Categories
Dicas

Intercâmbio nos Estados Unidos: conquiste o sonho americano

O intercâmbio nos Estados Unidos é uma das melhores experiências que você pode ter na vida, mas nem todo mundo sabe disso, pois mesmo sabendo algumas coisas sobre a vida norte-americana, você não deve saber sobre todos os benefícios que este país tem a oferecer a você.

Por isso, preparamos um post completo sobre como é o intercâmbio no Canadá e o que você tem a ganhar com ele. Confira abaixo:

Os tipos de intercâmbio nos Estados Unidos

Para fazer um intercâmbio, primeiramente, você precisa saber qual tipo se adequa a sua realidade atual e também aos seus objetivos do futuro. Além disso, escolher o seu tipo de intercâmbio determina quais caminhos e decisões você terá que tomar para ter uma vida mais tranquila na terra do Tio Sam.

Idioma

O intercâmbio de idioma é indicado para aquelas pessoas que buscam aprender inglês ao mesmo tempo que podem desfrutar do que os EUA tenha de melhor para oferecer como um dos maiores países da Américas.

Um dos maiores benefícios desse tipo de intercâmbio é a sua praticidade ele se propõe, já que você quer aprender inglês, em um país que fala inglês, com costumes diferentes e cultura cotidiana diferente da nossa aqui no Brasil, aproveitando o entretenimento e também os seus pontos turísticos.

Community College

O college é o tipo de instituição de ensino que mais tem crescido entre os intercambistas de todo o mundo, pelo simples fato de que ele equivale a um ensino técnico aqui no Brasil. Com um curso técnico, o estudante consegue “colocar a mão na massa” ao mesmo tempo que já consegue se inserir no mercado de trabalho.

Os colleges duram até 2 anos e costumam ser a porta de entrada para estudantes que desejam imigrar para os Estados Unidos, sendo uma ótima escolha para quem deseja ingressar no mercado de trabalho de forma direta, pois logo depois, você pode ingressar na universidade, diminuindo muito o preço que será pago a longo prazo.

Universidade

As universidades são a “menina dos olhos” dos Estados Unidos, sendo responsáveis pelas graduações, mestrados, doutorados e projetos de pesquisa, que fazem dos Estados Unidos uma grande potência educacional, o que resulta em um país cada vez mais desenvolvido por meio da educação.

Os Estados Unidos tem as melhores universidades do mundo. E se você quiser ver com seus próprios olhos, confira no QS TOP Universities, um dos rankings mais disputados quando o assunto é educação internacional, onde os EUA têm 5 universidades no top 10.

Já pensou em ter um diploma credenciado por uma universidade de um dos melhores países do mundo? O seu eu do futuro já está agradecendo por ser um profissional muito bem sucedido.

Intercâmbio nos Estados Unidos: Universidade de Cambridge

Os benefícios de um intercâmbio nos Estados Unidos

Conhecer os EUA é o sonho de muita gente que cresceu assistindo filmes e séries que retratam a vida no país, mas fazer um intercâmbio nos Estados Unidos, além de permitir que você viva a experiência dessas produções, traz benefícios que você com certeza não deve deixar de lado. Confira abaixo:

Qualidade de vida

A qualidade de vida é um fator super importante, que nós, aqui na Dreams, gostamos de destacar para todo mundo que tem o sonho de estudar em um país desenvolvido. Com uma qualidade de vida melhor, você terá acesso a segurança, saúde, educação, transporte e muitos outros itens de extrema importância

O seu currículo no topo

O mundo todo reconhece os Estados Unidos como um país que é referência em diversos setores, sendo alguns deles a educação e o desenvolvimento das suas indústrias e mercado de trabalho. Caso o seu plano seja se graduar, trabalhar para reunir uma boa renda e voltar para o Brasil ou morar em algum outro país ao redor do mundo, a sua vida profissional será muito mais fácil.

Viva o sonho americano

Como citamos acima, tudo aquilo que você sempre viu nas grandes telas ou na sua TV, pode ser vivido por você na terra do Tio Sam, basta que você tome a primeira decisão importante: fazer um intercâmbio nos Estados Unidos

Lá você pode fazer parte do sistema de ensino ao mesmo tempo que troca experiências com os alunos nativos, além de conhecer alunos de outras partes do mundo, que também estarão na mesma condição que você, um aluno estrangeiro que busca crescer profissionalmente dentro dos EUA.

Tudo demais, sempre

Independente da cidade em que você more, o comércio regional ou até mesmo os shoppings podem não oferecer tudo aquilo que você precisa. Nos Estados Unidos, as redes de alimentação e varejo estão presentes em cada esquina, com serviços de delivery para atender a alta demanda populacional. Empresas como a própria Amazon, costumam fazer entregas de qualquer produto em menos de 12 horas.

Então, se você tiver algum desejo, basta pegar o celular e tudo estará na palma da sua mão, com uma entrega sem demoras e com grande variedade de produtos.

Por que fazer um intercâmbio nos Estados Unidos?

Para ter uma vida fora do Brasil, não basta apenas comprar a passagem, pois existem políticas rígidas para cada país e como ele lida com cada pessoa que deseja se tornar um habitante. Um visto de turista pode fazer com que você coloque os pés nos Estados Unidos, mas além de não permitir certos benefícios, expira a validade antes mesmo de você começar a se divertir no país.

O melhor caminho é por meio do visto de estudante, mostrando que você deseja se tornar um cidadão que visa a evolução acadêmica e também profissional. Um estudante que pode investir na economia estadunidense e se tornar um cidadão muito rentável no futuro. 

Se você já sabe qual tipo de intercâmbio deseja fazer, e quer todos os benefícios que falamos acima, basta falar com a gente por meio deste link. Nós temos o caminho perfeito para que você alcance os seus objetivos, assim como muitos outros alunos que já passaram por aqui. Esperamos por você! 

Categories
Intercâmbio Estudo e Trabalho

Por que você deveria estar fazendo um intercâmbio na Holanda

O intercâmbio na Holanda pode não ser algo que sempre esteve no seus objetivos, mas já pensou quais são os motivos que fazem da Holanda um dos melhores países do mundo para viver uma experiência educacional? Bom, aconselho que você leia aqui comigo, até o final, pois neste post nós temos as respostas para todas as suas duvidas e muito mais.

Abaixo, confira as razões de fazer o seu intercâmbio na Holanda e o que você pode fazer por lá:

Por que fazer intercâmbio na Holanda?

Você já ouviu falar da Holanda alguma vez na vida? Se sim, acredito que você já saiba o valor deste país não apenas para as pessoas que moram por lá, mas também para o mundo como um país exemplo em diversos fatores importantes para uma sociedade que busca evoluir a cada dia.

A Holanda sempre aparece nos rankings mundiais como um dos melhores países do mundo para se viver, pelo simples e incrível fato de que a qualidade de vida no país é sempre motivo de estudo por outros países que buscam crescer as suas economias e incrementar as suas políticas sociais para uma qualidade de vida cada vez melhor.

“A Holanda é isso tudo mesmo? Por que a qualidade de vida é tão boa?”

Não se preocupe, vamos responder isto de forma rápida e deixar bem claro para você.

Para que um país tenha um nível de qualidade de vida considerado elevado, ele precisa ter ótimos índices em alguns setores específicos, sendo eles:

  • Poder de compra
  • Saúde
  • Segurança
  • Nível de poluição
  • Custo de vida
  • Tempo de deslocamento diário (transporte público)
  • Clima/

Todos estes fatores podem ser calculados por meio de plataformas especializadas. Neste caso, podemos utilizar a plataforma Numbeo, o maior banco de dados sobre qualidade de vida do mundo, onde cada dado é coletado de acordo com a percepção dos cidadãos sobre aquele determinado setor, o que faz desses dados cada vez mais atualizados e precisos.

