Categories
Tudo sobre intercâmbio Vistos e documentações

Tudo sobre visto na Irlanda: quais os tipos, custos e como solicitar

Fala, galera! Pensando em fazer seu intercâmbio para Irlanda mas está na dúvida sobre como funciona o processo de visto? Nesta postagem falaremos se brasileiros precisam de visto para entrar no país, quais os tipos de visto e todas as documentações necessárias.

Você verá nesta postagem:
1. Brasileiros precisam de visto pra entrar na Irlanda?
2. Visto na Irlanda: quais os tipos de visto? (e requisitos)
3. Por que fazer intercâmbio na Irlanda?

Brasileiros precisam de visto pra entrar na Irlanda?

Em Julho de 2021 o governo irlandês autorizou a entrada de estudantes e turistas brasileiros sem visto. A medida é válida para aqueles que pretendem ficar até 3 meses (90 dias) no país.

Caso seu intercâmbio tenha uma duração mais longa que 3 meses, você deverá solicitar o visto adequado quando já estiver na Irlanda.

Porém, mesmo sem precisar de um visto para entrar no país, alguns documentos são importantes. Tenha em mãos ao pousar na Irlanda:

  1. Passagem de volta;
  2. Passaporte válido por seis meses (no mínimo);
  3. Seguro-viagem;
  4. Comprovação financeira* (com um extrato de conta bancária estrangeira, extrato de cartão pré-pago ou de instituição irlandesa);
  5. Reserva em hotel ou carta-convite da residência em que irá ficar;

Visto na Irlanda: quais os tipos de visto?

O Serviço Irlandês de Naturalização e Imigração (INIS) tem uma lista de vistos para estrangeiros como o de turista, trabalho, casamento, união familiar, e mais. Falaremos um pouco sobre os principais vistos e tudo que você precisa para tirar o seu.

Nota: se você estiver pensando em ir para a Irlanda do Norte, saiba que essa região faz parte do Reino Unido (UK). Por isso, as regras para ingresso seguem as de outros países como Inglaterra e Escócia.

Os vistos irlandeses são divididos em 3 grupos principais:
1. Visto de estudante (Stamp 2 e 2A)
2. Visto de trabalho
3. Visto de permanência

Abordaremos os vistos de estudo e trabalho a seguir.

Visto de estudante (Stamp 2)

Para estudantes brasileiros que desejam estudar na Irlanda mais de 90 dias, o visto aconselhado é o Stamp 2, com prazo de expiração de 8 meses. Ainda é possível renovar esse visto duas vezes, permanecendo um total de dois anos na Irlanda enquanto estudante de idiomas.

Com este visto irlandês você poderá frequentar aulas regularmente e trabalhar até 20h/semanais durante o período de aulas. Durante as férias do curso, a carga horária de trabalho poderá ser duplicada, chegando a 40h/semanais.

Requisitos para tirar visto de estudante na Irlanda

Só é possível tirar o visto de estudante na Irlanda se o aluno estiver matriculado em um curso de no mínimo 25 semanas de duração, com carga semanal de pelo menos 15h/semanais.

Os documentos necessários são:
1. Carta da escola em que estudante está matriculado;
2. Comprovante de pagamento do curso
3. Ter seguro governamental ou médico privado de uma empresa irlandesa;
4. Comprovação financeira de 3000 mil euros;
5. Comprovação de endereço;
6. Prova de que escola tem o Learner Protection;
7. Tenha em mãos 300 euros para seu registro do Irish Residence Permit (IRP)

Após sua chegada no país você terá até 3 meses para se organizar em relação as documentações e iniciar o processo de solicitação de seu visto.

Importante: É essencial que a instituição de ensino seja reconhecida pelo governo irlandês. Caso queira conhecer mais sobre as melhores escolas irlandesas, entre em contato com nossos consultores aqui.

Visto de trabalho (Stamp 1)

Se sua intenção é aplicar para um visto exclusivamente de trabalho na Irlanda vai precisar de uma oferta de emprego, a famosa “job offer”. Apenas com esse documento em mãos você poderá aplicar para dar entrada no processo de aplicação que começa com o preenchimento deste formulário online.

Fica a dica: fazer um intercâmbio de estudo de 25 semanas é um dos melhores caminhos para conseguir um emprego no país e, ao final, sua job offer!

Lembrete: Para solicitar o visto de estudante ou trabalho na Irlanda você deverá estar no país.

Clicando aqui você pode acessar uma plataforma que vai te direcionar para a unidade mais próxima de onde você estiver. Apenas assim você conseguirá ficar no país por mais de 3 meses.

Por que fazer intercâmbio na Irlanda?

Seja uma escola de idioma, um college ou uma universidade, você merece o melhor – e a gente sabe disso. E nesse assunto, a Irlanda é uma ótima escolha, pois são centenas de instituições credenciadas, recebendo milhares de alunos estrangeiros todos os anos, que desejam desenvolver as suas carreiras internacionalmente.

Por exemplo, fazendo o seu intercâmbio na Irlanda e sendo um estudante de tecnologia no país, você se torna a mão de obra qualificada que o país precisa, sendo um profissional que estará pronto para o mercado de trabalho das grandes empresas que estão no país. Trabalhe no Google, Facebook ou LinkedIn e faça do seu currículo um dos mais disputados do mundo!

Você também pode curtir:
5 vantagens de fazer intercâmbio na Irlanda
Intercâmbio ou curso de inglês: como atingir a fluência mais rápido 
Estudar Fora: checklist com 10 itens pra estar em dia antes de estudar no exterior

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.
Categories
Canadá Dicas de viagem Irlanda Tudo sobre intercâmbio

9 melhores países para imigrar em 2022

Fala, galera! Tudo certinho? Aqui vai mais um post pra te ajudar a escolher seu próximo destino. Separamos os 9 melhores países para imigrar – e no final vamos te contar qual a melhor forma de entrar nestes destinos! Bora lá?

Você verá neste post:

  • Melhores países para imigrar em 2022
  • Qual o caminho mais fácil para imigrar

Melhores países para imigrar em 2022

Cada vez mais brasileiros tem saído do Brasil em busca de uma melhor qualidade de vida.

Segundo um artigo da CNN o número de brasileiros no exterior ultrapassou 4 milhões – ou seja, temos mais pessoas no exterior do que no Espírito Santo, dá pra acreditar?

Pensando nisso, hoje trouxemos os melhores países imigrar – principalmente para quem deseja estudar e trabalhar – assim você já pode ir se preparando para o intercâmbio!

Usamos como parâmetro de comparação os seguintes critérios:

  • Empregabilidade
  • Qualidade de vida
  • Salário mínimo (em relação ao custo de vida)
  • Facilidade de entrada no país

Preparado para conhecer o país dos seus sonhos?

1. Canadá

O Canadá é um país acima da média quando o assunto é bem-estar e segurança da população.

Com paisagens naturais bem preservadas, educação inovadora e de alta qualidade, – principalmente nas áreas de tecnologia – o Canadá conta com cinco universidades entre as 100 melhores do mundo de acordo com a Times Higher Education de 2019. Não é atoa que o Canadá é um dos destinos favoritos de pessoas do mundo inteiro, né?

Desde dezembro de 2021 foi estabelecido um novo salário mínimo no Canadá de CAD$15,00 por hora. Para um estudante que trabalha meio período, o valor acima resulta numa receita média de 300,00 dólares canadenses por semana – que bate perfeitamente com o custo de vida atual no país.

2. Nova Zelândia

Para quem busca qualidade de vida e paisagens deslumbrantes, a Nova Zelândia é um paraíso em terra firme.

As duas ilhas no oceano Pacífico abrigam belíssimas praias e montanhas, cenários ideias para quem curte esportes radicais, trilhas e trabalhos de campo!

Morar na Nova Zelândia é como viajar o mundo.

A Nova Zelândia tem uma das taxas de criminalidade mais baixas do mundo, universidades de alto nível e uma população amigável e receptiva, servindo de destino principal para estrangeiros do mundo inteiro, em especial da Ásia.

