Categories
Canadá Estude e trabalhe no exterior Graduação e Pós no Exterior

Profissões em demanda Canadá em 2022

Fala, galera! Está pensando em morar no exterior? Então se liga nas profissões em demanda no Canadá em 2022 e qual o perfil buscado pelas empresas canadenses – e como você pode melhorar seu currículo pra alcançar a posição dos seus sonhos.

Você verá nesta postagem

  • Canadá procura profissionais qualificados
  • Meios para migrar para o Canadá
  • Profissões em demanda no Canadá

Canadá procura profissionais qualificados

Na contramão do desemprego, o Canadá está em busca de profissionais qualificados para compensar o déficit de 2020.

Por essa razão, o país se prepara para receber até 2023 cerca de 1,2 milhão de imigrantes, incluindo brasileiros.

Uma oportunidade assim pode parecer difícil, mas com o intercâmbio certo dá pra ficar de olho nas profissões em demanda no Canadá.

Pathway no Canadá: curso que facilita a entrada em universidades no exterior

Sendo assim, e você estava se preparando para um intercâmbio, o Canadá pode ser uma ótima chance de retorno a curto prazo.

Isso porque, além de ser extremamente receptivo com estrangeiros, sua população idosa tem aumentado. A consequência é a escassez na força de trabalho, por isso a alta demanda por mão de obra.

Pressa nas contratações

Pessoas em reunião de contratação

Anualmente, o Canadá define uma quantidade média de imigrantes que deseja receber, geralmente em torno de 340 mil.

Com a pandemia do novo coronavírus, essa expectativa foi por água abaixo, fazendo com que os planos fossem adiados para os anos seguintes.

Porém, a recuperação econômica do país está diretamente ligada à força de trabalho estrangeira. Inclusive, um terço dos negócios canadenses têm donos estrangeiros.

Por essa razão, existe uma certa urgência para atrair novos imigrantes, mesmo em meio à pandemia.

Há cerca de um mês, o governo divulgou um novo relatório de imigração com os números alcançados e os que desejam alcançar até 2023. Tempo de sobra para você organizar seus estudos e garantir um emprego em um dos países com melhor qualidade de vida do mundo.

Custo de vida no Canadá em 2022: saiba como será a sua vida no país

Meios para migrar para o Canadá

Visto e passaporte para imigração

Estudo e trabalho são as duas formas de migrar para o Canadá, e a maior vantagem é que uma coisa leva a outra.

O país geralmente facilita a permanência dos estudantes ao final do curso, principalmente se fizerem parte da lista de profissões em demanda.

Caso você já tenha proficiência na língua e um diploma, há também a possibilidade de já chegar no país com um emprego.

Seja por meio de uma oferta do empregador ou visto de trabalho. Isso porque cada província (ou estado) tem suas próprias regras de imigração que podem ser oferta de trabalho para profissões em alta no Canadá, proficiência na língua, idade, experiência de trabalho e comprovação financeira.

Alguns programas de imigração podem te ajudar a facilitar essa busca. São eles: Provincial Nominee, Startup Visa Program, Self-Employed Program, Caregivers ou Rural and Northern Immigration. Você pode conferir mais sobre esses programas no site oficial de imigração do Canadá aqui.

Áreas com mais demandas no país

Setor de saúde é um dos mais valorizados

Antes de falarmos sobre as profissões em demanda para quem imigrar para o Canadá, é interessante destacar também as áreas com mais demanda no país.

Apenas nos setores de Saúde, Tecnologia e Serviço Social foram mais 30 mil novos empregos só no mês de setembro de 2019. E se você pensar na lógica do país, essas áreas são mais valorizadas, pois saúde e qualidade de vida são prioridades por lá. 

Mas o que é preciso para se candidatar a uma dessas vagas? Se você já tiver formação nessas áreas, vale a pena ficar de olho nas oportunidades e nas seguintes exigências:

  • Provar que possui condições financeiras para sustento individual e/ou familiar após a chegada no país
  • Ter um diploma de graduação na área de interesse
  • Possuir experiência profissional mínima de 1 ano em período integral no país de origem
  • Atender aos requisitos mínimos de proficiência em um dos idiomas oficiais do país (inglês ou francês).

Confira:
Como estudar e trabalhar no Canadá
Toronto ou Vancouver: entenda a diferença entre as duas cidades

As profissões em demanda no Canadá em 2022

Profissionais diversos no Canadá

Para o ano de 2022, a multinacional de Recursos Humanos, Randstad, listou as 15 profissões com alta demanda no Canadá. Apesar do déficit deste ano, ainda há necessidade de mão de obra nas áreas e espera-se que nos próximos três anos haja uma alta no preenchimento de vagas.

Algumas delas são mais simples, para pessoas que buscam estudar a língua e receber um retorno financeiro ao mesmo tempo. Mas também demandas específicas que exigem diploma e formação superior. São elas:

CargosGrau de escolaridade/experiênciaSalário (média anual)
Gerente de contas estratégicas (KAM)Pleno e sêniorCAN$ 80.000,00
Desenvolvedor (DEV)Pleno e sêniorCAN$ 71.071,00
Gerente de marketingPleno e sêniorCAN$ 72.453,00
Enfermeiro(a)Graduado (e autorizado a praticar no país)CAN$ 81.152,00
MotoristaPreferível experiência de +4 anosCAN$ 45.373,00
Representante de SACPreferível experiência de +1,5 anosCAN$ 36.749,00
Soldador(a)Com experiência comprovada na áreaCAN$ 61.669,00
Engenheira(o)Com experiência comprovada na áreaCAN$ 54.368,00
Contador(a)CAN$ 57.000,00
Arquiteto de Nuvem (TI)Pleno e sêniorCAN$ 121.555,00
Gerente de RHCAN$ 84.011,00
EletricistaCom experiência comprovada na áreaCAN$ 54.368,00
Gerente de projetos de TISêniorCAN$ 91.300,00
Engenheiro MecânicoCAN$ 74.562,00
Responsável pela contabilidade (account clerk)Júnior e plenoCAN$ 45.128,00
Salário está de acordo com dados disponibilizados pelo Glassdoor

Fique ligado: em plataformas como LinkedIn na hora de procurar vagas no exterior.

Intercâmbio para o Canadá

Globo com pin marcando o Canadá

Como o momento ainda requer cuidados, esta é a hora de se planejar para conquistar o tão sonhado emprego em um país de primeiro mundo. Portanto, se você ainda não tem fluência na língua ou não sabe quais as melhores universidades na área que deseja estudar, conte com a Dreams.

Se quiser saber um pouquinho mais sobre o destino é só entrar em contato com a gente no link abaixo!