Os tipos de intercâmbio na Holanda

O tipo de intercâmbio que um país pode oferecer, varia de acordo com os objetivos do intercambista, então se você prefere melhorar o seu idioma, tem o intercâmbio perfeito para você. Em caso de querer um currículo mais voltado para o ensino superior, o intercâmbio na Holanda também serve para você.

Confira abaixo os tipos de intercâmbio e as vantagens que você terá com eles:

Intercâmbio de idioma

O curso de idioma de inglês geralmente é muito procurado por intercambistas ao longo do mundo, por ser uma opção muito mais acessível para quem busca além de aprender um idioma, viver uma experiência menos exigente em relação a vida acadêmica.

Mesmo assim, na Holanda, este não costuma ser o tipo de intercâmbio mais procurado, pois mesmo sendo um ótimo país, com ótimas escolas e com grande possibilidade de evoluir o idioma, o ensino superior ainda é o grande trunfo educacional na Holanda.

Universidades

Cursar o ensino superior em outro país significa ter um currículo com ótimo nível mundial, pois além de ser um país de referência, a Holanda se destaca como um dos maiores polos de ensino superior não apenas da Europa, mas do mundo.

Diversas instituições de ensino da Holanda, de nível superior, estão no ranking das 150 melhores universidades do mundo, sendo elas:

  • University of Amsterdam
  • Eindhoven University of Technology
  • Leiden University
  • University of Groningen
  • Utrecht University

Ter um diploma de graduação, mestrado ou doutorado, registrado por uma destas universidades, significa ter muitas oportunidades nas suas mãos para trabalhar em qualquer continente que você quiser, com a vantagem de ter um dos currículos mais requisitados do mundo.

Intercâmbio na Holanda

E da pra trabalhar enquanto eu estudo no país?

Claro! Com uma permissão especial que o seu empregador pode conceder, o estudante internacional tem o direito de trabalhar 10 horas semanais, podendo trabalhar em período integral no período de férias. Sendo uma abertura perfeita para você que deseja fazer uma renda extra no final do mês e dobrar este valor nos período de férias. Legal, né?

O que você pode fazer durante o seu intercâmbio

Fazer intercâmbio não é só estudar e passar nos testes da sua instituição de ensino. Você precisa conhecer tudo o que o país tem a oferecer de melhor para você, então, enquanto estiver estudando e trabalhando no país, separe um tempo para conhecer lugares importantes e divertidos.

Garanto que a sua experiência vai ser muito melhor!

Abaixo, confira lugares que você pode visitar durante o seu intercâmbio e ter uma experiência completa:

Giethoorn

Veneza é uma cidade que cresceu culturalmente nos sonhos de muitas pessoas que buscam conhecer um lugar novo, principalmente pela sua peculiaridade envolvendo rios e gondolas históricas. “Mas, Veneza não fica na Itália?”. Sim, ela fica. Mas a Holanda tem a sua própria Veneza.

A vila localizada na província de Overijssel, tem uma paisagem digna de filme dos contos de fadas, com flores e casas muito aconchegantes. A vila não tem ruas, apenas canais que podem ser percorridos com barco e bicicletas nas margens. No inverno as pessoas costumam utilizar patins para a locomoção e passeios, já que os rios, ou melhor, os caminhos, acabam ficando congelados.

Vila de Giethoorn

Kinderdijk

Mais uma vila única e com muita história pra contar. Se você curte passeios mais calmos e com paisagens dignas de tirar um tempo só para você, esta vila é o destino perfeito.

Fazendo parte da cidade de Molenwaard e conquistando o coração de muitos turistas, os moinhos mais conhecidos da Holanda foram construídos no século 19 para manter o solo daquela área mais seco, mas acabaram sendo tombados pela UNESCO e hoje são um ponto turístico obrigatório dentro da Holanda.

Vila de Kinderdijk

A ciclovia Van Gogh-Roosegaarde

Van-Gogh se foi, mas a sua história e as suas criações ainda são tão relevantes quanto as obras mais atuais que costumamos consumir e discutir diariamente. E para os holandeses, isto é algo levado a sério, pois em Eidhoven você pode passear de bicicleta por cima de uma das suas obras mais famosas.

Ciclovia Van Gogh-Roosegaarde
Créditos: Archello

Como já dito acima, a ciclovia está localizada na cidade de Eidhoven e conta com o grande diferencial de ter a pintura “A Noite Estrelada”, de Van Gogh, como tema do seu solo, o que faz do trajeto algo muito mais além do que um simples passeio, mas uma experiência visual, que fica para a vida toda de quem visita o local.

Chegando até aqui, eu aposto que você se interessou por fazer o seu intercâmbio na Holanda, melhor ainda se quiser viver uma experiência incrível no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica no botão abaixo e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa!

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Intercâmbio Cultural

O que ninguém te conta sobre o intercâmbio na França

O Intercâmbio na França é uma das melhores escolhas que você pode fazer na vida, principalmente por ser em um país da Europa. Mesmo assim, sabemos que você pode ter algumas dúvidas sobre como pode ser a sua experiência em um dos países mais históricos e aconchegantes do planeta. Por isso, preparamos um post completo para não deixar dúvidas sobre o intercâmbio na França. Confira abaixo:

Como é o intercâmbio na França

Como nós sempre abordamos por meio de outros posts aqui no blog, o tipo de intercâmbio influencia completamente como será a sua experiência no país que você escolher. Por isso, é importante que você saiba quais são os tipos de intercâmbio que a França pode oferecer para você.

Assim como em outros países que valorizam a educação internacional, o intercâmbio na França tem tipos e algumas exigências. Abaixo, entenda os tipos de intercâmbio na França e como melhorar o seu francês para conseguir alcançar o nível recomendado.

Escolas de idioma

As escolas de idioma são responsáveis pelo grande volume de alunos que fazem intercâmbio todos os anos, principalmente pelo aproveitamento que o estudante consegue ter com o desenvolvimento da língua escolhida.

Um dos maiores benefícios de se estudar um idioma em outro país é a possibilidade de poder trabalhar enquanto estuda no país, sem aquela pressão de ter uma vida acadêmica cheia de projetos e obrigações que podem fazer da sua vida um pouco mais complicada. Por isso, as escolas de idioma são tão procuradas para intercâmbio. 

Intercâmbio na França: museu do Louvre

Universidade

Quem nunca sonhou em fazer um intercâmbio para uma universidade na Europa? Bom, se você nunca sonhou com isso, deveria começar, pois ter no currículo uma universidade europeia, ou melhor, francesa, significa colocar o seu currículo no topo do mercado de trabalho mundial. 

As universidades francesas são responsáveis pelas graduações de ensino superior, mestrado, doutorado e também pelos projetos de pesquisa. Então se você busca um diploma internacional ou iniciar o seu projeto de pesquisa na Europa, especificamente na França, esse é o intercâmbio ideal para você.

Melhore o idioma para o intercâmbio na França

E já que falamos sobre as escolas de idioma, lembre-se que essa é uma parte muito importante do intercâmbio na França, pois em caso de querer fazer uma graduação ou mestrado, será necessário um nível de francês B1 ou B2. Em cursos mais específicos e que exigem um pouco mais de conhecimento da língua, pode ser necessário o nível C1 ou até mesmo C2.

“O que eu posso fazer para comprovar o meu francês?”

Não se preocupe, existem provas oficiais de proficiência em francês aqui no Brasil, sendo elas o DELF, DALF, TCF e TEF. Abaixo, entenda o que são e as diferenças entre eles:

DELF

O DELF ou Diplôme d’Etudes en Langue Française, é um diploma vitalício adquirido por estudantes do ensino intermediário francês.

DALF

O DALF ou Diplôme Approfondi de Langue Française, assim como o DELF, também é um diploma vitalício, mas com o diferencial de ser adquirido apenas por estudantes de nível avançado na língua francesa.

