Categories
Austrália Dicas de viagem Estude e trabalhe no exterior Estude um idioma fora do Brasil Graduação e Pós no Exterior Tudo sobre intercâmbio

5 Melhores cidades da Austrália para seu intercâmbio

Fala, galera! Conheçam as melhores cidades da Austrália para seu intercâmbio e compare a qualidade de vida, custos nas cidades e cultura local.

Melhores cidades da Austrália para seu intercâmbio em 2022

A Austrália é um país de dimensões continentais, com uma democracia estável e população culturalmente diversa.

Morar na Austrália é habitar um país onde o presente importa tanto quanto o futuro.

Membro fundador da Organização das Nações Unidas (ONU), a preocupação com o crescimento econômico e preservação da fauna e flora presentes na região resultou em 2020 em 28 anos seguidos de crescimento, fazendo da Austrália a 14º maior economia do mundo.

Segundo o site oficial do governo australiano, o país é lar para cerca de 25 milhões de pessoas de outros 200 países, totalizando uma média de 30% da população. Não dá pra negar que a Austrália é um destino muito desejado, né?

O mais interessante é que por ter tantas pessoas de fora da Austrália, são faladas mais de 300 linguagens em solo australiano. Sendo inglês a língua oficial, seguido pelas 5 mais faladas: mandarim, árabe, cantonês, vietnamita e italiano.

Sabemos que a Austrália abre portas para um novo estilo de vida, e que um intercâmbio para o país é o primeiro passo pra quem busca crescer pessoal e profissionalmente.

Por isso, separamos as 5 melhores cidades para você do país pra você poder se preparar pra sua viagem:

Adelaide, South Australia: a cidade mais barata da Austrália

Adelaide é a melhor cidade da Austrália para quem busca uma boa gastronomia e baixo custo de vida.

Sede do Barossa Valley, uma das melhores regiões produtoras de vinhos da Austrália, Adelaide é um centro cultural e econômico australiano.

Qualidade de vida em Adelaide, Austrália

Adelaide é a 5º maior cidade da Austrália e está localizada na Austrália do Sul (ou Austrália Meridional), se destacando economicamente nos setores de administração, educação e saúde.

Em questão de qualidade de vida, Adelaide possui todos os índices em alta. Baixo nível de poluição, um trânsito bem estruturado, clima agradável, segurança para os moradores e poder de compra alto são apenas algumas das vantagens de morar em uma das melhores cidades da Austrália.

Adelaide: Custo de vida em uma das melhores cidades da Austrália

Adelaide é a melhor cidade da Austrália para economizar durante o intercâmbio. O custo de vida é em média 12% mais barato que em outras capitais do país.

Contas básicas como aluguel, transporte e alimentação se destacam enquanto as mais baratas, permitindo ao estudante aproveitar mais a cidade e suas opções de entretenimento. Além de guardar uma graninha pra viajar pela Oceania!

Confira abaixo o custo de vida médio na cidade australiana e compare com os custos em São Paulo.

AdelaideSão Paulo
Custo de vida total (sem aluguel)AUS$ 1323.45 R$ 2889.66
Combo no McDonaldsAUS$ 13.25R$ 35.00
Transporte público (mensal)AUS$ 105.00R$ 275.00
Salário mínimo (hora)AUD$ 19,84R$ 6,87
Dados extraídos da plataforma Numbeo

Como você pode ver acima, o custo de vida de Adelaide quando comparado ao de São Paulo acaba sendo ainda mais vantajoso.

Em São Paulo, o salário mínimo mensal para alguém que trabalha 40 horas/semanais equivale a R$ 1.100,00, menos que a metade do necessário para se manter na metrópole brasileira.

Enquanto isso, em Adelaide, um estudante internacional que trabalha 20 horas/semanais recebe em média AUS$ 1587.00 mensal, ainda sobrando uma quantia para pagar o aluguel de um espaço compartilhado na cidade.

A tabela acima se baseia em dados médios de moradores das capitais citadas. Claro que a realidade pode variar de acordo com as escolhas individuais, mas fica visível que o Estilo de Vida Australiano permite, até mesmo para estrangeiros, uma maior qualidade de vida.

[Post] Como trabalhar na Austrália em 2022: profissões em alta no país

Fica a dica: nossa equipe Dreams disponibiliza planilhas e materiais para você se planejar financeiramente antes e durante seu intercâmbio! Se quiser saber mais sobre seu intercâmbio na Austrália, deixe seu contato aqui que falaremos com você.

Melbourne, Victoria

De acordo o site australiano, Insider Guides, Melbourne é considerado tão bom de morar por conta de seu transporte público tão ágial e variado, baixa criminalidade, mercado de trabalho com espaço para brasileiros. universidades de alto nível e a cultura.

Capital cultural do país, Melbourne fica localizada no sudeste australiano, no estado de Victoria. Depos de Sydney, é a segunda cidade mais populosa do continente.

Como já citamos, em qualidade de vida, a terceira melhor cidade do mundo para estudantes de acordo com o ranking do Top Universities não decepciona!

Se você procura aventura em uma das cidades do futuro, Melbourne é uma forte candidata.

Profissões em alta demanada na Austrália: apesar de ter espaço pra todos, enfermeiras, professores de ensino fundamental, eletricistas, engenheiros e programadores podem encontrar ainda mais facilidade em ingressar no mercado de trabalho australiano.

[Post] Como estudar na Austrália em 2022: tire seu visto e entenda o sistema educacional

Custo de vida em Melbourne, cidade na Austrália

Como em todas as cidades australianas, o salário mínimo em Melbourne é o maior do mundo – garantindo a quem visa estudar e trabalhar no país uma vida mais confortável.

Comparamos o custo de vida nessa cidade da Austrália com o estado de São Paulo no ano de 2022. Veja:

MelbourneSão Paulo
Custo de vida total (sem aluguel)A$ 1350.89R$ 2889.66
Combo no McDonaldsA$ 13R$ 35
Transporte público (mensal)A$ 161R$ 275
Salário mínimo (hora)A$ 19,84R$ 6,87

De acordo com a pesquisa do Numbeo, o poder de compra em Melbourne é 286.5% maior que em São Paulo, cidade brasileira igualmente grandiosa.

Confira mais sobre o custo de vida na Austrália clicando aqui.

Brisbane, Queensland

Tão conhecida como Melbourne e Sydney, Brisbane é a cidade “mais central” da Austrália – e com essa excelente localização vantajosa você estará perto de atrações como a Daintree Rainforest, Great Barrier Reed e praias costeiras estonteantes.

Uma população amigável e com mais dias ensolarados do que em qualquer outra cidade australiana, este também é um destino econômico e seguro para estudantes internacionais.

Fica a dica: a Austrália é um país ensolarado, porém com temperaturas mais baixas do que no Brasil, permitindo um verão super agradável. A melhor época do ano para conhecer os países da Oceania é na primavera e inicio do verão – de outubro à março.

Brisbane, Austrália: Como é o custo de vida na cidade

Carreiras nas áreas de saúde, turismo, construção e tecnologia são as que se destacam atualmente em Brisbane. A demanda por profissionais dessas áreas tem estado cada vez maior.

Separamos alguns dados pra você comparar o custo de vida em Brisbane com o que temos em São Paulo:

BrisbaneSão Paulo
Custo de vida total (sem aluguel)A$ 1382.39R$ 2889.66
Combo no McDonaldsA$ 13.5R$ 35
Transporte público (mensal)A$ 198$275
Salário mínimo (hora)A$ 19,84R$ 6,87

Nesta postagem falamos um pouco mais sobre a história da cidade e estilo de vida. Leia aqui.

[Post] Estudar na Austrália: conheça as 3 melhores escolas de inglês pra você

Gold Coast, Queensland

Mais uma cidade da “terra da rainha” – Queensland em inglês – que rouba o coração de estudantes.

Sonho de consumo de surfistas e apaixonados por praia, a costa dourada australiana ainda é espaço para escolas de inglês premiadas.

O estilo de vida na cidade é calmo cheio de diversões. Durante seu intercâmbio em Gold Coast, você estará em contato com estudantes do mundo inteiro e imerso em novas culturas.

Como é o custo de vida em Gold Coast para estudantes

Com um custo de vida mais baixo do que em Brisbane e Melbourne, a Gold Coast mantém um padrão de vida similar às outras cidades australianas.

