Categories
Austrália Estude e trabalhe no exterior Tudo sobre intercâmbio

Como estudar na Austrália em 2022: Guia Completo

Fala, galera! Nesta postagem te contaremos tudo que você precisa saber sobre estudar na Austrália, desde o sistema educacional do país até como você, enquanto imigrante, pode aproveitar ao máximo essa experiência única que é a Austrália!

Você verá nesta postagem:

  • Como estudar na Austrália em 2022
  • Como funciona o sistema educacional da Austrália

Como estudar na Austrália em 2022

A Austrália tem sido cada vez mais buscada por estudantes brasileiros que desejam mudar de vida.

Seja por conta das instituições australianas, a qualidade de vida na Austrália ou o fato de que o salário mínimo australiano é o maior do mundo, morar nessa país do futuro é um grande divisor de águas na vida dos estudantes – e você pode realizar esse sonho também!

Vale a pena saber: Segundo o QS Best Students Cities 2022, as cidades de Sydney e Melbourne ocupam o 6º e 8º lugar no ranking mundial – superando Boston e Montreal.

Outro ponto que destaca a Austrália atualmente é a alta taxa de aceitação de estudantes internacionais em suas instituições.

A Universidade Nacional da Austrália, por exemplo, tem uma taxa de 35% de aceitação de candidatos, enquanto Oxford, no Reino Unido, aceita apenas de 20 a 25% dos candidatos.

Por isso, investir em estudar na Austrália é dar um tiro certeiro em direção à sua realização profissional e pessoal.

Requisitos pra estudar na Austrália

Em qualquer instituição de ensino superior existem requisitos para o ingresso de estudantes.

Enquanto estudante internacional na Austrália, alguns dos requisitos básicos pra aplicar nas instituições australianas são:

  1. Inglês: você precisa ter um nível de inglês que te permita assistir as aulas e se comunicar bem com colegas, normalmente comprovado por um exame de proficiência;
  2. Visto: além do visto de estudante, é importante que você cumpra todas as exigências, como comprovação de renda suficiente pra se manter no país;
  3. Exames de admissão: alguns cursos podem pedir exames de admissão ou que você tenha cursado matérias específicas na escola/faculdade – com a finalidade de conseguir acompanhar o curso;
  4. Cobertura de Saúde para Estudantes Estrangeiros: a Austrália possui um sistema especial de saúde para estudantes internacionais, e por isso, pra que você entre no país, será necessário adquirir essa cobertura pra você e qualquer familiar que esteja te acompanhando. Isso você pode conferir aqui.
Não falo inglês fluentemente, posso estudar na Austrália?

Sim! Se você busca fazer um curso subsequente no país, você pode optar por um preparatório de inglês como o Pathway – que prepara estudantes internacionais pra instituições de ensino superior.

Ensino superior na Austrália

Nesse período pós-pandemia a Austrália, bem como outros países ao redor do globo, vem abrindo suas fronteiras para profissionais estrangeiros qualificados e estudantes que desejam contribuir com o crescimento do país.

Inclusive, fica a dica: o Governo Australiano criou uma plataforma cheia de informações para que estudantes internacionais saibam mais sobre os benefícios de estudar no país do futuro. Você pode conferir o site aqui.

[YouTube] 10 motivos pra estudar na Austrália

Como é o sistema educacional da Austrália

Estudar na Austrália é algo de primeiro mundo

Agora que você está dentro da Austrália, vamos entender melhor sobre o sistema educacional de lá.

Mas antes de partirmos direto para o ensino superior, vamos estabelecer a base de que o sistema educacional da Austrália é dividido em primário, secundário e superior. Confira o caminho que um estudante nativo percorre até chegar até o ensino superior:

Formação escolar (primária e secundária)

NívelDuração
Escola primária sete ou oito anos, começando no Jardim da Infância/Preparatório até os Anos 6 ou 7.
Escola secundária três ou quatro anos, dos Anos 7 a 10 ou 8 a 10.
Escola secundária sênior dois anos, Anos 11 e 12.

Formação superior

A formação superior inclui o ensino superior com todas as suas universidade e também o VET (Ensino e Treinamento Vocacional).

VET: O que é e como funciona?

O Ensino e Treinamento Vocacional é basicamente um ensino técnico aqui no Brasil, nele o estudante aprende na prática todas as vertentes do seu curso, sendo muito escolhido pelos Australianos e também por estrangeiros que procuram socializar com os nativos.

O VET permite que o estudante trabalhe 40 horas quinzenais ou 20 horas semanais.

Instituições de ensino superior

Estudante usando computador

As instituições de ensino superior e também as de ensino técnico da Austrália têm um nível acima da média mundial por atenderem a um sistema criado dentro da própria Austrália em 1995, o AQF.

Australian Qualifications Framework ou AQF, é o sistema que determina padrões de qualidade educacional na Austrália. Neste sistema temos 10 níveis que vão interferir nas suas qualificações para o mercado. 

[Post] Como estudar na Austrália: Você sabe o que é AQF?

Esses diferentes níveis realmente interferem em como o mercado e as instituições observam o nível profissional dos seus alunos, sendo necessário que o estudante esteja em constante evolução dentro do sistema.

O ensino superior na Austrália ganha destaque pelo simples e incrível fato de que as instituições de ensino trabalham diretamente com a indústria, o que promove um mercado de trabalho mais aquecido para os alunos.

O próprio AQF é administrado diretamente pelo Departamento de Indústria do Governo Australiano, o que indica a forte atenção que os órgãos federais têm com o nível educacional do país.

Estudar na Austrália: próximos passos

Como mostramos acima, a Austrália é um país com diversos caminhos para crescimento profissional.

E por acreditar na Educação Superior Internacional como um caminho pra melhores e novos futuros, nós aqui na Dreams trabalhamos com todo o processo de intercâmbio: como vistos, escolha das escolas, assessorias, acomodações e mais!

Se você quiser saber mais sobre como você pode estudar na Austrália, continue no nosso blog ou clique no link abaixo para falar com nossos especialistas.

Postagens que podem te interessar:
Como morar na Austrália em 2022: estude e trabalhe no país
Estudar na Austrália: conheça as 3 melhores escolas de inglês pra você

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Estude e trabalhe no exterior Tudo sobre intercâmbio

Intercâmbio em Malta: 5 vantagens de estudar no país

Fala, galera! O intercâmbio em Malta é uma das coisas mais legais que você pode fazer na vida. Pensando nisso, nós preparamos um conteúdo rápido e completo sobre os benefícios que você terá enquanto estiver fazendo um intercâmbio em Malta.

Confira abaixo 5 vantagens de estudar no país:

1 – Trabalhe em Malta enquanto estuda

Intercâmbio em Malta

Em Malta, você não precisa se preocupar, basta curtir o seu intercâmbio por um tempinho, principalmente com algumas dicas que vamos dar neste post, e você terá a sua permissão de trabalho mais rápido do que imagina.

A permissão de trabalho é concedida em Malta após 3 meses de curso de inglês, onde você pode trabalhar por 20 horas semanais enquanto estuda inglês e curte um dos arquipélagos mais culturais do mundo.

[Post] Estudar inglês em Malta: tudo sobre seu intercâmbio no país

2 – Visite lugares históricos de forma rápida

Falando em arquipélago cultural, não podemos deixar de falar sobre o quanto Malta é um país que respeita a sua própria cultura e faz questão de mostrá-la para todos aqueles que se interessam pelas suas belezas. 

A própria capital de Malta, Valetta, é um verdadeiro museu a céu aberto, que mesmo tendo se adaptado muito bem aos tempos atuais, tem na sua arquitetura um visual digno de um ótimo filme retratado na idade média, com os seus palácios e casas bem característicos.