Se você fala inglês ou quer aprimorar seus conhecimentos na língua inglesa sem abrir mão de uma prainha, a Nova Zelândia é o seu destino!

Veja também:

Montreal Canadá: conheça a maior cidade de Quebec

Morar na Austrália é viver em um dos melhores países do mundo

3. Austrália

Com vinte Patrimônios Mundiais da UNESCO, a Austrália tem muito a ser explorado.

O país de dimensões continentais ocupa o quinto lugar no ranking da Numbeo, competindo pelo primeiro lugar em qualidade de vida, poder de compra, segurança, saúde e custo de vida com países como Dinamarca e Finlândia.

É referência nas áreas de Meio Ambiente e Conservação, e frequentemente a Austrália abre vagas para a entrada de mão de obra qualificada em cidades que estão com grande demanda. E pode ir sem medo, viu? Apesar de a Austrália ser conhecida pelos seus animais exóticos, quem vai morar lá não se arrepende.

4. Alemanha

A Alemanha oferece estabilidade e estrutura para seus moradores, pontos importantíssimos na hora de escolher entre tantos países para imigrar!

Com oito universidades entre as 150 melhores do mundo, a Alemanha é um paraíso para estudantes do mundo inteiro.

A Alemanha oferta cursos de graduação e pós-graduação em suas instituições públicas.

5. Irlanda

A Irlanda é de longe um dos países para imigrar mais buscados por brasileiros que buscam mudar de vida.

Com um mercado de trabalho com grande demanda, a Irlanda está de portas abertas para estrangeiros.

Para estudar e trabalhar no país basta se organizar direitinho. E se você ainda não domina o inglês, nem precisa se estressar! Dá pra estudar o idioma e ainda trabalhar meio período no país.

Gostou da ideia? Comece a planejar seu intercâmbio com a gente clicando aqui. Já consegue se imaginar recebendo em euro e viajando pela Europa, né?

More em Berlim: tudo sobre uma das cidades mais divertidas do mundo

Vantagens e desvantagens de fazer o intercâmbio em Dublin

6. Holanda

Morar na Holanda é uma experiência única. De todos os países para imigrar que foram citados aqui a Holanda é encantadora pela belíssima paisagem urbana e suas noites inesquecíveis.

Se você busca um lugar seguro, com boas condições de trabalho e qualidade de vida, sem deixar de lado a badalação das cidades grandes, a Holanda pode ser o destino perfeito para você.

Suas cidades são conhecidas por ruas cheias de bicicletas e flores, e também pela postura progressista em relação a comunidade LGBTQI+ e pautas como legalização do aborto e maconha, tornando-o dos melhores países para imigrar.

As universidades holandesas são referência mundial com sua didática que utilizada o método “problem-based-learning” em que o aluno é estimulado a resolver problemas com o objetivo de aprender.

E apesar de o idioma principal do país ser o holandês, é possível estudar inglês em cursos excelentes como British Language Training Center e o UVA Center.

7. Espanha

O espanhol é a quarta língua mais falada no mundo, e é considerada a segunda língua internacional mais importante, atrás somente do inglês.

Para quem deseja aprimorar o espanhol ou morar em um país europeu ensolarado e com excelentes faculdades, a Espanha é um excelente país para imigrar!

Os espanhóis são pessoas simpáticas e acolhedoras, e contam com um excelente sistema de saúde e educação no país.

Localizada na Europa, a Espanha ainda permite fácil acesso a outros países do continente, e com um bônus: brasileiros que residem no país podem adquirir a Cidadania Espanhola após 2 anos de moradia contínua na Espanha. É isso mesmo: você com cidadania europeia com apenas dois anos!

8. Uruguai

Sim, é possível viver bem na América Latina em 2022! E o Uruguai é o melhor país em qualidade de vida, segurança e economia do nosso continente.

A moeda principal do Uruguai é o dólar americano – além do peso uruguaio.

Além da alta qualidade de vida, um grande ponto forte do país é a facilidade de entrada de brasileiros, que não precisam de visto para residir no Uruguai – graças ao acordo entre as Repúblicas.

O ensino também não deixa a desejar, sendo o sistema público e universal. A Universidade ORT do Uruguai está entre as melhores do mundo segundo o ranking da THE.

E como consequência, a taxa de desemprego no país está bem equilibrada: cerca de 10% – no Brasil essa mesma taxa ultrapassa 13% – e o mercado de trabalho promete para 2022!

9. Malta

Malta é um paraíso na Europa localizado entre o sul da Sicília, na Itália, e o nordeste da Tunísia.

O arquipélago situado no Mar Mediterrâneo tem o maltês e o inglês como línguas principais e é um destino interessante para quem deseja imigrar ou fazer um intercâmbio.

O país ainda permite que estudantes estrangeiros trabalhem no país em cursos de mais de 3 meses de duração. Você pode conferir mais benefícios sobre morar em Malta aqui.

Qual o caminho mais fácil para imigrar

Existem diversas formas de imigrar para os países acima, porém a maneira mais efetiva de conseguir um visto para residir é através de um intercâmbio de estudo e trabalho.

Se você pensa em fazer uma graduação, pós ou até mesmo cursos profissionalizantes ou de idiomas, o intercâmbio é o melhor momento para isso.

Além de facilitar o processo de entrada no país, o visto de estudante facilita o ingresso no mercado de trabalho desses países – seja em estágios ou trabalhos de meio-período.

Por que você deveria estar fazendo um intercâmbio na Holanda

Como é morar em Barcelona: Descubra a Espanha 

Malta: Conheça a história e vida noturna [VÍDEO]

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Curiosidades Estude e trabalhe no exterior Tudo sobre intercâmbio

Intercâmbio de estudo e trabalho em 2022

Fala, galera! Existem vários tipos de intercâmbio para todos os gostos e bolsos, mas o intercâmbio de estudo e trabalho é um queridinho ao redor do mundo.

Isto porque ao ganhar experiência no mercado de trabalho estrangeiro, você consegue se manter melhor fora do Brasil e aumentar suas conexões com outras pessoas. Além disso, já estando no mercado de trabalho suas chances de conseguir um visto permanente do país aumenta.

Veja abaixo tudo sobre este tipo de intercâmbio e comece a se organizar pra sua viagem.

Você verá nesta postagem:

  1. Intercâmbio de estudo e trabalho: vantagens e desvantagens
  2. Trabalhar no exterior: quais países aceitam brasileiros?
  3. Como fazer um intercâmbio de estudo e trabalho em 2022

Intercâmbio de estudo e trabalho: vantagens

Em diversos países ao redor do mundo é possível que um estudante de idiomas, ensino superior e cursos profissionalizantes trabalhe por meio período, para que consiga se manter e aproveitar melhor a experiência no país.

Estudar em outro país é uma experiência de abrir horizontes, dá uma olhada em algumas das vantagens:

  1. Oportunidades profissionais e networking internacional
  2. Desenvolvimento de Soft Skills e autoconhecimento
  3. Certificado internacional (seja do curso de idiomas, de graduação ou profissionalizante)
  4. Oportunidade de praticar o idioma em tempo integral
  5. Experiências culturais inéditas e inesquecíveis

Você deve estar se perguntando, existe alguma desvantagem nesse tipo de intercâmbio? Bom, isso vai depender da sua disponibilidade!

Para que um estudante internacional trabalhe no exterior, normalmente é necessário que seu curso no país tenha um tempo mínimo de duração, que pode variar por destino.

Em Malta, na Europa, o estudante pode trabalhar no país contratando um pacote com mais de 90 dias de curso. Porém, na Austrália esse tempo mínimo já cresce: no mínimo 14 semanas de curso.

Entrando em contato com nossos especialistas em intercâmbio você pode entender melhor os requisitos de seu destino dos sonhos. É só clicar aqui e deixar seu contato que falaremos com você!

Trabalhar no exterior: quais países aceitam brasileiros?