Você também pode gostar:
Províncias do Atlântico: saiba uma das melhores maneiras de imigrar
7 lugares para conhecer no Canadá em 2022
9 melhores países para imigrar em 2022

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Austrália Curiosidades

Morar na Austrália: 5 curiosidades que você precisa conhecer(Parte 1)

Fala, galera! Antes de viajar é natural pesquisar tudo sobre nosso destino. Por isso, trouxemos algumas curiosidades sobre a Austrália e os “aussies” – nome dado aos australianos.

A Austrália tem a maior população costeira do mundo

Grande costa cercada pelo mar

Se você leu nosso texto sobre as curiosidades da Nova Zelândia, então sabe que a maior distância entre as pessoas e a costa é de 128 km. Isso em qualquer ponto do país!

Na Austrália, a distância é ainda menor, apenas 50 km. Isso porque o país e seus quase 8 milhões de km² estão cercados pelo mar. O resultado é um grande número de praias espalhadas por lá, quase 11 mil. 

Como a Austrália também possui muitas regiões desérticas, sua população, de apenas 24 milhões de habitantes, concentra-se em sua maioria na costa. Mais ou menos 85% da população australiana (cerca de 20 milhões) vive a menos de 50 km do litoral. Com isso, temos a maior nação costeira do mundo!

A curiosa hora do sono australiano

Sono australiano: grande parte das pessoas dormem cedo

Enquanto para nós é comum ficarmos acordados até tarde, os australianos têm hora certa para dormir. Acredite ou não, uma das curiosidades da Austrália é que a maioria da população vai para cama bem cedo, por volta das 21h. Portanto, lembre-se disso, caso fique hospedado em uma casa de família no seu intercâmbio.

Esse costume, inclusive, influencia o horário de fechamento dos estabelecimentos, então se você precisar ir às compras, vá antes das 20h. Claro que nem todos são assim, mas se você quer comprar com tranquilidade e não quer ter surpresas no caminho, planeje-se antes.

Curiosidades australianas: bebidas alcoólicas

Bebidas alcoólicas

A Austrália é um dos países que mais consomem bebidas alcoólicas no mundo e entre as mais populares estão o vinho e a cerveja. No país, existem várias produções locais de cervejas artesanais e em torno de 60 regiões vinícolas, nos arredores de cidades como Sydney, Adelaide e Melbourne.

Porém, o fato curioso é que, apesar de tanta tradição, o país tem leis muito rígidas quanto à venda de bebidas. Aqui, e em vários países, é comum encontrarmos bebidas em supermercados, mas, na Austrália, essa venda é proibida. Apenas lojas licenciadas, com permissão, e bares são autorizados a comercializar bebidas. Além disso, nada de consumi-las na rua, na praia ou em parques. Sim, é bem restritivo.

Como são os australianos, os “aussies”

Homem curioso fantasiado de macaco

Outra curiosidade da Austrália diz respeito (também) às pessoas. Não se admire se um dia, enquanto passeia pelas ruas australianas, você se deparar com alguém circulando de pijama ou vestindo fantasia ou até mesmo descalça.

Os australianos se vestem como der na telha e ninguém vê problema nisso, todos são livres para levar sua excentricidade para passear. E, não, essa não é uma brincadeira, é algo bem comum (rs). Só não vai sair sem roupa por aí porque aí sim será um problema!

Comidas típicas australianas

Comidas australianas

Talvez essa curiosidade da Austrália seja um pouco frustrante, mas é que não existe uma comida tipicamente australiana. O que existem por lá são comidas populares, como o Fish & Chips, por exemplo. Apesar disso, o prato não nasceu na Austrália e seu surgimento é controverso, alguns dizem que é do Reino Unido, mas outros que é judaico. 

A única comida que você só encontrará na Austrália é a carne de canguru. Pois é, a “terra dos cangurus” tem uma população animal em torno de 50 milhões, mais que o dobro da quantidade de pessoas! Pode parecer estranho, mas esse hábito vem de milhares de anos, uma prática comum entre os aborígenes da região. E aí, experimentaria?

A corrida mais curiosa do mundo

Homens se preparando para corrida

Tínhamos que encerrar o ciclo de curiosidades da Austrália com chave de ouro, né? Então se prepara que essa pode até ser um pouco esquisita. Se trata da Cockroach Race, uma corrida de baratas que acontece há 36 anos no Story Bridge Hotel, em Brisbane.

O início dessa peculiaridade se deu em uma discussão de bar entre dois homens que afirmavam ter a barata mais rápida da cidade. E é claro que eles tinham que provar, né? Depois da primeira disputa, a corrida caiu no gosto dos australianos. Portanto, sempre a partir das 11h, no Australian Day, você pode conferir essa incrível disputa. Ou não.

Como fazer intercâmbio para a Austrália

Próximo intercâmbio, Austrália

E aí, gostou de saber um pouco mais sobre a Austrália? Se quiser saber um pouquinho mais sobre o destino, você pode conferir neste link.

Abaixo, separamos uma seleção de postagens que podem tornar o seu intercâmbio ainda mais especial:

Postagens que você pode curtir:
Morar na Austrália: curiosidades sobre o país (Parte 2)
Custo de vida na Austrália em 2022: compare as principais cidade
Intercâmbio ou curso de inglês: como atingir a fluência mais rápido | Prós e Contras

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.
Categories
Estude e trabalhe no exterior Estude um idioma fora do Brasil Graduação e Pós no Exterior Tudo sobre intercâmbio

Intercâmbio na África do Sul: como estudar e trabalhar no país

Fala, galera! É possível estudar e trabalhar na África do Sul por valores muito mais acessíveis que em países da Europa e América do Norte. Por isso, confira abaixo como funciona o processo para fazer intercâmbio no país.

Você verá nesta postagem:

  • Como estudar e trabalhar na África do Sul
  • Por que estudar na África do Sul
  • Como fazer intercâmbio na África do Sul: tipos de intercâmbio no país
  • Como funciona o visto na África do Sul para brasileiros

Como estudar e trabalhar na África do Sul

Homem em seu emprego

Para trabalhar durante seu intercâmbio é preciso completar 4 semanas de estudo antes de partir para encontrar um serviço no país.

Em geral, há mais vagas na área hoteleira, como alimentos e bebidas (bares e restaurantes), vendas, atendimento, cafés, supermercados, entretenimento.

Veja os requisitos para trabalhar na África do Sul enquanto estuda:

  • Ser um estudante universitário ou recém-formado (no máximo 6 meses depois da graduação)
  • Ter idade entre 18 e 25 anos
  • Nível de inglês intermediário ou superior
  • Ter boa saúde
  • O estudante deve ser responsável, pró-ativo, flexível e comprometido com o trabalho
  • Fazer um seguro-viagem pelo período do visto.

