Categories
Dicas

Custo de vida em Orlando: economize nos Estados Unidos

O custo de vida em Orlando é um dos itens mais importantes para quem deseja estudar em uma das cidades mais ensolaradas e mágicas da Flórida. Mas, você sabe quais são os preços de alimentação? Transporte? Moradia? Se não, não precisa se preocupar, porque depois deste post, você vai ter uma lista dos itens e do que vai gastar em cada um deles, sem dúvida alguma sobre como é o custo de vida em Orlando.

Abaixo, sabe tudo sobre o custo de vida em uma das melhores cidades dos Estados Unidos:

O custo de vida em Orlando

O custo de vida em Orlando é um mistério que precisa ser resolvido por quem deseja visitar a cidade ou até mesmo morar nela por um bom tempo, pois a missão de se manter no país se torna bem complicada quando você não tem um planejamento econômico que seja efetivo.

Por isso, é importante que você leia este post até o final, para saber tudo sobre o custo de vida em Orlando, de forma rápida e objetiva, para que você viaje para os Estados Unidos sabendo exatamente como será a sua vida por lá.

Abaixo, confira a tabela de preços em diferentes segmentos importantes, utilizando a plataforma Expatistan, que utiliza dados coletados por nativos de um determinado país ou cidade para reunir informações cada vez mais exatas sobre o custo de vida nessas regiões:

Alimentação

Menu básico de almoço (incluindo uma bebida) no distrito comercial $ 14

Refeição combinada em restaurante de fast food (refeição big mac ou similar) US $ 8

500 gr de peito de frango desossado $ 5,18

1 litro de leite $ 0,97

12 ovos, grande $ 2,85

1 kg de tomates $ 5,56

500 gr de queijo local $ 7

1 kg de maçãs $ 3,54

1 kg de batatas $ 1,91

Meio litro de cerveja nacional no supermercado $ 2,56

2 litros de coca-cola $ 1,83

Pão para 2 pessoas por 1 dia $ 1,79

Moradia

Aluguel mensal por 85 m2 (900 sqft) de acomodação mobiliada em área cara $ 1.738

Aluguel mensal para 85 m2 (900 sqft) de acomodação mobiliada em área normal $ 1.325

Serviços públicos 1 mês (aquecimento, eletricidade, gás) para 2 pessoas em apartamento de 85m2 $ 212

Internet 8 Mbps (1 mês) $ 77

TV de tela plana de 40 “$ 287

Microondas 800/900 watts (bosch, panasonic, lg, sharp ou marcas equivalentes) $ 112

Detergente para roupas $ 12

Roupas

1 par de jeans (levis 501 ou similar) $ 56

1 vestido de verão em uma loja de rua (zara, h & m ou varejistas semelhantes) $ 46

1 par de tênis esportivos (nike, adidas ou marcas equivalentes) $ 97

1 par de sapatos masculinos de couro empresarial $ 109

Transporte

1 litro (1/4 galão) de gás $ 0,69

Bilhete mensal para transporte público $ 50

Viagem de táxi em dia útil, tarifa básica 8 km. (5 milhas) $ 18

Cuidados pessoais

Remédio para resfriado por 6 dias $ 5,88

1 caixa de antibióticos (12 doses) $ 14

Visita curta ao médico particular (15 minutos) $ 114

1 caixa com 32 absorventes $ 5,43

Desodorante roll-on $ 3,42

Shampoo para cabelos 2 em 1 $ 3,89

4 rolos de papel higiênico $ 4,08

Tubo de pasta de dente $ 2,44

Corte de cabelo masculino padrão na área de expatriados da cidade US $ 22

Entretenimento

Jantar básico para dois em pub do bairro $ 44

2 ingressos para o cinema $ 27

2 ingressos para o teatro (melhores lugares disponíveis) $ 154

1 coquetel no clube do centro $ 14

Cappuccino na área de expatriados da cidade $ 5,37

1 cerveja no bar da vizinhança $ 6

Ipad wi-fi 128gb $ 486

1 minuto. de tarifa móvel pré-paga (sem descontos ou planos) $ 0,64

1 mês de adesão a uma academia no distrito comercial $ 47

1 maço de cigarros marlboro $ 7

Custo de vida em Orlando

Comparando o custo de vida em Orlando

Para que você entenda melhor sobre o custo de vida em Orlando, decidimos criar um comparativo real entre as cidades de Orlando e a cidade de Nova York, que nos Estados Unidos, corresponde a um centro econômico com diversos recursos nacionais concentrados.

Agora, entenda o quão diferente é o custo de vida em Orlando, em relação a Nova York, uma das cidades mais populares dos Estados Unidos, utilizando mais uma vez o Expatistan.

AlimentaçãoOrlandoNova York
Menu básico de almoço (incluindo uma bebida) no distrito comercial$ 14$18
Refeição combinada em restaurante de fast food (refeição big mac ou semelhante)$ 8$9
500 gramas de peito de frango$ 5,18$6
1 litro de leite  (caixa grande)$ 0,97$1.11
12 ovos grandes$ 2,85$3.63
Pães para 2 pessoas por 1 dia$ 1,79$3.08
1kg de batatas$ 1,91$1.59
MoradiaOrlandoNova York
Aluguel mensal de 85 m2, mobiliado em uma área cara$ 1,738$4,101
Aluguel mensal de 85 m2, mobiliado em uma área normal$1,325$2,571
Utilidades por 1 mês para 2 pessoas (aquecimento, eletricidade e gás)$212$140
Internet 8 mbps (1 month)$77$55
TV de 40 polegadas$287$326
Microondas$112$206
Detergente$12$13
VestuárioOrlandoNova York
1 par de jeans$56$68
1 vestido de verão (zara ou h&m)$46$44
1 par de sapatos esportivos (nike, adidas e etc)$97$88
1 par de sapatos de couro$109$117
TransporteOrlandoNova York
1 litro de gasolina$0.69$0.89
Ticket de transporte público mensal$50$127
Viagem de táxi em tarifa básica, 8km.$18$29
Cuidados pessoaisOrlandoNova York
Remédio para resfriado$5.88$8
1 caixa de antibióticos$14$24
Consulta com médico particular$114$163
1 caixa com 35 absorventes$5.43$9
Desodorante$3.42$4.82
Shampoo para cabelo 2 em 1$3.89$8
4 rolos de papel higiênico$4.08$4.88
Tubo de pasta de dente$2.44$2.14
Corte de cabelo comum em área normal$22$32
EntretenimentoOrlandoNova York
Jantar básico para 2 em pub da vizinhança$44$63
2 ingressos para cinema$27$31
2 ingressos para teatro (melhores lugares)$154$397
1 drink coquetel no centro da cidade$14$17
1 cerveja em pub da vizinhança$6$7
iPad 128 GB$486$423
1 mês de mensalidade em academia$47$74

Sobre as tabelas comparativas, podemos perceber que o custo de vida em Orlando é muito mais interessante quando o assunto é economia, pois além de ser uma cidade que oferece diversos locais de visita e diversão, consegue ser 33% mais barata do que a cidade de Nova York.


Agora que você já sabe tudo sobre o custo de vida em Orlando, eu espero que você chegue arrasando nos Estados Unidos!

Até a próxima!

Categories
Imigração

Morar na Califórnia: saiba como ficar por mais tempo no estado

Quer morar na Califórnia mas não sabe como é a vida no estado ou como fazer a imigração? Então não precisa se preocupar, pois todas as suas dúvidas serão respondidas neste post, basta ler até o final. O estado da Califórnia é um dos melhores dos Estados Unidos para se viver, com vários benefícios e atrações para você. Pensando nisso, elaboramos um post completo sobre como é morar no estado.

Abaixo, confira como Morar na Califórnia:

Como é morar na Califórnia?