Gold CoastSão Paulo
Custo de vida total (sem aluguel)A$ 1341.47R$ 2889.66
Combo no McDonaldsA$ 12.5R$ 35
Transporte público (mensal)A$ 160R$275
Salário mínimo (hora)A$ 19,84R$ 6,87

Sydney, New South Wales

Por ser mundialmente famosa e uma grande metrópole australiana, Sydney costuma ser confundida enquanto capital da Austrália, entretanto, a capital australiana é a cidade de Camberra.

Ainda assim, Sydney é o destino mais buscado por estrangeiros que visitam o país.

A cidade da Austrália é uma das melhores do mundo em qualidade de vida e educação. É o destino perfeito pra estudar inglês, fazer um curso superior, profissionalizante ou apenas curtir!

Custo de vida na cidade mais famosa da Austrália

O custo de vida em Sydney é bem mais alto do que as outras cidades que apresentamos. Veja abaixo:

Valor
Custo de vida total (sem aluguel)A$ 1442.55
Combo no McDonaldsA$ 112.8
Transporte público (mensal)A$ 217.39
Salário mínimo (hora)A$ 19.84

[Post] Como planejar seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel

Como você pode perceber, aqui na Dreams Intercâmbios nós somos apaixonados pela Austrália – e a Oceania num geral!

Escolher entre tantas cidades espetaculares pode parecer uma missão impossível, mas temos certeza que independente disso sua experiência no país vai superar qualquer expectativa.

Se quiser começar a criar seu plano para estudar e trabalhar na Austrália, não deixe de entrar em contato com nossos especialistas.

Sem nenhum compromisso, iremos te ajudar a se preparar pra seu intercâmbio!

Postagens que você também pode gostar de ver:

Como morar na Austrália em 2022: conheça a melhor forma de imigrar
Morar na Austrália: 5 curiosidades que você precisa conhecer (Parte 1)
Como trabalhar na Austrália em 2022: profissões em alta no país

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Alemanha Austrália Canadá Dicas de viagem Estados Unidos Estude um idioma fora do Brasil Inglaterra Itália Malta

Intercâmbio de 1 mês: dicas pra aproveitar as férias no exterior

Fala, galera! Estão chegando suas férias e você está pensando em fazer um intercâmbio de 1 mês, né? Não se preocupe! A gente te conta tudo que você precisa saber: custos, prós e contras e o mais importante: quais os melhores destinos pra um intercâmbio de curta duração. Continua lendo!

Você verá nesta postagem:

  • Melhores destinos para um intercâmbio de 1 mês
  • Intercâmbio de 1 mês vale a pena: vantagens e desvantagens

Melhores destinos para um intercâmbio de 1 mês

Fazer um intercâmbio de 1 mês é a saída pra quem não tem muito tempo e quer aproveitar as férias em outro país, conhecendo uma nova cultura e colocando um novo idioma em prática.

Você sabia? Durante seu intercâmbio de curta duração você também pode aproveitar para se especializar em sua área de atuação, com cursos profissionalizantes e qualificantes em instituições renomadas ao redor do mundo.

Por isso, escolher o destino ideal pra você é tão importante! Separamos os 10 melhores destinos para brasileiros ao redor do mundo que vão te permitir aproveitar essas 4 semanas ao máximo.

Na lista abaixo, você pode conferir os idiomas falados no local e a melhor época do ano para visitar.

Melhores DestinosIdiomasMelhor época para conhecer
Vancouver, CanadáinglêsMarço à Maio
San Francisco, EUAinglêsMarço à Junho / Setembro à Dezembro
Montreal, Canadáfrancês e inglêsMaio, Junho e Setembro
Munique, Alemanhainglês e alemãoAbril e Outubro
Liverpool, InglaterrainglêsJunho à Agosto
Valência, EspanhaespanholMaio e Junho / Setembro à Novembro
Valletta, Maltainglês e italianoAbril à Julho
Gold Coast, AustráliainglêsSetembro à Fevereiro
Auckland, Nova ZelândiainglêsOutubro à Abril
Capetown, África do SulinglêsDezembro à Março

[Post] Países que não precisam de visto para brasileiro

Intercâmbio de 1 mês vale a pena: vantagens e desvantagens

O número de brasileiros buscando intercâmbios de curta duração aumenta a cada ano.

Por conta da vida corrida no trabalho e a necessidade de aprender e praticar outros idiomas, como o inglês, muitos profissionais e estudantes se aventuram por outros países nos meses de férias.

[Post] Intercâmbio ou curso de inglês: como atingir a fluência mais rápido

Se seu plano é morar de vez fora do país, um intercâmbio de curta duração é interessante por te permitir conhecer seu destino dos sonhos e a cultura local.

Outra grande vantagem é pra quem quer melhorar o currículo e se destacar no mercado internacional: como dissemos antes, é possível estudar o idioma enquanto faz um curso de especialização na sua área. Além das experiências inesquecíveis no país, você ainda cresce profissionalmente!

Para famílias, Winter e Summer Camps são grandes divisores de águas: é um momento para se reconectar e criar memórias com quem você mais ama, em destinos inesquecíveis.

A grande desvantagem do intercâmbio de 1 mês é que ele passa rápido… e você vai se apaixonar pelo seu destino, pode ter certeza!

Intercâmbio de curta duração: dicas pra aproveitar ao máximo

Por ser um tempo relativamente curto, é interessante se organizar para sua viagem.

Se você for para Malta ou Espanha, por exemplo, uma Eurotrip é quase que obrigatória!

Na Europa os preços das passagens de avião entre os países do continente são muito baratas – chegando a custar 60 ou 70 reais! dá pra imaginar!? – por isso, é interessante aproveitar a oportunidade e viajar mesmo!

Procurar locais para alugar em Airbnbs e hostels também pode te ajudar a economizar e fazer amigos. Conhecer outros intercambistas e nativos vai multiplicar suas chances de diversão – então não tenha medo de fazer amizades!

[Vídeo] Como fazer uma Eurotrip | Principais dicas e dúvidas!

Já está pensando em fazer sua viagem? Não perde tempo e comece a planejar suas próximas férias com a gente. No link abaixo você pode deixar seu contato para que nossos consultores entrem em contato com você pelo WhatsApp ou Email.

Tudo de graça e sem cobranças, nossos consultores especialistas vão te ajudar com suas dúvidas e a realizar esse sonho.

Você também pode gostar de ver:

Viajar sozinha: 5 melhores destinos ao redor do mundo

7 lugares para conhecer no Canadá em 2022: como viajar para o país da Maple Leaf

Como planejar seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Curiosidades Dicas de viagem Estude um idioma fora do Brasil Tudo sobre intercâmbio Vistos e documentações

Países que não precisam de visto para brasileiros

Fala, galera! Existem muitos países ao redor do mundo com as portas abertas para brasileiros, mesmo que por tempo limitado, e hoje trouxemos diversos países que não precisam de vistos para brasileiros.

Você verá nesta postagem:

  • Países que brasileiros não precisam de visto para morar
  • América: países que não precisam de visto
  • Países que não precisam de visto para brasileiros na Europa
  • Ásia: países que você pode entrar sem visto
  • Países que precisam de visto para brasileiros

Países que brasileiros não precisam de visto para morar

Existem cerca de 195 países, de acordo com as regras da ONU, espalhados entre 6 continentes.

Cada país possui suas próprias regras de imigração, que muitas vezes pode variar por conta de acordos e tratados entre nações.