Intercâmbio em Malta: a cultura da cidade

Além disso, ainda na própria Valetta, você pode visitar, por exemplo Funtana tat-Tritoni, uma atração central na praça que está localizada na entrada da cidade, um local perfeito para fotos e criação de memórias. 

Mas se você não se importa tanto com fotos em fontes, você pode visitar, por exemplo, os templos megalíticos de Malta, seis templos que já datam desde 5.000 anos atrás de existência, sendo uma das atrações que ninguém costuma perder quando passa pelo arquipélago.

3 – Se divirta em lugares paradisíacos

Porém, nem só de cultura vive um país, certo? Todo mundo precisa se divertir e curtir um pouquinho nas horas vagas. E nisso, o intercâmbio em Malta não fica devendo em nada.

intercâmbio em Malta: praias

Em Malta você pode visitar Cassinos, parques, corridas com biga, campos de tiro ou arco e flecha, cinemas, teatros, e também as praias, que além de carregarem toda uma história, também são cenários paradisíacos para quem ama estar em contato com a natureza enquanto acumula fotos e lembranças incríveis.

Dentre as praias, algumas que você pode visitar são:

  • Ghajn Tuffieha
  • Fomm Ir-rih
  • Praia de St. George
  • Piscina de St. Peter

E claro, a Lagoa Azul na ilha de Comino, que sem dúvida, é um dos destinos mais bonitos não apenas da Europa, mas do mundo. O seu acesso é restrito ao uso de barcos, mas você pode aproveitar o serviço local, com barqueiros da região.

[Post] O que fazer em Malta: 5 lugares imperdíveis para visitar no seu intercâmbio

4 – Malta é coisa de cinema

Seja dentro da cultura ou dos lugares paradisíacos, Malta sempre chama atenção pela grande variedade de cenários que o arquipélago fornece para grandes produções cinematográficas, estejam elas nas grandes telas do cinema, TVs, ou do seu celular em qualquer momento.

Ticket de filme

Dentre as grandes produções que já estiveram dentro do território de Malta, estão:

  • A série de streaming Sense8;
  • Gladiador, filme épico dos anos 2000;
  • O clássico filme A Lagoa Azul;
  • O épico Tróia;
  • Os zumbis de Guerra Mundial Z também já estiveram em Malta;
  • Assim como os mistérios de O Código Da Vinci,
  • E claro, a renomada série Game of Thrones.

E essas são apenas algumas das produções que já estiveram no arquipélago.

Em Malta você pode se deparar com uma gravação ao vivo de séries e filmes, assim como visitar os sets de filmagem para criar lembranças inesquecíveis.

5 – Estude inglês em Malta com nativos

Pessoas conversando

Um dos maiores diferenciais de se fazer intercâmbio em outro país, é a prática do idioma com as pessoas que estão vivendo naquele país.

Fazendo com que você se insira cada vez mais rápido na cultura do país, resultando em um ciclo de aprendizado que nunca termina, já que você estará sempre praticando, para comer, se locomover, se divertir ou até mesmo dentro da escola de inglês.

E sabe qual o melhor de tudo? O intercâmbio em Malta é um dos mais baratos que você pode fazer atualmente, com uma praticidade bem maior do que em outras modalidades de intercâmbio.

Por isso, se você não quer perder muito tempo com burocracias e ganhar tempo com a experiência de estar em um país europeu, o intercâmbio em Malta é a resposta para você!

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Curiosidades Estude e trabalhe no exterior Tudo sobre intercâmbio

Intercâmbio de estudo e trabalho em 2022

Fala, galera! Existem vários tipos de intercâmbio para todos os gostos e bolsos, mas o intercâmbio de estudo e trabalho é um queridinho ao redor do mundo.

Isto porque ao ganhar experiência no mercado de trabalho estrangeiro, você consegue se manter melhor fora do Brasil e aumentar suas conexões com outras pessoas. Além disso, já estando no mercado de trabalho suas chances de conseguir um visto permanente do país aumenta.

Veja abaixo tudo sobre este tipo de intercâmbio e comece a se organizar pra sua viagem.

Você verá nesta postagem:

  1. Intercâmbio de estudo e trabalho: vantagens e desvantagens
  2. Trabalhar no exterior: quais países aceitam brasileiros?
  3. Como fazer um intercâmbio de estudo e trabalho em 2022

Intercâmbio de estudo e trabalho: vantagens

Em diversos países ao redor do mundo é possível que um estudante de idiomas, ensino superior e cursos profissionalizantes trabalhe por meio período, para que consiga se manter e aproveitar melhor a experiência no país.

Estudar em outro país é uma experiência de abrir horizontes, dá uma olhada em algumas das vantagens:

  1. Oportunidades profissionais e networking internacional
  2. Desenvolvimento de Soft Skills e autoconhecimento
  3. Certificado internacional (seja do curso de idiomas, de graduação ou profissionalizante)
  4. Oportunidade de praticar o idioma em tempo integral
  5. Experiências culturais inéditas e inesquecíveis

Você deve estar se perguntando, existe alguma desvantagem nesse tipo de intercâmbio? Bom, isso vai depender da sua disponibilidade!

Para que um estudante internacional trabalhe no exterior, normalmente é necessário que seu curso no país tenha um tempo mínimo de duração, que pode variar por destino.

Em Malta, na Europa, o estudante pode trabalhar no país contratando um pacote com mais de 90 dias de curso. Porém, na Austrália esse tempo mínimo já cresce: no mínimo 14 semanas de curso.

Entrando em contato com nossos especialistas em intercâmbio você pode entender melhor os requisitos de seu destino dos sonhos. É só clicar aqui e deixar seu contato que falaremos com você!

Trabalhar no exterior: quais países aceitam brasileiros?

São inúmeros os países que permitem a entrada de brasileiros no mercado de trabalho durante o intercâmbio. Estão entre os queridinhos: Austrália, Canadá, Estados Unidos, Nova Zelândia e Malta.

Nesta postagem separamos os melhores países para um intercâmbio de estudo e trabalho, vale a pena conferir!

Intercâmbio ou curso de inglês: como atingir a fluência mais rápido | Prós e Contras

Como fazer um intercâmbio de estudo e trabalho em 2022

O primeiro passo para fazer seu intercâmbio é pesquisar e começar a se organizar. Abaixo, temos algumas postagens que vão te ajudar a se preparar:

Estudar fora: checklist com 10 itens pra estar em dia antes de estudar no exterior

Como funciona o Intercâmbio: tudo que você precisa saber pra se planejar

Como se planejar para seu intercâmbio: 5 passos pra tirar seu sonho do papel [Planilha de planejamento financeiro]

Agora, se você procura um intercâmbio de curta duração para curtir as férias ou algo do tipo, preparamos esta postagem com dicas exclusivas pra aproveitar.

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Estude e trabalhe no exterior

Intercâmbio em Cork, na Irlanda: estude, trabalhe e mude de vida

Fazer um intercâmbio em Cork é uma das coisas mais importantes que você pode fazer na vida, principalmente se você busca um diploma internacional ao mesmo tempo que aproveita uma cidade incrível, com um nível educacional acima da média. 

Se você ainda tem alguma dúvida sobre esses benefícios, não se preocupe, nós temos a explicação completa sobre o porquê da cidade Cork ser uma das melhores do mundo para estudar internacionalmente, confira abaixo:

Por que fazer um intercâmbio em Cork?

Quando falamos sobre a Irlanda, você provavelmente já deve ter ouvido falar sobre a cidade de Dublin, com os seus pubs e bares característicos, que fazem parte do grande visual da Irlanda. 