Essa é a pergunta que todas as pessoas que nunca esteve no estado de Califórnia, se fazem constantemente, pois além de ser um nome que já faz parte da sua imaginação desde sempre, por conta dos filmes, séries e notícias, o estado tem diversas qualidades que nem todo mundo costuma observar.

Confira de forma rápida e objetiva, o que o estado da Califórnia tem de melhor para oferecer à você:

Clima

Com um clima ensolarado e que pode variar entre 21 e 26ºC, o clima da Califórnia é perfeito para quem ama uma praia ou simplesmente aprecia o calor ameno que o sol do estado da Califórnia pode oferecer todos os dias. Com invernos que raramente podem esfriar as coisas, o estado tem um clima bem agradável, que mesmo sendo ensolarado na maior parte do tempo, não se equipara ao que podemos sentir aqui no Brasil.

O mercado de trabalho

Para morar na Califórnia, você precisa se manter economicamente, certo? Então por que não aprender sobre o mercado de trabalho local?

O mercado de trabalho da Califórnia é um dos que melhor se desenvolvem dentro dos Estados Unidos, principalmente depois de um ano complicado como 2020. Em dezembro de 2019, a taxa de desemprego estava em 4,10%. Em abril de 2020, o desemprego na Califórnia estava em 16%. Em 31 de agosto, com a recuperação da economia estadunidense, a taxa foi reduzida para 7,5%.

No estado da Califórnia existem 100 ocupações que terão uma alta taxa de crescimento até o ano de 2028, sendo algumas delas:

  • Estatísticos
  • Assistentes médicos
  • Analistas de segurança da informação
  • Enfermeira anestesista
  • Fonoaudiólogos
  • Profissionais de enfermagem
  • Professores de ensino superior, com especialidade em saúde
  • Fisioterapeutas
  • Físicos
  • Bioquímicos e biofísicos
  • Intérpretes e tradutores
  • Desenvolvedores web

Além disso, a Califórnia também é casa para o Vale do Silício, o maior campus tecnológico do mundo, e lar das maiores empresas de tecnologia do mundo. Então, se você deseja trabalhar com tecnologia, o estado da Califórnia é a melhor escolha para você.

Morar na Califórnia: Golden Gate Bridge

Entretenimento

Os californianos, os estadunidenses e até mesmo pessoas de diversos países, costumam dizer que o estado da Califórnia é o estado do entretenimento, principalmente pelo fato de que Hollywood é uma das suas maiores atrações turísticas e industriais. Porém, mesmo fora do mundo cinematográfico, o estado da Califórnia se destaca pela sua grande variedade de programas para os finais de semana.

Pensando em como não precisamos seguir um tipo de programa específico para o final de semana, saiba o que você pode fazer para se divertir no país:

Surfar em Santa Maria Beach, fazer um tour por Hollywood, conhecer a Disneyland, caminhar no calçadão de Venice Beach, curtir o Death Valley National Park, visitar Old Sacramento, surfar em Malibu, visitar o zoológico de San Diego, fazer um tour completo pela Ilha de Alcatraz, observar os vulcões no Lassen Volcanic National Park ou se aventurar em meio ao Sequoia National Park.

E não se engane achando que isso acaba por aí, pois na Califórnia você pode se divertir com tudo isso e muito mais.

Quer morar na Califórnia? Conheça as cidades primeiro

A Califórnia pode ser, de fato, um estado sensacional, mas este estado só tem esse tamanho e autoridade, por conta das cidades que fazem dele um dos estados mais incríveis dos Estados Unidos, sendo cada uma especial à sua maneira, com lugares e características que podem fazer uma delas ser o local perfeito para você.

Abaixo, conheça um pouco sobre as cidades da Califórnia e o que cada uma tem a oferecer de melhor:

Los Angeles

Quando dissemos que a Califórnia é um dos melhores estados para se divertir, nós estavamos, basicamente, falando sobre o quanto Los Angeles é incrível, pois esta cidade, que atualmente conta com pouco mais de 3,9 milhões de habitantes, é sem dúvidas um dos maiores pontos de diversão dos Estados Unidos.

Letreiro de Hollywood

Conhecida por abrigar a poderosa indústria de Hollywood e por ter uma diversidade de etnias, Los Angeles é uma das cidades mais requisitadas por quem deseja morar na Califórnia a curto ou a longo prazo. Além da indústria cinematográfica, a cidade também abriga gigantes da música como a Warner Music Group e Capitol Records. 

Em Los Angeles, você não pode deixar de visitar o Pier e a praia de Santa Mônica, que além de ser uma inspiração para jogos de sucesso como Grand Theft Auto: San Andreas, é um point incrível para fotos marcantes. Assim como a calçada da fama de Hollywood, em frente ao TCL Chinese Theatre.

San Francisco

A cidade conhecida por uma ponte que faz parte do imaginário de milhões de pessoas, tem os seus bondinhos e ladeiras em constante funcionamento, sendo além de ruas e transportes públicos, verdadeiros itens de cartões postais ao longo de todo o mundo.

A cidade de San Francisco ilustra filmes e séries, assim como é amplamente conhecida pela sua valorização de construções que valorizam o ar puro, contando com 220 parques abertos por toda a cidade, assim como a paisagem da Golden Gate Bridge, que desde 1933 ilustra cartões postais ao longo do mundo todo, assim como inspirou até mesmo a criação de um time de basquete, os Golden State Warriors.

San Francisco

A cidade de São Francisco conta com uma população de aproximadamente, pouco mais de 875 mil habitantes, e nela, você pode visitar a histórica Ilha de Alcatraz ou a Chinatown de San Francisco, que além de ser uma das maiores e mais velhas da América do Norte, é sem dúvidas, um destino que você precisa visitar enquanto estiver morando na cidade.

San Diego

Sendo a segunda maior cidade da Califórnia e a oitava maior dos Estados Unidos, San Diego é conhecida por um clima ameno, com 112 km de praias que servem de entretenimento puro para os pouco mais de 1,3 milhões de habitantes da cidade. A cidade também tem em seu leque de variedades, o San Diego Zoo, a LEGOLAND California, SeaWorld San Diego.

Morar na Califórnia: San Diego

À noite, você pode desfrutar da culinária da cidade, que na região, tem 6,4 mil restaurantes premiados. Assim como as artes, já que no Balboa Park, o maior parque cultural urbano dos Estados Unidos, existem 15 museus e várias galerias de arte, com jardins.

Em San Diego, você pode desfrutar de esportes radicais tropicais, como vela, caiaque, jet-ski, mergulho, pesca esportiva, e claro, o surf.

Como passar mais tempo na Califórnia?

Agora, como prêmio para você que leu até o final do post, é hora de falar sobre como você pode morar na Califórnia de forma legal, por mais tempo, sem ter problema algum com o governo estadunidense.

Morar na Califórnia

Os países de primeiro mundo enxergam a educação como algo essencial, uma base que serve de apoio para o país continuar evoluindo constantemente, sem retrocessos. Por isso, o caminho mais possível de imigração para estudantes estrangeiros, é por meio da educação, sendo ele por meio do CPT ou OPT.

“Mas, o que são CPT e OPT?”

O CPT, ou Curricular Practical Training, é um programa estadunidense que concede de forma temporária aos alunos que estão cursando uma universidade a permissão de trabalho. Sendo o estágio remunerado ou não, o CPT precisa ser concluído antes do término do seu curso.

Com o CPT, você poderá trabalhar 20 horas ou menos por semana, ou em período integral. Porém, trabalhando em período integral, você perderá a elegibilidade ao OPT.

O OPT, ou Optional Practical Training, é um programa estadunidense que concede aos estudantes com um visto F-1, a permissão de trabalho no país por até 1 ano, dentro da área de estudo do aluno, podendo ser exercido antes ou depois de concluir os seus estudos. 

