Categories
Notícias

França libera entrada de brasileiros vacinados

O governo da França anunciou neste sábado (17), que turistas brasileiros que já se encontram totalmente vacinados, não terão problemas com as restrições. Isso se deve à flexibilização do país em relação aos países da intitulada “lista vermelha”.

Na lista vermelha, que contém os países que anteriormente não poderiam viajar sem restrições para a França, estão:

Afeganistão, Argentina, Bangladesh, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, República Democrática do Congo, Índia, Indonésia, Maldivas, Moçambique, Namíbia, Nepal, Omã, Paquistão, Paraguai, Rússia, Seychelles, África do Sul, Sri Lanka, Suriname, Tunísia, Uruguai e Zâmbia.

Torre Eiffel - França

Precauções antes de viajar

O governo deixa claro que se você está vacinado, deve seguir as seguintes informações:

1 – Você deve viajar para a França se tiver motivos urgentes e/ou considerados aceitáveis. A lista dos fundamentos para a aceitação da viagem estará no certificado de viagem internacional do Ministério do Interior da França.

2 – Viajantes com 11 anos ou mais, devem apresentar um PCR negativo ou teste antigênico

3 – Você será testado novamente, quando chegar na França.

4 – Você deve se comprometer a se isolar por 7 dias

Documentação importante

Antes de embarcar, o governo francês recomenda que você preencha e apresente alguns documentos, confira abaixo:

1 – Comprovante de vacinação (válido apenas se provar que você está totalmente vacinado)

Como comprovar:

  • Duas semanas após a segunda dose de vacinas de duas doses (Pfizer, Moderna, AstraZeneca);
  • Quatro semanas após a injeção de vacinas de uma taola (Johnson & Johnson);
  • Duas semanas após a vacina ser aplicada a pessoas que já tiveram COVID-19 (apenas uma dose é necessária).
  • Somente serão aceitas vacinas autorizadas pela EMA – European Medicines Agency, ou seja, Pfizer, Moderna, AstraZeneca e Janssen.

2 – Declaração juramentada

Que precisa conter as seguintes afirmações:

  • Você não tem sintomas de infecção por COVID-19;
  • Para seu conhecimento, você não esteve em contato com um caso confirmado de COVID-19 nos 14 dias anteriores à sua jornada;
  • (Se você tiver 11 anos ou mais) concorda em submeter-se a um teste virológico de RT-PCR para SARS-CoV-2 na chegada à França;
  • (Se aplicável) você se compromete a se isolar por sete dias;
  • (Para viajantes não vacinados que chegam de um país “vermelho”) você está ciente de que terá que colocar em quarentena por 10 dias após a chegada à França.

3 – Viajantes de países da lista vermelha devem ter um certificado de viagem internacional para a França Metropolitana, que pode ser adquirido no site do Ministério do Interior da França. Importante apresentar este certificado às empresas de viagens antes da passagem.

4 – Visitantes obrigados a se isolar, devem ter um comprovante de localização de auto-isolamento, assim como os detalhes de acesso para a fiscalização.

O governo francês deixa bem claro em sua página oficial, que se você não tiver em mãos a documentação acima, o seu embarque será negado.

Importante lembrar que entre as vacinas aceitas estão: AstraZeneca, Pfizer e Moderna.

A CoronaVac, que ainda está na fase de análise da EMA (European Medicines Agency), não poderá ser aceita na França por enquanto.

Categories
Notícias

Vacinação no Canadá: ritmo acelerado para abertura das fronteiras

A vacinação no Canadá segue perseverante e com ótimas notícias para quem pretende viajar no final de 2021 ou livremente no ano de 2020, por isso, trouxemos um conteúdo completo e totalmente baseado nos dados oficiais do governo canadense, para você, que ama viajar, já está de olho no Canadá há um tempo, mas não sabe quando vai poder realizar o seu sonho. Confira abaixo:

Como está a vacinação no Canadá?

A vacinação no Canadá começou no dia 13 de dezembro de 2020, e desde então, tem sido objeto de estudo e observação pelo mundo todo, não apenas por pesquisadores e grandes veículos de comunicação, mas também por pessoas que desejam viajar para o país desde antes do caos sanitário causado tanto dentro do Canadá, quanto no mundo como um todo.

