Categories
Notícias Vistos e documentações

Mudanças no visto para Irlanda em 2021: saiba agora sobre as novas atualizações

O visto para Irlanda sofreu algumas alterações importantes devido à pandemia do novo coronavírus e o governo irlandês colocou em prática algumas restrições para o visto de estudo no país, se pronunciando oficialmente em relação às novas medidas para o combate à propagação do vírus na ilha esmeralda.

Mas não se preocupe, ainda é possível visitar o país, estudar em suas instituições e desfrutar de tudo que a Irlanda tem a oferecer para você. Abaixo, entenda as novas medidas divulgadas pelo governo irlandês:

Novas medidas para viajantes da América do Sul

A Irlanda tem encarado uma séria batalha contra a COVID-19, principalmente em 2021, quando no início do mês de janeiro, o seu número de casos da doença começou a aumentar de maneira totalmente descontrolada, entrando em uma certa queda desde então. Porém, cuidados importantes têm sido colocados em prática na ilha esmeralda, principalmente em relação à entrada de estrangeiros.

Frente de uma casa em Dublin
Apartamento em Dublin

O governo da Irlanda atualizou algumas informações sobre a aplicação do visto de estudo no país, o que afeta diretamente em todos os estrangeiros que buscam estudar na Irlanda em qualquer grau de ensino e que desejam imigrar para o país ou apenas aproveitar o turismo e o nível educacional que a ilha pode oferecer.

E foi em relação aos países da América do Sul que as novas atualizações tiveram um efeito maior, já que agora será necessário que o viajante vindo do nosso continente, faça uma aplicação para aprovação do visto com 3 meses de antecedência e realize um teste de PCR que indique negatividade para a COVID-19, sendo necessária uma quarentena de 14 dias após a sua chegada no país.

Como realizar a aplicação de visto para Irlanda

Visto para Irlanda sofre alterações por causa da COVID-19
Interior de um Pub na Irlanda

Antes de realizar a sua aplicação para um visto de estudo, é necessário que você confira se as suas características conseguem se encaixar dentro das políticas dos que não são naturalizados na Área Econômica Europeia (EEA). Após isso, você poderá realizar a sua aplicação online para o visto de estudo, seguindo todas as instruções do formulário.

“Mas, esse processo de aplicação vai demorar?”. Não existe nenhuma burocracia extra, mas o tempo de processamento pode variar de acordo com o país de origem do viajante. O seu pedido também pode sofrer um atraso por conta dos períodos de alta demanda, o que pode aumentar o tempo para o recebimento de uma resposta.

O governo irlandês indica que o tempo médio de resposta seja dentro de 8 semanas a partir da data da sua aplicação. Um lembrete: o processo funciona inteiramente por ordem das datas de aplicação, ou seja, quanto mais rápido você fizer a sua aplicação de visto, mais veloz será o processo de admissão, então em caso de ansiedade para viajar, prepare-se o mais rápido possível.

Saiba a documentação necessária

Sendo a parte mais importante da aplicação para o seu visto, a sua documentação precisa ser totalmente alinhada com as suas vontades em relação à Irlanda, para que o oficial responsável pelo visto possa ter uma visão clara da sua proposta e possa lhe conceder a entrada no país.

Visto para Irlanda sofre alterações por causa da COVID-19
Seja objetivo em sua documentação

Abaixo, confira a documentação necessária para o visto de estudo:

  • Duas fotos atualizadas e coloridas do tamanho do passaporte;
  • Seu passaporte atual e uma cópia completa de todos os passaportes anteriores;
  • Uma carta de aplicação assinada, incluindo seus detalhes completos de contato;
  • Evidência de que você está matriculado em um curso financiado privadamente;
  • Evidências contabilizando quaisquer lacunas em sua história educacional;
  • Provas de que as taxas foram pagas à sua instituição de ensino;
  • Evidência de que você tem a capacidade acadêmica de seguir seu curso escolhido;
  • Evidência do seu nível de inglês (ou irlandês);
  • Comprovante das suas finanças;
  • Provas de Seguro Médico Privado;
  • Recusas anteriores de vistos.