“E como eu posso imigrar dessa forma?”

Durante o CPT ou OPT, você pode conseguir um sponsor, um patrocinador do seu visto em solo norte-americano. Enquanto estiver trabalhando em uma determinada empresa, o seu gerente, chefe ou dono da empresa, pode solicitar o seu visto de trabalho, criando uma ponte para a sua imigração no país.

Porém, lembre-se, este não é um caminho definitivo e não existe chance garantida de imigração por este meio. Mesmo assim, com o OPT, você consegue passar por mais tempo na Califórnia, desfrutando de tudo o que o estado tem a oferecer para você.


Ainda tem alguma dúvida de que morar na Califórnia é uma das melhores escolhas que você pode fazer na vida? Não perca tempo e viva o seu sonho!

Vejo você no próximo post!

Categories
Dicas

Intercâmbio em Orlando: muito além da Disney

O intercâmbio em Orlando é procurado por vários alunos estrangeiros ao longo do mundo, pelo simples fato de que ele pode ser incrível para o crescimento pessoal e também cultural do aluno. Porém, pode ser que você não saiba o quão incrível esse intercâmbio pode ser, principalmente se falamos sobre tudo o que você pode aprender nesta cidade incrível.

Confira abaixo sobre como é o intercâmbio em Orlando:

O intercâmbio em Orlando

Antes de falarmos sobre a cidade de Orlando, é importante que você saiba como será o seu intercâmbio na cidade, pois além de ser uma viagem incrível, a sua experiência também será educacional.

Então, é importante que você escolha o que melhor se encaixa com o seu perfil, e sabe o que combina com esse tipo de intercâmbio?

O intercâmbio em uma escola de idioma

Você pode estudar inglês no Brasil, e isso é, sem dúvida, algo importante para o seu crescimento pessoal e também cultural, sendo uma prática bem legal para evoluir enquanto não faz o seu intercâmbio.

Porém, aprender uma língua em outro país, é algo que vai além das expectativas, pois além de estar vivendo a cultura daquela língua, você também estará aprendendo diretamente com os nativos do país, o que facilita a prática e desenvolvimento do idioma, até mesmo por uma curta duração..

intercâmbio em Orlando

Uma escola de idioma tem o diferencial de ser o intercâmbio perfeito para quem deseja curtir a cidade de forma mais leve, sem aquela pressão acadêmica que uma universidade pode criar e facilitando a possibilidade da sua independência pessoal e financeira.

Assim, estudar em uma escola de idioma é o melhor caminho para quem deseja curtir mais a cidade e a sua cultura.

O transporte público na cidade de Orlando

Saber sobre o seu intercâmbio é importante, mas é ainda mais importante, saber sobre como será a sua locomoção no país, pois além de ser um ambiente totalmente diferente do que você está acostumado, também existem diferentes tipos de locomoção e objetivos específicos.

O transporte público é uma das coisas mais importantes de Orlando para você que deseja não apenas se locomover com eficiência para a escola, mas também para todos os lugares que você deseja, principalmente pelo fato de que a cidade costuma estar sempre cheia de turistas.

Assim, é importante que você otimize a sua locomoção com as opções que a cidade tem a oferecer, sendo elas: 

  • Ônibus LYNX
  • LYNMO
  • SunRail
  • Amtrak
  • Brightline
  • Bike/Scooter share

1 – Ônibus LYNX

Ônibus LYNX
Î

Os ônibus LYNX cobrem as cidades de Orlando, Orange, Seminole, Osceola e condado de Lake.

Além do serviço de ônibus, o LYNX também oferece serviços como:

FastLink, que funciona de forma mais direta, evitando grandes trajetos de grandes corredores.

O NeighbourLink, circuladores comunitários de serviço flexível e que ligam as pessoas das áreas mais remotas às mais populosas, com viagens agendadas.

Os Road Rangers são uma frota de caminhões que funcionam como um suporte para os motoristas da I-4.

E o Vanpool, um programa de assistência para pessoas viajarem de carro, utilizando uma van da própria LYNX.

2 – LYNMO

Intercâmbio em Orlando: LYNMO

O LYNMO é o melhor transporte público para quem deseja aproveitar a cidade de forma divertida e direta, pois ele foi feito especialmente para isso. Servindo como acesso rápido aos restaurantes, varejos e entretenimentos, o LYNMO opera em 4 linhas diferentes e objetivas.

3 – SunRail

SunRail at Church Street Station

O SunRail, ou trem de Orlando, tem a sua linha saindo de DeBary, no condado de Volusia e vai até a Poinciana, no condado de Osceola. Sendo apenas um bebê nascido em 2014, o SunRail possui 16 estações em quatro municípios, com 4 estações na cidade de Orlando.

4 – Brightline

Brightline Train

Indo de Miami até a Fort Lauderdale eWest Palm Beach, o Brightline é um trem expresso intermunicipal que funciona desde 2019.

5 – Bike Share

Scooters

Em caso de você não ser uma pessoa que gosta tanto de se locomover com um motorista constante, você pode utilizar o compartilhamento de bicicletas por GPS, que assim como o que já temos aqui no Brasil, funciona de forma muito mais organizada na cidade de Orlando.

O que eu posso visitar durante o meu intercâmbio em Orlando?

Fazendo um intercâmbio em Orlando, você terá uma grande variedade de locais para se divertir e também conhecer pessoas, principalmente se nós começarmos a falar sobre os parques temáticos, que entre eles, eu aposto que você até já conhece ao menos um. 

Quer saber o que visitar enquanto estiver fazendo um intercâmbio em Orlando? Sem ficar apenas no mundo mágico da Disney? Então vem comigo:

Kennedy Space Center

Viajar pelas estrelas pode estar um pouco longe para todos nós, mas em lugares específicos, podemos entender como tudo isso funciona, e esse é o caso do Kennedy Space Center, que não é um parque, mas sim um centro da própria NASA em Orlando, no Cabo Canaveral e pode ser visitado pelo público.

Kennedy Space Center

No lugar, você pode fazer um tour de ônibus pelas instalações, assistir a um filme espacial em 3D no cinema do local, jantar com um astronauta, conversar com exploradores do espaço e participar de atividades interativas.

Orlando Science Center

Sendo um ótimo lugar para pessoas de todas as idades, com experiências interativas e 2 cinemas bem grandes para o seu público, o Centro de Ciências de Orlando ensina ciências por meio da experiência prática dos seus visitantes, sendo um ótimo lugar para quem deseja se divertir ao mesmo tempo que aprende sobre o funcionamento das coisas.

Orlando Science Center
Foto: Travel and Leisure

Você pode visitar exposições, saber como é estar em meio a um terremoto ou furacão, saber como é estar dentro de uma nuvem, ou até mesmo curtir um tour com fósseis de dinossauros antigos.

Lake Eola Park

Este point é incrível por 2 fatores simples: gratuidade e diversão. Localizado no centro da cidade de Orlando, o Lake Eola Park é um dos melhores pontos para se conhecer na cidade. É um local iluminado e muito bonito em qualquer hora do dia, tendo um mercado semanal de fazendeiros e com várias atividades ao ar livre.

Intercâmbio em Orlando: Lake Eola Park

Epcot

O mundo mágico da Disney pode não aparecer por aqui como um destino específico, mas ele não poderia faltar como uma das paradas mais interessantes de Orlando. O Epcot é um dos parque temáticos do Walt Disney World Resort, onde os visitantes têm acesso à cultura mundial, natureza e os avanços tecnológicos da humanidade.

Intercâmbio em Orlando: EPCOT

Nele, você pode visitar uma nave espacial chamada Earth, que atualmente, é um dos pontos mais importantes da cidade de Orlando. Dentro da nave, você descobrirá vários métodos de comunicação da humanidade, dos tempos mais antigos até o contemporâneo.