Mas como está o ritmo de vacinação no Canadá ao final deste semestre? Bom, atualmente, para sermos mais precisos, dia 25 de junho de 2021, o Canadá já conta com pouco mais de 25,041,027 pessoas vacinadas, o que corresponde a porcentagem de 65,89% de pessoas vacinadas dentro do país.

Esta porcentagem de quase 66%, corresponde ao todo, porém, como sabemos, existem diferentes tipos de vacinas, que podem variar o seu número de doses e período de tempo. Sendo assim, quando falamos sobre pessoas parcialmente vacinadas, temos o número de 17,707,804 pessoas, correspondente a porcentagem de 46,59%.

Cidade no Canadá

Quando o assunto se torna pessoas totalmente vacinadas, temos um número bem mais tímido, mas que sem dúvida deve aumentar aceleradamente ao longo dos próximos meses, com mais pessoas tomando as suas segundas doses. Atualmente, o número de pessoas totalmente vacinadas atinge o total de 7,333,223 pessoas, que na porcentagem geral da população canadense, corresponde a 19.30%.

E ainda podemos aumentar a porcentagem total, pois o governo canadense informou que desde o seu último levantamento, 630,918 pessoas (1.66%) haviam sido parcialmente vacinadas.

A situação nas províncias

É impossível falar do Canadá sem ao menos citar um pouco sobre a situação das suas províncias, que mesmo funcionando de formas diferentes, estão unidas por uma mesma causa. Abaixo, vamos falar das províncias que estão com maior porcentagem de vacinação, chegando por fim até as menores.

Nova Scotia – 70.18%

Newfound and Labrador – 69,91%

Quebec – 69,30%

Prince Edward Island – 68,21%

British Columbia – 67,52%

New Brunswick – 66,69%

Yukon – 66,74%

Ontario – 65,68%

Northwest Territories – 65,45%

Manitoba – 61,59%

Alberta – 59,67%

Saskatchewan – 59,21%

Nunavut – 50,36%

As porcentagens acima foram levantadas a partir da base da população que recebeu ao menos uma dose. Assim, podemos compreender que as províncias menores estão muito mais avançadas em relação a vacinação em geral. Além disso, podemos dar uma atenção especial à província do Quebec, que mesmo sendo maior do que as suas irmãs vizinhas, tem seguido muito bem no ritmo de vacinação.

Cidade em Nunavut

E então? Aquela província que você sempre quis visitar está num bom ritmo? Se não, não precisa se preocupar, pois o Canadá, atualmente, está trabalhando com 5 vacinas simultaneamente, diminuindo a burocracia e driblando as limitações que poderiam ser criadas por causa do baixo número de vacinas. 

As vacinas utilizadas pelo Canadá

E falando em vacina, é importante sabermos com quais vacinas o Canadá está trabalhando em seu plano de vacinação, para que possamos entender qual é o ritmo real da vacinação canadense em relação ao número de aplicações e doses.

Vidros com vacina

Como já dissemos acima, o Canadá, atualmente, trabalha com 5 vacinas simultâneamente, sendo elas:

  • Pfizer-BioNTech
  • Moderna
  • COVISHIELD
  • AstraZeneca
  • Janssen

Utilizando a tabela disponibilizada pelo relatório oficial canadense, temos os seguintes números:

EmpresasPelo menos uma doseDose parcialDoses completas 
Pfizer-BioNTech48.41% (18,399,333)25.98% (9,871,943)10.91% (4,144,751)
Moderna11.80% (4,483,925)5.98% (2,273,908)2.74% (1,041,252)
COVISHIELD0.72% (272,042)0.41% (154,016)0.01% (4,450)
AstraZeneca4.26% (1,619,474)2.68% (1,018,410)0.31% (118,853)
Janssen0% (103)n/a (n/a)0% (103)
Combinação1.21% (459,481)n/a (n/a)1.21% (459,481)

Assim, podemos concluir que o Canadá está em um ritmo realmente acelerado, longe de se manter estagnado em relação a outros países. Além disso, percebemos que o país também tem praticado a tática de combinar vacinas, fazendo com que o número de pessoas vacinadas seja cada vez mais alto, principalmente nas províncias menores, que consequentemente acabam tendo uma população menor e mais rapidamente imunizada.

