Categories
Curiosidades Dicas de viagem Estude um idioma fora do Brasil Malta Tudo sobre intercâmbio

Intercâmbio para Malta: Dicas de como aproveitar

Fala galera! Hoje a Dreams veio te dar umas dicas incríveis para você conhecer esse precioso arquipélago e aproveitar ao máximo tudo que esse lindo país tem para oferecer e você curtir muito seu intercâmbio para Malta, vamos nessa?

Pensando em como aproveitar o seu intercâmbio para Malta, né? Se liga nas nossas dicas para aproveitar mais sua estadia no país.

Um Pouco Sobre Malta

A república de Malta é um país bem pequeno, tem cerca de 443 mil habitantes, o país está localizado no continente europeu no mar Mediterrâneo, e divide a fronteira marítima com a Líbia e a Itália. O clima no país é quente no geral, no inverno o clima, comparado com outros países europeus, é até agradável pois não fica tão frio! Suas duas línguas oficiais são o Maltês e o Inglês, ela tem um ótimo custo de vida, um dos mais baratos da Europa, (não é a toa que as pessoas querem fazer intercâmbio para Malta), sua capital Valeta foi escolhida a Capital Europeia da Cultura, agenda de espetáculos passa dos 400 eventos. Massa para seu intercâmbio né?

O que levar

Malta tem um clima muito agradável, chove pouco então é importante levar roupas agradáveis para combinar com o clima, a água do país é dessalinizada então é sempre bom levar hidratante, óleo para cabelo e produtos hidratantes para pele também. As tomadas são diferentes então leve adaptador para plugs não britânicos e power bank. Sobre suas documentações são algumas:

  • carta da instituição de ensino
  • passaporte
  • visto
  • comprovante do dinheiro levado 
  • carteira de vacina internacional
  • seguro saúde 

A Blue Lagoon é o lugar perfeito para visitar durante seu Intercâmbio para Malta.

Alguns pontos turísticos:

  • Co-Catedral de São João
  • Blue Lagoon
  • Templos Megalíticos
  • Hipogeu de Hal Saflieni
  • Região do Grão-Porto
  • Forte de Santo Elmo
  • Forte de Santo Ângelo
  • Casa Rocca Piccola
  • National Museum of Archaeology
  • Santuário Ta’ Pinu
  • St. Paul’s Cathedral
  • Teatro Manoel
  • St. Paul’s Catacombs
  • Igreja Rotunda de Mosta
  • Cidade de Mdina, a antiga capital

Onde fica Malta: conheça a história e geografia do país

Melhores Restaurantes em Malta

  • Strait Street e Merchants Street, duas das ruas mais importantes da capital, você encontrará restaurantes típicos e mercados sensacionais.
  • Feira de Marsaxlokk – Funciona aos domingos e é perfeito para comer peixes, frutos do mar, verduras, petiscos também vende lindo souvernirs.
  • Ta’ Marija – Restaurante com uma ótima atmosfera e comida saborosa.
  • Diar il-Bniet – Lugar bonito e comida muito boa, vale a pena conferir!
  • Waterbiscuit – Paisagens bonitas, boa comida, bom serviço e boa localidade, um dos favoritos.
  • Skuna – Comida muito gostosa, funcionários gentis, ótimo atendimento ao cliente.
  • ORTYGIA Food Experience – ótimo lugar, ótima comida e um dos principais restaurantes para você visitar no seu intercâmbio para Malta.
Malta é o lugar perfeito para seu intercâmbio, não dá para perder essde lugar ensolarado e lindo.

Você também pode querer conferir:

O que fazer em Malta: 5 lugares imperdíveis para visitar no seu intercâmbio

Custo de vida em Malta: saiba como será o seu intercâmbio

O que evitar no seu Intercâmbio para Malta

  • Na calçada em Malta, são dezenas e dezenas de restaurantes que disputam seus clientes, então fique esperto para não cair em roubadas, pesquisando bem onde vale a pena comer.
  • São 365 igrejas em Malta, uma para cada dia do ano, os sinos das igrejas tocam, e tocam muito! é importante entender que é parte da cultura local e reclamar do barulho pode ser ofensivo para os locais
  • Em Malta o povo é muito calmo e tranquilo, a palavra pressa não faz parte do vocabulário local, e isso se estende para o comércio, em bares e restaurantes os funcionários não fazem as coisas na pressa, por isso otimize bem o seu tempo para que você possa aproveitar seu serviço na mesma calma que os funcionários servem você. 
  • A Humildade também é uma característica muito prestigiada pelos malteses, por isso, ostentação financeira é mal vista.
  • Em seu intercâmbio para Malta é bom saber que a carteira de motorista brasileira é válida por até um ano a partir da data de chegada no país, amaioria das locadoras de carros em Malta exige a idade mínima de 21 anos (mas é super difícil estacionar em Malta e o trânsito é caótico) o melhor mesmo é andar pela cidade para evitar estresse. Ah! e seu fuso horário está 5 horas à frente do horário de Brasília.
Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais e post do blog para estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Curiosidades Dicas de viagem Tudo sobre intercâmbio

Como comprar passagens aéreas baratas: tudo que você precisa saber pra economizar

Fala, galera! Todo viajante deseja comprar passagens aéreas baratas, e por isso, existem hoje tantas plataformas que comparam preços em tempo real e nos oferecem um melhor panorama de como economizar.

Pensando nisso, perguntamos aos nossos Dreamers quais os segredos deles pra viajar o mundo gastando pouco, dá uma olhada:

Passagens aéreas baratas: 5 dicas incríveis

Já pode salvar essa postagem e mandar para seus amigos no Whatsapp porque todas essas dicas vão te ajudar a economizar bastante – em tempo e dinheiro!

Todas essas dicas vieram dos nossos Dreamers, ou seja, de quem mais viaja. Muitas dicas vieram também da nossa equipe de Sucesso do Estudante que está sempre de olho em passagens aéreas baratas para nossos intercambistas.

Acompanhe o valor das passagens aéreas diariamente

Sim, não tem segredo: compra mais barato quem está sempre de olho nos valores. E isso vale para qualquer coisa que a gente pense em comprar, né?

Hoje em dia existem diversas plataformas onde você pode automatizar a monitoração dos valores e/ou comparar preços de diversas empresas aéreas. Aqui vão as mais indicadas pelos nossos Dreamers:

  1. ViajaNet: a plataforma mostra as melhores datas e percursos até seu destino, dando um guia completo de como economizar mais;
  2. 123milhas: monitore o valor de passagens, hospedagem e pacotes para seu destino
  3. Google Flights: essa extensão do Google te permite não apenas comparar os valores das passagens aéreas mas também colocar “alertas” de alteração nos preços – e você recebe tudo no seu email!
  4. Skyscanner: compare os valores de passagens, hospedagens e aluguéis de carro nas melhores datas e empresas.

Flexibilidade na escolha do voo aumenta o desconto

Muitas vezes as empresas liberam promoções de última hora para um voo por não ter conseguido preencher 60% da capacidade do avião. Ou seja, lei da oferta e da procura.

Por isso que em época de baixa temporada as passagens aéreas costumam ser bem mais baratas: não existe demanda para preencher os voos, então é necessário atrair as pessoas pelo preço.

Flexibilidade vai além da data e horário de viagem

Isso mesmo que você leu! Muitas vezes uma alteração no aeroporto ou cidade aumenta consideravelmente o desconto na sua passagem.

Então, se for viável para você, confira os valores em diferentes cidades e aeroportos do seu destino.

Voos saindo de São Paulo e Rio de Janeiro também são mais baratos, por isso, veja também se não vale mais a pena comprar uma passagem saindo de um desses destinos (principalmente no caso de voos internacionais).

