Categories
Canadá Estude e trabalhe no exterior Estude um idioma fora do Brasil Graduação e Pós no Exterior

Colleges em Toronto: Conheça os melhores!

Fala galera! O seu sonho é fazer um college em Toronto no Canadá, mas não sabe aindaqual college escolher? Com toda qualidade educacional que o país pode oferecer ele se torna um dos favoritos dos brasileiros. Pensando nisso, no post de hoje estamos trazendo os melhores colleges em toronto para você escolher o seu!

Vamos levar em consideração, estrutura, satisfação dos alunos e execlência na qualidade de ensino como critérios.

Você verá nesse post:

  1. Humber College
  2. Seneca College
  3. Centennial College
  4. George Brown College

Existem muitas vantagens em fazer um colleges no canadá, principalmente em Toronto.

Alguns desses motivos são: Ensino prático de alta qualidade, segurança, cidades maravilhosas, e estudar entre as melhores faculdades do mundo.

Além é claro de ser uma cidade super receptiva com seus imigrantes, com muitas áreas de lazer, economia próspera e com muuuitas oportunidades de emprego.

Pensando nisso, separamos quatro colleges sensacionais em Toronto que você precisa conhecer e levar em consideração quando estiver escolhendo sua escola!

Colleges em Toronto: Humber College

Humber é um dos colleges em toronto de maior prestígio!

Um dos melhores colleges do Canadá, a Humber College fica em toronto e possui 3 campus na cidade.

Humber é o maior college público do Canadá. Além disso considerado líder global em ensino voltado para o aprendizado com foco no mercado de trabalho.

Para aqueles que sonham com aulas incríveis, de altíssima qualidade e muita opção de emprego pós a graduação, esse college é ideal para você.

Além disso, Humber tem sido líder em aprendizagem por mais de 50 anos, com vários cursos que oferecem semestra no exterior, estágios internacionais entre outras coisas.

Cursos oferecidos:

  • Graduate Certificate in Global Business Management
  • Diploma in Computer Programmer
  • Grad. Certificate in Supply Chain Management
  • Certificate in Human Resource Management
  • Graduate Certificate in Web Development
  • Graduate Certificate in Marketing Management
  • Bachelor of Commerce

Moderna e sustentável, a Humber College também é perfeita para quem se preocupa com o meio ambiente, pois a escola promove programas de consciência ecológica.

No mais ela também oferece uma estrutura impecável para o bem-estar dos alunos, com piscina, academia, day care para filhos de funcionários e alunos e uma biblioteca maravilhosa aberta por 24hrs.

E se isso não for o suficiente para te convencer, segundo o QS World Ranking a Humber está no top 200 mehores colleges canadenses, com um dos ensinos superiores com melhor qualidade. Mas com tudo isso para oferece, estranho se ela não fosse uma das melhores né?!

Colleges em Toronto: Seneca College

Seneca College oferece um ensino de altíssima qualidade e é um dos colleges em Toronto que está entre os favoritos dos estudantes!

Falando sobre outro college incrível na cidade de Toronto, a Seneca College é indispensável de ser mencionado.

Ela é a maior instituição educacional pós secundária do Canadá, são cerca de 22 mil estudantes de período integral em Toronto.

Por essas e outras, ela é um dos colleges mais renomados da província de Ontário.

Mas não caba por aí, Seneca oferece uma ampla gama de cursos para estudantes internacionais que são globalmente reconhecidos.

A instituição é tradicional e também oferece aos estudantes educação em tempo integral e parcial.

O College emprega vários tipos de ensino, palestras presenciais, aprendizagem online e vários programas relacionados com negócios, serviços financeiros e tecnologia. 

E para finalizar, sua estrutura é claro, conta com espaços tecnológicos e incriveis para seus estudantes, e tem até um laboratório de robótica super equipado e com as mais modernas impressoras 3D.

Cursos oferecidos:

  • Aviation.
  • Business.
  • Creative Arts, Animation & Design.
  • Education, Community & Social Services.
  • Engineering Technology.
  • Fashion & Esthetics.
  • Health & Wellness.
  • Hospitality & Tourism

Centennial College

Não dá para falar dos melhores colleges em Toronto sem falar do Centennial College!

Falar de colleges em Toronto, significa falar sobre a mais antiga faculdade pública de Ontário.

A Centennial College oferece muitos e muitos programas nas mais diversas áreas de conhecimento.

Cursos na área de comunicação, negócios, tecnologia da informação, saúde, e outros acabam encantando estudantes internacionais.

Não está satisfeito? Pois saiba que os estudantes da Centennial são expostos a oportunidades importantes para trabalhar em projetos de pesquisa por meio dos Serviços de Empreendedorismo, Inovação e Pesquisa Aplicada (ARIES).

Estes projetos são financiados por bolsas de estudo de pesquisa federais e provinciais, pelo investimento de parceiros da indústria e pela própria faculdade.

Isso oferece oportunidades indispensáveis para os estudantes! Não é a toa que o nível de satisfação dos estudantes da instituição é de 96%!

Abaixo estão alguns cursos oferecidos:

  • Diploma in Biotechnology
  • Bachelor of Information Technology (Computer and Communication Networks)
  • Diploma in Business Accounting
  • Diploma in Business
  • Advanced Diploma in Artificial Intelligence – Software Engineering Technology 
  • Graduate Certificate in Cyber Security

Por fim, a Centennial é um dos colleges em Toronto que também é conhecida por seu histórico de ensino exemplar, programação inovadora e extensa construção de parcerias.

Veja também:

Como estudar no Canadá: passo a passo para ingressar nas melhores universidades do mundo

Morar em Toronto: tudo que você precisa fazer antes de viajar

Melhores Colleges no Canadá em 2022: saiba o que é melhor pra você

Colleges em Toronto: George Brown College

George Brown College é um dos colleges em Toronto mais renomados!

George Brown College é o último, mas não menos importante dessa nossa lista. A instituição oferece uma variedade enorme de certificados, diplomas e programas de graudação e pós.

Atualmente, são mais de 31.000 estudantes integrais em George Brown, e esses estudantes vem de todos os lugares do mundo! Os estrangeiros fazem parte de 27% da população estudantil da Faculdade.

Mas não dá para falar sobre George Brown sem explicar o porquê ela é incrível, né? Pois bem, ela se encontra no topo das listas de melhores colleges na cidade.

A Faculdade também trabalha de várias formas para garantir que os seus estudantes alcancem carreiras ambiciosas, proporcionando o conhecimento e habilidades essenciais.

Por isso, a Brown tem vínculos com empresas grandes, internacionais e locais e entre os seus graduados, 84% são contratados em até seis meses após se formarem

No mais a instituição também ótimas oportunidades e experiência segundo seus estudantes.

Abaixo estão alguns cursos oferecidos:

  • Diploma in Hospitality Hotel Operations Management
  • Advanced Diploma in Dental Hygiene
  • Advanced Diploma in Business Administration Supply Chain and Operations Management
  • Graduate Certificate in Project Management
  • Diploma in Business Marketing
  • Diploma in Computer Systems Technician
  • Advanced Diploma in Business Administration Finance

É muito inspirador ver a quantidade de cursos que os colleges em Toronto oferecem para seus estudantes não é? Quem não sonha com uma educação de qualidade como essas?

Se você está agora mais que nunca com muita vontade de conhecer esse país sensacional, entra em contato com a gente para realizarmos o intercâmbio dos seus sonhos!

Curtiu o conteúdo sobre colleges em Toronto?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais e outros posts do blog para estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Canadá Estude e trabalhe no exterior Estude um idioma fora do Brasil Graduação e Pós no Exterior

Intercâmbio para o Canadá: 5 motivos para fazer!

Fala galera! No post de hoje vamos falar sobre o país do futuro. Trouxemos alguns motivos para você entender e saber o porquê do Canadá receber esse título e porque fazer intercâmbio para o país! Vem com a gente!

Você verá:

  • Qualidade de vida
  • Multiculturalismo
  • Mercado de trabalho aberto para estrangeiros
  • Excelente educação
  • Comunidades seguras e saudáveis

Qualidade de vida

Muito se fala sobre o Canadá, sobre seu povo receptivo, sua cultura esportiva viva e seu clima frio, contudo, o país pode oferecer muito além disso.