Por que estudar na África do Sul

A África do Sul é um país multicultural e poliglota, com cerca de 11 línguas oficiais.

Com paisagens naturais belíssimas, vale a pena visitar as principais metrópoles: a Cidade do Cabo, onde fica o Cabo da Boa Esperança, e Joanesburgo.

Cape Town (Cidade do Cabo)

Mas, se seu espírito é aventureiro, pode desbravar a savana e embarcar em um safári e conhecer os big five (leões, elefantes, búfalos, leopardos e rinocerontes).

Também é possível praticar esportes no mar ou aéreos, além de visitar gigantescos parques naturais.

Ainda assim, a modernidade toma conta do país com hotéis incríveis, construções históricas e a rica gastronomia com a rota do vinho.

Como fazer intercâmbio na África do Sul: tipos de intercâmbio no país

Agora que você já conhece um pouco sobre o país, conheça os intercâmbios mais buscados por brasileiros no país.

Um intercâmbio para estudar inglês ou um curso superior são grandes diferenciais para quem deseja um currículo internacional. Veja abaixo:

Estudar Inglês na África do Sul

Grupo de estudantes de idiomas

A população do país é 72% negra de várias etnias, como zulus, xhosas e bapedis, o que faz com que a África do Sul tenha 11 línguas oficiais. Apesar disso, o inglês é a língua pública e comercial do país, ou seja, é a língua falada nas escolas e universidades.

Por isso, você não terá maiores dificuldades de comunicação na instituição, já que outros estudantes também estarão se aprimorando.

Além do inglês, outro idioma dominante é o africâner, língua de ramo germânico que se originou principalmente a partir do neerlandês, e que é falada pela maioria dos brancos e mestiços sul-africanos.

Quer conhecer as escolas de idioma parceiras da Dreams? Clique aqui.

Ensino Superior Sul-africano

Alunos do Ensino superior em aula

A África do Sul é um dos melhores destinos do continente africano para se fazer um intercâmbio universitário, já que das cinco melhores universidades da África, segundo o QS World University Rankings 2020, quatro estão no país.

São elas: Universidade da Cidade do Cabo (1º), University of the Witwatersrand (3º), Stellenbosch University (4º)  e University of Johannesburg (5º). Mas o melhor ainda está por vir: todas são públicas.

A Universidade da Cidade do Cabo (UCT) é pública e é a universidade mais antiga do país, tendo sido fundada em 1829.

Durante o apartheid, a UCT serviu de centro intelectual para combater a política segregacionista do governo.

Está entre as 200 melhores universidades do mundo, de acordo com o World University Rankings 2020, na frente de referências de ensino no Brasil, como a USP e a UNICAMP.

A instituição é reconhecida por seus cursos em Estudos Africanos, Biologia, Botânica, Negócios, Ciências Ambientais, História, Matemática, Engenharia, Sociologia e Antropologia.

Entre seus ex-alunos e professores, estão cinco ganhadores do Prêmio Nobel, entre eles, o professor emérito e escritor J.M. Coetzee, que foi condecorado pela premiação em 2003.

[Post] Estudar fora: checklist com 10 itens pra estar em dia antes de estudar no exterior

Como funciona o visto na África do Sul para brasileiros

Passaporte para visto na África do Sul

Brasileiros que desejam ficar até 90 dias na África do Sul não precisam de visto.

Porém, tenha em mãos a documentação da escola, passaporte com data válida em até um mês após o período, com pelo menos uma página em branco. Além de apresentar o CIV (Certificado Internacional da Vacina) contra febre amarela, tomada até 10 dias antes da viagem.

O que precisa para tirar visto pra África do Sul

Para intercâmbios acima de 90 dias, alguns documentos são exigidos. Anote aí:

  • Um passaporte ou documento de viagem válido por não menos que 30 dias após o fim da visita pretendida
  • Seu passaporte deve ter ao menos DUAS páginas não usadas para registros de entrada/partida
  • Um formulário BI-84 completo (pedido de visto)
  • Pagamento da taxa especificada
  • Certificado de vacina contra febre amarela (se necessário)
  • Declaração e/ou documentação comprovando o propósito e a duração de sua visita
  • Duas fotografias coloridas para passaporte
  • Uma passagem de retorno ou de continuação da viagem, se estiver viajando de avião
  • Se você tiver filhos (menores) viajando junto ou que vão encontrar você na África do Sul, vai precisar dos seguintes documentos adicionais:
    – Prova de guarda ou custódia ou
    – Autorização da pessoa que tem a guarda no caso de um menor desacompanhado
  • Prova de meios financeiros para pagar suas despesas enquanto estiver na África do Sul na forma de:
    – Declaração do banco
    – Adiantamentos de salário
    – Declaração de quem vai hospedá-lo na África do Sul
    – Bolsa de estudos
    – Convênio médico ou
    – Dinheiro disponível (incluindo cartões de crédito e traveller cheques)

A experiência do intercâmbio é algo único, e cada país possui suas vantagens. Comece agora a planejar seu intercâmbio e tire suas dúvidas sobre vistos, acomodações e cursos com nossos especialistas dos setores de vistos e educação superior no país!

Você pode gostar também:

Viajar sozinha: 5 melhores destinos ao redor do mundo
SISU 2022: use sua nota do ENEM para estudar fora do Brasil
Como estudar inglês sozinho: Fale inglês em 2022 | Roteiro de estudos

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Curiosidades Dicas de viagem

Nova Zelândia: 5 curiosidades sobre o país [Estude Inglês na Oceania]

A gente conhece a Nova Zelândia de muito ouvir falar sobre suas belezas estonteantes, pelo povo Maori e até pelos Hobbits. Mas existem curiosidades sobre o país que o tornam ainda mais deslumbrante e atrativo. Se você pensa em estudar ou trabalhar nesta nação, fique de olho nas curiosidades da Nova Zelândia que preparamos.

Inclusive, se você ainda tem dúvidas sobre universidades neozelandesas, clique neste link que já falamos sobre o assunto no blog. E pode esperar coisas boas, porque o país é um ótimo lugar para quem quer trabalhar enquanto aprende uma nova língua.

Apenas 5% da população é humana

A população de cabras é seis vezes maior que a de habitantes

Já começa com um dado curioso até demais, né? Mas é isso mesmo! Só 5% da população neozelandesa é formada por pessoas, 95% são animais, em especial ovelhas. Os números são estimados em pouco mais de 4,88 milhões de habitantes,  sendo o de ovelhas seis vezes maior. Uma outra curiosidade da Nova Zelândia é que no país não existem cobras. Ainda bem, né, imagina se os números fossem os mesmos que os dessas felpudas fofinhas.