Viajar para o Canadá está se tornando um sonho cada vez mais real, basta ter um pouquinho mais de paciência, e o Canadá estará pronto para nos receber de braços abertos, assim como também estaremos cada vez mais capacitados aqui no Brasil, prontos para arrumar as malas e fazermos um intercâmbio sensacional!

Todas as informações foram retiradas de um relatório oficial, elaborado e disponibilizado pelo próprio governo do Canadá, que pretende lançar um novo levantamento no dia 5 de julho de 2021.

Categories
Notícias

Canadá agora tem maior facilidade para residência permanente

Se você busca fazer o intercâmbio dos seus sonhos no maior país das américas, a sua hora chegou, pois em recente atualização por meio do site oficial do governo canadense, o grande público foi informado que uma nova política pública temporária será implantada em todas as províncias do Canadá.

Nova política pública de residência para estrangeiros

Nesta quarta (14), uma nova publicação no site oficial do governo canadense trazia em seu título a seguinte afirmação:

“Política pública temporária para facilitar a concessão de residência permanente para estrangeiros francófonos no Canadá, fora de Quebec, com uma credencial recente de uma instituição pós-secundária canadense”

Entenda melhor abaixo:

O Canadá é um país que abriga vários imigrantes e que ainda tem procurado por mais mão de obra qualificada estrangeira para o país, principalmente se os estrangeiros tiverem interesse na educação que o país tem a oferecer, pois é a partir dela que as portas se abrem para os imigrantes no Canadá.

Sendo assim, o governo criou uma nova política pública temporária que consiste na facilitação da residência permanente para estrangeiros francófonos no Canadá, mesmo fora do Quebec. Então, se você já tem o domínio da língua francesa, basta cursar algum curso superior no país, terminá-lo e usar a sua credencial para conseguir a residência permanente em qualquer província do Canadá.

O governo canadense introduz a publicação sendo bem claro em sua página oficial que os estrangeiros francófonos são grandes contribuintes para a cultura canadense, não apenas por serem ótimos cidadãos como um todo, mas por promoverem uma vida canadense mais adequada.

Além disso, o governo também ressalta que tem imenso carinho por todos os estudantes estrangeiros que compõem a população canadense, pois eles são “talentos-chave para ajudar a apoiar o crescimento econômico e combater o envelhecimento demográfico do país.”

Canadá, Quebec e os estrangeiros

Quebec é uma província que possui direitos quase que soberanos dentro do Canadá, tendo até mesmo o seu próprio modelo de admissão para residência permanente no país, como o PEQ, que  facilita o caminho dos estrangeiros que procuram uma vida melhor no Canadá, o que faz da província uma grande importadora de brasileiros que desejam estudar no país e conquistar a sua tão sonhada residência permanente dentro do Canadá.

Castelo de Quebec

O que você precisa saber, é que agora o Canadá terá uma abertura maior para todos os estudantes francófonos com diploma de conclusão do curso. E isso não se limitará apenas aos processo do Quebec, sendo totalmente possível que o estudante francófono possa conquistar a sua residência permanente em qualquer província do Canadá.

Requisitos para aplicação do pedido de residência permanente

Na mesma publicação, foram colocadas algumas exigências básicas para que o estrangeiro interessado na residência permanente tenha elegibilidade ao processo, confira abaixo os itens já traduzidos:

Segundo o governo canadense o estudante estrangeiro deve seguir os seguintes requisitos:

1 – Ter concluído, antes da data em que o pedido de residência permanente é recebido e não antes de janeiro de 2017, um programa de estudo em uma das seguintes “Instituições de Aprendizagem Designadas” no Canadá, conforme definido na seção 211.1 dos Regulamentos.

2 – Ter recebido uma das seguintes credenciais, após a conclusão do programa de estudos de uma instituição elegível, conforme definido no item 1.

