Categories
Intercâmbio Estudo e Trabalho

Morar na Espanha: saiba a forma mais fácil de morar no país

Morar na Espanha é uma experiência bem diferente de tudo que você já conhece, e esse também é o pensamento de pessoas ao redor de todo o mundo. Seja pelo futebol, pela cultura ou pelo seu idioma, a Espanha chama atenção por toda a sua história e beleza. Mesmo assim, as pessoas costumam não saber a fundo o potencial que o país tem a oferecer em diversos segmentos.

Pensando nisso, nós preparamos um conteúdo completo sobre como é morar na Espanha e o que você pode fazer durante o seu intercâmbio, confira abaixo:

Como é morar na Espanha?

Você sabe que a Espanha fica na Europa, que o idioma é o Espanhol e que existem alguns costumes clássicos, e isso é saber bem sobre a Espanha, mas isso não chega a ser nem mesmo 1% do que o país tem a oferecer como uma das 10 maiores economias da Europa. Seja pelo seu povo ou pela sua cultura, a Espanha é um dos melhores países não apenas para estudar, mas também para viver experiências incríveis.

Morar na Espanha: Cidade de Madrid
Cidade de Madrid

O idioma espanhol

Provavelmente você já deve ter sentido aquela grande dúvida: “Devo aprender inglês ou espanhol primeiro?”. Bom, algumas pessoas decidem estudar as duas ao mesmo tempo, outras preferem o inglês, mas definitivamente, todo mundo acaba falando um pouco de Espanhol. Seja nos filmes e séries ou em nossas conversas comuns, a língua espanhola sempre costuma marcar presença. 

A língua espanhola é uma das línguas mais populares do mundo, sendo a 4ª mais falada do mundo, ficando atrás apenas do Hindi, Chinês Mandarim e Inglês, línguas que aplicam-se aos fatores: extensão territorial do seu país de origem e compartilhamento da língua ao longo dos outros continentes.

O povo e a língua

Rua comum na Espanha

A Espanha é conhecida não só pela sua língua ou também pela forte figura do toureiro, muito menos pelas fortes cores da sua bandeira. A verdade é que o povo Espanhol é a grande figura central do que a Espanha tem a oferecer, pois além de serem pessoas bastante calorosas, os espanhóis também são pessoas diversificadas, que também acabam diversificando todos os costumes e interesses do país.

Quer um exemplo disso? Vamos utilizar a língua espanhola como exemplo. Todo mundo tem o costume de imaginar que o espanhol é falado em toda a Espanha, mas isso não é uma verdade completa, pois dentro do país, existem os idiomas: catalão, valenciano, gallego, euskera, basco e outras línguas que são variações do Espanhol.

Legal, né? Por isso, saiba bem onde vai morar na Espanha, pois existem diferentes povos e costumes, o que faz da Espanha um país de cultura muito forte e variada nas mais diferentes regiões.

Esporte também é cultural

O futebol é uma grande paixão aqui no Brasil e a gente já sabe disso, mas na Espanha essa paixão tem cores diferentes, que movimentam milhares, ou até mesmo milhões de pessoas, dentro e fora da Espanha. Atualmente, a La Liga, ou liga espanhola de futebol, é considerada uma das melhores competições de futebol do mundo, tendo times já conhecidos mundialmente como o Barcelona e Real Madrid, assim como os representantes criados em homenagem a cidades como Sevilla e Villarreal.

Estádio de futebol na Espanha

Mas a Espanha não é apenas feita de futebol, outros esportes também se destacam para o grande público e dentre eles está o Basquete, que tem uma das maiores ligas de basquete da Europa, a ACB. Além deste, temos também o tênis, que na Espanha já revelou tenistas incríveis como Rafael Nadal e David Ferrer. Então, você amando esportes ou não, saiba que eles são uma grande força espanhola e você pode apreciar todos eles enquanto estiver estudando no país.

A forma mais fácil de Morar na Espanha

Todo país tem requisitos mínimos obrigatórios em seus setores de imigração. Na Espanha, isso não é diferente e as suas políticas imigratórias tem requisitos que diferem de outros países da Europa como Alemanha, Irlanda e Inglaterra. 

Para morar permanentemente na Espanha, o único requisito é de que você precisa viver por 5 anos no país, sem interrupções. Assim, você poderá aplicar para o visto de residência permanente.

Frente de um restaurante na Espanha

Mas, como posso viver por 5 anos na Espanha?