Mas, lembre-se: se você não mora nesses estados, veja se vale a pena voos separados – e compre com uma janela de tempo ampla de um voo para o outro, pra evitar perder o horário caso hajam atrasos!

Vale a pena saber: se você perder um voo por atraso seu não receberá suporte da companhia aérea. Apenas em caso de erro da companhia aérea em atrasos de voos integrados (quando você compra um voo com escalas) eles terão a responsabilidade de cobrir os danos causados.

Confira: Países que não precisam de visto para brasileiros

Companhias aéreas fazem promoções

Empresas locais como Gol e Latam tem suas próprias promoções, que muitas vezes acontecem de uma hora pra outra. Se puder, faça seu cadastro nas plataformas dessas empresas para receber as promoções e ofertas exclusivas em seu email.

Milhas valem muito a pena

Sim, pode parecer algo óbvio, mas milhas realmente valem muito a pena – se você encontrar um programa que dê um bom retorno.

Quem viaja muito tem um programa de milhas como carta na manga! Nem sempre comprar com as milhas vai ser mais vantajoso do que em dinheiro, dependendo da promoção que você pegar.

As milhas são pontos que, normalmente, você vai acumulando a medida que utiliza seu cartão de crédito, ou seja, seus gastos do dia a dia retornam pra você.

Segundo nossos Dreamers, esses são os cartões que estão tendo um maior retorno para seus usuários atualmente:

  1. Itaú Uniclass Platinum ou Black/Infinite: através do programa Sempre Presente suas compras são transformadas em pontos que podem ser trocados por milhas. A pontuação varia de 1 a 3 pontos a cada dólar gasto. No site Melhor Plano tem uma tabela super legal pra comparar os valores, dá uma olhada!
  2. Itaú Pão de Açúcar: O programa com maior pontuação, no cartão Pão de Açúcar Mais Gold ou Platinum, você recebe 1 ponto por real gasto.

Depois de acumular uma boa quantidade de pontos você pode ir nos programas das empresas aéreas como Tudo Azul, Smiles ou Latam Fidelidade e trocar por milhas.

Fica a dica: O aplicativo oktoplus te permite gerenciar todos os seus pontos, te ajudando também na hora de decidir se vale mais a pena usar sua pontuação ou comprar as passagens aéreas em dinheiro. Legal, né?

Como comprar passagens aéreas baratas: desvendando certos “mitos”

Como tudo na vida, existem mitos que se propagam quando o assunto é comprar passagens aéreas baratas. Trouxemos aqui as dúvidas e mitos mais comuns e como que realmente funciona na prática.

Qual dia da semana tem as passagens mais baratas?

Normalmente dias úteis e no horário da madrugada possuem passagens aéreas baratas. As segundas também costumam ter passagens mais em conta, porém, é sempre bom conferir nas plataformas que te indicamos qual dia está com um desconto maior.

Comprar passagens de madrugada sai mais barato?

Viajar no horário da madrugada pode, sim, sair mais barato. Mas no caso desse “mito” aqui, algumas pessoas acreditam que ficar de madrugada conferindo os sites de empresas pode resultar em passagens aéreas mais baratas. Bom, não existe nenhuma certeza nisso! Vale mais a pena colocar um alerta de preços.

Confira: Como levar dinheiro para o exterior em segurança

Com qual companhia aérea devo comprar minhas passagens?

Isso depende muito de preferências pessoais. O mais importante é, ao escolher um bom pacote pra viajar, conferir todas as regras e, se você não conhece a empresa, se informar sobre ela.

Quando é a hora de comprar minhas passagens?

Nem sempre comprar com antecedência pode sair mais barato. Como já dissemos, as vezes os preços das passagens aéreas caem bastante por não terem atingido 60% da capacidade do avião.

Ainda assim, a melhor hora é quando você achar um bom preço. Se encontrou passagens num bom valor, compre na hora! A tendência é que depois os valores aumentem.

Qual é o melhor mês para viajar?

Mais um tópico que depende da sua disponibilidade e preferência pessoal. Os períodos de baixa temporada são sempre os mais baratos, mas existe um motivo pra isso: seja por conta do clima não ser o mais turístico na região ou por conta do período de férias. Então, pesquise bem pra valer a pena a viagem!

Postagens que você também pode gostar:

Como planejar seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel

Viajar sozinha: 5 melhores destinos ao redor do mundo

Intercâmbio ou curso de inglês: como atingir a fluência mais rápido | Prós e Contras

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Estados Unidos Estude e trabalhe no exterior Graduação e Pós no Exterior Notícias

Medicina nos EUA: descubra como funciona o curso nos Estados Unidos

Fala, galera! Estudar medicina nos EUA é a realização de um sonho maior para muitas pessoas. O país possui as melhores instituições da área e tecnologia de ponta para seus profissionais e pacientes.

Pensando nisso, preparamos esse guia pra te ajudar a entender como será seu futuro enquanto estudante no país, dá uma olhada!

Como fazer medicina nos EUA

Se você está pensando em iniciar sua carreira de medicina nos Estados Unidos, tá no caminho perfeito!

De acordo com o U.S Bureau of Labor Statistics o salário médio de um médico americano em 2019 ultrapassou $200.00. Bom demais, né?

E para ingressar na carreira de medicina nos EUA, você precisará estar bem preparado pra aplicar para as instituições que deseja. O processo de aplicação inclui diversas documentações, incluindo sua carta de intenção – o que irá te diferenciar na disputa por sua vaga.

Como ser um médico nos EUA

Nos EUA, a carreira de um médico costuma seguir as seguintes etapas:

  1. Faça um bacharelado: e dê preferência para a área de saúde! Cursos como Pre-medicine e Biology são bem visto pelos Boards das Medical Schools estadunidenses. E claro, busque trabalhar com pesquisas durante sua graduação, isso irá destacar seu currículo!
  2. Passe no MCAT, exame de admissão pra estudar medicina nos EUA: nos Estados Unidos e Canadá a nota do MCAT é pedida para o ingresso em diversos cursos de saúde. No site da Hotcourses tem um guia bem legal sobre o teste.
  3. Aplique para Medical Schools: depois de ter sua nota do MCAT, você pode aplicar através da AMCAS, que simplifica o processo para estudantes ao redor do país. Normalmente estudantes aplicam durante o primeiro ano do College, quando fazem o bacharelado.
  4. Faça o exame para ser um médico licenciado (USMLE): O USMLE é a prova da OAB dos médicos americanos e você deve fazer antes de ingressar na sua residência médica.
  5. Aplique para sua residência médica: No ano final de seu curso, comece a aplicar para as residências das instituições que chamam sua atenção. Nesse guia da Medway você consegue entender melhor o funcionamento do sistema de saúde nos EUA e a residência.

Depois disso, você deve finalizar sua Medical School, iniciar sua residência e finalizar a última etapa prática do USMLE. Ao final de sua residência, você já estará preparado para ingressar nas melhores vagas de emprego nos melhores hospitais dos Estados Unidos.

[Post] Estudar fora do Brasil: passo a passo pra graduação no exterior

Como validar seu diploma de medicina brasileiros nos EUA

Caso você já tenha um diploma na área de saúde, mais especificamente de medicina, é possível sim aproveitar e revalidar seu diploma para atuar no exterior.

Nos Estados Unidos, você precisa fazer o USMLE, o United States Medical Licensing Examination, um exame separado em 3 etapas. Sendo elas:

  1. Step 1: O primeiro exame é uma prova que possui 308 questões de múltipla escolha dividida em 7 blocos de 44 questões. Cada bloco dura em média 1 hora e pode ser feita online em centros de aplicação especializado.
  2. Step 2: Aqui suas habilidades clínicas serão avaliadas com uma prova de múltipla escolha, com 8 blocos de 44 perguntas cada; e outra prática, simulando um atendimento da vida real.
  3. Step 3: Na última etapa estarão avaliando sua capacidade de praticar medicina sem supervisão. Com duas seções: Foundations of Independent Practice (FIP) e Advanced Clinical Medicine (ACM).