Agora que você já está sabendo tudo sobre o intercâmbio em Orlando, tire as teias de aranha das suas malas e turbine o seu inglês em uma das melhores cidades dos Estados Unidos!

Até a próxima!

Categories
Higher Education

O que é Studienkolleg? Saiba tudo bem aqui

O Studienkolleg é um dos itens mais importantes para quem deseja estudar na Alemanha, principalmente se você deseja conseguir um diploma internacional em um dos maiores países da Europa. Pensando nisso, nós criamos um conteúdo exclusivo para você que deseja chegar na Alemanha sabendo tudo sobre esses cursos.

O que é Studienkolleg?

Todo ano, milhares de estudantes estrangeiros viajam para a Alemanha com o objetivo de conseguirem uma graduação internacional em uma das maiores potências da Europa. Porém, alguns acabam tendo dificuldades com a matrícula em determinadas instituições de ensino.

E isso se deve ao fato de que algumas instituições de ensino, não aceitam qualquer tipo de certificado de conclusão do ensino médio, por exemplo. fazendo com que esses alunos tenham que recorrer a instituições especializadas para a resolução deste problema 

Para o governo alemão, é importante que o aluno estrangeiro tenha uma preparação para conseguir ingressar no ensino superior do país. Assim, os alunos são preparados em instituições chamadas Studienkollegs, que funcionam como um curso preparatório para o ensino superior alemão.

Como aplicar para um Studienkolleg

1 – Verifique se o seu certificado de conclusão é válido para estudos na Alemanha. No site da Anabin, você conseguirá saber como é a avaliação do seu certificado escolar na Alemanha.

2 – Caso o seu certificado não seja aceito na Alemanha, você terá que fazer um curso de 1 ano em um Studienkolleg. 

3 – Informe-se sobre o Studienkolleg em que você irá estudar e os seus requisitos de ingresso, pois cada instituição tem os seus requisitos básicos.

4 – Verifique se você pode se matricular imediatamente, ou via o site https://www.uni-assist.de/.

5 – Pesquise sobre o exame de admissão do Studienkolleg que você escolheu. Geralmente, os próprios Studienkollegs disponibilizam esses testes online, para que você possa fazer uma simulação. Estando já na Alemanha, faça o exame de admissão e ingresse em um Studienkolleg.

Studienkolleg

Os tipos de curso no Studienkolleg

O Studienkolleg é uma instituição que, no geral, tem o objetivo de servir como uma ponte para o aluno internacional que precisa se adequar ao ensino superior da Alemanha. Porém, nem todos os cursos oferecidos pelo Studienkollegs são iguais, tendo especificações para quem deseja um determinado tipo de curso ou área de estudo. Abaixo, entenda os tipos de Studienkolleg, utilizando o Studienkolleg Dusseldorf como referência:

M-Course

O M deste curso vem de Medizin, ou medicina, e ele funciona com o intuito de preparar o aluno que deseja ingressar nos estudos da área de saúde, abrangendo diversos cursos dessa área

Na grade curricular do M-Course, o aluno encontrará um curso preparatório completo, com uma grade curricular preenchida pelas disciplinas de: alemão, biologia, física e química.

Após a conclusão, o aluno poderá ingressar nos cursos de:

  • Medicina (Medizin)
  • Odontologia (Zahnmedizin)
  • Farmácia (Pharmazie)
  • Biologia (Biologie) 
  • Bioquímica (Biochemie)
  • Microbiologia (Mikrobiologie)

Dentre outros cursos, que podem variar de acordo com a instituição de ensino que você escolher.

T-Course

Assim como o M do M-Course, o T deste curso vem da palavra Tecnologia. Este curso tem como foco a preparação de estudantes que desejam ingressar em cursos da área de tecnologia. Na grade curricular, você encontrará as disciplinas de: alemão, matemática, física e química.

Sendo aprovado, o aluno poderá ingressar nos seguintes cursos:

  • Engenharia mecânica (Maschinenbau)
  • Engenharia Civíl (Bauingenieurwesen)
  • Engenharia automotiva (Automobiltechnik)
  • Física (Physik)
  • Tecnologia da informação comercial (Wirtschaftsinformatik)
  • Engenharia e gestão industrial (Wirtschaftsingenieurwesen)
  • Engenharia de processos e materiais (Verfahrens- & Werkstofftechnik) 
  • Matemática (Mathematik)
  • Engenharia elétrica (Elektrotechnik)

Além, claro, de outros cursos da área de tecnologia que não foram citados acima e que podem estar presentes nas diferentes instituições da Alemanha, como as Hochschule, escolas superiores especializadas, ou as Fachhochschule, que também são especializadas, mas estaduais.

Studienkolleg

W-Course

O W-Course, Wirtschaft-Course, ou Curso da área de Ciências Econômicas, é popularmente procurado por alunos que buscam o diploma de graduação em economia ou administração de empresas. Na grades curricular deste curso, você encontrará: alemão, matemática, economia e inglês.

  • Ciências Econômicas (Wirtschaftswissenschaften)
  • Tecnologia da Informação Comercial (Wirtschaftsinformatik)
  • Economia (Volkswirtschaftslehre)
  • Ciências Sociais (Sozialwissenschaften)
  • Sociologia (Soziologie)
  • Turismo (Tourismus)
  • Ciência política (Politikwissenschaften)

G-Course

O G representa a área de ciências humanas, que em alemão, corresponde ao nome de Geisteswissenschaft. Então, assim como o nome já explica, esse curso é indicado para quem está determinado a ingressar nas graduações de cursos da área de humanas. As disciplinas do G-Course são: alemão, literatura alemã, história e ciências sociais.

Sendo aprovado no G-Course, você poderá ingressar nos seguintes cursos:

  • Estudos de língua e literatura alemã (Germanistik)
  • Teologia (Theologie)
  • Filosofia (Philosophie)
  • História (Geschichte)
  • Jornalismo (Journalismus)
  • Literatura alemã (Literaturwissenschaften)
  • Direito (Rechtswissenschaften)

No geral, todos os cursos têm a duração de 38 semanas, com 5 a 6 aulas por semana, com as tuition fees (mensalidade) em €5.500 por ano. Os cursos são divididos entre 2 semestres, sendo eles os de verão e o de inverno.

Dentre todos esses cursos, também existe o S-Course, que se dedica ao ensino d

“Mas afinal, para o que estarei me preparando?”

Todos os Courses têm o objetivo de fazer com que o aluno passe no FSP – Feststellungsprüfung (exame de qualificação universitária), que serve como um exame final para o Studienkolleg.

Passando neste exame, você poderá se inscrever em uma universidade de ensino superior da Alemanha.


Agora que você já sabe tudo sobre Studienkolleg, espero que você consiga a graduação alemã que você tanto sonhou. Caso queira saber mais sobre a vida na Alemanha, visite o nosso blog.

Até a próxima!

Categories
Dicas

Custo de vida em Malta: saiba como será o seu intercâmbio

Quer saber sobre o custo de vida em Malta de forma rápida e objetiva? Então não se preocupe, pois você veio ao lugar certo. Nós entendemos que nem todo mundo sabe sobre o custo de vida no país e como economizar por lá. Por isso, decidimos elaborar um post sobre o custo de vida no país, com dicas para economizar e o salário no país.

Abaixo, confira tudo sobre o custo de vida em Malta:

O custo de vida em Malta

O custo de vida em Malta costuma ser, popularmente, divulgado como baixo, já que existem algumas praticidades no país, principalmente para quem deseja economizar sem gastar muitos euros.