São inúmeros os países que permitem a entrada de brasileiros no mercado de trabalho durante o intercâmbio. Estão entre os queridinhos: Austrália, Canadá, Estados Unidos, Nova Zelândia e Malta.

Nesta postagem separamos os melhores países para um intercâmbio de estudo e trabalho, vale a pena conferir!

Intercâmbio ou curso de inglês: como atingir a fluência mais rápido | Prós e Contras

Como fazer um intercâmbio de estudo e trabalho em 2022

O primeiro passo para fazer seu intercâmbio é pesquisar e começar a se organizar. Abaixo, temos algumas postagens que vão te ajudar a se preparar:

Estudar fora: checklist com 10 itens pra estar em dia antes de estudar no exterior

Como funciona o Intercâmbio: tudo que você precisa saber pra se planejar

Como se planejar para seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel [Planilha de planejamento financeiro]

Agora, se você procura um intercâmbio de curta duração para curtir as férias ou algo do tipo, preparamos esta postagem com dicas exclusivas pra aproveitar.

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Estude e trabalhe no exterior

Intercâmbio em Cork, na Irlanda: estude, trabalhe e mude de vida

Fazer um intercâmbio em Cork é uma das coisas mais importantes que você pode fazer na vida, principalmente se você busca um diploma internacional ao mesmo tempo que aproveita uma cidade incrível, com um nível educacional acima da média. 

Se você ainda tem alguma dúvida sobre esses benefícios, não se preocupe, nós temos a explicação completa sobre o porquê da cidade Cork ser uma das melhores do mundo para estudar internacionalmente, confira abaixo:

Por que fazer um intercâmbio em Cork?

Quando falamos sobre a Irlanda, você provavelmente já deve ter ouvido falar sobre a cidade de Dublin, com os seus pubs e bares característicos, que fazem parte do grande visual da Irlanda. 

Mas, você sabia que Cork é uma das melhores cidades no mundo para se estudar internacionalmente? Pois é. A cidade de Cork tem a ótima fama de ser uma cidade universitária, onde além de ter um ótimo nível educacional, consegue oferecer uma grande variedade de instituições de ensino, tendo em seu leque universidades com diferentes tipos de curso.

intercâmbio em Cork

Além disso, Cork também se concentra ao sul do coração industrial da Irlanda, que além de ser muito famosa pela indústria farmacêutica, gera diversos empregos neste setor, principalmente por empresas já conhecidas por nós mundialmente, como a própria Pfizer, responsável pela produção em massa de um item muito importante no ano de 2020, que você já deve conhecer bem, né?

Quais são as vantagens de fazer intercâmbio em Cork?

Acima nós falamos um pouco sobre características importantes de Cork como uma cidade universitária e como ela pode ser útil para você, mas, mesmo assim, você ainda deve estar querendo benefícios reais para saber por que você deve fazer um intercâmbio em Cork, então, confira abaixo 3 benefícios incríveis.

1 – Você estará cercado por educação de alto nível

Quando falamos sobre educação internacional, a Irlanda sempre está como um país de referência, principalmente pela variedade de instituições que o aluno pode aproveitar ao longo da sua trajetória em solo irlandes. Você pode estudar idiomas em uma escola especializada, realizar um curso técnico ou até mesmo uma graduação de nível superior.

Mas o diferencial de Cork neste setor, é que você estará cercado por muitas dessas instituições, como a University College Cork, que oferece cursos como: Medicina, direito, comércio, engenharia e muitos outros. Além da UCC, existem a Griffith College Cork, Crawford College of Art and Design e muitas outras, basta procurar aquela que melhor se encaixa aos seus objetivos! 

2 – A qualidade de vida é sensacional

Aqui na Dreams, nós gostamos de enaltecer países que cuidam bem não apenas dos seus cidadãos nativos, mas também dos estrangeiros que buscam uma vida melhor estudando por lá, e a Irlanda sabe como cuidar bem de todas as pessoas. 

Em Cork, isso não é diferente, pois utilizando plataformas especializadas como o Numbeo, podemos entender o quanto a qualidade de vida no condado de Cork é muito alta. Confira abaixo como chegamos a esta conclusão:

índice do poder de compra 72.49 – Moderado

índice de segurança 64.63 – Alto

índice de saúde 58.04 – Moderado

índice climático 89.78 – Muito alto

Índice do custo de vida 80.63 – Moderado

Preço da propriedade em relação a renda 5.60 – Baixo

Índice de tempo de deslocamento diário 34.20 – Baixo

Índice de poluição 26.37 – Baixo

Índice da qualidade de vida: 166.11 – Muito alto

Todos estes dados compõem a qualidade de vida de um país, que pode ser considerada baixa, moderada, alta ou muito alta. No caso de Cork, especificamente, podemos ver que ela é muito alto por reunir fatores importantes como baixo 

3 – Você pode trabalhar enquanto estuda

Alguns destinos costumam não ser tão rentáveis por conta de algumas restrições governamentais, por isso, acaba sendo uma tarefa um pouco difícil, gerar renda enquanto estuda em um determinado país. 

Mas, como já falamos em outros posts sobre a Irlanda e as suas cidades aqui no blog da Dreams, a Irlanda é um país que ama os seus estudantes estrangeiros, e por isso as coisas acabam sendo muito mais acessíveis.

Com a permissão de trabalho em mãos, o aluno estrangeiro pode estudar, por exemplo, numa escola de idioma enquanto trabalha 20 horas semanais no horário contrário ao seu curso, podendo chegar até 40 horas no período de férias. Quer fazer uma renda extra enquanto deixa o seu currículo no topo? A Irlanda é o lugar certo! 

O que fazer durante o intercâmbio em Cork?

Intercâmbio não é só estudar e conseguir um diploma, existem coisas muito interessantes que você pode fazer enquanto estuda em outro país, incluindo se divertir, porque nem tudo precisa ser tão sério e cinza. O seu intercâmbio precisa ser uma experiência única, que você possa guardar memórias incríveis, por isso, descubra agora o que você pode fazer na cidade de Cork.

Parque Fitzgerald e o Museu Público de Cork

Fitzgerald Park
Foto: TripAdvisor

De primeira, vamos te dar não apenas um parque, mas também um museu que fica dentro do próprio parque, já dá pra imaginar o tanto de coisas que podem ser feitas em um dia, né? 

O Parque Fitzgerald está pelos arredores de Cork desde 1902, quando o prefeito Edward Fitzgerald organizou a Exposição Internacional de Cork. Desde então, o parque é um point quase que obrigatório para quem deseja fazer um bom passeio pela cidade. No parque, você encontra uma fonte do mesmo período da criação do parque, assim como cafés, pistas de skate e esculturas.

“E o museu?”. O museu fica dentro do parque e tem a entrada gratuíta, com vitrines que contém itens importantes para a história da cidade, como uma camisa do ex-meio campista irlandês Roy Keane, nascido e criado na cidade. Além disso, existe a exposição de arqueologia, que ilustra a história da cidade por outra perspectiva.

O mercado inglês

Mercado inglês de Cork
Foto: English Market

Você deve estar se perguntando: “Um mercado? O que isso tem demais?”. Tudo bem pensar assim, mas lembre-se que nós sempre acabamos visitando algum mercado durante a semana, em nossas vidas cotidianas, assim como é essencial fazermos compras nos mercados de outros países, por conta dos alimentos saudáveis e mais econômicos.

Porém, vamos deixar isso pra lá, porque não é o foco no momento. O mercado inglês de Cork existe desde 1788, localizado na Princes Street e conta com diversos locais de consumo de alimentos, além de ter um ambiente perfeito para fotos que podem servir como memórias incríveis. E tem mais: a própria Rainha Elizabeth Segunda II já esteve no local, sendo importante ressaltar que a família real britânica raramente viaja. 

Cork City Gaol Heritage Centre

City Gaol
Foto: J Wynia

Algumas pessoas gostam de sentir a atmosfera de lugares diferentes, que possam fugir dos passeios convencionais e considerados mais comuns não só por nativos daquele local, mas também por todos os turistas que relatam suas experiências.