3 – Ter sido autorizado, de acordo com a Lei e Regulamentos, a estudar durante toda a sua educação no Canadá;

4 – Estar empregado no Canadá com uma licença válida ou autorização para trabalhar de acordo com a Lei e Regulamentos no momento em que o pedido de residência permanente for recebido e não deve ser autônomo, a menos que trabalhe como médico em um acordo de pagamento por serviço com uma autoridade de saúde. Este emprego deve atender à definição de trabalho de acordo com a subseção 73 (2) dos Regulamentos;

5 – Ter atingido um nível de proficiência de pelo menos 5 em francês para cada uma das quatro áreas de habilidade do idioma, conforme estabelecido no Niveaux de compétence linguistique canadiens. Isso deve ser demonstrado pelos resultados de uma avaliação por uma organização ou instituição designada pelo Ministro com o propósito de avaliar a proficiência do idioma nos termos da subseção 74 (3) dos Regulamentos e a avaliação deve ter menos de dois (2) anos quando o o pedido de residência permanente é recebido;

6 – Residir no Canadá com status de residente temporário válido (ou ser elegível para restaurar seu status) e estar fisicamente presente no Canadá no momento em que o pedido de residência permanente for recebido e quando o pedido for aprovado;

7 – Pretende residir em uma província ou território diferente de Quebec;

8 – Ter apresentado um pedido de residência permanente utilizando os formulários fornecidos pelo Departamento para esta política pública e que devem incluir, no momento da aplicação, todas as provas necessárias para satisfazer um oficial de que o requerente cumpre as condições (requisitos de elegibilidade) desta política pública, exceto para evidências exigidas para demonstrar a presença física no Canadá no momento da aprovação do pedido;

9 – Ter apresentado o seu pedido de residência permanente ao abrigo desta política pública através de meios eletrónicos (candidatar-se online). Os estrangeiros que, devido a uma deficiência, não possam cumprir o requisito de fazer uma candidatura, apresentar qualquer documento ou fornecer uma assinatura ou informação por meio eletrônico, podem apresentar esta candidatura por qualquer outro meio disponibilizado ou especificado pelo Ministro para tal objetivo;

10 – O estrangeiro não é inadmissível ao abrigo da Lei e Regulamentos.

Todas as informações acima foram retiradas da recente publicação do site oficial do governo canadense.

Se você ainda tem alguma dúvida, consulte o site oficial do governo canadense. Porém, caso você tenha interesse em estudar no Canadá, entre em contato com a gente, vai ser um prazer falar com você!

Categories
Notícias Vistos e documentações

Mudanças no visto para Irlanda em 2021: saiba agora sobre as novas atualizações

O visto para Irlanda sofreu algumas alterações importantes devido à pandemia do novo coronavírus e o governo irlandês colocou em prática algumas restrições para o visto de estudo no país, se pronunciando oficialmente em relação às novas medidas para o combate à propagação do vírus na ilha esmeralda.

Mas não se preocupe, ainda é possível visitar o país, estudar em suas instituições e desfrutar de tudo que a Irlanda tem a oferecer para você. Abaixo, entenda as novas medidas divulgadas pelo governo irlandês:

Novas medidas para viajantes da América do Sul

A Irlanda tem encarado uma séria batalha contra a COVID-19, principalmente em 2021, quando no início do mês de janeiro, o seu número de casos da doença começou a aumentar de maneira totalmente descontrolada, entrando em uma certa queda desde então. Porém, cuidados importantes têm sido colocados em prática na ilha esmeralda, principalmente em relação à entrada de estrangeiros.

Frente de uma casa em Dublin
Apartamento em Dublin

O governo da Irlanda atualizou algumas informações sobre a aplicação do visto de estudo no país, o que afeta diretamente em todos os estrangeiros que buscam estudar na Irlanda em qualquer grau de ensino e que desejam imigrar para o país ou apenas aproveitar o turismo e o nível educacional que a ilha pode oferecer.

E foi em relação aos países da América do Sul que as novas atualizações tiveram um efeito maior, já que agora será necessário que o viajante vindo do nosso continente, faça uma aplicação para aprovação do visto com 3 meses de antecedência e realize um teste de PCR que indique negatividade para a COVID-19, sendo necessária uma quarentena de 14 dias após a sua chegada no país.

Como realizar a aplicação de visto para Irlanda

Visto para Irlanda sofre alterações por causa da COVID-19
Interior de um Pub na Irlanda

Antes de realizar a sua aplicação para um visto de estudo, é necessário que você confira se as suas características conseguem se encaixar dentro das políticas dos que não são naturalizados na Área Econômica Europeia (EEA). Após isso, você poderá realizar a sua aplicação online para o visto de estudo, seguindo todas as instruções do formulário.

