Categories
Dicas

Custo de vida em Orlando: economize nos Estados Unidos

O custo de vida em Orlando é um dos itens mais importantes para quem deseja estudar em uma das cidades mais ensolaradas e mágicas da Flórida. Mas, você sabe quais são os preços de alimentação? Transporte? Moradia? Se não, não precisa se preocupar, porque depois deste post, você vai ter uma lista dos itens e do que vai gastar em cada um deles, sem dúvida alguma sobre como é o custo de vida em Orlando.

Abaixo, sabe tudo sobre o custo de vida em uma das melhores cidades dos Estados Unidos:

O custo de vida em Orlando

O custo de vida em Orlando é um mistério que precisa ser resolvido por quem deseja visitar a cidade ou até mesmo morar nela por um bom tempo, pois a missão de se manter no país se torna bem complicada quando você não tem um planejamento econômico que seja efetivo.

Por isso, é importante que você leia este post até o final, para saber tudo sobre o custo de vida em Orlando, de forma rápida e objetiva, para que você viaje para os Estados Unidos sabendo exatamente como será a sua vida por lá.

Abaixo, confira a tabela de preços em diferentes segmentos importantes, utilizando a plataforma Expatistan, que utiliza dados coletados por nativos de um determinado país ou cidade para reunir informações cada vez mais exatas sobre o custo de vida nessas regiões:

Alimentação

Menu básico de almoço (incluindo uma bebida) no distrito comercial $ 14

Refeição combinada em restaurante de fast food (refeição big mac ou similar) US $ 8

500 gr de peito de frango desossado $ 5,18

1 litro de leite $ 0,97

12 ovos, grande $ 2,85

1 kg de tomates $ 5,56

500 gr de queijo local $ 7

1 kg de maçãs $ 3,54

1 kg de batatas $ 1,91

Meio litro de cerveja nacional no supermercado $ 2,56

2 litros de coca-cola $ 1,83

Pão para 2 pessoas por 1 dia $ 1,79

Moradia

Aluguel mensal por 85 m2 (900 sqft) de acomodação mobiliada em área cara $ 1.738

Aluguel mensal para 85 m2 (900 sqft) de acomodação mobiliada em área normal $ 1.325

Serviços públicos 1 mês (aquecimento, eletricidade, gás) para 2 pessoas em apartamento de 85m2 $ 212

Internet 8 Mbps (1 mês) $ 77

TV de tela plana de 40 “$ 287

Microondas 800/900 watts (bosch, panasonic, lg, sharp ou marcas equivalentes) $ 112

Detergente para roupas $ 12

Roupas

1 par de jeans (levis 501 ou similar) $ 56

1 vestido de verão em uma loja de rua (zara, h & m ou varejistas semelhantes) $ 46

1 par de tênis esportivos (nike, adidas ou marcas equivalentes) $ 97

1 par de sapatos masculinos de couro empresarial $ 109

Transporte

1 litro (1/4 galão) de gás $ 0,69

Bilhete mensal para transporte público $ 50

Viagem de táxi em dia útil, tarifa básica 8 km. (5 milhas) $ 18

Cuidados pessoais

Remédio para resfriado por 6 dias $ 5,88

1 caixa de antibióticos (12 doses) $ 14

Visita curta ao médico particular (15 minutos) $ 114

1 caixa com 32 absorventes $ 5,43

Desodorante roll-on $ 3,42

Shampoo para cabelos 2 em 1 $ 3,89

4 rolos de papel higiênico $ 4,08

Tubo de pasta de dente $ 2,44

Corte de cabelo masculino padrão na área de expatriados da cidade US $ 22

Entretenimento

Jantar básico para dois em pub do bairro $ 44

2 ingressos para o cinema $ 27

2 ingressos para o teatro (melhores lugares disponíveis) $ 154

1 coquetel no clube do centro $ 14

Cappuccino na área de expatriados da cidade $ 5,37

1 cerveja no bar da vizinhança $ 6

Ipad wi-fi 128gb $ 486

1 minuto. de tarifa móvel pré-paga (sem descontos ou planos) $ 0,64

1 mês de adesão a uma academia no distrito comercial $ 47

1 maço de cigarros marlboro $ 7

Custo de vida em Orlando

Comparando o custo de vida em Orlando

Para que você entenda melhor sobre o custo de vida em Orlando, decidimos criar um comparativo real entre as cidades de Orlando e a cidade de Nova York, que nos Estados Unidos, corresponde a um centro econômico com diversos recursos nacionais concentrados.

Agora, entenda o quão diferente é o custo de vida em Orlando, em relação a Nova York, uma das cidades mais populares dos Estados Unidos, utilizando mais uma vez o Expatistan.

AlimentaçãoOrlandoNova York
Menu básico de almoço (incluindo uma bebida) no distrito comercial$ 14$18
Refeição combinada em restaurante de fast food (refeição big mac ou semelhante)$ 8$9
500 gramas de peito de frango$ 5,18$6
1 litro de leite  (caixa grande)$ 0,97$1.11
12 ovos grandes$ 2,85$3.63
Pães para 2 pessoas por 1 dia$ 1,79$3.08
1kg de batatas$ 1,91$1.59
MoradiaOrlandoNova York
Aluguel mensal de 85 m2, mobiliado em uma área cara$ 1,738$4,101
Aluguel mensal de 85 m2, mobiliado em uma área normal$1,325$2,571
Utilidades por 1 mês para 2 pessoas (aquecimento, eletricidade e gás)$212$140
Internet 8 mbps (1 month)$77$55
TV de 40 polegadas$287$326
Microondas$112$206
Detergente$12$13
VestuárioOrlandoNova York
1 par de jeans$56$68
1 vestido de verão (zara ou h&m)$46$44
1 par de sapatos esportivos (nike, adidas e etc)$97$88
1 par de sapatos de couro$109$117
TransporteOrlandoNova York
1 litro de gasolina$0.69$0.89
Ticket de transporte público mensal$50$127
Viagem de táxi em tarifa básica, 8km.$18$29
Cuidados pessoaisOrlandoNova York
Remédio para resfriado$5.88$8
1 caixa de antibióticos$14$24
Consulta com médico particular$114$163
1 caixa com 35 absorventes$5.43$9
Desodorante$3.42$4.82
Shampoo para cabelo 2 em 1$3.89$8
4 rolos de papel higiênico$4.08$4.88
Tubo de pasta de dente$2.44$2.14
Corte de cabelo comum em área normal$22$32
EntretenimentoOrlandoNova York
Jantar básico para 2 em pub da vizinhança$44$63
2 ingressos para cinema$27$31
2 ingressos para teatro (melhores lugares)$154$397
1 drink coquetel no centro da cidade$14$17
1 cerveja em pub da vizinhança$6$7
iPad 128 GB$486$423
1 mês de mensalidade em academia$47$74

Sobre as tabelas comparativas, podemos perceber que o custo de vida em Orlando é muito mais interessante quando o assunto é economia, pois além de ser uma cidade que oferece diversos locais de visita e diversão, consegue ser 33% mais barata do que a cidade de Nova York.


Agora que você já sabe tudo sobre o custo de vida em Orlando, eu espero que você chegue arrasando nos Estados Unidos!

Até a próxima!

Categories
Dicas

Intercâmbio em Orlando: muito além da Disney

O intercâmbio em Orlando é procurado por vários alunos estrangeiros ao longo do mundo, pelo simples fato de que ele pode ser incrível para o crescimento pessoal e também cultural do aluno. Porém, pode ser que você não saiba o quão incrível esse intercâmbio pode ser, principalmente se falamos sobre tudo o que você pode aprender nesta cidade incrível.

Confira abaixo sobre como é o intercâmbio em Orlando:

O intercâmbio em Orlando

Antes de falarmos sobre a cidade de Orlando, é importante que você saiba como será o seu intercâmbio na cidade, pois além de ser uma viagem incrível, a sua experiência também será educacional.

Então, é importante que você escolha o que melhor se encaixa com o seu perfil, e sabe o que combina com esse tipo de intercâmbio?

O intercâmbio em uma escola de idioma

Você pode estudar inglês no Brasil, e isso é, sem dúvida, algo importante para o seu crescimento pessoal e também cultural, sendo uma prática bem legal para evoluir enquanto não faz o seu intercâmbio.