Graças ao tratado do Mercosul, brasileiros podem não apenas visitar, mas também morar em alguns países da América do Sul por até 2 anos. São eles:

  • Argentina
  • Paraguai
  • Uruguai
  • Chile (até 1 ano no país, com o objetivo de encontrar emprego)

América: países que não precisam de visto

Porém, se sua intenção é fazer um intercâmbio ou uma viagem de até 90 dias sem a burocracia de tirar um visto, esses são os países da América que liberam a entrada de brasileiros:

América do Sul

Países que não precisam de vistoTempo que você pode
ficar no país sem visto
Argentinaaté 90 dias
Peruaté 90 dias
Chileaté 90 dias
Paraguaiaté 90 dias
Uruguaiaté 90 dias
Venezuelaaté 90 dias
Colômbiaaté 180 dias
Equadoraté 90 dias
Guianaaté 90 dias
Surinameaté 90 dias
Bolíviaaté 30 dias

[Post] Viajar sozinha: 5 melhores destinos ao redor do mundo

Viaje pela América Central e do Norte sem visto

Países que não precisam de vistoTempo que você pode
ficar no país sem visto
Antígua e Barbudaaté 180 dias
Barbadosaté 180 dias
Costa Ricaaté 90 dias
Dominicaaté 90 dias
El Salvadoraté 90 dias
Granadaaté 90 dias
Guatemalaaté 90 dias
Belizeaté 90 dias
Haitiaté 90 dias
Hondurasaté 30 dias
Jamaicaaté 90 dias
Nicaráguaaté 90 dias
Panamáaté 90 dias
República Dominicanaaté 90 dias
Santa Lúciaaté 90 dias
São Cristóvão e Nevisaté 90 dias
São Vicente e Granadinasaté 90 dias
Trinidad e Tobagoaté 90 dias
Méxicoaté 90 dias
Bahamasaté 90 dias

Brasileiros na Europa

Na Europa, é possível visitar todos os países sem a necessidade de apresentar um visto. Seja uma viagem ou intercâmbio, brasileiros podem ficar até 90 dias em cada país do continente!

São mais de 40 países no continente europeu, entre eles os favoritos são: Irlanda, Alemanha, França e Itália.

[Post] Intercâmbio e mochilão pela Europa: como conciliar?

Ásia: países que você pode entrar sem visto

Apesar de não ser tão procurado quanto a Europa e América do Norte, o continente asiático possui belezas indescritíveis e cerca de 15 países permitem a entrada sem visto por até 30 ou 90 dias.

Dentre eles, os destinos mais buscados são:

  • Chipre – até 90 dias
  • Cingapura – até 30 dias
  • Filipinas – até 59 dias
  • Indonésia – até 30 dias
  • Maldivas – até 90 dias
  • Tailândia – até 90 dias

Países que precisam de visto para brasileiros

Outros países, porém, precisam de visto para a entrada de brasileiros. Um exemplo é os Estados Unidos, Canadá, Austrália e Nova Zelândia.

Por isso que aqui na Dreams trabalhamos com nossa assessoria de vistos, que dá o suporte para o estudante e turista durante todo o processo de aplicação.

Você pode entrar em contato pelo link abaixo ou conferir mais conteúdos sobre o assunto em nosso blog, Instagram ou YouTube!

Você também pode gostar de conferir:

Visto Americano: tudo que você precisa saber para entrar nos EUA (ATUALIZADO)
Estudar Fora: checklist com 10 itens pra estar em dia antes de estudar no exterior

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Dicas de viagem Estados Unidos

Custo de vida nos Estados Unidos em 2022: economize durante a viagem

Fala, galera! Sabemos que viajar para os EUA é um grande sonho de todo brasileiro. Por isso, preparamos um guia completo e rapidinho pra te ajudar a se preparar para sua viagem e/ou intercâmbio.

Confira aqui o custo de vida nos Estados Unidos em 2022 e compare o estilo de vida entre Nova York e Boston .

Você verá nesta postagem:

  1. O custo de vida nos Estados Unidos em 2022
  2. Como economizar durante o intercâmbio nos Estados Unidos
  3. Como fazer intercâmbio para os Estados Unidos

O custo de vida nos Estados Unidos em 2022

Os Estados Unidos possuem dimensões continentais, por isso, para que você realmente tenha uma ideia de quanto precisará para ficar no país, é essencial analisar o destino que te interessa.

Pensando nisso, trouxemos dois dos destinos mais buscados por estudantes e turistas brasileiros: Nova York, a cidade que nunca dorme e Boston, famosa por suas universidades.

Abaixo, reunimos dados disponibilizados pela plataforma Numbeo, que reúne informações econômicas sobre diversas cidades, estados e países. Confira os valores médios para se manter nas cidades, baseado em dados de Março de 2022:

Gastos mensais totais (sem aluguel):

Nova YorkBoston
Família de 4 pessoas$ 5,032.60$ 4.191,55
1 pessoa $ 1,369.40$ 1,166.77
valores em dólar americano

Valores médios (1 pessoa)

Nova YorkBoston
Restaurante (simples)$20$20
Cinema$17$14.50
Passe mensal (transporte público)$129$90
Gasolina (1L)$0.86$0.77
Mercado (19 itens – quinzenal) $129.47$122.73
TOTAL:$296.33$248

Como você pode ver, o custo de vida entre as duas cidades não muda tanto para uma pessoa solteira. O que vai fazer a diferença no orçamento serão suas escolhas ao longo do processo.

Outro destino muito buscado por brasileiros é Orlando, na Flórida. Abaixo, separamos uma postagem completinha com o custo da estádia na cidade onde ficam os parques da Disney.

Como economizar durante o intercâmbio nos Estados Unidos

O que mais pesa no bolso do intercâmbista é a estadia. Isso porque os aluguéis de casas inteiras costumam ser muito “salgados”. Mas, calma! Existem formas mais baratas de ficar pelo país.

Morar em casas de família é uma boa forma de economizar tanto com alimentação quanto estadia, além de facilitar na hora de conhecer gente nova no país!

Você também pode economizar com aluguel procurando por quartos e casas compartilhadas em sites como Airbnb.

Outras maneiras de reduzir gastos é buscar comer em casa ou preparar seus lanches e almoços antes de sair. Optar pelo transporte público ou bicicleta também são uma boa maneira de manter o orçamento em dia.

Como fazer intercâmbio para os Estados Unidos

Existem diversas maneiras de fazer intercâmbio para os EUA, porém, o que mais atrai brasileiros é a educação superior no país.

Isso porque o país é o lar das maiores e mais antigas universidades do mundo, com excelência no ensino em áreas como saúde, direito e negócios.

Estudar nos Estados Unidos é, também, uma das melhores formas de ingressar no país. Quem opta por fazer um college ainda pode conseguir um visto que permite trabalhar. Já consegue se imaginar construindo sua carreira em Nova York e ainda recebendo em dólar?

Postagens que você também pode gostar de ver:

Brasileiro pode fazer faculdade nos Estados Unidos?
Morar em Boston: por que eu deveria estar lá?
Nova York: 11 lugares que você precisa conhecer no seu intercâmbio 

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Dicas de viagem Tudo sobre intercâmbio

Como planejar seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel

Fala, galera! Que nós somos apaixonados por intercâmbio não é segredo pra ninguém, não é verdade? Porém, como todo sonho, fazer uma viagem para outro país ou imigrar precisa de um planejamento prévio bem estruturado. Pensando nisso, preparamos um guia completinho pra vocês se organizarem – com um bônus: uma planilha de planejamento financeiro!

Você verá nesta postagem:
1. Defina o objetivo do seu intercâmbio
2. Antes de tudo: escolha seu destino
3. Entre em contato com uma agência
5. Planejando o intercâmbio: separe as documentações
6. Planejamento financeiro completo para seu intercâmbio

Defina o objetivo do seu intercâmbio

Existem diversos tipos de intercâmbio e cada um tem suas vantagens e público ideal. Ter em mente exatamente o que você procura vai facilitar demais a manter sua motivação ao longo de todo o processo pré-intercâmbio, e também a estar bem encaminhado nas pesquisas.

Nesta postagem aqui explicamos direitinho todos os tipos de intercâmbio. Não deixa de dar uma conferida!

Antes de tudo: escolha seu destino

Pense bem sobre quanto tempo poderá dispor para seu intercâmbio. Se estiver com pouca disponibilidade, um intercâmbio de um mês durante suas férias do trabalho e/ou faculdade sempre caem bem.

Com o tempo e uma ideia de data em mente, faça uma lista com seus destinos preferidos. Você pode levar em conta:

  • Clima e paisagens do local: você prefere frio ou calor? Cidade grande ou mais natureza?
  • Custo de vida na cidade
  • Idioma falado no local: um intercâmbio é o momento perfeito para se aprofundar em um novo idioma
  • Facilidade de entrar em outros países: indo pra um país na Europa, como Malta, fica mais fácil de viajar pelo continente
  • A cultura local: atividades culturais e alimentação podem ser atrativos bem legais para sua viagem

Clicando aqui você pode conhecer alguns dos países mais seguros do mundo para conhecer no seu intercâmbio!

Entre em contato com uma agência

Todo o processo que antecede o intercâmbio pode ser um pouco estressante, e uma agência de intercâmbios bem direcionada pode ser o diferencial.

