paisagem urbana e suas noites inesquecíveis.

Se você busca um lugar seguro, com boas condições de trabalho e qualidade de vida, sem deixar de lado a badalação das cidades grandes, a Holanda pode ser o destino perfeito para você.

Suas cidades são conhecidas por ruas cheias de bicicletas e flores, e também pela postura progressista em relação a comunidade LGBTQI+ e pautas como legalização do aborto e maconha, tornando-o dos melhores países para imigrar.

As universidades holandesas são referência mundial com sua didática que utilizada o método “problem-based-learning” em que o aluno é estimulado a resolver problemas com o objetivo de aprender.

E apesar de o idioma principal do país ser o holandês, é possível estudar inglês em cursos excelentes como British Language Training Center e o UVA Center.

7. Espanha

O espanhol é a quarta língua mais falada no mundo, e é considerada a segunda língua internacional mais importante, atrás somente do inglês.

Para quem deseja aprimorar o espanhol ou morar em um país europeu ensolarado e com excelentes faculdades, a Espanha é um excelente país para imigrar!

Os espanhóis são pessoas simpáticas e acolhedoras, e contam com um excelente sistema de saúde e educação no país.

Localizada na Europa, a Espanha ainda permite fácil acesso a outros países do continente, e com um bônus: brasileiros que residem no país podem adquirir a Cidadania Espanhola após 2 anos de moradia contínua na Espanha. É isso mesmo: você com cidadania europeia com apenas dois anos!

8. Uruguai

Sim, é possível viver bem na América Latina em 2022! E o Uruguai é o melhor país em qualidade de vida, segurança e economia do nosso continente.

A moeda principal do Uruguai é o dólar americano – além do peso uruguaio.

Além da alta qualidade de vida, um grande ponto forte do país é a facilidade de entrada de brasileiros, que não precisam de visto para residir no Uruguai – graças ao acordo entre as Repúblicas.

O ensino também não deixa a desejar, sendo o sistema público e universal. A Universidade ORT do Uruguai está entre as melhores do mundo segundo o ranking da THE.

E como consequência, a taxa de desemprego no país está bem equilibrada: cerca de 10% – no Brasil essa mesma taxa ultrapassa 13% – e o mercado de trabalho promete para 2022!

9. Malta

Malta é um paraíso na Europa localizado entre o sul da Sicília, na Itália, e o nordeste da Tunísia.

O arquipélago situado no Mar Mediterrâneo tem o maltês e o inglês como línguas principais e é um destino interessante para quem deseja imigrar ou fazer um intercâmbio.

O país ainda permite que estudantes estrangeiros trabalhem no país em cursos de mais de 3 meses de duração. Você pode conferir mais benefícios sobre morar em Malta aqui.

Qual o caminho mais fácil para imigrar

Existem diversas formas de imigrar para os países acima, porém a maneira mais efetiva de conseguir um visto para residir é através de um intercâmbio de estudo e trabalho.

Se você pensa em fazer uma graduação, pós ou até mesmo cursos profissionalizantes ou de idiomas, o intercâmbio é o melhor momento para isso.

Além de facilitar o processo de entrada no país, o visto de estudante facilita o ingresso no mercado de trabalho desses países – seja em estágios ou trabalhos de meio-período.

Por que você deveria estar fazendo um intercâmbio na Holanda

Como é morar em Barcelona: Descubra a Espanha 

Malta: Conheça a história e vida noturna [VÍDEO]

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Austrália Estude e trabalhe no exterior Tudo sobre intercâmbio

Como morar na Austrália em 2022: estude e trabalhe no país

Quer imigrar para a Austrália mas não sabe por onde começar? Então você veio ao lugar certo! Neste você vai saber tudo sobre como imigrar para a Austrália da melhor forma.

O ensino superior na Austrália

Pode ser que você esteja se perguntando: “Ué, o que o ensino superior da Austrália tem a ver com a imigração?”. Bom, a primeira coisa que posso lhe responder é: estudar no país é sua porta de entrada para a Austrália.

O ensino superior é a última fase educacional da Austrália, onde estudantes nativos e estrangeiros, concluem o seu ciclo educacional dentro do AQF.