Porém, aprender uma língua em outro país, é algo que vai além das expectativas, pois além de estar vivendo a cultura daquela língua, você também estará aprendendo diretamente com os nativos do país, o que facilita a prática e desenvolvimento do idioma, até mesmo por uma curta duração..

intercâmbio em Orlando

Uma escola de idioma tem o diferencial de ser o intercâmbio perfeito para quem deseja curtir a cidade de forma mais leve, sem aquela pressão acadêmica que uma universidade pode criar e facilitando a possibilidade da sua independência pessoal e financeira.

Assim, estudar em uma escola de idioma é o melhor caminho para quem deseja curtir mais a cidade e a sua cultura.

O transporte público na cidade de Orlando

Saber sobre o seu intercâmbio é importante, mas é ainda mais importante, saber sobre como será a sua locomoção no país, pois além de ser um ambiente totalmente diferente do que você está acostumado, também existem diferentes tipos de locomoção e objetivos específicos.

O transporte público é uma das coisas mais importantes de Orlando para você que deseja não apenas se locomover com eficiência para a escola, mas também para todos os lugares que você deseja, principalmente pelo fato de que a cidade costuma estar sempre cheia de turistas.

Assim, é importante que você otimize a sua locomoção com as opções que a cidade tem a oferecer, sendo elas: 

  • Ônibus LYNX
  • LYNMO
  • SunRail
  • Amtrak
  • Brightline
  • Bike/Scooter share

1 – Ônibus LYNX

Ônibus LYNX
Î

Os ônibus LYNX cobrem as cidades de Orlando, Orange, Seminole, Osceola e condado de Lake.

Além do serviço de ônibus, o LYNX também oferece serviços como:

FastLink, que funciona de forma mais direta, evitando grandes trajetos de grandes corredores.

O NeighbourLink, circuladores comunitários de serviço flexível e que ligam as pessoas das áreas mais remotas às mais populosas, com viagens agendadas.

Os Road Rangers são uma frota de caminhões que funcionam como um suporte para os motoristas da I-4.

E o Vanpool, um programa de assistência para pessoas viajarem de carro, utilizando uma van da própria LYNX.

2 – LYNMO

Intercâmbio em Orlando: LYNMO

O LYNMO é o melhor transporte público para quem deseja aproveitar a cidade de forma divertida e direta, pois ele foi feito especialmente para isso. Servindo como acesso rápido aos restaurantes, varejos e entretenimentos, o LYNMO opera em 4 linhas diferentes e objetivas.

3 – SunRail

SunRail at Church Street Station

O SunRail, ou trem de Orlando, tem a sua linha saindo de DeBary, no condado de Volusia e vai até a Poinciana, no condado de Osceola. Sendo apenas um bebê nascido em 2014, o SunRail possui 16 estações em quatro municípios, com 4 estações na cidade de Orlando.

4 – Brightline

Brightline Train

Indo de Miami até a Fort Lauderdale eWest Palm Beach, o Brightline é um trem expresso intermunicipal que funciona desde 2019.

5 – Bike Share

Scooters

Em caso de você não ser uma pessoa que gosta tanto de se locomover com um motorista constante, você pode utilizar o compartilhamento de bicicletas por GPS, que assim como o que já temos aqui no Brasil, funciona de forma muito mais organizada na cidade de Orlando.

O que eu posso visitar durante o meu intercâmbio em Orlando?

Fazendo um intercâmbio em Orlando, você terá uma grande variedade de locais para se divertir e também conhecer pessoas, principalmente se nós começarmos a falar sobre os parques temáticos, que entre eles, eu aposto que você até já conhece ao menos um. 

Quer saber o que visitar enquanto estiver fazendo um intercâmbio em Orlando? Sem ficar apenas no mundo mágico da Disney? Então vem comigo:

Kennedy Space Center

Viajar pelas estrelas pode estar um pouco longe para todos nós, mas em lugares específicos, podemos entender como tudo isso funciona, e esse é o caso do Kennedy Space Center, que não é um parque, mas sim um centro da própria NASA em Orlando, no Cabo Canaveral e pode ser visitado pelo público.

Kennedy Space Center

No lugar, você pode fazer um tour de ônibus pelas instalações, assistir a um filme espacial em 3D no cinema do local, jantar com um astronauta, conversar com exploradores do espaço e participar de atividades interativas.

Orlando Science Center

Sendo um ótimo lugar para pessoas de todas as idades, com experiências interativas e 2 cinemas bem grandes para o seu público, o Centro de Ciências de Orlando ensina ciências por meio da experiência prática dos seus visitantes, sendo um ótimo lugar para quem deseja se divertir ao mesmo tempo que aprende sobre o funcionamento das coisas.

Orlando Science Center
Foto: Travel and Leisure

Você pode visitar exposições, saber como é estar em meio a um terremoto ou furacão, saber como é estar dentro de uma nuvem, ou até mesmo curtir um tour com fósseis de dinossauros antigos.

Lake Eola Park

Este point é incrível por 2 fatores simples: gratuidade e diversão. Localizado no centro da cidade de Orlando, o Lake Eola Park é um dos melhores pontos para se conhecer na cidade. É um local iluminado e muito bonito em qualquer hora do dia, tendo um mercado semanal de fazendeiros e com várias atividades ao ar livre.

Intercâmbio em Orlando: Lake Eola Park

Epcot

O mundo mágico da Disney pode não aparecer por aqui como um destino específico, mas ele não poderia faltar como uma das paradas mais interessantes de Orlando. O Epcot é um dos parque temáticos do Walt Disney World Resort, onde os visitantes têm acesso à cultura mundial, natureza e os avanços tecnológicos da humanidade.

Intercâmbio em Orlando: EPCOT

Nele, você pode visitar uma nave espacial chamada Earth, que atualmente, é um dos pontos mais importantes da cidade de Orlando. Dentro da nave, você descobrirá vários métodos de comunicação da humanidade, dos tempos mais antigos até o contemporâneo.


Agora que você já está sabendo tudo sobre o intercâmbio em Orlando, tire as teias de aranha das suas malas e turbine o seu inglês em uma das melhores cidades dos Estados Unidos!

Até a próxima!

Categories
Dicas

Custo de vida em Malta: saiba como será o seu intercâmbio

Quer saber sobre o custo de vida em Malta de forma rápida e objetiva? Então não se preocupe, pois você veio ao lugar certo. Nós entendemos que nem todo mundo sabe sobre o custo de vida no país e como economizar por lá. Por isso, decidimos elaborar um post sobre o custo de vida no país, com dicas para economizar e o salário no país.

Abaixo, confira tudo sobre o custo de vida em Malta:

O custo de vida em Malta

O custo de vida em Malta costuma ser, popularmente, divulgado como baixo, já que existem algumas praticidades no país, principalmente para quem deseja economizar sem gastar muitos euros.

Custo de vida em Malta: alimentação, transporte e moradia

Como já fizemos em outros posts sobre o custo de vida em outros países, como: Canadá, Espanha, Irlanda e Austrália, nós utilizaremos a plataforma Numbeo, que além de ser ótima para calcular o custo de vida em um determinado país, também utiliza dados atualizados, então não se preocupe sobre estudar este post e ele não condizer com a realidade, certo?