Aqui na Dreams Intercâmbios, estamos com nossos intercâmbistas durante todo o processo e podemos dizer que nossos Dreamers são uma das comunidades mais diversas, animadas e viajadas do Brasil!

Desde passagens, visto, assessoria acadêmica, seguro, estadia até te dar as melhores dicas do que conhecer na cidade… nós vamos te guiar no que for possível!

Para entrar em contato com a gente e tirar suas dúvidas, é só chamar a gente no WhatsApp clicando aqui.

Veja também alguns relatos de nossos Dreamers em nosso canal do YouTube.

Planejando o intercâmbio: separe as documentações

Quando tiver em mente o destino e a data de viagem, comece a pesquisar sobre vistos e outras documentações que podem ser pedidas, como certificado e cartão de vacinação.

Também confira se seu passaporte está atualizado e pronto para uso na data da viagem.

E se estiver pensando em fazer uma graduação ou pós no exterior, esta checklist tem tudo que você precisa. Pode confiar!

Planejamento financeiro completo para seu intercâmbio

Comece a organizar suas finanças com antecedência. Pesquise sobre o custo de vida na cidade-destino, possíveis locais que você pretende visitar, preços de passagens.

Sites como Numbeo são uma mão na roda. Através do Numbeo você pode comparar o custo de vida em diversas cidades e países ao redor do mundo.

No Google Flights você pode estar sempre conferindo os preços de passagens, facilitando pegar “aquela promoção”.

A extensão Google Travel possui tudo que você precisa para planejar sua viagem. Você pode conferir desde bares, festas, parques e praias legais até hotéis e alugueis de temporada.

Assim que tiver esses dados em mente, você pode colocar tudo numa planilha como essa abaixo!

Na nossa planilha de planejamento financeiro temos um exemplo de orçamento para intercâmbio de 1 mês em Toronto, com estadia, cursos de inglês e seguro inclusos! Mas você pode editar e colocar seu destino e preços que condizem com o local!

Curtiu o conteúdo? Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.


Categories
Dicas de viagem Tudo sobre intercâmbio Vistos e documentações

Como levar dinheiro para o exterior em segurança

Fala, galera! Uma das dúvidas mais comuns de quem está planejando uma viagem para fora do Brasil é como levar dinheiro para o exterior. Nós preparamos este guia completo com as 5 maneiras mais comuns e mais seguras para você levar dinheiro em sua viagem. Ao final do post você poderá comparar todas em uma tabela completinha com vantagens e desvantagens.

O que você verá nesta postagem:

  1. Como levar dinheiro para o exterior de forma segura
    1. Em espécie
    2. Cartão internacional
    3. Cartão VTM
    4. Remessa
    5. Transferências bancária internacional
  2. Resumão: como comprar moeda mais barato

Como levar dinheiro para o exterior de forma segura

Existem algumas formas de levar dinheiro para o exterior, mas o ideal é que você tenha ao menos duas disponíveis, como dinheiro em espécie e um cartão.

Como aqui no Brasil, andar com uma grande quantia de dinheiro nas ruas pode ser perigoso, não apenas pela possibilidade de furtos mas também pela chance de perder.

Por isso, separamos as 5 melhores maneiras de levar dinheiro para o exterior, com suas vantagens e desvantagens, para que você possa escolher as que melhor se encaixam em suas necessidades.

Em nosso canal do YouTube temos um vídeo rapidinho que fala um pouco sobre o assunto que será abordado nesta postagem. Você pode conferir esse vídeo clicando aqui.

Em espécie

Levar dinheiro em espécie – também conhecido como dinheiro vivo ou cash em inglês – é importante, sempre. Alguns locais podem não aceitar cartões, e por isso é interessante ter sempre uma pequena quantia em mãos.

Dito isto, a melhor forma de comprar papel moeda – e economizar também! – é comprando aqui no Brasil em uma casa de câmbio, que podem ser encontradas em diversos locais, como shoppings, por exemplo.

A taxa de IOF (Imposto de Operações Financeiras) para compra de papel moeda em uma casa de câmbio aqui no Brasil é de 1,1%, somado a comissão da corretora, que muitas vezes é mais baixa do que as cobradas por bancos.

Observação: segundo regra estabelecida pela Receita Federal, você só pode levar até 10 mil reais convertidos em moeda estrangeira sem precisar fazer uma declaração.

Simulação de uma compra de papel moeda em casa de câmbio no Brasil

Vamos supor que você queira comprar USD$1.000,00 (mil dólares americanos) aqui no Brasil. Nesse mesmo dia, a cotação do dólar está aproximadamente R$5,408. Convertendo esse valor os mil dólares em reais chegaria a R$5.408,00

Em uma casa de câmbio a taxa de IOF em cima do valor é de 1,1%. Digamos que a empresa cobre uma taxa administrativa (a comissão da corretora) de R$2,99.

Calculando a taxa de IOF em cima do valor em reais de sua compra (R$5.408,00), você estaria pagando mais ou menos R$59,90 de impostos. Isso somado ao valor total em reais e a taxa administrativa, sua compra de mil dólares teria o valor final de mais ou menos R$5.470,49.

Cartão internacional

O cartão internacional é um cartão comum de banco que funciona em outros países. Possui as funções de débito e crédito, cada uma com suas vantagens e desvantagens.

Alguns bancos digitais oferecem o cartão internacional sem anuidade, como o Neon, o C6, Nubank e o Banco Inter. Porém, é possível ter a opção de cartão internacional através de bancos mais tradicionais.

No cartão internacional você pagará suas compras baseadas no valor da moeda no dia da compra, segundo regra do Banco Central que está vigente desde 2020.

A taxa de IOF é de 6,38% sobre o valor de cada compra. Além disso, muitos bancos cobram uma taxa de serviço de em média 5% em cima do valor de cada compra.

A grande diferença entre o cartão de débito e crédito é em questão do pagamento. No caso do cartão de crédito internacional, você só pagará no dia de pagar a fatura.

Cartão VTM

O Cartão VTM ou apenas o Travel Card é o famoso cartão pré-pago. Ele pode ser solicitado em um banco ou casa de câmbio aqui no Brasil.

O valor da moeda que será pago pode depender de casa empresa. Em alguns casos, o valor é o do dia em que você carrega seu cartão. Outras, cobram de acordo com o dia da compra. Por isso, é bom ficar atento e confirmar isso na corretora ou banco.

Sendo um cartão pré-pago ele funciona como um cartão de débito. A taxa de IOF é de 6,38% sobre o valor carregado.

Como levar dinheiro para o exterior: remessa

A remessa ou transferência online, é o envio de dinheiro de um país para outro. Essa transferência é feita online e muito utilizada por empresas e pessoas físicas.

É possível realizar a remessa através de bancos, Correios ou de plataformas onlines. Neste tópico focaremos apenas na remessa realizada por plataformas como a Remessa Online , Wise ou PayPal.

As taxas envolvidas na remessa normalmente são:

  • Taxa de câmbio;
  • Custo da operação;
  • IOF, que com plataforma online costumam ser na faixa de 0,38% para contas de titularidade diferente e de 1,1% para mesma titularidade;
  • Taxa bancária, tarifa de utilização do sistema bancário para transações pra outros países

A remessa internacional através de plataforma online costuma levar 1 dia útil após pagamento para ser concretizada.

Transferências bancária internacional

A transferência bancária internacional é uma forma segura de levar dinheiro para o exterior, mas que fica em desvantagem por conta das várias taxas que os bancos costumam cobrar.

Dependendo do banco, essa transferência pode ser feita pelo próprio aplicativo ou em uma agência, presencialmente.

Uma transação bancária internacional geralmente leva de 2 a 4 dias úteis para ser concretizada. 

Resumão: como comprar moeda mais barato

Como falamos mais acima, os 5 caminhos que mostramos de levar dinheiro para o exterior são seguros e possuem suas vantagens e desvantagens.

Para que sua viagem seja proveitosa, é interessante utilizar ao menos 2 formas de levar dinheiro para fora do Brasil.

