Categories
Dicas

Custo de vida em Malta: saiba como será o seu intercâmbio

Quer saber sobre o custo de vida em Malta de forma rápida e objetiva? Então não se preocupe, pois você veio ao lugar certo. Nós entendemos que nem todo mundo sabe sobre o custo de vida no país e como economizar por lá. Por isso, decidimos elaborar um post sobre o custo de vida no país, com dicas para economizar e o salário no país.

Abaixo, confira tudo sobre o custo de vida em Malta:

O custo de vida em Malta

O custo de vida em Malta costuma ser, popularmente, divulgado como baixo, já que existem algumas praticidades no país, principalmente para quem deseja economizar sem gastar muitos euros.

Custo de vida em Malta: alimentação, transporte e moradia

Como já fizemos em outros posts sobre o custo de vida em outros países, como: Canadá, Espanha, Irlanda e Austrália, nós utilizaremos a plataforma Numbeo, que além de ser ótima para calcular o custo de vida em um determinado país, também utiliza dados atualizados, então não se preocupe sobre estudar este post e ele não condizer com a realidade, certo?

Agora, chega de papo e vamos direto ao que importa, o custo de vida em Malta para você chegar arrasando em 2022:

Alimentação em restaurante

Refeição, restaurante barato 15,00 €

Refeição para 2 pessoas, restaurante de gama média, três pratos 60,00 €

McMeal no McDonalds (ou refeição combinada equivalente) 8,18 €

Cerveja doméstica (0,5 litro de chope) 3,00 €

Cerveja Importada (garrafa de 0,33 litro) 3,00 €

Cappuccino (normal) 2,25 €

Coca / Pepsi (garrafa de 0,33 litros) 1,83 €

Água (garrafa de 0,33 litros) 1,24 €

Alimentação em mercado

Leite (regular), (1 litro) 1,01 €

Pão Branco Fresco (500g) 1,17 €

Arroz (branco), (1kg) 2,19 €

Ovos (regular) (12) 2,52 €

Queijo Local (1kg) 9,15 €

Filetes de Frango (1kg) 7,45 €

Rodada de carne (1 kg) (ou carne vermelha de perna traseira equivalente) 14,51 €

Maçãs (1kg) 2,69 €

Banana (1kg) 1,92 €

Laranjas (1kg) 2,62 €

Tomate (1kg) 2,61 €

Batata (1kg) 1,97 €

Cebola (1kg) 2,12 €

Alface (1 cabeça) 1,58 €

Água (garrafa de 1,5 litros) 0,99 €

Garrafa de vinho (gama média) 6,00 €

Cerveja doméstica (garrafa de 0,5 litro) 1,59 €

Cerveja Importada (garrafa de 0,33 litro) 2,39 €

Cigarros 20 maços (Marlboro) 6,00 €

Transporte

Bilhete só de ida (transporte local) 2,00 €

Passe mensal (preço normal) 26,00 €

Início do táxi (tarifa normal) 6,00 €

Táxi 1km (tarifa normal) 2,00 €

Táxi 1 hora de espera (tarifa normal) 26,50 €

Gasolina (1 litro) 1,39 €

Volkswagen Golf 1.4 90 KW Trendline (ou carro novo equivalente) 22.500,00 €

Toyota Corolla Sedan 1.6l 97kW Comfort (ou carro novo equivalente) 24.638,80 €

Moradia

Apartamento (1 quarto) no centro da cidade 833,60 €

Apartamento (1 quarto) Fora do Centro 678,38 €

Apartamento (3 quartos) no centro da cidade 1.474,57 €

Apartamento (3 quartos) Fora do Centro 1.113,27 €

Utilidades

Básico (eletricidade, aquecimento, resfriamento, água, lixo) para apartamento de 85m2 87,14 €

1 minuto. de tarifa móvel pré-paga local (sem descontos ou planos) 0,30 €

Internet (60 Mbps ou mais, dados ilimitados, cabo / ADSL) 34,01 €

Dicas para economizar em Malta

Para economizar em Malta você precisa saber como o país funciona, pois o custo de vida depende de algumas qualidades que fazem dele único. Por isso, fique ligado nessas dicas que farão o seu intercâmbio ser muito mais proveitoso e também econômico.