Além da prova, você precisará ter um nível de proficiência avançado no inglês pra poder atuar na profissão com facilidade.

Caso esteja inseguro com seu inglês ou queira se preparar melhor para a prova, existem cursos específicos e profissionalizantes que preparam os profissionais de saúde e você pode descobrir mais entrando em contato com nossos consultores aqui.

Melhores faculdades de medicina nos EUA

E não é atoa que o Estados Unidos é o melhor país pra você fazer uma graduação ou especialização na área de saúde.

A partir de uma análise das turmas de medicina, professores, satisfação de estudantes e contribuição com a pesquisa e desenvolvimento da área, trouxemos pra você as melhores universidades de medicina nos EUA. Dá uma olhada:

InstituiçãoPosição no
Ranking Global
Localização
Harvard UniversityCambridge
Stanford UniversityStanford
Johns Hopkins UniversityBaltimore
UCLALos Angeles
Yale UniversityNew Haven
MIT11ºCambridge
University of California,
San Francisco
13ºSan Francisco
Columbia University14ºNew York City
University of Pennsylvania15ºPhiladelphia
Duke University17ºDurham

Como estudar nos Estados Unidos?

De acordo com a Kaiser Family Foundation existem mais de 900 mil praticantes de medicina nos EUA, e segundo o American Immigration Council, o setor de saúde do país é o que conta com a maior participação de estrangeiros, sendo estes 15,6% dos profissionais da área. E parte desses profissionais são brasileiros.

No ano de 2021 o número de brasileiros que se tornaram cidadãos americanos bateu um recorde, dobrando o número do ano anterior: mais de 12 mil brasileiros alcançaram a dupla cidadania no país. 

E não para por aí: as emissões de green card também surpreendem, com 17.952 expedições para brasileiros, 44% desse número através de contratos de trabalho. Esses dados foram disponibilizados pela AG Immigration.

E qual a melhor forma de conseguir uma boa proposta de trabalho nos Estados Unidos se não através da educação superior no país?

Pensando nisso, nossa equipe de Assessoria Acadêmica é especializada no desenvolvimento de estratégias e suporte para aplicação nas melhores instituições do país. Te ajudamos a traçar uma rota rumo ao seu sonho, te dando todo o auxílio: de antes da aplicação até depois de você viajar.

Se você deseja conhecer mais da nossa equipe, entre em contato através do nosso WhatsApp clicando aqui.

Postagens que você também pode gostar de ver:

Medicina no Canadá: tudo que você precisa saber sobre a carreira

Estudar nos Estados Unidos: 7 vantagens de fazer intercâmbio nos EUA

Ivy League: tudo sobre as 8 universidades dos EUA

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Espanha Estude e trabalhe no exterior Estude um idioma fora do Brasil Europa Graduação e Pós no Exterior Tudo sobre intercâmbio Vistos e documentações

Intercâmbio na Espanha: guia completo de como estudar no país

Fala, galera! Pensando em fazer intercâmbio na Espanha mas ainda não sabe qual o melhor programa pra você?

Nesta postagem te contamos as vantagens de fazer intercâmbio nesse país europeu tão procurado por brasileiros e como você pode realizar seu sonho de estudar na Espanha.

Como estudar na Espanha

Ao escolher estudar na Espanha você estará escolhendo o país europeu com o maior número de universidades, públicas ou privadas. Isso significa mais opções para encontrar aquele que se encaixa melhor a você.

Estude espanhol

A maneira mais simples de fazer um intercâmbio na Espanha é fazendo um curso intensivo de espanhol no país.

Isso porque você pode fazer um curso de até 3 meses no país sem precisar tirar seu visto, apenas sua autorização digital de entrada. Ou seja, menos burocracias e você consegue se desenvolver super rápido no espanhol por conta da imersão total que terá no país.

Ensino superior

Com mais de 80 universidades, a Espanha é um grande polo educacional da Europa.

Existem diversas formas de ingressar nas universidades durante seu intercâmbio na Espanha, uma delas é através da sua nota global do Ensino Médio. Para isso, as documentações necessárias são:

  • Certificado de proficiência em espanhol (DELE, por exemplo);
  • Diploma de conclusão do ensino médio apostilado em Haia e com tradução juramentada;
  • Histórico escolar, apostilado em Haia e com tradução juramentada;
  • Passaporte.

Caso você esteja aplicando para um curso muito disputado, também pode ser necessário realizar uma prova de admissão.

Importante: você precisará validar seu diploma de conclusão do ensino médio no Consulado da Espanha.

Outra maneira de ingressar nas universidades espanholas é através do vestibular, conhecido como Selectividad ou Pruebas de Acceso a la Universidad.

Normalmente os processos de pré-inscrição nas instituições iniciam entre os meses de março e setembro. Por isso, é importante estar atento!

Cada universidade possui seu próprio processo de ingresso, esteja atento as plataformas de comunicação institucional.

[Post] Estudar Fora: checklist com 10 itens pra estar em dia antes de estudar no exterior

Universidade na Espanha: como estudar e trabalhar no país

Com o visto de estudante espanhol você poderá trabalhar meio-período durante seu intercâmbio na Espanha.

Durante esse tempo de graduação ou pós você trabalhará enquanto um estagiário ou trainee, por exemplo.

Importante: a autorização para trabalhar deverá ser requisitada ao governo assim que você receber uma oferta profissional na Espanha.

Após 3 anos seguidos com o visto de estudo e autorização de trabalho você poderá solicitar uma nova modalidade: residência e trabalho, contanto que tenha um contrato de trabalho.

Como conseguir bolsas de estudo pra estudar na Espanha

Existem diversos programas que oferecem bolsas de estudo para as Universidades espanholas. Como por exemplo a Asociación Universitaria Iberoamericana de Postgrado e a Universidad Complutense Madrid.

Porém, é preciso ter um bom histórico escolar e se manter atualizado. Além disso, é importante ter em mãos as documentações necessárias para ingressar nas instituições e programas de bolsas de estudos.

E por isso, a presença de alguém com mais experiência te guiando nesse processo e te ajudando nos mínimos detalhes faz toda a diferença. Pensando nisso, nós da Dreams Intercâmbios oferecemos a nossos estudantes uma Assessoria Acadêmica especializada em instituições de ensino no exterior.

Para entender melhor como funciona nossa Assessoria Acadêmica, entre em contato com nossos consultores aqui. Não custa nada e eles estão dispostos a te ajudar com suas dúvidas!

Precisa de visto pra estudar na Espanha?

Como já dissemos antes, se você pretende ficar até 90 dias na Espanha você não precisará de um visto, apenas a autorização de entrada na Europa!

Caso seu curso ultrapasse esse periodo, será necessário tirar um visto de estudante, que pode ser realizado no Consulado Geral da Espanha em sua cidade. Neste link você pode conferir qual o consulado mais próximo a você.

Visto de estudante na Espanha: documentações necessárias e como solicitar

Para solicitar seu visto de estudante você precisará organizar suas documentações, que são:

  • Comprovação de que foi aprovado na instituição de ensino;
  • Atestado médico: necessário caso você permaneça mais do que 6 meses no país;
  • Seguro;
  • Comprovação de renda: o equivalente ao IPREM do ano em que estará no país, cerca de 579,02€ por mês
    • A comprovação pode ser feita através de dinheiro em conta ou imposto de renda;
    • Você pode ter alguém de sua família patrocinando seu intercâmbio na Espanha.
  • Formulário de solicitação de visto;
  • Uma foto 3×4 recente;
  • Passaporte original;
  • Diploma ou histórico acadêmico;
  • Comprovante de residência no Brasil;
  • Título de eleitor;
  • Certidão de antecedentes criminais.