Por isso, nós montamos uma tabela para que você possa analisar melhor e decidir as maneiras que mais fazem sentido com suas necessidades.

tempo de transaçãoIOFtaxa de serviçooutras taxas
Em espécieimediato1,1%R$ 2,99* não
Cartão internacionalimediato6,38% (por compra)anuidade do cartão ou 5% do valor da compranormalmente não
Cartão VTMimediato6,38% (sobre valor carregado)depende do banco/corretorataxa de saque
Remessaaté 24h0,38% a 1,1%depende do banco/empresasim
Transferência bancária internacional2 a 4 dias úteis0,38% a 1,1%simtaxa de envio + SWIFT + margem de lucro sobre câmbio
valores médios*

Você também pode gostar:
Custo de vida em outros países
Brasileiros na Austrália: fronteiras abertas | Saiba como imigrar
Intercâmbio ou curso de inglês: como atingir a fluência mais rápido

Curtiu o conteúdo? Fica mais um pouco e não deixe de conferir nossas redes sociais para estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Canadá Dicas de viagem Tudo sobre intercâmbio

7 lugares para conhecer no Canadá em 2022: como viajar para o país da Maple Leaf

Fala, galera! Pensar em 7 lugares para conhecer no Canadá foi uma missão complicada, até porque o país é lotado de paisagens encantadoras. O Canadá é considerado um melhores países para se morar, tomando a frente quando o assunto é a qualidade de vida. E é a natureza que envolve as cidades um grande “causador”.

Você verá nesta postagem:

  1. CN Tower
  2. Stanley Park
  3. Royal Ontario Museum
  4. Moraine Lake
  5. Fairmont Le Châteus Frontenac
  6. Whistler Blackcomb
  7. Lugares para conhecer no Canadá: Ilha do Príncipe Edward
  8. Como viajar para o Canadá?

Mas, se você procura uma vibe mais “cidade grande” , cidades como Toronto, Montreal e Vancouver vão parecer o paraíso. Essas metrópoles são agitadas, porém conseguem se mantém limpas e seguras!

Abaixo, separamos os 7 lugares mais imperdíveis – e que vão te ajudar a conhecer diferentes facetas do Canadá!

CN Tower

Se você for a Toronto não pode deixar de dar uma passadinha na CN Tower, ponto turístico mais importante da cidade e um dos mais conhecidos do Canadá!

Com mais de 500m de altura, a terceira torre mais alta do mundo te permite ver a cidade de um novo ângulo: de cima. Inaugurada em 1976, a CN Tower conta com um restaurante 360, que funciona através de um mecanismo que o permite girar.

Para agendar um passeio você pode acessar o site oficial aqui. Caso esteja na dúvida em relação ao restaurante, fica a dica: pode ser uma boa opção para economizar o dinheiro do tour na torre, apesar de seu preços mais altos.

Stanley Park

Situado em Vacouver, capital da Colúmbia Britânica, o Stanley Park é um dos maiores parques urbanos do mundo. Por ser uma cidade cosmopolita, o parque de destaca em meio aos prédios de Vancouver.

Composto de 400 hectares, através do Stanley Park é possível se divertir nas trilhas e praias que compoe o parque.

A visitação fica aberta das 6 da manhãs as 10 da noite e através do site oficial é possível conhecer diversas atividades espalhadas ao redor do maior parque do Canadá!

Royal Ontario Museum

O Museu Real de Ontário expõe arte, cultura e história do mundo inteiro no Canadá. Inaugurado em 1912, o local é um espaço interativo, perfeito para crianças.

Em seu interior é possível ver exposições diversas como de botânica, artes, zoologia e paleotonlogia. É um lugar interessante para apreciar um pouco da cultura indigena canadense, com itens como canoas.

Os ingressos custam CAN$15,50 para estudantes e idosos, e crianças de até 3 anos não pagam. Para adultos o valor é de CAN$17,00.

Moraine Lake

Já pensou em andar de canoa num dos lagos de água mais azuis do mundo? O Moraine Lake, localizado em Alberta do Canadá, é um dos diversos lagos do Parque Nacional de Banff e possui águas azul turquesa, cristalinas, que causam um visual estonteante.

Banhado por águas glaciais, a visita ao Moraine Lake só é possível no verão, por conta de sua pista de acesso que fica inviável no inverno.

Ao conhecer o lago Moraine você não pode deixar de observar a paisagem depois de subir um morro que fica à esqueda da entrada, definitivamente o “spot” perfeito para fotos e admirar suas águas. E se o dia estiver ensolarado, o visual será espetacular!

Para saber mais detalhes sobre o Moraine Lake você pode clicar aqui.

Fairmont Le Château Frontenac

Conhecido como o “hotel mais amado do Canadá”, o Fairmont Le Chateu Frontenac fica na cidade do Quebec, a parte “francesa” do Canadá. Com acomodações de luxo, os móveis e toda a atmosfera remetem a uma Europa de outros tempos.

O hótel é um castelo de 18 andares e mais de 70m de altura. Mesmo que você não fique hospedado no hotel, é um local que vale a pena conhecer de perto.

Art Gallery of Ontario

Em Toronto está localizada a Galeria de Arte de Toronto, uma construção de mais de 45 mil metros quadrados, fazendo desse museu um dos maiores da América do Norte.

Conhecida pelos moradores como AGO, o prédio moderno apresenta a arte canadense e de outros países ao redor do mundo, conectando o presente ao passado de forma criativa. Suas obras são ecléticas e sempre conta com exposições temporárias de tirar o fôlego!

Ainda é possível visitar a galeria pelo período da noite na “First Thursday”. A Galeria de Artes de Toronto fica tomada por um clima festivo na primeira quinta-feira de todo mês, com shows, drinks e um público animado pronto pra curtir.

Caso esteja pensando em dar uma passada por lá, o valor do ingresso é CAN$25,00, com desconto para estudantes, jovens e idosos. Na First Thursday o valor também é mais baixo e mais detalhes você confere aqui.

Lugares para conhecer no Canadá: Ilha do Príncipe Edward

Apesar de ser a província menos populosa do Canadá, a Ilha do Príncipe Edward é um dos melhores lugares para conhecer no país!

Graças ao livro infantil Anne de Green Gables – que recentemente ganhou vida na série Netflix: Anne with an E – a ilha é amada e destino certo de milhares de turistas.

A capital da Ilha é Charlottetown, considerada o local de nascimento do Canadá, por ter sido sede da Confederação Canadense em 1864.

Na primaveira e verão a Ilha do Príncipe Edward fica coberta de flores silvestres, que colorem a paisagem da província pesqueira. Em parte do litoral ainda é possível encontrar dunas, no Golfo de Saint Lawrence, e o farol antigo da ilha, que fica na margem sul, em Point Prim.

Como viajar para o Canadá?

Existem diversas formas de conhecer o Canadá, seja em uma viagem turística ou intercâmbios para estudar o idioma, tanto com curta duração – duas semanas ou 1 mês – como de média e longa.

Conheça mais sobre intercâmbio clicando aqui ou entre em contato com um de nossos consultores especialistas no assunto através deste link.

Você pode gostar também:

Experiência de Intercâmbio para o Canadá
5 benefícios de fazer seu intercâmbio no Canadá
Custo de vida no Canadá em 2022: saiba como será a sua vida no país

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Canadá Dicas de viagem

Viajar sozinha: 5 melhores destinos ao redor do mundo

Fala, galera! Viajar sozinha pelo mundo é um sonho de muita gente, mas sempre bate aquele medo de “passar sufoco” no destino escolhido, né? Pensando nisso separamos os 5 destinos mais seguros ao redor do mundo para mulheres. Fica por aqui e descubra o que fazer durante sua viagem.

Cidades citadas nesta postagem:

  1. Amsterdam, Holanda
  2. Munique, Alemanha
  3. Auckland, Nova Zelândia
  4. Quebec, Canadá
  5. Santiago, Chile

Amsterdam, Holanda

A cidade de Amsterdã é um grande centro financeiro e cultural, conhecida como Veneza do Norte por conta de seus canais e mais de 1.500 pontes. É considerada uma das cidades mais seguras do mundo de acordo com o The Economist Intelligence Unit.

A cidade oferece riscos baixos para viajantes – salvo por alguns batedores de carteira em transportes públicos e a noite, mas nada como o Brasil, claro!

Para curtir a cidade em grande estilo, aproveite as ciclovias locais e alugue uma bicicleta! A MacBike é uma das maiores locadoras da cidade, mas outras empresas como a StarBikes oferecem até mesmo cestas de piquinique (com ou sem lanche!).