Custo de vida em Malta: alimentação, transporte e moradia

1 – Malta é um país bem pequeno

Quando falamos sobre um país, já imaginamos as suas cidades, capitais e distritos, com uma ampla variedade. Em Malta, existe sim uma grande variedade de lugares, mas o arquipélago é sem dúvida, um país compacto, o que significa que você não gastará nada com transporte público, pois tudo sempre estará a alguns metros de você. Além disso, você também pode alugar bicicletas ou até mesmo quadriciclos, meios de transporte econômicos e totalmente acessíveis para que você consiga conhecer toda a ilha de Malta.

2 – Economize com alimentação

Em Malta você pode economizar utilizando os mercados como referência, pois além de promoverem uma alimentação bem mais saudável, barata, os mercados fornecem uma alimentação que pode durar muito mais tempo na sua geladeira. Você ainda pode melhorar o seu custo de vida em Malta se comprar em mercados locais, que ao contrário das grandes redes, oferecem preços muito mais baratos.

3 – Entretenimento gratuito

Tem coisas que nós não costumamos lembrar quando estamos nos planejando para viajar, e uma delas, é o fato de que o entretenimento no intercâmbio pode ser algo gratuito. Malta tem praias incríveis e paisagens que podem ser dignas de um passeio de alto nível, e todas de graça, fazendo com que você tenha ótimas memórias para guardar, com experiências incríveis, sem que precise gastar um valor acima da média.

O salário mínimo em Malta

Para sabermos de forma definitiva sobre o custo de vida em Malta e como ele pode ser benéfico para você, é necessário sabermos, primeiramente, como seria uma renda básica para quem estiver trabalhando, ou até mesmo estudando e trabalhando em Malta. E sim, você pode estudar e trabalhar no país.

O salário mínimo em Malta pode variar de acordo com a sua idade e horas trabalhadas. Então, utilizando uma mini-tabela disponibilizada pelo YesItMatters, temos:

18 anos ou +17 anos16 anos
40 horas semanais de trabalho em 2022€182.83€176.05€173.21

Logo, podemos concluir que em 4 semanas de trabalho, para um trabalhador de 18 anos ou mais, teremos o valor de 731.32 € por mês.

Você lembra dos valores que nós colocamos sobre a alimentação no mercado? Então, agora vamos somar tudo aquilo para que você saiba o quão baixo é o custo de vida de Malta em relação ao salário proposto.

Somando todos aqueles itens, que hipoteticamente você compraria, teríamos o valor de 70,48  €.

Mesmo trabalhando por meio-período, com 18 anos ou mais, você teria em mãos 91.41  €, o que seria mais do que suficiente para fazer uma feira completa, comprando tudo e muito mais, sobrando até mesmo para se divertir aos finais de semana ou criar uma reserva de dinheiro.

Ainda sobrou alguma dúvida sobre o custo de vida em Malta e se ele pode ser bom para você? Espero que não.

Até a próxima!

Categories
Intercâmbio Estudo e Trabalho

Intercâmbio em Malta: 5 benefícios que você não sabia

O intercâmbio em Malta é uma das coisas mais legais que você pode fazer na vida. Mas, pode ser que você não saiba disso, porque mesmo sendo um país incrível, Malta costuma ter uma propagação de informações mais tímida. Pensando nisso, nós preparamos um conteúdo rápido e completo sobre os benefícios que você terá enquanto estiver fazendo um intercâmbio em Malta.

Confira abaixo o que você tem a ganhar fazendo um intercâmbio em Malta:

1 – Quer estudar inglês? Ótimo. Quer trabalhar? Melhor ainda!

Existem algumas dificuldades que por muitas vezes impedem o estudante de conseguir alguns objetivos, como trabalhar em um país que não concede a permissão de trabalho tão facilmente ou simplesmente não permite de forma alguma que estudantes estrangeiros possam ingressar no mercado de trabalho. Assim como o tipo de intercâmbio, que por muitas vezes pode interferir na permissão de trabalho que o estudante pode ter.

Intercâmbio em Malta

Em Malta, você não precisa se preocupar com isso, basta curtir o seu intercâmbio por um tempinho, principalmente com algumas dicas que vamos dar neste post, e você terá a sua permissão de trabalho mais rápido do que imagina.

Em Malta, a permissão de trabalho é concedida após 3 meses de curso de inglês, onde você pode trabalhar por 20 horas semanais enquanto estuda inglês e curte um dos arquipélagos mais culturais do mundo.

2 – Visite lugares históricos de forma rápida

Falando em arquipélago cultural, não podemos deixar de falar sobre o quanto Malta é um país que respeita a sua própria cultura e faz questão de mostrá-la para todos aqueles que se interessam pelas suas belezas. 

