Categories
Intercâmbio Cultural

O que nunca te contaram sobre como é morar na Itália

Tá querendo morar na Itália mas não sabe como é por lá? Não se preocupe, as suas dúvidas estão bem perto de serem extintas, mas para isso, você precisa ler este post até o final, certo? Então vamos deixar de papo e vamos direto ao nosso objetivo: transformar você em um expert sobre a vida na Itália. 

Confira abaixo o post completo sobre a vida em um dos países mais históricos da Europa: 

A vida na Itália

Para morar na Itália, você precisa saber que os italianos amam comida, a família, arquitetura e a sua própria história, que se reflete, por consequência, na sua arquitetura e também na sua culinária. A pizza, por exemplo, que foi inventada para motivos específicos, é bem diferente daquela que consumimos aqui no Brasil, com uma massa bem diferenciada da nossa.

A população italiana é a mais velha da Europa, assim, é bem comum que as tradições sejam levadas a sério dentro da Itália, principalmente quando o assunto é encontro familiar. Por isso, é bem comum que você veja encontros familiares entre os italianos, com famílias bem grandes e que perpetuam esse costume.

Além disso, a religião também é muito forte no país, pelo fato histórico de que a própria matriz do catolicismo romano se encontra no país, o Vaticano. A casa do papa exerce uma certa influência no país, que atualmente, conta com em média 80% da população adepta ao catolicismo.

Abaixo, entenda de forma rápida sobre o que você deve saber de mais importante na Itália:

A arte e a arquitetura

Falamos um pouco sobre como os italianos amam certos itens que estão dentro da composição geral da Itália, e nós com certeza não poderíamos deixar de falar da arte italiana, que reflete na sua arquitetura desde os tempos de hoje. Por lá, você pode dar de cara com o Coliseu, um dos pontos turísticos mais requisitados do mundo, assim como tirar uma foto clássica impedindo a torre inclinada de Pisa.

Mas não só isso, o conceito de uma basílica, também nasceu na Itália, para se referir aos prédios de tribunal público aberto, que posteriormente se tornou o significado de um local central para peregrinações católicas. 

Morar na Itália: arte e arquitetura

Além disso, a arquitetura italiana também é um cenário artístico, pois sendo o berço do movimento renascentista, os arquitetos também foram influenciados por ele, resultando no surgimento, também, do estilo barroco, que influenciou toda uma geração de arquitetura européia. Então se você quer conhecer uma cidade com prédios históricos e com uma boa razão para isso, pode começar a realizar a sonho de morar na Itália.

A culinária italiana

Você já parou pra pensar que a culinária italiana está dentro das coisas mais simples que consumimos diariamente? Como aquele macarrão ao molho de tomate que você consome diariamente ou aos finais de semana? Assim como aquela lasanha que você não deixa passar no almoço de família. 

Na Itália é bem comum o consumo de massas em restaurantes e bares, seja um penne, linguine, espaguete ou até mesmo uma pizza. Mesmo assim, nem todo mundo consome a mesma coisa, as regiões italianas costumam ter os seus próprios ingredientes típicos.

morar na Itália: culinária

As massas que conhecemos, por exemplo, são comuns no centro da Itália. Porém, ao norte, os peixes, batatas, arroz e outros ingredientes são as verdadeiras estrelas.

Por isso, se prepare para consumir a coisa certa na região certa, enquanto estiver morando na Itália, pois sendo um consumidor de massas, o centro é o seu lugar!

Quer morar na Itália, mas visitar outros países? Você pode!

Sinceramente, morar na Europa pede uma Eurotrip, uma viagem inesquecível por todos os países ou por aqueles selecionados pelo seu coração para criar lembranças inesquecíveis sobre experiências que apenas os países históricos da Europa podem oferecer, além da facilidade da qualidade de vida proposta por cada um deles, né?

Mapa da Europa

Na Itália, isso é um sonho possível, pois como sabemos, o país é um dos participantes da União Europeia, que conta com quase todos os países da Europa, que não oferecem resistência alguma para quem deseja transitar entre eles, sendo esses países atualmente: Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Chipre, Croácia, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Irlanda, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Polônia, Portugal, República Tcheca, Romênia, Suécia.

Para a sua sorte, se estiver realmente querendo morar na Itália, o país tem fronteiras internacionais com a Suíça, França, Alemanha e Eslovênia, sem contar com a Cidade do Vaticano e o enclave de San Marino, é claro. Assim, você pode fazer uma visita aos Alpes Suíços, assim como uma visita ao Bairro de Montmartre em Paris e até quem sabe uma mini-tour pela vida agitada nas baladas de Berlim. Legal, né?

Quer morar na Itália? Conheça o transporte público primeiro

Assim como fizemos com um post anterior sobre Paris, nós não vamos deixar você estudando na Itália sem saber como andar pelo país, certo? Então não comece a arrumar as suas malas sem ao menos saber qual o melhor transporte para o seu dia a dia e como ele funciona. Por isso, conheça agora o transporte público para quem deseja morar na Itália:

Ônibus

O ônibus é o queridinho de toda população de cidades que não têm sistemas de metrô tão efetivos ou que simplesmente não utilizam tanto a linha para os seus afazeres. Na Itália, ele funciona dentro dos centros urbanos, sendo limitado nos feriados e aos domingos.

Além disso, você também pode viajar utilizando o ônibus, que mesmo pecando um pouco na velocidade entre os pontos de destino, interliga todas as bordas da Itália, com passagens mais em conta e deixando você muito mais a vontade para aproveitar a passagem.

Trens

Os trens geralmente são utilizados para longas distâncias dentro da Itália, sendo mais viável para você que deseja conhecer a Itália de forma rápida e prática, podendo também facilitar a sua Eurotrip em várias horas.

O Frecciarossa, é um trem de alta velocidade que pode chegar até 300 km/h, interligando praticamente toda a Itália, podendo levar você de Milão à Reggio Di Calabria em uma única viagem de trem. Por isso, se você quiser sair de um ponto a outro de forma rápida, não se esqueça, os trens são a melhor resposta.

Metrô

Os primos subterrâneos dos trens são, sem dúvida, uma das melhores coisas já inventadas, principalmente para quem busca se locomover de forma mais rápida e fluida. Atualmente, apenas Roma, Milão, Nápoles e Turim têm sistemas de metrô.

O metrô de Roma, por exemplo, tem as linhas A,B e C, contando com 73 estações e tendo o seu bilhete no valor de €1,50.

Diferente do metrô de Roma, o metrô de Milão tem quatro linhas, que se dividem por cores e não por letras, sendo elas: vermelha, verde, amarela e roxa, contando também com 106 estações. Um bilhete único de viagem custa em média €2 e é válido por 90 minutos

O metrô de Nápoles tem três linhas, sendo elas: Linha 1, Linha 6 e o Metrô de Nápoles-Aversa, contando com 26 estações. Os preços podem variar entre €1,50 para 90 minutos, e €294,00, para 12 meses de duração.

E por último, o metrô de Turim, que tem uma linha e 23 estações da comuna italiana de Collegeno até Moncalieri. O bilhete único custa €1,70 e assim como em outros metrôs já citados acima, tem a duração de 90 minutos.

Bom, agora acho que você já sabe tudo sobre o que vai encontrar na Itália, né? Se tiver alguma dúvida ou um pedido especial de post, fala com a gente no nosso instagram ou por meio do botão do WhatsApp que está aqui à direita, certo?

Até a próxima!