A prisão de City Gaol foi aberta em 1824, sendo fechada em 1923, abrigando homens e também mulheres após certo tempo. Após o encerramento das suas atividades, o complexo voltou a ser aberto para visitação do grande público, em 1993. Vale a pena conferir pela atmosfera do lugar. Também é possível visitá-lo a noite, basta consultar o guia responsável.

Chegando até aqui, eu aposto que você se interessou por fazer o seu intercâmbio em Cork, melhor ainda se quiser viver uma experiência incrível no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica no botão abaixo e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa!

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Estude e trabalhe no exterior Tudo sobre intercâmbio

Intercâmbio profissionalizante: estude e trabalhe em outros países | O que é intercâmbio

“O que é intercâmbio?”, a pergunta que muitos costumam fazer sempre que se encontram de frente com a palavra “intercâmbio”. O que é normal, pois nem todo mundo sabe o que é, mas com certeza todo mundo gostaria de fazer um. Por isso, fizemos um post completo sobre o que é intercâmbio, os tipos e o que você pode fazer através dele. Confira abaixo o que é intercâmbio: 

O que é intercâmbio?

Sabe quando você está assistindo aquele filme que retrata alunos em algum colégio ou universidade, e dentre estes alunos existe aquele que se destaca por ser estrangeiro? Ele é um intercambista.

E traduzindo este exemplo para você da melhor forma, basicamente, fazer um intercâmbio significa ter uma experiência estudantil com algumas possibilidades de se conseguir um emprego no país escolhido.

Quais são os tipos de intercâmbio?

Escolher o seu tipo de intercâmbio é uma das escolhas mais importantes que você pode fazer antes de viajar pra seja lá qual for o seu destino, pois além de determinar como será a sua rotina no país, o seu tipo de intercâmbio também dirá para você mesmo qual tipo de currículo você quer construir para conquistar o mercado de trabalho estrangeiro.

Abaixo confira os tipos de intercâmbio e como eles podem variar de acordo com alguns países. Para ficar mais simples, vamos utilizar Canadá e Austrália como exemplo, confira abaixo:

Escola de idioma

Aprender um novo idioma é uma atividade extra que todo mundo costuma praticar quando se quer melhorar as suas habilidades, assim como o currículo, que precisa estar evoluindo cada vez mais.

Sendo assim, o intercâmbio de idiomas é uma das escolhas mais simples e também mais procuradas por alunos que desejam não apenas aprender uma nova língua, mas também viver uma experiência diferente do que o seu país de origem pode oferecer.

Além do mais, o que seria melhor para estudar um idioma do que estar vivendo diretamente em um país que utiliza aquela língua diariamente?

College (Canadá)

O College é o equivalente ao ensino técnico aqui no Brasil, sendo uma ótima porta de entrada para o mercado de trabalho canadense, que tem aceitado cada vez mais estrangeiros como mão de obra qualificada.

No Canadá, os colleges são popularmente divididos entre público e privado, sendo o público mais indicado para quem deseja imigrar para o país, já que além de receber incentivo do governo, também oferece o programa PGWP (Post-Graduate Work Permit).

VET (Austrália)

Já ouviu falar em cursos profissionalizantes? Pois bem, o VET ou Vocational Educational Training é o que se pode chamar de curso profissionalizante da Austrália. Cursando o VET, o aluno aprende as atividades de uma profissão em específico, colocando “a mão na massa”, assim como faria num curso técnico, mas com foco em aprender uma vocação e não uma área de estudo.

TAFE (Austrália)

O TAFE ou Technical and Further Education, é como um college do Canadá ou o ensino técnico aqui no Brasil, sendo responsável por ensinar áreas mais abrangentes e com uma política de ensino mais prática, com foco no preparo de mão de obra qualificada para o mercado de trabalho australiano, que tem crescido cada vez mais em setores específicos, como a própria construção cívil.

Universidades

As universidades podem variar o seu modo de ensino e até mesmo as suas grades curriculares, mas no final, todas são responsáveis pelas graduações mais altas que o mercado de trabalho de qualquer país exige. 

Sendo assim, se busca um diploma de bacharelado, mestrado ou até mesmo doutorado, o intercâmbio em uma universidade de outro país pode ser o impulso que o seu currículo precisa.

O que é intercâmbio em universidade

É possível trabalhar durante o meu intercâmbio?

Sim, você pode trabalhar durante o seu tempo de intercâmbio, mas isso pode variar de um país para o outro, assim como o mercado de trabalho, que pode ser mais acessível ou não. As situações econômicas e as políticas de imigração influem completamente na sua experiência de intercâmbio. Você pode conferir mais critérios aqui

Países como a Inglaterra, por exemplo, não permitem que o estudante trabalhe no país enquanto estiver estudando idioma. Ao mesmo tempo, também existem outros ótimos países que permitem estudo e trabalho no mesmo caso. Quer alguns exemplos? Confira abaixo:

Canadá

O Canadá é um dos países mais procurados por alunos de todos os continentes ao longo do globo, pois além de ser uma referência para a educação mundial, o Canadá é um dos países que mais recrutam estrangeiros como mão de obra qualificada. Porém, existem algumas condições nesse recrutamento.

Para trabalhar no Canadá, é necessário que você esteja primeiramente matriculado em uma instituição de ensino regularizada no país. No entanto, não pode ser qualquer uma, pois escolas de idioma não estão mais elegíveis para a permissão de trabalho no país.

O que é intercâmbio no Canadá

Enquanto estiver estudando em um college ou universidade, você terá a permissão de trabalhar enquanto estuda, podendo chegar até 20 horas de trabalho semanais. Após o término dos seus estudos, você poderá aplicar para o PGWP, o programa canadense que concede a permissão de trabalho após a conclusão do seu curso.

Austrália

A Austrália é uma dos melhores países do mundo para quem busca um intercâmbio com altos índices educacionais e também na qualidade de vida.

O processo para se conseguir uma permissão de trabalho na Austrália não é muito diferente do Canadá, pois para que você consiga a permissão de trabalho no país, você precisará de uma comprovação de que está matriculado em um curso legalizado, mas com o detalhe de que ele tenha no mínimo 14 semanas.

País da Austrália

E sabe qual é o grande diferencial da Austrália para o Canadá? Ao contrário do gigante das Américas, o maior país da Oceania permite que você trabalhe enquanto estuda o idioma no país.

Com esta comprovação, o aluno receberá a permissão de trabalho no país, podendo também trabalhar 20 horas semanais, tendo a possibilidade de trabalhar 40 horas no período de férias.

Irlanda

A Irlanda é conhecida pelo seu clima de frio agradável, assim como os pubs animados, castelos e gnomos no final dos arco-íris. Mas o país vai muito além disso, pois além de ser um dos melhores países da Europa para se estudar em qualquer modalidade de intercâmbio, a Irlanda também permite que o estudante trabalhe enquanto estuda. 

Bandeira da Irlanda

Para trabalhar enquanto estuda na Irlanda, basta que você se matricule em um curso de pelo menos 25 semanas. Na Irlanda você também terá acesso as 20 horas semanais de trabalho, que podem ser dobradas em período de férias.

Conclusão sobre o que é intercâmbio

Um intercâmbio é muito mais do que uma simples viagem. Por meio de um intercâmbio, você consegue não apenas conhecer uma nova cultura, mas também potencializar o seu currículo. Além disso, vimos que o caminho para o mercado de trabalho de qualquer país começa pela educação, com o aluno se tornando o profissional ideal para as necessidades daquela nação.

Chegando até aqui, eu aposto que você se interessou por fazer o seu intercâmbio em algum desses países, melhor ainda se quiser viver uma experiência incrível no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica no botão abaixo e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa!