Ponte em Paris

TCF 

O TCF ou Test de Connaissance du Français é um atestado que dura até 2 anos, sendo necessário que o estudante renove a sua validade por meio de outro teste de proficiência. 

TEF

Bom, o TEF, ou Test d’Evaluation de Français, funciona da mesma forma que o TCF, com o diferencial de que ele é um atestado com apenas 1 ano de duração.

O que fazer durante o seu intercâmbio na França?

Agora vamos dar uma pausa nos termos técnicos e sobre como estudar na França será incrível. Vamos lembrar agora sobre o quanto a sua diversão também é importante para completar a experiência do seu intercâmbio na França, que além de ser um país conhecido mundialmente por uma certa torre, também tem outros pontos fortes para oferecer como diversão para o estudante estrangeiro.

O seu intercâmbio na França precisa ser o melhor possível e a gente sabe disso. Por isso, confira abaixo alguns lugares que você poderá conhecer na França enquanto estiver fazendo o seu intercâmbio, seja ele numa universidade ou numa escola de idioma:

Torre Eiffel (Com um adicional)

Certo, certo, eu sei que você provavelmente já sabe da Torre Eiffel, que ela é um dos pontos turísticos mais visitados do mundo e o grande símbolo de Paris. Mas, você já visitou a Torre Eiffel durante o pôr do sol? É uma das coisas mais bonitas que os olhos humanos podem presenciar. Por isso, não perca tempo e faça essa escolha “óbvia”, pois de fato você não irá se arrepender.

Torre Eiffel

O palácio de Versalhes

Conhecer a história de um país não significa apenas visitar os museus e apreciar as suas obras, pois existem milhares de lugares históricos que você pode visitar enquanto revive o que já aconteceu naquele lugar.

Esse é o caso do Palácio de Versalhes (ou Château de Versailles para os íntimos), um castelo que representa o reinado da França absolutista e a vida dos reis daquela época. Visite o castelo e aprenda sobre a França enquanto aproveita um castelo histórico.

Palácio de Versalhes

Monte Saint-Michel

Este ponto é algo que você definitivamente não deve deixar passar enquanto estiver na França, pois além de parecer uma estrutura saída de dentro dos livros antigos, o Monte Saint-Michel é um verdadeiro espetáculo visual à noite.

Monte Saint-Michel

Coberto por água ao seu redor e ligado ao continente por uma passarela de 2km, o Monte Saint-Michel foi construído como uma homenagem ao Arcanjo São Miguel, retratado em uma estátua de pedra que fica no topo do local. Mas não se engane, não estamos falando de um castelo. Estamos falando de uma abadia, um mosteiro e uma vila medieval.

É uma experiência de 3 em 1, onde você pode aproveitar tudo em um único local e ainda observar as marés da França.

Chegando até aqui, eu aposto que você se interessou por fazer o seu intercâmbio na França, melhor ainda se quiser viver uma experiência incrível no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica no botão abaixo e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa!

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Intercâmbio Estudo e Trabalho

O que é intercâmbio: aprenda e faça a viagem dos seus sonhos!

“O que é intercâmbio?”, a pergunta que muitos costumam fazer sempre que se encontram de frente com a palavra “intercâmbio”. O que é normal, pois nem todo mundo sabe o que é, mas com certeza todo mundo gostaria de fazer um. Por isso, fizemos um post completo sobre o que é intercâmbio, os tipos e o que você pode fazer através dele. Confira abaixo o que é intercâmbio: 

O que é intercâmbio?

Sabe quando você está assistindo aquele filme que retrata alunos em algum colégio ou universidade, e dentre estes alunos existe aquele que se destaca por ser estrangeiro? Ele é um intercambista.

E traduzindo este exemplo para você da melhor forma, basicamente, fazer um intercâmbio significa ter uma experiência estudantil com algumas possibilidades de se conseguir um emprego no país escolhido.

Quais são os tipos de intercâmbio?

Escolher o seu tipo de intercâmbio é uma das escolhas mais importantes que você pode fazer antes de viajar pra seja lá qual for o seu destino, pois além de determinar como será a sua rotina no país, o seu tipo de intercâmbio também dirá para você mesmo qual tipo de currículo você quer construir para conquistar o mercado de trabalho estrangeiro.

Abaixo confira os tipos de intercâmbio e como eles podem variar de acordo com alguns países. Para ficar mais simples, vamos utilizar Canadá e Austrália como exemplo, confira abaixo:

Escola de idioma

Aprender um novo idioma é uma atividade extra que todo mundo costuma praticar quando se quer melhorar as suas habilidades, assim como o currículo, que precisa estar evoluindo cada vez mais.

Sendo assim, o intercâmbio de idiomas é uma das escolhas mais simples e também mais procuradas por alunos que desejam não apenas aprender uma nova língua, mas também viver uma experiência diferente do que o seu país de origem pode oferecer.

Além do mais, o que seria melhor para estudar um idioma do que estar vivendo diretamente em um país que utiliza aquela língua diariamente?

College (Canadá)

O College é o equivalente ao ensino técnico aqui no Brasil, sendo uma ótima porta de entrada para o mercado de trabalho canadense, que tem aceitado cada vez mais estrangeiros como mão de obra qualificada.

No Canadá, os colleges são popularmente divididos entre público e privado, sendo o público mais indicado para quem deseja imigrar para o país, já que além de receber incentivo do governo, também oferece o programa PGWP (Post-Graduate Work Permit).

VET (Austrália)

Já ouviu falar em cursos profissionalizantes? Pois bem, o VET ou Vocational Educational Training é o que se pode chamar de curso profissionalizante da Austrália. Cursando o VET, o aluno aprende as atividades de uma profissão em específico, colocando “a mão na massa”, assim como faria num curso técnico, mas com foco em aprender uma vocação e não uma área de estudo.

TAFE (Austrália)

O TAFE ou Technical and Further Education, é como um college do Canadá ou o ensino técnico aqui no Brasil, sendo responsável por ensinar áreas mais abrangentes e com uma política de ensino mais prática, com foco no preparo de mão de obra qualificada para o mercado de trabalho australiano, que tem crescido cada vez mais em setores específicos, como a própria construção cívil.

Universidades

As universidades podem variar o seu modo de ensino e até mesmo as suas grades curriculares, mas no final, todas são responsáveis pelas graduações mais altas que o mercado de trabalho de qualquer país exige. 

Sendo assim, se busca um diploma de bacharelado, mestrado ou até mesmo doutorado, o intercâmbio em uma universidade de outro país pode ser o impulso que o seu currículo precisa.

O que é intercâmbio em universidade

É possível trabalhar durante o meu intercâmbio?

Sim, você pode trabalhar durante o seu tempo de intercâmbio, mas isso pode variar de um país para o outro, assim como o mercado de trabalho, que pode ser mais acessível ou não. As situações econômicas e as políticas de imigração influem completamente na sua experiência de intercâmbio.

Países como a Inglaterra, por exemplo, não permitem que o estudante trabalhe no país enquanto estiver estudando idioma. Ao mesmo tempo, também existem outros ótimos países que permitem estudo e trabalho no mesmo caso. Quer alguns exemplos? Confira abaixo:

Canadá

O Canadá é um dos países mais procurados por alunos de todos os continentes ao longo do globo, pois além de ser uma referência para a educação mundial, o Canadá é um dos países que mais recrutam estrangeiros como mão de obra qualificada. Porém, existem algumas condições nesse recrutamento.

Para trabalhar no Canadá, é necessário que você esteja primeiramente matriculado em uma instituição de ensino regularizada no país. No entanto, não pode ser qualquer uma, pois escolas de idioma não estão mais elegíveis para a permissão de trabalho no país.