Nova Zelândia: a Terra da Longa Nuvem Branca

Paisagem da Nova Zelândia com céu azul cheio de nuvens brancas

Os Maoris são os povos ancestrais, que estavam no país muito antes da colonização e hoje representam 15% da população. Inclusive, a Nova Zelândia foi um dos últimos países a ser colonizado, por isso suas vegetações são tão preservadas. Na língua Maori, uma das três oficiais do país, o nome para a Nova Zelândia é Aoetaroa, que significa “Terra da Longa Nuvem Branca”. 

Existem muitas explicações para o nome nas histórias tradicionais Maori, mas todas elas têm como ponto comum o horizonte livre de poluições. Na Nova Zelândia, é comum observar a paisagem e ver seu céu coberto por longas e brancas nuvens. Coincidência ou não, visto do espaço, o país tem a forma de uma nuvem comprida.

Litoral à vista – e que vista!

Bela vista da paisagem neozelandesa

Uma das curiosidades da Nova Zelândia é que você vai estar sempre “próximo” ao mar. Como o país é circundado pela costa litorânea, você terá acesso fácil a inúmeras e belíssimas praias e outros lugares paradisíacos. Seja qual lugar do país você estiver saiba que não estará a mais de 128 km de distância do mar. A curiosidade é também um dos maiores atrativos do pais, atraindo milhares de turistas anualmente.

[Post] Como viver viajando: 10 ideias para trabalhar enquanto viaja

A terra dos Kiwis, humanos ou não.

Kiwi, ave nativa da Nova Zelândia

O termo pode deixar muita gente que tá chegando agora na Nova Zelândia meio confusa no começo. Sabe essa ave pequenininha e super fofinha? Ela se chama Kiwi e é uma ave nativa do país que não consegue voar, mas corre que é uma beleza! Acontece que Kiwi também é o nome daquele fruto peludo que a gente encontra no supermercado (olhando bem eles até parecem um pouquinho, né? rs). Por fim, o termo “kiwi” também é utilizado para fazer referência aos neozelandeses. Aí já viu, né? É kiwi pra lá, kiwi pra cá e todo mundo é kiwi!

Curiosidades sobre a Nova Zelândia: País pioneiro nos direitos da mulher

Mulheres em defesa dos seus direitos

O lugar mais distante do mundo é também o mais progressista no que diz respeito aos direitos da mulher. Enquanto Reino Unido e Estados Unidos tiveram participação feminina nas votações apenas em 1918 e 1920, a Nova Zelândia foi pioneira. Em 1893, houve a implementação dos direitos das mulheres, assim o país foi o primeiro do mundo a permitir o direito ao voto para todas.

O progresso não para por aí e continuando como pioneira nos direitos de sua população, em 2013, a Nova Zelândia permitiu o casamento entre pessoas do mesmo sexo no país.

[Post] Viajar sozinha: 5 melhores destinos ao redor do mundo

Intercâmbio na Nova Zelândia

Faça um intercâmbio para a Nova Zelândia

E aí, gostou de saber das curiosidades da Nova Zelândia que não te contam por aí? Claro que há muito mais que se descobrir no país que foi cenário de filmes como Senhor dos anéis e King Kong. Quer saber um pouco mais sobre o país? Então entre em contato com a gente clicando aqui, prometemos tirar todas as suas dúvidas.  

Você também pode gostar:
Intercâmbio ou curso de inglês: como atingir a fluência mais rápido
Brasileiros na Austrália: 3 motivos pra você morar na Oceania
Como estudar na Austrália: tire seu visto e entenda o sistema educacional

Curtiu o conteúdo?
Fica mais um pouco e não deixa de conferir nossas redes sociais pra estar sempre conectado com novidades sobre viagens, culturas e idiomas.

Categories
Graduação e Pós no Exterior

Exames de proficiência: conheça os principais

Estudar fora do Brasil nem sempre se resume a organizar sua viagem e comprar uma passagem. Muitas universidades estrangeiras exigem que você esteja em dia com os exames de proficiência. Especialmente em países onde a língua inglesa é oficial. Os testes são importantes, pois comprovam que o aluno é fluente no idioma e, assim, não terá maiores dificuldades nas aulas.

Aqui no Brasil as provas são aplicadas por instituições oficiais, representantes legais das nações estrangeiras no país. Os mais conhecidos são British Council, Instituto Cervantes, Aliança Francesa e Goethe Institut. Para aprovação, não existe um score mínimo, mas, cada universidade exige um nível diferente dos candidatos.

Tá curioso pra saber que provas são essas exigidas pelas universidades mundo afora? Então continue com a gente nessa leitura!

Exames de proficiência inglesa: TOEFL e IELTS

TOEFL é o exame mais exigido nos Estados Unidos

Sem dúvidas, TOEFL e IELTS são os dois exames de proficiência mais comuns de fluência na língua inglesa. Inclusive, podem ser solicitados por instituições de países onde o inglês não é língua oficial, mas oferecem cursos na língua. Você pode fazê-los sempre que precisar, geralmente o TOEFL é mais exigido nos EUA, já o IELTS na Europa e países com cursos em inglês. 

A pontuação do TOEFL vai de 0 a 120, e universidades com bom ensino pedem um mínimo de 90 pontos. Para mestrado e doutorado, as notas tendem a ser ainda maiores. Mas, com o IELTS, a nota é diferente e pode variar de 0 a 9.  Há outras provas, como o Certificate of Proficiency in English (CPE) e o Cambridge Advanced Examination (CAE). Raramente são aceitas em universidades, mas valem a pena para o currículo profissional e  têm prazo de validade indeterminado.

DELE e SIELE, exames de proficiência em espanhol

DELE e SIELE, exames mais pedidos na Espanha

Diferentemente dos exames anteriores, o DELE e o SIELE não podem ser feitos a qualquer momento, eles têm um cronograma de provas. O primeiro tem validade por tempo indeterminado, já o SIELE, mais recente e que aborda todas as variantes da língua, tem validade de dois anos. Ambos são o termômetro para medir a fluência na língua espanhola exigida pelas universidades.

Para tirar o DELE é preciso fazer seis provas diferentes que avaliam as competências e níveis da língua, que vão do A1 ao C2. No Instituto Cervantes, é possível saber especificamente sobre cada nível e avaliar o grau de dificuldade através de modelos de exames.

O SIELE, no entanto, divide-se em quatro provas, que avaliam as seguintes competências da língua: leitura, audição, escrita e oralidade. Mas, caso você prefira, é possível optar por avaliar apenas algumas das competências e os exames de proficiência são realizados eletronicamente em centros autorizados. É importante sempre verificar junto à universidade quais são os níveis de exigência, pois em muitos casos não é necessário diploma.