Mas, você sabia que Cork é uma das melhores cidades no mundo para se estudar internacionalmente? Pois é. A cidade de Cork tem a ótima fama de ser uma cidade universitária, onde além de ter um ótimo nível educacional, consegue oferecer uma grande variedade de instituições de ensino, tendo em seu leque universidades com diferentes tipos de curso.

intercâmbio em Cork

Além disso, Cork também se concentra ao sul do coração industrial da Irlanda, que além de ser muito famosa pela indústria farmacêutica, gera diversos empregos neste setor, principalmente por empresas já conhecidas por nós mundialmente, como a própria Pfizer, responsável pela produção em massa de um item muito importante no ano de 2020, que você já deve conhecer bem, né?

Quais são as vantagens de fazer intercâmbio em Cork?

Acima nós falamos um pouco sobre características importantes de Cork como uma cidade universitária e como ela pode ser útil para você, mas, mesmo assim, você ainda deve estar querendo benefícios reais para saber por que você deve fazer um intercâmbio em Cork, então, confira abaixo 3 benefícios incríveis.

1 – Você estará cercado por educação de alto nível

Quando falamos sobre educação internacional, a Irlanda sempre está como um país de referência, principalmente pela variedade de instituições que o aluno pode aproveitar ao longo da sua trajetória em solo irlandes. Você pode estudar idiomas em uma escola especializada, realizar um curso técnico ou até mesmo uma graduação de nível superior.

Mas o diferencial de Cork neste setor, é que você estará cercado por muitas dessas instituições, como a University College Cork, que oferece cursos como: Medicina, direito, comércio, engenharia e muitos outros. Além da UCC, existem a Griffith College Cork, Crawford College of Art and Design e muitas outras, basta procurar aquela que melhor se encaixa aos seus objetivos! 

2 – A qualidade de vida é sensacional

Aqui na Dreams, nós gostamos de enaltecer países que cuidam bem não apenas dos seus cidadãos nativos, mas também dos estrangeiros que buscam uma vida melhor estudando por lá, e a Irlanda sabe como cuidar bem de todas as pessoas. 

Em Cork, isso não é diferente, pois utilizando plataformas especializadas como o Numbeo, podemos entender o quanto a qualidade de vida no condado de Cork é muito alta. Confira abaixo como chegamos a esta conclusão:

índice do poder de compra 72.49 – Moderado

índice de segurança 64.63 – Alto

índice de saúde 58.04 – Moderado

índice climático 89.78 – Muito alto

Índice do custo de vida 80.63 – Moderado

Preço da propriedade em relação a renda 5.60 – Baixo

Índice de tempo de deslocamento diário 34.20 – Baixo

Índice de poluição 26.37 – Baixo

Índice da qualidade de vida: 166.11 – Muito alto

Todos estes dados compõem a qualidade de vida de um país, que pode ser considerada baixa, moderada, alta ou muito alta. No caso de Cork, especificamente, podemos ver que ela é muito alto por reunir fatores importantes como baixo 

3 – Você pode trabalhar enquanto estuda

Alguns destinos costumam não ser tão rentáveis por conta de algumas restrições governamentais, por isso, acaba sendo uma tarefa um pouco difícil, gerar renda enquanto estuda em um determinado país. 

Mas, como já falamos em outros posts sobre a Irlanda e as suas cidades aqui no blog da Dreams, a Irlanda é um país que ama os seus estudantes estrangeiros, e por isso as coisas acabam sendo muito mais acessíveis.

Com a permissão de trabalho em mãos, o aluno estrangeiro pode estudar, por exemplo, numa escola de idioma enquanto trabalha 20 horas semanais no horário contrário ao seu curso, podendo chegar até 40 horas no período de férias. Quer fazer uma renda extra enquanto deixa o seu currículo no topo? A Irlanda é o lugar certo! 

O que fazer durante o intercâmbio em Cork?

Intercâmbio não é só estudar e conseguir um diploma, existem coisas muito interessantes que você pode fazer enquanto estuda em outro país, incluindo se divertir, porque nem tudo precisa ser tão sério e cinza. O seu intercâmbio precisa ser uma experiência única, que você possa guardar memórias incríveis, por isso, descubra agora o que você pode fazer na cidade de Cork.

Parque Fitzgerald e o Museu Público de Cork

Fitzgerald Park
Foto: TripAdvisor

De primeira, vamos te dar não apenas um parque, mas também um museu que fica dentro do próprio parque, já dá pra imaginar o tanto de coisas que podem ser feitas em um dia, né? 

O Parque Fitzgerald está pelos arredores de Cork desde 1902, quando o prefeito Edward Fitzgerald organizou a Exposição Internacional de Cork. Desde então, o parque é um point quase que obrigatório para quem deseja fazer um bom passeio pela cidade. No parque, você encontra uma fonte do mesmo período da criação do parque, assim como cafés, pistas de skate e esculturas.

“E o museu?”. O museu fica dentro do parque e tem a entrada gratuíta, com vitrines que contém itens importantes para a história da cidade, como uma camisa do ex-meio campista irlandês Roy Keane, nascido e criado na cidade. Além disso, existe a exposição de arqueologia, que ilustra a história da cidade por outra perspectiva.

O mercado inglês

Mercado inglês de Cork
Foto: English Market

Você deve estar se perguntando: “Um mercado? O que isso tem demais?”. Tudo bem pensar assim, mas lembre-se que nós sempre acabamos visitando algum mercado durante a semana, em nossas vidas cotidianas, assim como é essencial fazermos compras nos mercados de outros países, por conta dos alimentos saudáveis e mais econômicos.

Porém, vamos deixar isso pra lá, porque não é o foco no momento. O mercado inglês de Cork existe desde 1788, localizado na Princes Street e conta com diversos locais de consumo de alimentos, além de ter um ambiente perfeito para fotos que podem servir como memórias incríveis. E tem mais: a própria Rainha Elizabeth Segunda II já esteve no local, sendo importante ressaltar que a família real britânica raramente viaja. 

Cork City Gaol Heritage Centre

City Gaol
Foto: J Wynia

Algumas pessoas gostam de sentir a atmosfera de lugares diferentes, que possam fugir dos passeios convencionais e considerados mais comuns não só por nativos daquele local, mas também por todos os turistas que relatam suas experiências.

A prisão de City Gaol foi aberta em 1824, sendo fechada em 1923, abrigando homens e também mulheres após certo tempo. Após o encerramento das suas atividades, o complexo voltou a ser aberto para visitação do grande público, em 1993. Vale a pena conferir pela atmosfera do lugar. Também é possível visitá-lo a noite, basta consultar o guia responsável.

Chegando até aqui, eu aposto que você se interessou por fazer o seu intercâmbio em Cork, melhor ainda se quiser viver uma experiência incrível no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica no botão abaixo e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa!

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Canadá Graduação e Pós no Exterior

Desenvolvedores no Canadá: Estude nas melhores universidades

Estudar T..I no Canadá significa mudar de vida a longo prazo, principalmente se você estiver buscando uma qualidade de vida melhor, enquanto pode trabalhar no emprego dos seus sonhos. O problema, é que algumas pessoas costumam não saber sobre o quanto este curso é bem visto pelo Canadá e como podem imigrar por meio dele. Quer saber sobre isso? Você veio ao lugar certo! Confira abaixo por que fazer T.I no Canadá é tão incrível:


O mercado de trabalho de tecnologia no Canadá


Mesmo sabendo muito sobre o quanto a área de T.I no Canadá tem crescido ao longo dos anos, você pode não saber sobre como ela se aplica ao mercado de trabalho, pois existem diversas maneiras de se trabalhar com tecnologia da informação, principalmente em países mais avançados e que valorizam essa área.