Amsterdam é a cidade mais badalada da Holanda, então não vai faltar entretenimento. Você pode conhecer o museu Van Gogh e o parque Vondelpark num dia mais cultural, e sair para curtir a noite em bares como o The Waterhole que oferece música ao vivo todos os dias, numa vibe bem Pop Rock.

Munique, Alemanha

Munique é uma “cidade grande”. Com uma população de mais de 1,5 milhões de habitantes, é famosa por sua arquitetura e cultura – além do Oktoberfest, celebração anual da cerveja – para quem viaja sozinha, pode ser o lugar ideal pra conhecer gente nova e fazer amigos!

O site Viagem Segura indica que a cidade de Munique, na Alemanha, atinge o índice de 85/100 no quesito segurança. Os habitantes da cidade são conhecidos por seguir as regras a risca. Por isso, crimes acabam sendo muito raros.

O clima na Alemanha é continental e costuma ser mais frio que em outros lugares da Europa. O verão acontece entre maio e setembro, e junho é o melhor mês para conhecer a cidade de Munique.

Quando estiver viajando sozinha pela cidade, não deixe de visitar o belíssimo Palácio Residenz de Munique, localizado bem no centro da cidade e considerado o maior palácio urbano da Alemanha.

Outro lugar imperdível é a praça Karlsplatz, o coração de Munique! Por lá você encontrará lojas, restaurantes e atrações – a praça é frequentada por jovens de toda a cidade então a diversão deve ser garantida!

[Post] Custo de vida na Alemanha em 2022

Auckland, Nova Zelândia

A Nova Zelândia é um país composto por duas ilhas na Oceania: Ilha Sul e Ilha Norte.

Auckland é a grande metrópole do país, localizada na ilha Norte e famosa por suas instalações modernas, com redes de transporte e rodovias bem estruturadas.

No Verão, entre dezembro e março, o sol se põe por volta das oito ou nove horas da noite, permitindo um tempo de curtição mais longo e ainda mais seguro em Auckland, um dos destinos mais seguros do mundo!

A cidade ainda comporta eventos diversos, que podem ser conferidos nos “eventos” do Facebook – sempre muito seguros e divertidos. Com uma bolsa nas costas, o seu cartão de transporte do país, comidinhas e um bom tênis no pé, você consegue conhecer a cidade toda sozinha e sem sufoco.

Viajar sozinha: conhecendo Auckland

Em um dia no centro, organize-se para dar uma passadinha na Sky Tower, que permite uma vista belíssima da cidade.

Após o tour, siga pela Queen Street, composta por teatros e algumas lojinhas, e faça um lanchinho sentada na Aotea Square, uma praça pública que costuma estar sempre decorada com arte – além do público jovem e diversificado.

Próximo a Queen Street você ainda terá o Albert Park e a Auckland Art Gallery, dois pontos turísticos incríveis para fotos. Ao redor do paque também estão grandes universidades do país, como a The University of Auckland e centros de ciência e tecnologia.

Apesar dos incríveis museus e praças na cidade, e dos restaurantes que a cada esquina revelam a cultura de um país diferente, o ápice de Auckland são as praias e ilhas que a rodeiam.

Piha Beach é uma das praias mais famosas e mais bonitas da Nova Zelândia, mas a praia de Mission Bay não fica atrás, sendo rodeada de restaurantes e locais recreativos. Long Bay também tem sua beleza e calmaria e é ótima para passar uma tarde mais calma e relaxante sozinha ou com amigos.

Por fim, não deixe de conferir as cachoeiras da cidade e o Jardim Botânico e aquário Sea Life de Auckland, paradas obrigatórias para quem viaja sozinha.

Quebec, Canadá

Que o Canadá é um dos países mais seguros e amigáveis do mundo, não deve ser novidade para você, né? Hoje vamos indicar a belíssima cidade de Quebec, um centro cultural do país e destino certeiro para quem viaja sozinha.

No Quebec os idiomas oficiais são o inglês e o francês, então é bom estar com um basicão dos dois em dia.

Pode ser, inclusive, a oportunidade perfeita para fazer um intercâmbio de idiomas, onde você estuda em uma escola – não existe lugar melhor para conhecer pessoas novas do que numa sala de aula, né?

A região mais badalada de Quebec City é a Vieux-Québec, dividida entre Basse Ville (cidade baixa) e Haute Ville (cidade alta).

Na cidade alta você não vai querer perder o castelo Châteu Frontenac e o Terrasse Dufferin, com vista para o rio São Lourenço. Já na parte baixa, dê uma passada no Quartier Petit Champlain, uma região cheia de restaurantes, galerias de arte e lojas.

Por último, fica a dica de navegar pelo Rio São Lourenço, que permite uma vista maravilhosa da cidade de Quebec e conhecer mais da história da cidade através do guia turístico. Você também pode conferir o cruzeiro de observação de baleias, que é definitivamente uma experiência única e você pode agendar aqui.

[Post] Express Entry no Canadá: o que é, como funciona e como imigrar

Santiago, Chile

O Chile é um país belíssimo, que te permite experienciar uma cultura rica, desertos e até mesmo neve. A língua oficial é o espanhol e a moeda do país é o peso chileno, ficando bem mais em conta para quem busca uma viagem mais barata – algo interessante pra quem quer viajar sozinha.

No portal Viagem Segura, Santiago está elencada enquanto enquanto uma das cidades mais seguras das américas, ficando em 71/100 em relação a segurança, número comparável a países da Europa, como a Itália que está possui uma porcentagem de 77%.

A cidade de Santiago é limpa, organizada e cada vez mais próspera. Para quem pretende viajar sozinha para o país, a dica é se manter atenta e evitar ruas escuras e vazias. Os crimes mais “comuns” são os de assalto e furto, o que acontece mais no período da noite, em saídas de festas e clubes.

Entre as atrações da cidade de Santiago estão o Museu Nacional de Fine Arts e o Museu Chileno de Arte Precolombino. O Mercado Central também é uma boa pedida para comprar alguns suvenir e conhecer mais da rica arte e cultura chilena. Existem também belíssimos vinhedos como o Vinã Aquitania.

Agora, se você é apaixonado por literatura ou apenas adora as poesias de Pablo Neruda, não vai querer perder seus lugares favoritos. Alguns deles você pode conferir aqui, nesta extensão do Google Maps que permite conhecer ainda mais dos destinos.

Veja também:
O que é intercâmbio: como funciona, custos e quais os tipos de intercâmbio
Curiosidades da Nova Zelândia que não te contam
Estudar na Alemanha: Por que você deveria morar em Berlim?

Curtiu o conteúdo? Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Canadá Dicas de viagem Irlanda Tudo sobre intercâmbio

9 melhores países para imigrar em 2022

Fala, galera! Tudo certinho? Aqui vai mais um post pra te ajudar a escolher seu próximo destino. Separamos os 9 melhores países para imigrar – e no final vamos te contar qual a melhor forma de entrar nestes destinos! Bora lá?

Você verá neste post:

  • Melhores países para imigrar em 2022
  • Qual o caminho mais fácil para imigrar

Melhores países para imigrar em 2022

Cada vez mais brasileiros tem saído do Brasil em busca de uma melhor qualidade de vida.

Segundo um artigo da CNN o número de brasileiros no exterior ultrapassou 4 milhões – ou seja, temos mais pessoas no exterior do que no Espírito Santo, dá pra acreditar?

Pensando nisso, hoje trouxemos os melhores países imigrar – principalmente para quem deseja estudar e trabalhar – assim você já pode ir se preparando para o intercâmbio!

Usamos como parâmetro de comparação os seguintes critérios:

  • Empregabilidade
  • Qualidade de vida
  • Salário mínimo (em relação ao custo de vida)
  • Facilidade de entrada no país

Preparado para conhecer o país dos seus sonhos?

1. Canadá

O Canadá é um país acima da média quando o assunto é bem-estar e segurança da população.

Com paisagens naturais bem preservadas, educação inovadora e de alta qualidade, – principalmente nas áreas de tecnologia – o Canadá conta com cinco universidades entre as 100 melhores do mundo de acordo com a Times Higher Education de 2019. Não é atoa que o Canadá é um dos destinos favoritos de pessoas do mundo inteiro, né?

Desde dezembro de 2021 foi estabelecido um novo salário mínimo no Canadá de CAD$15,00 por hora. Para um estudante que trabalha meio período, o valor acima resulta numa receita média de 300,00 dólares canadenses por semana – que bate perfeitamente com o custo de vida atual no país.