O que é intercâmbio no Canadá

Enquanto estiver estudando em um college ou universidade, você terá a permissão de trabalhar enquanto estuda, podendo chegar até 20 horas de trabalho semanais. Após o término dos seus estudos, você poderá aplicar para o PGWP, o programa canadense que concede a permissão de trabalho após a conclusão do seu curso.

Austrália

A Austrália é uma dos melhores países do mundo para quem busca um intercâmbio com altos índices educacionais e também na qualidade de vida.

O processo para se conseguir uma permissão de trabalho na Austrália não é muito diferente do Canadá, pois para que você consiga a permissão de trabalho no país, você precisará de uma comprovação de que está matriculado em um curso legalizado, mas com o detalhe de que ele tenha no mínimo 14 semanas.

País da Austrália

E sabe qual é o grande diferencial da Austrália para o Canadá? Ao contrário do gigante das Américas, o maior país da Oceania permite que você trabalhe enquanto estuda o idioma no país.

Com esta comprovação, o aluno receberá a permissão de trabalho no país, podendo também trabalhar 20 horas semanais, tendo a possibilidade de trabalhar 40 horas no período de férias.

Irlanda

A Irlanda é conhecida pelo seu clima de frio agradável, assim como os pubs animados, castelos e gnomos no final dos arco-íris. Mas o país vai muito além disso, pois além de ser um dos melhores países da Europa para se estudar em qualquer modalidade de intercâmbio, a Irlanda também permite que o estudante trabalhe enquanto estuda. 

Bandeira da Irlanda

Para trabalhar enquanto estuda na Irlanda, basta que você se matricule em um curso de pelo menos 25 semanas. Na Irlanda você também terá acesso as 20 horas semanais de trabalho, que podem ser dobradas em período de férias.

Conclusão sobre o que é intercâmbio

Um intercâmbio é muito mais do que uma simples viagem. Por meio de um intercâmbio, você consegue não apenas conhecer uma nova cultura, mas também potencializar o seu currículo. Além disso, vimos que o caminho para o mercado de trabalho de qualquer país começa pela educação, com o aluno se tornando o profissional ideal para as necessidades daquela nação.

Chegando até aqui, eu aposto que você se interessou por fazer o seu intercâmbio em algum desses países, melhor ainda se quiser viver uma experiência incrível no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica no botão abaixo e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa!

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Intercâmbio Estudo e Trabalho

Intercâmbio na Austrália: estude em um dos melhores países do mundo

O Intercâmbio na Austrália pode parecer a melhor escolha que você já fez na vida, e não se preocupe, pois ele é. A grande dúvida de quem decide fazer um intercâmbio no gigante da Oceania, é se esse intercâmbio realmente vale a pena para quem deseja ter um currículo melhor ou até mesmo saber sobre a qualidade de vida que o país pode proporcionar enquanto o aluno estiver por lá.

Mas não se preocupe, neste post nós vamos ilustrar da forma mais rápida e didática sobre como é fazer um intercâmbio na Austrália, para você que deseja saber tudo sobre o assunto. Confira abaixo:

Como é o intercâmbio na Austrália?

Talvez pareça mais do mesmo assunto, quando falamos sobre ter uma experiência de estudar em outro país, principalmente quando o país escolhido é a Austrália, um país que além de ser referência na qualidade de vida para todo o mundo, também consegue ser um dos melhores países para quem deseja estudar e melhorar o currículo.

Os tipos de intercâmbio na Austrália

Escolher o tipo de intercâmbio é uma das escolhas mais importantes que você precisa fazer antes de arrumar as suas malas, pois partindo da sua resposta, o seu intercâmbio pode ter algumas alterações em relação aos seus objetivos. Quer entender melhor? Confira os tipos de intercâmbio na Austrália:

Escola de idioma

Aprender um novo idioma sempre é uma ótima escolha, principalmente quando se tem a oportunidade de colocá-lo no currículo com um nível mais avançado, facilitando o seu caminho no mercado de trabalho. A Austrália tem escolas de idioma de alto nível, que além de abrirem a permissão de trabalho no país, também contribuirão para o seu futuro.

TAFE

O TAFE ou Technical and Further Education é o que se pode comparar ao ensino técnico aqui no Brasil, sendo mais abrangente na parte técnica e também simplificado. O TAFE permite que o estudante se especialize em uma área específica através de um ensino mais focado na prática, o que chama a atenção dos estudantes internacionais que procuram melhorar o seu currículo na Austrália.

VET

Tendo uma visão um pouco mais direta, o VET (Vocational Education and Training) tem como objetivo ensinar uma profissão específica ao aluno, e não todo um campo de conhecimento. Assim, o VET tem como foco o ensino das atividades que o aluno terá como profissional dentro de alguma área específica, se diferenciando do TAFE, que busca um ensino mais amplo de uma determinada área.

Universidades

As universidades são as grandes responsáveis pelo ciclo final do estudante no ensino superior da Austrália, pois além de serem responsáveis pelos diplomas de graduação como bacharelado, mestrado e doutorado, as universidades da Austrália são totalmente interligadas com as grandes empresas do país, que apoiam o desenvolvimento da educação como forma de conseguirem melhores profissionais para o mercado australiano.

Sendo assim, é bem comum que os alunos graduados nas universidades consigam ótimas oportunidades nos diferentes segmentos de trabalho que a Austrália pode proporcionar.

Cidade de Sydney na Austrália

Quais são os benefícios de um intercâmbio na Austrália?

A gente já sabe que a Austrália é um país incrível, mas, quais seriam as maiores vantagens de se fazer um intercâmbio por lá? Como eu posso tirar o maior proveito disso? São perguntas que têm respostas simples e nós vamos respondê-las para você logo abaixo, confira:

Quais são os benefícios do intercâmbio na Austrália?

Você já deve ter pensado várias vezes sobre como será o seu intercâmbio na Austrália, mas, você já parou pra pensar em como ele pode trazer benefícios para você como um futuro profissional? São vários itens que farão do seu intercâmbio uma ótima escolha, tanto a curto, quanto a longo prazo. Confira alguns desses benefícios abaixo:

1 – O sistema educacional é incrível

Um intercâmbio é muito mais do que uma simples viagem, pois o objetivo central sempre será o desenvolvimento profissional do estudante, que além de viver uma ótima experiência, poderá desfrutar da qualidade educacional que os países de primeiro mundo têm a oferecer.

No caso da Austrália, existe um sistema diferente daqui do Brasil, o AQF, ou Australian Qualifications Framework, que utilizando uma classificação de níveis, consegue identificar em qual etapa de ensino o aluno se encontra. Este sistema é totalmente interligado com as empresas australianas que cooperam junto com as instituições de ensino. Caso queira saber mais sobre o AQF, temos um post que explica melhor este sistema, basta clicar no link abaixo.

Quer estudar na Austrália? Saiba aqui como é estudar no país

2 – Trabalhe enquanto estuda

E por falar nas empresas australianas, não poderíamos deixar de falar do mercado de trabalho australiano, que além de ter o maior salário mínimo do mundo, oferece a

permissão de trabalho para o estrangeiro que optar por fazer uma trilha educacional no país, se tornando um profissional qualificado para áreas importantes no país.

Com um visto de estudante e estando matriculado em um curso de no mínimo 14 semanas e 20 horas semanais, é possível que você trabalhe por 40 horas quinzenais, fazendo com que você aumente a sua renda enquanto estiver estudando no país e também enriqueça o seu currículo não apenas para o mercado australiano, mas também para o mundo.

3 – Fácil acesso ao mercado de trabalho

Este benefício é uma continuação e também um lembrete mais objetivo do primeiro, pois alguns países podem até mesmo oferecer a permissão de trabalho, mas não têm um mercado de trabalho acessível, seja por conta da situação econômica ou pela sua política, o que dificulta a vida do intercambista.