Agora, chega de papo e vamos direto ao que importa, o custo de vida em Malta para você chegar arrasando em 2022:

Alimentação em restaurante

Refeição, restaurante barato 15,00 €

Refeição para 2 pessoas, restaurante de gama média, três pratos 60,00 €

McMeal no McDonalds (ou refeição combinada equivalente) 8,18 €

Cerveja doméstica (0,5 litro de chope) 3,00 €

Cerveja Importada (garrafa de 0,33 litro) 3,00 €

Cappuccino (normal) 2,25 €

Coca / Pepsi (garrafa de 0,33 litros) 1,83 €

Água (garrafa de 0,33 litros) 1,24 €

Alimentação em mercado

Leite (regular), (1 litro) 1,01 €

Pão Branco Fresco (500g) 1,17 €

Arroz (branco), (1kg) 2,19 €

Ovos (regular) (12) 2,52 €

Queijo Local (1kg) 9,15 €

Filetes de Frango (1kg) 7,45 €

Rodada de carne (1 kg) (ou carne vermelha de perna traseira equivalente) 14,51 €

Maçãs (1kg) 2,69 €

Banana (1kg) 1,92 €

Laranjas (1kg) 2,62 €

Tomate (1kg) 2,61 €

Batata (1kg) 1,97 €

Cebola (1kg) 2,12 €

Alface (1 cabeça) 1,58 €

Água (garrafa de 1,5 litros) 0,99 €

Garrafa de vinho (gama média) 6,00 €

Cerveja doméstica (garrafa de 0,5 litro) 1,59 €

Cerveja Importada (garrafa de 0,33 litro) 2,39 €

Cigarros 20 maços (Marlboro) 6,00 €

Transporte

Bilhete só de ida (transporte local) 2,00 €

Passe mensal (preço normal) 26,00 €

Início do táxi (tarifa normal) 6,00 €

Táxi 1km (tarifa normal) 2,00 €

Táxi 1 hora de espera (tarifa normal) 26,50 €

Gasolina (1 litro) 1,39 €

Volkswagen Golf 1.4 90 KW Trendline (ou carro novo equivalente) 22.500,00 €

Toyota Corolla Sedan 1.6l 97kW Comfort (ou carro novo equivalente) 24.638,80 €

Moradia

Apartamento (1 quarto) no centro da cidade 833,60 €

Apartamento (1 quarto) Fora do Centro 678,38 €

Apartamento (3 quartos) no centro da cidade 1.474,57 €

Apartamento (3 quartos) Fora do Centro 1.113,27 €

Utilidades

Básico (eletricidade, aquecimento, resfriamento, água, lixo) para apartamento de 85m2 87,14 €

1 minuto. de tarifa móvel pré-paga local (sem descontos ou planos) 0,30 €

Internet (60 Mbps ou mais, dados ilimitados, cabo / ADSL) 34,01 €

Dicas para economizar em Malta

Para economizar em Malta você precisa saber como o país funciona, pois o custo de vida depende de algumas qualidades que fazem dele único. Por isso, fique ligado nessas dicas que farão o seu intercâmbio ser muito mais proveitoso e também econômico.

Custo de vida em Malta: alimentação, transporte e moradia

1 – Malta é um país bem pequeno

Quando falamos sobre um país, já imaginamos as suas cidades, capitais e distritos, com uma ampla variedade. Em Malta, existe sim uma grande variedade de lugares, mas o arquipélago é sem dúvida, um país compacto, o que significa que você não gastará nada com transporte público, pois tudo sempre estará a alguns metros de você. Além disso, você também pode alugar bicicletas ou até mesmo quadriciclos, meios de transporte econômicos e totalmente acessíveis para que você consiga conhecer toda a ilha de Malta.

2 – Economize com alimentação

Em Malta você pode economizar utilizando os mercados como referência, pois além de promoverem uma alimentação bem mais saudável, barata, os mercados fornecem uma alimentação que pode durar muito mais tempo na sua geladeira. Você ainda pode melhorar o seu custo de vida em Malta se comprar em mercados locais, que ao contrário das grandes redes, oferecem preços muito mais baratos.

3 – Entretenimento gratuito

Tem coisas que nós não costumamos lembrar quando estamos nos planejando para viajar, e uma delas, é o fato de que o entretenimento no intercâmbio pode ser algo gratuito. Malta tem praias incríveis e paisagens que podem ser dignas de um passeio de alto nível, e todas de graça, fazendo com que você tenha ótimas memórias para guardar, com experiências incríveis, sem que precise gastar um valor acima da média.

O salário mínimo em Malta

Para sabermos de forma definitiva sobre o custo de vida em Malta e como ele pode ser benéfico para você, é necessário sabermos, primeiramente, como seria uma renda básica para quem estiver trabalhando, ou até mesmo estudando e trabalhando em Malta. E sim, você pode estudar e trabalhar no país.

O salário mínimo em Malta pode variar de acordo com a sua idade e horas trabalhadas. Então, utilizando uma mini-tabela disponibilizada pelo YesItMatters, temos:

18 anos ou +17 anos16 anos
40 horas semanais de trabalho em 2022€182.83€176.05€173.21

Logo, podemos concluir que em 4 semanas de trabalho, para um trabalhador de 18 anos ou mais, teremos o valor de 731.32 € por mês.

Você lembra dos valores que nós colocamos sobre a alimentação no mercado? Então, agora vamos somar tudo aquilo para que você saiba o quão baixo é o custo de vida de Malta em relação ao salário proposto.

Somando todos aqueles itens, que hipoteticamente você compraria, teríamos o valor de 70,48  €.

Mesmo trabalhando por meio-período, com 18 anos ou mais, você teria em mãos 91.41  €, o que seria mais do que suficiente para fazer uma feira completa, comprando tudo e muito mais, sobrando até mesmo para se divertir aos finais de semana ou criar uma reserva de dinheiro.

Ainda sobrou alguma dúvida sobre o custo de vida em Malta e se ele pode ser bom para você? Espero que não.

Até a próxima!

Categories
Dicas

Intercâmbio nos Estados Unidos: conquiste o sonho americano

O intercâmbio nos Estados Unidos é uma das melhores experiências que você pode ter na vida, mas nem todo mundo sabe disso, pois mesmo sabendo algumas coisas sobre a vida norte-americana, você não deve saber sobre todos os benefícios que este país tem a oferecer a você.

Por isso, preparamos um post completo sobre como é o intercâmbio no Canadá e o que você tem a ganhar com ele. Confira abaixo:

Os tipos de intercâmbio nos Estados Unidos

Para fazer um intercâmbio, primeiramente, você precisa saber qual tipo se adequa a sua realidade atual e também aos seus objetivos do futuro. Além disso, escolher o seu tipo de intercâmbio determina quais caminhos e decisões você terá que tomar para ter uma vida mais tranquila na terra do Tio Sam.

Idioma

O intercâmbio de idioma é indicado para aquelas pessoas que buscam aprender inglês ao mesmo tempo que podem desfrutar do que os EUA tenha de melhor para oferecer como um dos maiores países da Américas.

Um dos maiores benefícios desse tipo de intercâmbio é a sua praticidade ele se propõe, já que você quer aprender inglês, em um país que fala inglês, com costumes diferentes e cultura cotidiana diferente da nossa aqui no Brasil, aproveitando o entretenimento e também os seus pontos turísticos.

Community College

O college é o tipo de instituição de ensino que mais tem crescido entre os intercambistas de todo o mundo, pelo simples fato de que ele equivale a um ensino técnico aqui no Brasil. Com um curso técnico, o estudante consegue “colocar a mão na massa” ao mesmo tempo que já consegue se inserir no mercado de trabalho.

Os colleges duram até 2 anos e costumam ser a porta de entrada para estudantes que desejam imigrar para os Estados Unidos, sendo uma ótima escolha para quem deseja ingressar no mercado de trabalho de forma direta, pois logo depois, você pode ingressar na universidade, diminuindo muito o preço que será pago a longo prazo.

Universidade

As universidades são a “menina dos olhos” dos Estados Unidos, sendo responsáveis pelas graduações, mestrados, doutorados e projetos de pesquisa, que fazem dos Estados Unidos uma grande potência educacional, o que resulta em um país cada vez mais desenvolvido por meio da educação.

Os Estados Unidos tem as melhores universidades do mundo. E se você quiser ver com seus próprios olhos, confira no QS TOP Universities, um dos rankings mais disputados quando o assunto é educação internacional, onde os EUA têm 5 universidades no top 10.

Já pensou em ter um diploma credenciado por uma universidade de um dos melhores países do mundo? O seu eu do futuro já está agradecendo por ser um profissional muito bem sucedido.