DELF E DALF, exames franceses de proficiência na língua

A França solicita o DELF e o DALF para proficiência com fins acadêmicos

Para provar que seu francês está afiado, é necessário realizar os exames DELF ou DALF, e a única instituição autorizada para aplicá-los no Brasil é a Aliança Francesa. As provas acontecem duas vezes no ano, uma no primeiro semestre e outra no segundo, por isso fique atento ao calendário.

Assim como o DELE, são exigidos seis diplomas oficiais, cada um referente a um nível diferente. Dessa forma, é comum que as universidades exijam diplomas dos níveis B2 ou C1 para admissão de estudantes estrangeiros. É necessário fazer uma avaliação prévia para saber qual o nível mais adequado e exigido para sua instituição, mas todos os diplomas têm validade permanente.

Para quem busca proficiência na língua para o mercado de trabalho, existem outras modalidades com validade, em geral, de dois anos. São eles: O TCF (Test de connaissance du français), dividido em 6 tipos diferentes e o TEF Canadá. Já o DAEFLE (Diplôme d’Aptitude à l’Enseignement du Français Langue Etrangère) é voltado para quem busca ensinar a língua francesa.

Já mencionamos os certificados que estavam faltando para sua viagem? Então, clique neste link e peça o orçamento do seu intercâmbio com a Dreams.

Goethe-Zertifikat, certificado alemão de proficiência

Para estudar na Alemanha é preciso certificado do Goethe-Zertifikat

Falar alemão parece um desafio impossível, mas com o Goethe-Zertifikat você provará que está apto para ser aceito em uma universidade alemã. Os testes são aplicados pelo Goethe Institut no Brasil e acontecem duas vezes durante o ano, então olho no calendário!

Com uma língua tão complexa é claro que o nível de exigência seria maior, por isso existem ao menos 11 avaliações para medir os diferentes níveis de competência. Eles vão desde o A1, para iniciantes, até o C2, o nível mais alto. Como as exigências mudam entre cada universidade, procure saber qual o nível solicitado pela sua instituição, assim você foca apenas no que será pedido.

Exames de proficiência italianos: CELI e CILS

Exames de proficiência na Itália

Se seu destino é Itália e você quer comprovar que sabe tudo de italiano, fique de olho no CELI e no CILS. Caso você seja um brasileiro descendente de italianos e deseje adquirir a dupla cidadania, as provas também são exigidas.

O CILS (Certificazione di Italiano come Lingua Strangiera) é oferecido pela Università per Stranieri di Siena. Suas provas vão do nível A1 (o mais básico) até o C2 (o mais avançado). A duração tem de cerca de duas horas para o A1 e pode chegar a quatro horas para o nível C2. Os exames acontecem geralmente em junho e dezembro. 

Já o CELI é o Certificato di Conoscenza della Lingua Italiana, aplicado pela Università per Stranieri di Perugia. A prova tem seis edições: CELI Impatto, que equivale ao nível A1 de proficiência. E depois CELI de 1 a 5, onde cada número representa, gradativamente, os níveis do A2 ao C2.

Intercâmbio no exterior é com a Dreams

Intercâmbio com a Dreams

Agora que você já conhece os exames de proficiência mais comuns exigidos mundo afora, chegou o momento de se planejar. Entre em contato com a gente clicando aqui e responderemos todas as suas dúvidas.  Se preferir, é só entrar em contato através do nosso whatsapp neste link.

Fique ligado nos próximos posts no blog da Dreams Intercâmbio. Até lá!

Categories
Curiosidades

Curiosidades da Alemanha para ficar de olho!

Lupa sobre mapa destacando a Alemanha

Poucos países tiveram uma história com tanto impacto no mundo quanto a Alemanha. Mas o país, hoje moderno, cheio de paisagens lindas e uma cultura rica, provou que deixou para trás seu passado sombrio. Com tantas mudanças na história, com certeza há curiosidades da Alemanha que todo mundo gostaria de saber.

Preparamos esse texto com tudo que você precisa saber sobre o país mais populoso da Europa, são mais de 80 milhões de habitantes. Por falar em pessoas, os alemães são ligados a noções de família e respeito às regras. Então fique atento às normas pra não fazer feio lá fora. 

Prepara um snack, pega um copo de água e vem conferir com a gente as curiosidades sobre a Alemanha que todo mundo precisa saber.

Dinheiro na mão, amor no coração

Homem com dinheiro na mão

Apesar de ser o país da engenharia e tecnologia, os alemães preferem fazer suas compras em dinheiro e não com cartão de crédito. A explicação para isso tem dois fatores: controle de gastos e anonimato. 

É uma verdade que eles não confiam muito em bancos, por isso preferem que as instituições não saibam o que andam comprando. Outro motivo é que a Alemanha é um estado fortíssimo, que tem acesso a quase todas as informações dos cidadãos. Por isso, manter suas transações em sigilo acaba sendo um tipo de proteção.

O comércio não abre aos domingos

Placa de comércio fechado aos domingos

É isto mesmo que você acabou de ler, a grande maioria dos comerciantes alemães trabalham apenas de segunda a sábado. Mas nem as lojas de shopping abrem aos domingos? Não, elas não abrem, assim como farmácias, supermercados e comércio em geral. Portanto, lembre sempre de garantir o rango de domingo no sábado mesmo!

Mas nem é pra tanto desespero, as grandes estações de trem mantém seus mercados abertos, o que vem super a calhar em uma emergência, não é? Há também as exceções, são domingos que caem em datas especiais ou grandes eventos, sempre divulgados nos sites das prefeituras das cidades.

Já quer aproveitar a ocasião pra dar um rolê ao ar livre nos domingos? Então, clica neste link e pede o orçamento do seu intercâmbio com a Dreams.

O curioso caso das estradas sem limites

Estrada com luminosidades indicando rapidez

Com curvas previamente calculadas para evitar erros de manobras e buracos inexistentes em toda a via, as estradas alemãs são quase um red carpet. Por essa razão, praticamente 65% das Autobahn (autoestrada alemã), longe das zonas urbanas, não possuem limite de velocidade. É possível, por exemplo, atingir 200 km/h sem riscos de levar uma multa.

Se você prefere ir com calma, tudo bem (é até mais sensato, né?), mas prefira a faixa do lado direito, assim nenhum apressado buzinará para que você saia da frente dele. Apesar de ser uma das curiosidades da Alemanha, uma pesquisa foi feita pelo Ministério do Transporte para mudar a regra e estabelecer um limite. A maioria foi a favor da mudança, no entanto grande parte dos alemães não ultrapassam os 130 km/h em seus deslocamentos.

Sem tempo pra filas, irmão

Família em fila no supermercado

Já percebeu que os alemães são meio acelerados, né? Isso é refletido também no tempo de espera em um supermercado, onde os cidadãos levam em média apenas 7 minutos nas filas. Ao passar suas compras, tenha já em mãos o dinheiro para pagá-las e embrulhe-as o mais rápido possível, assim você evita caras feias e reclamações.