“Mas, esse processo de aplicação vai demorar?”. Não existe nenhuma burocracia extra, mas o tempo de processamento pode variar de acordo com o país de origem do viajante. O seu pedido também pode sofrer um atraso por conta dos períodos de alta demanda, o que pode aumentar o tempo para o recebimento de uma resposta.

O governo irlandês indica que o tempo médio de resposta seja dentro de 8 semanas a partir da data da sua aplicação. Um lembrete: o processo funciona inteiramente por ordem das datas de aplicação, ou seja, quanto mais rápido você fizer a sua aplicação de visto, mais veloz será o processo de admissão, então em caso de ansiedade para viajar, prepare-se o mais rápido possível.

Saiba a documentação necessária

Sendo a parte mais importante da aplicação para o seu visto, a sua documentação precisa ser totalmente alinhada com as suas vontades em relação à Irlanda, para que o oficial responsável pelo visto possa ter uma visão clara da sua proposta e possa lhe conceder a entrada no país.

Visto para Irlanda sofre alterações por causa da COVID-19
Seja objetivo em sua documentação

Abaixo, confira a documentação necessária para o visto de estudo:

  • Duas fotos atualizadas e coloridas do tamanho do passaporte;
  • Seu passaporte atual e uma cópia completa de todos os passaportes anteriores;
  • Uma carta de aplicação assinada, incluindo seus detalhes completos de contato;
  • Evidência de que você está matriculado em um curso financiado privadamente;
  • Evidências contabilizando quaisquer lacunas em sua história educacional;
  • Provas de que as taxas foram pagas à sua instituição de ensino;
  • Evidência de que você tem a capacidade acadêmica de seguir seu curso escolhido;
  • Evidência do seu nível de inglês (ou irlandês);
  • Comprovante das suas finanças;
  • Provas de Seguro Médico Privado;
  • Recusas anteriores de vistos.

Ufa! Parece muita coisa, né? Mas tudo isso tem o propósito de fazer com que a Irlanda entenda melhor a sua situação atual no Brasil e também algumas coisas importantes como: o porquê de você querer estar na Irlanda, se você é realmente capacitado para seguir com o seu curso desejado  e também ter uma previsão sobre como você conseguirá se manter financeiramente no país, pois o custo de vida no país pode variar entre as cidades.

Problemas com a documentação

Existem algumas exceções que podem impedir a aplicação adequada do seu visto irlandês, o que pode atrasar o seu processo de entrada no país.

O processo pode sofrer algum adiamento em caso de:

  • Em caso da sua aplicação não conter todas as informações necessárias
  • As suas informações precisam de uma verificação maior por parte dos órgãos
  • Suas circunstâncias pessoais (Exemplo: Ficha criminal negativada)

Sabendo disso, é importante que você tenha uma grande atenção antes de enviar os seus documentos, verificando todos os detalhes para que não haja nenhuma ressalva por parte dos órgãos responsáveis na Irlanda. Já pensou em aguardar 8 semanas e ainda ter uma má notícia sobre o seu visto? Não é uma coisa legal, então seja o mais claro possível. 

Eu preciso pagar alguma taxa para o meu visto?

O visto para Irlanda sofreu algumas alterações devido a COVID-19
O brasil é isento de taxas de visto

Uma boa notícia para a sua pergunta: não, você não precisa pagar nenhuma taxa. O Brasil é um dos países cuja nacionalidade não sofre com o pagamento de taxa para o visto irlandês, assim como Argentina, Bolívia, Chile e muitos outros. Legal, né? Então não se preocupe com a parte financeira, se concentre totalmente na objetividade da sua documentação.

Chegando até aqui, espero que você esteja muito mais informado e sentindo o alívio de ainda poder visitar a Irlanda assim que quiser, basta se aplicar para o visto com antecedência e se preparar para a viagem. Legal, né? Se você está pronto para viajar e ainda não sabe como, basta clicar neste link e entrar em contato com a gente, nós vamos adorar ter o prazer de realizar o seu sonho!

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Notícias

Retorno das atividades aéreas internacionais no Brasil

As atividades aéreas no Brasil estavam suspensas devido a pandemia causada pelo Novo Coronavírus. Durante esse tempo, as viagens ficaram extremamente seletivas, voos cancelados, intercâmbios, viagens, ou seja, sonhos adiados. No entanto, foi divulgado as companhias internacionais que retornarão suas atividades aqui no Brasil. Se você tem o interesse em ir à algum país fica ligado nas medidas que as companhias aéreas adotaram de segurança a bordo.