No primeiro semestre de 2020, segundo dados levantados pelo site da CompTIA (Computing Technology Industry Association) na pesquisa Cyberprovinces™ , onde é realizada uma análise aprofundada dentre todas as províncias canadenses, nem as adversidades criadas mundialmente foram capazes de parar o desenvolvimento tecnológico do Canadá, pois em 2019, o país criou 60 mil empregos diretos para a área de tecnologia, gerando um crescimento de 3,2% no número de cargos.

T.I no Canadá

Atualmente, são pouco mais de 1,72 milhões de trabalhadores na área de tecnologia canadense, que até o final de 2019, correspondia a 4,7% da economia canadense.

As províncias do Canadá cresceram em conjunto no setor tecnológico, fazendo com que quase todo o país tivesse um aumento de cargos ocupados por trabalhadores da área de tecnologia. Dentre as províncias que mais evoluíram neste setor, estão:

  • Ontário
  • Quebec
  • British Columbia

Com isso, os planos de carreira se tornam cada vez mais comuns entre os profissionais dessa área, que atualmente chegam a ganhar como salário 52% a mais do que outras profissionais consideradas como médias em relação ao salário. O valor chega a atingir C$ 76.471 anuais, enquanto outras profissões ficam na média de C$ 54.483.

Estes dados utilizados contabilizam todos os tipos de funções exercidas por profissionais de T.I no Canadá, envolvendo programação, administração de redes, infraestrutura e muitas outras funções regularizadas pelo governo do Canadá neste segmento.


Oportunidade de imigração para trabalhar com T.I no Canadá


Nós demos acima, três exemplos de províncias que cresceram tecnologicamente até o primeiro semestre de 2020, porém, entender como as províncias funcionam é fundamental para que você consiga morar no Canadá algum dia, pois existem diferentes maneiras de funcionamento para cada governo de província. Assim, programas governamentais costumam ser mais generosos em algumas províncias do que em outras.

Na província de British Columbia, por exemplo, o mercado tecnológico tem decolado ao longo dos anos, mas não tanto quanto o governo espera, pelo simples fato de que o país não tem mão de obra qualificada o suficiente para ocupar as demandas do mercado de tecnologia da província. Sendo assim, é cada vez mais comum que o governo de British Columbia traga cada vez mais estrangeiros para ocuparem essas vagas.

E é neste momento que a oportunidade de imigração se faz muito real, pois é através do programa BC PNP Tech Pilot que o seu sonho pode ganhar vida.

Trabalho com T.I no Canadá

O Programa de Nomeação de British Columbia ou BC PNP, tem o objetivo de trazer mão de obra qualificada para a província, ao mesmo tempo que treina estas pessoas para que se tornem profissionais ainda melhores para as empresas, aumentando as oportunidades para estrangeiros que podem ser ótimos profissionais, não apenas de BC, mas também do Canadá como um todo.

Em 2021, este programa, que antes era algo totalmente experimental e temporário, ganhou uma nova atualização, onde se tornará permanente. Assim, não existe o perigo de você estar sonhando alto com o seu futuro emprego no Canadá e ter que interrompê-lo por causa da temporariedade do programa.

Basta estudar, se qualificar e conseguir um contrato de emprego com uma empresa de T.I no Canadá, especificamente, na província de British Columbia.

Eu posso realmente imigrar para o Canadá estudando T.I?

Sim, você pode, basta que você seja considerado um profissional qualificado e treinado para uma função específica. Por isso, é importante ter um diploma aqui do Brasil, atestando a sua proficiência para a vaga que você se candidatar, fazendo também outros cursos específicos para enriquecer o currículo, aumentando as suas chances de contratação por uma empresa canadense.

Outra opção para facilitar a sua imigração para o maior país das américas, é estudar tecnologia no próprio Canadá. Estudantes estrangeiros que têm uma formação canadense, ganham muito mais pontos no Express Entry, um sistema criado para facilitar a imigração permanente de estrangeiros. Assim, basta fazer um curso de tecnologia no Canadá para que as suas intenções fiquem cada vez mais claras para o governo canadense.

cidade de Vancouver

Aproveitando o assunto acima, é importante deixarmos bem claro, que uma das coisas mais importantes para estudar e trabalhar no Canadá, é expor as suas intenções como imigrante, pois o Canadá realmente valoriza quem pretende evoluir não apenas como pessoa, mas também como profissional dentro do país.

Por isso, demonstre com clareza as suas intenções de estudar tecnologia no Canadá, para que o seu visto seja aprovado de forma rápida, mas que também, futuramente, você não tenha nenhuma dor de cabeça com o sistema imigração, não importando qual seja a província que você estiver vivendo.

Chegando até aqui, eu aposto que você se interessou por estudar alguma área da tecnologia no Canadá, melhor ainda se quiser viver uma experiência incrível no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica no botão abaixo e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa!

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Estude e trabalhe no exterior Itália

As melhores dicas para estudar na Itália

Estudar na Itália não é nenhum mistério, mas mesmo assim, muitas pessoas costumam ter dúvidas sobre como é o processo para estudar no país, assim como também se questionam sobre como é o seu sistema de ensino e também a sua qualidade.

Por isso, decidimos elaborar um post sobre como é o sistema de ensino na Itália, como você pode estudar no país e um benefício que você pode ter se estudar no país. Confira abaixo:

O sistema de ensino da Itália

Aqui no Brasil, nós costumamos pensar que o sistema de ensino só começa a ficar um pouco mais intensificado apenas no Ensino Médio, onde nos preparamos para um exame nacional que pode decidir os nossos caminhos e carreiras. Indo depois para o ensino superior, onde as coisas realmente se intensificam.

Mas na Itália, as coisas são bem diferentes, pois a educação é tratada como coisa séria desde os níveis mais baixos, onde as crianças recebem uma educação de qualidade, independente da classificação da escola em que ela estiver estudando, seja ela pública ou privada. Além disso, as crianças são obrigadas a estar matriculadas em uma instituição de ensino.

Para que tudo fique claro, vamos começar do ensino mais básico até o superior, para que você entenda como a educação da Itália funciona desde a sua base. Agora vamos direto ao sistema de ensino e como ele funciona nas suas divisões:

O ensino infantil

O ensino infantil ou Istruzione Prescolastica é o começo da trajetória do aluno italiano, sendo responsável pela criação das funções cognitivas da criança. Este nível de educação é dividido entre duas etapas específicas, que nós aqui no Brasil, também já conhecemos:

Creche – Crianças dos 3 meses aos 3 anos

Jardim de infância ou Scuola dell’infanzia – Para crianças entre 2 e 5 anos

Ensino fundamental

Lembra que nós falamos acima que a educação na Itália é levada a sério? Pois é, é nesta etapa que o ensino começa a ficar obrigatório, o que é algo que se explica pelas próprias competências que o aluno adquire ao longo do tempo que estiver nessa fase de educação.

O ensino também se divide nessa etapa, sendo eles:

Scuola primaria ou Scuola Elementare

São 5 séries no ensino primário, onde as salas são preenchidas com até 25 alunos e nada mais que isso. Para que os alunos passem para o próximo nível de ensino, acontece uma prova escrita e também oral.

Scuola secondaria di primo grado ou Scuola Media

O ensino secundário fundamental tem 3 séries e os alunos geralmente estão entre 11 e 14 anos. Ao término do ensino secundário, os alunos realizam um teste para que possam ingressar no ensino médio.

Ensino médio

O ensino médio ou Scuola secondaria di secondo grado, funciona de uma forma um pouco diferente do que temos aqui no Brasil, pois ao contrário do nosso sistema com 3 anos, a Itália utiliza 5, tendo ao final dessa etapa o Esame d`Estato, que é basicamente o ENEM aqui do Brasil.

Estudar na Itália: biblioteca

Ensino Superior

Agora chegamos ao ensino superior ou Istruzione superiore (Universitá), onde a obrigatoriedade termina, mas as responsabilidades crescem. No sistema universitário da Itália existem ciclos que determinam as graduações e o nível de ensino.