Custo de vida em Malta: alimentação, transporte e moradia

Como já fizemos em outros posts sobre o custo de vida em outros países, como: Canadá, Espanha, Irlanda e Austrália, nós utilizaremos a plataforma Numbeo, que além de ser ótima para calcular o custo de vida em um determinado país, também utiliza dados atualizados, então não se preocupe sobre estudar este post e ele não condizer com a realidade, certo?

Agora, chega de papo e vamos direto ao que importa, o custo de vida em Malta para você chegar arrasando em 2022:

Alimentação em restaurante

Refeição, restaurante barato 15,00 €

Refeição para 2 pessoas, restaurante de gama média, três pratos 60,00 €

McMeal no McDonalds (ou refeição combinada equivalente) 8,18 €

Cerveja doméstica (0,5 litro de chope) 3,00 €

Cerveja Importada (garrafa de 0,33 litro) 3,00 €

Cappuccino (normal) 2,25 €

Coca / Pepsi (garrafa de 0,33 litros) 1,83 €

Água (garrafa de 0,33 litros) 1,24 €

Alimentação em mercado

Leite (regular), (1 litro) 1,01 €

Pão Branco Fresco (500g) 1,17 €

Arroz (branco), (1kg) 2,19 €

Ovos (regular) (12) 2,52 €

Queijo Local (1kg) 9,15 €

Filetes de Frango (1kg) 7,45 €

Rodada de carne (1 kg) (ou carne vermelha de perna traseira equivalente) 14,51 €

Maçãs (1kg) 2,69 €

Banana (1kg) 1,92 €

Laranjas (1kg) 2,62 €

Tomate (1kg) 2,61 €

Batata (1kg) 1,97 €

Cebola (1kg) 2,12 €

Alface (1 cabeça) 1,58 €

Água (garrafa de 1,5 litros) 0,99 €

Garrafa de vinho (gama média) 6,00 €

Cerveja doméstica (garrafa de 0,5 litro) 1,59 €

Cerveja Importada (garrafa de 0,33 litro) 2,39 €

Cigarros 20 maços (Marlboro) 6,00 €

Transporte

Bilhete só de ida (transporte local) 2,00 €

Passe mensal (preço normal) 26,00 €

Início do táxi (tarifa normal) 6,00 €

Táxi 1km (tarifa normal) 2,00 €

Táxi 1 hora de espera (tarifa normal) 26,50 €

Gasolina (1 litro) 1,39 €

Volkswagen Golf 1.4 90 KW Trendline (ou carro novo equivalente) 22.500,00 €

Toyota Corolla Sedan 1.6l 97kW Comfort (ou carro novo equivalente) 24.638,80 €

Moradia

Apartamento (1 quarto) no centro da cidade 833,60 €

Apartamento (1 quarto) Fora do Centro 678,38 €

Apartamento (3 quartos) no centro da cidade 1.474,57 €

Apartamento (3 quartos) Fora do Centro 1.113,27 €

Utilidades

Básico (eletricidade, aquecimento, resfriamento, água, lixo) para apartamento de 85m2 87,14 €

1 minuto. de tarifa móvel pré-paga local (sem descontos ou planos) 0,30 €

Internet (60 Mbps ou mais, dados ilimitados, cabo / ADSL) 34,01 €

Dicas para economizar em Malta

Para economizar em Malta você precisa saber como o país funciona, pois o custo de vida depende de algumas qualidades que fazem dele único. Por isso, fique ligado nessas dicas que farão o seu intercâmbio ser muito mais proveitoso e também econômico.

Custo de vida em Malta: alimentação, transporte e moradia

1 – Malta é um país bem pequeno

Quando falamos sobre um país, já imaginamos as suas cidades, capitais e distritos, com uma ampla variedade. Em Malta, existe sim uma grande variedade de lugares, mas o arquipélago é sem dúvida, um país compacto, o que significa que você não gastará nada com transporte público, pois tudo sempre estará a alguns metros de você. Além disso, você também pode alugar bicicletas ou até mesmo quadriciclos, meios de transporte econômicos e totalmente acessíveis para que você consiga conhecer toda a ilha de Malta.

2 – Economize com alimentação

Em Malta você pode economizar utilizando os mercados como referência, pois além de promoverem uma alimentação bem mais saudável, barata, os mercados fornecem uma alimentação que pode durar muito mais tempo na sua geladeira. Você ainda pode melhorar o seu custo de vida em Malta se comprar em mercados locais, que ao contrário das grandes redes, oferecem preços muito mais baratos.

3 – Entretenimento gratuito

Tem coisas que nós não costumamos lembrar quando estamos nos planejando para viajar, e uma delas, é o fato de que o entretenimento no intercâmbio pode ser algo gratuito. Malta tem praias incríveis e paisagens que podem ser dignas de um passeio de alto nível, e todas de graça, fazendo com que você tenha ótimas memórias para guardar, com experiências incríveis, sem que precise gastar um valor acima da média.

O salário mínimo em Malta

Para sabermos de forma definitiva sobre o custo de vida em Malta e como ele pode ser benéfico para você, é necessário sabermos, primeiramente, como seria uma renda básica para quem estiver trabalhando, ou até mesmo estudando e trabalhando em Malta. E sim, você pode estudar e trabalhar no país.

O salário mínimo em Malta pode variar de acordo com a sua idade e horas trabalhadas. Então, utilizando uma mini-tabela disponibilizada pelo YesItMatters, temos:

18 anos ou +17 anos16 anos
40 horas semanais de trabalho em 2022€182.83€176.05€173.21

Logo, podemos concluir que em 4 semanas de trabalho, para um trabalhador de 18 anos ou mais, teremos o valor de 731.32 € por mês.

Você lembra dos valores que nós colocamos sobre a alimentação no mercado? Então, agora vamos somar tudo aquilo para que você saiba o quão baixo é o custo de vida de Malta em relação ao salário proposto.

Somando todos aqueles itens, que hipoteticamente você compraria, teríamos o valor de 70,48  €.

Mesmo trabalhando por meio-período, com 18 anos ou mais, você teria em mãos 91.41  €, o que seria mais do que suficiente para fazer uma feira completa, comprando tudo e muito mais, sobrando até mesmo para se divertir aos finais de semana ou criar uma reserva de dinheiro.

Ainda sobrou alguma dúvida sobre o custo de vida em Malta e se ele pode ser bom para você? Espero que não.

Até a próxima!

Categories
Higher Education

Conheça a universidade mais antiga do mundo

A Universidade de Bolonha é reconhecida por uma série de fatores importantes para quem se importa com alto nível educacional e oportunidades em diversas áreas de conhecimento. Porém, nem todo mundo conhece a universidade ou sabe do que ela é capaz, principalmente pela sua história e por sua evolução como uma universidade que está espalhada por uma certa região da Europa.

Abaixo, saiba tudo sobre a universidade de Bolonha:

A história da Universidade de Bolonha

O nome Alma Mater Studiorum: Università di Bologna é muito mais do que uma simples nomenclatura bonita, escrita em latim. A expressão em latim “Alma Mater Studiorum” significa “Mãe que nutre os estudos”. E assim tem sido a missão da Universidade de Bolonha, que desde 1088, educa alunos não só da Itália, mas do mundo.

A história da Universidade de Bolonha se inicia no começo do século 11, mas não pelas mãos do governo ou pela iniciativa de um grande conglomerado, mas sim quando um grupo informal de alunos começou a se reunir de forma espontânea, com alunos ricos vindo de outras regiões da Itália, trazendo livros e também empregados, fazendo com que rapidamente Bolonha ficasse conhecida como La Dotta (os eruditos) e também La Grassa (a gorda), por conta do seu crescimento acelerado.

Universidade de Bolonha

Assim, os alunos se tornaram uma parte importante da Comuna de Bolonha, que passou a apoiar os seus estudantes.