A própria capital de Malta, Valetta, é um verdadeiro museu a céu aberto, que mesmo tendo se adaptado muito bem aos tempos atuais, tem na sua arquitetura um visual digno de um ótimo filme retratado na idade média, com os seus palácios e casas bem característicos.

Intercâmbio em Malta: a cultura da cidade

Além disso, ainda na própria Valetta, você pode visitar, por exemplo: Funtana tat-Tritoni, uma atração central na praça que está localizada na entrada da cidade, um local perfeito para fotos e criação de memórias. 

Mas, se você não se importa tanto com fotos em fontes, você pode visitar, por exemplo, os templos megalíticos de Malta, seis templos que já datam desde 5.000 anos atrás de existência, sendo uma das atrações que ninguém costuma perder quando passa pelo arquipélago.

3 – Se divirta em lugares paradisíacos

Acima, nós falamos um pouco sobre a cultura de Malta e os lugares que você pode visitar para criar lembranças marcantes com a história do país. Porém, nem só de cultura vive um país, certo? Todo mundo precisa se divertir e curtir um pouquinho nas horas vagas. E nisso, o intercâmbio em Malta não fica devendo em nada.

intercâmbio em Malta: praias

Em Malta você pode visitar Cassinos, parques, corridas com biga, campos de tiro ou arco e flecha, cinemas, teatros, e também as praias, que além de carregarem toda uma história, também são cenários paradisíacos para quem ama estar em contato com a natureza enquanto acumula fotos e lembranças incríveis. Dentre as praias, algumas que você pode visitar são:

  • Ghajn Tuffieha
  • Fomm Ir-rih
  • Praia de St. George
  • Piscina de St. Peter

E claro, a Lagoa Azul na ilha de Comino, que sem dúvida, é um dos destinos mais bonitos não apenas da Europa, mas do mundo. O seu acesso é restrito ao uso de barcos, mas você pode aproveitar o serviço local, com barqueiros da região.  

4 – Malta é coisa de cinema

Seja dentro da cultura ou dos lugares paradisíacos, Malta sempre chama atenção pela grande variedade de cenários que o arquipélago pode fornecer para grandes produções cinematográficas, estejam elas nas grandes telas do cinema, TVs, ou do seu celular em qualquer momento.

Ticket de filme

Dentre as grandes produções que já estiveram dentro do território de Malta, estão:

  • a série de streaming Sense8;
  • Gladiador, filme épico dos anos 2000;
  • o clássico filme A Lagoa Azul;
  • o épico Tróia;
  • os zumbis de Guerra Mundial Z também já estiveram em Malta;
  • assim como os mistérios de O Código Da Vinci,
  • E claro, a renomada série Game of Thrones..

E essas são apenas algumas das produções que já estiveram no arquipélago. Em Malta você pode se deparar com uma gravação ao vivo de séries e filmes, assim como visitar os sets de filmagem para criar lembranças inesquecíveis.

5 – Aprenda inglês com nativos

Aprender inglês é um desafio que sempre parece fácil, mas tudo depende do nível de empenho do aluno e também do que o rodeia, certo? Então, você já parou pra pensar no diferencial que é para um aluno da língua inglesa, praticar o idioma com os nativos de um determinado país? Pois é.

Pessoas conversando

Um dos maiores diferenciais de se fazer intercâmbio em outro país, é a prática do idioma com as pessoas que estão vivendo naquele país, fazendo com que você se insira cada vez mais rápido na cultura do país, resultando em um ciclo de aprendizado que nunca termina, já que você estará sempre praticando, para comer, se locomover, se divertir ou até mesmo dentro da escola de inglês.

E sabe qual o melhor de tudo? O intercâmbio em Malta é um dos mais baratos que você pode fazer atualmente, com uma praticidade bem maior do que em outras modalidades de intercâmbio. Por isso, se você não quer perder muito tempo com burocracias e ganhar tempo com a experiência de estar em um país europeu, o intercâmbio em Malta é a resposta para você!

Até a próxima!

Categories
Curiosidades

O que fazer em Malta: 5 coisas que nunca te disseram

Quer saber o que fazer em Malta mas não sabe muito bem por onde começar? Não se preocupe, nem todo mundo sabe o que Malta tem a oferecer cultural e turisticamente. Por isso, trouxemos lugares incríveis para você visitar enquanto estiver em um dos países mais culturais da Europa. 