O primeiro ciclo é responsável pelas graduações normais, como bacharelado e licenciatura. Que duram 3 anos.

O segundo ciclo tem a duração de 2 anos e é composto pelas pós-graduações e mestrado.

O terceiro ciclo corresponde às graduações mais altas, como o doutorado e também diplomas relacionados a pesquisas mais avançadas e específicas.

Estudar na Itália: tabela do ensino superior
Foto: https://www.lescuolestatali.it/

Como estudar na Itália

Atualmente, a Itália figura na 23ª posição do PISA, um ranking mundial de educação, onde todos os países são submetidos a testes de leitura, ciências e matemática. Neste ranking, a Itália está à frente de países como Hungria, Brasil, Islândia, Malta e o Chipre, que atualmente, é uma das maiores economias da Europa.

Para estudar na Itália é necessário que você, primeiramente, consiga um visto de estudante, que para muitas pessoas, é a porta de entrada não apenas para o mercado de trabalho, mas também para uma vida com maior qualidade em um país de primeiro mundo. Com o seu visto em mãos, você já terá a permissão necessária para se matricular em uma instituição de ensino.

Ruas de Veneza

Mas lembre-se: o visto de estudo na Itália é diferente do visto da Austrália ou Nova Zelândia, por exemplo, que já vêm com a permissão de estudo e trabalho. Mas não se preocupe, pois abaixo, vamos explicar melhor sobre isso.

Na Itália, o mais comum para alunos estrangeiros, é que desembarquem no país para que comecem os seus estudos em uma escola de idioma, pois o que seria melhor para aprender italiano do que viver na própria cultura italiana?

Com a prática direta com os cidadãos e a vivência dos seus costumes, o aluno aprende a língua italiana na mesma medida que consegue ter uma ótima experiência de intercâmbio, refletindo também na qualidade de vida que ele terá no país. Pois a partir do momento que você aprende italiano, também consegue desfrutar o melhor da Itália.

Trabalhe enquanto estuda na Itália

E tem mais: você sabia que é possível trabalhar enquanto estuda na Itália? Pois é. Estando matriculado em um curso de idioma de longa duração (6 meses), o intercambista pode solicitar o Permesso de Soggiorno, um documento que permite a residência temporária no país, que consequentemente também permite o trabalho nas terras italianas. 

Entendeu a diferença do visto da Itália para o da Austrália, por exemplo? Com o visto de estudante italiano você consegue estudar no país, mas basta o Permesso de Soggiorno para que consiga a permissão de trabalho.

Scooter italiana

Os países da Europa valorizam a educação e acreditam que ela é o grande trunfo para que uma nação cresça forte e muito próspera. Por isso, países como Irlanda, Alemanha, Inglaterra e a própria Itália, costumam receber estudantes estrangeiros de braços abertos, pois além de se tornarem ótimos profissionais, se tornam cidadãos que podem investir na economia do país.

Chegando até aqui, eu aposto que você se interessou por fazer o seu intercâmbio na Itália, melhor ainda se quiser viver uma experiência incrível no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica no botão abaixo e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa!

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Estude e trabalhe no exterior Tudo sobre intercâmbio

Intercâmbio profissionalizante: estude e trabalhe em outros países | O que é intercâmbio

“O que é intercâmbio?”, a pergunta que muitos costumam fazer sempre que se encontram de frente com a palavra “intercâmbio”. O que é normal, pois nem todo mundo sabe o que é, mas com certeza todo mundo gostaria de fazer um. Por isso, fizemos um post completo sobre o que é intercâmbio, os tipos e o que você pode fazer através dele. Confira abaixo o que é intercâmbio: 

O que é intercâmbio?

Sabe quando você está assistindo aquele filme que retrata alunos em algum colégio ou universidade, e dentre estes alunos existe aquele que se destaca por ser estrangeiro? Ele é um intercambista.

E traduzindo este exemplo para você da melhor forma, basicamente, fazer um intercâmbio significa ter uma experiência estudantil com algumas possibilidades de se conseguir um emprego no país escolhido.

Quais são os tipos de intercâmbio?

Escolher o seu tipo de intercâmbio é uma das escolhas mais importantes que você pode fazer antes de viajar pra seja lá qual for o seu destino, pois além de determinar como será a sua rotina no país, o seu tipo de intercâmbio também dirá para você mesmo qual tipo de currículo você quer construir para conquistar o mercado de trabalho estrangeiro.

Abaixo confira os tipos de intercâmbio e como eles podem variar de acordo com alguns países. Para ficar mais simples, vamos utilizar Canadá e Austrália como exemplo, confira abaixo:

Escola de idioma

Aprender um novo idioma é uma atividade extra que todo mundo costuma praticar quando se quer melhorar as suas habilidades, assim como o currículo, que precisa estar evoluindo cada vez mais.

Sendo assim, o intercâmbio de idiomas é uma das escolhas mais simples e também mais procuradas por alunos que desejam não apenas aprender uma nova língua, mas também viver uma experiência diferente do que o seu país de origem pode oferecer.

Além do mais, o que seria melhor para estudar um idioma do que estar vivendo diretamente em um país que utiliza aquela língua diariamente?

College (Canadá)

O College é o equivalente ao ensino técnico aqui no Brasil, sendo uma ótima porta de entrada para o mercado de trabalho canadense, que tem aceitado cada vez mais estrangeiros como mão de obra qualificada.

No Canadá, os colleges são popularmente divididos entre público e privado, sendo o público mais indicado para quem deseja imigrar para o país, já que além de receber incentivo do governo, também oferece o programa PGWP (Post-Graduate Work Permit).

VET (Austrália)

Já ouviu falar em cursos profissionalizantes? Pois bem, o VET ou Vocational Educational Training é o que se pode chamar de curso profissionalizante da Austrália. Cursando o VET, o aluno aprende as atividades de uma profissão em específico, colocando “a mão na massa”, assim como faria num curso técnico, mas com foco em aprender uma vocação e não uma área de estudo.

TAFE (Austrália)

O TAFE ou Technical and Further Education, é como um college do Canadá ou o ensino técnico aqui no Brasil, sendo responsável por ensinar áreas mais abrangentes e com uma política de ensino mais prática, com foco no preparo de mão de obra qualificada para o mercado de trabalho australiano, que tem crescido cada vez mais em setores específicos, como a própria construção cívil.

Universidades

As universidades podem variar o seu modo de ensino e até mesmo as suas grades curriculares, mas no final, todas são responsáveis pelas graduações mais altas que o mercado de trabalho de qualquer país exige. 

Sendo assim, se busca um diploma de bacharelado, mestrado ou até mesmo doutorado, o intercâmbio em uma universidade de outro país pode ser o impulso que o seu currículo precisa.

O que é intercâmbio em universidade

É possível trabalhar durante o meu intercâmbio?

Sim, você pode trabalhar durante o seu tempo de intercâmbio, mas isso pode variar de um país para o outro, assim como o mercado de trabalho, que pode ser mais acessível ou não. As situações econômicas e as políticas de imigração influem completamente na sua experiência de intercâmbio. Você pode conferir mais critérios aqui

Países como a Inglaterra, por exemplo, não permitem que o estudante trabalhe no país enquanto estiver estudando idioma. Ao mesmo tempo, também existem outros ótimos países que permitem estudo e trabalho no mesmo caso. Quer alguns exemplos? Confira abaixo:

Canadá

O Canadá é um dos países mais procurados por alunos de todos os continentes ao longo do globo, pois além de ser uma referência para a educação mundial, o Canadá é um dos países que mais recrutam estrangeiros como mão de obra qualificada. Porém, existem algumas condições nesse recrutamento.