Mas e se a feira for grande, o que fazer? Até para isso existe uma solução. Mantenha suas mercadorias no carrinho e vá até uma bancada especial, onde você pode embalar tudo com calma. Esta área foi pensada exatamente para quem leva a vida sem pressa e é ótima para evitar estranhamento com um alemão, né?

Montanha feita com escombros da guerra

Teufelsberg, a segunda maior montanha de Berlin

Se você gosta de fazer trilhas ao ar livre, com certeza a montanha Teufelsberg, cuja tradução significa montanha do diabo, é uma atração para incluir no seu roteiro. Ela é a segunda maior montanha nos arredores de Berlim e é muito visitada por turistas e alemães. 

Do topo, é possível ter uma incrível vista panorâmica da cidade. Para quem não conhece sua história, nem é possível imaginar como ela foi formada. A montanha é um resultado da natureza e dos escombros dos prédios de Berlin após o fim da Segunda Guerra Mundial.

Um fato curioso é que embaixo dela está soterrada a escola técnica militar construída pelos nazistas, chamada Wehrtechnische Fakultät. Até 1972, a contagem representava cerca de 15 mil construções alemãs.

Intercâmbio na Alemanha é com a Dreams

Intercâmbio na Alemanha

Chegou até aqui e não ouviu falar em cerveja? É que essa é uma das curiosidades da Alemanha que ninguém acredita: o país não é o maior consumidor de cerveja do mundo. Mesmo com a tradição, eles perdem para a República Tcheca, onde cada pessoa consome 157 litros da bebida por ano. Já um alemão consome no mesmo período 115,8 litros de cerveja.

Pois é, a Alemanha é um país cheio de segredos e desvendar cada um deles é uma experiência inesquecível. Por isso, se você ficou empolgado pra conhecer esse destino com a gente, entre em contato que vamos te ajudar. É só clicar aqui e entraremos em contato com você com todas as informações que precisar.  Se preferir, é só entrar em contato através do nosso whatsapp clicando aqui.

Gostou do conteúdo? Conta aqui nos comentários sobre o que você gostaria de saber e fique ligado nos próximos posts no blog da Dreams Intercâmbio. Até lá!

Categories
Curiosidades

Curiosidades do Reino Unido para saber

Cabine telefônica, uma curiosidade do Reino Unido

Se você vai fazer um intercâmbio no exterior, é imprescindível conhecer um pouco da história e das curiosidades do local. O Reino Unido por si só já é excêntrico, a começar pela Rainha Elizabeth II que, correm boatos, é imortal (kkkk). Não são poucas as curiosidades do Reino Unido e algumas incluem sua monarca. Mas, brincadeiras à parte, ele chamou a atenção do mundo em 2020 por sua saída da União Europeia, fato chamado de Brexit.

Antes de tudo, é preciso ter em mente que o Reino Unido não é apenas um país, mas um conglomerado. Ele envolve a Irlanda do Norte e a Grã Bretanha, esta que é formada pela união da Inglaterra, do País de Gales e da Escócia, todos na ilha maior. 

E aí, curioso pra saber as peculiaridades da terra da rainha? Então, siga com a gente nesta leitura.

A curiosa Elizabeth Alexandra Mary Windsor, a Rainha Elizabeth II

A jovem Elizabeth Alexandra Mary Windsor, a Rainha Elizabeth II

Impossível começar esse texto sem falar de uma das mulheres mais importantes da Grã Bretanha, a Rainha Elizabeth. A monarca de 94 anos iniciou muito cedo seu reinado, aos 25 anos, por isso ela é considerada a rainha com mais tempo de trono, já são 69 anos de legado. Tá vendo que era só boato que ela é imortal? Bethinha ainda está na flor da idade!

E pode parecer estranho, mas, além da idade, já começa aí uma curiosidade: ela não é a pessoa mais rica do Reino Unido. Estranho, né? Apesar de sua riqueza advir de uma porcentagem dos impostos pagos pelos britânicos e imóveis particulares da família real, ela não aparece nem na lista dos 300 mais ricos.

Mas de bens naturais a rainha está muito bem! Isso porque, prepare-se para o choque, todas as baleias, cisnes e golfinhos das águas britânicas pertencem a Elizabeth II. Outra curiosidade mais conhecida é que ela reina, mas não governa, esta é uma responsabilidade do Parlamento Britânico.

Entretanto, a rainha é responsável por grandes tomadas de decisão no reino, como protocolar quando o país está em guerra, liderar as Forças Armadas e proclamar a dissolução do Parlamento. É ela também que recebe convidados estrangeiros e representa o país no exterior.

Curiosidades sobre o chá das 17h

Chá das 17h, típico do Reino Unido

Apesar de muitos países compartilharem o amor por esta bebida milenar, o consumo de chá no Reino Unido é 2,5 vezes maior do que no Japão. É isso mesmo! Ah, segura aí outra curiosidade: 98% dos ingleses bebe o seu chá com leite. Deve ser bom, né? Apesar de serem os maiores consumidores de chá do mundo, foi uma portuguesa que levou esta iguaria pra lá. 

A portuguesa em questão foi Catarina de Bragança, filha de D. João IV. Ela casou-se com o rei Charles II, mas levou consigo o costume do chá, bem comum em Portugal, e em pouco tempo conquistou os britânicos.

E por falar em chá das 17h, antigamente, os britânicos não faziam refeições no intervalo entre o almoço e o jantar. Essa prática é uma herança da duquesa de Bedford, que sentia muita fome durante esse período. Um belo dia, ela decidiu fazer um pequeno lanche: uma xícara de chá com leite e açúcar e um salgado. Aí a moda pegou, né?

Já tá se imaginando tomando um chazinho com a rainha lá no Reino Unido? Então, clique neste link e peça o orçamento do seu intercâmbio.

Quick curiosities, ou, no bom português, curiosidades rápidas

Curiosidades da terra da rainha

Se você dirige, prepare-se para o susto ao chegar no Reino Unido, os carros transitam com a famosa “mão inglesa”. Isso porque, diferentemente do Brasil, os carros são conduzidos pela faixa da esquerda com o volante à direita. Outros 76 países pelo mundo também a utilizam, todos foram colônias do Reino Unido, com exceção do Japão.

Mais uma curiosidade britânica diz respeito à Abadia de Westminster, que é o local oficial de todas as coroações do Reino Unido desde 1066. Além disso, o Castelo de Windsor é o maior e mais antigo castelo ocupado por uma família real – e também a residência preferida da Rainha Elizabeth aos finais de semana.