A qualidade de vida que o país pode oferecer para seus moradores é um dos vários motivos porque as pessoas fazem intercâmbio para o país.

Segundo o World Citizenship Report, o país se encontra no top 10 melhores do mundo.

Esse relatório é construído levando em consideração os seguintes fatores:

  • Proteção e segurança
  • Oportunidade de economia
  • Qualidade de vida
  • Mobilidade global
  • Liberdade Financeira.

Dentre as principais vantagens de fazer um intercâmbio para o Canadá está:

  • Segurança
  • Transporte público excelente
  • Educação

Multiculturalismo

Por causa da ótima vida que o país pode oferecer aos seus moradores e visitantes, o Canadá acaba recebendo pessoas de todos os lugares do mundo interessados em visitar ou morar.

Por esse motivo, o número de pessoas interessadas em fazer intercâmbio para o Canadá só aumenta.

No geral, são muitos latino-americanos e asiáticos que se mudam para o país anualmente.

Mas qual a vantagem do multiculturalismo canadense? As diversas etnias que vivem juntas acabam valorizando a variedade cultural do país, tornando-o um lugar ainda mais interessante e receptivo.

Em Quebéc, por exemplo, existem programas de integração dos imigrantes, onde os recém-chegados terão um assistente para acompanha-los e auxília-los nos seus primeiros momentos no país. Incrivel, né?!

Mercado de trabalho aberto para estrangeiros

O mercado de trabalho canadense está mais do q9ue aberto a receber profissionais qualificados de todos os lugares do mundo e o país oferece muitos programas para facilitar a imigração.

Isso auxilia a permanência no país pós estudo, pois uma vez que você vai fazer seu intercâmbio para o Canadá numa instituição de ensino superior você pode solicitar vistos que permitem trabalho.

Ademais, existem profissões no país que estão em alta demanda, aumentando a procura de profissionais qualificados para imigrar ao país, aqui está a lista dos trabalhos.

Excelente educação no seu intercâmbio para o CA

O sistema de educação canadense é um dos melhores do mundo. De acordo com QS Higher Education System Strengh Rankings o país fica em quinto lugar.

O ensino público do país também é excelente, cerca de 95% dos pais colocam seus filhos em escolas públicas no Canadá.

Isso acontece porque o país investe nas suas escolas e seus profissionais de educação. Além de facilitar a entrada de estudantes internacionais, esses fatores ajudam o país a ser a potência educacional que é.

Visando sempre a igualdade, o Canadá se prova mais e mais país do futuro e o país ideal para o seu intercâmbio.

Nesse mesmo tópico separamos aqui uma lista de universidades e instituições canadenses para você já escolher a sua escola de intercâmbio:

Segurança durante seu intercâmbio para o Canadá

Quando viajamos, para qualquer lugar do mundo, queremos nos assegurar de que estaremos seguros e mais uma vez o Canadá não deixa a desejar nesse quesito.

Segundo a Deep Knowledge Group o país se encontra no top 15 países mais seguros do mundo.

A taxa de crimes é extremamente baixa se comparado com países como EUA, por exemplo.

Por fim, separamos algumas províncias são mais seguras que outras, aqui está uma lista das cidades mais seguras do Canadá:

  • Ottawa
  • Regina
  • Vancouver
  • Saskatoon
  • Winnipeg
  • Toronto
  • Quebec

É praticamente impossível não querer fazer um intercâmbio para o Canadá depois de ler todas as vantagens de morar no país.

Ainda assim, se você achou pouco, podemos citar outros motivos, como por exemplo:

  • Clima diferente
  • Custo de vida mais acessível
  • É possível estudar e trabalhar
  • Diversidade
  • Duas línguas oficiais
  • Capacitação profissional e mais!

Ufa! Muitas vantagens em um post só, aposto que você deve estar ansioso para seu intercâmbio no Canadá.

Que tal dar o próximo passo para realizer seu sonho com uma equipe capacitada para te ajudar a ter sua melhor experiência de intercâmbio? Entre em contato com a gente!

Veja Também:

Vancouver: guia completo sobre a cidade

Conheça Montreal: 5 curiosidades sobre a cidade canadense

Viajar sozinha: 5 melhores destinos ao redor do mundo

Curtiu o conteúdo sobre porquê fazer intercâmbio para o Canadá?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais e outros posts do blog para estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Canadá Estude e trabalhe no exterior Europa Graduação e Pós no Exterior Vistos e documentações

Tipos de Vistos Pós-Estudo pelo mundo

Fala galera! Pensando especialmente em quem sonha em terminar os estudos no exterior e ir direto trabalhar e ganhar a vida lá fora, reunimos todas as informações sobre alguns dos tipos de vistos pós estudo ao redor do mundo, vamo nessa?!

O que você verá:

  • Tipos de visto pós estudo Austrália & Nova Zelândia
  • Vistos Pós Estudo EUA
  • Os Vistos Pós Estudo Canadá
  • Visto Pós Estudo Reino Unido

Tipos de vistos pós estudo Austrália & Nova Zelândia

Muitos brasileiros sonham em conquistar a vida no exterior, principalmente na Oceania, que é um continente que encanta seus visitantes pela excelente qualidade de vida.

Por iso, existem alguns tipos de vistos na Nova Zelândia e Austrália para estudantes internacionais que pretendem ficar no país afim de construir uma carreira.

O Post Study-Work Visa é um visto de trabalho pós estudo da Nova Zelândia. Esse visto permite que você passse um bom tempo ganhando experiência de trabalho após sua educação superior.

Você precisa ter terminado um curso superior do país para solicitar o visto e também é relevante saber quais profissões estão em alta demanda.

No site oficial do governo você pode ler mais sobre as informações sobre esse , outros tipos de vistos e mais.

Ainda sim, existem regras e exigências que precisam ser seguidas quando solicitar esse visto, que tem duração de até 3 anos dependendo da qualificação.

Aqui nesse post do blog, falamos um pouco mais sobre o PSW, ficou interessado? É só Clicar aqui!

Austrália

Para os que querem surfar e conhecer os cangurus, o visto 485 é uma ótima forma de trabalhar na Austrália após os estudos.

Esse visto é perfeito para aqueles estudantes internacionais que pretendem ganhar experiência de trabalho no exterior.

O visto 485 tem duas classsificações, sendo elas graduate work e o post-study work.

O primeiro é indicado para alunos que se formaram recentemente em algum curso superior, ou curso técnico de no mínimo dois anos. Com o Gradute Work você pode:

  • Trabalhar e permanecer no país por até 18 meses
  • Tem permissão para levar família

Além disso, o tempo de processamento desse visto é de, aproximadamente, 4 meses.

Não somente, a área de trabalho almejada tem que estar relacionada a uma ocupação em alta demanda na Austrália. Nesse link você pode ver quais as profissões.

O segundo é especifico para alunos que se formaram recentemente em uma instituição da AU e abaixo seguem alguns requisitos.

Requisitos

Os requisitos para conseguir o visto 485 são os mesmos para ambas as classificações, sendo elas:

  • Teste de proficiência em inglês;
  • Certificado de credenciamento da polícia australiana;
  • Sguero Súde;
  • Cerificado de qualificação;
  • Comprovante de estudo;
  • Atestado médico.

Vistos Pós Estudo EUA

Na terra de Tio Sam é possível que estudantes com visto F-1 façam o OPT e fiquem no país por mais um tempo trabalhando. Não entendeu? Calma, vamos te explicar.

O visto F-1 é o mais comum solicitado por estudantes internacionais, então se você deseja fazer um curso de inglês numa escola de idiomas, fazer uma graduação ou uma pós em uma universidade, esse é o visto que deve ser solicitado.

Caso você tenha esse visto e frequentou por, no mínimo, nove meses um curso americano então você pode solicitar o OPT.

O OPT é uma silga para designar o chamado “Optional Pratical Training” ou Treinamento Prático Opcional.

Ele seria uma permissão temporária de trabalho concedida a estudantes que estão no país sob o visto F-1.

Fizemos um post sobre o sistema de educação dos EUA e falamos sobre o OPT e como ele funciona, todas as nuances e detalhes para que você saiba de tudo! Legal né? É só clicar aqui para ler o post!