O visto de estudante é um dos grandes responsáveis pela grande quantidade de pessoas que imigram para outros países todos os anos, independente da escolha do viajante. Os países valorizam pessoas que buscam melhorar os seus currículos, ainda mais pelo fato de que podem ser futura mão de obra qualificada dentro do país, que pode investir mais dinheiro na economia local.

Sendo assim, fazer um intercâmbio é a melhor porta de entrada para qualquer país, pois através dele você consegue estudar no país em instituições de ensino que melhor atendem a sua vontade, como uma escola de idioma ou universidade, tendo acesso ao trabalho enquanto estuda. Logo depois de finalizar os seus estudos, você poderá aplicar para um visto de trabalho, o que aumenta o seu tempo de estadia no país.

Na Espanha é possível estudar e trabalhar, basta que você tenha mais de 18 anos e esteja matriculado em uma instituição de ensino por pelo menos 6 meses. Assim, você terá a permissão para trabalhar enquanto estiver com os seus estudos em progresso no país. Partindo deste começo, você já estará com pelo menos 6 meses na sua contagem de tempo dentro da Espanha.

Chegando até aqui, eu aposto que você se interessou por fazer o seu intercâmbio na Espanha, melhor ainda se quiser viver uma experiência incrível no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica no botão abaixo e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa!

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Curiosidades Dicas Imigração

Custo de vida no Canadá em 2021: saiba como será a sua vida no país

O custo de vida no Canadá é uma das grandes dúvidas que cercam aqueles que buscam mudar de vida enquanto planejam a sua viagem para o maior país das Américas. Alguns países costumam ter uma boa qualidade de vida, mas um valor muito alto para que o cidadão consiga se manter economicamente.

Porém, esse não é o caso do Canadá e você não precisa se preocupar, já que neste post nós vamos te mostrar como o Canadá tem o estilo de vida e os preços ideais para você que procura uma boa qualidade de vida enquanto vive tranquilamente. Vem com a gente e segue a leitura abaixo:

O custo de vida no Canadá em 2021

Visão panorâmica de Toronto no Canadá
Cidade de Toronto

O custo de vida no Canadá pode variar de acordo com a sua localização no país, pois existem cidades com um custo de vida mais caro, enquanto outras têm um nível de consumo equilibrado em relação às necessidades básicas dos habitantes.

Abaixo, reunimos dados disponibilizados pela plataforma Numbeo, que reúne informações econômicas sobre diversas cidades, estados e países. Confira os valores médios em setores específicos atualmente, baseado em dados de Janeiro de 2021:

Moradia por mês

Apartamento (1 Quarto) no centro da cidade – C$ 1,322.91 

Apartamento (1 Quarto) fora do centro – C$ 1,094.15 

Restaurantes

Refeição em restaurante barato – C$ 17.00 

Refeição para 2 pessoas em restaurante médio – C$ 70.00 

Mercados

Leite (1 litro) – C$ 2.48 

Pão branco (500g) – C$ 2.90

Arroz (1kg) – C$ 3.75

Transporte

One-way ticket (Transporte local) – C$ 3.25

Passe mensal (Preço regular) – C$ 95.00

Utilidades (Mensal)

Básico (Electricidade, aquecimento, água, lixo) – C$ 161.10

Internet (60 Mbps) – C$ 77.48

Vestimenta

1 Calça Jeans – C$ 64.39

1 Vestido de verão (Zara, H&M e etc) – C$ 35.17

1 Tênis de corrida da Nike – C$ 101.39 

Calculando as suas necessidades

Utilizando o salário mínimo de Ottawa (Ontario), de C$ 14.25 por hora, como base, podemos calcular que uma pessoa que trabalha 40 horas por semana terá em média C$ 570 ao final desse período de trabalho, o que significa que em um mês ela terá C$ 2.280.

Tendo a informação sobre os preços em diferentes setores e também o cálculo do salário mínimo, podemos concluir que o custo de vida no Canadá se mantém moderado, podendo até mesmo diminuir caso você estabeleça a sua moradia em uma cidade de baixo custo como Winnipeg em vez de Toronto, por exemplo, que além de ser a maior região metropolitana do Canadá, também é uma das cidades mais caras do mundo.

Falando em salário mínimo, você conhece as profissões em alta no Canadá em 2021?

O custo de vida é apenas um dos componentes do índice da Qualidade de Vida, que reúne outros fatores importantes para uma sociedade moderna e estima o quanto aquele determinado país, estado ou cidade é bem ranqueado.

Canadá x Brasil: entenda a qualidade de vida

O custo de vida no Canadá pode variar com as cidades
Torre CN, em Toronto

Quando falamos sobre qualidade de vida, precisamos entender que existem alguns fatores que fazem com que ela tenha um índice bom ou ruim, como por exemplo: Poder de compra, Segurança, Saúde, Clima e o próprio Custo de Vida.