Intercâmbio nos Estados Unidos: Universidade de Cambridge

Os benefícios de um intercâmbio nos Estados Unidos

Conhecer os EUA é o sonho de muita gente que cresceu assistindo filmes e séries que retratam a vida no país, mas fazer um intercâmbio nos Estados Unidos, além de permitir que você viva a experiência dessas produções, traz benefícios que você com certeza não deve deixar de lado. Confira abaixo:

Qualidade de vida

A qualidade de vida é um fator super importante, que nós, aqui na Dreams, gostamos de destacar para todo mundo que tem o sonho de estudar em um país desenvolvido. Com uma qualidade de vida melhor, você terá acesso a segurança, saúde, educação, transporte e muitos outros itens de extrema importância

O seu currículo no topo

O mundo todo reconhece os Estados Unidos como um país que é referência em diversos setores, sendo alguns deles a educação e o desenvolvimento das suas indústrias e mercado de trabalho. Caso o seu plano seja se graduar, trabalhar para reunir uma boa renda e voltar para o Brasil ou morar em algum outro país ao redor do mundo, a sua vida profissional será muito mais fácil.

Viva o sonho americano

Como citamos acima, tudo aquilo que você sempre viu nas grandes telas ou na sua TV, pode ser vivido por você na terra do Tio Sam, basta que você tome a primeira decisão importante: fazer um intercâmbio nos Estados Unidos

Lá você pode fazer parte do sistema de ensino ao mesmo tempo que troca experiências com os alunos nativos, além de conhecer alunos de outras partes do mundo, que também estarão na mesma condição que você, um aluno estrangeiro que busca crescer profissionalmente dentro dos EUA.

Tudo demais, sempre

Independente da cidade em que você more, o comércio regional ou até mesmo os shoppings podem não oferecer tudo aquilo que você precisa. Nos Estados Unidos, as redes de alimentação e varejo estão presentes em cada esquina, com serviços de delivery para atender a alta demanda populacional. Empresas como a própria Amazon, costumam fazer entregas de qualquer produto em menos de 12 horas.

Então, se você tiver algum desejo, basta pegar o celular e tudo estará na palma da sua mão, com uma entrega sem demoras e com grande variedade de produtos.

Por que fazer um intercâmbio nos Estados Unidos?

Para ter uma vida fora do Brasil, não basta apenas comprar a passagem, pois existem políticas rígidas para cada país e como ele lida com cada pessoa que deseja se tornar um habitante. Um visto de turista pode fazer com que você coloque os pés nos Estados Unidos, mas além de não permitir certos benefícios, expira a validade antes mesmo de você começar a se divertir no país.

O melhor caminho é por meio do visto de estudante, mostrando que você deseja se tornar um cidadão que visa a evolução acadêmica e também profissional. Um estudante que pode investir na economia estadunidense e se tornar um cidadão muito rentável no futuro. 

Se você já sabe qual tipo de intercâmbio deseja fazer, e quer todos os benefícios que falamos acima, basta falar com a gente por meio deste link. Nós temos o caminho perfeito para que você alcance os seus objetivos, assim como muitos outros alunos que já passaram por aqui. Esperamos por você! 

Categories
Dicas

Morar em Toronto: tudo sobre a cidade em 3 minutos

Morar em Toronto é a escolha certa para você que busca mudar de vida, principalmente pelo fato de ela ser uma das melhores cidades do Canadá. Mesmo assim, algumas pessoas acabam não sabendo sobre como é a vida na cidade ou também sobre como podem ir morar por lá.

Por isso, elaboramos um conteúdo completo, não apenas sobre como é morar em Toronto, mas também sobre o melhor caminho para morar na capital de Ontário, confira abaixo:

Como é a vida na cidade de Toronto

Toronto é uma das melhores cidades do mundo para se viver, principalmente pela sua qualidade de vida, que é resultado de vários fatores importantes que vamos falar abaixo.

Para morar em Toronto, é importante saber como a vida funciona, certo? Por isso nós vamos falar um pouco sobre:

  • Cotidiano
  • Clima
  • Transporte 

O cotidiano é muito importante para entender a vida comum na cidade, como ela funciona normalmente, enquanto o clima e o transporte são fatores muito importantes para a composição da qualidade de vida, mas também muito úteis para quem deseja morar na cidade.

Abaixo, confira de forma rápida e completa sobre como é morar em Toronto:

A vida cotidiana em Toronto

A cidade de Toronto é um dos maiores centros multiculturais, não apenas do Canadá, mas do Mundo. Então, se você busca ter uma experiência completa, que reúna vár 

Toronto é simplesmente o maior centro financeiro do Canadá, sendo responsável pela principal bolsa de valores do país, que atualmente é uma das maiores do mundo.

Além disso, Toronto é o ponto central da região metropolitana, fazendo dela o foco das atenções quando o assunto é urbanização.

Dentro da vida em Toronto, também existe muita cultura, pois além de ser uma das cidades que mais produzem filmes e programas de televisão, é bem possível que você veja cenas de filmes e séries sendo gravadas pelas ruas da cidade.

Morar em Toronto

Indo um pouco mais para o lado cultural da cidade, se você gosta de esportes, Toronto não vai ficar devendo em nada, pois além do esporte ser algo cultural, a cidade é a casa de times que estão em todas as ligas profissionais norte-americanas, dentre eles estão:

  • Toronto Blue Jays (Baseball – MLB)
  • Toronto Argonauts (Futebol – (CFL)
  • Toronto Raptors (NBA)
  • Toronto F.C (MLS)
  • Toronto Maple Leafs (NHL)

São diversos times para torcer, com vários estádios para visitar.

Além disso, a economia é bem diversificada, com economia, design, artes, educação e tecnologia, sendo os setores que mais recrutam pessoas. 

Assim, com áreas diversificadas, acaba existindo mais espaço de ingresso no mercado, basta que você seja uma pessoa graduada e capacitada.

O Clima

Gosta de calor? Você vai adorar Toronto. Gosta de frio? Então você vai amar a cidade.

O clima de Toronto consegue agradar a todos os públicos, mesmo que de forma aleatória ao longo do ano, pois as altas temperaturas, mesmo em seu limite, chegam em 21º, enquanto no frio extremo, pode chegar a -30º.

Clima de Toronto

Mas como já dissemos acima, o clima é um pouco instável, então você pode estar curtindo um ótimo dia de sol na cidade hoje, mas dentro de alguns dias pode estar fazendo anjos de neve por causa da baixa temperatura. 

Se você gosta de viver experiências diferentes, de acordo com o clima, Toronto é a cidade perfeita para você!

Transporte

Não dá pra estudar, trabalhar ou até mesmo morar em Toronto sem um transporte que funcione, certo? 

O governo da cidade de Toronto sabe disso, e por isso, a Toronto Transit Comission disponibiliza as melhores rotas de ônibus, bondes e metrô, fazendo com que o transporte público de Toronto seja um dos melhores da América do Norte. 

Transporte em Toronto

São aproximadamente 400 linhas de ônibus e 12 linhas de bondes, fazendo com que a cidade de Toronto seja uma das maiores do mundo em relação a extensão do serviço de bondes.

Toronto também tem um sistema de metrô, composto por quatro linhas no formato da letra “U”. As linhas são: Yonge Street, Bloor-Danforth, Sheppard e Scarborough.

Atualmente, o metrô de Toronto é o meio de transporte mais utilizado na cidade.

Como morar em Toronto

Como turista, você pode até visitar Toronto, mas não terá a possibilidade de continuar na cidade por um maior período de tempo, o que elimina as suas chances de conseguir somar alguns pontos para morar no país.

O Canadá, como um todo, é um país que valoriza a educação, não é atoa que metade da população canadense tem um diploma acadêmico. Além disso, pouco mais de 90% do povo canadense é alfabetizado, o que só reflete o interesse do país em investir massivamente no setor educacional.

Agora que você já sabe disso, é importante que você tenha a mentalidade de que o Canadá valoriza pessoas que queiram crescer junto com o país, partindo sempre da educação como ponto inicial. Por isso, os colleges e universidades continuam sendo a porta de entrada para o país.

Toronto tem ótimas instituições de ensino, responsáveis pelo alto nível educacional que vem capacitando ao longo dos anos não apenas os nativos, mas também alunos estrangeiros que desejam imigrar para o país.

Estudando em um college, você consegue garantir permissões especiais, como o PGWP, que concede a permissão de trabalho após o término do curso. 

O intercâmbio em Toronto

Toronto é uma das melhores cidades do mundo para se viver,  não apenas por ficar em um país incrível como o Canadá, mas por entregar tudo o que um aluno estrangeiro busca: mudar de vida enquanto cresce profissionalmente.