O ensino superior na Austrália se divide entre:

  • Bacharelado
  • Mestrado
  • Doutorado

Após a conclusão desse ciclo, é importante que o aluno tenha uma experiência dentro do mercado de trabalho australiano. Pensando nisso, o governo australiano permite que o estudante estrangeiro graduado tenha um período de experiência após a conclusão do seu ensino superior.

imigrar para a Austrália

Como ficar por mais tempo na Austrália depois da graduação

Na Austrália, após a graduação do aluno em qualquer modalidade do ensino superior, existe a possibilidade da emissão de um visto específico, que permite a estadia do aluno por mais tempo na Austrália, sendo esse visto o PSW, ou Post-Study Work Stream.

Como funciona o Post-Study Work Stream

Após a conclusão do curso, o aluno pode solicitar a emissão deste visto, que permite:

  • Ficar na Austrália por pelo menos 2 anos, indo até 4 anos como limite.
  • Viajar, trabalhar ou estudar na Austrália durante a validade do visto.

Essa variação de tempo limite acontece de acordo com o nível de graduação que você atingiu. Confira abaixo:

  • Bacharelado (com honras): 2 anos
  • Mestrado: 2 anos
  • Mestrado com pesquisa: 3 anos
  • Doutorado: 4 anos

Caso você queira ficar por mais tempo na Austrália, existe a possibilidade de conseguir um segundo Post Study-Work, mas para isso, é preciso que você more, trabalhe e/ou estude em uma área regional enquanto estiver desfrutando do seu primeiro visto de Post Study-Work.

imigrar para a Austrália

O segundo visto de Post Study-Work

Para tirar este visto é necessário que você cumpra com o requisito principal, que se resume a morar e estudar em uma área regional da Austrália. Assim como no primeiro visto, o tempo de duração pode variar, confira:

  • Estudou e morou em uma área de categoria 2 – 1 ano
  • Estudou e morou em uma área de categoria 3 – 2 anos

Lembre-se: independente de qualquer um dos vistos citados acima, o governo australiano não fornece trabalho diretamente para quem aplica para estes vistos, fazendo com que o aluno tome as suas próprias decisões no mercado de trabalho do país.

Como viver viajando: 10 ideias para trabalhar enquanto viaja

SkillSelect: more na Austrália enquanto profissional qualificado

Existem vários meios de se conseguir a residência permanente na Austrália, sendo uma das mais famosas o SkillSelect.

O SkillSelect é um programa de imigração australiano que funciona como uma ponte entre os trabalhadores internacionais qualificados e os empregadores australianos, sendo um facilitador de ingresso no mercado de trabalho e também de imigração.

Como funciona o SkillSelect:

1 – Os candidatos preenchem campos importantes no SkillSelect, por meio do DHA – Department of Home Affairs, de forma inteiramente online.

2 – Execução de um teste de habilidade que avalia habilidades, conhecimento da língua e escolaridade.

3 – Após o teste, o candidato seleciona uma categoria de visto para que possa fazer uma Expression of Interest (EOI), que basicamente, é uma expressão de interesse sobre os seus objetivos.

4 – Estando registrado no sistema, o candidato estará disponível para a escolha de empregadores australianos, que podem convidá-los para que se tornem os seus patrocinadores de visto no país.

5  – Terminada esta fase, o candidato solicita o visto.

6 – Com a solicitação aceita, o candidato receberá o visto e poderá morar e trabalhar na Austrália.

Os vistos mais importantes que você pode adquirir com o SkillSelect

Visto independente qualificado (subclasse 189)

Este visto de residente permanente para trabalhadores qualificados. Não querer patrocínio do empregador ou da família. Mesmo assim, você pode se inscrever, contanto que atenda os seguintes requisitos:

  • Ser nomeado em uma ocupação que esteja na lista de ocupações qualificadas relevantes
  • Ter obtido uma avaliação de habilidades adequada para essa ocupação
  • Ainda não completou 50 anos.
  • Alcançou a pontuação especificada em sua carta-convite com base nos fatores do teste de pontuação
  • Seja pelo menos um inglês competente

Visto nomeado qualificado (subclasse 190)

Sendo um visto de residente permanente para trabalhadores qualificados, este visto exige nomeação de um governo estadual ou territorial, assim como os requisitos:

  • Ser nomeado em uma ocupação que esteja na lista de ocupações qualificadas relevantes
  • Ter obtido uma avaliação de habilidades adequada para essa ocupação
  • Ainda não completou 50 anos
  • Alcançou a pontuação especificada em sua carta-convite com base nos fatores do teste de pontuação
  • Seja pelo menos um inglês competente
  • Foram indicados por uma agência governamental de um estado ou território australiano

Esquema de nomeação de empregador (subclasse 186)

Visto de residência permanente para trabalhadores qualificados. Os requisitos são:

  • Foram indicados por um empregador australiano aprovado
  • Têm menos de 50 anos de idade, a menos que você esteja isento
  • Atenda aos requisitos de habilidades, qualificações e idioma inglês, a menos que você esteja isento
  • Inscreva-se no stream para o qual você foi indicado (o stream de Transição de Residência Temporária, o stream de Entrada Direta ou o stream de Contrato)

Visto de Esquema de Migração Patrocinada Regional (subclasse 187)

Sendo um visto de migração para trabalhadores qualificados, você deve trabalhar na região da Austrália, assim como os seguintes requisitos:

  • Foram indicados por um empregador australiano aprovado para um emprego na Austrália regional (a Austrália regional não inclui Gold Coast, Brisbane, Newcastle, Sydney, Wollongong ou Melbourne)
  • Têm menos de 50 anos de idade, a menos que você esteja isento
  • Atenda aos requisitos de habilidades, qualificações e idioma inglês, a menos que você esteja isento
  • Inscreva-se no stream para o qual você foi indicado (o stream de Transição de Residência Temporária, o stream de Entrada Direta ou o stream de Contrato)

Para que você se torne um candidato diferenciado no SkillSelect, é importante que você tenha um diploma australiano de ensino superior, o que prova que você já tem uma experiência educacional no país, assim como a sua vontade de evoluir e também o seu nível de inglês, itens essenciais para o seu convite de visto para residência permanente.

Você também pode gostar de conferir:
Intercâmbio ou curso de inglês: como atingir a fluência mais rápido 
Estudar Fora: checklist com 10 itens pra estar em dia antes de estudar no exterior
SISU 2022: use sua nota do ENEM para estudar fora do Brasil

Curtiu o conteúdo? Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Austrália Estude e trabalhe no exterior Graduação e Pós no Exterior Vistos e documentações

Estudar na Austrália: conheça o AQF, sistema de qualificação australiano

O AQF é uma dos sistemas de qualificação mais importantes do mundo, principalmente para quem deseja estudar na Austrália a longo prazo, sendo muito importante que você saiba tudo sobre o assunto antes de arrumar as suas malas. Por isso, elaboramos este post completo para que você saiba tudo sobre o AQF. Bora lá?

O que é o AQF?

Criado em 1995, o Australian Qualifications Framework é a política de qualificações regulamentadas no sistema de educação australiano, que tem vários objetivos específicos, influenciando diretamente na experiência do aluno dentro do sistema de ensino da Austrália. 

Dentre alguns dos objetivos do AQF, estão:

  1. Acomodar a diversidade de propósitos da educação e treinamentos australianos
  2. Contribuir para o desempenho econômico nacional
  3. Sincronizar o funcionamento do AQF com outros quadros internacionais de qualificações, como o EQF.

Mesmo com objetivos claros e diretos, o AQF costuma levantar algumas dúvidas sobre como ele funciona e o que ele representa, por isso, é importante que você saiba que segundo o próprio governo, o AQF NÃO é:

  • Um provedor de educação ou uma instituição educacional;
  • Fornecedor de avaliações ou reconhecimento das qualificações no exterior;
  • Armazenamento de registro individual do estudante;
  • Regulador do setor educacional com poderes de fiscalização;
  • Não tem conhecimento especializado de ocupações ou setores específicos;
  • Ele não lida com o licenciamento, registro ou acreditação para negócios ou profissões;
  • E não pode fornecer conselhos sobre prêmios ou acordos de emprego e salários;
  • Uma autoridade para questões de imigração ou vistos;
  • Não pode fornecer orientação sobre carreira ou curso específico.