Agora que você já sabe o início de tudo, vamos fazer um resumo dos séculos que vêm pela frente para que você entenda tudo de forma rápida, completa e sem muitas voltas temporais. Abaixo, confira um resumo do que veio ao longo dos séculos:

  • No século 13, os alunos que frequentavam a Faculdade de Direito começaram a se agrupar, fundando as Universitates.
  • No século 14, os alunos perdem a sua autonomia, quando as autoridades locais e papais, começam a interferir no funcionamento da universidade. Até mesmo os professores sofreram com as imposições destas autoridades.
  • Século 15 – Por meio da fama, a instituição começa a atrair alunos de todo o mundo, tendo até mesmo papas e cardeais entre os seus alunos.
  • Século 16 – Com o objetivo de unificar o ensino e facilitar a fiscalização da igreja sobre o que acontecia na universidade, a igreja constrói as primeiras instalações unificadas da Alma Mater Studiorum, que antes disso, precisava das casas dos professores e ou em espaços alugados pela cidade para que pudesse ter aulas.
  • Século 17 ao 18 – Com a fiscalização rígida da igreja, a Universidade de Bolonha começa a perder alunos que não seguiam a religião imposta, fazendo com que ela caia em uma grande recessão, que durou dois séculos, tendo uma nova chance de crescer quando a Academia de Ciências do Instituto de Bolonha permite uma reação às restrições da igreja, fazendo com que a universidade volte a se reconectar com o ritmo da Europa daquele tempo.
Universidade de Bolonha
  • Século 19 – Desde o seu início, a Universidade de Bolonha era privada, se tornando pública após a chegada da República e posteriormente o reino da Itália, que transferiu a universidade para o Palazzo Poggi. Com a unificação italiana, Bolonha e a sua universidade conquistam novamente o seu valor histórico.
  • Século 20 – Em 18 de setembro de 1988, é criada a Magna Charta Universitarum, um documento assinado por 388 reitores e chefes de universidade de toda a Europa, contendo os princípios de liberdade acadêmica e autonomia institucional visando a evolução das universidades do futuro.
  • Século 21 – A universidade se deslocaliza e se torna o primeiro multicampus da Itália, estando presente por toda a região da Romagna, no norte da Itália. Assim, a universidade segue evoluindo com novas tecnologias e respeito pelo meio ambiente.

É muita história, né? Por isso decidimos deixá-la bem exposta através dos séculos, pois a universidade mais antiga do mundo tem tudo isso para contar e muito mais.

A estrutura educacional da Universidade de Bolonha

Agora que você já sabe sobre a história da universidade mais antiga do mundo, é hora de saber do que ela é capaz como uma instituição de ensino, pois afinal, ela é uma universidade e precisa alcançar ótimos níveis educacionais. Atualmente, a Universidade de Bologna ocupa a 166ª posição no ranking mundial de universidades.

Os programas da universidade

A universidade conta com 243 programas de graduação, sendo 97 internacionais, com 80 lecionados em inglês, 5 Erasmus Mundus e 46 desses programas sendo responsáveis por graduações duplas ou até mesmo múltiplas.

A universidade também conta com 48 programas de PhD, sendo 43 deles ensinados em inglês.

Quando o assunto é mestrado, a universidade também não fica atrás, já que são 122 cursos de mestrado, sendo 24 deles internacionais.

Além de tudo isso, existem 55 escolas de especialização, sendo 43 delas, escolas de especialização médica e 11 não-médicas.

Sendo assim, nem se preocupe em saber se pode estudar na universidade ou não, pois ela tem um compromisso com o futuro e com os estudantes que quiserem adentrar nela, sendo eles italianos ou não.

Os cursos

Os cursos oferecidos pela Alma Mater, podem variar de acordo com o que você deseja, sendo divididos por área e de acordo com os 243 programas que a universidade possui. Confira abaixo os cursos que são ofertados pela Universidade de Bolonha em 2022:

  • Agricultura e ciências do alimento
  • Economia e gestão
  • Educação
  • Engenharia e arquitetura
  • Humanas
  • Linguagens e literaturas, interpretação e tradução
  • Lei
  • Medicina
  • Farmácia e biotecnologia
  • Ciências políticas
  • Psicologia
  • Ciências
  • Sociologia
  • Ciências dos esportes
  • Estatísticas
  • Medicina veterinária

Dando um exemplo do que você poderá encontrar em uma área de medicina, por exemplo, existem os cursos de dietética, higiene dental, medicina e cirurgia, biotecnologia medicinal, enfermagem e muitos outros.

Os multicampus

Como dissemos acima, na história da Universidade de Bolonha, houve uma grande expansão pela região do norte da Itália, onde a instituição se tornou a primeira a realizar esta prática. Atualmente, a universidade já se divide entre Bolonha, Cesena, Forlí, Ravenna, Rimni e cruzando os mares, em Buenos Aires.

Universidade de Bolonha

A infraestrutura

A universidade de Bolonha se divide em partes importantes, que fazem dela a gigante histórica que se mantém até hoje, como: salas de aula, departamentos específicos para auxílio dos cursos, centros de pesquisa industrial, bibliotecas e até mesmo museus.

Universidade de Bolonha

Curtiu a Universidade de Bolonha? É muita história e benefício em um único lugar, né? Espero que agora você saiba tudo sobre a universidade.

Até a próxima!

Categories
Higher Education

O segredo por trás da Ivy League

A Ivy League é uma das maiores invenções educacionais quando o assunto é estar em alto nível de educação superior, mas você sabe o que essa sigla funciona, por que ela existe e o que é de fato a Ivy League? Bom, nós temos todas as respostas para essas dúvidas e muito mais, basta ler até o final para ficar um verdadeiro expert no assunto.

Confira abaixo o que é a Ivy League e por que ela é tão requisitada:

O que é a Ivy League?

Quando o assunto é educação, as pessoas, popularmente se reúnem em um único pensamento: “Eu quero estudar na melhor universidade”. Mas, qual é a melhor universidade? O que determina o quão incrível aquela instituição de ensino pode ser?

São perguntas que podem ser respondidas com pequenos quesitos e resoluções para os seus estudantes, como: nível de graduação dos seus professores, infraestrutura, investimentos, a taxa de empregabilidade dos seus formandos, entre outros.

Brasões das universidades da Ivy League

A Ivy League consegue reunir todos esses quesitos e muito mais, mas afinal, o que é a Ivy League?

A Ivy League, ou The Ancient Eight (As oito anciãs) é um conjunto de 8 universidades que estão localizadas, em sua maior parte, no nordeste dos Estados Unidos, sendo elas: Harvard, Cornell, Brown, Princeton, Dartmouth, Yale, Columbia e a Universidade da Pensilvânia.

A Ivy League nasceu nos esportes, mesmo ainda não tendo este nome, quando a NCAA – National Collegiate Athletic Association, criou a Divisão A-1, que reunia apenas a elite das instituições que participavam do futebol americano, assim como no basquete.

E mesmo sem utilizar este nome, o elitismo dessas escolas já se mostrava dentro de campo, pois todas elas se mantinham em alto nível de competição na divisão, fazendo com que elas se tornassem, de fato, uma liga de elite, que transcendeu os esportes e se tornou referência educacional em âmbito mundial.

Nos Estados Unidos, e também no mundo, estas instituições são vistas como a elite educacional que aceita apenas o melhor dos melhores, com processos rigorosos de admissão, assim como o oferecimento de bolsas de estudo para alunos nativos e internacionais, que possam trazer títulos esportivos importantes para a universidade.

Conheça as universidades da Ivy League

Você já aprendeu sobre o que é a Ivy League, agora é hora de saber quem são as universidades que compõem este grupo seleto de universidades, que até hoje são popularmente relevantes a nível mundial de qualidade de ensino.