Para trabalhar no Canadá, é necessário que você esteja primeiramente matriculado em uma instituição de ensino regularizada no país. No entanto, não pode ser qualquer uma, pois escolas de idioma não estão mais elegíveis para a permissão de trabalho no país.

O que é intercâmbio no Canadá

Enquanto estiver estudando em um college ou universidade, você terá a permissão de trabalhar enquanto estuda, podendo chegar até 20 horas de trabalho semanais. Após o término dos seus estudos, você poderá aplicar para o PGWP, o programa canadense que concede a permissão de trabalho após a conclusão do seu curso.

Austrália

A Austrália é uma dos melhores países do mundo para quem busca um intercâmbio com altos índices educacionais e também na qualidade de vida.

O processo para se conseguir uma permissão de trabalho na Austrália não é muito diferente do Canadá, pois para que você consiga a permissão de trabalho no país, você precisará de uma comprovação de que está matriculado em um curso legalizado, mas com o detalhe de que ele tenha no mínimo 14 semanas.

País da Austrália

E sabe qual é o grande diferencial da Austrália para o Canadá? Ao contrário do gigante das Américas, o maior país da Oceania permite que você trabalhe enquanto estuda o idioma no país.

Com esta comprovação, o aluno receberá a permissão de trabalho no país, podendo também trabalhar 20 horas semanais, tendo a possibilidade de trabalhar 40 horas no período de férias.

Irlanda

A Irlanda é conhecida pelo seu clima de frio agradável, assim como os pubs animados, castelos e gnomos no final dos arco-íris. Mas o país vai muito além disso, pois além de ser um dos melhores países da Europa para se estudar em qualquer modalidade de intercâmbio, a Irlanda também permite que o estudante trabalhe enquanto estuda. 

Bandeira da Irlanda

Para trabalhar enquanto estuda na Irlanda, basta que você se matricule em um curso de pelo menos 25 semanas. Na Irlanda você também terá acesso as 20 horas semanais de trabalho, que podem ser dobradas em período de férias.

Conclusão sobre o que é intercâmbio

Um intercâmbio é muito mais do que uma simples viagem. Por meio de um intercâmbio, você consegue não apenas conhecer uma nova cultura, mas também potencializar o seu currículo. Além disso, vimos que o caminho para o mercado de trabalho de qualquer país começa pela educação, com o aluno se tornando o profissional ideal para as necessidades daquela nação.

Chegando até aqui, eu aposto que você se interessou por fazer o seu intercâmbio em algum desses países, melhor ainda se quiser viver uma experiência incrível no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica no botão abaixo e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa!

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Austrália Estude e trabalhe no exterior Tudo sobre intercâmbio

Intercâmbio na Austrália: como e por que você deveria estudar no país?

Fala, galera! Um intercâmbio é uma experiência única, e nada mais especial do que estudar na Austrália! Descubra aqui quais os tipos de intercâmbio mais vantajosos para o país e as maiores vantagens de estudar na Oceania.

Como é o intercâmbio na Austrália?

Talvez pareça mais do mesmo assunto, quando falamos sobre ter uma experiência de estudar em outro país, principalmente quando o país escolhido é a Austrália, um país que além de ser referência na qualidade de vida para todo o mundo, também consegue ser um dos melhores países para quem deseja estudar e melhorar o currículo.

Veja o relato de uma estudante sobre morar no país:
Como é morar na Austrália: relatos da vida de intercâmbista

Os tipos de intercâmbio na Austrália

Escolher o tipo de intercâmbio é uma das escolhas mais importantes que você precisa fazer antes de arrumar as suas malas, pois partindo da sua resposta, o seu intercâmbio pode ter algumas alterações em relação aos seus objetivos.

Escola de idioma

Aprender um novo idioma sempre é uma ótima escolha, principalmente quando se tem a oportunidade de colocá-lo no currículo com um nível mais avançado, facilitando o seu caminho no mercado de trabalho. A Austrália tem escolas de idioma de alto nível, que além de abrirem a permissão de trabalho no país, também contribuirão para o seu futuro.

TAFE

O TAFE ou Technical and Further Education é o que se pode comparar ao ensino técnico aqui no Brasil, sendo mais abrangente na parte técnica e também simplificado. O TAFE permite que o estudante se especialize em uma área específica através de um ensino mais focado na prática, o que chama a atenção dos estudantes internacionais que procuram melhorar o seu currículo na Austrália.

VET

Tendo uma visão um pouco mais direta, o VET (Vocational Education and Training) tem como objetivo ensinar uma profissão específica ao aluno, e não todo um campo de conhecimento. Assim, o VET tem como foco o ensino das atividades que o aluno terá como profissional dentro de alguma área específica, se diferenciando do TAFE, que busca um ensino mais amplo de uma determinada área.

Universidades

As universidades são as grandes responsáveis pelo ciclo final do estudante no ensino superior da Austrália, pois além de serem responsáveis pelos diplomas de graduação como bacharelado, mestrado e doutorado, as universidades da Austrália são totalmente interligadas com as grandes empresas do país, que apoiam o desenvolvimento da educação como forma de conseguirem melhores profissionais para o mercado australiano.

Sendo assim, é bem comum que os alunos graduados nas universidades consigam ótimas oportunidades nos diferentes segmentos de trabalho que a Austrália pode proporcionar.

Você pode gostar dessas postagens:
Estudar na Austrália: conheça as 3 melhores escolas de inglês pra você
Como estudar na Austrália: tire seu visto e entenda o sistema educacional

Cidade de Sydney na Austrália

Quais são os benefícios de um intercâmbio na Austrália?

A gente já sabe que a Austrália é um país incrível, mas, quais seriam as maiores vantagens de se fazer um intercâmbio por lá? Como eu posso tirar o maior proveito disso? São perguntas que têm respostas simples e nós vamos respondê-las para você logo abaixo, confira:

Quais são os benefícios do intercâmbio na Austrália?

Você já deve ter pensado várias vezes sobre como será o seu intercâmbio na Austrália, mas, você já parou pra pensar em como ele pode trazer benefícios para você como um futuro profissional? São vários itens que farão do seu intercâmbio uma ótima escolha, tanto a curto, quanto a longo prazo. Confira alguns desses benefícios abaixo:

1 – O sistema educacional é incrível

Um intercâmbio é muito mais do que uma simples viagem, pois o objetivo central sempre será o desenvolvimento profissional do estudante, que além de viver uma ótima experiência, poderá desfrutar da qualidade educacional que os países de primeiro mundo têm a oferecer.

No caso da Austrália, existe um sistema diferente daqui do Brasil, o AQF, ou Australian Qualifications Framework, que utilizando uma classificação de níveis, consegue identificar em qual etapa de ensino o aluno se encontra.

Este sistema é totalmente interligado com as empresas australianas que cooperam junto com as instituições de ensino. Caso queira saber mais sobre o AQF, temos um post que explica melhor este sistema, basta clicar aqui.

2 – Trabalhe enquanto estuda

E por falar nas empresas australianas, não poderíamos deixar de falar do mercado de trabalho australiano, que além de ter o maior salário mínimo do mundo, oferece a permissão de trabalho para o estrangeiro que optar por fazer uma trilha educacional no país, se tornando um profissional qualificado para áreas importantes no país.

Com um visto de estudante e estando matriculado em um curso de no mínimo 14 semanas e 20 horas semanais, é possível que você trabalhe por 20 horas semanais, fazendo com que você aumente a sua renda enquanto estiver estudando no país e também enriqueça o seu currículo não apenas para o mercado australiano, mas também para o mundo.