Retorno das atividades em Julho

Não são todas as empresas que voltarão ainda esse mês. No entanto, as companhias que farão voo para o Brasil são: Aeromexico com o seu início no último sábado dia (11), Air Europa está com o planejamento para voltar amanhã dia (15) entre Madri e São Paulo com uma frequência de 03 vezes na semana, Air France não parou suas atividades durante a pandemia, apenas reduziu a quantidade de voos. Sendo assim, desde o dia 06 de Julho voltou a operar com mais frequência (08 vezes por semana), Qatar desde 04 de Julho a companhia aumentou sua frequência de viagens aéreas para o Brasil. A expectativa é que tenham voos diários a partir do dia 31 de Agosto. A companhia Swiss está ativa desde o dia 02 de Julho. Já Lufthansa deve voltar na próxima quinta-feira dia (16).

Retorno das atividades aéreas entre Agosto e Setembro

Durante esses meses mais empresas retornarão à ativa. Começando com a companhia Amaszonas que está sem data confirmada, mas com expectativa que seja entre o final de agosto e início de setembro. A American Airlines anunciou o seu retorno com Miami-São Paulo para o dia  06 de agosto, porém as outras rotas ainda não estarão liberadas. Assim como ela, a British Airways, ao longo dos dias vai retomando completamente as suas conexões, mas anunciou que dia 01 de agosto está de volta ao Brasil. A companhia Delta Air Lines não tem data confirmada, mas a previsão é para o início de agosto. Sem ainda saber a quantidade de frequência de conexão para o Brasil a Emirates retorna dia 02 de agosto. Além disso, as companhias Alitalia, Cabo Verde Airlines, Gol, Iberia, só terão retorno em Setembro. Ainda assim, a  Turkish Airlines e Jetsmart voltam respectivamente em Setembro e Outubro sem datas confirmadas.

Companhias que continuaram as suas atividades

Apesar da pandemia reduzir drasticamente o número de voos eles não foram completamente cancelados. Algumas empresas trabalharam (de forma reduzida) e estão (aos poucos) progredindo com as rotas e conexões. Foram elas: Ethiopian Airways, KLM, Latam, e United (sendo a única a operar Brasil e Estados Unidos).

Dicas para fazer um excelente intercâmbio

De modo geral, sabemos que os voos podem sofrer alterações no horário sem aviso prévio e as datas podem ser alteradas conforme a reabertura de fronteiras, bem como a evolução da pandemia.

Categories
Notícias

Canadá vai reabrir por etapas

O Canadá,  visando a prevenção da população na luta contra o Novo Coronavírus traz medidas para a reabertura dos estabelecimentos. Por isso, serão aplicadas essas fases como análise para avaliar a resposta para o objetivo lançado. Sendo assim, a reabertura contará com 05 fases progressivas e educativas para o povo canadense. Você conhece as fases? Quer saber quais são?

1ª fase- 18 de Maio

Construção civil, Paisagistas e outros trabalhadores externos podem voltar ao trabalho

  • Oficinas, lojas de ferragens e centros de jardinagem
  • Encontro de familiares em pequenos grupos de até 04 pessoas
  • Atividades físicas e esportivas (sem contato) e com até 04 pessoas
  • Para essa primeira fase, a saúde que é uma necessidade geral, e em sua maioria, será retomada.No entanto, permanecem as cautelas de distanciamento social e cuidado com a higiene pessoal e geral.
  • Praias, passeios na montanhas através de sites de turismo estão aptos a voltarem as atividades

2ª fase- 08 de Junho 

Extensão de restrição de 5km para 20km

  • Visitas domiciliares por um período curto de tempo poderão acontecer
  • Além disso, trabalhadores individuais que seguem corretamente o distanciamento e logo após o trabalho, podem retornar aos cuidados pedidos, podem trabalhar.
  • Pequenas vendas e pontos com restrição limitada de clientes e funcionários
  • Apesar do contato ainda não ser permitido, atividades esportivas ao ar livre exceto partidas, podem ir retornado aos poucos, além disso os estudantes que precisam de bibliotecas, as públicas serão abertas.