Requisitos necessários:

  • Se inscrever para até 12 meses de OPT para cada nível educacional (12 meses para o bacharelado e mais 12 meses para o mestrado);
  • O funcionário responsável de sua faculdade (Designated School Officer – DSO) deverá providenciar um novo Formulário I-20 para você, que demonstre a sua recomendação de emprego;
  • Você deve se inscrever online para receber uma autorização de trabalho. Preencha o Formulário I-765Application for Employment Authorization” pelo site U.S. Citizenship and Immigration Services (USCIS) e pague a taxa de inscrição;
  • Dê início ao treinamento apenas após o recebimento da sua autorização;
  • Se você ainda estiver em período de aulas acadêmicas, pode trabalhar apenas 20 horas semanais. Nas férias, são 40.

Ademais, é bom lembrar que o OPT só será concedido caso o treinamento esteja diretamente relacionado à área de estudo do aplicante.

Os tipos de Vistos Pós-Estudo Canadá

Oa graduados em instituições canadenses podem solicitar o PGWP (Post Graduation Work Permission), para colocar em prática as habilidades adquiridas durante a vida acadêmica.

Ele é um dos tipos de vistos de trabalho que o aluno tem direito ao final de um curso, que pode ser uma pós-graduação, um certificado, diploma, bacharel ou mestrado no país.

O PGWP dá permissão ao portador de trabalhar por um período de oito meses a três anos, variando conforme o tempo do curso estudado.

Quer uma informação valiosa sobre esse visto? Então saiba que você tem que aplicá-lo em até 180 dias após o recebimento do documento oficial de conclusão do curso e ele só pode ser solicitado uma vez na vida.

Continuando, a aplicação do visto pode ser feita online, diretamente no site oficial da Imigração Canadense ou pelos correios.

Documentação

Além dos formulários exigidos pela imigração, o aplicante deverá enviar:

  • Uma cópia do Passaporte completo, incluindo a página com o Visto Canadense;
  • Impressão da Permissão de Estudo Válida;
  • Cópia do Diploma/Certificado emitido pela instituição de ensino
  • Histórico do curso realizado na instituição de ensino canadense
  • Carta Oficial da Instituição de Ensino confirmando o término do programa.

No nosso blog temos outtos posts sobre imigração e trabalho no Canadá, além de posts sobre outros tipos de vistos, gostou? leia aqui!

Tipos de vistos Pós Estudo Reino Unido

Ainda falando sobre os tipos de vistos pós estudo ao redor do mundo, trouxemos por último o Post-Study Work Visa.

Ele permite que estudantes (com visto tier 4) possam trabalhar uma vez que concluirem os estudos no Reino Unido.

 As inscrições são feitas através do Ministério do Interior do governo do Reino Unido e os critérios para alunos internacionas são o seguinte:

  • Um diploma verificado de uma instituição de ensino superior reconhecida;
  • Um visto de estudante válido no momento da inscrição;
  • Fornecer a sua Confirmation of Acceptance for Studies (CAS) usada para o visto Tier 4;
  • Uma notificação da universidade de graduação ao UKVI certificando sua qualificação;
  • Nenhum visto anterior concedido sob a graduate route;
  • Se o seu curso durar menos de 12 meses, você precisará estar no Reino Unido antes da data de término dos estudos;
  • Você deve retornar ao Reino Unido antes do vencimento de seu visto de estudante Tier 4;
  • Os seu dependentes não estão inclusos nessa rota de imigração de após a graduação;
  • Documento de identidade, criminais e verificação de segurança;
  • Pagamento da taxa de inscrição.

Ao fazer uma inscrição você precisará pagar uma taxa de £ 700. Há também o custo adicional de £ 624 para a sobretaxa de saúde (health surcharge). Isso totalizará em £ 1.324.

No mais, é importante ter em mente os gastos da vida no Reino Unido, principalmente na Inglaterra que é o destino de muitos. Temos um texto completíssimo no blog aa respeito disso, se interessou? Dá uma lida!

Afinal, conquistar o mundo lá fora é o sonho de muitos, se você quer saber os melhores caminhos e se preparar com a melhor equipe, entre em contato com a gente!

Curtiu o conteúdo sobre tipos de vistos ao redor do mundo?
Fica mais um pouco! E não deixa de conferir nossas redes sociais e outros posts do blog para estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Veja também:

Países que não precisam de visto para brasileiros

Vistos para Austrália: Conheça os principais!

Como tirar seu Visto Americano em 2022

Categories
Estude e trabalhe no exterior Estude um idioma fora do Brasil Graduação e Pós no Exterior

Famosos que já fizeram community colleges!

Fala galera! Preparamos um post super interessante para vocês sobre famosos que já fizeram as conhecidas Community Colleges provando que seus estudos são super importantes não importa quem você seja! E aí preparado para ver essa lista? Vem com a gente.

O que são Community Colleges?

Bom, antes da gente te mostrar nossa lista a gente vai te explicar exatamente o que são community colleges! Então, college é como chamamos as faculdades e community colleges são instituições de ensino que oferecem graduações e cursos com cerca de 2 anos de duração. É na community college que você consegue seu Associated Degrees por exemplo.

As Community Colleges são opções mais financeiramente viáveis para as pessoas, o nível de exigência da instituição e competitividade dos alunos é menor. É uma ótima opção para quem quer estudar lá fora mas não tem tanto dinheiro para investir. Além do mais os alunos de community colleges conseguem conciliar melhor estudos e trabalho. Simbora para a lista então?

Halle Berry – Cuyahoga Community College

Halle Berry se formou em jornalismo em uma community college!

A atriz e modelo Halle Berry, conhecida por seus filmes “Chamada de Emegência“, “Catwoman” e “John Wick 3” e mais. A atriz também é conhecida por ser a primeira mulher negra a receber o Oscar de melhor atriz.

A Halle e formou em Jornalismo pela Cuyahoga Community College, a faculdade é do estado de Ohio nos E.U.A, a CCC além de ser uma das community colleges mais acessíveis de Ohio foi também considerada uma das melhores pela Intelligent.com. A CCC também é muito receptiva para estudantes internacionais e o custo dela varia entre 13 a 17 mil.

Tom Hanks – Chabot Community College

O nosso querido Tom Hanks já agradeceu publicamente a sua Community College pelo seu sucesso

O nosso querido Tom Hanks também frequentou uma community college “As aulas que fiz na Chabot se espalharam pelo meu lago profissional” disse o ator que compartilha grandes memorias dessa época. No site da Chatbot College existe a entrevista em que ele diz isso além de uma sessão separada no site para todas as pessoas que estudaram em community colleges pela California.

Os elogios à instituição não acabam aí, ela é considerada a terceira melhor community college da California pela Forbes e tem outras celebridades estado unidense que se formaram lá. O custo da taxa é entre 14 a 18 mil, os preços variam quando o estudante não mora na California, por isso a diferença na variação de preço.

Morgan Freeman – Los Angeles City College

Morgan Freeman é uma das celebridades que pensou nas community colleges para seu ensino acadêmico.

O memorável Morgan Freeman também é um dos atores que estudou em uma das melhores Community Colleges de Los Angeles. A escola está em segundo lugar nessa lista e está nas top 15 melhores faculdades de cinema na California.

Durante entrevistas, Morgan já mencionou como o aprendizado adquirido durante seu tempo na escola foi essencial para sua carreira como ator. Morgan menciona seu treinador vocal da LACC que o ajudou a pronunciar corretamente cada sílaba de cada palavra que ele falava, elogiou como o tutor se portava e credite bastante ele apesar de não nomeá-lo.

Steve Jobs – De Anza Community College

Steve Jobs também é uma pessoa bem sucedida que optou pelo ensino em community colleges.

Steve Jobs um dos grandes revolucionários do mundo tecnológico, também está na nossa lista. Steve estudou também na De Anza Community College na decada de 70, ele frequentou a universidade por dois semestres.

A DECC está na quarta posição de ‘Best Community Colleges’ na California, também é uma das colleges mais seguras dos EUA. Steve inclusive retornou à universidade para uma conferencia onde ele mostrou o primeiro produto original iMac da Apple em 1984.

Arnold Schwarzenegger – Santa Monica Community College

Arnold Schwarzenegger se envolve em grave acidente de carro e uma mulher  fica ferida

O ator, político e austro-americano assim como os demais da lista também realizou seus estudos numa em uma das community colleges californianas. Na do caso de Arnold foi a Santa Monica College que é conhecida por ser uma das community colleges mais acessíveis .