Utilizando um pouco mais a Numbeo, criamos um comparativo entre Ottawa e Brasília, confira:

BrasíliaOttawa
Índice do poder de compraBaixo49.98Moderado85.32
Índice de segurançaBaixo38.42Alto74.21
Índice de saúdeModerado50.20Alto74.97
Índice do custo de vidaMuito Alto33.01Moderado71.85

Como podemos observar, a capital do Brasil não corresponde aos requisitos mínimos para uma qualidade de vida acima da média. O índice do custo de vida pode parecer alto, mas porque a plataforma compara os preços de São Paulo como uma média geral, fazendo com que Brasília pareça ter um custo de vida muito mais em conta.

Ottawa é a capital do maior país das Américas, e mesmo assim, mantém um custo de vida moderado, com um poder de compra totalmente acessível e com índices de saúde e segurança em altos níveis, o que significa ter uma qualidade de vida elevada enquanto se consegue prosperar economicamente.

As cidades do Canadá e a economia

Lago e montanha em Alberta no Canadá
Alberta, Canadá

Após concluir os seus estudos e já estando no Canadá por um bom tempo, é importante que você já esteja economicamente integrado com o país e sabendo todas as implicações que cada estado e cidade podem ter em relação à economia. Algumas cidades podem ser mais caras do que outras, o que pode impactar na sua estadia no país.

Assim como o custo de vida do Canadá, o salário mínimo também sofre alterações de acordo com a cidade em que você estiver inserido, o que significa que caso você deseje morar em Ontario, por exemplo, o seu salário mínimo será de C$ 14.25 por hora, diferente da região de Alberta, que fica em torno de C$ 15.00.

Segundo o Retail Council of Canada, o salário mínimo mais alto se encontra na região de Nunavut (C$16.00), que mesmo tendo uma única cidade, tem um custo de vida muito alto, onde uma simples refeição para duas pessoas pode custar até mesmo C$ 210.00 e os aluguéis de apartamentos podem chegar até C$ 2.300.00 no centro da cidade e C$ 2.500.00 fora dele.

O Canadá é um país com altos níveis de educação e com uma ótima qualidade de vida, basta fazer uma análise sobre onde você poderá se encaixar melhor e traçar um bom planejamento financeiro, assim, o seu futuro será muito mais tranquilo no país da Maple Leaf.

A Dreams apoia os seus sonhos e respeita a sua vontade de aprender, por isso, traremos cada vez mais conteúdos sobre o Canadá!

Mas, espera aí! Você quer estudar no Canadá mas não sabe como? A Dreams Intercâmbios tem as respostas que você precisa, basta clicar aqui e entraremos em contato para avançarmos em direção ao seu sonho de morar no Canadá!

Categories
Intercâmbio Estudo e Trabalho

Como estudar e trabalhar na África do Sul?

Quando pensamos em intercâmbio de idiomas, principalmente para aprender inglês, logo vêm à mente destinos como Estados Unidos e Europa. O que muitos não sabem é que é possível estudar e trabalhar na África do Sul por valores muito mais acessíveis. Isso sem contar a incrível experiência de viver no país mais multiétnico do continente africano. Belas paisagens e imersão cultural não faltarão!

No país, vale visitar as principais metrópoles: a Cidade do Cabo, onde fica o Cabo da Boa Esperança, e Joanesburgo. Mas, se seu espírito é aventureiro, pode desbravar a savana e embarcar em um safári e conhecer os big five (leões, elefantes, búfalos, leopardos e rinocerontes). Praticar esportes no mar ou no ar, visitar gigantescos parques naturais e se envolver com culturas aborígenes são outros atrativos. Sob outro olhar, a modernidade toma conta do país com hotéis incríveis, construções históricas e a rica gastronomia com a rota do vinho.

Se você quer estudar e trabalhar em um país assim, então continue com a gente a leitura.

Estudar Inglês na África do Sul

Grupo de estudantes de idiomas

A população do país é 72% negra de várias etnias, como zulus, xhosas e bapedis, o que faz com que a África do Sul tenha 11 línguas oficiais. Apesar disso, o inglês é a língua pública e comercial do país, ou seja, é a língua falada nas escolas e universidades. Por isso, você não terá maiores dificuldades de comunicação na instituição, já que outros estudantes também estarão se aprimorando.

Além do inglês, outro idioma dominante é o africâner, língua de ramo germânico que se originou principalmente a partir do neerlandês, e que é falada pela maioria dos brancos e mestiços sul-africanos.