Abaixo, confira 5 lugares incríveis para você visitar enquanto estiver em Malta: 

1 – O Grande Cerco de Malta e os Cavaleiros de St. John

Talvez você não saiba, mas Malta, mesmo sendo um país tão pequeno em relação a muitos outros, é um dos países que mais carregam história.

Diversos povos, culturas e etnias já passaram pelo país e fincaram as suas raízes por lá, não durando muito tempo, mas sendo o suficiente para que os acontecimentos históricos ficassem marcados para sempre.

o que fazer em Malta: o cerco de malta e os Cavaleiros de São João

E neste caso, o grande cerco de Malta, que aconteceu em 1656, também é um desses acontecimentos, que você pode não apenas visitar, mas rever de perto como tudo aconteceu, com o auxílio de flashes, luzes e dioramas interativos que explicam de forma detalhada, como os otomanos (turcos) tentaram por 6 meses tomar a ilha.

Você pode fazer a visita em Valletta, mais precisamente na Biblioteca Nacional de Malta, localizada na Praça da República.

2 – O que fazer em Malta? Visitar a Ilha da MTV!

Certamente a MTV Brasil fez parte da infância e adolescência de muita gente, principalmente se você é uma pessoa que ama música e todos os seus gêneros.

Porém, mesmo se você não teve acesso a MTV ou foi uma criança/adolescente que não cresceu tão perto da TV, você com certeza ainda deve visitar a ilha da MTV em Malta, principalmente em uma certa época do ano.

Foto: Isle of MTV

A Ilha da MTV, é um festival anual de música, realizado na ilha de Malta todo mês de julho, onde artistas renomados, dos gêneros pop e hip-hop, fazem apresentações num grande palco, aberto ao público e com muita agitação. Além disso, a localização do palco fica no Pjazza San Publju (Il-Fosos), um dos maiores espaços abertos de Malta.

3 – Caverna e museu de Għar Dalam

Você já parou para pensar que nem toda caverna é aberta para visitas oficialmente? Existem alguns perigos que podem se tornar realidade em caso de você não saber onde está se metendo.

Além disso, pode ser que a caverna não tenha nada de interessante para que valha a pena uma visita. O que não é o caso desta caverna e também museu.

A caverna e museu de Għar Dalam, está localizada nos arredores da cidade de Birżebbuġa, sendo um “beco sem saída subterrâneo” de 144 metros de comprimento. 

No lugar já foram descobertos restos de animais com até pouco mais de 10.000 anos de antiguidade, como elefantes, hipopótamos e até mesmo tipos de veados que já são extintos hoje em dia.

E uma curiosidade sobre o lugar: ele já serviu de abrigo antiaéreo na segunda guerra mundial, então se você curte um pouco de história além dos ossos e animais, você tem uma razão a mais para visitar o lugar.

4 – Os jardins do Palácio de San Anton

Se você quer saber o que fazer em Malta, você precisa saber que definitivamente, o país não é conhecido pelos seus grandes jardins e parques a céu aberto, mas o San Anton Gardens é um local que você precisa conhecer, tanto por ser um local incrível, quanto por também ser famoso por uma série de TV que se você não tiver assistido ainda, provavelmente já deve ter ouvido falar.

o que fazer em Malta: Jardins de San Anton
Foto: TripAdvisor

O Jardim de San Anton, fica na cidade de Attard, sendo responsável por envolver o Palácio de San Anton, que é nada mais, nada menos, do que a residência do presidente de Malta. Além disso, o local já foi utilizado para cenas da série Game of Thrones, que além de ser um sucesso mundial, já é uma produção conhecida de Malta por utilizar vários dos seus locais históricos para filmagens de cena. 

Lembra daquelas cenas gravadas para retratar a família Martell em um local arborizado e ensolarado? Pois é. Visite o lugar e reviva cenas históricas ou simplesmente guarde lembranças inesquecíveis. 

5 – Templos de Ggantija

Já pensou em visitar a construção mais antiga do mundo e que ainda está de pé, aberta para visitação? Em Malta você pode!

Este tópico é um grande exemplo do que fazer em Malta. Os templos de Ggantija foram construídos em 3.600 a.C. e foram declarados como patrimônio da humanidade. São dois templos que tomam a forma de uma mulher, com o intuito de representar a fertilidade.

O nome Ggantija, que remete a gigante, não é por acaso, pois os templos são compostos por megálitos que podem pesar até 50 toneladas, fazendo com que o lugar seja conhecido como o Templo dos Gigantes, pois na época, diziam que apenas eles poderiam carregar tanto peso para construir o lugar.