2. Nova Zelândia

Para quem busca qualidade de vida e paisagens deslumbrantes, a Nova Zelândia é um paraíso em terra firme.

As duas ilhas no oceano Pacífico abrigam belíssimas praias e montanhas, cenários ideias para quem curte esportes radicais, trilhas e trabalhos de campo!

Morar na Nova Zelândia é como viajar o mundo.

A Nova Zelândia tem uma das taxas de criminalidade mais baixas do mundo, universidades de alto nível e uma população amigável e receptiva, servindo de destino principal para estrangeiros do mundo inteiro, em especial da Ásia.

Se você fala inglês ou quer aprimorar seus conhecimentos na língua inglesa sem abrir mão de uma prainha, a Nova Zelândia é o seu destino!

Veja também:

Montreal Canadá: conheça a maior cidade de Quebec

Morar na Austrália é viver em um dos melhores países do mundo

3. Austrália

Com vinte Patrimônios Mundiais da UNESCO, a Austrália tem muito a ser explorado.

O país de dimensões continentais ocupa o quinto lugar no ranking da Numbeo, competindo pelo primeiro lugar em qualidade de vida, poder de compra, segurança, saúde e custo de vida com países como Dinamarca e Finlândia.

É referência nas áreas de Meio Ambiente e Conservação, e frequentemente a Austrália abre vagas para a entrada de mão de obra qualificada em cidades que estão com grande demanda. E pode ir sem medo, viu? Apesar de a Austrália ser conhecida pelos seus animais exóticos, quem vai morar lá não se arrepende.

4. Alemanha

A Alemanha oferece estabilidade e estrutura para seus moradores, pontos importantíssimos na hora de escolher entre tantos países para imigrar!

Com oito universidades entre as 150 melhores do mundo, a Alemanha é um paraíso para estudantes do mundo inteiro.

A Alemanha oferta cursos de graduação e pós-graduação em suas instituições públicas.

5. Irlanda

A Irlanda é de longe um dos países para imigrar mais buscados por brasileiros que buscam mudar de vida.

Com um mercado de trabalho com grande demanda, a Irlanda está de portas abertas para estrangeiros.

Para estudar e trabalhar no país basta se organizar direitinho. E se você ainda não domina o inglês, nem precisa se estressar! Dá pra estudar o idioma e ainda trabalhar meio período no país.

Gostou da ideia? Comece a planejar seu intercâmbio com a gente clicando aqui. Já consegue se imaginar recebendo em euro e viajando pela Europa, né?

More em Berlim: tudo sobre uma das cidades mais divertidas do mundo

Vantagens e desvantagens de fazer o intercâmbio em Dublin

6. Holanda

Morar na Holanda é uma experiência única. De todos os países para imigrar que foram citados aqui a Holanda é encantadora pela belíssima paisagem urbana e suas noites inesquecíveis.

Se você busca um lugar seguro, com boas condições de trabalho e qualidade de vida, sem deixar de lado a badalação das cidades grandes, a Holanda pode ser o destino perfeito para você.

Suas cidades são conhecidas por ruas cheias de bicicletas e flores, e também pela postura progressista em relação a comunidade LGBTQI+ e pautas como legalização do aborto e maconha, tornando-o dos melhores países para imigrar.

As universidades holandesas são referência mundial com sua didática que utilizada o método “problem-based-learning” em que o aluno é estimulado a resolver problemas com o objetivo de aprender.

E apesar de o idioma principal do país ser o holandês, é possível estudar inglês em cursos excelentes como British Language Training Center e o UVA Center.

7. Espanha

O espanhol é a quarta língua mais falada no mundo, e é considerada a segunda língua internacional mais importante, atrás somente do inglês.

Para quem deseja aprimorar o espanhol ou morar em um país europeu ensolarado e com excelentes faculdades, a Espanha é um excelente país para imigrar!

Os espanhóis são pessoas simpáticas e acolhedoras, e contam com um excelente sistema de saúde e educação no país.

Localizada na Europa, a Espanha ainda permite fácil acesso a outros países do continente, e com um bônus: brasileiros que residem no país podem adquirir a Cidadania Espanhola após 2 anos de moradia contínua na Espanha. É isso mesmo: você com cidadania europeia com apenas dois anos!

8. Uruguai

Sim, é possível viver bem na América Latina em 2022! E o Uruguai é o melhor país em qualidade de vida, segurança e economia do nosso continente.

A moeda principal do Uruguai é o dólar americano – além do peso uruguaio.

Além da alta qualidade de vida, um grande ponto forte do país é a facilidade de entrada de brasileiros, que não precisam de visto para residir no Uruguai – graças ao acordo entre as Repúblicas.

O ensino também não deixa a desejar, sendo o sistema público e universal. A Universidade ORT do Uruguai está entre as melhores do mundo segundo o ranking da THE.

E como consequência, a taxa de desemprego no país está bem equilibrada: cerca de 10% – no Brasil essa mesma taxa ultrapassa 13% – e o mercado de trabalho promete para 2022!

9. Malta

Malta é um paraíso na Europa localizado entre o sul da Sicília, na Itália, e o nordeste da Tunísia.

O arquipélago situado no Mar Mediterrâneo tem o maltês e o inglês como línguas principais e é um destino interessante para quem deseja imigrar ou fazer um intercâmbio.

O país ainda permite que estudantes estrangeiros trabalhem no país em cursos de mais de 3 meses de duração. Você pode conferir mais benefícios sobre morar em Malta aqui.

Qual o caminho mais fácil para imigrar

Existem diversas formas de imigrar para os países acima, porém a maneira mais efetiva de conseguir um visto para residir é através de um intercâmbio de estudo e trabalho.

Se você pensa em fazer uma graduação, pós ou até mesmo cursos profissionalizantes ou de idiomas, o intercâmbio é o melhor momento para isso.

Além de facilitar o processo de entrada no país, o visto de estudante facilita o ingresso no mercado de trabalho desses países – seja em estágios ou trabalhos de meio-período.

Por que você deveria estar fazendo um intercâmbio na Holanda

Como é morar em Barcelona: Descubra a Espanha 

Malta: Conheça a história e vida noturna [VÍDEO]

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Dicas de viagem

Nova York: 11 pontos turísticos que você precisa conhecer em sua viagem

Fala, galera! Separamos onze pontos turísticos imperdíveis para quem quer conhecer o melhor de New York, também conhecida como Big Apple.

Então fica por aqui e já vai anotando tudo sobre esses destinos incríveis da cidade que nunca dorme.

Pontos turísticos mais famosos de Nova York

Se você está se preparando pra uma viagem para os Estados Unidos, é importante ter em mente o que pretende fazer – principalmente em uma cidade grande como Nova York.

Por isso, ferramentas como o Google Travel podem ser legais na hora de separar o que você pretende conhecer na cidade.

Ah, e se quiser conhecer mais sobre a cidade temos um post falando sobre os mitos que envolvem New York.

Intercâmbio de 1 mês: dicas pra aproveitar as férias no exterior

Times Square

Conhecida por seus grandes e coloridos letreiros, a Times Square é o lugar mais conhecido de Nova York.

nova york times square
Times Square, ponto turístico mais famoso de New York

Localizada no bairro de Midtown West, a região é rodeada de atrações como teatros, bares, lojas e artistas de rua, deixando a atmosfera do lugar única.

Se você é apaixonado por cinema e teatro, a Times Square é um excelente ponto turístico pra você. Clássicos como Chicago, Rei Leão e Cats costumam estar sempre em cartaz.

Central Park

Um dos maiores parques urbanos do mundo e símbolo de Nova York, – e de séries como Friends – o Central Park é composto por 340 hectares de puro lazer.

Dentro do parque as opções de atividades são diversas, contando até mesmo com um zoológico, lagos artificiais e cascatas.

Também é possível fazer tours de bike, cavalo ou carruagem pelo Central Park.

O Central Park é uma parada obrigatória para quem vai pra Nova York, então já pode ir pensando no piquenique que vai fazer por lá!

Nova York: Estátua da Liberdade

Se você deseja a experiência completa de estar nos Estados Unidos, precisa visitar a Estátua da Liberdade.

O presente francês contou com a participação de Gustave Eiffel durante sua construção – ele mesmo, criador da Torre Eiffel! – e carrega em si um espírito de mudança, representando a liberdade alcançada pelos imigrantes no país na época em que foi construída.