Se você tem vontade de estudar em Toronto mas não sabe como, nós temos a resposta perfeita para você.

Basta clicar neste link para falar com um dos nossos especialistas! 

Categories
Dicas

As melhores cidades do mundo para trabalhar e estudar no exterior

Trabalhar e estudar no exterior é o sonho de muita gente que deseja avançar cada vez mais nos seus objetivos pessoais e também profissionais.

Por isso, países mais desenvolvidos acabam sendo mais visados não apenas por nós, brasileiros, mas também por todas as pessoas que buscam atingir uma qualidade de vida melhor.

Nós sabemos que você deseja saber quais são as melhores cidades para poder começar a trilhar o caminho dos seus sonhos, por isso, elaboramos este conteúdo completo sobre as 5 melhores cidades do mundo para estudar e trabalhar, confira abaixo:

Este post não está em formato de ranking, então não se preocupe se vir aquela cidade dos sonhos em último lugar aqui na lista, pois ela continua sendo incrível, só está ocupando um número diferente do primeiro, certo? Agora, vamos direto ao assunto:

1 – Dublin

Dublin costuma ser a cidade mais conhecida da Irlanda, sendo a capital da ilha esmeralda e se não uma das, a própria cidade responsável por manter a economia do país aquecida, recebendo cada vez mais investimentos e também sendo muito receptiva com estrangeiros que acabam investindo na economia da cidade.

Em Dublin, você pode trabalhar por 20 horas semanais, podendo chegar até 40 horas semanais no período de férias. Agora, já pensou em morar em uma cidade famosa pelos seus incríveis pubs, clima e qualidade de vida, enquanto faz uma renda extra recebendo em euros?

Temple Bar, Dublin

Em Dublin existem diferentes tipos de instituições para atender às suas demandas, como: escola de idiomas, cursos técnicos e até mesmo universidades. Além disso, a cidade é ótima no quesito transporte, com um sistema totalmente funcional, rápido e com avisos prévios sobre o tempo de espera, o que facilita a vida do estudante.

Quer saber mais sobre Dublin? Tem isso e muito mais neste post.

2- Auckland

Quer trabalhar e estudar no exterior em uma das melhores cidades do mundo? Então você precisa conhecer Auckland, uma cidade que já foi e ainda continua sendo eleita como uma das melhores do mundo para se viver.

Auckland tem um clima bastante tranquilo, além de ser conhecida por ter um ótimo nível educacional e um mercado de trabalho bastante aquecido. E vale lembrar que ela continua aparecendo nos rankings mundiais das melhores cidades do mundo, né?

Auckland

Na Nova Zelândia, assim como na Irlanda, é permitido que o aluno trabalhe 20 horas semanais, que podem se tornar 40 em períodos de férias. Sendo assim, é totalmente possível fazer uma renda extra enquanto estuda para alcançar os seus sonhos.

Já imaginou? Ganhar o salário em dólar neozelandês e ainda desfrutar de uma das melhores cidades do mundo? Esse sonho é possível, basta tomar o caminho certo.

3 – Montreal

Montreal é a maior cidade do Quebec, assim como a mais conhecida, pois além de ser o centro metropolitano da província mais francesa do Canadá, Montreal é responsável por abrigar ótimos colleges, universidades e escolas de idioma, sendo um grande point educacional para quem deseja mudar de vida.

Desde 1º de junho de 2014, é permitido pelo governo da província do Quebec, que estudantes internacionais consigam estágios por meio de conquista própria, sem a necessidade de uma permissão de trabalho. Em Montreal, você também pode trabalhar dentro da instituição em que estiver estudando, em demandas específicas da instituição.

Trabalhar e estudar no exterior: Montreal

Além disso, o transporte, que é algo super importante para os estudantes, é totalmente diversificado e funcional, contando com trens de longa distância, balsas, ônibus, que se interligam por toda a Montreal, facilitando a locomoção das pessoas no geral.

4 – Sydney

Sydney é uma cidade muito querida por quem deseja trabalhar e estudar no exterior, além de ser muito conhecida pela sua casa da ópera, mas poucas pessoas sabem do porquê de Sydney ser uma cidade tão citada por várias pessoas e veículos, tendo uma relevância até mesmo maior do que Canberra, a capital da Austrália.

Trabalhar e estudar no exterior: Sydney

Figurando entre as melhores posições nos rankings das melhores cidades do mundo para se viver, Sydney não conquistou este lugar do nada. São milhões de dólares australianos investidos na cidade, não apenas para que ela continue funcionando perfeitamente, mas também na sua educação, que é referência no mundo todo.

A Universidade de Sydney, por exemplo, é uma das melhores universidades do mundo, com altas taxas de empregabilidade, a instituição até se orgulha da sua taxa de admissão de alunos no mercado de trabalho, não apenas australiano, mas mundial.

Na Austrália, você pode estudar até 40 horas semanais a cada duas semanas, podendo trabalhar de forma ilimitada no período de férias.

5 – Berlim 

Achou que a Alemanha não teria uma representante? Berlim veio para mostrar o contrário, pois você precisa saber o quão incrível esta cidade pode ser para quem deseja ter um currículo sensacional. 

Pois além de promover uma ótima qualidade de vida, a Alemanha tem ótimas instituições de ensino, seja para idioma, ensino técnico ou às suas universidades, com programas de pesquisa a nível europeu.

Assim como as cidades já citadas acima, Berlim também permite o aluno não-europeu estudar enquanto trabalha, com a pequena diferença de que ele pode trabalhar 120 dias em período integral, ou 240 dias em meio-período por ano.

Uma dica: caso você consiga trabalhar como estudante assistente ou assistente de pesquisa, você pode trabalhar sem que estes dias tenham contagem no seu limite anual.

Metrô de Berlim

Berlin não fica devendo em nada quando o assunto é transporte público, principalmente quando o assunto é variedade, pois com o S-Bahn (Trem), U-Bahn (Metrô), ônibus e o sistema de compartilhamento de bicicletas, a cidade se torna muito mais fácil de cruzar, facilitando a vida dos estudantes que desejam se locomover de forma rápida, na mesma medida que conseguem conhecer melhor a cidade.

Quer saber como fazer intercâmbio nestas cidades incríveis? Fala com a gente!

Categories
Dicas

Custo de vida em Vancouver: as melhores dicas para economizar

O custo de vida em Vancouver é aquela informação super importante para você que deseja morar no país, mas não sabe quanto vai precisar gastar enquanto estiver no país. É bem normal que as pessoas não saibam quais são os preços médios e o que se deve gastar em média enquanto estiver vivendo em determinada cidade.

Por isso, trouxemos um conteúdo completo, que tem além do custo de vida em Vancouver, dicas importantíssimas para sair ganhando economicamente na cidade.

Confira abaixo o custo de vida em Vancouver e como economizar!

O custo de vida em Vancouver

Saber o custo de vida em determinado país ou cidade, é muito importante para poder se planejar financeiramente, não é mesmo?

E com Vancouver, é melhor você não perder nenhum centavo, pois ela tem a fama de ser uma cidade não tão convidativa financeiramente, até mesmo por quem já mora nela. 

Mesmo assim, é importante que você saiba como esses valores funcionam, principalmente para saber como economizar utilizando as dicas que vamos disponibilizar logo abaixo.

Agora, indo direto ao que interessa, vamos falar sobre o custo de vida em Vancouver utilizando a plataforma especializada Numbeo, que reúne dados baseados na vivência de Vancouver e nas informações de habitantes da cidade.