O AQF funciona basicamente como um sistema dividido entre 10 níveis, onde a cada nível, o aluno adquire um diferente tipo de certificado, diploma ou graduação. Assim, facilita o entendimento do aluno e também do mercado sobre em qual nível do ensino superior ele se encontra atualmente.

AQF: Australia Qualification Framework
níveis do AQF

Os níveis do AQF

Os níveis do AQF são o que fazem deste sistema tão importante e funcional, pois é a partir do entendimento deles que o aluno consegue avançar no sistema de ensino superior da Austrália, sendo o nível 1 mais baixo, e o 10, mais alto.

Abaixo, entenda melhor sobre cada nível:

Nível 1 – Certificado 1

Este certificado introdutório gradua o aluno com conhecimentos de trabalho inicial e básico, não exigindo um conhecimento prévio daquela função.

Habilidades

Os alunos graduados neste nível terão habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação para:

  • Realizar atividades de rotina definidas
  • Identificar e relatar questões e problemas simples

Nível 2 – Certificate 2

Assim como o certificado de introdução, neste nível o aluno ainda irá exercer uma atividade inicial e básica, mas com utilização de ferramentas específicas.

Habilidades:

Neste nível, os graduados terão habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação para aplicação de métodos, ferramentas, materiais e informações para:

  • Realizar atividades definidas
  • Fornecer soluções para uma gama limitada de problemas previsíveis

Nível 3 – Certificate 3

Diferente dos certificados anteriores, os graduados deste nível terão conhecimentos teóricos, se diferenciando das atividades mais diretas e repetitivas.

Habilidades:

Neste nível, os graduados terão habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação para aplicação de métodos, ferramentas, materiais e informações, recebendo conhecimentos e habilidades para demonstrar autonomia e julgamento, junto com responsabilidade limitada para:

  • Atividades de rotinas completas
  • Fornecer e transmitir soluções para problemas previsíveis e eventualmente imprevisíveis

Nível 4 – Certificate 4 

Sendo uma evolução do certificado 3, nesta etapa o graduado também terá conhecimento teórico e prática, mas com aptidão para trabalho especializado.

Habilidades:

Neste nível, os graduados terão habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação para aplicação de métodos, ferramentas, materiais e informações, recebendo conhecimentos e habilidades para demonstrar autonomia e julgamento, junto com responsabilidade limitada em parâmetros estabelecidos para:

  • Completar atividades rotineiras e não rotineiras
  • Fornecer e transmitir soluções para uma variedade de problemas previsíveis e às vezes imprevisíveis

Nível 5 – Diploma

Neste nível, os graduados terão nível de conhecimento especializado e habilidades para trabalho qualificado praticado ou de instrução para outras pessoas.

Habilidades:

Contando com um conhecimento técnico e teórico em uma área específica ou ampla área de trabalho, estes graduados terão habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação para que possam exercer um julgamento dentro de parâmetros amplos, mas com limites, para que possam:

  • Analisar informações para completar uma série de atividades
  • Fornecer e transmitir soluções para problemas que podem ser eventualmente complexos
  • Transmitir informações e habilidades para outras pessoas

Nível 6 – Advanced Diploma, Associate Degree

Os graduados deste nível já contam com um grande conhecimento e habilidades para trabalho de instrução com alto nível de qualificação para outras pessoas.

Habilidades:

Os graduados neste nível terão um amplo leque de habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação para selecionar e aplicar métodos dentro da tecnologia para:

  • Analisar informações para completar uma série de atividades
  • Interpretar e transmitir soluções para problemas imprevisíveis e eventualmente complexos
  • Transmitir informações e habilidades para outras pessoas

Nível 7 – Bachelor Degree

Dentro de uma universidade, é onde começam as graduações, como o bacharelado. Neste nível o graduado terá um grande leque de conhecimentos, assim como a coerência para o trabalho profissional.

Habilidades:

Neste nível os graduados têm habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação bem desenvolvidas para selecionar e aplicar métodos para:

  • Analisar e avaliar as informações para concluir uma série de atividades
  • Analisar, gerar e transmitir soluções para problemas imprevisíveis e eventualmente complexos
  • Transmissão de conhecimentos, habilidades e idéias para outras pessoas

Como morar na Austrália em 2022: conheça a melhor forma de imigrar

Nível 8 – Bachelor Honours Degree, Graduate Certificate e Graduate Diploma

Neste nível, o aluno graduado terá conhecimentos e habilidades avançadas para trabalho profissional de alta qualidade.