Templo de ggantija em Malta

O lugar fica em Xaghra, na ilha de Gozo e você pode visitá-lo de junho a outubro ou de novembro a maio.

Os templos são incríveis, mas todo o país de Malta também é. Por isso, se você se interessa por cultura e história, Malta é o país perfeito para você! Se você tiver alguma dúvida sobre como pode estudar no país futuramente, fala com a gente neste link, vai ser um prazer falar com você!

Em caso de você querer aprender mais sobre Malta, o nosso canal do youtube tem o que você precisa para viajar para um dos países mais ricos em cultura da Europa. Corre lá!

Categories
Intercâmbio Estudo e Trabalho

Sonha em estudar inglês em Malta? Saiba tudo bem aqui!

Estudar inglês em Malta é o sonho de muitas pessoas que procuram não apenas aprender um novo idioma, mas também viver o sonho de visitar um país incrível como Malta. Porém, algumas pessoas costumam ter dúvidas sobre como será o seu futuro estudando uma determinada língua em outro país, por isso, decidimos tirar todas as suas dúvidas sobre como é estudar inglês em Malta, confira abaixo:

Estudar inglês em Malta é apostar no seu futuro

Estudar inglês em Malta é uma realidade próxima

Malta é um dos países mais procurados da Europa quando o assunto é aprender uma nova língua, principalmente o inglês. Sendo um arquipélago localizado logo abaixo da Itália, o país de Malta é referência educacional em todo o mundo, não apenas pela qualidade do ensino, mas pelas experiências que o país tem a oferecer.

Quando falamos sobre estudar em Malta, é importante que você tenha em mente o quanto é importante estudar inglês em um país que utilize a língua, para que você possa viver ainda mais a experiência do país, podendo socializar com os nativos e praticar ainda mais o que você aprendeu dentro da sala de aula.

Escolas de inglês como a EC, oferecem recursos que otimizam a experiência do aluno, como: Wi-Fi de ponta, quadros interativos, bibliotecas com áreas de estudo individuais e salas de estar para os estudantes, fazendo com que o aluno tenha uma experiência de aprendizado muito mais confortável e acessível.

E caso você tenha a preocupação de achar que a sua idade não combina tanto com uma escola de inglês, não precisa se preocupar, okay? Existem programas como o School 30+, que encaixa alunos acima dos 30 anos com outras pessoas maduras e que tenham pensamentos mais alinhados. Sabe qual é a mensagem? Não existe idade para começar a aprender inglês!

Moradia para estudantes em Malta

Além disso, independente da sua idade e motivações, também existem opções que se encaixam melhor com as suas opções de moradia, com variações de preço que podem caber melhor no seu bolso.

1 – Homestay

Se você quer viver a experiência de Malta em sua essência, basta optar pelo homestay. Você viverá com uma família maltesa enquanto estuda inglês, o que fará com que a sua experiência seja muito mais prática.

2 – Apartamento de estudantes

O apartamento compartilhado entre estudantes costuma ser a opção de alunos mais jovens e que não se importam tanto com a sua privacidade. Escolhendo o apartamento compartilhado, você terá contato com muitas outras culturas, já que Malta recebe todo ano, alunos de vários países.

3 – Apartamento com um quarto

Essa é a melhor opção para você que ama a sua privacidade e a paz do seu próprio silêncio. Sendo uma escolha um pouco mais cara, mas ainda assim, a mais indicada para você que não gosta de economizar com o próprio conforto.

Por que estudar em Malta é uma experiência incrível

Baía em Malta

As pessoas costumam ter as mesmas dúvidas frequentes sobre Malta: “Onde fica Malta?”, “Vale a pena estudar inglês por lá?”, “Esse país tem algo legal?”, entre muitas outras. Mas não se preocupe, neste post você já teve algumas respostas e agora você terá mais algumas, principalmente sobre o quão legal Malta pode ser.

O país de Malta pode parecer pequeno, mas ele é um verdadeiro gigante historicamente, pois a sua história carrega tantos povos e culturas, que fica difícil não falar sobre a sua importância para a história do mundo. O país teve influência dos gregos e também dos romanos, que até hoje mostram as suas pegadas por meio das estruturas da cidade.

E por ser um gigante histórico, Malta não fica atrás quando o assunto é ponto turístico e diversão, pois além de ter uma vida noturna incrível, o país tem paisagens estonteantes e dignas de serem uma pintura. Já pensou em se banhar nas águas cristalinas e ainda visitar templos antigos? Em Malta, isso é possível.