Confira abaixo o custo de vida em Vancouver:

Alimentação

Restaurantes

Refeição em restaurante econômico – 20,00 C$

Refeição para 2 pessoas em restaurante médio – 75,00 C$

McMenu no McDonalds – 11,00 C$

Cerveja Nacional – 7,00 C$

Cerveja Importada – 8,00 C$

Cappuccino – 4,52 C$

Coca-cola/Pepsi – 2,31 C$

Água (300ml) – 2,04 C$

Mercado / Mercearia

Leite (1 litro) – 2,21 C$

Pão branco (500g) – 3,33 C$

Arroz (1kg) – 3,74 C$

Ovos (12) – 4,41 C$

Queijo (1kg) – 15,74 C$

Bife ou carne vermelha (1kg) – 18,82 C$

Água (1.5 litros) – 2,34 C$

Cerveja nacional – 3,77 C$

Cerveja importada – 3,98 C$

Transporte

Bilhete de apenas ida – 3,00 C$

Passe mensal – 100,12 C$

Taxímetro inicial – 3,75 C$

Gasolina (1 litro) – 1,45 C$

Aluguel por mês

Apartamento no centro da cidade (1 quarto) – 2.026,48 C$

Apartamento fora do centro da cidade (1 quarto) – 1.639,69 C$

Apartamento com 3 quartos no centro da cidade – 3.748,95 C$

Apartamento com 3 quartos fora do centro da cidade – 2.865,62 C$

Serviços

Básicos (electricidade, aquecimento, água e lixo) – 92,48 C$

Internet (60 Mbps, dados ilimitados, Cabo/ADSL) – 86,69 C$

Esportes e lazer

Mensalidade de academia – 57,04 C$

Aluguel de campo de tênis (1 hora) – 16,27 C$

Cinema (1 lugar) – 15,00 C$

As melhores dicas para economizar em Vancouver

Você não veio até este post apenas para saber sobre o custo de vida, mas sim para saber como essas informações podem te ajudar a ter uma vida muito mais fácil enquanto estiver morando na cidade. 

Custo de vida em Vancouver

Sabendo disso, trouxemos dicas importantes para que você saiba como economizar em Vancouver de forma simples e prática, confira:

Dica número 1: Se alimente em casa

Vancouver é conhecida por ser uma cidade muito movimentada, além de ter uma ótima culinária, o que acaba empurrando as pessoas para os serviços de entrega por aplicativo ou aos restaurantes e lanchonetes locais.

Assim, é importante que você não se deixe levar por essa cultura de consumo dentro da cidade, pois existe uma possibilidade de economia muito maior se você souber onde basear a sua alimentação, principalmente se você prefere se manter saudável.

Dica número 2: Restaurante x Mercado

Quando falamos sobre alimentação dentro de casa, não é apenas com o intuito de fazer com que você economize com transporte público, mas que você economize com os produtos que consome diariamente. 

Por isso, em vez de escolher um restaurante caro ou até mesmo mediano, priorize fazer feiras em mercearias ou mercados, pois além de terem maior duração e contribuírem para o seu planejamento econômico, a sua saúde agradece.

Dica número 3: Faça escolhas inteligentes

Um pouco acima, nós ilustramos o preço de um mês para se matricular e treinar numa academia de Vancouver, o que com certeza deve chamar a sua atenção em caso de ser uma pessoa focada nos esportes.

Mas, já pensou que aquela caminhada ou corrida pode ser feita ao ar livre? Ou que aquele treino para membros superiores pode ser substituído por flexões variadas? 

Este exemplo serve para que você entenda como é possível driblar certos valores com opções que definitivamente não irão prejudicar seu desempenho em seja lá qual for o setor, basta que você pense em alternativas práticas, como substituir o ônibus pela bicicleta, por exemplo.

O salário de British Columbia

Para que você saiba com clareza quais são as vantagens e desvantagens em relação ao custo de vida de um país, você precisa saber primeiramente qual é o salário mínimo daquele país ou região, pois este é o fator determinante para que o seu planejamento econômico se mantenha efetivo ou não.

Na província que abriga a cidade de Vancouver, British Columbia, o salário mínimo é o segundo maior do Canadá atualmente, no valor de C$15.20, ficando atrás apenas de Nunavut com C$16.00 por hora trabalhada

Somando o salário mínimo por hora mensal da província de BC, temos o resultado de C$ 2.432 mensais, que pode resultar em um número bem mais alto dependendo da profissão que você estiver ocupando enquanto mora na cidade.

Salário canadense

Além disso, com uma feira completa, utilizando os valores que temos acima, você consegue se manter de forma saudável e econômica morando em uma das cidades mais caras do mundo.

E sabe uma coisa bem interessante? O valor de C$ 2.432 equivale a R$ 9977,77! 

Já pensou em sair do salário mínimo brasileiro para o canadense e conseguir ter uma qualidade de vida acima da média? Isso é um sonho muito próximo e que pode ser realizado se você escolher o caminho certo para estudar em Vancouver. 

Quer saber como você pode ter uma vida mais fácil em Vancouver? corre lá no nosso canal do youtube, temos uma série completa sobre a vida nessa cidade incrível!
E se você quiser saber como estudar na cidade e alcançar a vida dos seus sonhos, clica neste link e fala com a gente, vai ser um prazer falar com você e realizar o seu sonho!

Categories
Dicas

Os 5 maiores segredos sobre o intercâmbio na Austrália

Quer fazer intercâmbio na Austrália? Parabéns! Saiba que já fez uma ótima escolha. Mas em caso de ainda ter alguma dúvida, não se preocupe, pois nem todo mundo sabe do que a Austrália é capaz como um país de primeiro mundo. São diversos motivos para que você escolha este país como o destino dos seus sonhos, mas desta vez, vamos dar os 5 segredos que fazem do intercâmbio na Austrália um dos melhores do mundo, confira:

1 – A qualidade de vida é muito alta

A qualidade de vida de um país é o que pode fazer dele um dos melhores do mundo, por isso tantos países de ótima economia tem investido cada vez mais para que este índice cresça ao longo dos anos

Nós já temos alguns posts aqui no blog, falando sobre como o índice de qualidade de vida funciona, mas como o nosso objetivo é trazer a melhor informação para você, vamos deixar tudo bem explicado mais uma vez, certo? 

O índice de qualidade de vida é determinado a partir de alguns outros índices, que juntos, fazem o índice da qualidade de vida de um país ser muito alto ou muito baixo, tendo algumas variações entre esses níveis.

Para que fique tudo mais claro, vamos utilizar o exemplo do índice de qualidade de vida na Austrália. Utilizaremos a plataforma numbeo, que atualmente, é o maior banco de dados sobre qualidade de vida, custo de vida, segurança e muitos outros setores sobre vários países ao longo do globo. 

Índice de poder de compra 94,34   Moderado

Índice de Segurança 56,99               Moderado

Índice de Saúde 77,85               Alto

Índice Climático 92,70               Muito alto

Índice de custo de vida 83,22   Moderado

Preço da propriedade em relação à renda 7,24   Baixo

Índice de tempo de deslocamento diário 34,81   Baixo

Índice de Poluição 23,77   Baixo

Índice de qualidade de vida: 179,46   Muito alto

Os valores já falam por si só, principalmente pela soma final, que indica a qualidade de vida em um nível muito alto, reunindo custo de vida, segurança, poder de compra, saúde, renda, transporte público e poluição.

2 – O maior salário mínimo do mundo é da Austrália

É complicado ter uma qualidade de vida considerada até mesmo mediana quando o seu salário não corresponde às suas expectativas, né? Fica cada vez mais difícil manter um estilo de vida e prosperar quando tudo parece muito caro em relação ao que você ganha por mês.

Na Austrália isso é bem diferente, pois além de ser um país incrível em diversos setores básicos, o gigante da Oceania também é famoso por ir muito bem economicamente, tendo o salário mínimo que em 2020, foi eleito o maior do mundo, com o valor de AUD$ 2199,20. Hoje em dia, o valor já atinge AUD$ 3015.2 mensalmente para um trabalhador de tempo integral.

Atualmente, o dólar australiano se encontra no valor de 3,88 reais brasileiros, então, se fizermos uma conversão do salário mínimo australiano para o real brasileiro, utilizando este valor, teremos o incrível número de BR$ 11.702,16. 

Intercâmbio na Austrália: milsons point

Já imaginou receber 10 vezes mais do que o salário mínimo brasileiro? Pois é, por isso que tantas pessoas buscam a Austrália como um ótimo país não apenas para estudar, mas para que possam morar no futuro, com ótimas oportunidades financeiras.

3 – O nível educacional da Austrália é ótimo

Estudar fora do Brasil é o sonho de todo cidadão brasileiro que busca mudar de vida através da educação, ao mesmo tempo, os países têm entendido que estudantes estrangeiros são ótimas escolhas para o mercado de trabalho local, pois além de serem pessoas dedicadas, podem se tornar mão de obra qualificada no país.