Ufa! Parece muita coisa, né? Mas tudo isso tem o propósito de fazer com que a Irlanda entenda melhor a sua situação atual no Brasil e também algumas coisas importantes como: o porquê de você querer estar na Irlanda, se você é realmente capacitado para seguir com o seu curso desejado  e também ter uma previsão sobre como você conseguirá se manter financeiramente no país, pois o custo de vida no país pode variar entre as cidades.

Problemas com a documentação

Existem algumas exceções que podem impedir a aplicação adequada do seu visto irlandês, o que pode atrasar o seu processo de entrada no país.

O processo pode sofrer algum adiamento em caso de:

  • Em caso da sua aplicação não conter todas as informações necessárias
  • As suas informações precisam de uma verificação maior por parte dos órgãos
  • Suas circunstâncias pessoais (Exemplo: Ficha criminal negativada)

Sabendo disso, é importante que você tenha uma grande atenção antes de enviar os seus documentos, verificando todos os detalhes para que não haja nenhuma ressalva por parte dos órgãos responsáveis na Irlanda. Já pensou em aguardar 8 semanas e ainda ter uma má notícia sobre o seu visto? Não é uma coisa legal, então seja o mais claro possível. 

Eu preciso pagar alguma taxa para o meu visto?

O visto para Irlanda sofreu algumas alterações devido a COVID-19
O brasil é isento de taxas de visto

Uma boa notícia para a sua pergunta: não, você não precisa pagar nenhuma taxa. O Brasil é um dos países cuja nacionalidade não sofre com o pagamento de taxa para o visto irlandês, assim como Argentina, Bolívia, Chile e muitos outros. Legal, né? Então não se preocupe com a parte financeira, se concentre totalmente na objetividade da sua documentação.

Chegando até aqui, espero que você esteja muito mais informado e sentindo o alívio de ainda poder visitar a Irlanda assim que quiser, basta se aplicar para o visto com antecedência e se preparar para a viagem. Legal, né? Se você está pronto para viajar e ainda não sabe como, basta clicar neste link e entrar em contato com a gente, nós vamos adorar ter o prazer de realizar o seu sonho!

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Vistos e documentações

Mudanças nos vistos de estudantes na Austrália

A Austrália visa mudanças em leis para ajudar estudantes internacionais que escolheram esse destino para os seus estudos. Sendo assim, o governo de Morrison está fazendo várias mudanças nos acordos de visto estudantil garantindo que os estudantes continuem optando pelo país. Com isso, as 05 mudanças previstas no visto farão com que os alunos possam ter a garantia dos seus estudos e intercâmbio. Essas são as 05 alterações programadas para esse novo tempo:

Vistos fora da Austrália

O governo abriu o pedido de vistos de estudantes em todos os locais alojados fora da Austrália. Ou seja, quando tudo normalizar e as fronteiras estiverem abertas novamente, os alunos que solicitaram o visto nesse período poderão ir à Austrália sem problema algum.

Pedido de visto gratuito

Os estudantes internacionais poderão solicitar um novo pedido de visto gratuitamente caso os estudos não forem concluídos dentro da validade do visto devido ao COVID-19. Sendo assim, o acesso permanece garantido.

Possibilidade de visto pós-estudo

Todos os estudantes matriculados na Austrália que estudam on-line fora do país poderão utilizar desse recurso para ter os requisitos de estudo australiano e assim receber o visto pós-estudo com grandes possibilidades de trabalhar no país.

Leia também: Chegando na Autrália

Elegibilidade de visto pós-estudo fora da Austrália

Os graduados que por algum motivo não puderem mais retornar ao país devido a pandemia causada pelo Novo Coronavírus serão concedidos a elegibilidade do visto pós-estudo fora da Austrália.

Tempo adicional para apresentar os resultados em inglês

Por fim, todos os alunos internacionais que desejam ingressar na Austrália será dado um tempo a mais na apresentação do desempenho em inglês caso o covid-19 tenha interrompido o complemento dessa etapa.