Seu visto deverá ser solicitado pessoalmente com pelo menos 30 dias de antecedência a data da viagem.

Também deverá ser paga uma taxa no valor de R1111$ 367,00 ao consulado. Normalmente, este valor é pago em espécie – confira com o consulado quais opções de pagamento eles possuem.

O visto para estudar na Espanha dura 120 dias e ao chegar no país você precisará solicitar a Carteira de Estrangeiro, que costuma ser válida por até 1 ano – podendo ser renovada.

[Post] Melhores países da Europa pra fazer intercâmbio em 2022

Compare o custo de vida e oportunidades nos melhores países da Europa pra fazer intercâmbio em 2022

Vale a pena estudar na Espanha?

A Espanha é um dos melhores países da Europa para fazer um intercâmbio em 2022. E não é atoa que mais e mais brasileiros buscam aprimorar seu espanhol no país: além das maravilhas locais, o país facilita a vida de brasileiros que desejam residir no país.

Após 2 anos de residencia temporária, você estará qualificado para residir permanentemente no país. Bom demais, né?

Um intercâmbio na Espanha é rico em experiências, por conta das belezas naturais presentes na região. O país possui mais de 5 mil quilômetros banhados pelo mar. Um das praias, conhecida como Playa de Ses Illetes foi eleita em 2016, pelo TripAdvisor, a melhor praia da Europa.

Ainda é possível visitar ilhas belíssima, como Ibiza, Tenerife, ou as Ilhas Canárias, com ruas feitas completamente de areia.

Porém, o que realmente captura o coração de muitos que vão estudar na Espanha é a comida. A culinária espanhola é cheia de pratos com frutos do mar, frutas, vegetais e jamón, presuntos incríveis e com sabores característicos.

Por isso, se você deseja um intercâmbio único e inesquecível, a Espanha é o caminho. E nós estamos aqui pra te ajudar a realizar esse sonho.

Nossos consultores estão abertos para tirar suas dúvidas, te ajudar a se planejar financeiramente e te auxiliar durante todo o seu caminho até seu sonho de estudar no exterior. No link abaixo você poderá deixar seu contato e eles falaremos com você o quanto antes!

Você também pode gostar de conferir:

5 curiosidades imperdíveis sobre a Espanha

Custo de vida na Espanha em 2022: economize enquanto estuda no país

Como é morar em Barcelona: Descubra a Espanha | Brasileiros na Europa

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Curiosidades Dicas de viagem Estados Unidos Estude um idioma fora do Brasil Tudo sobre intercâmbio

O que fazer em Orlando: 15 pontos turísticos que você precisa conhecer

Fala, galera! Está planejando uma viagem para os EUA e quer saber o que fazer na cidade? Separamos 15 pontos turísticos de Orlando incríveis que vão te fazer se apaixonar pela cidade… e não querer sair nunca mais!

O que fazer em Orlando: diversão na cidade

Apesar de ser conhecida pelos parques da Disney, a cidade de Orlando tem muito mais diversão para oferecer..

No verão, as ruas da cidade ficam lotadas de viajantes do mundo inteiro que buscam experiências únicas, e por conta da variedade em opções de entretenimento, hospedagem, restaurantes e instituições de ensino para quem deseja aproveitar a viagem pra colocar o inglês em dia, é importante se preparar.

Por isso, após ler esse post, já anote as atrações e compre os ingressos com antecedência. Assim, você irá economizar tempo e dinheiro.

Ah, e claro, não deixe de guardar algumas horas para conhecer as praias magníficas da Flórida, como Cocoa Beach, que está localizada há 45 minutos da cidade de Orlando.

[Post] Intercâmbio de 1 mês: dicas pra aproveitar as férias no exterior

Explore a galáxia no Kennedy Space Center

O Kennedy Space Center é uma pequena parte da NASA, a Agência Espacial Americana.

O espaço é um museu interativo, com programas e atividades que te permitem explorar o mundo espacial com que mais entende.

Esse ponto turístico de Orlando fica a 1 hora de Orlando e no caminho você passará por 4 pedágios no caminho. Ele costuma estar aberto todos os dias das 9h às 18h, e os ingressos custam US$50 para adultos e U$40 pra crianças.

O tour pelo centro inteiro precisará de um dia inteiro, mas quantas vezes você terá a chance de estar na NASA?

A Clássica Flórida no Old Town Kissimmee

Old Town Kissimmee ou Old Town Orlando é uma região que parece ter parado no tempo. Tudo lembra a uma Flórida antiga, com construções, carros e parques temáticos dos anos 60.

A atração é considerada por muitos a melhor experiência em Orlando e se você quiser conhecer, pode agendar seu passeio com antecedência aqui.

Adrenalina no Fun Spot America

Parques de diversões gigantes e com atrações radicais para toda a família? O Fun Spot America em Orlando tem!

Desde pistas de kart, carrinhos bate-bate, carrossel, jogos clássicos de videogame até montanhas-russas, esse ponto turístico de Orlando está pronto para receber você. Os ingressos você pode conferir aqui.

[Post] Como tirar seu Visto Americano em 2022

Natureza em Orlando

Mas não só de parques radicais vive Orlando! A cidade possui diversos pontos onde você pode estar em contato com a natureza.

No Exotic Animal Experience você tem a experiência de dividir um espaço natural com animais selvagens. Além disso, ainda pode tocar e acariciar as criaturinhas como lêmures, macacos e cangurus.

Outro espaço animal é o famoso parque dos jacarés, o Gatorland! Esse é para os mais corajosos, ein? Há apenas 8km dos parques da Disney, esse parque conta com jacarés de verdade e de mentira, tartarugas e pássaros.

Mas se jacarés não forem seus animais preferidos, sempre haverá o belíssimo SEA Life Orlando Aquarium. Aberto nos finais de semana, os ingressos custam U$25 para adultos e U$21 para crianças de 3 a 12 anos de idade.

O espaço é super interativo e permite belíssimas fotos com animais exóticos. Inclusive, você ainda pode ter a experiência única de acariciar anêmonas e estrelas do mar!

Hora de ir às compras!

Não podemos deixar de lado as compras, não é verdade? Orlando oferece diversos centros comerciais para seus visitantes. Aqui iremos destacar o The Florida Mall, um ponto turístico bem tradicional e localizado próximo ao Aeroporto Internacional de Orlando.

E pra curtir durante as compras, o Universal’s CityWalk, centro de entretenimento da Universal Studios não deixa a prometer! O espaço possui atrações e espaços super legais para fotos com os amigos.

A entrada é gratuita e você pode entrar andando sem nenhum estresse. É diversão garantida para os amantes de Hollywood.

[Post] Como levar dinheiro para o exterior em segurança

Aventuras? Em Orlando nós temos!

Achou as atividades muito paradas?! Que tal conhecer o Paddleboard Orlando, que oferece a experiência de praticar o Stant Up Paddle, um esporte-lazer onde você rema em cima de uma prancha de surfe?

Ou então, que tal inovar com um passeio de helicóptero com o Helicopter Tours, sobrevoando a cidade e enxergando suas belezas de um novo ponto de vista?

Mas, se mergulhar com golfinhos for seu sonho, a hora é agora! O Florida Dolphin Tours te permite acompanhar as belezas naturais do golfinhos de Orlando. Com certeza esse será um momento inesquecível pra toda a família.

Ainda no mar, um passeio de Jet Ski também é uma opção de curtição entre você e seus amigos! Pra isso, empresas como a Extreme Jet Ski of Orlando podem te auxiliar.

O que fazer na Flórida: visite os museus

Quer ver mais sobre a história e cultura pop local? Então você precisa conhecer este ponto turístico de Orlando, o Madame Tussauds Orlando.

O maior e melhor museu de cera do mundo, que conta com esculturas perfeitas de celebridades como Taylor Swift, Will Smith, Beyonce e personagens da Marvel.