Fazer um intercâmbio na Austrália significa estudar em um dos maiores países do mundo, não apenas pela sua qualidade de vida e costumes incríveis, mas pelo o que ele tem a oferecer para o estudante estrangeiro que busca melhorar o seu currículo internacionalmente.

Na Austrália, existem diferentes tipos de intercâmbio e que podem cobrir as demandas e objetivos de qualquer aluno, seja ele interessado por estudar melhor um idioma, fazer um curso técnico, vocacional ou até mesmo uma universidade.

Além disso, a Austrália tem um sistema de ensino completo para quem deseja entrar no mercado de trabalho. Tendo o nome de AQF, o sistema divide os alunos por níveis de graduação, que servem como classificações ideais para os empregadores que buscam determinados profissionais para o seu setor. 

E falando dos empregadores, é importante que você saiba que as grandes indústrias andam de mãos dadas com as instituições de ensino da Austrália. Assim, torna-se muito mais simples que estudantes estrangeiros consigam ingressar no mercado de trabalho australiano.

4 – O clima é perfeito

O clima pode ser uma coisa que não agrega muito no seu sonho, ou se faz parte dele, deve influenciar apenas nas atividades que você deseja fazer ao ar livre. Porém, além de ser um fator determinante dentro do índice de qualidade de vida de um país, você já parou pra pensar em como o clima pode afetar todo o ecossistema de uma determinada região?

Parece até mentira, mas o clima da Austrália é um dos motivos pelos quais as pessoas escolhem tanto este país para estudar e morar futuramente, já que o clima é muito convidativo e consegue ser muito ensolarado sem aquele calor que costuma incomodar em algumas temporadas aqui no Brasil. 

Assim, os parques acabam se tornando pontos muito comuns de encontro pelo simples fato de poderem proporcionar um grande leque de atividades ao ar livre. As praias também são grandes points de encontro, não apenas entre os nativos, mas também para todos os estudantes estrangeiros que acabam participando da vida cotidiana da Austrália.

5 – Não faltam pontos turísticos

Intercâmbio não é só estudar, certo? Porque nós imaginamos, que se você está procurando estudar em outro país, é porque ele pode proporcionar uma experiência completa de educação internacional, indo muito além do que você pode aprender dentro da sala de aula da sua escola de idioma ou universidade.

Mas nem tudo é sobre estudar em outro país. Viver uma outra cultura, com outros costumes e tradições, também faz parte do seu intercâmbio e é importante que você se lembre disso, para que viva cada segundo do seu intercâmbio na Austrália da melhor forma possível.

Por isso, é importante que você se divirta durante o seu tempo livre na Austrália, ao mesmo tempo que aprende sobre o país e os seus pontos importantes, visitando tudo o que a Austrália tem para oferecer como um país de primeiro mundo.

Como já dissemos acima, as praias têm lugar garantido no coração dos nativos e também dos estrangeiros, então lugares como a cidade de Gold Coast, que é muito famosa por suas longas praias e também pelos pontos de surf, costumam ser muito visitados.

Intercâmbio na Austrália: Gold Coast

Mas, ainda falando de Gold Coast, caso você não seja uma pessoa que curte a linha sol e praia, você pode visitar o SeaWorld, um parque aquático muito conhecido mundialmente, ou o próprio Dreamworld, um parque temático e também zoológico, que certamente merece uma visita.

Aqui, nós citamos apenas alguns lugares de uma única cidade, já parou pra pensar em quantos lugares você pode visitar enquanto estiver em outra cidade ou ao longo de toda a Austrália? Faça a sua experiência ser inesquecível!

Chegando até aqui, eu aposto que você se interessou por fazer o seu intercâmbio na Austrália, melhor ainda se quiser viver uma experiência incrível no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica no botão abaixo e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa!

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Dicas

O melhor guia para morar em Vancouver

Morar em Vancouver é o seu sonho? Bom, caso seja, você já fez a escolha correta sobre qual cidade deseja visitar. Porém, caso você ainda não saiba se Vancouver é uma boa cidade, ou se ela nunca passou pela sua mente para sonhar sobre uma viagem, neste post vamos deixar tudo bem claro sobre uma das cidades mais conhecidas não apenas no Canadá, mas também no mundo. 

Sabe o motivo dessa fama mundial? Não? Então leia até o final e saiba a resposta!

Como é morar em Vancouver

Sendo a cidade mais popular e também a maior cidade em extensão territorial da província de British Columbia, Vancouver é responsável pelo brilho nos olhos de todo intercambista que busca uma qualidade de vida maior, assim como um nível educacional acima da média.

E se formos começar falando sobre Vancouver, precisamos concordar que: generalizar algum assunto sempre é um problema, porque nem todos concordam sobre determinados pontos específicos, mas quando o assunto é cuidar do meio ambiente, todos concordamos que essa é a opção correta, certo? 

E para morar em Vancouver, você precisa saber que a cidade sabe que o meio ambiente é um dos bens mais importantes que podemos carregar ao longo da história da humanidade, por isso, a cidade iniciou um plano de se tornar cada vez mais arborizada, que carrega o nome de vancourverismo.

Com prédios agrupados e de tamanho médio, a circulação de ar em Vancouver se torna muito mais fluida e as pessoas conseguem ter condições climáticas muito mais proveitosas para a vida cotidiana, se tornando uma cidade totalmente independente climaticamente e que também serve de exemplo para todo o mundo como uma cidade sustentável.

A cidade tem lindas paisagens, com montanhas e clima aconchegante, um cenário que já serviu para diversos filmes que já assistimos ou ainda podemos assistir, como: Deadpool, X-Men:Origens – Wolverine e dois filmes da nova trilogia do Planeta dos Macacos. 

Montanhas de Vancouver
Montanhas de Vancouver

Por isso, é bem comum que você esteja caminhando para o seu curso ou faculdade e acabe se deparando com uma rua fechada para que uma cena de ação seja gravada nas ruas de Vancouver.

O transporte público

O transporte público em Vancouver é bem diversificado, sendo muito simples e também muito prático, já que ele se divide em 3 transportes principais, sendo eles: SeaBus (Ferryboat), Ônibus e o SkyTrain (metrô).

Shuffle Boat em Vancouver
Shuffle Boat

Mesmo sabendo dos tipos de transporte, é importante que você aprenda sobre o Compass Card, o cartão que automatiza as interações com o transporte público de Vancouver e tornando o transporte público muito mais prático.

O Compass Card funciona mensalmente, mas não da forma que já conhecemos. Em caso de você contratar o serviço em Janeiro, ele não valerá até alguma data de Fevereiro, mas sim até o final de Janeiro. Portanto, é importante que você contrate o serviço o mais cedo possível, para que consiga desfrutar do transporte público de forma completa e rentável para o seu bolso, certo?

SeaBus

O SeaBus ou Ferryboat é um dos transportes mais importantes para quem deseja morar em Vancouver, pois são as balsas que transportam as pessoas do centro da cidade até a zona norte de Vancouver da forma mais rápida, pelo fato de poder cruzar o Burrard Inlet em questão de minutos. 

Os ônibus de Vancouver 

Aqui no Brasil nós utilizamos ônibus com muita frequência, o que não quer dizer que seja 100% funcional. Mas em Vancouver, os ônibus são importantes e interligam toda a cidade, tendo como diferencial, o sistema do NightBus, os ônibus que segundo o TransLink, foram criados para transportar os cidadãos com segurança ao longo das cidades da região no período da noite.

O NightBus começa a sua trajetória de transportar as pessoas noturnas a partir das 2 horas da manhã, 7 noites por semana.

SkyTrain

O SkyTrain aparece por último por aqui, mas com certeza não menos importante, pois com as suas 3 linhas, o sistema de metrô de Vancouver consegue ser extremamente funcional e totalmente interligado. Abaixo, confira as 3 linhas:

Expo Line – Conecta o centro da cidade de Vancouver às cidades vizinhas de Burnaby, New Westminster e Surrey.

Millennium Line – Sai da região de East Vancouver em direção a Burnaby, Port Moody e Coquitlam.

Canada Line – Viagem do centro de Vancouver até o aeroporto da cidade e também à cidade de Richmond.