Agora, segura o fôlego que vem aí uma enxurrada de curiosidades do Reino Unido. Oui! O francês já foi a língua oficial da Inglaterra. É nesse país também que estão as maiores taxas de obesidade do mundo. Os britânicos AMAM filas, então respeite-as. Outra paixão também é reclamar do tempo, algo que funciona como um “quebra gelo” entre as pessoas. 

Esse não é um filme da Cinderela, mas os Pubs Britânicos têm toques de recolher às 23h, até um sino toca! Para continuar a diversão, você pode ir a uma balada ou pub com permissão após o horário. Todos os feriados britânicos são chamados de “bank holiday” e acontecem sempre às segundas e sextas, com exceção da Páscoa e do dia 26 de dezembro.

Já ouviu falar do Monstro do Lago Ness? É lá que o lago está e é considerado o maior corpo de água doce do Reino Unido. É mais profundo, inclusive, que o Mar do Norte e mais curioso ainda: ele nunca congela. Mais de mil pessoas já relataram ter avistado o bicho apelidado de Nessie. Será mesmo que tem monstro nesse lago, hein?

Intercâmbio no Reino Unido é com a Dreams

Reino Unido com a Dreams Intercâmbio

Não são poucas as curiosidades do Reino Unido, mas já deu pra ter um gostinho do que encontrar na terra da rainha, não é? Se você ficou empolgado pra conhecer esse destino com a gente, então a gente vai te ajudar a realizar seu intercâmbio. Basta clicar aqui e nosso time entrará em contato com você o mais breve possível. Mas se a ansiedade estiver grande, é só entrar em contato através do nosso whatsapp clicando aqui.

Gostou do conteúdo? Conta aqui nos comentários sobre o que você gostaria de saber e fique ligado nos próximos posts no blog da Dreams Intercâmbio. Até lá!

Categories
Graduação e Pós no Exterior

Como fazer cursos profissionalizantes no exterior?

Alunos de curso profissionalizante no exterior

Acabou de se graduar e tá querendo dar um upgrade no currículo? Então, apostar em cursos profissionalizantes para se destacar no mercado de trabalho pode ser muito importante nesse momento. Principalmente se o curso for feito no exterior, já que as chances de conquistar uma vaga na área desejada aumentam e muito! 

Além disso, aliar os estudos com um intercâmbio internacional pode trazer muitos benefícios que vão além de morar em um país com mais qualidade de vida, paisagens deslumbrantes e ensino de referência. Seja qual for sua área de especialização, a Dreams te ajuda a encontrar a melhor opção.

Abaixo falaremos para quem se destinam os cursos profissionalizantes no exterior e requisitos para cursá-los. Se interessou? Continue a leitura com a gente!

Para quem é o curso profissionalizante no exterior?

Curso profissionalizante laboratorial

Essa modalidade de ensino é destinada a pessoas que já concluíram a graduação e agora desejam apostar em uma especialização em outro país para complementar sua formação. E para que sua experiência seja completa, trabalhamos em parceria com as melhores instituições estrangeiras para tornar seus estudos 

Mas, apesar de ser um curso voltado para profissionais e alunos em início de carreira, é necessário um conhecimento mínimo na língua. Como as aulas são voltadas para o mercado de trabalho, elas exigem que o aluno pratique seu inglês e termos técnicos da sua área de formação. Elas são elaboradas para ajudar a expandir sua experiência profissional, superando a concorrência e se destacando dos demais. Abaixo listamos as áreas disponíveis em nossos programas:

Negócios/ Internacional Business
Gerenciamento de Projetos
Marketing
Medicina
Farmácia
Odontologia
Enfermagem
Economia
Direito
Finanças
Preparação de carreira Internacional

Quer saber mais sobre alguma área específica? Então, clique neste link e fale com a gente.

Visto para cursos profissionalizantes no exterior

Visto e passaporte, documentos para entrada em países no exterior

Os cursos profissionalizantes são oferecidos por instituições de vários países, como Reino Unido, África do Sul, Canadá, entre muitos outros. As opções são muitas, mas as experiências, além do reconhecimento internacional de uma faculdade ou universidade e uma certificação profissional, são ainda mais recompensadoras.

Passar um período em outro país é culturalmente muito enriquecedor, mesmo que seja um curto espaço de tempo. E para isso é necessário dar entrada no visto para poder viver essa experiência. Alguns países não exigem o visto e, caso seja seu caso, orientamos a melhor maneira de garantir a permissão de entrada. Já em destinos no continente Europeu e Africano, os alunos brasileiros, mediante ao acordo de Shengen, podem viajar sem visto prévio para cursos de até 90 dias. 

Quer saber quais os países que não pedem visto para entrada no país? Clique aqui e fale com a gente!

Cursos profissionalizantes no exterior com a Dreams

Cursos profissionalizantes com a Dreams

Está pertinho de se formar ou já está planejando uma especialização no exterior?  Basta entrar em contato com a gente para saber os cursos e países disponíveis para cursos na sua área. É só clicar aqui e nosso time de consultores retornará o mais breve possível.

Não perca os próximos posts do blog da Dreams Intercâmbios. Sempre às terças e quintas conteúdos exclusivos para quem quer estudar no exterior. Até lá!

Categories
Tudo sobre intercâmbio

Quais os tipos de Intercâmbio mais comuns

Professora dando aula para alunos do intercâmbio
Professora dando aula para alunos do intercâmbio

Passar um tempo fora, aprender uma segunda língua, descobrir novas culturas… Muitos são os motivos para viajar para o exterior, mas você conhece os tipos de intercâmbio mais comuns? É possível se programar e passar quanto tempo você achar necessário, existem intercâmbios de apenas 1 mês, mas também de 1 ou 2 anos.

Apesar de ser bastante comum entre jovens, o intercâmbio tem sido cada vez mais procurado por profissionais que querem dar um upgrade no seu currículo. Por isso, as possibilidades de se aventurar no exterior são muitas, e as categorias variam de acordo com seus objetivos e expectativas. Afinal, viajar é para todos!

Então, vem conferir nossa lista de modalidades e as informações que você precisa para dar um “match” com as suas expectativas. Continue com a gente a leitura!

Curso de Idiomas no Exterior

Alunos em ambiente de estudo
Alunos em curso de idiomas no exterior

pelos viajantes por fazer uma imersão na cultura local. Essa modalidade pode ser vivenciada em diferentes países e tem duração mínima de 2 semanas. Apesar disso, é possível permanecer por mais tempo, que varia de acordo com o nível esperado que você deseja alcançar. 

Existem diferentes escolas e cada uma delas tem seus programas e horários distintos. Algumas, inclusive, organizam atividades sociais realizadas fora das salas de aula, como excursões e visitas a pontos turísticos. Um ponto em comum é que todas elas fazem um nivelamento prévio de proficiência, assim todos da turma estarão no mesmo patamar de aprendizagem.