Os ingressos custam U$36,99 e crianças menores de 3 anos não pagam! Você pode conferir mais sobre os valores aqui.

Ou talvez, um museu no estilo do filme Uma Noite do Museu pode ser o que você estava buscando! O Orlando Science Center é um programa incrível para famílias e amantes da ciência!

Os valores para conhecer estão por volta de:

  • Adulto (acima de 12 anos): US$27.
  • Criança (entre 3 e 11 anos): US$18.
  • Idoso (acima de 55 anos): US$24.
  • Bebê (2 anos ou menos): Não paga.

Para comprar os ingressos é só clicar aqui.

E pra fechar com chave de ouro, não deixe de visitar o The World of Chocolate Museum: cheio de esculturas de chocolate, é a própria Fábrica de Chocolate da vida real.

Postagens que você também pode gostar:

Custo de vida nos Estados Unidos em 2022: economize durante a viagem

Como estudar inglês sozinho: roteiro de estudos gratuito

Estudar nos Estados Unidos: 7 vantagens de fazer intercâmbio nos EUA

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Alemanha Estude e trabalhe no exterior Europa Graduação e Pós no Exterior Tudo sobre intercâmbio

Como estudar na Alemanha: guia completo pra sua graduação

Fala, galera! A Alemanha é repleta de universidades de primeira linha e suas cidades são vibrantes e cheias de história. Assim, não é de surpreender quantas pessoas buscam estudar na Alemanha todos os anos.

Pensando nisso, preparamos esse guia completo pra tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto.

Como estudar na Alemanha

Apesar da língua oficial na Alemanha ser o alemão, ainda é possível estudar nas universidades do país em inglês.

Segundo o DAAD, o serviço de intercâmbio acadêmico alemão, estudar na Alemanha é simples e você só precisar seguir 8 passos pra chegar lá.

No primeiro momento, é importante encontrar uma instituição que faça sentido com seus desejos e necessidades. Através do site da plataforma você pode conferir algumas das melhores opções de curso e universidade no país.

Após selecionar os cursos que te interessam, você deverá conferir os requisitos de cada instituição e se inscrever. Depois de receber a carta de aceitação da universidade, é só dar entrada no seu visto de estudante!

As melhores universidades alemãs

Para te ajudar no processo de escolha da universidade ideal, trouxemos o ranking QS de 2021, dá uma olhada:

  1. Universidade Técnica de Munique
  2. Universidade Ludwig-Maximilians München
  3. Universidade de Ruprecht-Karls-Heidelberg
  4. Humboldt-Universität zu Berlin
  5. Freie Universitaet Berlin
  6. KIT, Instituto de Tecnologia Karlsruhe
  7. Universidade RWTH Aachen
  8. Universidade Técnica de Berlim (TU Berlin)
  9. Universidade Técnica de Dresden
  10. Eberhard Karls Universität Tübingen

O que você precisa para estudar na Alemanha

Apesar de não existir vestibular na Alemanha, você precisa estar atento ao caminho de ingresso que melhor se encaixa a você.

Algumas universidades e cursos colocam um certo padrão de Ensino Médio para os estudantes que desejam ingressar. Isso acontece, em partes, porque o ensino na Alemanha tem um formato diferente do encontrado em outros países.

Normalmente o estudante estrangeiro precisa fazer o Studienkolleg, uma formação complementar ao ensino médio que te prepara para o ensino superior na Alemanha. Aqui explicamos tudo sobre o curso.

Caso você deseje fazer uma pós-graduação na Alemanha, precisará validar seu diploma. Para isso, precisará contratar uma tradução juramentada do documento.

[Post] Estudar Fora: checklist com 10 itens pra estar em dia antes de estudar no exterior

Visto de estudante de alemão: é necessário?

Sim! A permanência sem visto na Alemanha só é possível por até 90 dias. Porém, enquanto um estudante de graduação você precisará ficar pelo menos 6 meses no país.

Existem dois tipos de visto de estudante na Alemanha: o Studienbewerbervisum, em tradução literal “visto de candidato ao estudo”, e o Studentenvisumque é o “visto de estudante”.

Para tirar o Studentenvisum/Visto de estudante você precisará comprovar inscrição em uma faculdade. A outra modalidade é a indicada para o Studienkolleg, que irá te preparar para o ensino superior. De qualquer forma, você precisará confirmar seu vínculo com a instituição para pedir seu visto.

Documentos para tirar o visto de estudante alemão

  1. Passaporte válido;
  2. Comprovante de matrícula no curso que irá fazer;
  3. Comprovante de seguro saúde;
  4. Comprovação de renda

No caso do último item, ele servirá para assegurar que você conseguirá se manter durante o tempo no país. O valor mínimo aceito na Alemanha é de 861€ por mês.

Depois que tiver essas documentações em mãos é só entrar em contato com o Consulado Alemão mais próximo de você. Aqui você pode conferir mais sobre.

Estudar e trabalhar na Alemanha em 2022

A partir do momento em que você ingressa na Alemanha com seu visto de estudante, receberá a autorização para trabalhar até 20 horas/semanais no país. Os trabalhos mais comuns para estudantes nessa situação são os de garçons, babás e atendentes.

Confira: Melhores países da Europa pra fazer intercâmbio em 2022

Se você quer saber mais sobre seu futuro na Alemanha, como se planejar financeiramente ou qualquer outra dúvida, nossos consultores estão disposto a te auxiliar nesse processo.

No link abaixo você pode deixar suas informações que entraremos em contato com você o quanto antes!

Você também pode gostar de conferir:

Como viver viajando: 10 ideias para trabalhar enquanto viaja

Como planejar seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Curiosidades Estude e trabalhe no exterior Europa Graduação e Pós no Exterior Inglaterra

Russell Group: conheça as melhores universidades do Reino Unido

Fala, galera! Você sonha em estudar nas melhores universidades do mundo mas, ao mesmo tempo, quer estudar na Europa?

Conheça o Russell Group, a famosa Ivy League Britânica, que conta com as 24 melhores instituições de ensino da Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales.

O que é o Russell Group?

O Russell Group é um grupo de universidades focadas em pesquisa e excelência acadêmica, localizadas no Reino Unido.

Fundado em 1994, o grupo começou com encontros entre os 17 membros originais no Hotel Russell em Londres, de onde veio o nome.

Os encontros tinham como objetivo a troca de informações e assegurar que seus interesses estavam sendo bem representados pelo governo.

Apenas em 2007 o grupo de tornou uma organização privada oficial, acrescentando mais instituições ao seu corpo.

Russell Group: curiosidades

Dentro do Russell Group, composto de 24 universidades britânicas, estão as “Red Bricks Universities“, termo utilizado desde a Era Vitoriana para nomear aquelas instituições que possuiam um padrão estético similar, com tijolos vermelhos na estrutura.

Estas instituições eram universidades de grande peso, com independência, graças ao Royal Charter. As seis originais eram:

  • University of Birmingham 
  • University of Bristol 
  • University of Leeds
  • University of Liverpool
  • University of Manchester
  • University of Sheffield

Estas instituições possuem um peso e fama por sua excelência que precede a primeira guerra mundial, mas não são as únicas a carregar peso dentro do grupo.

Hoje, as 24 universidades do Russell Group possuem sua própria importância e história e não é atoa que são consideradas as melhores. Dá uma olhada nessas informações:

  • Cerca de 2/3 das pesquisas produzidas no Reino Unido vem do grupo, grande parte delas de importância global;
  • O Russell Group contribui com cerca de £87 bilhões pra economia nacional anualmente;
  • As instituições recebem mais de 500 mil estudantes todos os anos;
  • Dentre os estudantes, 32% são internacionais;
  • E os estudantes não são qualquer um não, 200 vencedores do prêmio Nobel estudaram nas melhores universidades do Reino Unido (Isaac Newton e Stephen Hawking são alguns dos nomes!);
  • As universidades estão entre as 250 melhores do mundo, de acordo com o QS World University Rankings.