Harvard

Harvard logo - Ivy League

Sendo a universidade mais antiga dos Estados Unidos da América, Harvard é uma instituição privada, localizada em Massachusetts, Cambridge e Boston, e fundada em 1636.

 A universidade de Harvard tem costume de sempre figurar na primeira posição de diversos rankings mundiais sobre instituições de ensino superior, o que resulta no seu grande prestígio, fazendo dela uma das universidades mais famosa do mundo, sendo citada em filmes e séries, tendo uma reputação que ultrapassa os limites dos EUA, resultando em uma grande quantidade de alunos internacionais, que anualmente, disputam as bolsas de estudo para que possam fazer parte da elite educacional.

Cornell

Cornell University logo

Localizada em Nova York e fundada em 1865 por Ezra Cornell e Andrew Dickson White, a Universidade de Cornell é uma instituição de pesquisa privada e parceira da State University of New York. A universidade conta com 119 mestres em seu corpo docente e expõe o compromisso de abranger todos os campos de conhecimento dentro das suas paredes.

Brown

Brown University - Logo

A Brown University foi fundada em 1764, quando os Estados Unidos nem mesmo eram independentes da Inglaterra, e desde então, a universidade localizada em Providence, na Nova Inglaterra, tem se provado como uma das melhores instituições de ensino do país, responsável pela graduação de diversos famosos que já conhecemos das grandes telas, como Emma Watson, John Krasinski, Julie Bowen e Laura Linney.

Princeton

Princeton University - Ivy League

Assim como a universidade de Harvard e Yale, você com certeza já deve ter ouvido falar na universidade de Princeton em filmes e séries, mas ela definitivamente não se resume a isso. Fundada em 1746, a universidade de Princeton, atualmente, no ranking National Universities, está em 1º lugar, deixando para trás a renomada Harvard, a tradicional Columbia e o grande MIT. Além disso, Princeton é uma instituição de referência no curso de direito.

Dartmouth

Dartmouth College - Ivy League

Fundada em 1769 e tendo um clima muito mais voltado ao ar livre nos campos de New Hempshire, a Dartmouth College é conhecida por ser uma instituição menor, com um estilo único de ensino, com pequenas salas, que consequentemente tem menos alunos, resultando em um aprendizado muito mais aprofundado e rigoroso, que também se reflete nos seus níveis acadêmicos.

Yale

Yale Logo - Ivy League

Sendo uma instituição privada, a segunda mais antiga dos Estados Unidos e fundada em 1701, Yale está localizada em New Haven, Connecticut, podendo ser considerada uma grande e ótima casa para quem ama a arte da atuação, música, ciências sociais, ciências biológicas e biomédicas, história, engenharia, matemática e estatística.

Columbia

Columbia University - Ivy League

Fundada em 1754, a Columbia University tem um campus de característica mais urbana e utiliza as cores azul e branco como o grande destaque do seu brasão. A universidade se orgulha de ter em seu histórico alunos que marcaram época e que fazem parte do hall da fama da instituição, incluindo 4 presidentes, 46 campeões olímpicos, 84 ganhadores do prêmio nobel e mais de 90 ganhadores do Pulitzer.

Pensilvânia

University of Pennsylvania - Ivy League

Há 281 anos, a Universidade da Pensilvânia ganhava vida em um local que você já pode imaginar. Isso mesmo, na Pensilvânia. Em 1740 era fundada a universidade responsável por ministrar e promover a graduação nos cursos de Business, administração, marketing, ciências sociais, ciências biológicas e biomédicas, engenharia, filosofia, estudos religiosos e muitas outras possibilidades. 


Como você pode ver, a Ivy League é um grupo bem diversificado, que na sua base, apenas busca promover um alto nível educacional para os melhores alunos, que buscam se qualificar da melhor forma.

Espero que você tenha entendido tudo e que tenha virado um verdadeiro expert no assunto. Até a próxima! 

Categories
Imigração

Vale do Silício: o que é, as empresas e a imigração

O Vale do Silício é um local incrível e com vantagens incríveis para quem deseja trabalhar com tecnologia, conquistando aquele emprego dos sonhos em uma empresa de alto nível internacional. Porém, nem todo mundo sabe disso, e se sabe, não entende muito bem sobre os detalhes que fazem desse lugar uma verdadeira máquina de evolução tecnológica.

Abaixo, saiba tudo sobre o Vale do Silício e se você pode trabalhar neste lugar incrível:

O que é o Vale do Silício?

 Muitas pessoas costumam se perguntar: “O que é o Vale do Silício e por que tantas pessoas falam nele?”. Bom, a primeira coisa que podemos deixar bem clara para você, é que essa dúvida é bem comum e as pessoas até costumam pensar que o local é um ponto turístico, com campos verdejantes e tudo mais.

E ele pode até ser um local turístico, pois sem dúvida, milhares de pessoas vão até o Vale do Silício para entender o quão grandioso é o berço de milhares startups norte-americanas. Porém, esse não é nem de perto o foco deste polo tecnológico incrível.

Vale do Silício

O Vale do Silício nasceu em 1950, na Califórnia, Estados Unidos, com o objetivo de ser um local incentivador do avanço científico e tecnológico, já que o governo estadunidense, nesta época, precisava lidar com o fim da segunda guerra mundial e o início da guerra fria, tendo que investir muito mais em tecnologia.

Assim, o Vale do Silício se tornou um grande fornecedor de tecnologia para o avanço tecnológico das forças norte americanas, com os seus chips e placas de última geração, que por sinal, deram origem ao nome do local.

O elemento químico “Sí” é a base da criação dos chips e circuitos eletrônicos, que se tornaram a grande marca de criação no lugar, tendo empresas renomadas do ramo dentro do vale, como a AMD, responsável por processadores potentes para quem ama o mundo dos jogos ou até mesmo a HP, que fornece vários componentes de hardware para computadores mais básicos.

A geografia do Vale do Silício

Ao contrário do que algumas pessoas podem pensar, o vale não é um grande lugar de co-working ou um campus com empresas aglomeradas, mas sim uma grande região que abrange uma grande parte da Califórnia, ocupando uma área que se estende da cidade de São Francisco até a cidade de San José.

Mapa do Vale do Silício

Dentre São Francisco e San José o Vale do Silício abrange as cidades de Palo Alto, Santa Clara, Campbell, Cupertino, Fremont, Los Altos, Los Gatos, Saratoga, Mountain View, Milpitas, Newark, Redwood City, Union City e Menlo Park.

Quais são as empresas do Vale?

Acima nós falamos sobre a AMD e a HP, que já são conhecidas no meio da informática básica. Porém, existem muitas outras empresas incríveis que estão dentro do Vale do Silício. Abaixo, saiba sobre algumas delas, sem uma ordem de ranking que diferencie qual é a melhor, mas sim para que você saiba o quão diversificada pode ser a região:

1 – Apple

Criada por Steve Jobs e Steve Wozniak, a gigante dos eletrônicos e também responsável por softwares que auxiliam o público em escala mundial, foi fundada em 1976 e atualmente tem o seu valor de mercado estimado em US$ 611.9 bilhões.

2 – Facebook

A gigante comandada por Mark Zuckerberg e que começou como uma rede social, hoje já atinge o mundo inteiro e abrange outras plataformas como o Instagram e o Whatsapp. Atualmente, a empresa vale US$ 1,01 trilhão.

3 – Google

A maior ferramenta de busca online do mundo, dispensa apresentações, até porque, você provavelmente chegou a este post por meio dos mecanismos de pesquisa dessa gigante da tecnologia, que interliga pessoas a conteúdos multimídia em qualquer lugar do mundo.