Arnold aprendeu inglês e depois entrou na universidade após imigrar da Austria para os EUA. Em 2019 Schwarzenegger disse que seu professor insistiu que ele estudasse sobre Business e matemática e que por causa do seu ensino na faculdade ele não se nomeia autodidata.

Outros famosos com Walt Disney, Eddie Murphy, Jessica Chastain e mais frequentaram community colleges durante seus tempos de estudo e muitos deles são muito gratos pelos seus professores e instituições, e aí vamos encontrar a community college perfeita para você?

Veja também:

Melhores Colleges no Canadá em 2022: saiba o que é melhor pra você

Melhores países da Europa pra fazer intercâmbio em 2022

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais e outros posts do blog para estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Dicas de viagem Estados Unidos Estude e trabalhe no exterior Estude um idioma fora do Brasil Graduação e Pós no Exterior Tudo sobre intercâmbio Vistos e documentações

Educação nos Estados Unidos: Como funciona

Fala galera! Hoje nós preparamos um post super completo sobre educação nos Estados Unidos, a gente sabe que o país é uma potência crescente que recebe milhares e milhares de estudantes de todo mundo e por isso é super importante entender como funciona a educação por lá.

O que você verá nesse post:

  1. Educação nos EUA
  2. Como funciona o Ensino Superior nos EUA
  3. Melhores Universidades
  4. Estudando e Trabalhando

Educação nos Estados Unidos

A educação é algo que é prioridade nos EUA, mais da metade de sua população possui diploma, mas como imigrante é importante entender como funciona o sistema de educação superior do país, já que ele difere do Brasileiro.

Na parte primária, o ensino nos EUA começa na faixa dos seis anos de idade no país, contudo, cada estado possui suas próprias regras em relação à admissão dos pequenos nas escolas, alguns estados, como o de Nova York , aceita crianças de 5 anos, Massachusetts começa o ensino das crianças aos 3 anos, o famoso “Pre-K”.

O período de estudo normalmente dura sete horas, com intervalo de uma hora, existem também disciplinas optativas e sempre é um professor responsável por todas as disciplinas.

Algo super importante para se ter conhecimento sobre é o GPA (Grade Point Average) é que ele é basicamente o histórico escolar do país, ele registra as notas desde o início até o fim da escola secundária, os números dessas notas passam por uma conversão para letras para que o desempenho seja qualificado.

O GPA também possui uma média que avalia esse desempenho que o aluno teve durante sua vida escolar, e ele serve para que os alunos possam ser aceitos nas universidades.

Golden Gate é um dos lugares mais famosos dos EUA, e super vale a pena visitar durante seu periodo de educação no país.

Como Funciona a educação superior nos EUA

Sobre educação superior nos Estados Unidos, existem duas opções, College ou University, para ingressar na faculdade é preciso informações acadêmicas, como notas, atividades, testes padrões, redações e entrevistas. Para estrangeiros é também exigido aquele famoso teste de proficiência em inglês, só assim eles terão segurança de que você entenderá as aulas sem dificuldade de compreensão da língua.

A educação lá dura entre 4 a 6 anos e não existem faculdades de graça que nem aqui, há faculdades públicas que ainda sim exige gastos significativos, contudo, existem bolsas de estudos, programas de financiamento e também existe a universidade comunitária que dura e custa menos. 

Há cursos com forma diferente do padrão, como Med. Veterinária, Medicina, Direito e etc. Todos os outros seguem as mesmas etapas de graduação, mestrado e doutorado. Ainda que os nomes sejam iguais, existem divergências como por exemplo:

Temos de modo geral três grandes áreas acadêmicas sendo elas, humanidades, ciências sociais e ciências de saúde e as algumas disciplinas são opcionais, essas 3 áreas estão divididas entre Associated Degrees e Bachelor’s Degrees

Estudar Fora: checklist com 10 itens pra estar em dia antes de estudar no exterior

Associated Degrees & Bachelor’s Degrees

Associated Degrees são cursos superiores com curta duração, programas acadêmicos feitos para serem concluídos em dois anos, os créditos obtidos nesses programas são reconhecidos em instituições de educação como parte das licenciaturas de quatro anos.

Nesse período você aprende teoria, complementa com disciplinas específicas, e com ele é possível trabalhar em áreas como enfermagem, áreas de educação, saúde e tecnologia.

Licenciatura e Bacharelado, por outro lado, são cursos universitários que assim como aqui no Brasil, duram quatro anos, nos quais o aluno cumpre com os créditos para a função de especialidade escolhida.

Os cursos são das áreas de Humanas, ciências sociais, filosofia, religião, estudos interdisciplinares ou cultura recebem licenciatura ou Bacharel em Artes (B.A). Para cursos de matemática, física e ciências exatas no geral eles podem receber uma licenciatura em ciências ou um B.S (Bacharelado em ciências).

Não dá para falar de educação superior nos EUA sem falar de Harvard uma das universidades mais importantes do país e do mundo,

Graduação

Os anos de graduação nos Estados Unidos são divididos em 4, freshman, sophomore, junior e sênior que correspondem respectivamente ao primeiro, segundo, terceiro e último ano. Apenas no terceiro ano, “Júnior”, o estudante decide em que curso ele vai se tornar bacharel, antes disso as disciplinas são mais de conhecimento gerais, assim o aluno consegue ter tempo para refletir em que ele realmente quer se formar.

Uma coisa importante para se ter em mente durante seu período de educação superior nos EUA, é que no país, o sistema de educação é baseado em horas e não em anos! Por isso, existem carga horárias diferentes para Major e para Minor, sendo 60 horas e 30 horas respectivamente.

Assim que se chega no nível Junior você escolhe a habilitação na qual pretende concluir seu curso de bacharel, para ela se dá o nome de Major e você também pode, depois disso, escolher o Minor que permite a escolha de cadeiras eletivas relacionadas a sua habilitação. Por exemplo, se você escolhe o curso de jornalismo como Major, o Minor pode ser Jornalismo Investigativo.

Para cursos como medicina, direito, você não escolhe sua habilidade específica quando se torna um Junior, em medicina por exemplo se escolhe se faz “Pre-Med” ou “Pre-Vet”, para direito tem “Pre-Law” que são um preparo inicial do curso que o estudante deseja se formar.

Após o seu quarto ano, Sênior, é feito um exame para avaliar seus conhecimentos e após a aprovação o aluno é encaminhado para uma escola profissional onde se conclui o restante dos estudos, na “Professional School” a duração desses cursos específicos (medicina, direito, med, vet, odonto) variam de 4 a 8 anos.

Melhores Universidades

  1. Harvard University
  2. Stanford University
  3. Yale University
  4. Columbia University
  5. Princeton University
  6. New York University
  7. University of Pennsylvania
  8. Brown University
  9. Massachusetts Institute of Technology (MIT)
  10. University of Chicago

Estudando e Trabalhando

Existe a possibilidade de estudar e trabalhar nos EUA como estudante internacional utilizando programas Work & Travel, mas é preciso ficar atento às restrições pois existem algumas.

Existem os vistos para estudantes internacionais como F-1 e o M-1 que permitem que o estudante estrangeiro trabalhe no campus da sua faculdade ou em programas de treinamento, não é permitido trabalhar fora do campus durante o seu primeiro ano.

Além desses vistos existe também o OPT (Optional Pratical Training), ele é uma autorização de trabalho temporária que permite com que estudantes que tem o visto F-1 possam trabalhar na sua área de estudo e adquirir experiência, depois da graducação. Ele pode ser aplicado toda vez que você subir um nível de educação, então ele pode ser aplicado em nível Bacharel por doze meses, e depois por doze meses novamente no mestrado e por aí vai.

Para programas certificados em STEM (ciência, tecnologia, engenharia, matemática), os alunos internacionais podem obter uma extensão de até 24 meses, pelo total de 36 meses.

Existe também um programa que permite você trabalhe enquanto estuda, ele é o CPT – (Curricular Practical Training), que autoriza estudantes estrangeiros com visto F-1 a fazerem estágios remunerados, não remunerados, ou terem algum tipo de treinamento profissional e ele só é feito antes da graduação.