Quer conhecer nossa lista de escolas no exterior? Então, clique neste link e fale com a gente.

Intercâmbio de férias escolares

Grupo de alunos sorrindo
Alunos em intercâmbio de férias

Voltado para jovens de 14 a 17 anos, os intercâmbios de férias têm duas grandes vantagens: menor duração e não interferem nos estudos do jovem aqui no Brasil. E essas são apenas as vantagens iniciais, afinal a programação desse tipo de intercâmbio é pré-definida e cheia de atrativos. Normalmente, acontecem nos meses de janeiro e de julho, com duração de 2 a 6 semanas. Pela curta duração, é uma ótima oportunidade para testar a experiência em outro país.

A programação combina o aprendizado do idioma e experiências socioculturais e de lazer, como a prática de esportes, passeios e excursões. Nesta modalidade, os alunos desenvolvem suas habilidades de comunicação, trabalho em equipe e de liderança. Um exemplo de intercâmbio de férias é o Winter Camp, um intercâmbio de um mês para aprender inglês no Canadá. 

Graduação, pós-graduação e especializações

Alunos trocando conhecimentos
Alunos de graduação em sala de aula

Se você já tem um bom nível de proficiência na língua do país onde deseja se graduar, esta é a modalidade mais indicada. Em alguns casos, a instituição poderá oferecer um curso intensivo no idioma para melhor acompanhamento do estudante. O intercâmbio de Ensino Superior para graduação requer no mínimo 1 ano no país. A desvantagem é o custo mais elevado que as outras modalidades, devido ao custo das matrículas e mensalidades da faculdade escolhida.

Após a graduação, você pode optar por cursos de especialização e vivenciar essa experiência fora do seu país de origem podem somar pontos no seu currículo. Caso você esteja procurando um MBA, pós-graduação ou mestrado, esta é a modalidade e cada uma possui particularidades que vamos adorar te explicar. Uma boa opção também são os Colleges, pois, caso você queira morar no Canadá, somam pontos na imigração.

Quer saber mais sobre Ensino Superior no exterior? Clica aqui e fala com a gente!

Intercâmbio de estudo e trabalho

Estudantes de intercâmbio utilizando  o laboratório de informática
Estudo e trabalho no intercâmbio

Dá pra estudar uma nova língua no exterior e conciliar com um trabalho formal? Sim! Este é um dos tipos de intercâmbio mais comuns e garante a vantagem de receber um salário na moeda local. Já falamos muito sobre trabalho e estudo durante o intercâmbio, então conteúdo não vai faltar. Basta clicar aqui e conferir nossas matérias.

Existem vários países onde é permitido trabalhar meio período enquanto se aprende uma nova língua. Nos meses de férias, é possível, ainda, trabalhar full time, garantindo uma maior imersão na cultura do país e um retorno financeiro maior para os gastos na viagem.  

Quer saber mais sobre trabalho e estudo no intercâmbio? Envie para nosso whatsapp o país que deseja conhecer que encontraremos a melhor escola de idiomas para você.

Intercâmbio é com a Dreams

Aluno sinalizando positivamente
Intercâmbio é com a Dreams

Já sabe quanto tempo quer passar fora? Quais tipos de intercâmbio você quer experimentar? Ainda não? Não tem problema. Basta entrar em contato com a gente e nos passar as informações necessárias que encontraremos as melhores opções para você. Basta clicar aqui e nós retornaremos o mais rápido possível.

Não perca os próximos posts do blog da Dreams Intercâmbios. Sempre às terças e quintas conteúdos exclusivos para quem quer estudar no exterior. Até lá!

Categories
Canadá Tudo sobre intercâmbio

Winter Camp no Canadá, um intercâmbio único

Piquenique entre amigos no Winter Camp
Grupo de amigos em passeio no Winter Camp

Certamente, os camps são a melhor maneira de testar a vivência em outro país, isso porque são intercâmbios de curta duração, aproximadamente um mês. É nas férias escolares de janeiro que o Winter Camp no Canadá acontece, portanto a experiência não interfere nos estudos aqui do Brasil. E vamos combinar: não dá pra perder a oportunidade de estudar inglês em um dos melhores países do mundo estando de férias!

Mesmo que seja um período curto, aprimorar a língua inglesa ao lado de outras pessoas, conhecendo novas culturas é uma experiência única. O estudante vivenciará ainda atividades que enriquecerão sua bagagem cultural, como excursões pela cidade com instrutores do programa.

E aí, quer saber mais e como funciona o Winter Camp no Canadá? Então, continue a leitura com a gente.

Para quem é e como funciona o programa?

Alunos dentro do ambiente acadêmico
Alunos do programa Winter Camp

O programa é voltado para jovens entre 14 e 17 anos e na Dreams o estudante tem a oportunidade de estudar na melhor escola de Inglês da América do Norte, a ILAC. É possível fazer o intercâmbio sozinho, mas também com amigos. O grupo se hospeda em casa de família com três refeições diárias, além de outras vantagens que só a Dreams oferece.

Sobre a cidade do intercâmbio, Vancouver é uma excelente opção. Ela já foi eleita campeã em qualidade de vida várias vezes e diversão por lá tem de sobra! A cidade fica bem próxima a Seattle e tem uma grande vantagem: suas temperaturas são mais amenas que em outras cidades do Canadá.

A princípio, a experiência pode assustar um intercambista de primeira viagem, mas que logo passa quando o aluno se sente mais confiante e faz amizade com outros alunos. Isso porque as aulas acontecem no período da manhã e da tarde; à noite e nos finais de semana, o jovem participará de atividades sempre com o apoio dos instrutores.

Quer ver de pertinho como funciona o Winter Camp? Então aperta o play e confere esse vídeo especial que preparamos:

Quer saber quando acontece a próxima edição? Fale com a gente neste link.

Winter Camp no Canadá com a Dreams

Aluna feliz no campus
Winter Camp com a Dreams Intercâmbio

Desbravar um novo país, aprimorar uma nova língua, conhecer novas pessoas e viver uma experiência única. Esse é o Winter Camp! Se interessou e quer saber qual o investimento para participar do programa? Existem algumas modalidades, mas a gente te explica tudo bem direitinho, com nosso time sempre a postos para sanar dúvidas. É só clicar aqui que entramos em contato o mais breve possível, afinal a próxima turma pode ser a sua.
Se animou com o Winter Camp? Então confere como foi a primeira semana da última edição pra sentir o clima dessa experiência:

Fique ligado no blog da Dreams Intercâmbio, toda semana temos conteúdos exclusivos para quem quer estudar no exterior. Até lá!