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Curiosidades Estude e trabalhe no exterior Tudo sobre intercâmbio

Intercâmbio na Irlanda: 5 benefícios que todo mundo deveria saber

O Intercâmbio na Irlanda é uma das maiores realizações que uma pessoa pode alcançar na vida, pois estudando em um dos melhores países do mundo, você só tem a crescer como pessoa e também como profissional. Porém, se você ainda tem alguma dúvida sobre como um intercâmbio na Irlanda pode ser uma boa escolha para você, não se preocupe, nós preparamos um post rápido e didático com o que você precisa saber sobre o intercâmbio na Irlanda, confira abaixo:

1 – Estude e trabalhe durante o seu intercâmbio

A gente ama falar da Irlanda por aqui, pois a sua estética, o seu clima, a qualidade de vida e o nível educacional, fazem da ilha esmeralda um dos melhores países da Europa para quem deseja não apenas estudar e potencializar o currículo, mas também para quem busca uma experiência diferenciada para guardar na memória. 

Intercâmbio na Irlanda é estudar e trabalhar
Café na Ilha de Valentia

Porém, algumas pessoas costumam não lembrar que o país adora receber novos alunos, pois além de se tornarem ótimos profissionais, estes alunos podem se tornar futuros investidores na economia do país. Por isso, a Irlanda permite que o estudante possa trabalhar em um horário contrário ao turno das suas aulas.

Fala sério, tem como não amar um intercâmbio em que você possa estudar, melhorar o seu currículo, desenvolver um segundo idioma e fazer uma renda extra? A Irlanda sabe como fazer um intercambista feliz. Para estudar e trabalhar durante o seu intercâmbio na Irlanda, basta que você se matricule em um curso de no mínimo 25 semanas. Assim, você poderá trabalhar legalmente por 20 horas semanais, podendo chegar até 40 horas no período de férias.

2 – O intercâmbio na Irlanda é uma experiência fora do normal

Você já deve ter pensado várias vezes no que vai levar na sua mala para aproveitar o seu intercâmbio na Irlanda e feito uma certa pesquisa sobre a ilha esmeralda, e isso é ótimo! Mas você sabia que a Irlanda é um dos países mais procurados não apenas por nós, brasileiros, mas por pessoas de todo o mundo?

Isso se deve a grande melhoria de qualidade de vida que a Irlanda pode proporcionar aos seus novos cidadãos. O país oferece ótimas opções de moradia, alimentação e entretenimento, fatores básicos que influenciam diretamente na vida comum de qualquer pessoa. 

Duckett's Grove na Irlanda
Duckett’s Grove em Carlow

E não se limite a pensar que a Irlanda é apenas um ótimo país para se morar, pois existem diversos locais que você pode visitar enquanto estiver fazendo o seu intercâmbio. São centenas de pubs, castelos e parques que você pode visitar enquanto estiver curtindo a noite ou até mesmo o dia da Irlanda.

E claro, não poderíamos esquecer um fator super importante na vida de um estudante: o transporte público. Você sabia que os ônibus da Irlanda têm um sistema que permite aos cidadãos saberem quando ele chegará no ponto indicado? Então não se preocupe se perdeu aquele ônibus das 10:00hrs, outro estará vindo rapidamente e você saberá exatamente o seu horário.

E se quer saber como a sua experiência pode melhorar com o transporte enquanto lhe proporciona uma economia extra, experimente usar uma bicicleta, pois a Irlanda tem um sistema que apoia o uso da amiga de duas rodas, com ciclovias muito bem planejadas. Existem até mesmo sistemas de aluguel de bicicletas em caso de você não ter uma. Então seja de ônibus ou de bicicleta, não perca o horário das suas aulas e aproveite a qualidade do transporte! 

3 – Participe de uma grande comunidade

Seja uma escola de idioma, um college ou uma universidade, você merece o melhor e a gente sabe disso. E nesse assunto, a Irlanda é uma ótima escolha, pois são centenas de instituições credenciadas, recebendo milhares de alunos estrangeiros todos os anos, que desejam desenvolver as suas carreiras internacionalmente.

Se é o seu primeiro intercâmbio e você sente um pouco de medo por se sentir uma pessoa deslocada dentro de outro país, não precisa se preocupar, pois além da Irlanda ter pessoas muito receptivas, existe uma grande comunidade de brasileiros no país, que já estão morando no país por um bom tempo ou que também estarão estudando como você.

Mãos agarrando braços

O CSO (Central Statistics Office), em pesquisa realizada no ano de 2016, contabilizou que naquele período existiam 13,640 brasileiros morando no país, sendo que no ano de 2011, nós éramos apenas 8,704. Então não se preocupe em se sentir um pontinho no meio de algo gigante, pois existem várias outras pessoas como você morando por lá. Mas não esqueça de praticar o seu inglês, tá bom?

4 – Faça um intercâmbio na Irlanda e visite outros países

Muito legal você querer fazer um Intercâmbio na Irlanda, mas já pensou que ele pode ir muito mais além do que você imagina? Não? Então é bem interessante que você preste atenção no continente em que ele está.

As pessoas costumam esquecer que um intercâmbio para a Irlanda é um intercâmbio dentro da Europa, um continente que além de ter grandes potências econômicas com muita história pra contar, tem uma grande facilidade de mobilidade entre os seus países. Por isso, é bem comum que as pessoas sonhem com um intercâmbio não apenas na Irlanda, mas em qualquer país do continente.

Conexões em mapa, partindo da Irlanda
Faça conexões diretamente da Irlanda

Utilizando companhias aéreas de baixo custo, você pode viajar pela Europa livremente, podendo fazer do seu intercâmbio uma experiência muito maior do que ele já pode ser. Quer um exemplo de companhias aéreas e destinos? Utilize a Air Southwest e saia de Dublin direto para Londres. Ou melhor, compre passagens com a Ryanair e visite a Belgica, Áustria, França, Espanha, Suíça e muitos outros destinos! 

5 – A tecnologia é o futuro na Irlanda

A gente adora falar por aqui sobre como as pessoas podem melhorar de vida após um intercâmbio, principalmente se elas tiverem tudo a ver com o país de destino. E no caso da tecnologia com a Irlanda, isso é algo ainda mais evidente.

Já citamos em um post anterior sobre como a Irlanda tem impostos baixos em relação a outros países dentro da área da tecnologia, por isso, as maiores empresas do ramo tecnológico buscam estar dentro das terras irlandesas para colocarem as suas atividades em prática, livres dos altos impostos.

Área de trabalho de um programador

E é nesse momento em que o intercambista entra na história. Fazendo o seu intercâmbio na Irlanda e sendo um estudante de tecnologia no país, você se torna a mão de obra qualificada que o país precisa, sendo um profissional que estará pronto para o mercado de trabalho das grandes empresas que estão no país. Trabalhe no Google, Facebook ou LinkedIn e faça do seu currículo um dos mais disputados do mundo!

Chegando até aqui, eu aposto que você se interessou por fazer o seu intercâmbio na Irlanda, melhor ainda se quiser viver uma experiência incrível no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica no botão abaixo e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa!

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Curiosidades Estude e trabalhe no exterior Irlanda Tudo sobre intercâmbio

Confira dicas incríveis para estudar e trabalhar na Irlanda

Estudar e trabalhar na Irlanda é o grande sonho de todo mundo que deseja não apenas mudar de vida, mas colocar o seu nível de qualidade de vida acima da média. As cidades da Irlanda são incríveis e referência para vários intercambistas, porém, muitas pessoas ainda não sabem qual é o verdadeiro potencial da Irlanda em relação aos seus benefícios. Assim, vamos ilustrar da forma mais didática possível sobre como é estudar e trabalhar na Irlanda, confira abaixo:

Estudar na Irlanda é estar pronto para o mercado de trabalho

O intercambista sempre procura o melhor destino para estudar e melhorar o seu currículo com referências internacionais. E caso você tenha escolhido a Irlanda para isso, parabéns, pois foi uma ótima escolha. A Irlanda é um dos melhores países do mundo no ranking educacional, sendo hoje em dia o melhor país da Europa educacionalmente.

A Irlanda é famosa por receber vários alunos para cursos de idiomas, principalmente com foco na língua inglesa, o que com certeza é o intercâmbio perfeito para quem deseja aprender uma nova língua da forma mais prática possível. Porém, o país tem muito mais a oferecer educacionalmente e uma grande parcela dos intercambistas ainda não sabem disso.