Uma pequena amostra das belezas de Malta

O país tem 3 patrimônios mundiais da UNESCO, isso mesmo, um arquipélago com pequenas ilhas tem não apenas 1, mas três patrimônios mundiais, sabendo disso você já consegue imaginar em quantos lugares incríveis Malta tem a oferecer, certo?

O primeiro patrimônio é o Hypogeum de Ħal Saflieni, uma estrutura subterrânea em Malta que é datada da pré-história e pode ter sido um santuário e necrópole.

Hypogeun de Malta

O segundo é um grande orgulho para Malta, pois é nada mais, nada menos, que a sua capital. A cidade de Valetta, que resistiu aos danos da segunda guerra mundial com as suas estruturas construídas pelos Cavaleiros de São João.

Valetta, capital de Malta

O terceiro são os Templos megalíticos de Malta, que são divididos em diversos locais do arquipélago, sendo umas das estruturas de pedra mais antigas do mundo.

Templo megalítico de Malta

E tudo bem se você não curtir um passeio com tanta história, pois as águas cristalinas de Malta ainda são uma das coisas que mais atraem turistas todos anos, principalmente A Lagoa Azul de Malta, na ilha de Comino, que tem atraído cada vez mais turistas ao longo dos anos.

Lagoa Azul em Malta

Agora, imagine estudar em um país tão rico e com tanta variedade de programas de entretenimento? Sem contar que não falamos sobre os restaurantes e outros estabelecimentos que iluminam a noite da ilha. Malta pode potencializar o seu currículo, evoluir o seu idioma e também proporcionar experiências que serão relembradas pela vida toda!

Visite outros países direto de Malta

Já pensou em estudar em Malta, mas ainda assim poder viajar para toda a Europa? Pois é, o nosso pequeno arquipélago não é apenas um ótimo país em diversos sentidos, mas também um grande trampolim para outros países incríveis, o que aumenta a qualidade da experiência do intercâmbio em diversos níveis.

Um dos maiores erros de quem pensa sobre estudar em Malta, é a sua percepção sobre a localização do país, pois muitas pessoas esquecem de que o arquipélago não só pertence à Europa, como também é um país participante e ativo da União Europeia, fazendo com que ele tenha conexões bem interessantes.

É totalmente possível visitar cidades históricas e importantes como a gigante Berlim, capital cheia de memoriais. E Atenas? Lembra dela? Bom, se não lembra, agora coloque em mente que ela é um destino totalmente possível partindo de Malta. Não perca tempo e aproveite uma das melhores experiências de aprendizado do mundo!

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Quer fazer um intercâmbio em Malta mas ainda não sabe como? Tem alguma dúvida? Fala com a gente através deste link, a nossa equipe vai retornar o contato o mais rápido possível para tirar todas as suas dúvidas e ajudar na sua trajetória até estudar no país dos seus sonhos!

Categories
Curiosidades

Onde fica Malta? Saiba aqui onde fica e a história do país

“Onde fica Malta?”, essa é a pergunta que as pessoas costumam fazer quando ouvem falar sobre Malta pela primeira vez, principalmente quando querem visitar o país e entenderem melhor sobre ele. A história de Malta é tão rica que você poderia passar um dia inteiro lendo sobre ela, mas não se preocupe, nós não vamos fazer deste um post uma grande aula de história.

Você quer saber onde fica Malta, mas você sabe a sua história quais são os pontos mais importantes do país? Não se preocupe, este post é pra você que quer aprender sobre Malta de uma maneira simples e rápida, confira abaixo:

  • Onde fica Malta
  • A sua história
  • Os seus pontos turísticos cheios de história

Mas afinal: onde fica Malta e qual é a sua história?

O arquipélago de Malta está localizado no mar mediterrâneo, tendo a sua posição abaixo da Itália e à direita da Tunísia, mas não se confunda: a República de Malta faz parte da Europa e é um dos integrantes da União Europeia. 

Gozo (Ghawdex), Kemmuna e Malta são as grandes ilhas maltesas habitadas e que compõem o arquipélago, assim como outras não habitadas. Mas, neste post vamos tentar nos manter totalmente focados em Malta, certo? 

Ruas da capital de Malta
Rua em Valetta, capital de Malta

A origem do nome Malta é um pouco incerta, mas historiadores costumam confiar em algumas teorias que fazem mais sentido em relação à ilha. Uma delas é de que a palavra “Maleth”, de origem fenícia, tenha dado origem ao nome.