Você somente poderá aplicar para o OPT se fizer meio período de CPT. Ou seja estudantes que aplicaram o CPT para tempo integral não podem aplicar o OPT.

Dessa forma os alunos estudam e trabalham, o trabalho dura cerca de 20 horas por semana ou menos ou de forma integral 20 horas por semana ou mais, o programa acadêmico do CPT serve para que os estudantes tenham a experiência prática do seu futuro profissional.

Os empregos, geralmente estágios (no caso de alunos de graduação), podem ser dentro ou fora do campus – neste caso, o estudante deve conseguir o emprego por conta própria, mas muitas faculdades e universidades os ajudam a encontrar as melhores vagas.

Há também o Non-Required CPT, que pode ser completado como crédito acadêmico, ainda sim não é obrigatório, estudantes que participarem de um programa como CPT devem fazê-lo de forma integral e valendo crédito acadêmico para manter o status do visto F-1.

De qualquer forma os estudantes estão autorizados a trabalhar até 20 horas semanais no campus durante o curso e 40 horas por semana nas férias. Nestes casos, a permissão está atrelada ao visto de estudo e o aluno internacional não precisa trabalhar na área de estudo.

Agora que você já sabe como funciona a educação superior nos estados unidos, e está mais que preparado não deixe de entrar em contato com a gente para realizar esse sonho!

Veja também:

Estudar nos Estados Unidos: 7 vantagens de fazer intercâmbio nos EUA

Custo de vida nos Estados Unidos em 2022: economize durante a viagem

Ivy League: tudo sobre as 8 universidades dos EUA

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais e outros posts do blog para estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Estados Unidos Estude e trabalhe no exterior Graduação e Pós no Exterior Notícias

Medicina nos EUA: descubra como funciona o curso nos Estados Unidos

Fala, galera! Estudar medicina nos EUA é a realização de um sonho maior para muitas pessoas. O país possui as melhores instituições da área e tecnologia de ponta para seus profissionais e pacientes.

Pensando nisso, preparamos esse guia pra te ajudar a entender como será seu futuro enquanto estudante no país, dá uma olhada!

Como fazer medicina nos EUA

Se você está pensando em iniciar sua carreira de medicina nos Estados Unidos, tá no caminho perfeito!

De acordo com o U.S Bureau of Labor Statistics o salário médio de um médico americano em 2019 ultrapassou $200.00. Bom demais, né?

E para ingressar na carreira de medicina nos EUA, você precisará estar bem preparado pra aplicar para as instituições que deseja. O processo de aplicação inclui diversas documentações, incluindo sua carta de intenção – o que irá te diferenciar na disputa por sua vaga.

Como ser um médico nos EUA

Nos EUA, a carreira de um médico costuma seguir as seguintes etapas:

  1. Faça um bacharelado: e dê preferência para a área de saúde! Cursos como Pre-medicine e Biology são bem visto pelos Boards das Medical Schools estadunidenses. E claro, busque trabalhar com pesquisas durante sua graduação, isso irá destacar seu currículo!
  2. Passe no MCAT, exame de admissão pra estudar medicina nos EUA: nos Estados Unidos e Canadá a nota do MCAT é pedida para o ingresso em diversos cursos de saúde. No site da Hotcourses tem um guia bem legal sobre o teste.
  3. Aplique para Medical Schools: depois de ter sua nota do MCAT, você pode aplicar através da AMCAS, que simplifica o processo para estudantes ao redor do país. Normalmente estudantes aplicam durante o primeiro ano do College, quando fazem o bacharelado.
  4. Faça o exame para ser um médico licenciado (USMLE): O USMLE é a prova da OAB dos médicos americanos e você deve fazer antes de ingressar na sua residência médica.
  5. Aplique para sua residência médica: No ano final de seu curso, comece a aplicar para as residências das instituições que chamam sua atenção. Nesse guia da Medway você consegue entender melhor o funcionamento do sistema de saúde nos EUA e a residência.

Depois disso, você deve finalizar sua Medical School, iniciar sua residência e finalizar a última etapa prática do USMLE. Ao final de sua residência, você já estará preparado para ingressar nas melhores vagas de emprego nos melhores hospitais dos Estados Unidos.

[Post] Estudar fora do Brasil: passo a passo pra graduação no exterior

Como validar seu diploma de medicina brasileiros nos EUA

Caso você já tenha um diploma na área de saúde, mais especificamente de medicina, é possível sim aproveitar e revalidar seu diploma para atuar no exterior.

Nos Estados Unidos, você precisa fazer o USMLE, o United States Medical Licensing Examination, um exame separado em 3 etapas. Sendo elas:

  1. Step 1: O primeiro exame é uma prova que possui 308 questões de múltipla escolha dividida em 7 blocos de 44 questões. Cada bloco dura em média 1 hora e pode ser feita online em centros de aplicação especializado.
  2. Step 2: Aqui suas habilidades clínicas serão avaliadas com uma prova de múltipla escolha, com 8 blocos de 44 perguntas cada; e outra prática, simulando um atendimento da vida real.
  3. Step 3: Na última etapa estarão avaliando sua capacidade de praticar medicina sem supervisão. Com duas seções: Foundations of Independent Practice (FIP) e Advanced Clinical Medicine (ACM).

Além da prova, você precisará ter um nível de proficiência avançado no inglês pra poder atuar na profissão com facilidade.

Caso esteja inseguro com seu inglês ou queira se preparar melhor para a prova, existem cursos específicos e profissionalizantes que preparam os profissionais de saúde e você pode descobrir mais entrando em contato com nossos consultores aqui.

Melhores faculdades de medicina nos EUA

E não é atoa que o Estados Unidos é o melhor país pra você fazer uma graduação ou especialização na área de saúde.

A partir de uma análise das turmas de medicina, professores, satisfação de estudantes e contribuição com a pesquisa e desenvolvimento da área, trouxemos pra você as melhores universidades de medicina nos EUA. Dá uma olhada:

InstituiçãoPosição no
Ranking Global
Localização
Harvard UniversityCambridge
Stanford UniversityStanford
Johns Hopkins UniversityBaltimore
UCLALos Angeles
Yale UniversityNew Haven
MIT11ºCambridge
University of California,
San Francisco
13ºSan Francisco
Columbia University14ºNew York City
University of Pennsylvania15ºPhiladelphia
Duke University17ºDurham

Como estudar nos Estados Unidos?

De acordo com a Kaiser Family Foundation existem mais de 900 mil praticantes de medicina nos EUA, e segundo o American Immigration Council, o setor de saúde do país é o que conta com a maior participação de estrangeiros, sendo estes 15,6% dos profissionais da área. E parte desses profissionais são brasileiros.

No ano de 2021 o número de brasileiros que se tornaram cidadãos americanos bateu um recorde, dobrando o número do ano anterior: mais de 12 mil brasileiros alcançaram a dupla cidadania no país. 

E não para por aí: as emissões de green card também surpreendem, com 17.952 expedições para brasileiros, 44% desse número através de contratos de trabalho. Esses dados foram disponibilizados pela AG Immigration.

E qual a melhor forma de conseguir uma boa proposta de trabalho nos Estados Unidos se não através da educação superior no país?

Pensando nisso, nossa equipe de Assessoria Acadêmica é especializada no desenvolvimento de estratégias e suporte para aplicação nas melhores instituições do país. Te ajudamos a traçar uma rota rumo ao seu sonho, te dando todo o auxílio: de antes da aplicação até depois de você viajar.

Se você deseja conhecer mais da nossa equipe, entre em contato através do nosso WhatsApp clicando aqui.

Postagens que você também pode gostar de ver:

Medicina no Canadá: tudo que você precisa saber sobre a carreira

Estudar nos Estados Unidos: 7 vantagens de fazer intercâmbio nos EUA

Ivy League: tudo sobre as 8 universidades dos EUA

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Espanha Estude e trabalhe no exterior Estude um idioma fora do Brasil Europa Graduação e Pós no Exterior Tudo sobre intercâmbio Vistos e documentações

Intercâmbio na Espanha: guia completo de como estudar no país

Fala, galera! Pensando em fazer intercâmbio na Espanha mas ainda não sabe qual o melhor programa pra você?

Nesta postagem te contamos as vantagens de fazer intercâmbio nesse país europeu tão procurado por brasileiros e como você pode realizar seu sonho de estudar na Espanha.