É totalmente normal querer estudar em uma das escolas de idioma da Irlanda, mas os Colleges também são responsáveis pela grande quantidade de pessoas que viajam para o país e acabam fazendo dos seus currículos os mais cotados, pois além de promover uma experiência mais técnica, os colleges também oferecem um leque maior de interações com as habilidades exigidas pelo curso, fazendo com que o aluno esteja totalmente pronto para o mercado de trabalho irlandês.

Foto: IQQ

E falando no mercado de trabalho irlandês: esteja você em Dublin, Cork, Limerick ou qualquer outra cidade, o nível educacional da Irlanda tem níveis diferentes, que se concentram no sistema NFQ ou Irish National Framework of Qualifications, que é muito parecido com o AQF da Austrália. Como já dito acima, o NFQ tem diferentes niveis, mas vamos direto ao que interessa para você: o ensino superior.

No NFQ, o nível superior começa pelo level 7, confira abaixo:

Ordinary Bachelor Degree: Bacharelado – NFQ Level 7

Higher Diploma: Diploma superior  – NFQ Level 8

Postgraduate Diploma Masters Degree: Mestrado – NFQ Level 9

Doctoral Degree: Doutorazdo – NFQ Level 10

Os níveis funcionam ainda melhor no mercado de trabalho, pois através deles, os empregadores poderão entender melhor em que etapa do NFQ está localizado o aluno, fazendo com que a sua admissão seja ainda mais fácil, baseada no seu nível do NFQ.

Estudar e trabalhar na Irlanda é bem comum

Como já dito, algumas pessoas costumam não saber qual é o ponto mais forte do intercâmbio na Irlanda, o que não é nenhum motivo de culpa para quem pensa assim, pois tudo depende do seu nível de conhecimento sobre aquele determinado país. Assim, é importante que você saiba como a Irlanda pode ser não apenas uma das melhores, mas a experiência da sua vida.

O intercambista sempre procura novas formas de crescer mundo afora, então é bem comum que o mercado de trabalho do país de destino seja um dos primeiros setores pesquisados pelo intercambista que deseja fazer uma renda extra enquanto estiver estudando por lá.

Estudar e trabalhar na Irlanda é algo acessível

Na Irlanda isso não é um problema, pois enquanto o estudante estiver matriculado em uma instituição de ensino regularizada pelo governo irlandês, é possível que ele trabalhe 20 horas semanais, podendo chegar a 40 horas em seu período de férias. Assim, o estudante consegue fazer uma renda extra que pode ajudar durante o seu intercâmbio e também auxiliar no seu futuro como cidadão irlandês, caso seja o seu desejo.

Sendo um college, uma faculdade, ou até mesmo um curso de idioma, você não precisa se preocupar, pois a Irlanda permite que os alunos de qualquer uma dessas modalidades tenham a permissão de trabalho no país de forma legal, o que significa que você terá muito mais oportunidades de emprego legalizadas.

E não esqueça de se divertir, aproveitar todo o potencial que a Irlanda tem a oferecer como um país de primeiro mundo, é uma das coisas mais importantes do seu intercâmbio. O seu salário de meio período serve para que você seja um cidadão ativo na Irlanda, então não tenha medo de sair e explorar.

Visite os pontos importantes na cidade em que você estiver e não esqueça de aproveitar os pubs e as características de um país de primeiro mundo, que só a Irlanda pode oferecer.

Quer estudar tecnologia? A Irlanda é o local perfeito

Se tem uma coisa que cresceu ao longo do tempo, foi a internet, mas não só ela, a tecnologia em geral se desenvolveu através da internet e incentivou a criação de novas áreas de conhecimento como a linguagem dos códigos e outros cursos que giram em torno da computação e tecnologia.

Estudar e trabalhar na Irlanda com tecnologia

Caso você não saiba, a Irlanda é um dos maiores polos tecnológicos do mundo, onde gigantes da área tecnológica de várias partes do globo se concentram, sendo algumas dessas empresas: 

  • Google
  • Apple
  • Facebook
  • LinkedIn
  • Twitter
  • PayPal
  • AirBnB

E muitas outras. Isso se deve aos baixos impostos cobrados pela Irlanda, que mesmo tendo as suas taxas parecidas com o Chipre e a Estônia, tem o diferencial de apoiar o ecossistema tecnológico e também o seu desenvolvimento. Assim, o país se tornou um verdadeiro point obrigatório para toda empresa que encabeça o ranking da tecnologia.

E você, que tem o desejo de trabalhar nas novas áreas da tecnologia, só tem a ganhar com tudo isso, pois a Irlanda oferece um ambiente convidativo não apenas para as empresas que buscam mão de obra qualificada, mas também para os estudantes que desejam trilhar este caminho, criando pontes entre as empresas e os seus futuros funcionários.

Chegando até aqui eu aposto que você se interessou por fazer o seu intercâmbio na Irlanda, melhor ainda se quiser estudar no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica no link abaixo e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa! 

Clique aqui para falar com um especialista

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Notícias Vistos e documentações

Mudanças no visto para Irlanda em 2021: saiba agora sobre as novas atualizações

O visto para Irlanda sofreu algumas alterações importantes devido à pandemia do novo coronavírus e o governo irlandês colocou em prática algumas restrições para o visto de estudo no país, se pronunciando oficialmente em relação às novas medidas para o combate à propagação do vírus na ilha esmeralda.

Mas não se preocupe, ainda é possível visitar o país, estudar em suas instituições e desfrutar de tudo que a Irlanda tem a oferecer para você. Abaixo, entenda as novas medidas divulgadas pelo governo irlandês:

Novas medidas para viajantes da América do Sul

A Irlanda tem encarado uma séria batalha contra a COVID-19, principalmente em 2021, quando no início do mês de janeiro, o seu número de casos da doença começou a aumentar de maneira totalmente descontrolada, entrando em uma certa queda desde então. Porém, cuidados importantes têm sido colocados em prática na ilha esmeralda, principalmente em relação à entrada de estrangeiros.

Frente de uma casa em Dublin
Apartamento em Dublin

O governo da Irlanda atualizou algumas informações sobre a aplicação do visto de estudo no país, o que afeta diretamente em todos os estrangeiros que buscam estudar na Irlanda em qualquer grau de ensino e que desejam imigrar para o país ou apenas aproveitar o turismo e o nível educacional que a ilha pode oferecer.

E foi em relação aos países da América do Sul que as novas atualizações tiveram um efeito maior, já que agora será necessário que o viajante vindo do nosso continente, faça uma aplicação para aprovação do visto com 3 meses de antecedência e realize um teste de PCR que indique negatividade para a COVID-19, sendo necessária uma quarentena de 14 dias após a sua chegada no país.

Como realizar a aplicação de visto para Irlanda

Visto para Irlanda sofre alterações por causa da COVID-19
Interior de um Pub na Irlanda

Antes de realizar a sua aplicação para um visto de estudo, é necessário que você confira se as suas características conseguem se encaixar dentro das políticas dos que não são naturalizados na Área Econômica Europeia (EEA). Após isso, você poderá realizar a sua aplicação online para o visto de estudo, seguindo todas as instruções do formulário.

“Mas, esse processo de aplicação vai demorar?”. Não existe nenhuma burocracia extra, mas o tempo de processamento pode variar de acordo com o país de origem do viajante. O seu pedido também pode sofrer um atraso por conta dos períodos de alta demanda, o que pode aumentar o tempo para o recebimento de uma resposta.

O governo irlandês indica que o tempo médio de resposta seja dentro de 8 semanas a partir da data da sua aplicação. Um lembrete: o processo funciona inteiramente por ordem das datas de aplicação, ou seja, quanto mais rápido você fizer a sua aplicação de visto, mais veloz será o processo de admissão, então em caso de ansiedade para viajar, prepare-se o mais rápido possível.