4 – Nvidia

Seja para games ou para mineração de moedas virtuais, você com certeza já deve ter ouvido falar no termo “placa de vídeo”. E a NVidia é referência neste assunto, pois além de ser a maior desenvolvedora de placas de vídeo do mundo, a Nvidia é referência no mercado quando o assunto é tecnologia gráfica.

5 – Eletronic Arts

E falando no mundo dos jogos, precisamos falar sobre a responsável por desenvolver jogos de sucesso como: The Sims, FIFA, Battlefield, Titanfall e o mais recente, Apex Legends. A Eletronic Arts é o sonho de todo desenvolvedor de games que deseje ganhar o mundo.

Brasileiros podem trabalhar no Vale do Silício?

Todo mundo pode trabalhar no Vale do Silício, basta que se mantenha capacitado da melhor forma possível, com um currículo alinhado com os propósitos atuais da empresa e, claro, com as melhores experiências educacionais.

E para reforçar isso, você sabia que atualmente existem 39 empresas fundadas por brasileiros no Vale do Silício? Pois é. O lugar não cresceu do nada, crescendo apenas com empresas de dentro dos EUA. A diversidade é o que faz do Silicon Valley o que ele é hoje, com empresas de diferentes países formando um campus tecnológico gigante.

Startups como a Brex, que foi criada pelos brasileiros Henrique Dubugras e Pedro Franceschi em 2017, é um dos exemplos dessa grande transformação que o Vale do Silício promove aos seus participantes.

Para reforçar, podemos utilizar um estudo recente, feito pela National Foundation for American Policy, indicando que mais da metade (55%) das empresas unicórnio no Vale do Silício foram fundadas por um imigrante, então não precisa se preocupar se você pode trabalhar no Vale do Silício, mas sim como você pode se capacitar da melhor forma possível para estar lá.

Categories
Higher Education

Por que eu deveria estudar na Nova Zelândia?

Você sabia que estudar na Nova Zelândia é uma das melhores decisões que você pode tomar na vida? Não? Bom, você pode saber tudo bem aqui, de forma rápida e também direta, basta ler até o final para saber tudo sobre estudar na Nova Zelândia e quais são os pontos mais fortes desse país como uma potência educacional.

Abaixo, saiba tudo sobre como e o porquê de estudar na Nova Zelândia:

Por que estudar na Nova Zelândia?

A Nova Zelândia pode ser conhecida por ser um ótimo país em diversos aspectos, como um ótimo ponto turístico, com uma cultura extremamente rica, lugares estonteantes para passeios e até mesmo esportes radicais. Porém, você sabia que o país é um dos melhores do mundo para se ter uma experiência educacional? Pois é. 

Abaixo, entenda por que estudar na Nova Zelândia é uma das melhores:

Alto nível educacional

É bem comum que países orientais de origem asiática, como Japão e China, sejam vistos como potenciais educacionais, com alunos que costumam trazer cada vez mais resultados e prêmios para os respectivos países. Porém, nem tudo do lado oriental do globo se resume à Ásia.

A Nova Zelândia não fica atrás dos seus vizinhos orientais quando o assunto é educação, aliás, ela fica bem na frente. Usando como exemplo o ranking internacional de Educação para o Futuro de 2019, do The Economist, a Nova Zelândia aparece em 3º lugar, figurando na frente de países como: Japão, Alemanha, Austrália, Suíça, Canadá, Holanda e Singapur, ficando atrás apenas da Finlândia e da Suécia.

Estudar na Nova Zelândia

Cidades incríveis

Vamos pensar de forma ampla: a Nova Zelândia é um país que se divide entre cidades, que têm vidas diferentes e culturas de cotidiano diferentes. E o melhor de tudo isso, é saber que a Nova Zelândia tem várias cidades que se dividem entre economia, diversão e educação.

Em Auckland, por exemplo, a principal cidade da Nova Zelândia, você pode encontrar um mercado de trabalho aquecido e também uma grande variedade de instituições de ensino, indo de escolas de idioma até universidades. Assim como em Wellington, que além de ser a capital do país, também é um grande centro financeiro e comercial.

Para fazer um intercâmbio na Nova Zelândia, basta escolher a cidade que mais se adequa ao seu estilo de vida.

Ótimo mercado de trabalho

O sonho de todo estudante é concluir os seus estudos e conseguir uma boa oportunidade profissional, para que consiga desfrutar de uma boa qualidade de vida. 

E na Nova Zelândia, isso é uma realidade possível, pois segundo estatísticas disponibilizadas pelo próprio governo da Nova Zelândia, a taxa de empregabilidade se mantém acima da média, até mesmo depois de um período atribulado, como o ano de 2020.

Atualmente, a taxa de desemprego, atualmente, chega a 4%, menor do que a sua anterior de 4.7% e bem perto da mais baixa da história, 3,4%.

Usando Auckland como exemplo, a taxa de emprego para homens se mantém em 72%, enquanto as mulheres marcam a porcentagem de 62%, com ótimas taxas de crescimento no primeiro trimestre do ano de 2021.

Qualidade de vida

Esse item, é sem dúvidas, o mais importante para quem deseja mudar de vida enquanto estuda em outro país. A qualidade de vida é um ponto que sempre abordamos dentro dos nossos conteúdos aqui na Dreams, pois além de ser um fator essencial para uma ótima experiência de educação internacional, a qualidade de vida reúne a saúde, educação, segurança, poder de compra e até mesmo o custo de vida de um país ou cidade.

A Nova Zelândia é um dos melhores países do mundo quando o assunto é qualidade de vida, uma prova disso, é a frequente presença da cidade de Auckland nos rankings de melhores cidades do mundo para se viver.

Como você pode estudar na Nova Zelândia?

Antes de estudar na Nova Zelândia, você precisa saber qual será o seu foco de estudo no país, pois a partir dele, você poderá saber os valores, cargas horárias e até mesmo o plano de carreira que você deseja seguir dentro do mercado de trabalho internacional. Abaixo, confira qual caminho você pretende seguir para estudar na Nova Zelândia:

Lago Tekapo na Nova Zelândia

Escola de idioma

As escolas de idioma, geralmente, são voltadas para os alunos internacionais que desejam estudar e trabalhar na Nova Zelândia, com foco no estudo da língua inglesa e a sua prática, por isso, geralmente é indicado para quem deseja fazer uma renda extra enquanto enriquece o currículo a longo prazo.

NZIST

O Instituto de Habilidades e Tecnologia da Nova Zelândia, ou atualmente conhecido como TePūkenga, é responsável por oferecer cursos vocacionais voltados para o mercado de trabalho do país, o que facilita a ponte de estudo e trabalho para quem deseja ter uma profissão de forma mais rápida no país. 

O TePūkenga tem características parecidas com o TAFE da Austrália, mas funcionando de forma mais ampla e única, em várias regiões do país.

Além disso, também estão abrigados os ITPs, os Institutos de Tecnologia e Politécnicos, que contém uma variedade de cursos em tecnologia e que permitem estudar e trabalhar enquanto você estiver matriculado. Estudando em um ITP, você consegue trabalhar 20 horas por semana, podendo chegar ao horário completo de trabalho em período de férias.

Universidade

Assim como em muitos outros países, as universidades são responsáveis pelo último grau de formação, sendo o último nível do ensino terciário na Nova Zelândia, fornecendo diplomas de graduação superior como o bacharelado, mestrado e também doutorado.

Após o término dos seus estudos, você pode aplicar para o PSW neozelandês, um visto que permite o trabalho após a formação acadêmica em uma instituição de ensino regulamentada pelo governo.

Independente do caminho que você decidir escolher para estudar na Nova Zelândia, pode ter certeza de que o seu currículo estará ganhando níveis internacionais, mas tenha em mente que o caminho certo, decide o melhor futuro para você, certo?

Obrigado por ler até aqui e até a próxima!