Como estudar na Espanha

Ao escolher estudar na Espanha você estará escolhendo o país europeu com o maior número de universidades, públicas ou privadas. Isso significa mais opções para encontrar aquele que se encaixa melhor a você.

Estude espanhol

A maneira mais simples de fazer um intercâmbio na Espanha é fazendo um curso intensivo de espanhol no país.

Isso porque você pode fazer um curso de até 3 meses no país sem precisar tirar seu visto, apenas sua autorização digital de entrada. Ou seja, menos burocracias e você consegue se desenvolver super rápido no espanhol por conta da imersão total que terá no país.

Ensino superior

Com mais de 80 universidades, a Espanha é um grande polo educacional da Europa.

Existem diversas formas de ingressar nas universidades durante seu intercâmbio na Espanha, uma delas é através da sua nota global do Ensino Médio. Para isso, as documentações necessárias são:

  • Certificado de proficiência em espanhol (DELE, por exemplo);
  • Diploma de conclusão do ensino médio apostilado em Haia e com tradução juramentada;
  • Histórico escolar, apostilado em Haia e com tradução juramentada;
  • Passaporte.

Caso você esteja aplicando para um curso muito disputado, também pode ser necessário realizar uma prova de admissão.

Importante: você precisará validar seu diploma de conclusão do ensino médio no Consulado da Espanha.

Outra maneira de ingressar nas universidades espanholas é através do vestibular, conhecido como Selectividad ou Pruebas de Acceso a la Universidad.

Normalmente os processos de pré-inscrição nas instituições iniciam entre os meses de março e setembro. Por isso, é importante estar atento!

Cada universidade possui seu próprio processo de ingresso, esteja atento as plataformas de comunicação institucional.

[Post] Estudar Fora: checklist com 10 itens pra estar em dia antes de estudar no exterior

Universidade na Espanha: como estudar e trabalhar no país

Com o visto de estudante espanhol você poderá trabalhar meio-período durante seu intercâmbio na Espanha.

Durante esse tempo de graduação ou pós você trabalhará enquanto um estagiário ou trainee, por exemplo.

Importante: a autorização para trabalhar deverá ser requisitada ao governo assim que você receber uma oferta profissional na Espanha.

Após 3 anos seguidos com o visto de estudo e autorização de trabalho você poderá solicitar uma nova modalidade: residência e trabalho, contanto que tenha um contrato de trabalho.

Como conseguir bolsas de estudo pra estudar na Espanha

Existem diversos programas que oferecem bolsas de estudo para as Universidades espanholas. Como por exemplo a Asociación Universitaria Iberoamericana de Postgrado e a Universidad Complutense Madrid.

Porém, é preciso ter um bom histórico escolar e se manter atualizado. Além disso, é importante ter em mãos as documentações necessárias para ingressar nas instituições e programas de bolsas de estudos.

E por isso, a presença de alguém com mais experiência te guiando nesse processo e te ajudando nos mínimos detalhes faz toda a diferença. Pensando nisso, nós da Dreams Intercâmbios oferecemos a nossos estudantes uma Assessoria Acadêmica especializada em instituições de ensino no exterior.

Para entender melhor como funciona nossa Assessoria Acadêmica, entre em contato com nossos consultores aqui. Não custa nada e eles estão dispostos a te ajudar com suas dúvidas!

Precisa de visto pra estudar na Espanha?

Como já dissemos antes, se você pretende ficar até 90 dias na Espanha você não precisará de um visto, apenas a autorização de entrada na Europa!

Caso seu curso ultrapasse esse periodo, será necessário tirar um visto de estudante, que pode ser realizado no Consulado Geral da Espanha em sua cidade. Neste link você pode conferir qual o consulado mais próximo a você.

Visto de estudante na Espanha: documentações necessárias e como solicitar

Para solicitar seu visto de estudante você precisará organizar suas documentações, que são:

  • Comprovação de que foi aprovado na instituição de ensino;
  • Atestado médico: necessário caso você permaneça mais do que 6 meses no país;
  • Seguro;
  • Comprovação de renda: o equivalente ao IPREM do ano em que estará no país, cerca de 579,02€ por mês
    • A comprovação pode ser feita através de dinheiro em conta ou imposto de renda;
    • Você pode ter alguém de sua família patrocinando seu intercâmbio na Espanha.
  • Formulário de solicitação de visto;
  • Uma foto 3×4 recente;
  • Passaporte original;
  • Diploma ou histórico acadêmico;
  • Comprovante de residência no Brasil;
  • Título de eleitor;
  • Certidão de antecedentes criminais.

Seu visto deverá ser solicitado pessoalmente com pelo menos 30 dias de antecedência a data da viagem.

Também deverá ser paga uma taxa no valor de R1111$ 367,00 ao consulado. Normalmente, este valor é pago em espécie – confira com o consulado quais opções de pagamento eles possuem.

O visto para estudar na Espanha dura 120 dias e ao chegar no país você precisará solicitar a Carteira de Estrangeiro, que costuma ser válida por até 1 ano – podendo ser renovada.

[Post] Melhores países da Europa pra fazer intercâmbio em 2022

Compare o custo de vida e oportunidades nos melhores países da Europa pra fazer intercâmbio em 2022

Vale a pena estudar na Espanha?

A Espanha é um dos melhores países da Europa para fazer um intercâmbio em 2022. E não é atoa que mais e mais brasileiros buscam aprimorar seu espanhol no país: além das maravilhas locais, o país facilita a vida de brasileiros que desejam residir no país.

Após 2 anos de residencia temporária, você estará qualificado para residir permanentemente no país. Bom demais, né?

Um intercâmbio na Espanha é rico em experiências, por conta das belezas naturais presentes na região. O país possui mais de 5 mil quilômetros banhados pelo mar. Um das praias, conhecida como Playa de Ses Illetes foi eleita em 2016, pelo TripAdvisor, a melhor praia da Europa.

Ainda é possível visitar ilhas belíssima, como Ibiza, Tenerife, ou as Ilhas Canárias, com ruas feitas completamente de areia.

Porém, o que realmente captura o coração de muitos que vão estudar na Espanha é a comida. A culinária espanhola é cheia de pratos com frutos do mar, frutas, vegetais e jamón, presuntos incríveis e com sabores característicos.

Por isso, se você deseja um intercâmbio único e inesquecível, a Espanha é o caminho. E nós estamos aqui pra te ajudar a realizar esse sonho.

Nossos consultores estão abertos para tirar suas dúvidas, te ajudar a se planejar financeiramente e te auxiliar durante todo o seu caminho até seu sonho de estudar no exterior. No link abaixo você poderá deixar seu contato e eles falaremos com você o quanto antes!

Você também pode gostar de conferir:

5 curiosidades imperdíveis sobre a Espanha

Custo de vida na Espanha em 2022: economize enquanto estuda no país

Como é morar em Barcelona: Descubra a Espanha | Brasileiros na Europa

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Alemanha Estude e trabalhe no exterior Europa Graduação e Pós no Exterior Tudo sobre intercâmbio

Como estudar na Alemanha: guia completo pra sua graduação

Fala, galera! A Alemanha é repleta de universidades de primeira linha e suas cidades são vibrantes e cheias de história. Assim, não é de surpreender quantas pessoas buscam estudar na Alemanha todos os anos.

Pensando nisso, preparamos esse guia completo pra tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto.

Como estudar na Alemanha

Apesar da língua oficial na Alemanha ser o alemão, ainda é possível estudar nas universidades do país em inglês.

Segundo o DAAD, o serviço de intercâmbio acadêmico alemão, estudar na Alemanha é simples e você só precisar seguir 8 passos pra chegar lá.

No primeiro momento, é importante encontrar uma instituição que faça sentido com seus desejos e necessidades. Através do site da plataforma você pode conferir algumas das melhores opções de curso e universidade no país.

Após selecionar os cursos que te interessam, você deverá conferir os requisitos de cada instituição e se inscrever. Depois de receber a carta de aceitação da universidade, é só dar entrada no seu visto de estudante!