Na Austrália, isso é bem diferente, pois existem diversas maneiras de se conseguir ingressar no mercado de trabalho. São milhares de cafés, lanchonetes e outros tipos de estabelecimentos que aceitam estudantes estrangeiros de braços abertos, o que facilita a integração do aluno com o país e os seus cidadãos.

4 – Viva em um país de primeiro mundo

Esse benefício é um dos mais importantes e que muitas pessoas costumam não valorizar tanto, pelo menos não por todo o tempo do intercâmbio. É bem comum sentir um choque de realidades quando saímos de um país subdesenvolvido, para um que está em pleno desenvolvimento social e econômico.

Nós já dissemos acima que a Austrália tem o maior salário mínimo do mundo, e além disso, também tem ótimas cidades para quem deseja não apenas estudar, mas também para aqueles que buscam construir uma vida no país. O maior país da Oceania tem uma ótima qualidade de vida, com cidades que já entraram no ranking de melhores do mundo para se viver, como Melbourne e Sydney.

Casa da Ópera de Sydney na Austrália

Acho que você já conseguiu entender que fazer um intercâmbio na Austrália vai muito além dos benefícios, pois é uma experiência que colocará a sua vida em um outro nível de educação e qualidade de vida. Não perca tempo e faça do seu currículo o melhor do seu segmento!

Chegando até aqui, eu aposto que você se interessou por fazer o seu intercâmbio na Austrália, melhor ainda se quiser viver uma experiência incrível no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica no botão abaixo e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa!

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Dicas

5 benefícios de fazer o seu intercâmbio no Canadá

Fazer um intercâmbio no Canadá é o sonho de todo mundo que pensa em mudar de vida, principalmente se o desejo tiver a educação como passo inicial, pois é através dela que o intercâmbista consegue abrir todos os seus caminhos dentro do maior país das Américas. Mesmo tendo uma ótima reputação, o Canadá costuma levantar algumas dúvidas sobre as suas qualidades. 

Pensando nisso, trouxemos um conteúdo completo para você que deseja saber quais são os benefícios de fazer o seu intercâmbio no Canadá, confira abaixo:

Estude em um dos melhores países do mundo

Viver no Canadá é bem diferente da vida aqui no Brasil, e disso a gente já tem uma certa ideia sobre, né? Mas tem um dos fatores mais importantes sobre o porquê da vida no Canadá ser tão avançada em relação a outros países do mundo: o seu nível educacional.

Provavelmente você já deve ter ouvido que a educação pode mudar o mundo, e em caso de não ter ouvido sobre isso ainda, não se preocupe, pois é realmente uma verdade e o Canadá é uma prova disso, sendo um dos países mais evoluídos do mundo em diversos setores.

Intercâmbio no Canadá: os arranha-céu

O Canadá ainda figura entre as 10 primeiras posições dos mais variados rankings educacionais do mundo. No ranking educacional da OECD, o Canadá aparece na 5ª colocação, ficando na frente de países como Japão, Coreia e Suécia, que são referências educacionais em todo o mundo. 

No ranking mais recente divulgado pelo PISA – Programme for International Student Assessment, que analisa os níveis de leitura, matemática e ciências dos alunos de vários países do mundo, o Canadá aparece também em 5º, ficando atrás apenas da China e Singapura, e ainda assim, na frente de países que já citamos acima e também alguns outros já conhecidos pelo seu nível educacional, como: Japão, Coreia, Finlândia, Irlanda e Estados Unidos.

Quer qualidade de vida? O Canadá tem de sobra!

Aqui na Dreams, nós adoramos falar para as pessoas sobre como é a qualidade de vida nos países, pois é a partir dela que podemos analisar como será a vida do estudante naquele determinado país. E isso não é por acaso, pois a qualidade de vida é determinada por fatores importantes como: poder de compra, clima, segurança, saúde e até mesmo o tempo que o cidadão tem que esperar pelo transporte público.

E neste fator, o Canadá definitivamente não fica para trás, pois quando utilizamos qualquer plataforma especializada no cálculo da qualidade de vida, o país aparece com altos níveis de aprovação nos diferentes setores básicos que já citamos acima. 

Intercâmbio no Canadá: porto de Toronto

A OECD divulga diferentes rankings para diferentes setores, e quando falamos de saúde, o maior país das Américas aparece em primeiro lugar, na frente de outros países incríveis como Nova Zelândia e Austrália. Tudo isso graças a um cuidado especial que o governo tem com os seus cidadãos, sendo o LTC – Long-term Care, um exemplo muito prático deste cuidado. Com o LTC, o governo consegue saber se a população está conseguindo ter acesso a um atendimento de qualidade, assim como um tempo de espera baixo, fiscalizando e melhorando cada vez mais o sistema de saúde.

Tenha facilidade de imigração

Uma das coisas mais importantes sobre o Canadá, é que além de ser um país ótimo para se morar por um tempo, ele também permite que você estenda o seu tempo de permanência no país, fugindo das obrigações mais complicadas como o Green Card dos EUA, por exemplo.

Caso você não saiba, o Canadá tem uma população um tanto quanto reduzida em relação a sua extensão territorial e demandas de mercado, o que resulta em uma população fora do esperado para o mercado de trabalho, principalmente em áreas específicas de atuação. Assim, o país tem investido cada vez mais em políticas de imigração para estrangeiros que estudam no país. 

Cidade de Toronto

O PGWP, ou Post Graduation Work Permit, é a grande estrela do Canadá, pois é através dele que milhares de estrangeiros conseguem imigrar através de um intercâmbio no Canadá. Estudando em uma instituição de ensino reconhecida pelo governo canadense e que seja elegível para o PGWP, o intercambista, consegue com o seu diploma, realizar a sua aplicação para o programa.

Viva uma outra cultura

Vamos esquecer por 1 minuto que estamos falando sobre intercâmbio no Canadá. Quando falamos sobre viajar para um outro país, a primeira coisa que precisamos pensar é sobre a diversidade cultural que ele pode trazer para nós. A língua, os costumes, a história e as pessoas, fazem parte da cultura de um país.

E falando novamente sobre o intercâmbio no Canadá, você já pensou sobre quais são os lugares que você deseja visitar? Cada província é um mundo diferente dentro do país. O Quebec, por exemplo, é uma província muito mais francesa do que as outras, mas não pelo seu povo se achar mais francês do que o resto do Canadá, e sim por causa da sua história e desenvolvimento.

Cabe a você entender cada lugar e viver a experiência do seu intercâmbio, por isso, não se acanhe de visitar os pontos mais importantes da província em que você estiver vivendo a sua experiência canadense.

Trabalhe no Canadá e em qualquer lugar do mundo

Nós já falamos do nível educacional, da qualidade de vida e até mesmo da possibilidade de imigração, mas entre tudo isso existe uma das coisas mais importantes para quem deseja realmente alcançar um nível de qualidade de vida acima da média: o mercado de trabalho internacional.

O seu currículo atual pode ter boas qualificações e algumas experiências em empresas de bom nível. Mas, já pensou se ele tivesse uma experiência no Canadá? Pois é. Seja lá qual for a sua área de atuação, sendo ela business, sistema da informação ou até mesmo construir casas de tijolo por tijolo, uma experiência internacional ainda será a melhor escolha para fazer do seu currículo o melhor do seu segmento.

Granville Street no Canadá

E não só aqui dentro do Brasil, mas em qualquer continente, o Canadá é uma referência em qualquer setor básico da sociedade. Sendo assim, o seu currículo ainda será um dos mais requisitados em qualquer país, principalmente aqueles que valorizam a educação como um dos pontos-chave de evolução, como: Austrália, Japão, Irlanda, Suíça e muitos outros.

Chegando até aqui eu aposto que você se interessou por fazer o seu intercâmbio no Canadá, melhor ainda se quiser estudar no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica no botão abaixo e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa! 