Saiba a documentação necessária

Sendo a parte mais importante da aplicação para o seu visto, a sua documentação precisa ser totalmente alinhada com as suas vontades em relação à Irlanda, para que o oficial responsável pelo visto possa ter uma visão clara da sua proposta e possa lhe conceder a entrada no país.

Visto para Irlanda sofre alterações por causa da COVID-19
Seja objetivo em sua documentação

Abaixo, confira a documentação necessária para o visto de estudo:

  • Duas fotos atualizadas e coloridas do tamanho do passaporte;
  • Seu passaporte atual e uma cópia completa de todos os passaportes anteriores;
  • Uma carta de aplicação assinada, incluindo seus detalhes completos de contato;
  • Evidência de que você está matriculado em um curso financiado privadamente;
  • Evidências contabilizando quaisquer lacunas em sua história educacional;
  • Provas de que as taxas foram pagas à sua instituição de ensino;
  • Evidência de que você tem a capacidade acadêmica de seguir seu curso escolhido;
  • Evidência do seu nível de inglês (ou irlandês);
  • Comprovante das suas finanças;
  • Provas de Seguro Médico Privado;
  • Recusas anteriores de vistos.

Ufa! Parece muita coisa, né? Mas tudo isso tem o propósito de fazer com que a Irlanda entenda melhor a sua situação atual no Brasil e também algumas coisas importantes como: o porquê de você querer estar na Irlanda, se você é realmente capacitado para seguir com o seu curso desejado  e também ter uma previsão sobre como você conseguirá se manter financeiramente no país, pois o custo de vida no país pode variar entre as cidades.

Problemas com a documentação

Existem algumas exceções que podem impedir a aplicação adequada do seu visto irlandês, o que pode atrasar o seu processo de entrada no país.

O processo pode sofrer algum adiamento em caso de:

  • Em caso da sua aplicação não conter todas as informações necessárias
  • As suas informações precisam de uma verificação maior por parte dos órgãos
  • Suas circunstâncias pessoais (Exemplo: Ficha criminal negativada)

Sabendo disso, é importante que você tenha uma grande atenção antes de enviar os seus documentos, verificando todos os detalhes para que não haja nenhuma ressalva por parte dos órgãos responsáveis na Irlanda. Já pensou em aguardar 8 semanas e ainda ter uma má notícia sobre o seu visto? Não é uma coisa legal, então seja o mais claro possível. 

Eu preciso pagar alguma taxa para o meu visto?

O visto para Irlanda sofreu algumas alterações devido a COVID-19
O brasil é isento de taxas de visto

Uma boa notícia para a sua pergunta: não, você não precisa pagar nenhuma taxa. O Brasil é um dos países cuja nacionalidade não sofre com o pagamento de taxa para o visto irlandês, assim como Argentina, Bolívia, Chile e muitos outros. Legal, né? Então não se preocupe com a parte financeira, se concentre totalmente na objetividade da sua documentação.

Chegando até aqui, espero que você esteja muito mais informado e sentindo o alívio de ainda poder visitar a Irlanda assim que quiser, basta se aplicar para o visto com antecedência e se preparar para a viagem. Legal, né? Se você está pronto para viajar e ainda não sabe como, basta clicar neste link e entrar em contato com a gente, nós vamos adorar ter o prazer de realizar o seu sonho!

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Dicas de viagem Estude e trabalhe no exterior

Custo de vida na Irlanda em 2022: saiba agora como é o custo de vida na Ilha Esmeralda

O custo de vida na Irlanda é uma das grandes curiosidades que cercam os brasileiros que buscam se aventurar nas terras da ilha esmeralda, principalmente aqueles que têm o objetivo de estudar e trabalhar enquanto podem desfrutar das variedades que a Irlanda pode oferecer. Pensando nessas dúvidas, elaboramos este post para tirar todas as suas dúvidas sobre o custo de vida na Irlanda, confira:

O custo de vida na Irlanda

Primeiro de tudo, é necessário que você entenda que a Irlanda é um país e as suas cidades possuem diferentes culturas e costumes de consumo, o que resulta em uma variação do custo de vida total do país. Assim, tenha em mente de que iremos te dar a melhor média possível, mas que cada cidade tem um custo único.

O custo de vida nas cidades

Abaixo, utilizando a ferramenta Expatistan, comparamos os preços de alimentação, moradia e transporte nas três cidades mais populosas da Irlanda: Dublin, Cork e Limerick.

O custo de vida em Dublin na Irlanda é mediano

Dublin

Dublin é a capital da Irlanda e atualmente conta com uma população de 1,228,000 milhões de habitantes. Abaixo, confira os valores médios na capital:

Alimentação

ItemPreço Médio
Almoço no distrito comercial (incluindo bebida)€14
Refeição em restaurante fast food€9
Peito de frango (500g)€4.78
Pão para 2 pessoas por 1 dia €1.39

Moradia

MoradiaPreço Médio
Aluguel mensal de um apartamento ( 1 quarto / centro)€1,707.04 
Aluguel mensal de um apartamento (1 quarto / subúrbio) €1,466.15

Transporte

VeículoPreço Médio
Carro Volkswagen Golf 1.4 TSI ou equivalente€29,000.00
Ticket de transporte público mensal€130.00
Viagem de táxi com tarifa básica (1 hora)€26.00

Lazer

ItemPreço Médio
2 Ingressos para o cinema€24
Jantar básico (p/ 2) de 3 pratos€71
1 Cerveja em pub da vizinhança€6

Fazendo uma análise bem direta, podemos concluir que Dublin não é uma cidade tão barata em questão de moradia, mas é totalmente possível se manter no centro da cidade através do sistema de HouseShare, que nós já abordamos em outro post aqui no blog. O preço da alimentação se mantém razoável, assim como o transporte, que você pode reduzir os custos através do uso da bicicleta.

Cork

A ilha universitária de Cork tem aproximadamente a população de 190,384 habitantes, sendo a segunda cidade mais populosa da Irlanda. Confira abaixo os valores médios na cidade:

Alimentação

ItemPreço Médio
Almoço no distrito comercial (incluindo bebida)€15
Refeição em restaurante fast food€8.50
Peito de frango (500g)€5.05
Pão para 2 pessoas por 1 dia€1.00

Moradia

LocalPreço Médio
Aluguel mensal de um apartamento (1 quarto / centro)€1,235.61
Aluguel mensal de um apartamento (1 quarto / subúrbio)€999.63

Transporte

VeículoPreço Médio
Carro Volkswagen Golf 1.4 TSI ou equivalente€28,000
Ticket de transporte público mensal€80
Viagem de táxi com tarifa básica (1 hora)€25

Lazer

ItemPreço Médio
2 Ingressos para o cinema€22
Jantar básico (p/ 2) de 3 pratos€70
1 Cerveja em pub da vizinhança€5.72

O preço do aluguel mensal da moradia em Cork é praticamente 50% menor do que o normal em Dublin, assim como a sua alimentação e transporte público, que também se mantém mais em conta. Lembre-se que Cork é uma cidade universitária, sendo perfeita para quem procura trabalhar e estudar na Irlanda.

Limerick

Conhecida pelo castelo King John’s Castle, Limerick tem aproximadamente 191,809 habitantes e é a terceira cidade mais populosa da Irlanda. Dá uma olhada nos valores médios para viver na cidade:

Alimentação

ItemPreço Médio
Almoço no distrito comercial (incluindo bebida)€14
Refeição em restaurante fast food€9
Peito de frango (500g)€4.54
Pão para 2 pessoas por 1 dia€1.30

Moradia

LocalPreço Médio
Aluguel mensal de um apartamento (1 quarto/centro)€1,161.11
Aluguel mensal de um apartamento (1 quarto/subúrbio)€957.14

Transporte

VeículoPreço Médio
Carro Volkswagen Golf 1.4 TSI ou equivalente€25,500
Ticket de transporte público mensal€75
Viagem de táxi (1 hora)€24

Lazer

ItemPreço Médio
2 Ingressos para o cinema€18.90
Jantar básico (p/ 2) de 3 pratos€70
1 Cerveja em pub da vizinhança€5.52

O custo de alimentação consegue ser ainda mais baixo em Limerick, o que pode resultar em uma renda extra no final do mês para o aproveitamento do lazer, que também é mais barato em Limerick do que nas 2 outras cidades, assim como o aluguel de uma moradia em um bairro de classe média.