As melhores universidades alemãs

Para te ajudar no processo de escolha da universidade ideal, trouxemos o ranking QS de 2021, dá uma olhada:

  1. Universidade Técnica de Munique
  2. Universidade Ludwig-Maximilians München
  3. Universidade de Ruprecht-Karls-Heidelberg
  4. Humboldt-Universität zu Berlin
  5. Freie Universitaet Berlin
  6. KIT, Instituto de Tecnologia Karlsruhe
  7. Universidade RWTH Aachen
  8. Universidade Técnica de Berlim (TU Berlin)
  9. Universidade Técnica de Dresden
  10. Eberhard Karls Universität Tübingen

O que você precisa para estudar na Alemanha

Apesar de não existir vestibular na Alemanha, você precisa estar atento ao caminho de ingresso que melhor se encaixa a você.

Algumas universidades e cursos colocam um certo padrão de Ensino Médio para os estudantes que desejam ingressar. Isso acontece, em partes, porque o ensino na Alemanha tem um formato diferente do encontrado em outros países.

Normalmente o estudante estrangeiro precisa fazer o Studienkolleg, uma formação complementar ao ensino médio que te prepara para o ensino superior na Alemanha. Aqui explicamos tudo sobre o curso.

Caso você deseje fazer uma pós-graduação na Alemanha, precisará validar seu diploma. Para isso, precisará contratar uma tradução juramentada do documento.

[Post] Estudar Fora: checklist com 10 itens pra estar em dia antes de estudar no exterior

Visto de estudante de alemão: é necessário?

Sim! A permanência sem visto na Alemanha só é possível por até 90 dias. Porém, enquanto um estudante de graduação você precisará ficar pelo menos 6 meses no país.

Existem dois tipos de visto de estudante na Alemanha: o Studienbewerbervisum, em tradução literal “visto de candidato ao estudo”, e o Studentenvisumque é o “visto de estudante”.

Para tirar o Studentenvisum/Visto de estudante você precisará comprovar inscrição em uma faculdade. A outra modalidade é a indicada para o Studienkolleg, que irá te preparar para o ensino superior. De qualquer forma, você precisará confirmar seu vínculo com a instituição para pedir seu visto.

Documentos para tirar o visto de estudante alemão

  1. Passaporte válido;
  2. Comprovante de matrícula no curso que irá fazer;
  3. Comprovante de seguro saúde;
  4. Comprovação de renda

No caso do último item, ele servirá para assegurar que você conseguirá se manter durante o tempo no país. O valor mínimo aceito na Alemanha é de 861€ por mês.

Depois que tiver essas documentações em mãos é só entrar em contato com o Consulado Alemão mais próximo de você. Aqui você pode conferir mais sobre.

Estudar e trabalhar na Alemanha em 2022

A partir do momento em que você ingressa na Alemanha com seu visto de estudante, receberá a autorização para trabalhar até 20 horas/semanais no país. Os trabalhos mais comuns para estudantes nessa situação são os de garçons, babás e atendentes.

Confira: Melhores países da Europa pra fazer intercâmbio em 2022

Se você quer saber mais sobre seu futuro na Alemanha, como se planejar financeiramente ou qualquer outra dúvida, nossos consultores estão disposto a te auxiliar nesse processo.

No link abaixo você pode deixar suas informações que entraremos em contato com você o quanto antes!

Você também pode gostar de conferir:

Como viver viajando: 10 ideias para trabalhar enquanto viaja

Como planejar seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Curiosidades Estude e trabalhe no exterior Europa Graduação e Pós no Exterior Inglaterra

Russell Group: conheça as melhores universidades do Reino Unido

Fala, galera! Você sonha em estudar nas melhores universidades do mundo mas, ao mesmo tempo, quer estudar na Europa?

Conheça o Russell Group, a famosa Ivy League Britânica, que conta com as 24 melhores instituições de ensino da Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales.

O que é o Russell Group?

O Russell Group é um grupo de universidades focadas em pesquisa e excelência acadêmica, localizadas no Reino Unido.

Fundado em 1994, o grupo começou com encontros entre os 17 membros originais no Hotel Russell em Londres, de onde veio o nome.

Os encontros tinham como objetivo a troca de informações e assegurar que seus interesses estavam sendo bem representados pelo governo.

Apenas em 2007 o grupo de tornou uma organização privada oficial, acrescentando mais instituições ao seu corpo.

Russell Group: curiosidades

Dentro do Russell Group, composto de 24 universidades britânicas, estão as “Red Bricks Universities“, termo utilizado desde a Era Vitoriana para nomear aquelas instituições que possuiam um padrão estético similar, com tijolos vermelhos na estrutura.

Estas instituições eram universidades de grande peso, com independência, graças ao Royal Charter. As seis originais eram:

  • University of Birmingham 
  • University of Bristol 
  • University of Leeds
  • University of Liverpool
  • University of Manchester
  • University of Sheffield

Estas instituições possuem um peso e fama por sua excelência que precede a primeira guerra mundial, mas não são as únicas a carregar peso dentro do grupo.

Hoje, as 24 universidades do Russell Group possuem sua própria importância e história e não é atoa que são consideradas as melhores. Dá uma olhada nessas informações:

  • Cerca de 2/3 das pesquisas produzidas no Reino Unido vem do grupo, grande parte delas de importância global;
  • O Russell Group contribui com cerca de £87 bilhões pra economia nacional anualmente;
  • As instituições recebem mais de 500 mil estudantes todos os anos;
  • Dentre os estudantes, 32% são internacionais;
  • E os estudantes não são qualquer um não, 200 vencedores do prêmio Nobel estudaram nas melhores universidades do Reino Unido (Isaac Newton e Stephen Hawking são alguns dos nomes!);
  • As universidades estão entre as 250 melhores do mundo, de acordo com o QS World University Rankings.

Confira: Como planejar seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel

Quais instituições fazem parte do Russell Group

Chegou o momento de matar a curiosidade! Existem atualmente 24 universidades que fazem parte do Russel Group, sendo elas:

InsituiçõesQS Ranking 2022Localização
University of Birmingham90Birmingham,Inglaterra
University of Bristol62Bristol, Inglaterra
University of Cambridge3Cambridge, Inglaterra
Cardiff University=151Cardiff, País de Gales
Durham University82Durham. Inglaterra
University of Edinburgh16Edimburgo, Escócia
University of Exeter149Exeter, Inglaterra
University of Glasgow73Glasgow, Escócia
Imperial College London7Londres, Inglaterra
King’s College LondonLondres, Inglaterra
University of Leeds92Leeds, Inglaterra
University of Liverpool189Liverpool, Inglaterra
London School of Economics & Political Science49Londres, Inglaterra
University of Manchester27Manchester, Inglaterra
Newcastle University134Newcastle, Inglaterra
University of Nottingham103Nottingham, Inglaterra
University of Oxford2Oxford, Inglaterra
Queen Mary, University of London117Londres, Inglaterra
Queen’s University Belfast216Belfast, Irlanda do Norte
University of Sheffield95South Yorkshire, Inglaterra
University of Southampton77Southampton, Inglaterra
University College London8Londres, Inglaterra
University of Warwick61Coventry, Inglaterra
University of York=151York, Inglaterra

[Post] Estudar fora do Brasil: passo a passo pra graduação no exterior

Como estudar nas melhores universidades do Reino Unido

Os pré-requisitos de entrada são bem altos, por pedirem do aluno matérias e notas excelentes.

Ainda assim, os requisitos variam entre cada universidade e curso, e por isso, a melhor saída é conversar com um especialista para entender como se preparar para estudar nas melhores universidades do Reino Unido.

Além da aplicação, existe também a possibilidade de fazer um curso Foundation, que prepara estudantes estrangeiros para as instituições do Reino Unido.

Para saber mais detalhes, ente em contato com nossos consultores no link abaixo. A conversa não custa nada e estamos dispostos a te ajudar nesse caminho rumo aos seus sonhos!

Você também pode gostar de conferir:

Guia para intercâmbio na Inglaterra em 2022 – YouTube

Custo de vida na Inglaterra em 2022: descubra como economizar durante a viagem

Tudo sobre visto na Irlanda: quais os tipos, custos e como solicitar

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Estude e trabalhe no exterior Estude um idioma fora do Brasil Graduação e Pós no Exterior Inglaterra Tudo sobre intercâmbio

Como morar na Inglaterra em 2022: descubra o melhor caminho pra você

Fala, galera! A Inglaterra é um país em grande destaque entre estrangeiros que buscam uma melhor qualidade de vida. Isso se dá por muitos motivos, seja a educação de alta qualidade ou o sistema de saúde gratuito para residentes. Por isso, preparamos esse guia completo com tudo que você precisa saber sobre como morar na Inglaterra.