De forma geral, essas são as etapas iniciais do governo no combate à covid-19. As fronteiras permanecem fechadas, mas o trabalho para que tudo volte ao normal continua à todo vapor.

“Somos uma nação acolhedora, com um sistema educacional de classe mundial e algumas das taxas mais baixas de COVID-19 do mundo. Os alunos querem estudar aqui e queremos recebê-los de volta de uma maneira segura e medida quando for seguro fazê-lo, completou o ministro interino da Imigração, Cidadania, Serviços aos Migrantes e Assuntos Multiculturais, Alan Tudge.

Comunicado oficial do Governo Australiano

Categories
Vistos e documentações

Renovação de vistos on-line em Dublin

Dublin libera renovação de vistos para estudantes estrangeiros que estejam na capital. O governo anunciou sistema de renovação de vistos on-line para ajudar estudantes durante esse período de pandemia. Com isso, os mesmos estudantes não precisarão visitar pessoalmente o escritório de registo de vistos para garantir a permissão para morar em Dublin, em vez disso, podem realizar o processo de forma on-line.

Intercâmbio em Dublin

Processo de renovação

De acordo com o sistema,  o processo é simples. Os alunos precisam preencher o formulário de renovação on-line e realizar o upload das cópias dos documentos comprobatórios. Logo após isso, deverão pagar a taxa aplicável e enviar o passaporte registrado com o cartão de residência irlandês atual, (o cartão IRP), por correio.

Apesar do sistema online trazer conforto e alívio para os alunos, ele somente está disponível para aqueles que estão na capital. Para os estudantes que moram fora de Dublin ou outros cidadãos estrangeiros, o sistema continua indisponível. Segundo o departamento de justiça, a ideia é que o sistema se expanda para os outros candidatos nos próximos meses.

Agendamento dos vistos

Anteriormente, os estudantes precisavam marcar uma consulta on-line, e logo em seguida, comparecer pessoalmente no escritório do Serviço Irlandês de Naturalização e Imigração (INIS) no Burgh’s Quay para poder renovar os seus documentos. Assim, após a pandemia, todo o processo foi facilitado aos estudantes que residem em Dublin poderem encontrar uma forma de não perder a permissão de residência no país.

Se você reside em Dublin, essa notícia é importantíssima!!

 

Categories
Vistos e documentações

Vistos para o Canadá no período da pandemia

Saber sobre os vistos para o Canadá é uma tarefa extremamente importante, principalmente no período atual, onde estamos enfrentando uma pandemia de caráter global, por essa razão, muitas atividades precisaram ser interrompidas. Uma delas foi a migração para o Canadá.

As fronteiras permanecem fechadas até o dia 30 de Junho de 2020 podendo ser estendida. Por isso, tenho certeza que você quer saber o que foi alterado ou se ainda permanece do mesmo jeito. Sendo assim, vamos disponibilizar algumas informações que podem te ajudar, ok?

Adaptação dos Cursos

Antes de toda a pandemia causada pelo Novo Coronavírus, as aulas aconteciam presencialmente, por enquanto que o governo canadense não determina a reabertura dos Colleges e Universidades, as aulas serão adaptadas para a realidade online virtual. Algumas instituições reabrirão de forma on-line em Setembro, mas a decisão para todas as instituições ainda não foi informada.

Os alunos que irão estudar 01 semestre on-line e 01 semestre presencial poderá contar com a validade do ano letivo, o que você estudou não será perdido.

Em relação ao High School ainda está sendo refletido a reabertura das aulas presenciais pelo governo e provavelmente acontecerá assim: aulas presenciais e outras atividades à distância, no entanto, é importante frisar que ainda não há nada definido.

Permissão de estudos

A permissão de estudos precisa ter uma carta de aceitação da escola que você deseja estudar por um período superior a 06 meses, e permanece com o mesmo processo de antes. É preciso também deixar claro na carta de aceitação a possibilidade e o desejo de trabalhar e estudar onde o trabalho não pode ser superior a 50% do tempo do aluno.