Interior de um pub irlandês
Interior de um pub irlandês

Salário mínimo na Irlanda x Salário mínimo no Brasil

“Já entendi que os preços variam de cidade para cidade, mas como vou ter dinheiro para consumir tudo isso?”. Calma, a Dreams sabe que você quer estudar e trabalhar enquanto aproveita o conforto que a Irlanda pode oferecer, por isso, trouxemos este comparativo sobre o salário mínimo e como o seu poder de compra pode mudar. Confira:

O salário mínimo brasileiro atualmente está no valor de R$ 1.212,00 por 40hrs semanais, enquanto uma cesta básica brasileira custa em torno de R$ 473,26. 

Dessa forma, para alguém que recebe um salário mínimo, fica inviável se manter morando sozinho em grande parte das cidades brasileiras.

Na Irlanda o salário mínimo se encontra no valor de €10.50 por hora, que utilizando como base 40hrs semanais de trabalho, o indivíduo terá €420 ao final daquela semana. Ao final do mês, teremos o valor médio de €1680.00.

Utilizando os valores de Cork, que é uma ótima cidade para quem busca estudar e trabalhar, basta utilizar o sistema de House Share para que os valores médios despenquem e você consiga desfrutar ainda mais do que a Irlanda tem a oferecer. E Lembre-se, você estará ganhando em EURO, que atualmente custa mais ou menos R$ 6,00!

Além de todas as vantagens que o custo de vida tem a oferecer, você também estará vivendo em um país com alto índice de segurança e saúde, fazendo com que a sua qualidade de vida triplique.

Já pensou no poder de compra que você terá dentro e fora da Irlanda? E o melhor de tudo, enquanto estuda e trabalha por lá? Não perca tempo e realize esse sonho, clique aqui e vamos facilitar o seu sonho de morar na Ilha Esmeralda!

Categories
Curiosidades

Curiosidades sobre a Irlanda que você precisa saber (Pt. 2)

Mão segurando um trevo de quatro folhas, símbolo irlandês.

As curiosidades sobre a Irlanda são um dos fatores que mais chamam atenção sobre o país, pois a Ilha Esmerelda é mesmo um país cheio de encantos e peculiaridades. Tem tantas coisas legais no país para se falar que dividimos o conteúdo em duas partes. Então, se chegou aqui agora, confira neste link a parte 1 das curiosidades sobre a Irlanda que você precisa saber.

Além de paisagens incríveis, a população do país não deixa a desejar, sendo considerada a mais caridosa do mundo. Ao menos 70% dos irlandeses contribui para a caridade, enquanto 37% oferece seu tempo livre para trabalhos voluntários e uma parcela de 64% se dedica a ajudar estranhos. Um belo exemplo!

Então, se você busca morar fora e quer saber como é o intercâmbio na Irlanda, vem descobrir com a Dreams algumas curiosidades sobre o país que você precisa saber:

Titanic

Museu Titanic Belfast

A gente já começa com uma curiosidade enorme. Pra ser mais exato, são 296 metros de peculiaridade. É que o famoso Titanic, aquele mesmo do filme, que naufragou após 3 horas de navegação, foi construído na Irlanda do Norte pela empresa britânica Harland & Wolff.

Inclusive, desde 2012, um dos pontos turísticos mais visitados da capital é o museu instalado na área do antigo estaleiro da Harland & Wolf, o Titanic Belfast. Lá, você conhece todo o histórico até o fatídico dia em que a embarcação atingiu um iceberg, naufragando em 1912.

O curioso caso das sacolas plásticas

Sacolas plásticas não são distribuídas na Irlanda

Se você já está acostumado a levar suas compras em sacolas plásticas gratuitamente, esse não é um costume irlandês. Na busca de proteger o meio ambiente, a distribuição gratuita dessas sacolas é proibida.

Cada uma custa, em média, 20 centavos de Euro; já as maiores, até 1 Euro. Por isso, é normal que pessoas as reutilizem ou até mesmo façam uso de bolsas ecológicas. Em lojas comuns, geralmente as sacolas são de papelão.

Noveleiros de carteirinha

Aqui no Brasil, as produções de novelas não param, se renovando a cada ano e virando tradição na casa de muitos brasileiros. Na Irlanda não é diferente. Bem, na verdade, é. A novela mais longa no ar é do Reino Unido e já dura 16 anos! Confesso, que eu não saberia mais diferenciar um personagem do ator.

Curiosidade sobre trabalho na Irlanda

Homem trabalhando até tarde, fazendo hora extra.

Quem já trabalha e até quem nunca trabalhou com certeza já ouviu falar em “hora extra”. Pois é, mas a vida pessoal dos irlandeses é tão levada a sério no país que fazer hora extra é um desrespeito com o trabalhador. Ela acontece, mas apenas em casos de extrema necessidade e geralmente acompanhada de pedidos de desculpas por parte do empregador. Se você pretende trabalhar no país, essa é uma das curiosidades sobre a Irlanda que você precisa saber.

É menino ou menina?

Casal esperando bebê com ultrassom em mãos

Quem nunca participou ou ouviu falar em Chá de Revelação para descobrir o sexo do bebê? Na Irlanda, este é um evento longe de acontecer. Isso porque existe uma tradição em que os pais não devem revelar o sexo da criança até a hora do nascimento.

Dizem os mais velhos que expor o sexo do bebê pode dar azar à gestação. Mas o costume tem perdido força com os casais mais jovens que já não acreditam mais na superstição. E com isso, vemos que irlandeses curtem um mistério, né?

Uso curioso de palavras e expressões

Na verdade, são palavras e expressões até bem conhecidas, mas os irlandeses têm um jeitinho bem peculiar para usá-las. A palavra “sorry”, por exemplo, é usada para quase tudo: pedir licença, se desculpar e até, se você não fez nada errado, é bem comum pedir desculpas.

Outra expressão com uso curioso é “not too bad”. Se você saúda um irlandês com um “oi, tudo bem?”, é comum que a resposta seja “not too bad” que, literalmente, significa “não tão mal”. E isso não significa que está tudo mais ou menos, é o jeito deles dizerem que está tudo ok. Até criarem laços, os irlandeses podem parecer bem fechados e tímidos.

Curiosidades folclóricas sobre a Irlanda

Frase Happy Saint Patrick’s Day em papel amarelo

Marcada pela invasão dos vikings, a Irlanda possui fortes influências celtas e nórdicas. Mas esse motivo torna a cultura irlandesa rica em um folclore cheio de seres mitológicos. Fadas, duendes e magos estão inclusos.

É por isso que a figura do Leprechaun está sempre ligada a assuntos relacionados à Irlanda. Mas é principalmente no St. Patrick’s Day que percebemos essa peculiaridade. No dia do evento, muitas pessoas se caracterizam de duendes e circulam pelas ruas das cidades irlandesas.

Curiosidade bônus sobre a Irlanda: quanto custa viajar para lá?

Dublin, Irlanda

Dá pra ver que a Irlanda é cheia de costumes diferentes e descobrir cada um deles nos faz viver um pouquinho dessa experiência. Mas não pense que para por aí, tem muito mais coisas para desbravar e explorar, como a paixão por batatas e cervejas, wi-fi liberado nos ônibus de Dublin. Mas se quiser saber sobre programa de estudo e trabalho, pode conferir este vídeo.

Então, se ficou curioso e quer saber quanto ficaria o seu intercâmbio na Irlanda, fale aqui com um de nossos consultores e se prepare para a melhor viagem da sua vida! Se ficou com alguma dúvida, eles estarão a postos para tirá-las.

É isso, pessoal! Fiquem sempre ligados em nosso blog Dreams Intercâmbio e confira as novidades da semana.