Nesse post você vai ver:

  1. Como um brasileiro pode morar na Inglaterra
  2. Estudar e Trabalhar
  3. Cidadania e Visto
  4. Custo de Vida e Salário

Quer descobrir como morar na Inglaterra? Nosso guia vai te mostrar tudo que você precisa saber para realizar esse sonho!

Como um brasileiro pode morar na Inglaterra?

Existem algumas jeitos de uma pessoa ir morar na Inglaterra, o país cada vez mais cresce com sua cultura, economia aquecida e belas paisagens, vamos te mostrar os jeitos de ir morar no país.

Estudar na Inglaterra

Estudar na Inglaterra é uma ótima oportunidade para estudantes brasileiros que querem aprimorar seu inglês, o país tem muitas instituições incríveis de ensino, e a educação é uma das melhores do mundo. Fazer intercâmbio é uma das melhores formas de estudar no país, existem alguns tipos de intercâmbio, cada um para uma finalidade diferente para seu nível de inglês.

Estudar na Europa: conheça as 5 melhores universidades da Inglaterra

  • Intercâmbios de Idiomas – Onde qualquer pessoa a partir dos 16 anos pode fazer.
  • Intercâmbios Missionários e Voluntários – Normalmente são gratuitos ou com custos mínimos, e as acomodações ficam por conta da organização.
  • Intercâmbio High School / Ensino Médio – Esse é restrito à adolescentes para terem a experiência de estudar numa escola inglesa.
  • Intercâmbio em família – É bem autoexplicativo, você e sua família viajam juntos para estudar, é uma boa opção para futuros intercâmbios como profissionalizante ou high school.
  • Winter e Summer Camps – São feitos para adolescentes curtirem as férias de verão ou  inverno e estudarem! É bem divertido.
  • Intercâmbio Profissionalizante e vocacional – Você mora em outro país enquanto aprende uma nova profissão.
  • Graduação e Pós-graduação no exterior – Vários colleges, públicos e particulares, abrem suas vagas todos os anos para estudantes do mundo inteiro, e você pode ser parte disso.

Visto de trabalho na Inglaterra

Vamos falar sobre vistos? Se sua estadia na Inglaterra tiver menos de seis meses, você não precisa solicitar o visto antes de ir ao país, se tiver mais você tem que solicitar antes, caso seus estudos durem mais de 11 meses (tempo válido do visto de estudante) então você vai precisar do General Student Visa (GSV). 

O Tier 1 e Tier 4 são os vistos para estudo da Inglaterra, Tier 1 é para estudantes de pós-graduação formados no Reino Unido, profissionais de alta qualificação e pessoas que querem investir no país. Já o Tier 4 é para que você possa estudar na Inglaterra.

Tier 2 é para quem recebeu proposta de emprego de um empregador que mora na Inglaterra, o Tier 5 é para voluntários, trabalhadores temporários, pesquisa, treinamentos e etc. Já o Tier 3 foi suspenso, mas ele era direcionado para trabalhadores de baixa qualificação.

Leeds é uma das ótimas opções de moradia para quem está querendo saber como morar na Inglaterra de um jeito mais barato

Tier 2

Como já mencionado acima, o visto para trabalho na Inglaterra é chamado de Tier 2, ele é importante para aqueles que querem saber como morar na Inglaterra e é direcionado para profissionais altamente qualificados, as taxas desse visto variam de preço sendo em torno de £610 a £1.220. Esse visto é dividido em 5 qualificações diferentes, sendo elas:

  • Visto de trabalhador qualificado;
  • Visto de trabalhador de saúde e cuidados;
  • Vistos para transferência interna na empresa;
  • Visto de Ministros Religiosos;
  • Visto para esportistas.

Londres, Inglaterra: conheça e aprenda rápido sobre a capital do Reino Unido

Cidadania Britânica: como funciona

Ter a cidadania europeia é um dos jeitos mais fáceis de conseguir morar na Inglaterra (e nos outros países do reino unido), existem formas de conseguir essa cidadania mas vai depender da sua situação e o que funciona melhor para você! Mas afinal, quem pode conseguir a cidadania, como e quais são as opções? Pode ser por união estável, trabalho e outros, vamos te explicar um por um primeiro:

Cidadania por descendência:

Se você é filho de um cidadão inglês então você tem direito à cidadania, isso passa de uma geração para outra apenas, se seu filho não nasceu em solo britânico então ele não vai ter a cidadania imediatamente, ele terá de solicitar. Para isso é cobrado uma taxa, essa taxa varia dependendo de quando você nasceu. Nascidos antes de junho de 2006 pagam 80 euros e para quem nasceu depois de julho de 2006 paga 1.012 euros para essa solicitação.

Cidadania por união estável: 

Essa é uma outra forma de conseguir a cidadania no país, se você está numa união estável com uma pessoa britânica, ou casado com ela isso pode facilitar sua entrada para o país, mas existem exigências, sendo elas: Você tem que estar a pelo menos 3 anos morando no país, é preciso também ter 18 anos, ter licença indefinida para ficar no país, conseguir a pontuação exigida no teste ‘Life in the UK’, comprovar sua fluência na língua inglesa pelo teste de proficiência, apresentar documento de residência permanente e ter sua situação liquidada no Esquema de Liquidação da União Europeia (UE).

Cidadania por residência 

A cidadania por residência também é um jeito menos complicado de conseguir sua cidadania, para brasileiros existe uma série de exigências:

  • Ter 18 anos ou mais;
  • Comprovar que morou no Reino Unido nos últimos cinco anos;
  • Ter bom caráter e não ter ficado ilegal no Reino Unido nos últimos 10 anos;
  • Passar no teste de inglês B1 e comprovar conhecimentos suficientes da língua;
  • Provar que tem intenção de continuar morando na Inglaterra;
  • Não ter passado mais do que 450 dias fora do país nos últimos cinco anos;
  • Não ter passado mais de 90 dias fora da Inglaterra no último ano;
  • Ser aprovado no teste “Life in the UK”.

Melhores países da Europa pra fazer intercâmbio em 2022

Salário mínimo na Inglaterra e custo de vida

Para saber como morar na Inglaterra, vamos te falar um pouco sobre o salário do país. A moeda da Inglaterra é a libra, ela é mais valorizada em reais do que o euro se formos comparar. Os salários lá são diferentes, existe um salário mínimo nacional ou National Minimum Wage (NMW) aplicado para  jovens de 16 aos 22 anos de idade e o salário de vida nacional ou National Living Wage (NLW) que é para profissionais acima dos 23 anos.  Adultos com mais de 22 anos ganham £9,50, menos ganham £9,18 e jovens aprendizes ganham £4,81 por hora.

Uma das vistas mais bonitas de Liverpool, saiba como morar numa das cidades mais adoradas da Inglaterra.

Custo de vida

O custo de vida na Inglaterra é alto, contudo, existem formas de morar no país de forma mais barata. Em média não vai custar menos do que 900 libras por mês para viver na capital, mas viver um pouco mais longe por um preço mais barato vale mais a pena. Morar em Leeds por exemplo, pode ser até 300 libras mais barato do que morar em Londres, em Liverpool pode ser ainda mais barato.  Um casal gasta cerca de 3.000 libras por mês morando em Londres, o país paga um bom salário, a educação e saúde inglesa são gratuitas mas os custos de transporte, moradia e alimentação são mais altos, principalmente se você opta por morar na capital. 

Existem muitas vantagens em morar na Inglaterra, o acesso à educação de qualidade, a um bom sistema de saúde e incrível cultura, mas não há como negar que o custo de vida no país é um dos mais altos da Europa, por isso é importante apresentar os fatos e deixar com que você tire as próprias conclusões sobre o país. É inegável que a Inglaterra é um país lindo, e que super vale a pena visitá-lo e descobrir tudo que isso pode te oferecer. 

Custo de vida na Inglaterra em 2022: descubra como economizar durante a viagem

Você também pode gostar:

Como estudar no exterior: passo a passo para graduação fora do Brasil
Graduação no Exterior: conheça 4 exames de proficiência em inglês
Como viver viajando: 10 ideias para trabalhar enquanto viaja

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.