Habilidades:

Com habilidades cognitivas, técnicas e de comunicação avançadas para aplicar métodos e até mesmo tecnologias, estes graduados conseguem:

  • Analisar criticamente, avaliar e transformar informações para completar uma série de atividades
  • Analisar, gerar e transmitir soluções para problemas complexos
  • Transmitir conhecimentos, habilidades e ideias para outras pessoas.

Nível 9 – Masters Degree

No mestrado, os alunos têm conhecimento especializado e habilidades para pesquisa e prática profissional.

Habilidades:

Neste nível, os graduados terão habilidades técnicas e cognitivas especializadas em uma área de conhecimento ou prática, para que possa executar as seguintes atividades de forma independente:

  • Analisar criticamente, refletir e sintetizar informações, problemas, conceitos e teorias complexas
  • Pesquisar e aplicar teorias estabelecidas a um corpo de conhecimento ou prática
  • Interpretar e transmitir conhecimentos, habilidades e ideias para públicos especializados e também não especializados

Nível 10 – Doctoral Degree

O doutorado é o mais alto nível do AQF, onde os alunos terão compreensão sistemática e crítica de um campo complexo de aprendizagem e cultivo de habilidades de pesquisa especializadas para o avanço da aprendizagem e práticas profissionais de forma geral.

Habilidades:

Os graduados neste nível serão especialistas, com habilidades cognitivas especializadas, técnicas e de pesquisa em uma área disciplinar para que possa utilizar as seguintes atividades de forma independente e sistemática:

  • Envolver-se na reflexão crítica, síntese e avaliação
  • Desenvolver, adaptar e implementar metodologias de pesquisa para estender e redefinir o conhecimento existente ou até mesmo nas práticas profissionais.
  • Disseminar e promover novos insights para colegas de trabalho e também da comunidade em geral
  • Gerar conhecimento e compreensão para que possa contribuir para uma disciplina ou área de prática profissional.

A importância do AQF para o mercado de trabalho

Qualificar os estudantes é importante, mas ainda mais importante, é fazer com que esses estudantes qualificados sejam reconhecidos pelo mercado de trabalho australiano, sendo esse um dos objetivos do AQF.

Na Austrália, as qualificações são vistas como coisa séria. Em um estudo recente, feito pelo National Centre for Vocational Education Research, foi descoberto que cerca de metade dos 359 empregadores pesquisados usaram as qualificações como requisito para admissão, podendo classificar ou até mesmo desqualificar candidatos. 

AQF: Mercado de trabalho

Os resultados indicaram que as qualificações são incorporadas nas decisões de recrutamento dos empregadores, principalmente em relação as qualificações de educação e treinamento vocacional (VET), que pode ser evoluída e melhorada ao longo dos anos, facilitando o ingresso no mercado de trabalho de quem se qualifica dentro do AQF. Assim, claro, como o progresso do mercado de trabalho australiano.

Postagens que podem te interessar:
Como morar na Austrália em 2022: estude e trabalhe no país
Como trabalhar na Austrália em 2022: profissões em alta no país

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Curiosidades Estude e trabalhe no exterior Tudo sobre intercâmbio

Intercâmbio de estudo e trabalho em 2022

Fala, galera! Existem vários tipos de intercâmbio para todos os gostos e bolsos, mas o intercâmbio de estudo e trabalho é um queridinho ao redor do mundo.

Isto porque ao ganhar experiência no mercado de trabalho estrangeiro, você consegue se manter melhor fora do Brasil e aumentar suas conexões com outras pessoas. Além disso, já estando no mercado de trabalho suas chances de conseguir um visto permanente do país aumenta.

Veja abaixo tudo sobre este tipo de intercâmbio e comece a se organizar pra sua viagem.

Você verá nesta postagem:

  1. Intercâmbio de estudo e trabalho: vantagens e desvantagens
  2. Trabalhar no exterior: quais países aceitam brasileiros?
  3. Como fazer um intercâmbio de estudo e trabalho em 2022

Intercâmbio de estudo e trabalho: vantagens

Em diversos países ao redor do mundo é possível que um estudante de idiomas, ensino superior e cursos profissionalizantes trabalhe por meio período, para que consiga se manter e aproveitar melhor a experiência no país.