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Dicas

Quer morar em Dublin? Leia este guia primeiro!

Morar em Dublin não é nenhum sonho distante, principalmente se você anda fazendo as suas economias e estudando sobre como a Irlanda é um país incrível. Porém, é comum que as pessoas não saibam sobre como é a cidade de verdade, com as suas peculiaridades que fazem dela uma ótima escolha para quem deseja mudar de vida. Então, neste post, trazemos para você um resumo sobre tudo que você precisa saber sobre Dublin antes de viajar para lá, confira abaixo:

Como é morar em Dublin?

Para conhecer melhor a cidade de Dublin, você precisa conhecer o país em que ela está, pois antes de ser uma ótima cidade para morar, ela é primeiramente a cidade mais populosa da Irlanda, um país que ocupa a maior parte de uma ilha que fica localizada bem à Oeste da Europa, dividindo um pedacinho de terra com a Irlanda do Norte, a sua irmã que na verdade faz parte do Reino Unido.

Morar em Dublin é uma experiência incrível

Agora que você e a Irlanda já foram apresentados, vamos para Dublin. Dublin é a cidade mais popular e também mais populosa da Irlanda, sendo também a sua capital e responsável em grande parte pelo desenvolvimento econômico do país, pois a cidade é o maior centro econômico da Irlanda.

Com os seus pubs e estruturas que até parecem gritar o nome do país, a cultura de Dublin é um reflexo de tudo que a Irlanda tem a oferecer para você, principalmente se as suas prioridades forem uma boa qualidade de vida e a prosperidade no país através da sua evolução educacional.

Intercâmbio em Dublin é coisa de primeiro mundo

E por falar em estudo, todos sabemos que o seu intercâmbio merece o melhor, certo? E você definitivamente não precisa se preocupar em relação à Irlanda, pois em um ranking educacional, divulgado em 2019 pela OECD, a Irlanda figurou no quarto lugar em um ranking mundial, sendo considerado o melhor país da Europa em um ranking educacional.

E se você ainda tem alguma dúvida sobre a educação, você já sabe onde vai estudar em Dublin? São muitas instituições de ensino que podem variar de acordo com o seu objetivo de evolução educacional. Quer estudar e evoluir algum idioma? Dublin tem ótimas escolas. Quer uma educação de nível superior? Não se preocupe, pois as faculdades e colleges são referências mundiais.

O clima de Dublin

Morar em Dublin é viver um clima incrível

Quando falamos sobre o Clima da Irlanda, é ideal que você prepare o seu casaco e cachecol preferidos, pois o clima costuma ser em sua maior parte, frio. O inverno castiga com um frio de em média -2 à -7 graus, o que já é esperado de um país que costuma ter um clima marítimo e cheio de chuvas em determinadas áreas. Nos verões você não vai sofrer tanto, já que a média fica entre 18 e 20 graus.

O transporte público é incrível

O transporte público do país é elogiado não apenas pelos nativos de Dublin, mas também por todos os estrangeiros que têm a chance de conferir um pouco sobre como é a vida urbana dentro da cidade. Você pode utilizar o Dublin Bus, um ônibus de dois andares que nunca atrasa, com pontos de espera que avisam sobre o tempo restante de espera, ou aproveitar os trens e metrôs, que podem te levar para as praias em questão de minutos.

O DublinBus é uma referência no país

Mas, caso você não seja um fã da vida corrida de uma metrópole, as bicicletas ainda são a melhor resposta, pois além de promoverem a sustentabilidade ambiental, ainda fazem você economizar uma boa grana com transporte. “Mas, e se der muito trabalho?”. Não se preocupe, as bicicletas são praticamente uma paixão nacional para os irlandeses, pois as bicicletas se misturam em meio aos ônibus e carros como um transporte comum em Dublin.

Morar em Dublin é ter uma boa renda

“Tudo bem, Dublin é legal, mas queria ter uma renda”. Fazer um intercâmbio em Dublin é isso tudo que você sempre sonhou e muito mais, pois a Irlanda permite que o estudante possa trabalhar 20 horas semanais, podendo dobrar esse horário no período de férias, o que pode resultar em uma renda extra no final do mês. Sendo assim, estudar em Dublin é a melhor escolha para você que deseja não apenas economizar, mas também fazer uma renda extra para construir a sua vida no país.

O comércio de Dublin favorece os estudantes

Se você quer mesmo morar em Dublin, conheça estes locais incríveis

Mas independente do seu clima, Dublin tem muitas outras possibilidades . Os castelos são as grandes estrelas dessa cidade incrível, mas não são as únicas opções para quem ama passear no intercâmbio. Abaixo, conheça alguns dos pontos turísticos mais famosos do país:

Castelo de Dublin

O castelo de Dublin é um grande ponto turístico

Como você já pode imaginar, é um castelo que fica em Dublin, mas não só isso. O castelo que serviu de sede para o governo da Irlanda até 1922, tem muito mais história do que você pode imaginar, pois ele foi construído em 1204! O castelo é aberto à visitação e basta você conferir os horários abertos ao público. A entrada fica por volta de 12 euros.

Parque Phoenix 

Phoenix Park em Dublin
Foto: Canal Cine Travel

Sendo o maior parque urbano da Europa, o Phoenix Park é muito mais do que uma paisagem verde. É possível encontrar animais repousando em seus longos campos verdejantes, assim como dentro do zoológico de Dublin, que além de estar dentro do Phoenix Park, é um dos zoológicos mais antigos do mundo e conta com pouco mais de 400 animais. E tem mais: você sabia que a casa do presidente da Irlanda também fica no parque? Bom, se eu fosse você, não perderia tudo que este parque tem a oferecer. 

Museu Irlandês de Arte Moderna de Dublin

Museu Irlandês de Arte Moderna de Dublin
Foto: Divulgação / Museu Irlandês de Arte Moderna de Dublin

A gente sabe que o intercambista adora um museu para conhecer a cultura do país em que ele está, principalmente se a instituição oferecer uma experiência completa. O Museu Irlandês de Arte Moderna de Dublin não fica para trás quando o quesito é arte, pois sendo a principal instituição nacional em artes, o museu reúne obras de arte moderna e também contemporânea, sendo um prato cheio para quem gosta de passeios mais culturais.

Chegando até aqui eu aposto que você se interessou por fazer o seu intercâmbio em Dublin, melhor ainda se quiser estudar no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica neste link e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa! 

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Curiosidades Dicas Imigração

Custo de vida no Canadá em 2021: saiba como será a sua vida no país

O custo de vida no Canadá é uma das grandes dúvidas que cercam aqueles que buscam mudar de vida enquanto planejam a sua viagem para o maior país das Américas. Alguns países costumam ter uma boa qualidade de vida, mas um valor muito alto para que o cidadão consiga se manter economicamente.

Porém, esse não é o caso do Canadá e você não precisa se preocupar, já que neste post nós vamos te mostrar como o Canadá tem o estilo de vida e os preços ideais para você que procura uma boa qualidade de vida enquanto vive tranquilamente. Vem com a gente e segue a leitura abaixo:

O custo de vida no Canadá em 2021

Visão panorâmica de Toronto no Canadá
Cidade de Toronto

O custo de vida no Canadá pode variar de acordo com a sua localização no país, pois existem cidades com um custo de vida mais caro, enquanto outras têm um nível de consumo equilibrado em relação às necessidades básicas dos habitantes.