Existe um escritório (Centro de Solicitação de Vistos) VAC no Canadá que está operando processos de pedidos de permissão de estudo e/ou trabalho de forma eletrônica, por essa razão, estão adiantando alguns processos de vistos que podem ocorrer sem a necessidade da presença no Canadá. Além disso, as aprovações estão dependendo da retomada das atividades vias aéreas e retorno das fronteiras. Mas, os vistos permanecerão válidos durante a pandemia.

Biometria no Canadá

As taxas de biometria estão valendo e quando as atividades forem retomadas no escritório poderá realizar o agendamento novamente das mesmas.

Existe a possibilidade de isentar a biometria em casos hiper específicos, ou seja, onde os estudantes precisam comparecer ao país para ajudar em assuntos referentes ao Novo Coronavírus, no entanto, não há nada definido neste caso.

A realização das biometrias no Brasil encontra-se, em sua maioria, fechadas. Porém você pode avaliar onde está funcionando os atendimentos aqui no Brasil.

O governo canadense ainda não pode receber os pedidos em papel pelos próximos meses , o processo está sendo totalmente on-line e ainda não sabemos se permanecerá dessa fora. Assim que as atividades no país forem acontecendo, o processo de solicitação de vistos também acontecerá. No momento, nos resta esperar.

Obtendo vistos para o Canadá enquanto as fronteiras estão fechadas

O Canadá está vetando todas as pessoas a entrarem ao país. As fronteiras, como dito anteriormente, permanecerão fechadas até o dia 30 de junho podendo ser estendido ou não.

Todos os pedidos de entrada no país precisam ser comprovados que há de fato a necessidade da sua ida ao Canadá nesse processo de pandemia. Todos os voos foram limitados pelo governo canadense até que tudo se estabilize ou até que percebam uma segurança no país.

No entanto, se você comprovar que a sua ida é necessária, ainda é preciso passar 14 dias em quarentena instituído pelo governo (com um programa especializado, local adequado em hotéis, refeições e acomodações planejadas).

O desejo do Canadá não é prejudicar ninguém, no entanto, porém, eles precisam encontrar segurança para que não aconteça novamente uma onda de contaminações. Todos os processos para a imigração permanecerão, pode até demorar, mas vai acontecer.

Por enquanto, vamos cuidando uns dos outros e desejando que tudo fique bem.

Categories
Vistos e documentações

Quais países precisam de visto?

Oláaa Dreamers, tudo bem com vocês?! No texto de hoje, explicamos de maneira super breve sobre quais países precisam de visto. Falamos mais especificamente de 7 países, que são os mais procurados quando se trata de intercâmbio para países de língua inglesa. Então vamos nessa! 😉

Quais países precisam de visto?

Primeiramente, começamos pela Nova Zelândia. Para entrar lá não é preciso visto para quem vai turistar ou vai estudar num período de até três meses. Entretanto, se você quiser estudar mais de três meses já é preciso um visto de estudo, que também serve para quem quer trabalhar. Todavia, é possível que você vá para lá como turista sem o visto, e quando passarem os três meses faça o pedido de visto de estudo. Mesma coisa na Inglaterra, em Malta e na Irlanda, com uma diferença, nesses países o prazo é de seis meses. Ou seja, se você for a turismo ou para estudar por um período de seis meses, não é preciso visto.

Em contraste com a Nova Zelândia e a Inglaterra, para entrar nos Estados Unidos, no Canadá (nesse link tem explicando todo o processo do Canadá) e na Austrália é preciso de visto! Independe o que você for fazer lá e do período que vai ficar, é necessário. Porém, vale lembrar que o visto estadunidense também vale para o Canadá, mas o canadense não vale para os Estados unidos, já que o processo de retirada de visto americano é o mais complicado de todos, tendo até que se passar por uma entrevista formal para retirá-lo.

PRESTE ATENÇÃO NAS MUDANÇAS!