Estudar em outro país é uma experiência de abrir horizontes, dá uma olhada em algumas das vantagens:

  1. Oportunidades profissionais e networking internacional
  2. Desenvolvimento de Soft Skills e autoconhecimento
  3. Certificado internacional (seja do curso de idiomas, de graduação ou profissionalizante)
  4. Oportunidade de praticar o idioma em tempo integral
  5. Experiências culturais inéditas e inesquecíveis

Você deve estar se perguntando, existe alguma desvantagem nesse tipo de intercâmbio? Bom, isso vai depender da sua disponibilidade!

Para que um estudante internacional trabalhe no exterior, normalmente é necessário que seu curso no país tenha um tempo mínimo de duração, que pode variar por destino.

Em Malta, na Europa, o estudante pode trabalhar no país contratando um pacote com mais de 90 dias de curso. Porém, na Austrália esse tempo mínimo já cresce: no mínimo 14 semanas de curso.

Entrando em contato com nossos especialistas em intercâmbio você pode entender melhor os requisitos de seu destino dos sonhos. É só clicar aqui e deixar seu contato que falaremos com você!

Trabalhar no exterior: quais países aceitam brasileiros?

São inúmeros os países que permitem a entrada de brasileiros no mercado de trabalho durante o intercâmbio. Estão entre os queridinhos: Austrália, Canadá, Estados Unidos, Nova Zelândia e Malta.

Nesta postagem separamos os melhores países para um intercâmbio de estudo e trabalho, vale a pena conferir!

Intercâmbio ou curso de inglês: como atingir a fluência mais rápido | Prós e Contras

Como fazer um intercâmbio de estudo e trabalho em 2022

O primeiro passo para fazer seu intercâmbio é pesquisar e começar a se organizar. Abaixo, temos algumas postagens que vão te ajudar a se preparar:

Estudar fora: checklist com 10 itens pra estar em dia antes de estudar no exterior

Como funciona o Intercâmbio: tudo que você precisa saber pra se planejar

Como se planejar para seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel [Planilha de planejamento financeiro]

Agora, se você procura um intercâmbio de curta duração para curtir as férias ou algo do tipo, preparamos esta postagem com dicas exclusivas pra aproveitar.

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Austrália Estude e trabalhe no exterior Tudo sobre intercâmbio

Intercâmbio em Gold Coast: vale a pena?

Quer fazer intercâmbio em Gold Coast mas não sabe se a cidade vale a pena? Essa dúvida é normal, mas já deixo adiantado que você vai amar a cidade. Seja pelo clima, pelas atividades ou os pontos que você pode visitar, a cidade de Gold Coast é um verdadeiro destaque na Austrália.

Quer saber por que essa cidade é destaque dentro e fora da Austrália? Então leia este post até o final: 

A cidade de Gold Coast

Gold Coast é uma cidade que evoluiu muito ao longo dos anos, com diversos avanços econômicos e mudanças locais, fazendo com que ela se tornasse cada vez mais relevante não apenas dentro da Austrália, mas também para o mundo, já que os viajantes têm colocado os seus olhos na cidade como um ótimo point turístico e também educacional.

intercambio em gold coast

Abaixo, falamos um pouco sobre alguns elementos que podem fazer a cidade ser o ponto de virada na sua qualidade de vida enquanto estuda em um dos melhores points educacionais do mundo:

O clima na cidade é incrível

Essa, sem dúvida, pode não ser o item mais importante sobre Gold Coast, mas de fato, é aquilo que mais chama atenção para a cidade. O clima de Gold Coast é ótimo para quem deseja curtir uma praia sem se tornar um carvão ambulante, pois os seus verões são amenos, com picos de temperatura que raramente chegam a 30ºC.

Se você gosta de frio, mas não tanto, o inverno na cidade é perfeito para você, pois a temporada mais fria em Gold Coast é muito breve, chegando até 6ºC de diferença. Por isso, se você ama um clima agradável, em uma cidade que você possa ter uma grande variedade de programas Gold Coast é perfeita para você.