Outra teoria muito provável é de que o termo venha derivado da palavra “Melitê”, como os gregos costumavam chamar a ilha, que costumava ter uma produção exclusiva de mel, sendo até mesmo chamada de “terra de mel” pela sua grande produção.

Um dos fatos que podemos aprovar sobre Malta é que se você é uma pessoa apaixonada por história, com certeza vai adorar Malta e a sua trajetória até os dias de hoje, pois diversos povos passaram pela ilha e deixaram as suas pegadas históricas, dentre esses povos temos: fenícios, gregos, romanos, bizantinos, árabes, normandos, mouros, aragoneses, os habsburgos da Espanha, os cavaleiros de São João da França e os britânicos (é muita gente pra uma ilha só, né?), que governaram a ilha até 1964, quando Malta conseguiu a sua independência.

Onde fica Malta? Abaixo da Itália e pronta para receber novos turistas
Malta é uma cidade com beleza ímpar

Diante dessa primeira informação, você já deve ter uma ideia sobre o peso cultural que esses povos tiveram para a construção de Malta. E sim, eles influenciaram em diversas coisas dentro do país, como os romanos, que deixaram até mesmo uma cidade em ruínas para trás e que ainda pode ser visitada nos dias de hoje.

Sendo assim, a história de Malta não é nenhum pouco pequena, mesmo assim, confira ao longo do post o que esses povos deixaram para nós em Malta, seja por festivais ou principalmente em suas construções.

A história de Malta pelos seus monumentos e festivais

Malta não fica devendo em nada quando o negócio é turismo histórico, principalmente se você estiver fazendo um passeio com um destino incerto. Malta é um país pequeno e que ainda assim oferece muitas opções de turismo para quem deseja aprender sobre o país.

Você pode cruzar com uma Catedral enquanto caminha por uma cidade a luz de velas, enquanto pode visitar uma antiga cidade Romana em outro dia. Ainda não acredita em mim? Confira abaixo, confira lugares históricos de Malta que você pode visitar hoje!

Valletta

Rua de Valetta em Malta
Rua em Valetta

Isso mesmo, a capital do país e da ilha de Malta é um dos pontos turísticos mais interessantes do país, e isso de forma alguma é um defeito para quem busca uma experiência mais turística com o país. Valletta tem um aspecto totalmente medieval, o que faz da cidade um ponto turístico gigante e contínuo, já que todas as suas estruturas são história pura.

BirguFest

Ruas iluminadas por velas em Malta
Rua iluminada pelo Birgufest / Créditos: Justin Case

Esse é um festival e não um local que pode ser visitado, mas de forma alguma fica para trás das outras maravilhas citadas aqui neste post. O festival das velas de Birgu ou Birgufest, é uma das coisas mais bonitas de Malta, pois dos dias 9 ao 12 de outubro, as luzes da cidade dão os seus lugares às velas. Já pensou em caminhar em uma cidade com aspecto medieval enquanto ela está totalmente iluminada por velas? É uma experiência única!

A Co-Catedral de São João

Interior da Co-Cateral de São João
Interior da Co-Catedral de São João

As pinturas de Caravaggio são conhecidas em todo o mundo, e dentro da Co-Catedral de São João elas ganham um brilho muito maior. Tendo um piso de mármore, a catedral abriga em seu subsolo os túmulos dos Grão-Mestres da Ordem de Malta e também outros membros da nobreza.

A Domvs Romana em Rabat

Domus Romana em Malta
As ruínas podem ser visitadas até hoje

Como já dissemos logo alí acima, o povo romano foi um dos muitos que caminharam pelo arquipélago maltês. E quando falamos de Roma, sabemos que o seu povo costuma deixar uma arquitetura marcante por onde passa. Assim, até hoje, temos a Domvs Romana (em latim) ou Casa Romana na cidade de Rabat, localizada na Ilha de Gozo. 

Estudos indicam que a casa foi construída no século 1 a.C como um centro aristocrático, já que o nome “domus” era utilizado para residências de aristocratas da antiga Roma. A casa foi a única coisa que restou da vila romana de Melite, que por conta da influência de outros povos na ilha, acabou sucumbindo à história. As ruínas da Domvs Romana são como visitar a Roma antiga sem precisar de uma máquina do tempo.

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Chegando até aqui eu aposto que você se interessou não apenas por estudar sobre Malta, mas também com certeza por conhecer o país pessoalmente,  melhor ainda se quiser estudar no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica neste link e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa!