Quer conhecer as escolas de idioma parceiras da Dreams? Clique aqui.

Ensino Superior Sul-africano

Alunos do Ensino superior em aula

A África do Sul é um dos melhores destinos do continente africano para se fazer um intercâmbio universitário, já que das cinco melhores universidades da África, segundo o QS World University Rankings 2020, quatro estão no país. São elas: Universidade da Cidade do Cabo (1º), University of the Witwatersrand (3º), Stellenbosch University (4º)  e University of Johannesburg (5º). Mas o melhor ainda está por vir: todas são públicas.

A Universidade da Cidade do Cabo (UCT) é pública e é a universidade mais antiga do país, tendo sido fundada em 1829. Durante o apartheid, a UCT serviu de centro intelectual para combater a política segregacionista do governo. Está entre as 200 melhores universidades do mundo, de acordo com o World University Rankings 2020, na frente de referências de ensino no Brasil, como a USP e a UNICAMP.

A instituição é reconhecida por seus cursos em Estudos Africanos, Biologia, Botânica, Negócios, Ciências Ambientais, História, Matemática, Engenharia, Sociologia e Antropologia. Entre seus ex-alunos e professores, estão cinco ganhadores do Prêmio Nobel, entre eles, o professor emérito e escritor J.M. Coetzee, que foi condecorado pela premiação em 2003.

Visto para estudar e trabalhar na África do Sul

Passaporte para visto na África do Sul

Se o curso que você escolheu para seu intercâmbio tiver duração menor que 90 dias, não se preocupe. Você não precisará dar entrada no visto. Mas é importante ter em mãos a documentação da escola e provar que tem condições de se manter no país financeiramente.

Deverá também ter passaporte com data válida em até um mês após o período, com pelo menos uma página em branco. Além de apresentar o CIV (Certificado Internacional da Vacina) contra febre amarela, tomada até 10 dias antes da viagem.

Para intercâmbios acima de 90 dias, para quem tem intenção de estudar e trabalhar na África do Sul, alguns documentos são exigidos. Anote aí:

  • Um passaporte ou documento de viagem válido por não menos que 30 dias após o fim da visita pretendida
  • Seu passaporte deve ter ao menos DUAS páginas não usadas para registros de entrada/partida
  • Um formulário BI-84 completo (pedido de visto)
  • Pagamento da taxa especificada
  • Certificado de vacina contra febre amarela (se necessário)
  • Declaração e/ou documentação comprovando o propósito e a duração de sua visita
  • Duas fotografias coloridas para passaporte
  • Uma passagem de retorno ou de continuação da viagem, se estiver viajando de avião
  • Se você tiver filhos (menores) viajando junto ou que vão encontrar você na África do Sul, vai precisar dos seguintes documentos adicionais:
    – Prova de guarda ou custódia ou
    – Autorização da pessoa que tem a guarda no caso de um menor desacompanhado
  • Prova de meios financeiros para pagar suas despesas enquanto estiver na África do Sul na forma de:
    – Declaração do banco
    – Adiantamentos de salário
    – Declaração de quem vai hospedá-lo na África do Sul
    – Bolsa de estudos
    – Convênio médico ou
    – Dinheiro disponível (incluindo cartões de crédito e traveller cheques)

Emprego na África do Sul

Homem em seu emprego

Nem sempre é possível encontrar um emprego na área desejada, mas fica como responsabilidade do estudante encontrar um trabalho. Antes de tudo, é preciso completar 4 semanas de estudo antes de partir para encontrar um serviço no país. Em geral, há mais vagas na área hoteleira, como alimentos e bebidas (bares e restaurantes), vendas, atendimento, cafés, supermercados, entretenimento.

Se você busca estudar e trabalhar na África do Sul, então conheça os requisitos:

  • Ser um estudante universitário ou recém-formado (no máximo 6 meses depois da graduação)
  • Ter idade entre 18 e 25 anos
  • Nível de inglês intermediário ou superior
  • Ter boa saúde
  • O estudante deve ser responsável, pró-ativo, flexível e comprometido com o trabalho
  • Fazer um seguro-viagem pelo período do visto.

Intercâmbio na África do Sul

Bandeira da África do Sul

E aí, gostou de saber um pouco mais sobre a África do Sul? Se precisa de mais informações sobre o país, entre em contato com a gente clicando aqui. Nosso time está sempre a postos para tirar todas as suas dúvidas.  

Não perca os próximos conteúdos! Todas as terças e quintas há sempre um post novo no blog da Dreams Intercâmbio. Até lá!