Gosta de praia? Faça um intercâmbio em Gold Coast!

O clima está como primeiro item pelo simples fato de que para fazer um intercâmbio em Gold Coast, você precisa entender como a cidade funciona, e sem estas condições climáticas, a vida nessa cidade incrível seria totalmente diferente. Mas agora que você já sabe tudo sobre o clima, é hora de saber como essa cidade incrível funciona.

intercambio em gold coast

Por conta do seu verão com ótimas temperaturas, os australianos residentes de Gold Coast procuram estar sempre ao ar livre, praticando esportes (um item que será muito importante mais abaixo), fazendo piqueniques ou até mesmo curtindo as praias, que costumam ser as grandes estrelas da cidade por conta das suas paisagens incríveis e variedade de diversão.

O transporte público

Para que você possa estudar em uma cidade, você precisa se locomover da melhor forma possível, assim como o seu trabalho também sofrerá com as consequências do transporte público local. Em Gold Coast, o transporte público é incrível, com uma ótima variedade de possibilidades, para que você saia de um local ao outro com segurança e pontualidade.

bonde em gold coast
Foto: Week and Notes

Fazendo um intercâmbio em Gold Coast, você terá acesso aos ônibus, bondes e trens. Os serviços funcionam dia e noite para que você possa ir até mesmo à Brisbane, uma ótima cidade para se conhecer. Além disso, você pode economizar em até 50% nas suas viagens por ser estudante, basta solicitar a sua concessão no cartão GO.

Os esportes radicais

O intercâmbio em Gold Coast chama muita atenção por suas praias, clima, turismo e educação superior em alto nível, mas sem dúvida, os esportes radicais fazem parte do status que a cidade vem construindo ao longo dos anos.

surfista em gold coast

As praias não são apenas um cartão postal muito famoso da cidade, ou da Austrália, elas também são uma grande fonte de diversão para quem curte praticar ou observar a pratica do surf, que tem se tornado cada vez mais frequente na região.

Dentre os esportes e atividades que você pode fazer na cidade, estão: skate, surf, tirolesa, laser tag, kart, escalada, skydive, skydive em local controlado e muito mais!

Alta taxa de empregabilidade

Mesmo sendo uma cidade menor do que Melbourne, por exemplo, Gold Coast tem uma alta taxa de empregabilidade, principalmente entre os estrangeiros, pois atualmente, a cidade ocupa o título de “área regional”, assim como outras cidades. Por exemplo: Adelaide e Canberra.

“Mas o que isso muda para mim?”

Com uma graduação em Gold Coast, é possível trabalhar até quatro anos após a sua graduação na cidade. Porém, com a cidade se tornando uma área regional, você pode aplicar para a Lista de Ocupação Regional, o que lhe permite trabalhar até cinco anos no país.

Além disso, o mercado de trabalho não apenas em Gold Coast, mas na Austrália como um todo é bem acessível, então é totalmente possível ingressar, inicialmente, com trabalho em lanchonetes, cafés e posteriormente evoluir a sua carreira no país.

Por que fazer um intercâmbio em Gold Coast?

Além de tudo que falamos acima, é importante ressaltar a importância da cidade de Gold Coast como um ótimo point educacional para estudantes estrangeiros, que além de conseguirem ter uma ótima experiência, acabam trabalhando no país e construindo uma vida com maior qualidade.

Em Gold Coast, é possível estudar em uma escola de idioma, fazer um curso técnico, profissionalizante ou até mesmo adquirir um diploma de graduação em uma das universidades locais, que são conhecidas por estarem figurando nos melhores rankings mundiais.

Como exemplo, temos a universidade Griffith, que em 2020, ocupava o 30º lugar no ranking mundial da Young University.

Com isso, você tem diversos meios de crescer internacionalmente dentro da cidade de Gold Coast, basta que você escolha o que melhor se encaixa com a sua realidade e objetivos.

Consegue imaginar? Estudar em uma cidade com alto nível educacional, com ótima qualidade de vida, praias, milhares de locais para se visitar e ainda ter a permissão para trabalhar, podendo aumentar a sua renda mensal?

Você não precisa mais imaginar, tudo começa pela escolha de um intercâmbio e nós temos o melhor caminho para realizar o seu sonho, fala com a gente!