Abaixo, reunimos dados disponibilizados pela plataforma Numbeo, que reúne informações econômicas sobre diversas cidades, estados e países. Confira os valores médios em setores específicos atualmente, baseado em dados de Janeiro de 2021:

Moradia por mês

Apartamento (1 Quarto) no centro da cidade – C$ 1,322.91 

Apartamento (1 Quarto) fora do centro – C$ 1,094.15 

Restaurantes

Refeição em restaurante barato – C$ 17.00 

Refeição para 2 pessoas em restaurante médio – C$ 70.00 

Mercados

Leite (1 litro) – C$ 2.48 

Pão branco (500g) – C$ 2.90

Arroz (1kg) – C$ 3.75

Transporte

One-way ticket (Transporte local) – C$ 3.25

Passe mensal (Preço regular) – C$ 95.00

Utilidades (Mensal)

Básico (Electricidade, aquecimento, água, lixo) – C$ 161.10

Internet (60 Mbps) – C$ 77.48

Vestimenta

1 Calça Jeans – C$ 64.39

1 Vestido de verão (Zara, H&M e etc) – C$ 35.17

1 Tênis de corrida da Nike – C$ 101.39 

Calculando as suas necessidades

Utilizando o salário mínimo de Ottawa (Ontario), de C$ 14.25 por hora, como base, podemos calcular que uma pessoa que trabalha 40 horas por semana terá em média C$ 570 ao final desse período de trabalho, o que significa que em um mês ela terá C$ 2.280.

Tendo a informação sobre os preços em diferentes setores e também o cálculo do salário mínimo, podemos concluir que o custo de vida no Canadá se mantém moderado, podendo até mesmo diminuir caso você estabeleça a sua moradia em uma cidade de baixo custo como Winnipeg em vez de Toronto, por exemplo, que além de ser a maior região metropolitana do Canadá, também é uma das cidades mais caras do mundo.

Falando em salário mínimo, você conhece as profissões em alta no Canadá em 2021?

O custo de vida é apenas um dos componentes do índice da Qualidade de Vida, que reúne outros fatores importantes para uma sociedade moderna e estima o quanto aquele determinado país, estado ou cidade é bem ranqueado.

Canadá x Brasil: entenda a qualidade de vida

O custo de vida no Canadá pode variar com as cidades
Torre CN, em Toronto

Quando falamos sobre qualidade de vida, precisamos entender que existem alguns fatores que fazem com que ela tenha um índice bom ou ruim, como por exemplo: Poder de compra, Segurança, Saúde, Clima e o próprio Custo de Vida.

Utilizando um pouco mais a Numbeo, criamos um comparativo entre Ottawa e Brasília, confira:

BrasíliaOttawa
Índice do poder de compraBaixo49.98Moderado85.32
Índice de segurançaBaixo38.42Alto74.21
Índice de saúdeModerado50.20Alto74.97
Índice do custo de vidaMuito Alto33.01Moderado71.85

Como podemos observar, a capital do Brasil não corresponde aos requisitos mínimos para uma qualidade de vida acima da média. O índice do custo de vida pode parecer alto, mas porque a plataforma compara os preços de São Paulo como uma média geral, fazendo com que Brasília pareça ter um custo de vida muito mais em conta.

Ottawa é a capital do maior país das Américas, e mesmo assim, mantém um custo de vida moderado, com um poder de compra totalmente acessível e com índices de saúde e segurança em altos níveis, o que significa ter uma qualidade de vida elevada enquanto se consegue prosperar economicamente.

As cidades do Canadá e a economia

Lago e montanha em Alberta no Canadá
Alberta, Canadá

Após concluir os seus estudos e já estando no Canadá por um bom tempo, é importante que você já esteja economicamente integrado com o país e sabendo todas as implicações que cada estado e cidade podem ter em relação à economia. Algumas cidades podem ser mais caras do que outras, o que pode impactar na sua estadia no país.

Assim como o custo de vida do Canadá, o salário mínimo também sofre alterações de acordo com a cidade em que você estiver inserido, o que significa que caso você deseje morar em Ontario, por exemplo, o seu salário mínimo será de C$ 14.25 por hora, diferente da região de Alberta, que fica em torno de C$ 15.00.

Segundo o Retail Council of Canada, o salário mínimo mais alto se encontra na região de Nunavut (C$16.00), que mesmo tendo uma única cidade, tem um custo de vida muito alto, onde uma simples refeição para duas pessoas pode custar até mesmo C$ 210.00 e os aluguéis de apartamentos podem chegar até C$ 2.300.00 no centro da cidade e C$ 2.500.00 fora dele.

O Canadá é um país com altos níveis de educação e com uma ótima qualidade de vida, basta fazer uma análise sobre onde você poderá se encaixar melhor e traçar um bom planejamento financeiro, assim, o seu futuro será muito mais tranquilo no país da Maple Leaf.

A Dreams apoia os seus sonhos e respeita a sua vontade de aprender, por isso, traremos cada vez mais conteúdos sobre o Canadá!

Mas, espera aí! Você quer estudar no Canadá mas não sabe como? A Dreams Intercâmbios tem as respostas que você precisa, basta clicar aqui e entraremos em contato para avançarmos em direção ao seu sonho de morar no Canadá!

Categories
Intercâmbio Estudo e Trabalho

Como estudar e trabalhar na África do Sul?

Quando pensamos em intercâmbio de idiomas, principalmente para aprender inglês, logo vêm à mente destinos como Estados Unidos e Europa. O que muitos não sabem é que é possível estudar e trabalhar na África do Sul por valores muito mais acessíveis. Isso sem contar a incrível experiência de viver no país mais multiétnico do continente africano. Belas paisagens e imersão cultural não faltarão!

No país, vale visitar as principais metrópoles: a Cidade do Cabo, onde fica o Cabo da Boa Esperança, e Joanesburgo. Mas, se seu espírito é aventureiro, pode desbravar a savana e embarcar em um safári e conhecer os big five (leões, elefantes, búfalos, leopardos e rinocerontes). Praticar esportes no mar ou no ar, visitar gigantescos parques naturais e se envolver com culturas aborígenes são outros atrativos. Sob outro olhar, a modernidade toma conta do país com hotéis incríveis, construções históricas e a rica gastronomia com a rota do vinho.

Se você quer estudar e trabalhar em um país assim, então continue com a gente a leitura.

Estudar Inglês na África do Sul

Grupo de estudantes de idiomas

A população do país é 72% negra de várias etnias, como zulus, xhosas e bapedis, o que faz com que a África do Sul tenha 11 línguas oficiais. Apesar disso, o inglês é a língua pública e comercial do país, ou seja, é a língua falada nas escolas e universidades. Por isso, você não terá maiores dificuldades de comunicação na instituição, já que outros estudantes também estarão se aprimorando.

Além do inglês, outro idioma dominante é o africâner, língua de ramo germânico que se originou principalmente a partir do neerlandês, e que é falada pela maioria dos brancos e mestiços sul-africanos.

Quer conhecer as escolas de idioma parceiras da Dreams? Clique aqui.

Ensino Superior Sul-africano

Alunos do Ensino superior em aula

A África do Sul é um dos melhores destinos do continente africano para se fazer um intercâmbio universitário, já que das cinco melhores universidades da África, segundo o QS World University Rankings 2020, quatro estão no país. São elas: Universidade da Cidade do Cabo (1º), University of the Witwatersrand (3º), Stellenbosch University (4º)  e University of Johannesburg (5º). Mas o melhor ainda está por vir: todas são públicas.

A Universidade da Cidade do Cabo (UCT) é pública e é a universidade mais antiga do país, tendo sido fundada em 1829. Durante o apartheid, a UCT serviu de centro intelectual para combater a política segregacionista do governo. Está entre as 200 melhores universidades do mundo, de acordo com o World University Rankings 2020, na frente de referências de ensino no Brasil, como a USP e a UNICAMP.

A instituição é reconhecida por seus cursos em Estudos Africanos, Biologia, Botânica, Negócios, Ciências Ambientais, História, Matemática, Engenharia, Sociologia e Antropologia. Entre seus ex-alunos e professores, estão cinco ganhadores do Prêmio Nobel, entre eles, o professor emérito e escritor J.M. Coetzee, que foi condecorado pela premiação em 2003.