Lembrando que esse texto foi publicado no dia 31/10/2019. Portanto, fique de olho em qualquer mudança que possa ter ocorrido no futuro que você está agora lendo nosso blog sobre quais países precisam de visto rsrsrsrs. Qualquer dúvida, comente em baixo ou nos envie em nosso insta @dreamsintercambios. Para solicitar um orçamento, estaremos deixando uma aba aqui em baixo para você preencher e entrarmos em contato! 🙂

Categories
Vistos e documentações

Visto para Dublin: saiba como estudar e trabalhar na Irlanda

Todo o processo é realizado na própria Irlanda. Mas aconselhamos já iniciar o processo aqui no Brasil. Pois tudo começa com a entrevista na Garda ( Escritório de Imigração Irlandês em Dublin).

Para você realizar a entrevista na Garda, onde você dará entrada na obtenção da carteira de identidade (IRP), é necessário que você mesmo

faça um agendamento no site do escritório de imigração da cidade clicando aqui. Neste site

você pode realizar, acompanhar ou cancelar um agendamento para a entrevista. Indicamos que você faça esse agendamento ainda no Brasil para poder se precaver de qualquer lotação em épocas de alta temporada. Apesar de nenhum aluno se prejudicar com uma entrevista mais tardia, sempre é bom fazermos isso o quanto antes para que o aluno já possa programar seu roteiro nos primeiros momentos no país.

Após o agendamento, você deve imprimir ou salvar em pdf o e-mail de confirmação enviado pelo escritório de imigração, pois será necessário na hora da entrevista. Para quem não está indo para Dublin não há agendamento, basta comparecer ao escritório de imigração local com os documentos para realizar a entrevista. Mas voltemos a Dublin.

O passo seguinte é :

A organização da sua comprovação financeira para aprovação do visto

De acordo com as leis de imigração da Irlanda o estudante precisa comprovar 3.000 euros em alguma conta. Essa comprovação pode ser feita de três maneiras:

  1. Apresentação de extrato em conta corrente, conta aplicação ou conta investimento

equivalente com assinatura e carimbo do gerente do banco. Alguns bancos ainda

fornecem o extrato em euro de acordo com a cotação do dia disponibilizada pelo

BACEN (Banco Central);

  1. Apresentação de extrato no cartão VTM;
  2. Apresentação de extrato com valor em conta corrente de um banco irlandês.

Com a entrevista marcada e o extrato financeiro organizado, a próxima etapa é o recolher todas as documentações necessárias para apresentar na Garda.

São eles:

  • Carta de aceite da escola provando o curso de 6 meses;
  • Seguro governamental;
  • Extrato bancário de 3000 euros.

Agora com o agendamento feito, comprovação financeira, comprovação de vínculo com a escola e seguro-saúde governamental, você está pronto para comparecer a sua entrevista.

A sua carteira de identidade (IRP) terá um custo de 300 euros que pode ser pago na hora através de cartão de crédito, débito ou VTM. Caso prefira pagar em dinheiro, será emitido um boleto para ser pago em banco e isso pode atrasar um pouco a emissão da sua carteira, por isso indicamos que você faça o pagamento em cartão na hora da entrevista. Após a análise de todos os documentos apresentados, e o conseqüente pagamento do valor de 300 euros, você será convidado pelo oficial de imigração a tirar uma foto (que constará no seu IRP) além da retirada de suas impressões digitais.

Tudo é feito no mesmo dia e de forma bastante rápida ao depender do número de solicitantes de visto que você encontrar no dia de sua entrevista. Estando tudo certo, o oficial de imigração verifica o número do seu cartão IRP, anota esse número no seu passaporte, juntamente com o carimbo do visto, e lhe entrega sua carteira do imigrante (IRP). Esse procedimento entre apresentar os documentos, tirar a foto, colher as impressões digitais, até a obtenção do cartão propriamente dito pode demorar algumas horas, portanto, vá preparado para um dia longo e de espera.

Depois disso, você pode desfrutar de seu curso e de sua viagem ao máximo e sempre lembrando que quando sair do país sempre se deve levar o passaporte e o IRP como forma de facilitar a sua “re-entrada” no país.