3 – Fácil acesso ao mercado de trabalho

Este benefício é uma continuação e também um lembrete mais objetivo do primeiro, pois alguns países podem até mesmo oferecer a permissão de trabalho, mas não têm um mercado de trabalho acessível, seja por conta da situação econômica ou pela sua política, o que dificulta a vida do intercambista.

Na Austrália, isso é bem diferente, pois existem diversas maneiras de se conseguir ingressar no mercado de trabalho.

São milhares de cafés, lanchonetes e outros tipos de estabelecimentos que aceitam estudantes estrangeiros de braços abertos, o que facilita a integração do aluno com o país e os seus cidadãos.

4 – Viva em um país de primeiro mundo

Esse benefício é um dos mais importantes e que muitas pessoas costumam não valorizar tanto, pelo menos não por todo o tempo do intercâmbio.

É bem comum sentir um choque de realidades quando saímos de um país subdesenvolvido, para um que está em pleno desenvolvimento social e econômico.

Nós já dissemos acima que a Austrália tem o maior salário mínimo do mundo, e além disso, também tem ótimas cidades para quem deseja não apenas estudar, mas também para aqueles que buscam construir uma vida no país.

O maior país da Oceania tem uma ótima qualidade de vida, com cidades que já entraram no ranking de melhores do mundo para se viver, como Melbourne, Brisbane e Sydney.

Casa da Ópera de Sydney na Austrália

Acho que você já conseguiu entender que fazer um intercâmbio na Austrália vai muito além dos benefícios, pois é uma experiência que colocará a sua vida em um outro nível de educação e qualidade de vida. Não perca tempo e faça do seu currículo o melhor da sua área!

Você também pode gostar de conferir:
Morar na Austrália: 5 curiosidades que você precisa conhecer (Parte 1)
Custo de vida na Austrália em 2022: economize durante seu intercâmbio
Como trabalhar na Austrália em 2022: profissões em alta no país

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Curiosidades Estude e trabalhe no exterior Tudo sobre intercâmbio

Intercâmbio na Irlanda: 5 benefícios que todo mundo deveria saber

O Intercâmbio na Irlanda é uma das maiores realizações que uma pessoa pode alcançar na vida, pois estudando em um dos melhores países do mundo, você só tem a crescer como pessoa e também como profissional. Porém, se você ainda tem alguma dúvida sobre como um intercâmbio na Irlanda pode ser uma boa escolha para você, não se preocupe, nós preparamos um post rápido e didático com o que você precisa saber sobre o intercâmbio na Irlanda, confira abaixo:

1 – Estude e trabalhe durante o seu intercâmbio

A gente ama falar da Irlanda por aqui, pois a sua estética, o seu clima, a qualidade de vida e o nível educacional, fazem da ilha esmeralda um dos melhores países da Europa para quem deseja não apenas estudar e potencializar o currículo, mas também para quem busca uma experiência diferenciada para guardar na memória. 

Intercâmbio na Irlanda é estudar e trabalhar
Café na Ilha de Valentia

Porém, algumas pessoas costumam não lembrar que o país adora receber novos alunos, pois além de se tornarem ótimos profissionais, estes alunos podem se tornar futuros investidores na economia do país. Por isso, a Irlanda permite que o estudante possa trabalhar em um horário contrário ao turno das suas aulas.

Fala sério, tem como não amar um intercâmbio em que você possa estudar, melhorar o seu currículo, desenvolver um segundo idioma e fazer uma renda extra? A Irlanda sabe como fazer um intercambista feliz. Para estudar e trabalhar durante o seu intercâmbio na Irlanda, basta que você se matricule em um curso de no mínimo 25 semanas. Assim, você poderá trabalhar legalmente por 20 horas semanais, podendo chegar até 40 horas no período de férias.

2 – O intercâmbio na Irlanda é uma experiência fora do normal

Você já deve ter pensado várias vezes no que vai levar na sua mala para aproveitar o seu intercâmbio na Irlanda e feito uma certa pesquisa sobre a ilha esmeralda, e isso é ótimo! Mas você sabia que a Irlanda é um dos países mais procurados não apenas por nós, brasileiros, mas por pessoas de todo o mundo?

Isso se deve a grande melhoria de qualidade de vida que a Irlanda pode proporcionar aos seus novos cidadãos. O país oferece ótimas opções de moradia, alimentação e entretenimento, fatores básicos que influenciam diretamente na vida comum de qualquer pessoa. 

Duckett's Grove na Irlanda
Duckett’s Grove em Carlow

E não se limite a pensar que a Irlanda é apenas um ótimo país para se morar, pois existem diversos locais que você pode visitar enquanto estiver fazendo o seu intercâmbio. São centenas de pubs, castelos e parques que você pode visitar enquanto estiver curtindo a noite ou até mesmo o dia da Irlanda.

E claro, não poderíamos esquecer um fator super importante na vida de um estudante: o transporte público. Você sabia que os ônibus da Irlanda têm um sistema que permite aos cidadãos saberem quando ele chegará no ponto indicado? Então não se preocupe se perdeu aquele ônibus das 10:00hrs, outro estará vindo rapidamente e você saberá exatamente o seu horário.

E se quer saber como a sua experiência pode melhorar com o transporte enquanto lhe proporciona uma economia extra, experimente usar uma bicicleta, pois a Irlanda tem um sistema que apoia o uso da amiga de duas rodas, com ciclovias muito bem planejadas. Existem até mesmo sistemas de aluguel de bicicletas em caso de você não ter uma. Então seja de ônibus ou de bicicleta, não perca o horário das suas aulas e aproveite a qualidade do transporte! 

3 – Participe de uma grande comunidade

Seja uma escola de idioma, um college ou uma universidade, você merece o melhor e a gente sabe disso. E nesse assunto, a Irlanda é uma ótima escolha, pois são centenas de instituições credenciadas, recebendo milhares de alunos estrangeiros todos os anos, que desejam desenvolver as suas carreiras internacionalmente.

Se é o seu primeiro intercâmbio e você sente um pouco de medo por se sentir uma pessoa deslocada dentro de outro país, não precisa se preocupar, pois além da Irlanda ter pessoas muito receptivas, existe uma grande comunidade de brasileiros no país, que já estão morando no país por um bom tempo ou que também estarão estudando como você.

Mãos agarrando braços

O CSO (Central Statistics Office), em pesquisa realizada no ano de 2016, contabilizou que naquele período existiam 13,640 brasileiros morando no país, sendo que no ano de 2011, nós éramos apenas 8,704. Então não se preocupe em se sentir um pontinho no meio de algo gigante, pois existem várias outras pessoas como você morando por lá. Mas não esqueça de praticar o seu inglês, tá bom?

4 – Faça um intercâmbio na Irlanda e visite outros países

Muito legal você querer fazer um Intercâmbio na Irlanda, mas já pensou que ele pode ir muito mais além do que você imagina? Não? Então é bem interessante que você preste atenção no continente em que ele está.

As pessoas costumam esquecer que um intercâmbio para a Irlanda é um intercâmbio dentro da Europa, um continente que além de ter grandes potências econômicas com muita história pra contar, tem uma grande facilidade de mobilidade entre os seus países. Por isso, é bem comum que as pessoas sonhem com um intercâmbio não apenas na Irlanda, mas em qualquer país do continente.

Conexões em mapa, partindo da Irlanda
Faça conexões diretamente da Irlanda

Utilizando companhias aéreas de baixo custo, você pode viajar pela Europa livremente, podendo fazer do seu intercâmbio uma experiência muito maior do que ele já pode ser. Quer um exemplo de companhias aéreas e destinos? Utilize a Air Southwest e saia de Dublin direto para Londres. Ou melhor, compre passagens com a Ryanair e visite a Belgica, Áustria, França, Espanha, Suíça e muitos outros destinos! 