3ª fase- 29 de Junho

Reabertura de creches, pré-escolas e restaurantes

  • Abertura de creches e pré-escolas para filhos com pais que possuem trabalhos essenciais
  • Empresas com níveis baixos de interação
  • Para essa fase, as demais empresas que possuem os seus pontos de vendas nas ruas podem reabrir, sendo assim, será necessário o cuidado e cautela na contenção dos clientes em loja. No entanto, a limitação ainda é precisa e extremamente necessária.
  • Playgrounds reabertos
  • Eventos esportivos a “portas fechadas” poderão funcionar
  • Cafés e restaurantes podem reabrir mantendo o distanciamento social

4ª fase- 20 de Julho

Museus, viagens a outras regiões, barbeiros e cabeleireiros serão reabertos

  • As viagens para outra regiões podem ser estendidas. As visitas domiciliares, que já foram permitidas em pequenos grupos, serão ampliadas para grupos maiores.
  • Pequenas reuniões sociais como batismo, casamento e outros
  • Creches e pré-escolas para todos os alunos
  • Retomada de funcionários que não podem trabalhar remotamente, ainda assim, mantendo escala de horários para garantir o distanciamento social
  • Cabeleireiros e barbeiros podem reabrir
  • Museus e outros meios culturais
  • Piscinas públicas e equipes esportivas
  • Hotéis com exceção dos bares dentro do estabelecimento

5ª fase- 10 de Agosto

Reabertura de shoppings, Universidades, escolas, Cinenas, dentre outros

Após uma longa extensão de fases e reaberturas, atividades que promovem o contato social podem voltar a funcionar com cuidado.

  • Reuniões sociais (com exceção das reuniões grandes ou em casas com suspeitos)
  • Escolas e faculdades reabrem por etapas para um novo ano acadêmico
  • Visitas aos hospitais ficarão disponíveis. Além disso, os esportes que possuem contato próximo também abrirão.
  • Todos os trabalhadores em regime normal poderão retornar exceto as empresas que não ofereçam o distanciamento social permitido
  • Shoppings Centers e Cinemas reabrirão
  • Academias, estúdios de dança
  • Salão de tatuagem e piercing
  • Eventos esportivos podem começar prevalecendo o distanciamento permitido, além disso, locais recreativos internos
  • Alguns festivais e eventos ao ar livre também recebem a permissão para voltar. Além disso, algumas viagens turísticas também podem ser retomadas.

Essa são as medidas que o Canadá encontrou para reabrir as atividades no País. Ao longo do dias, veremos o sucesso e a partir deles as demais fases seguirão o ritmo inicial informado.  

Você sabia dessas informações?

Saiba mais: Profissões no Canadá

Quer fazer intercâmbio? Saiba mais

Categories
Notícias

Mudança das regras de entrada Nova Zelândia

Faaaaala Dreamer! Tudo bem com você?! Tá querendo viajar pra Nova Zelândia? Fica de olho na mudança das regras de entrada no país. Afinal, começam a funcionar dia 1 de outubro de 2019.

Esse novo “visto” funcionará como o eTA que está em vigor no Canadá, será eletrônico. Hoje (25/09/2019), não é necessária autorização prévia para brasileiros que ficarem até 3 meses no país.Porém, a partir de 1° de outubro, os brasileiros que forem à Nova Zelândia ou estiverem em trânsito, precisarão emitir um visto pela internet. Além do Brasil, a medida atinge outros 59 países, que não precisam do visto tradicional, emitido presencialmente.

Segundo o Governo neozelandês, um dos objetivos da permissão eletrônica é facilitar a entrada dos turistas, já que suas informações serão aprovadas previamente. Para obter a autorização e se atualizar das mudança das regras de entrada, será preciso preencher um formulário com dados e objetivo da viagem. Além disso, apresentar uma declaração de antecedentes criminais. Em princípio, o documento vai custar 9 dólares neozelandeses (R$23,40) se feito via app. Custará $12,50 (R$32,50) caso seja emitido pelo site do Governo da Nova Zelândia. A validade é de 2 anos. Ao pagar a taxa do visto, o visitante também já pagará a taxa de proteção ambiental do país, anunciada em junho de 2018. Ela custa 35 dólares neozelandeses (R$91,00) e também vale por 2 anos.