Confira: Como planejar seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel

Quais instituições fazem parte do Russell Group

Chegou o momento de matar a curiosidade! Existem atualmente 24 universidades que fazem parte do Russel Group, sendo elas:

InsituiçõesQS Ranking 2022Localização
University of Birmingham90Birmingham,Inglaterra
University of Bristol62Bristol, Inglaterra
University of Cambridge3Cambridge, Inglaterra
Cardiff University=151Cardiff, País de Gales
Durham University82Durham. Inglaterra
University of Edinburgh16Edimburgo, Escócia
University of Exeter149Exeter, Inglaterra
University of Glasgow73Glasgow, Escócia
Imperial College London7Londres, Inglaterra
King’s College LondonLondres, Inglaterra
University of Leeds92Leeds, Inglaterra
University of Liverpool189Liverpool, Inglaterra
London School of Economics & Political Science49Londres, Inglaterra
University of Manchester27Manchester, Inglaterra
Newcastle University134Newcastle, Inglaterra
University of Nottingham103Nottingham, Inglaterra
University of Oxford2Oxford, Inglaterra
Queen Mary, University of London117Londres, Inglaterra
Queen’s University Belfast216Belfast, Irlanda do Norte
University of Sheffield95South Yorkshire, Inglaterra
University of Southampton77Southampton, Inglaterra
University College London8Londres, Inglaterra
University of Warwick61Coventry, Inglaterra
University of York=151York, Inglaterra

[Post] Estudar fora do Brasil: passo a passo pra graduação no exterior

Como estudar nas melhores universidades do Reino Unido

Os pré-requisitos de entrada são bem altos, por pedirem do aluno matérias e notas excelentes.

Ainda assim, os requisitos variam entre cada universidade e curso, e por isso, a melhor saída é conversar com um especialista para entender como se preparar para estudar nas melhores universidades do Reino Unido.

Além da aplicação, existe também a possibilidade de fazer um curso Foundation, que prepara estudantes estrangeiros para as instituições do Reino Unido.

Para saber mais detalhes, ente em contato com nossos consultores no link abaixo. A conversa não custa nada e estamos dispostos a te ajudar nesse caminho rumo aos seus sonhos!

Você também pode gostar de conferir:

Guia para intercâmbio na Inglaterra em 2022 – YouTube

Custo de vida na Inglaterra em 2022: descubra como economizar durante a viagem

Tudo sobre visto na Irlanda: quais os tipos, custos e como solicitar

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Estude e trabalhe no exterior Estude um idioma fora do Brasil Graduação e Pós no Exterior Inglaterra Tudo sobre intercâmbio

Como morar na Inglaterra em 2022: descubra o melhor caminho pra você

Fala, galera! A Inglaterra é um país em grande destaque entre estrangeiros que buscam uma melhor qualidade de vida. Isso se dá por muitos motivos, seja a educação de alta qualidade ou o sistema de saúde gratuito para residentes. Por isso, preparamos esse guia completo com tudo que você precisa saber sobre como morar na Inglaterra.

Nesse post você vai ver:

  1. Como um brasileiro pode morar na Inglaterra
  2. Estudar e Trabalhar
  3. Cidadania e Visto
  4. Custo de Vida e Salário

Quer descobrir como morar na Inglaterra? Nosso guia vai te mostrar tudo que você precisa saber para realizar esse sonho!

Como um brasileiro pode morar na Inglaterra?

Existem algumas jeitos de uma pessoa ir morar na Inglaterra, o país cada vez mais cresce com sua cultura, economia aquecida e belas paisagens, vamos te mostrar os jeitos de ir morar no país.

Estudar na Inglaterra

Estudar na Inglaterra é uma ótima oportunidade para estudantes brasileiros que querem aprimorar seu inglês, o país tem muitas instituições incríveis de ensino, e a educação é uma das melhores do mundo. Fazer intercâmbio é uma das melhores formas de estudar no país, existem alguns tipos de intercâmbio, cada um para uma finalidade diferente para seu nível de inglês.

Estudar na Europa: conheça as 5 melhores universidades da Inglaterra

  • Intercâmbios de Idiomas – Onde qualquer pessoa a partir dos 16 anos pode fazer.
  • Intercâmbios Missionários e Voluntários – Normalmente são gratuitos ou com custos mínimos, e as acomodações ficam por conta da organização.
  • Intercâmbio High School / Ensino Médio – Esse é restrito à adolescentes para terem a experiência de estudar numa escola inglesa.
  • Intercâmbio em família – É bem autoexplicativo, você e sua família viajam juntos para estudar, é uma boa opção para futuros intercâmbios como profissionalizante ou high school.
  • Winter e Summer Camps – São feitos para adolescentes curtirem as férias de verão ou  inverno e estudarem! É bem divertido.
  • Intercâmbio Profissionalizante e vocacional – Você mora em outro país enquanto aprende uma nova profissão.
  • Graduação e Pós-graduação no exterior – Vários colleges, públicos e particulares, abrem suas vagas todos os anos para estudantes do mundo inteiro, e você pode ser parte disso.

Visto de trabalho na Inglaterra

Vamos falar sobre vistos? Se sua estadia na Inglaterra tiver menos de seis meses, você não precisa solicitar o visto antes de ir ao país, se tiver mais você tem que solicitar antes, caso seus estudos durem mais de 11 meses (tempo válido do visto de estudante) então você vai precisar do General Student Visa (GSV). 

O Tier 1 e Tier 4 são os vistos para estudo da Inglaterra, Tier 1 é para estudantes de pós-graduação formados no Reino Unido, profissionais de alta qualificação e pessoas que querem investir no país. Já o Tier 4 é para que você possa estudar na Inglaterra.

Tier 2 é para quem recebeu proposta de emprego de um empregador que mora na Inglaterra, o Tier 5 é para voluntários, trabalhadores temporários, pesquisa, treinamentos e etc. Já o Tier 3 foi suspenso, mas ele era direcionado para trabalhadores de baixa qualificação.

Leeds é uma das ótimas opções de moradia para quem está querendo saber como morar na Inglaterra de um jeito mais barato

Tier 2

Como já mencionado acima, o visto para trabalho na Inglaterra é chamado de Tier 2, ele é importante para aqueles que querem saber como morar na Inglaterra e é direcionado para profissionais altamente qualificados, as taxas desse visto variam de preço sendo em torno de £610 a £1.220. Esse visto é dividido em 5 qualificações diferentes, sendo elas:

  • Visto de trabalhador qualificado;
  • Visto de trabalhador de saúde e cuidados;
  • Vistos para transferência interna na empresa;
  • Visto de Ministros Religiosos;
  • Visto para esportistas.

Londres, Inglaterra: conheça e aprenda rápido sobre a capital do Reino Unido

Cidadania Britânica: como funciona

Ter a cidadania europeia é um dos jeitos mais fáceis de conseguir morar na Inglaterra (e nos outros países do reino unido), existem formas de conseguir essa cidadania mas vai depender da sua situação e o que funciona melhor para você! Mas afinal, quem pode conseguir a cidadania, como e quais são as opções? Pode ser por união estável, trabalho e outros, vamos te explicar um por um primeiro:

Cidadania por descendência:

Se você é filho de um cidadão inglês então você tem direito à cidadania, isso passa de uma geração para outra apenas, se seu filho não nasceu em solo britânico então ele não vai ter a cidadania imediatamente, ele terá de solicitar. Para isso é cobrado uma taxa, essa taxa varia dependendo de quando você nasceu. Nascidos antes de junho de 2006 pagam 80 euros e para quem nasceu depois de julho de 2006 paga 1.012 euros para essa solicitação.