5 – A tecnologia é o futuro na Irlanda

A gente adora falar por aqui sobre como as pessoas podem melhorar de vida após um intercâmbio, principalmente se elas tiverem tudo a ver com o país de destino. E no caso da tecnologia com a Irlanda, isso é algo ainda mais evidente.

Já citamos em um post anterior sobre como a Irlanda tem impostos baixos em relação a outros países dentro da área da tecnologia, por isso, as maiores empresas do ramo tecnológico buscam estar dentro das terras irlandesas para colocarem as suas atividades em prática, livres dos altos impostos.

Área de trabalho de um programador

E é nesse momento em que o intercambista entra na história. Fazendo o seu intercâmbio na Irlanda e sendo um estudante de tecnologia no país, você se torna a mão de obra qualificada que o país precisa, sendo um profissional que estará pronto para o mercado de trabalho das grandes empresas que estão no país. Trabalhe no Google, Facebook ou LinkedIn e faça do seu currículo um dos mais disputados do mundo!

Chegando até aqui, eu aposto que você se interessou por fazer o seu intercâmbio na Irlanda, melhor ainda se quiser viver uma experiência incrível no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica no botão abaixo e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa!

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Curiosidades

Morar na Nova Zelândia é uma experiência que você precisa ter

Morar na Nova Zelândia é o grande sonho de muitos intercambistas ao longo do mundo, mas você, aqui no Brasil, mais do que nunca deve estar se perguntando se a Nova Zelândia é realmente tudo isso que dizem sobre ela. Não se preocupe sobre isso, pois nós aqui da Dreams preparamos um post completo sobre como é morar na Nova Zelândia e por que você deveria visitar este país tão incrível, confira abaixo:

Como é morar na Nova Zelândia?

Sendo o país que fica mais ao sul da Oceania, a Nova Zelândia ainda é um dos países mais cotados para viagens de intercâmbio. E mesmo sendo formado apenas por duas ilhas, o país tem uma carga cultural enorme, assim como a sua fama de ser um ótimo país para estudar e trilhar uma carreira duradoura.

Por que as pessoas querem morar na Nova Zelândia?

Você com certeza já deve ter ouvido de algum amigo, que ele gostaria de ir para um certo país, mas no seu leque de escolhas, a Nova Zelândia certamente seria um dos seus pontos de escolha. Isso se deve a reputação que o país conquistou ao longo de todo o globo ao longo dos anos.

Com uma pesquisa rápida sobre a qualidade de vida na Nova Zelândia, em seja lá qual for o seu meio de pesquisa, podemos observar que a Nova Zelândia figura entre todos os rankings de qualidade de vida mundial, ficando sempre entre as 10 primeiras posições e disputando colocações com países como: Canadá, Suíça e até mesmo a sua irmã da Oceania, a Austrália.

E isso não é nenhum achismo por parte de quem faz estes rankings, pois a Nova Zelândia tem níveis altíssimos de qualidade de vida, principalmente em requisitos básicos para a população como o transporte público, saúde, segurança e níveis de poluição. Assim, a Nova Zelândia só tem crescido, tanto nos rankings mundiais, quanto na imaginação dos intercambistas que desejam viver uma experiência no país.

Aumente a sua renda enquanto estuda

A grande maioria dos estudantes que colocam os seus pés em solo neozelandês, procuram pelo estudo de uma nova língua, se inscrevendo nas mais variadas escolas de idioma ao longo do país. E esta é uma ótima escolha, pois a Nova Zelândia permite que o estudante de idioma possa trabalhar 20 horas semanais.

Porém, quando o estudante estrangeiro escolhe trilhar o seu caminho educacional por um College, esse benefício é dobrado, pois se torna possível que além das 20 horas trabalhadas, o estudante possa trabalhar 40 horas semanais em seu período de férias, sendo uma renda extra em dobro.

Então, não se acanhe, pois independente das suas escolhas educacionais, o intercâmbio para a Nova Zelândia é perfeito para você que deseja melhorar o currículo enquanto faz uma grana extra. Além disso, você terá muito mais contato com os nativos do país, possibilitando ainda mais a sua imersão na cultura do país.

A cultura da Nova Zelândia

No começo deste post nós falamos sobre a carga cultural da Nova Zelândia, e isso não foi por acaso, pois até hoje as suas raízes são respeitadas não apenas pelo povo nativo do país, mas por todos os estrangeiros que conhecem a história do país.

O povo Maori migrou para a Nova Zelândia há pouco mais de mil anos atrás, vindo de uma ilha desconhecida e sendo um povo com um forte senso de navegação.

Povo Maori da Nova Zelândia

Hoje, o povo Maori é um dos grandes responsáveis pela construção do que é a Nova Zelândia hoje, sendo atualmente 14% da população do país. Mas sendo não apenas um povo milenar, os Maori também são responsáveis por um dos pontos de turismo mais importantes na Nova Zelândia, a cidade de Rotorua.

Em Rotorua ainda existem vilas totalmente intactas dos tempos antigos, com centros de encontro onde acontecem cerimônias e apresentações das mais variadas e que representam a cultura milenar do seu povo. Na cidade, também é possível apreciar comidas típicas do povo Maori, como o Hangí, que além de ser composto de batata-doce com outras raízes, é aquecido no calor dos vulcões.

Saiba o que fazer na Nova Zelândia

Além de estudar e aproveitar a qualidade de vida do país ao seu máximo, é importante que você também se divirta e crie as suas memórias mais divertidas com o seu intercâmbio, então, não esqueça de conhecer pontos importantes do país e que fazem dele um diferencial para todo o mundo. Pensando nisso, separamos alguns locais para que você se divirta conhecendo o país, confira abaixo:

A Vila dos Hobbits

Você provavelmente já deve ter ouvido sobre este lugar, ainda mais se você for um grande fã das criações de Tolkien. A Hobbiton, ou Vila dos Hobbits, é um dos locais mais procurados na Nova Zelândia. 

Hobbiton na Nova Zelândia

E você se engana se acha que essa procura é apenas pelos fãs de O Senhor dos Anéis, pois além de ser um local incrível para a cultura pop em geral, a natureza promove um ambiente muito aconchegante para qualquer pessoa que deseje visitar o local, sendo um passeio para qualquer pessoa que goste da natureza.

Wai-O-Tapu

Você já visitou um parque geológico? Bom, eu espero que sim, pois é uma experiência incrível. Mas, caso você ainda não tenha visitado nenhum, ou mesmo se tiver visitado,a Nova Zelândia tem o maior parque geológico do mundo. 

Parque de Wai-O-Taipu

Wai-O-Tapu, em língua maori, significa águas sagradas, e elas podem realmente ser, pois com o tanto de vapor que as águas geotermais costumam liberar, exibem um verdadeiro show geotérmico para quem curte um passeio mais ao ar livre. Visite crateras, geysers e até mesmo piscinas compostas por lama vulcânica, tudo isso é um único local.

Trilha de Tongariro

“Trilha? Isso não me parece algo muito divertido de se fazer”. Bom, você pode não ser um grande fã de trilhas, mas e se a trilha envolver os vulcões mais famosos da Nova Zelândia?

Trilha de Tongariro

A Trilha de Tongariro é um dos passeios que mais surpreendem os estrangeiros e também é um dos programas mais procurados pelos nativos. A trilha percorre um caminho específico dentro do Parque Nacional de Tongariro, um patrimônio mundial nas categorias de cultural e natural.

Na trilha é possível visualizar 3 dos mais famosos vulcões da Nova Zelândia, sendo eles: Tongariro, Ruapehu e Ngauruhoe.

Chegando até aqui eu aposto que você se interessou por fazer o seu intercâmbio na Nova Zelândia, melhor ainda se quiser estudar no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica no botão abaixo e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa! 

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!