São viagens rápidas e que podem interligar toda a Vancouver, assim como facilitam a locomoção dos cidadãos para outras cidades vizinhas.

A qualidade de vida em vancouver

Lá em cima, nós falamos sobre como Vancouver é uma cidade reconhecida mundialmente, e ela realmente é, mas não pelo vancourismo. Existem alguns outros atributos que fazem de Vancouver uma das melhores cidades do mundo.

Pois além de ser uma das cidades das províncias mais conhecidas do Canadá, um país que valoriza vários setores básicos, Vancouver também tem as suas qualidades únicas.

Cidade de Vancouver
Cidade de Vancouver

Em 2020, por exemplo, The Economist Intelligence Unit elegeu as 10 melhores cidades do mundo para se viver, contando com cidades de países já conhecidos pela qualidade de vida, como Finlândia, Áustria e Austrália. Vancouver figurou em 3º lugar, ficando atrás apenas de Melbourne e Viena, e na frente de cidades incríveis como Toronto, Calgary e Sydney.

A cidade tem a fama de ser um pouco mais cara do que a média no Canadá, mas isso pode ser revertido se você tiver um bom planejamento econômico. Além disso, é possível que dependendo da sua instituição de ensino, você consiga trabalhar enquanto estuda na cidade, o que pode melhorar ainda mais a sua situação econômica.

Chegando até aqui, eu aposto que você se interessou por fazer o seu intercâmbio em Vancouver, melhor ainda se quiser viver uma experiência incrível no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica no botão abaixo e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa!

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!

Categories
Dicas

As melhores dicas para estudar na Itália

Estudar na Itália não é nenhum mistério, mas mesmo assim, muitas pessoas costumam ter dúvidas sobre como é o processo para estudar no país, assim como também se questionam sobre como é o seu sistema de ensino e também a sua qualidade.

Por isso, decidimos elaborar um post sobre como é o sistema de ensino na Itália, como você pode estudar no país e um benefício que você pode ter se estudar no país. Confira abaixo:

O sistema de ensino da Itália

Aqui no Brasil, nós costumamos pensar que o sistema de ensino só começa a ficar um pouco mais intensificado apenas no Ensino Médio, onde nos preparamos para um exame nacional que pode decidir os nossos caminhos e carreiras. Indo depois para o ensino superior, onde as coisas realmente se intensificam.

Mas na Itália, as coisas são bem diferentes, pois a educação é tratada como coisa séria desde os níveis mais baixos, onde as crianças recebem uma educação de qualidade, independente da classificação da escola em que ela estiver estudando, seja ela pública ou privada. Além disso, as crianças são obrigadas a estar matriculadas em uma instituição de ensino.

Para que tudo fique claro, vamos começar do ensino mais básico até o superior, para que você entenda como a educação da Itália funciona desde a sua base. Agora vamos direto ao sistema de ensino e como ele funciona nas suas divisões:

O ensino infantil

O ensino infantil ou Istruzione Prescolastica é o começo da trajetória do aluno italiano, sendo responsável pela criação das funções cognitivas da criança. Este nível de educação é dividido entre duas etapas específicas, que nós aqui no Brasil, também já conhecemos:

Creche – Crianças dos 3 meses aos 3 anos

Jardim de infância ou Scuola dell’infanzia – Para crianças entre 2 e 5 anos

Ensino fundamental

Lembra que nós falamos acima que a educação na Itália é levada a sério? Pois é, é nesta etapa que o ensino começa a ficar obrigatório, o que é algo que se explica pelas próprias competências que o aluno adquire ao longo do tempo que estiver nessa fase de educação.

O ensino também se divide nessa etapa, sendo eles:

Scuola primaria ou Scuola Elementare

São 5 séries no ensino primário, onde as salas são preenchidas com até 25 alunos e nada mais que isso. Para que os alunos passem para o próximo nível de ensino, acontece uma prova escrita e também oral.

Scuola secondaria di primo grado ou Scuola Media

O ensino secundário fundamental tem 3 séries e os alunos geralmente estão entre 11 e 14 anos. Ao término do ensino secundário, os alunos realizam um teste para que possam ingressar no ensino médio.

Ensino médio

O ensino médio ou Scuola secondaria di secondo grado, funciona de uma forma um pouco diferente do que temos aqui no Brasil, pois ao contrário do nosso sistema com 3 anos, a Itália utiliza 5, tendo ao final dessa etapa o Esame d`Estato, que é basicamente o ENEM aqui do Brasil.

Estudar na Itália: biblioteca

Ensino Superior

Agora chegamos ao ensino superior ou Istruzione superiore (Universitá), onde a obrigatoriedade termina, mas as responsabilidades crescem. No sistema universitário da Itália existem ciclos que determinam as graduações e o nível de ensino.

O primeiro ciclo é responsável pelas graduações normais, como bacharelado e licenciatura. Que duram 3 anos.

O segundo ciclo tem a duração de 2 anos e é composto pelas pós-graduações e mestrado.

O terceiro ciclo corresponde às graduações mais altas, como o doutorado e também diplomas relacionados a pesquisas mais avançadas e específicas.

Estudar na Itália: tabela do ensino superior
Foto: https://www.lescuolestatali.it/

Como estudar na Itália

Atualmente, a Itália figura na 23ª posição do PISA, um ranking mundial de educação, onde todos os países são submetidos a testes de leitura, ciências e matemática. Neste ranking, a Itália está à frente de países como Hungria, Brasil, Islândia, Malta e o Chipre, que atualmente, é uma das maiores economias da Europa.

Para estudar na Itália é necessário que você, primeiramente, consiga um visto de estudante, que para muitas pessoas, é a porta de entrada não apenas para o mercado de trabalho, mas também para uma vida com maior qualidade em um país de primeiro mundo. Com o seu visto em mãos, você já terá a permissão necessária para se matricular em uma instituição de ensino.

Ruas de Veneza

Mas lembre-se: o visto de estudo na Itália é diferente do visto da Austrália ou Nova Zelândia, por exemplo, que já vêm com a permissão de estudo e trabalho. Mas não se preocupe, pois abaixo, vamos explicar melhor sobre isso.

Na Itália, o mais comum para alunos estrangeiros, é que desembarquem no país para que comecem os seus estudos em uma escola de idioma, pois o que seria melhor para aprender italiano do que viver na própria cultura italiana?

Com a prática direta com os cidadãos e a vivência dos seus costumes, o aluno aprende a língua italiana na mesma medida que consegue ter uma ótima experiência de intercâmbio, refletindo também na qualidade de vida que ele terá no país. Pois a partir do momento que você aprende italiano, também consegue desfrutar o melhor da Itália.

Trabalhe enquanto estuda na Itália

E tem mais: você sabia que é possível trabalhar enquanto estuda na Itália? Pois é. Estando matriculado em um curso de idioma de longa duração (6 meses), o intercambista pode solicitar o Permesso de Soggiorno, um documento que permite a residência temporária no país, que consequentemente também permite o trabalho nas terras italianas. 

Entendeu a diferença do visto da Itália para o da Austrália, por exemplo? Com o visto de estudante italiano você consegue estudar no país, mas basta o Permesso de Soggiorno para que consiga a permissão de trabalho.

Scooter italiana

Os países da Europa valorizam a educação e acreditam que ela é o grande trunfo para que uma nação cresça forte e muito próspera. Por isso, países como Irlanda, Alemanha, Inglaterra e a própria Itália, costumam receber estudantes estrangeiros de braços abertos, pois além de se tornarem ótimos profissionais, se tornam cidadãos que podem investir na economia do país.

Chegando até aqui, eu aposto que você se interessou por fazer o seu intercâmbio na Itália, melhor ainda se quiser viver uma experiência incrível no país para seguir o caminho dos seus sonhos. Se você ainda não sabe como seguir este caminho ou tem alguma dúvida, clica no botão abaixo e nós vamos retornar o mais rápido possível com as respostas que você precisa!

Gostou deste post? A Dreams sabe que você tem muita vontade de aprender sobre o destino dos seus sonhos, por isso temos um blog cheio de conteúdos sobre a cultura, custo de vida, curiosidades e notícias sobre diversos países. Acesse o nosso blog e fique a vontade para consumir mais conteúdos como esse!