Cidadania por união estável: 

Essa é uma outra forma de conseguir a cidadania no país, se você está numa união estável com uma pessoa britânica, ou casado com ela isso pode facilitar sua entrada para o país, mas existem exigências, sendo elas: Você tem que estar a pelo menos 3 anos morando no país, é preciso também ter 18 anos, ter licença indefinida para ficar no país, conseguir a pontuação exigida no teste ‘Life in the UK’, comprovar sua fluência na língua inglesa pelo teste de proficiência, apresentar documento de residência permanente e ter sua situação liquidada no Esquema de Liquidação da União Europeia (UE).

Cidadania por residência 

A cidadania por residência também é um jeito menos complicado de conseguir sua cidadania, para brasileiros existe uma série de exigências:

  • Ter 18 anos ou mais;
  • Comprovar que morou no Reino Unido nos últimos cinco anos;
  • Ter bom caráter e não ter ficado ilegal no Reino Unido nos últimos 10 anos;
  • Passar no teste de inglês B1 e comprovar conhecimentos suficientes da língua;
  • Provar que tem intenção de continuar morando na Inglaterra;
  • Não ter passado mais do que 450 dias fora do país nos últimos cinco anos;
  • Não ter passado mais de 90 dias fora da Inglaterra no último ano;
  • Ser aprovado no teste “Life in the UK”.

Melhores países da Europa pra fazer intercâmbio em 2022

Salário mínimo na Inglaterra e custo de vida

Para saber como morar na Inglaterra, vamos te falar um pouco sobre o salário do país. A moeda da Inglaterra é a libra, ela é mais valorizada em reais do que o euro se formos comparar. Os salários lá são diferentes, existe um salário mínimo nacional ou National Minimum Wage (NMW) aplicado para  jovens de 16 aos 22 anos de idade e o salário de vida nacional ou National Living Wage (NLW) que é para profissionais acima dos 23 anos.  Adultos com mais de 22 anos ganham £9,50, menos ganham £9,18 e jovens aprendizes ganham £4,81 por hora.

Uma das vistas mais bonitas de Liverpool, saiba como morar numa das cidades mais adoradas da Inglaterra.

Custo de vida

O custo de vida na Inglaterra é alto, contudo, existem formas de morar no país de forma mais barata. Em média não vai custar menos do que 900 libras por mês para viver na capital, mas viver um pouco mais longe por um preço mais barato vale mais a pena. Morar em Leeds por exemplo, pode ser até 300 libras mais barato do que morar em Londres, em Liverpool pode ser ainda mais barato.  Um casal gasta cerca de 3.000 libras por mês morando em Londres, o país paga um bom salário, a educação e saúde inglesa são gratuitas mas os custos de transporte, moradia e alimentação são mais altos, principalmente se você opta por morar na capital. 

Existem muitas vantagens em morar na Inglaterra, o acesso à educação de qualidade, a um bom sistema de saúde e incrível cultura, mas não há como negar que o custo de vida no país é um dos mais altos da Europa, por isso é importante apresentar os fatos e deixar com que você tire as próprias conclusões sobre o país. É inegável que a Inglaterra é um país lindo, e que super vale a pena visitá-lo e descobrir tudo que isso pode te oferecer. 

Custo de vida na Inglaterra em 2022: descubra como economizar durante a viagem

Você também pode gostar:

Como estudar no exterior: passo a passo para graduação fora do Brasil
Graduação no Exterior: conheça 4 exames de proficiência em inglês
Como viver viajando: 10 ideias para trabalhar enquanto viaja

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Canadá Curiosidades Tudo sobre intercâmbio

Curiosidades sobre o Canadá: 20 fatos que vão explodir sua mente

Fala, galera! O Canadá é um país super conhecido por possuir uma população amigável e multicultural, além do alto nível de suas universidades e qualidade de vida. E por conta do interesse crescente em conhecer o país, separamos 20 curiosidades sobre o Canadá pra te animar ainda mais com a cultura canadense. Preparado?

1. O Canadá está em guerra!

Desde a década de 1970 o Canadá está em uma disputa (meio que uma guerra!) territorial com a Dinamarca pela Ilha Hans, que interliga o Atlântico Norte ao Oceano Ártico. Pois é, dá pra acreditar? E a ilha é um pequeno território de 1,3 quilômetros quadrados de área. Prioridades, né…

2. Melhor curiosidade do Canadá: o Pé Grande é protegido por lei no Canadá

Isso mesmo que você leu. No século 18 um homem pediu permissão para matar “um homem selvagem que mora no lago”.

A resposta foi, claro, um belo “não”. Seja conhecido por Bigfoot, Mowglis ou Sasquatch, a única certeza é que não, você não pode matar o Pé Grande!

Intercâmbio de 1 mês: dicas pra aproveitar as férias no exterior

3. É melhor você estar com o banho em dia!

As vezes a gente esquece de passar o desodorante e chega no trabalho com aquele “cheirinho” de derrubar um, né?

Brincadeiras a parte, no Canadá existe uma lei que protege locais públicos de pessoas que estejam fedendo (ou carregando algo fedorento). A pena pode levar a até 2 anos de cadeia. E aí, quem você conhece que entraria em cana por essa?

4. Curiosidade estranha: A prostituição é um trabalho legalizado no Canadá

Mas comprar os serviços de alguém que esteja se prostituindo é ilegal. Essa é meio confusa, né não?

5. Consumo de cannabis é permitido no Canadá

Essa pode não ser uma grande curiosidade, mas é sempre bom lembrar! O consumo recreativo foi liberado há uns anos e o mercado tem trazidos benefícios a comunidade.

6. Canadenses vivem muito

Por conta da qualidade de vida e do sistema de saúde local, os canadenses vivem em média 81 anos, superando a média geral.

7. O Canadá é o segundo maior país do mundo

O país da América do Norte é maior que a União Europeia inteira! Com uma área total de 9.985 milhões de km², o país tem dimensões continentais e abriga belíssimas paisagens.

8. O Canadá não tem estados

Diferente de grande parte dos países, o Canadá é composto de províncias, cerca de 10, sendo elas British Columbia, Alberta, Saskatchewan, Manitoba, Ontario, Quebec, New Brunswick, Nova Scotia, Prince Edward Island e Newfoundland and Labrador.

Além das províncias, 3 territórios também fazem parte do país: Nunavut, Northwest Territories e Yukon.

9. O país mais educado do mundo

E não, não estou falando de boas maneiras aqui! Mais que 50% da população canadense continuou os estudos após o ensino médio, possuindo um diploma de ensino superior ou técnico.

Além disso, cerca de 99% da população é alfabetizada. Muito bom, né?

10. Esportes do coração

Os esportes que fazem os corações canadenses baterem mais forte são o Hockey no gelo e o Lacrosse.

11. Poutine é uma iguaria local

Apesar de não possuir muita identidade culinária, alguns pratos simples envolvem os corações dos canadenses. O Poutine consiste em batata frita com pedações de queijo derretidos com molho. A indicação é comer, principalmente, de ressaca! O prato promete milagres.

12. Celebridades canadenses dominam o mundo

Drake, Justin Bieber, Ellen Paige, Rachel McAdams, Celine Dion, The Weeknd, Ryan Reynolds e Avril Lavine são apenas algumas das celebridades canadenses que dominaram o mundo com seu carisma e talento. Qual seu favorito?

7 lugares para conhecer no Canadá em 2022: como viajar para o país da Maple Leaf

13. A maior praia de água fresca do mundo

Wasaga Beach em Ontario é localizada no Lake Huron, sua beleza é incrível – apesar das águas serem frias demais!

14. O telefone foi inventado no Canadá

Isso mesmo! Alexander Graham Bell passou grande parte do período de criação entre Ontario e Massachusetts, permitindo que boa parte do desenvolvimento do telefone tenha sido em território canadense.