Até hoje, a Estátua da Liberdade é um grande ponto turístico e símbolo importante da cultura americana e tudo que ela representa. O símbolo é tão icônico que faz parte até mesmo da abertura dos filmes da Columbia Pictures.

Estátua da Liberdade, em Nova York

Existem várias formas de conhecer a estátua, sendo o mais “tradicional” saindo do Battery Park, em Lower Manhattan. O passeio contempla até mesmo o Museu da Imigração e leva em média 4 horas.

Caso você queira fazer o tour por dentro da estátua e visitar a coroa de 7 pontas da Estátua da Liberdade, é necessário reservar os ingressos com antecedência aqui.

Agora, se estiver ansioso para ver mais dessa obra de arte, é possível fazer um tour virtual. Vale a pena conferir!

Estudar nos Estados Unidos: 7 vantagens de fazer intercâmbio nos EUA

Brooklyn Bridge

A famosa Ponte do Brooklyn é apenas mais um dos belíssimos cenários retratados nos filmes de Hollywood

Brooklyn Bridge, em Nova York

A ponte é uma passagem super segura para pedestres e ciclistas e permite enxergar a cidade de um novo ângulo. 

A caminhada tem menos de 2km e é gratuita. Você tem a possibilidade de contemplar os prédios de Manhattan – e a Estátua da Liberdade – enquanto tira fotos e conversa. 

O momento ideal para conhecer a passagem é pela manhã, em dias ensolarados e sem neblina. Com um tênis confortável e uma garrafa de água você está pronto para encarar a caminhada de 30 minutos.

ponte do brooklyn

Ao final da jornada é possível curtir o Brooklyn Bridge Park, um ambiente familiar que conta com um carrossel e gramado verdinho para sentar e fazer um lanche. 

Próximo ao parque você encontra a Pizzaria Grimaldi’s e a Ample Hills Creamery, uma fábrica de sorvetes deliciosos. Pode confiar que esse passeio é imperdível!

Melhores cidades dos EUA: 5 locais pra morar durante seu intercâmbio

Rockefeller Center

Quem é fã do Homem Aranha (2002) já conhece um pedaço desse complexo de lojas, restaurantes e atrações que é o Rockefeller Center.

rockfeller center
Rockfeller Center, em Nova York

 A “cidade dentro da cidade” como diz seu slogan, possui no topo do prédio GE Building um deque de observação 360°, de onde você pode ver o Central Park e Empire State – tudo isso a 259 metros de altura! Para comprar seu ingresso é só clicar aqui.

Agora, se você busca uma experiência pelos bastidores de programas como The Tonight Show, Saturday Night Live e outros, vai amar o tour pelo estúdio da NBC. Em 1 hora de tour é possível mergulhar no processo de produção e roteiro dos programas.

Ficou curioso? No site oficial você encontra mais informações e valores dos ingressos deste maravilhoso ponto turístico de Nova York.

Grand Central Station

Muito mais do que uma simples estação de trem, o Grand Central Station de NY é uma das maiores estações ferroviárias do mundo.

ponto turistico nova york eua
Grand Central Station em Nova York

Com um interior luxuoso, o terminal atrai os turistas pela riqueza de detalhes em sua decoração.

Ainda é possível se divertir com a “Whispering Gallery” que fica em frente ao Oyster Bar & Restaurant. Nesse pedaço do terminal um sussurro pode ser ouvido do lado oposto da cúpula. Parece uma curiosidade boba, mas todo mundo que passa por lá acaba testando.

Visitar o Grand Central Station é completamente gratuito. Também existe a opção de fazer um tour com guias e conhecer melhor a história do local.

Wall Street

Uma das ruas mais famosas do mundo, Wall Street é um símbolo do mercado financeiro dos EUA.

Localizada no Financial District, é o “after” ideal para quem visitou a Estátua da Liberdade – isso porque após o passeio é possível desembarcar no Battery Park, inicio do Financial District.

nova york wall street
Wall Street, Nova York

Além do Charging Bull – o Touro de Wall Street – o local é composto por diversos pontos interessantes para turistar e conhecer mais sobre a região.

Fica a dica: é tradição segurar as partes íntimas do Touro de Wall Street. Diz a lenda que atrai fortuna, e dinheiro nunca é demais, né não?

Herald Square

Localizada a apenas 10 minutos caminhando da Times Square, a Herald Square é uma região de compras gigante!

Conhecida pela Macy’s, a maior loja de departamentos do mundo, o espaço é uma extensão da Times Square. É um ótimo lugar para fazer compras, tirar fotos ou apenas sentar em um restaurante e comer.

Próxima a Herald Square você pode encontrar outros pontos turísticos de Nova York, como a Madison Square Garden, Empire State Building e VR World, uma atração mais recente e que te permite experienciar novos mundos através de simulações virtuais.

Como planejar seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel

Hudson Yards

Depois do Rockefeller Center, o Hudson Yards é o maior complexo de construções em Nova York. Definitivamente deve ser um “must go” na sua lista.

Inaugurado em 2019, continua sendo desenvolvido até hoje e conta até mesmo com um observatório – The Edge.

Com cenários de tirar o fôlego, você não vai querer deixar de conhecer o observatório e escadaria chamado The Vessel.

PONTO TURISTICO NOVA YORK
The Vessel, escadaria no Hudson Yards

E na hora de fazer um lanchinho é só conferir o The Shops, onde você pode ter uma deliciosa refeição no Mercado Little Spain.

Intercâmbio ou curso de inglês: como atingir a fluência mais rápido | Prós e Contras

Broadway

A Broadway é a maior avenida de Manhattan, com 24km de comprimento, localizada no Theatre District.

Broadway em Nova York
Broadway em Nova York

Ponto turístico de Nova York que permeia os sonhos dos amantes de musicais de alta qualidade, é possível conferir grandes obras como Aladdin, Moulin Rouge e até mesmo Harry Potter and The Cursed Child durante boa parte do ano.

Os teatros profissionais localizados na avenida Broadway não decepcionam e as experiências costumam marcar turistas e moradores pra sempre.

E para conferir os valores dos ingressos e quais espetáculos estão em cartaz é só clicar aqui.

SoHo

Se o que você busca é moda, o SoHo é o lugar perfeito pra você. Lojas como Nike, Adidas, H&M, Ray-Ban e Victoria’s Secret se espalham pelo local.

Mesmo com a alta do dólar, muitos brasileiros viajam ao Estados Unidos com o objetivo de ir as compras. Isso acontece porque em cidades como Nova Iorque, por exemplo, é possível encontrar diversas lojas e promoções que não são vistas em outros lugares.

Pontos turísticos de Nova York: conheça a 5th Avenue

A Quinta Avenida é disputado por grandes marcas como Louis Vuitton, Gucci, Prada, Armani e Tiffany.

A Times e a Herald Square, como foram citado antes, são destinos comuns pra compras em Nova York, por serem pontos turísticos mais conhecidos por turistas do mundo todo.

Porém, existem outros centros comerciais muito procurados. E a 5th Avenue, enquanto grande centro e coração comercial de Manhattan, entrega roupas de grife com preços interessantes.

Outro grande atrativo da Quinta Avenida é a estética do local. Com vitrines bem produzidas e cheias de novidades, a avenida costuma ser decorada em datas comemorativas – o cenário ideal para fotos lindas!

Como tirar seu Visto Americano em 2022

Conheça os Estados Unidos em 2022

Existem diversas formas de conhecer os Estados Unidos. Seja em uma viagem de curta duração, enquanto turista, seja em um intercâmbio de estudos, é possível aproveitar o melhor do país!

Se você quer conhecer Nova York e seus pontos turísticos, ou outros destinos incríveis espalhados pelos Estados Unidos, comece agora a se planejar.

Intercâmbio para os Estados Unidos: descubra como estudar no país

Aqui na Dreams, trabalhamos com assessoria de vistos americanos, para estudantes e turistas, garantindo segurança e suporte durante todo o seu processo.

Também trabalhamos com assessoria para estudantes que desejam fazer o ensino superior em instituições renomadas ao redor do mundo, bem como cursos de inglês.

Quer saber mais? Entre contato com nossos especialistas no link abaixo e dê o primeiro passo em direção ao seu futuro.

Curtiu o conteúdo? Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.