Categories
Vistos e documentações

Quais países precisam de visto?

Oláaa Dreamers, tudo bem com vocês?! No texto de hoje, explicamos de maneira super breve sobre quais países precisam de visto. Falamos mais especificamente de 7 países, que são os mais procurados quando se trata de intercâmbio para países de língua inglesa. Então vamos nessa! 😉

Quais países precisam de visto?

Primeiramente, começamos pela Nova Zelândia. Para entrar lá não é preciso visto para quem vai turistar ou vai estudar num período de até três meses. Entretanto, se você quiser estudar mais de três meses já é preciso um visto de estudo, que também serve para quem quer trabalhar. Todavia, é possível que você vá para lá como turista sem o visto, e quando passarem os três meses faça o pedido de visto de estudo. Mesma coisa na Inglaterra, em Malta e na Irlanda, com uma diferença, nesses países o prazo é de seis meses. Ou seja, se você for a turismo ou para estudar por um período de seis meses, não é preciso visto.

Em contraste com a Nova Zelândia e a Inglaterra, para entrar nos Estados Unidos, no Canadá (nesse link tem explicando todo o processo do Canadá) e na Austrália é preciso de visto! Independe o que você for fazer lá e do período que vai ficar, é necessário. Porém, vale lembrar que o visto estadunidense também vale para o Canadá, mas o canadense não vale para os Estados unidos, já que o processo de retirada de visto americano é o mais complicado de todos, tendo até que se passar por uma entrevista formal para retirá-lo.

PRESTE ATENÇÃO NAS MUDANÇAS!

Lembrando que esse texto foi publicado no dia 31/10/2019. Portanto, fique de olho em qualquer mudança que possa ter ocorrido no futuro que você está agora lendo nosso blog sobre quais países precisam de visto rsrsrsrs. Qualquer dúvida, comente em baixo ou nos envie em nosso insta @dreamsintercambios. Para solicitar um orçamento, estaremos deixando uma aba aqui em baixo para você preencher e entrarmos em contato! 🙂

Categories
Intercâmbio Estudo e Trabalho

Melhores países para trabalhar enquanto estuda Inglês

Os melhores países para trabalhar enquanto estuda inglês são os de língua inglesa, que geralmente são os mais procurados na hora de fazer um intercâmbio. Mas são apenas quatro desses países que permitem que você possa trabalhar enquanto estuda: Irlanda, Austrália, Nova Zelândia e Malta. Em suma, hoje nós vamos falar um pouco sobre como isso funcionam os 4 países para trabalhar enquanto estuda Inglês.

Expediente dos melhores países para estudo e trabalho:

Primeiramente, em todos os 4 países, durante o período em que você está estudando só é permitido que se trabalhe 20 horas por semana (o que é igual a quatro horas por dia), a diferença entre os 4 países para estudo e trabalho é a quantidade de meses de férias e o valor do salario mínimo.

Na Irlanda, se suas férias caírem nos meses de: Junho, julho, agosto, setembro ou no período de 15 de dezembro a 15 de janeiro, é possível trabalhar 40 horas por semana (jornada completa de trabalho), são seis meses de estudo para dois meses de férias, o salario mínimo irlandês é de 9 euros por hora. Como resultado, mais ou menos a R$ 37 reais por hora.

Temple bar, bairro famoso em Dublin
Temple Bar, bairro famoso em Dublin

Austrália e Nova Zelândia:

Na Austrália, em contrapartida a Irlanda, só se tem um mês de férias. Da mesma forma, você também pode trabalhar 40 horas por semana, independentemente do mês em que caírem suas férias, lá eles tem o maior salario mínimo do mundo que é de 16 dólares australianos, que é igual a mais ou menos a R$ 40 reais a cada uma hora. Já na Nova Zelândia você não terá direito as férias e só poderá trabalharas 4 horas por dia, com o salário mínimo de 14 dólares neozelandeses a hora, o que equivale a mais ou menos R$ 34 reais.

Malta:

Em Malta o processo é diferente, você só pode começar a trabalhar depois de ter estudado três meses e ainda assim apenas as 20 horas por semana.

Malta, Arquitetura, Fora, Água, Pier, Navegação
Malta

Casa de um Hobbit na Nova Zelândia
Hobbit House – Nova Zelândia

E você, já decidiu onde vai ficar durante seu intercâmbio? Comenta ai e conta pra gente!

Quer saber mais? Dá uma olhadinha neste vídeo!