15. A insulina foi descoberta na Universidade de Toronto

Em 1921 o Dr. Frederick Banting descobriu a insulina, que depois veio a ser desenvolvida por ele em parceria de Charles Best, Bertram Collip e John Mcleod.

16. Maior consumidor de donuts do mundo

Canadenses amam donuts como amam xarope de Maple Leaf! Existem apenas 30 milhões de pessoas no país e o consumo anual é de 1 bilhão de donuts. Dá pra imaginar?

17. O drink mais sinistro que você vai ver

Como você gosta do seu whiskey? Em Dawson City Yukon, um bom whiskey é acompanhado de um dedão do pé!

O drink chamado de Sour Toe Cocktail possui um dedão humano de verdade. Pessoas doam seus dedões em caso de perda por congelamento – ou qualquer outro motivo possível.

E mais, se você engolir o dedão ainda recebe CAN$2500. E aí, faria?

18. Churchill Manitoba tem menos gravidade do que no resto do mundo

Isso mesmo que você leu! Visitantes afirmam que a sensação ao visitar a área é de maior “leveza”. Imagina essa experiência?!

19. O sistema métrico canadense é insano

Canadenses utilizam o sistema métrico britânico e americano. Isso significa que em algumas situações eles utilizam metros, em outras “pés”. Pesam as comidas com quilogramas, mas o próprio peso com “pounds”. Confuso né?

A confusão continua em outras áreas também, como no idioma. Algumas palavras seguem a pronúncia ou escrita americana, outras não! Só a convivência mesmo pra saber.

20. Nomes “estranhos” para cidades

Nomes de cidades sugestivos e com duplo sentido fazem parte do humor canadense. Cidades chamadas Dildo, Sexsmith e Stoner compõe a lista. Você pode conferir mais algumas aqui.

Postagens que você também pode gostar de ver:

Nova Zelândia: 5 motivos pra você fazer intercâmbio no país

Como trabalhar no Canadá em 2022: saiba como imigrar da maneira adequada

Países que não precisam de visto para brasileiros

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Austrália Estude e trabalhe no exterior Graduação e Pós no Exterior Tudo sobre intercâmbio

Melhores universidades da Austrália em 2022: descubra qual a melhor pra você

Fala, galera! Se você chegou até esta postagem é porque já está no caminho de realizar seu sonho de se tornar um dos melhores em sua área de atuação. Uma carreira internacional começa com um diploma reconhecido e valorizado ao redor do mundo, e as universidades da Austrália podem te proporcionar isso.

Quais as melhores universidades da Austrália?

Seja uma graduação ou pós, as universidades australianas estão no alto dos rankings mundiais quando o asssunto é infraestrutura, preparação para o mercado de trabalho, investimento em pesquisa e empregabilidade de seus ex-alunos.

Nesta postagem separamos as melhores universidades da Austrália de acordo com a Hotcourses.

Para a análise das melhores universidades australianas foram levados em conta a qualidade do ensino, reputação, proporção entre alunos e professores, publicações e citações de pesquisas, número de estudantes internacionais, estrutura física e suporte aos alunos, entre outros indicadores.

Na tabela abaixo você pode comparar as instituições em posição nos maiores rankings mundiais e onde estão localizadas no país.

Posiçãonosrankings
Universidade da AustráliaTHEQS ARWULocalização
University of Melbourne33º37º33ºMelbourne, Victoria
The Australian National University54º27º76ºCanberra
University of Sydney58º38º69ºSydney
University of Queensland54º47º201ºBrisbane City
UNSW Sydney70º43º65ºSydney
Monasch University57º58º80ºMelbourne
Dados referentes a Junho de 2022 / A posição que aparece nos ranking é referente a posição Global

Entenda o sistema educacional na Austrália e as vantagens de estudar no país aqui

Como você pode ver na tabela acima, as universidades australianas ocupam posições competitivas no ranking global, disputando o Top 50 global com instituições seculares, como as que fazem parte da Ivy League nos EUA.

Por que estudar na Austrália em 2022?

Existem 35 instituições de ensino australianas reconhecidas ao redor do mundo por sua excelência. As seis que abordamos nesta postagem se destacam por trazer aos seus alunos uma educação de qualidade, sim, mas também por abrir as portas para o mundo, com programas de desenvolvimento de liderença, preparatórios internacionais e por acolherem milhares de estudantes estrangeiros.

Por isso, não é de surpreender o número de brasileiros que procuram esse país paradisíaco pra avançar e sua carreira. Em especial, aqueles que já possuem uma graduação em sua área e buscam se especializar através de cursos de pós-graduação.

Pensando nisso, trouxemos mais uma tabela com as Melhores Universidades da Austrália, só que dessa vez você pode analisar as áreas de estudo em que elas se destacam.

Arts and
humanities
Life Sciences
&Medicine
Natural SciencesEngineering &Technology
University of Melbourne16º17º38º30º
The Australian National University25º113º27º64º
University of Sydney22º19º49º45º
University of Queensland86º31º90º73º
UNSW Sydney46º52º53º23º
Monasch University42º33º55º39º
Dados referentes a Junho de 2022, retirados da QS Top Universities Global

[Post] Como estudar na Austrália em 2022: Guia Completo

Qual o nível de inglês necessário pra entrar nas universidades da Austrália?

O nível de proficiência em inglês pedido pelas instituições australianas costuma ser o nível intermediário-avançado, o famoso Upper Intermediate.

Por conta da rotina nas universidades que inclui não apenas assistir as aulas e se comunicar com colegas de turma e professores, mas também leitura de materiais acadêmicos

Se você ainda não possui o inglês ideal para ingressar em uma instituição de ensino superior, não se preocupe!

Existem preparatórios específicos para a realização dos testes de proficiência em inglês e pra quem deseja fazer um curso superior. Inclusive, você já estuda o idioma em um processo de imersão lá na Austrália.

Nesta postagem aqui comparamos cursos de inglês no Brasil com cursos no exterior, desde o tempo de duração e imersão até investimento financeiro. É um post bem legal pra te ajudar a entender qual atende melhor as suas necessidades!

[Post] Estudar na Austrália: conheça as 3 melhores escolas de inglês pra você

Universidades da Austrália: quem tem direito às bolsas de estudo?

Muitas universidades da Oceania oferecem bolsas de estudo parciais ou integrais para estudantes ao redor do mundo.

Essas bolsas de estudos na Austrália podem ser concedidas por mérito do aluno, para aqueles que se destacam academicamente e dentro da comunidade, ou através de programas específicos, que podem ser organizados pela instituição ou governos locais.

A Universidade de Sydney é uma das instituições que oferece a oportunidade de auxílio para estudantes ingressantes, cobrindo o primeiro ano de formação de estudantes da graduação e mestrado.

Já no caso do governo australiano, existe o DAP, Destination Australia Program, que oferece uma ajuda de custos significativa para estudantes do ensino técnico, bacharelado, mestrado e doutorado.

[Post] 5 Melhores cidades da Austrália para seu intercâmbio

Como conseguir uma bolsa de estudos na Austrália

Assim como na hora de ingressar em uma universidade da Austrália, sua bolsa dependerá da sua aplicação.

O processo de aplicação nas universidades australianas é simples, porém, cheio de mínimos detalhes e documentações que o tornam cansativo.

Por isso, é importante cogitar a possibilidade de contratar uma Assessoria Acadêmica, que te guie durante todo o processo de escolha, desenvolvimento de estratégia e aplicação nas universidades da Austrália.

Você também pode gostar de conferir:

Visto australiano: tudo que você precisa saber antes de aplicar

Como morar na Austrália em 2022: estude e trabalhe no país

Custo de vida na Austrália em 2022: compare as principais cidades

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.