Visto para estudar e trabalhar na África do Sul

Passaporte para visto na África do Sul

Se o curso que você escolheu para seu intercâmbio tiver duração menor que 90 dias, não se preocupe. Você não precisará dar entrada no visto. Mas é importante ter em mãos a documentação da escola e provar que tem condições de se manter no país financeiramente.

Deverá também ter passaporte com data válida em até um mês após o período, com pelo menos uma página em branco. Além de apresentar o CIV (Certificado Internacional da Vacina) contra febre amarela, tomada até 10 dias antes da viagem.

Para intercâmbios acima de 90 dias, para quem tem intenção de estudar e trabalhar na África do Sul, alguns documentos são exigidos. Anote aí:

  • Um passaporte ou documento de viagem válido por não menos que 30 dias após o fim da visita pretendida
  • Seu passaporte deve ter ao menos DUAS páginas não usadas para registros de entrada/partida
  • Um formulário BI-84 completo (pedido de visto)
  • Pagamento da taxa especificada
  • Certificado de vacina contra febre amarela (se necessário)
  • Declaração e/ou documentação comprovando o propósito e a duração de sua visita
  • Duas fotografias coloridas para passaporte
  • Uma passagem de retorno ou de continuação da viagem, se estiver viajando de avião
  • Se você tiver filhos (menores) viajando junto ou que vão encontrar você na África do Sul, vai precisar dos seguintes documentos adicionais:
    – Prova de guarda ou custódia ou
    – Autorização da pessoa que tem a guarda no caso de um menor desacompanhado
  • Prova de meios financeiros para pagar suas despesas enquanto estiver na África do Sul na forma de:
    – Declaração do banco
    – Adiantamentos de salário
    – Declaração de quem vai hospedá-lo na África do Sul
    – Bolsa de estudos
    – Convênio médico ou
    – Dinheiro disponível (incluindo cartões de crédito e traveller cheques)

Emprego na África do Sul

Homem em seu emprego

Nem sempre é possível encontrar um emprego na área desejada, mas fica como responsabilidade do estudante encontrar um trabalho. Antes de tudo, é preciso completar 4 semanas de estudo antes de partir para encontrar um serviço no país. Em geral, há mais vagas na área hoteleira, como alimentos e bebidas (bares e restaurantes), vendas, atendimento, cafés, supermercados, entretenimento.

Se você busca estudar e trabalhar na África do Sul, então conheça os requisitos:

  • Ser um estudante universitário ou recém-formado (no máximo 6 meses depois da graduação)
  • Ter idade entre 18 e 25 anos
  • Nível de inglês intermediário ou superior
  • Ter boa saúde
  • O estudante deve ser responsável, pró-ativo, flexível e comprometido com o trabalho
  • Fazer um seguro-viagem pelo período do visto.

Intercâmbio na África do Sul

Bandeira da África do Sul

E aí, gostou de saber um pouco mais sobre a África do Sul? Se precisa de mais informações sobre o país, entre em contato com a gente clicando aqui. Nosso time está sempre a postos para tirar todas as suas dúvidas.  

Não perca os próximos conteúdos! Todas as terças e quintas há sempre um post novo no blog da Dreams Intercâmbio. Até lá!

Categories
Curiosidades

Curiosidades da Nova Zelândia que não te contam

A gente conhece a Nova Zelândia de muito ouvir falar sobre suas belezas estonteantes, pelo povo Maori e até pelos hobbits. Mas existem curiosidades sobre o país que o tornam ainda mais deslumbrante e atrativo. Se você pensa em estudar ou trabalhar nesta nação, fique de olho nas curiosidades da Nova Zelândia que preparamos.

Inclusive, se você ainda tem dúvidas sobre universidades neozelandesas, clique neste link que já falamos sobre o assunto no blog. E pode esperar coisas boas, porque o país é um ótimo lugar para quem quer trabalhar enquanto aprende uma nova língua.

E aí, curioso pra saber o que faz da Nova Zelândia um país tão fabuloso? Então continue com a gente nessa leitura!

Apenas 5% da população é humana

A população de cabras é seis vezes maior que a de habitantes

Já começa com um dado curioso até demais, né? Mas é isso mesmo! Só 5% da população neozelandesa é formada por pessoas, 95% são animais, em especial ovelhas. Os números são estimados em pouco mais de 4,88 milhões de habitantes,  sendo o de ovelhas seis vezes maior. Uma outra curiosidade da Nova Zelândia é que no país não existem cobras. Ainda bem, né, imagina se os números fossem os mesmos que os dessas felpudas fofinhas.

Nova Zelândia: a Terra da Longa Nuvem Branca

Paisagem da Nova Zelândia com céu azul cheio de nuvens brancas

Os Maoris são os povos ancestrais, que estavam no país muito antes da colonização e hoje representam 15% da população. Inclusive, a Nova Zelândia foi um dos últimos países a ser colonizado, por isso suas vegetações são tão preservadas. Na língua Maori, uma das três oficiais do país, o nome para a Nova Zelândia é Aoetaroa, que significa “Terra da Longa Nuvem Branca”. 

Existem muitas explicações para o nome nas histórias tradicionais Maori, mas todas elas têm como ponto comum o horizonte livre de poluições. Na Nova Zelândia, é comum observar a paisagem e ver seu céu coberto por longas e brancas nuvens. Coincidência ou não, visto do espaço, o país tem a forma de uma nuvem comprida.

Litoral à vista – e que vista!

Bela vista da paisagem neozelandesa

Uma das curiosidades da Nova Zelândia é que você vai estar sempre “próximo” ao mar. Como o país é circundado pela costa litorânea, você terá acesso fácil a inúmeras e belíssimas praias e outros lugares paradisíacos. Seja qual lugar do país você estiver saiba que não estará a mais de 128 km de distância do mar. A curiosidade é também um dos maiores atrativos do pais, atraindo milhares de turistas anualmente.

A terra dos Kiwis, humanos ou não.

Kiwi, ave nativa da Nova Zelândia

O termo pode deixar muita gente que tá chegando agora na Nova Zelândia meio confusa no começo. Sabe essa ave pequenininha e super fofinha? Ela se chama Kiwi e é uma ave nativa do país que não consegue voar, mas corre que é uma beleza! Acontece que Kiwi também é o nome daquele fruto peludo que a gente encontra no supermercado (olhando bem eles até parecem um pouquinho, né? rs). Por fim, o termo “kiwi” também é utilizado para fazer referência aos neozelandeses. Aí já viu, né? É kiwi pra lá, kiwi pra cá e todo mundo é kiwi!

País pioneiro nos direitos da mulher

Mulheres em defesa dos seus direitos

O lugar mais distante do mundo é também o mais progressista no que diz respeito aos direitos da mulher. Enquanto Reino Unido e Estados Unidos tiveram participação feminina nas votações apenas em 1918 e 1920, a Nova Zelândia foi pioneira. Em 1893, houve a implementação dos direitos das mulheres, assim o país foi o primeiro do mundo a permitir o direito ao voto para todas.

O progresso não para por aí e continuando como pioneira nos direitos de sua população, em 2013, a Nova Zelândia permitiu o casamento entre pessoas do mesmo sexo no país.

Intercâmbio na Nova Zelândia

Faça um intercâmbio para a Nova Zelândia

E aí, gostou de saber das curiosidades da Nova Zelândia que não te contam por aí? Claro que há muito mais que se descobrir no país que foi cenário de filmes como Senhor dos anéis e King Kong. Quer saber um pouco mais sobre o país? Então entre em contato com a gente clicando aqui, prometemos tirar todas as suas dúvidas.  

Não perca os próximos conteúdos! Todas as terças e quintas há sempre um post novo no blog da Dreams Intercâmbio. Até lá!